P. 1
A TI aplicada a logística

A TI aplicada a logística

|Views: 3.540|Likes:
Publicado porMaria Helena Brito

More info:

Published by: Maria Helena Brito on Sep 03, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/02/2013

pdf

text

original

A TI APLICADA À LOGÍSTICA: O DESAFIO DO MERCADO GLOBALIZADO

CAMILA LÍGIA - 10823075 (camila_ligia@hotmail.com) KAIO SERGIO - 10823106 (kaiosergio@hotmail.com) MARIA HELENA BRITO - 10813098 (helenaabrito@hotmail.com) PRISCILLA CAMPOS - 10823068 (priscilla_tamires@hotmail.com) SAMMUEL TELES – 10823073 (sammteles@hotmail.com)

RESUMO Nosso artigo objetiva evidenciar a importância da tecnologia da informação aplicada à logística através de uma metodologia descritiva e teórica, a qual está diretamente ligada com a competitividade, pois trata de um fator muito importante dentro da organização, que é a diferenciação no mercado (manter e obter clientes está cada vez mais difícil) e através da estratégia logística é possível atingir uma filosofia ideal, a do Just-in-time. Além disso, os processos logísticos são agilizados, por serem baseados em informações exatas e confiáveis, suas metas são de disponibilizar o produto certo, na quantidade boa, no local e momento devido, nas condições perfeitas para o cliente ideal e em um preço justo, demonstrando a alta relevância das ferramentas de TI, que são imprescindíveis para a integração dos vários setores da empresa. É essencial que se saiba o que e como fazer para uma melhor utilização da mesma, pois muitos a possuem, mas não sabem explorá-la da forma correta, deixando de usufruir de diversos benefícios que possui. Também fica claro por meio deste, exemplos práticos da Tecnologia da informação na logística de diversas empresas e maneiras (sistema de posicionamento e comunicação automatic vehicle location, sistema de entrega administrada, EDI, Resposta Eficiente ao Cliente, do Data Warehouse). É evidente a importância dessa poderosa ferramenta nas empresas, para que consigam manter seu lugar no mercado e serem capazes de obter resultados cada vez mais proveitosos e inteligentes. PALAVRAS-CHAVE: Logística; Informação; Tecnologia da informação; EDI

1

fae.pdf>. Pág. 1 Dicionário Aurélio apud JUNIOR. pois precisam de informações rápidas e precisas. onde integra fornecedores. desde o ponto de origem até o ponto de consumo. Conceito de Logística Segundo o Aurélio1 o termo Logística vem do francês logistique e tem como uma de suas definições a “parte da arte da guerra que trata do planejamento e da realização de: projeto e desenvolvimento. 2. Pág. Logística Empresarial.edu/publicacoes/pdf/empresarial/4. O que era um simples sistema tornouse um elo entre compradores e vendedores em uma rede de sistema de relacionamento eletrônico. NETO. esse sistema auxilia a empresa com vantagens em produtividade e valores.1.1. produtores e clientes. Inserido nesse ambiente atual. bem como as informações a eles relativas. 40. armazenamento. visando reduzir gastos e ter uma flexibilidade entre os meios para que se conquiste o cliente da forma mais completa possível. Disponível em <http://www. Age ligando as atividades logísticas em um único processo integrado. obtenção. Um fator antes de pouca importância para a logística era o fluxo de informações. a tecnologia da informação ganha espaço e poder dentro das empresas. 2 . que serão um fator decisivo na eficácia dos sistemas logísticos. define logística como: a parte do Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento que planeja. 2 JUNIOR. Francisco Ferraes. acesso em 22 de maio de 2010. Maurício Kuehne. tornou-se um elemento essencial para a sustentação das empresas. LOGÍSTICA 2. NETO. Logística Empresarial. já que a concorrência no mercado está mais intensa com o passar do tempo.fae.pdf>. 40. materiais semiacabados e produtos acabados.edu/publicacoes/pdf/empresarial/4. reparação. Francisco Ferraes. implementa e controla o fluxo e armazenamento eficiente e econômico de matérias-primas. acesso em 22 de maio de 2010. manutenção e evacuação de material (para fins operativos ou administrativos)”. INTRODUÇÃO Com o atual cenário competitivo. onde hoje. Disponível em <http://www. transporte. sendo um diferencial no mercado em que atua. Além disso. Maurício Kuehne. com o propósito de atender às exigências dos clientes. distribuição. as empresas necessitam ser cada vez mais aptas às mudanças nas questões operacionais e produtivas. O Council of Logistics Management2.

