P. 1
Civilização Bizantina

Civilização Bizantina

|Views: 15.353|Likes:
Publicado porGustavo Souza
Império Bizantino, Império Romano do Oriente ou A Civilização Bizantina. Desenvolvido em Agosto de 2010.
CAp ( Colégio de Aplicação ) - UFAC ( Universidade Federal do Acre ).
Mais informações: www.pqgustavo.blogspot.com
www.twitter.com/pqgustavo

By: Gustavo Souza
Império Bizantino, Império Romano do Oriente ou A Civilização Bizantina. Desenvolvido em Agosto de 2010.
CAp ( Colégio de Aplicação ) - UFAC ( Universidade Federal do Acre ).
Mais informações: www.pqgustavo.blogspot.com
www.twitter.com/pqgustavo

By: Gustavo Souza

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Gustavo Souza on Sep 05, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/23/2013

pdf

text

original

CIVILIZAÇÃO BIZANTINA

Introdução O Império Bizantino teve inicio em 330, ano em que o imperador Constantinus I, mais conhecido como Constantino, definiu a cidade de Bizancio como a capital do império romano do oriente. A civilização bizantina preservou para a cultura universal grande parte dos conhecimentos do mundo antigo, documentos relativos ao direito romano, fonte das normas jurídicas contemporâneas e a literatura grega. Enquanto o Império Romano do Ocidente de rura lizava, o Oriente se desenvolvia cada dia mais em aspectos tecnológicos e econômicos. As camadas mais pobres da sociedade bizantina viviam imensamente melhor que a plebe ocidental, as religiões em dado momento se diferenciaram, enquanto no ocidente havia o s católicos no oriente havia os ortodoxos. Fatos como esse tiveram grande influencia para que o Im pério Bizantino se tornasse a Nova Roma. Desenvolvimento Antes de Roma cair em completa decadência seu território foi dividido em Império Romano Ocidental com sua capital em Milão e Império Romano Oriental com sua capital em Constantinopla. No Ocidente o império se fragmentou em diversos reinos bárbaros e o poder estava nas mãos dos senhores feudais enquanto no Oriente se consolidou a civilização bizantina com o imperador tendo o poder centralizado . Cultura O Império Bizantino englobava a Grécia, o Egito e outras regiões de cultura helenística. Por essa razão, o helenismo predominou em Constantinopla e o grego transformou-se em língua oficial a partir do século VII d. C., a cultura e a educação eram imensamente valorizadas, a sociedade era muito ligada à fé cristã. 2

A cultura bizantina reproduzia um enorme poder romano, grego e oriental. A cultura coordenava o luxo e a riqueza do Oriente com o equilíbrio e a sobriedade dos romanos. Uma das grandes artes está nas igrejas, coroadas por majestosas cúpulas, distintas do estilo das basílicas romanas. Uma das mais importantes construções da arquitetura bizantina é a Igreja de Santa Sofia, em Constantinopla. Simples p or fora, mais exuberante por dentro. Os artistas cobriram-na de mosaicos azuis e verdes sobre fundo negro, com figurinhas geométricas, retratando a imagem de Cristo e cenas do Evangelho. A evolução da cultura bizantina decorreu do século IV ao século VII, numa luta ³encarniçada´ entre o cristianismo e a herança antiga. A Igreja afirmava a sua dominação espiritual. Embora a história bizantina tenha abrangido um período equivalente ao da Idade Média, o padrão cultural era bem diferente do que predominava no Ocidente. A variedade de povos e culturas reunidas no Império dificulta uma caracterização geral sobre a cultura dos bizantinos. Sendo assim, qualquer tentativa de generalização torna -se precária. Constantinopla, antes conhecida como Bizâncio tinha um intenso comércio terrestre e principalmente marítimo, importando e exportando produtos como especiarias, obras de arte e jóias com a Europa, a África e a Ásia e tornou -se assim o centro comercial da Idade Média. Sociedade Em Constantinopla as classes sociais se misturavam pelas ruas e bairros, e suas classes sociais eram demonstradas a partir de suas roupas. Todos os cidadãos de Constantinopla tinham direito a escola e todos tinham água que era transportada por aquedutos e armazenada em cisternas. Os imperadores bizantinos eram vistos como representantes de Deus na Terra e tinham poderes ilimitados sobre qualquer aspecto da vida social, política, religiosa e econômica. Imperador Justiniano I (527 ± 565 d. C.) O imperador Justiniano foi um dos mais importantes na história bizantina, ele foi responsável pela culminância da civilização bizantina. Adotou uma política expansionista que conseguiu conquistar o norte da África e as penínsulas 3

