Você está na página 1de 2

Equações Diferenciais – Prof. Ms.

Robson Rodrigues
http://www.robson.mat.br/ e-mail: robsonmat@uol.com.br

2ª Lista de Exercícios – Equações Diferenciais de Variáveis Separáveis

Questão 01. Resolva as seguintes equações diferenciais:


dy
a)  2 cos x f)
dx

dy
b)  2xy g)
dx
dP
c)  kP h)
dt

dy
d)  2x y , com y(0) = 4 i)
dx

e) . j)

Equações Diferenciais como modelos matemáticos

Questão 02. Suponha que um lago receba uma população inicial de 100 peixes, e que a população P de
dP
peixes satisfaça dali por diante, a seguinte equação diferencial:  k P , onde k é uma constante positiva.
dt
Se, após 6 meses, há 169 peixes no lago, quantos peixes haverá daqui a 1 ano?

Questão 03. Suponha que a população de peixes P em um lago seja atacada por uma doença no instante
dP
t = 0, de tal forma que a variação da população a partir desse instante seja dada por  k P , onde k é
dt
uma constante positiva. Se havia inicialmente 900 peixes no lago, e só restaram 441 após 6 semanas, quanto
tempo levará até que toda a população de peixes tenha morrido?

Questão 04. Uma cidade tem uma população de 10.000 habitantes. Em 1° de janeiro, 1000 pessoas se
DATA : ___/____/_00
contaminaram com um vírus da gripe; em 1° de abril esse número passou para 2000. Suponha que a taxa de
________PROFESSOR : Robson _____
aumento do número N dos que têm gripe seja proporcional ao número dos que não têm. Quantas pessoas
terão a doença em 1° de outubro?

Questão 05. Quando um bolo é tirado do forno, sua temperatura é de 300 ºF. Três minutos mais tarde, sua
temperatura é de 200 ºF. Quanto tempo levará para o bolo resfriar até a temperatura ambiente de 70 ºF?

Questão 06. A população de uma cidade cresce a uma taxa proporcional à população presente em um
instante t. A população inicial de 500 habitantes cresceu 15% em 10 anos. Qual será a população em 30
anos?
Prof. Ms. Robson Rodrigues

Questão 07. A população de bactérias em uma cultura cresce a uma taxa proporcional ao número de
bactérias presentes no instante t. Após três horas, observou-se a existência de 400 bactérias. Após 10 horas,
2000 bactérias. Qual era o número inicial de bactérias?

Datação por carbono - 14


Por volta de 1950, o químico Willard Libby inventou um método de usar o carbono radioativo como um
meio para determinar a idade aproximada dos fosséis. A teoria da datação por carbono baseia-se no fato de
que o isótopo carbono 14 é produzido na atmosfera pela ação da radiação cósmica sobre o nitrogênio. A
razão da quantidade de Carbono – 14 em relação ao carbono comum na atmosfera parece ser uma constante
e, consequentemente, a quantidade proporcional de isótopo presente em todos os organismos vivos é a
mesma na atmosfera. Quando um organismo morre, a absorção de C – 14, por meio da respiração ou
alimentação, cessa. Assim, comparando a quantidade proporcional de C – 14 presente, digamos, em um
fóssil com a razão constante encontrada na atmosfera, é possível obter uma estimativa razoável da idade do
fóssil. O método baseia –se no conhecimento de que a meia – vida do C – 14 é aproximadamente 5600 anos.
Por seu trabalho Libby ganhou o Prêmio Nobel de química em 1960. O método de Libby tem sido utilizado
para datar móveis de madeira em túmulos egípicios e o tecido do enigmático sudário de Turim que mostra a
imagem em negativo do corpo de um homem crucificado, que muitos acreditam ser de Jesus de Nazaré. Em
1988, o Vaticano deu a permissão para datar o carbono 14 do sudário. Três laboratórios analisaram o tecido e
concluíram que o sudário tinha aproximadamente 660 anos, idade consistente com o aparecimento histórico.

Texto adaptado de Equações Diferenciais com Aplicações em Modelagem


Dennis G. Zill – 2003 – Ed. Thomson - p. 104.

Sudário de Turin

Questão 08. Foi encontrado um osso fossilizado que contém um milésimo da quantidade original de C – 14.
Determine a idade desse fóssil.

Você também pode gostar