Admin. armazenagem. 5 Portal da Administração.org/xkurt/projetos/portaldoadmin/modules/news/article. Evolução da Logística Com o processo de especialização da produção em diversos setores econômicos as organizações entendiam a logística como responsável pela distribuição dos produtos. levando os empresários a melhorar os canais de distribuição e analisar os custos para não sacrificar o seu lucro. 2. 11. 3 BESSA. especial. 4 JUNIOR. 122. baixa capacidade de distribuição e despreocupação com custos o que nos mostra que não havia um conceito de logística empresarial. CARVALHO. Pág.transporte.pdf>. esse começou a surgir na década de 1950 motivado principalmente por uma nova atitude do consumidor. de compras e serviço ao cliente. Fortaleza. acesso em 22 de maio de 2010. caracterizávamos o mundo empresarial até a década de 1940 pela alta produção. Disponível em <http://www. o que gerou uma preocupação com a prestação dos serviços. v. Marcos James Chaves.php?storyid=744>. ao mesmo tempo. flexibilizando o sistema de produção através do aperfeiçoamento dos processos tecnológicos.fae. eliminando as barreiras comerciais. mas com as mudanças ocorridas na economia. em decorrência surgiram novos conceitos acerca do tema. onde o objetivo não é somente a redução do custo de uma atividade individual.2. 41. “A atividade logística está diretamente voltada para a resolução da grande questão: como agregar mais valor e. processamento de pedidos. Maurício Kuehne.edu/publicacoes/pdf/empresarial/4.htmlstaff. reduzir os custos garantindo o aumento da lucratividade?” (NETO e JUNIOR)4 O que é atualmente o grande desafio do mercado Globalizado. a diminuição do ciclo de vida dos produtos e a elevada utilização da tecnologia. por exemplo a administração logística e a logística integrada. 3 . Cent. Logística Empresarial. lotes de produção. 2005. Pág. acesso em 22 de maio de 2010.Segundo BESSA e CARVALHO3 (2005) a logística tem como objetivo aumentar a produtividade e a competitividade. Segundo o Portal da Administração 5. n. NETO. Disponível em <http://www. tendo como resultado a redução de custos. mas sim o custo logístico total da empresa . estocagem. Ciênc. Tereza Monnica Xavier Bacelar de. Tecnologia da informação aplicada à logística. a valorização dos clientes e a expansão da área negociada.. Francisco Ferraes. Logística : Evolução histórica da logística empresarial. Rev. a logística foi abrangendo novas atividades ao longo da cadeia de produção.

independentemente de sua origem ou procedência possa estar sendo oferecido para consumo em qualquer parte do mundo. A globalização trouxe a integração dos mercados em nível mundial no sentido de que um produto e sua matéria-prima. movimentação de materiais (seria o transporte eficiente de produtos acabados do final de linha de produção até o consumidor) e a distribuição física (que é o conjunto de operações associadas à transferência dos bens objeto de uma transação desde o local de sua produção até o local designado no destino e no fluxo de informação associado). 41. e colaborou para aumentar a produtividade da energia para compensar o aumento dos fretes. 3. o processo logístico atravessa todas as áreas funcionais. dizendo que a logística “é primeiramente e principalmente um fornecedor de serviço. O autor (p. Com a evolução da logística empresarial a segmentamos em três grandes áreas: a administração de materiais (associada ao fluxo de materiais e informações). Philippe-Pierre et al. (2000)7 diz que: a logística é como uma gestão de fluxos entre marketing e produção. 2000. Conceito de Tecnologia da Informação Uma grande força motriz na busca de melhorias de lucratividade no campo da logística é o uso da tecnologia da informação. 41) ainda complementa. Logística e operações globais: texto e casos. Pág. uma vez que essa é capaz de fornecer as informações 6 Ibid. Dornier et al. e sendo assim. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 3. criando então importantes interfaces. 4 .Ainda segundo a mesma fonte6. 7 DORNIER. São Paulo: Atlas. por isso a logística tornou-se condição essencial à integração das atividades na empresa. e por isso todas as organizações devem ser analisadas como um sistema no qual as diferentes áreas funcionais e os diferentes membros estão todos interrelacionados.1. de 1965 em diante houve a consolidação dos conceitos da área de logística e esta passou a ser estudada cientificamente.

contendo sistemas operacionais que fornecem à administração dados relevantes para fins de tomada de decisões. Tudo gira em torno da informação. Mariangela de Matos. a empresa que melhor conseguir lidar com a informação.certas no momento certo para tomar a decisão certa pelo motivo certo.com/2010/05/12/ti-aplicada-a-logistica/>. 3. Logística e a tecnologia da informação.2. melhorar os lucros. A tecnologia da informação na logística: o uso do EDI nas operações logísticas em uma empresa do setor têxtil. A segunda abordagem relaciona sistemas de informação apenas ao uso da informática.8 Santos e Pontes (2006)9 disem que: Ao se definir Sistemas de Informação. Evolução da Tecnologia da Informação Devido a exigências do mercado em obter respostas rápidas para seus problemas.br/premio/documentos/2006/mono_10. cujo objetivo do é integrar os diferentes setores da organização. que é a Tecnologia da Informação. permitindo satisfazer tanto necessidades globais. Da mesma forma. acesso em 22 de maio de 2010. 2004. FILHO. 8 BIGATON. Portanto. PONTES. acesso em 22 de maio de 2010. juntamente com as técnicas de organização e gestão. Edmundo Escrivão. Disponível em <http://avlvirtual. dois diferentes conceitos são apresentados. o que é fundamental. portanto.fucape. onde a Tecnologia da Informação pode ser definida como uma rede baseada em computador. quanto específicas da mesma.pdf>. 2006. surgiu um setor vital para a economia atual. Ana Laura Wiethaus. 13. com o objetivo de aumentar a competitividade da empresa. Com certeza essa pessoa se tornará um profissional com grande qualificação para atenderas necessidades do mercado. A primeira consiste na abordagem sistêmica e gerencial da informação. Pág. quem souber reconhecer a importância da TI. 5 . e. alinhadas com a estratégia de negócios. 9 SANTOS. Uma de suas características é a utilização de ferramentas de informática. Disponível em <http://www. comunicação e automação.wordpress. certamente terá vantagens competitivas em relação aos concorrentes. Mara Celene Silva. A TI é algo cada vez mais importante na vida das pessoas e no dia-a-dia das empresas.

Processo de Implantação de ERP. Apesar desses avanços. desenvolvidos e aplicados. acesso em 22 de maio de 2010. por exemplo.pdf>. eles começaram a ter uma grande importância nas empresas. Apesar dos computadores nos anos de 1960 serem limitadíssimos em relação a aplicações. logo na década de 1990.br/cepeac/download/rev_n14_2000_art6. que por causa disso começaram a dominar o mercado e devido a essas inovações ocorreram as novas estratégias com base na tecnologia da informação. 11 PACHECO. a tecnologia da informação cresceu muito e passou a ser mais usado. em 1980 com o avanço tecnológico na área dês microcomputadores e escritórios. A busca pela descentralização se torna mais forte. incluindo os softwares de baixo custo. 2000. Ainda segundo os mesmos autores PACHECO e TAIT12 (2000). Disponível em <http://www.info/_files/trabalhos/engsoft/bd/Processo_Implantacao_ERP. 13 ARAÚJO. Vinícius. Surgem então nesse período os primeiros softwares gerando assim uma série de inovações. causando dificuldade na integração dos sistemas em sua flexibilidade. 6 . os computadores ainda eram incompatíveis entre si. 2008.upf. Tania Fatima Calvi. Gonçalves. Para ARAÚJO. a forma que os sistemas utilizados nos dia de hoje são modificados. mostrando. o surgimento do MRP . A integração tecnológica flexibilizou e facilitou a troca e o acesso às informações otimizando o funcionamento da empresa.. Os gerenciadores de bancos de dados passaram a ser disponíveis nos PCs. 12 Ibid. Segundo PACHECO e TAIT11 (2000). Disponível em <http://www. Nos anos 70. que era um programa que resolvia soluções de processamento das requisições de materiais a partir da previsão e estrutura do produto mostrando assim quais são os itens necessários e também quando e quanto deverão ser comprados ou fabricados. segundo Carmelito10 (2008). Ricardo.com.Materials Requirement Planning.S. o 10 CARMELITO. TAIT. os avanços tecnológicos começaram a abrir portas na área de transformação de dados em informação e na adaptação desses sistemas com as exigências da empresa. Marcelo. LECAR e GONGALVES13 surge. acesso em 22 de maio de 2010. por exemplo. ano de origem da tecnologia da informação. Tecnologia de Informação: evolução e aplicações. houve o fim dessa incompatibilidade com o surgimento de sistemas abertos. Disponível em <http://luizeduardoaraujo. Luiz Eduardo de. LECAR .br/informe-se/artigos/conceitos-basicos-do-mrp-material-requirementplanning/26507/>. Roberto C.pdf>. podemos entender a importância que essa ferramenta é necessária nas empresas atuais.Ao compreender a evolução da TI. entre esses softwares podemos citar. Conceitos Básicos do MRP (Material Requirement Planning).administradores. integração e modelos se tornam itens essenciais na área de sistemas de informação.

CARVALHO. Portanto a tecnologia da informação deve ser vista como suporte aos processos de logística e às decisões operacionais e de negócios das empresas. São Paulo.. dentre elas. O papel a ser desempenhado pela TI é estratégico. melhoria na qualidade do produto. 7) a “tecnologia da Informação serve para designar o conjunto de recursos tecnológicos e computacionais para a geração e uso da informação e está fundamentada em componentes como hardware. 36)15 conceitua a Logística como o processo de planejar. sistemas de telecomunicações e gestão de dados e informações. Pág. Ed. Existem também as desvantagens. 16 BESSA. armazenagem e distribuição física de produtos. 11.vydia. cobrindo desde o ponto de origem até o ponto de consumo. 2001. melhoria no relacionamento cliente/empresa e liderança na competitividade. Segundo BEAL14 (2001. um dos programas mais importantes para a gestão empresarial. 1989. o de manufatura. INTEGRAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COM A LOGÍSTICA acesso em 22 de maio de 2010. Admin. 7 . ideias e soluções. Tecnologia da informação aplicada à logística. Introdução á gestão da tecnologia da informação. Tendo a finalidade de dar suporte a todas ou à maioria das operações de uma empresa dentre elas aos departamentos administrativos. Marcos James Chaves. Cent. como os serviços e informações associados. Segundo BESSA e CARVALHO16 (2005): Apesar das grandes vantagens que a TI pode proporcionar a uma empresa. Disponível em http://www. os custos que são elevadíssimos e a rápida mudança no ritmo de trabalho. de recursos humanos e o de gestão da qualidade. como melhoria nos processos e controles internos. Antônio G. e. 15 NOVAES. Tereza Monnica Xavier Bacelar de. n. um funcionamento organizacional que ganhasse tempo e atendesse a grandes distâncias. o qual é um software que facilita o fluxo de informações integradas. pág. Acesso em 22 de maio de 2010. tornando mais fácil para as pessoas na organização compartilharem problemas.com. Adriana. 2005.” Enquanto que Novaes (1989. 14 BEAL. Rev. com o objetivo de atender aos requisitos do consumidor.ERP – (Enterprise Resource Planning). 120-127. Sistemas Logísticos: transporte. Pág. pode-se encontrar: o medo dos empresários em mudar a cultura organizacional. 4. Edgar Blücher Ltda. implementar e controlar de maneira eficiente o fluxo e a armazenagem de produtos. p. Fortaleza. pág.br>. 07. busca ajudar o desenvolvimento do conhecimento coletivo dos funcionários e do aprendizado contínuo. o de distribuição. especial. v. 36. software. perspectivas. Ciênc.

com o advento das tecnologias de interface de voz e linguagem natural. BANZATO. 123. 2001. GASNIER.. residem os aplicativos para usuários finais e por fim na quinta camada encontramos a tecnologia de Workflow. senão o mais fundamental e possui modernas ferramentas especializadas.guialog. a terceira camada envolve as linguagens de programação e os gerenciadores de bancos de dados. de São Paulo.Eduardo. sistema que agrega inteligência aos processos inerentes aos almoxarifados (Execução). EIS. pág.Eduardo.Daniel. Ainda segundo o mesmo autor19. com a meta de integrar e automatizar os componentes da cadeia de valor. já na quarta camada.. Porém nos laboratório de pesquisa já estão disponíveis as aplicações da sexta camada.com. sistema de acompanhamento do negócio. que está encarregado de gerenciar os diversos componentes e periféricos conectados no sistema. acesso em 22 de maio de 2010. servindo como uma interface de comunicação entre o hardware e os níveis seguintes. Disponível em < http://www. WMS. totalizando-se em cinco. Consultores da IMAM Consultoria Ltda.com.htm>. 17 Ibid. Disponível em < http://www. a segunda camada contempla o sistema operacional.Daniel. 2001. acesso em 22 de maio de 2010.guialog. GASNIER. sistema especializado no atendimento personalizado do cliente (Planejamento). que progressivamente agregam mais recursos e funcionalidade aos computadores: A primeira camada se refere à plataforma de hardware que processa dados em código de máquina. a tecnologia de informação possui um principal papel.br/ARTIGO294. Consultores da IMAM Consultoria Ltda. são definidas as camadas de softwares. incluem os produtos identificados como: CRM. por meio do monitoramento de seus principais sinais vital (Controle).. ou seja. 18 19 BANZATO. que se popularizarão em breve. as chamadas atividades primárias – que tratam desde a entrada de pedidos até sua entrega ao cliente – e as atividades secundárias – que provêem a infra-estrutura e a tecnologia para viabilizar o atendimento ao cliente. de São Paulo. Tem como objetivo ser um instrumento facilitador nas tomadas de decisões possibilitando a integração e a troca de informações entre as atividades que compõem a cadeia de valor de uma empresa. as soluções de TI referidas acima. 8 .Segundo BESSA e CARVALHO17 (2005) no setor logístico.br/ARTIGO294. Seguindo a classificação de BANZATO e GASNIER18 (2001) o conteúdo é enriquecido por cada processamento de informação.htm>.

com/2010/05/12/ti-aplicada-a-logistica/>. no setor mercadológico. Vantagem Competitiva da Ti aplicada à Logística Segundo BIGATON e FILHO21 as empresas necessitam de informações precisas e que se diminua o lead time de fabricação. FILHO. através do processo de simulação diminuem-se os riscos. pois ninguém tem a capacidade de executar de forma precisa seu trabalho sem que possua uma informação verdadeira e concreta sobre a movimentação de materiais.Segundo BANZATO e GASNIER20 (2001) os efeitos da aplicação de uma TI são imensos. Disponível em <http://avlvirtual. 2004. para que se tenha mais agilidade nos processos de recebimento e expedição e sejam possíveis as trocas de informações e de materiais entre empresas. quanto aos processos internos. Ana Laura Wiethaus. A TI não só aumenta a velocidade dos processos logísticos como também atribui fidelidade à informação. no qual se torna um pré-requisito para o sucesso.1. com uma enorme repercussão. 3. a velocidade e agilidade de respostas e aberturas em novos mercados.2. temos também a qualificação de clientes.wordpress. tem-se a melhoria da comunicação e consistência das informações. 21 BIGATON. acesso em 22 de maio de 2010. A TI age disponibilizando à gerência informações sobre o local exato dos materiais. 4. Logística e a tecnologia da informação. 9 . Pág. Edmundo Escrivão. As novas tecnologias contribuem para um ambiente novo tão quanto competitivo. Os Impactos Da Troca Eletrônica De Informações Nas Atividades Logísticas 20 Ibid. 4. podemos citar como exemplos a redução de custos à automação dos processos no setor financeiro.

21) citamos o exemplo. A tecnologia da informação na logística: o uso do EDI nas operações logísticas em uma empresa do setor têxtil. 2006. Isso deve ocorrer pelo fato das empresas a associarem apenas a características operacionais. Além do que a mesma pode servir de incentivo para uma mudança baseada em novas formas de gestão da cadeia de suprimentos 4. estoque. Como também com a redução de custos por evitar fretes adicionais. na atuação da área de transportes. 22). acesso em 22 de maio de 2010. A tecnologia da informação na logística: o uso do EDI nas operações logísticas em uma empresa do setor têxtil. quando esta ferramenta pode ser usada na intensificação da relação entre os parceiros comerciais. Pág. Disponível em <http://www. Pág.br/premio/documentos/2006/mono_10. 21) sendo utilizado de forma adequada. Karine Araújo. 2006. é possível preparar o destinatário para o recebimento de sua carga no momento da sua chegada. Mara Celene Silva. Maria Rita Pontes Assumpção. PONTES.3. 24 Porto ET AL. papeis e métodos burocráticos. 22 10 .24(2000 apud SANTOS. acesso em 22 de maio de 2010. pág. nota-se que 40% das empresas não estão explorando de forma correta e completa o uso do EDI. serviço ao cliente e no gerenciamento na cadeia de suprimentos.scielo. pág.fucape.br/scielo. 21 23 ALVES. atuando nas áreas de transporte. FERREIRA. De acordo com a pesquisa realizada por Porto ET AL. PONTES. Mariangela de Matos. através da reposição continua a partir das necessidades. 2005. Logística e troca eletrônica de informação em empresas automobilísticas e alimentícias.pdf>. na possibilidade de acompanhamento e uso da carga e descarga praticamente em tempo real. Exemplos de Tecnologias da Informação na Logística 22 FERREIRA (2004) apud SANTOS. Disponível em <http://www. Mariangela de Matos. criar uma relação entre cliente e transportadora. com a transmissão das informações e documentação. Disponível em <http://www. 2006. acesso em 22 de maio de 2010. possibilitando melhorar a atuação de ambos junto ao consumidor final. Mara Celene Silva. pág. Segundo ALVES e FERREIRA23 (2005). o EDI permite às empresas a melhora da gestão e do controle de produção. 2006.Segundo FERREIRA22 (2004 apud SANTOS.php?pid=S0103-65132005000300012&script=sci_arttext>.br/premio/documentos/2006/mono_10.fucape. usando-o apenas para diminuição de erros. pode-se também planejar sua logística e diminuir o tempo de atendimento.pdf>. Ainda segundo SANTOS (2006. o Intercâmbio Eletrônico de Dados (EDI) pode proporcionar diversos benefícios na realização de operações logísticas. (2000) apud SANTOS.

hoje no Brasil muitas empresas de pequeno porte são abertas e o numero só cresce. 4. Ana Laura Wiethaus. que foi previamente acertado entre a Rhodia e o cliente (REVISTA TECNOLOGÍSTICA. 2000). que acoplados a microcomputadores avisam quando o estoque atinge o nível de reposição. menos custos e maior nível de serviço ao cliente (MAZZEO. a utilização de receptores GPS embarcados. facilitando a elaboração de relatórios. que permitem o conhecimento da posição de um veículo e a realização de operações associadas. ou de rádio freqüência. 2003). do ECR (Resposta Eficiente ao Cliente) e o EDI (Intercâmbio Eletrônico de Dados).e isso pode resultar em lead times menores e programações de entrega mais previsíveis. ou pelo chamado network positioning.com/2010/05/12/ti-aplicada-a-logistica/>. Logística: o desafio da inclusão digital das pequenas empresas. Disponível em < http://www. dos sistemas de posicionamento e comunicação Automatic Vehicle Location (AVL). eliminação da papelada e erros associados à entrada manual dos dados. no qual as organizações concordam em padrões de dados comuns para não ocorrer em incompatibilidade de dados e que proporciona vantagens tais como o fornecimento de melhor feedback sobre quando e quais produtos estão sendo vendidos . 2004. por exemplo. 2003). do Data Warehouse (DW) que armazena dados históricos e atuais em um único banco de dados.wordpress. Disponível em <http://avlvirtual. • • • 5. Logística e a tecnologia da informação. é possível que as empresas executem tarefas altamente complexas e inimagináveis. que são geralmente criados por ferramentas conhecidas como Sistema de Informações para Executivos (HAMACHER. 2007. 11 . acesso em 22 de maio de 2010. com apoio de antenas próprias. via internet e ininterruptamente graças a sensores eletrônicos mos tanques de fenol dos clientes. com o qual é possível monitorar. |BIGATON e FILHO25 (2004) trazem interessantes exemplos acerca do nosso tema: • Através do sistema de Entrega Administrada Rhodia (EAR). O DESAFIO DA INCLUSÃO DIGITAL DAS PEQUENAS EMPRESAS Segundo MATSUBAYASHI26 (2007). controlar e fazer a reposição automática de fenol nos clientes da empresa de forma totalmente informatizada. para uma empresa realmente existir e ser chamada de empresa ela tem que ter todos os setores de uma organização mesmo sendo uma empresa 25 BIGATON.Através do avanço da TI. com o apoio de operadoras de celular (RODRIGUES. Pág. acesso em 22 de maio de 2010. FILHO. Edmundo Escrivão. 2001). Roberto. o que significa menos devolução. através de tecnologias que suportem os seus componentes.br/artigos/298/roberto-matsubayashi/26/02/2007/logistica-o-desafioda-inclusao-digital-das-pequenas-emp>.baguete. 26 MATSUBAYASHI.com.

para que uma organização seja eficiente e competitiva ela deve ter uma excelente sistema de logística pois ela tem o poder de colher as informações do mercado e transformar em dados importantes para que a organização saiba lidar com o mercado e ser competitiva. Mais mesmo assim com todos esses avanços as (MPES) não atingem os padrões globais de gerenciamento de cadeia de suprimentos. ela não é tão simples assim como entregar mercadorias. 6. CONCLUSÃO 12 . sua estratégia é implantar tele centros de informação de negócios que visam dar suporte aos empresários de (MPES). mais o melhor a fazer é adotar padrões e praticas com base em experiências boas. Ainda segundo o mesmo autor. a partir desses incentivos uma aquisição de software de gestão de serviços e também cursos de capacitação para que o empresário domine esses novos recursos de tecnologia de informação.pequena. aprender a trocar experiências com outras empresa e sempre buscar soluções para os problemas e também modernizar seus conceitos de logística e distribuição e assim poder sair de uma (MPES) para se tornar uma grande empresa e sempre a abrir novos horizontes. MATSUBAYASHI (2007) ainda fala que. que pode ser a mais cara. com isso o SEBRAE com o seu núcleo de informatização a PROINPE investiu milhões em empresas desse porte na cidade de são Paulo que eram mais de mil possam. uma delas. mais como ser competitiva sendo uma micro e pequena empresa (MPES)? Para isso devemos entender que existem vários tipos de investimentos que nem todas as organizações têm esse poder aquisitivo para telas. pesquisas mostram que grande parte das micro e pequenas empresas tinham um sistema muito básico de informatização e tecnologia. a (MIDC) começou com esse projeto quando viu que as micro e pequenas empresas estavam sendo excluídas e prejudicadas por não possuir essas tecnologias. isso gera um grande desafio a ser vencido por (MPES) que por fim não podem investir em novas tecnologias por serem muito caras. a logística é uma delas sendo muito importante na organização. apesar de um mercado cheio de novidades. novas tecnologias a logística é praticada de forma parcial. no Brasil o ministério de desenvolvimento indústria e comercio exterior (MDIC) com a sua secretaria de tecnologia industrial estruturou um grande programa para investir e incluir as (MPES) no seu plano de inclusão digital. é investir em tecnologia.

acesso em 22 de maio de 2010. Concluímos que as ferramentas são criadas e disponibilizadas para facilitar o trabalho do homem. É por isso que concordamos com as sábias palavras de BIGATON e FILHO27 (2004. que é uma poderosa ferramenta da logística no seu trabalho. e ela resolverá todas as deficiências.A logística é uma exigência para os empresários. FILHO. mas é o uso delas que realmente a fazem possuir tal importância. 5. Pág. Mas não basta supor que a TI é a chave do sucesso. Edmundo Escrivão. 5): Não se pode pensar em logística de forma estratégica sem associá-la a tecnologia da informação. pois sem ela não conseguem manter uma cadeia de produção em pleno funcionamento.wordpress. mas também que se torne cada vez mais eficiente e efetiva na geração de valores para as empresas. pois de que adianta todo um sistema logístico integrado se os funcionários não sabem utilizá-lo? 27 BIGATON. mas é o julgamento de negócios dos humanos que a faz poderosa. 13 . pois a tecnologia da informação vem contribuindo não só para que a logística alcance altos níveis de primazia competitiva. 2004. Em todos os departamentos de uma empresa encontramos alguma atividade logística. Ana Laura Wiethaus. pág. Logística e a tecnologia da informação. Como diz Wang (1998) à informação tecnológica pode ser a maior ferramenta dos tempos modernos.com/2010/05/12/ti-aplicada-a-logistica/>. Disponível em <http://avlvirtual.

br/ARTIGO294.Eduardo. CARVALHO. especial. São Paulo.htm>. acesso em 22 de maio de 2010. Rev. acesso em 22 de maio de 2010. n.. 1997.com/2010/05/12/ti-aplicada-alogistica/>. Karine Araújo. FOINA. Disponível em <http://avlvirtual. Logística: o desafio da inclusão digital das pequenas empresas.htmlstaff. de São Paulo. 120-127. Marcos James Chaves.. Edgar Blücher Ltda. acesso em 22 de maio de 2010. Tecnologia de informação: planejamento e gestão / Paulo Rogério Foina. BRITO. Logística e troca eletrônica de informação em empresas automobilísticas e alimentícias. acesso em 22 de maio de 2010. Peter G. Tecnologia da informação e processo produtivo de gestão em uma organização cooperativa: um enfoque estratégico.upf. contemp. Adriana. 1989.br/cepeac/download/rev_n14_2000_art6. Ed. Rio de Janeiro: Campus. Tereza Monnica Xavier Bacelar de.org/xkurt/projetos/portaldoadmin/modules/news/article. Consultores da IMAM Consultoria Ltda. BUSSINGER. Guia Gerencial para a tecnologia da informação: Conceitos essenciais e terminologia para empresas e gerentes.scielo. PACHECO. MATSUBAYASHI. BANZATO. 2001. Vera. Mozar José de.com. p.br/artigos/298/roberto-matsubayashi/26/02/2007/logistica-odesafio-da-inclusao-digital-das-pequenas-emp>. W. Fortaleza.php?pid=S0103-65132005000300012&script=sci_arttext>. acesso em 22 de maio de 2010. Ana Laura Wiethaus.1 no.guialog.wordpress. Disponível em <http://www. 2003. Antônio Carlos dos. 07. 2001. Disponível em <http://www.com. FERREIRA.baguete. – São Paulo: Atlas. Cláudia Zucare./Dec. 14 . acesso em 22 de maio de 2010.vydia. adm.3 Curitiba Sept. Disponível em <http://avlvirtual. Logística e operações globais: texto e casos. 2000.org.php> . BOSCOLI. 2004. Sistemas Logísticos: transporte.S. como a tecnologia da informação pode auxiliar as empresas a oferecer o melhor serviço no menor espaço de tempo. Cent. 2005. Rev. acesso em 22 de maio de 2010. 2005. Tania Fatima Calvi. 2001. 2007. GASNIER. Paulo Rogério. Florianópolis. Tecnologia da informação aplicada à logística.br/scielo. Disponível em <http://www. Admin.wordpress. Disponível em < http://www. Disponível em http://www. BESSA.br>. BEAL.REFERÊNCIAS ALVES. Edmundo Escrivão.. v. O que é Logística? Disponível commerce. SANTOS. NOVAES. Roberto C. Em um mercado mais competitivo a cada dia.e- DORNIER. 1996.com. KENN. Antônio G. Os atributos essenciais em um sistema de informações logísticas em uma empresa da área de telecomunicações. Roberto. Introdução á gestão da tecnologia da informação. BIGATON.php? storyid=744>. Pág. Ciênc. em <http://www. São Paulo: Atlas. Luiz Marcelo. Logística e a tecnologia da informação. PORTAL DA ADMINISTRAÇÃO. Mendonça. Acesso em 22 de maio de 2010.com/2010/05/12/ti-aplicada-a-logistica>. ANTONIALLI. TAIT. 2000. vol.Daniel. 11. Tecnologia de Informação: evolução e aplicações. Disponível em < http://www. Philippe-Pierre et al. armazenagem e distribuição física de produtos. FILHO. Maria Rita Pontes Assumpção. Logística : Evolução histórica da logística empresarial. acesso em 22 de maio de 2010.br/artigos/logistica.pdf>. Anie Kellen Alencar de.

br/premio/documentos/2006/mono_10. Cesar Alexandre de.ar/ta0404/v4n4a1. Disponível em <http://www. Cláudia. Mara Celene Silva. SANTOS. acesso em 20 de maio de 2010.Faculdade de ciências humanas de Fortaleza. Mariangela de Matos (2006).pdf>. acesso em 22 de maio de 2010. A tecnologia da informação na logística: o uso do EDI nas operações logísticas em uma empresa do setor têxtil. Disponível em <http://www.cyta. 2006. PONTES. 15 .SANTOS.htm>.fucape. Tecnologia da Informação aplicada à Gestão Empresarial: Um Modelo para a Empresa Digital. SOUZA. PONTES. Fortaleza.com. Mariangela de Matos. SZAFIR-GOLDSTEIN.Mara Celene Silva.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->