Ibérica e Itálica. Ao longo de seu reinado, Justiniano conseguiu con ter o avanço militar dos persas e búlgaros sob a região balcânica. Logo depois, empreendeu a expulsão dos vândalos do Norte da África. Mais tarde, deu fim à dominação gótica na Península Itálica e tomou a Península Ibérica dos visigodos. Durante seu governo, Justiniano recuperou grande parte daquele que foi o Império Romano do Ocidente. Dentre suas principais ações estão:
y y y y

Expulsou os bárbaros do império; Anexou territórios ao império (Norte da Áf rica, Sul da Espanha e Itália); Construiu a famosa igreja de Santa Sofia; Atualizou as antigas leis romanas (Corpus Juris Civilis); Religião

A religião foi fundamental para a m anutenção do Império Bizantino, pois as doutrinas dirigidas a esta sociedade eram as mesmas da sociedade romana. O cristianismo ocupava um lugar de destaque na vida dos bizantinos e podia ser observado inclusive, nas mais diferentes manifestações artísticas. As catedrais e os mosaicos bizantinos estão entre as obras de arte e arquitetura mais belos do mundo. Os monges, além de ganhar muito d inheiro com a venda de ícones, também tinham forte poder de manipulação sobre sociedade. Entretanto, incomodado com este poder, o governo proibiu a veneração de imagens, a não ser a de Jesus Cristo, e decretou pena de morte a todos aqueles que as adorassem. Esta guerra contra as imagens ficou conhecida como A Questão Iconoclasta. A igreja ortodoxa surgiu a partir de confrontos entre os dois pólos cristãos, Constantinopla, capital do império romano do oriente tinha definições contestadoras em relação as afirmações de Roma, uma diferença essencial era onde o poder religioso se concentrava, se em Roma o papa tinha caráter religioso, em Constantinopla o rei era completamente absoluto pois tinha caráter religioso, sendo considerado um representante direto de Deu s na terra. A religião bizantina possuía algumas diferenças em relação ao catolicismo romano.
y

Monófitas - não acreditavam na trinunidade (Deus Pai, Filho e Esp írito Santo). Jesus era único; 4

y

Iconoclastia - condenação a adoração de imagens;

Cisma do Oriente. Em 1054 a Igreja é dividida entre Católica Apostólica Romana e Igreja Cristã Ortodoxa. Economia A economia bizantina foi marcada por grande organização estatal, os artesãos e os comerciantes estavam reunidos em corporações rigidamente regulamentadas e supervisionadas, entretanto, mesmo com o comércio extremamente importante, o Império teve como essência de sua economia a agricultura, herança do Império Romano. Deste modo, com o alto controle sobre o comércio, o Império limitava a iniciativa privada, a a ristocracia não investia nem no comércio, por ser de alto risco e nem na produção industrial, onde o Estado intervém diretamente. Mesmo assim Constantinopla acumulou muitas riquezas, fato ajudado por sua moeda ser estável de utilização no comércio internacional. Política As estruturas políticas do império bizantino estavam intimamente ligadas à visão religiosa, assim como Deus é o regulador da ordem cósmica, o imperador como seu prolongamento humano deveria ser o regulador da ordem social. Bizâncio teve como legado os últimos momentos do império romano, que centralizou fortemente o poder do imperador, portanto, desde o início o império bizantino constituiu-se em um estado autocrata, com o imperador sendo basileus (aquele que dispões de verdade absoluta) e isapostólos (igual aos apóstolos, representante de Deus). Todos poderiam concorrer ao trono, excetuando-se os eunucos, os cegos, os hereges e as mulheres, entretanto, apesar de não haver uma regra sucessória definida, o imperador ainda em vida coroava seu sucessor, que geralmente tendenciava para que o poder ficasse na mesma família. O imperador bizantino era o todo-poderoso na terra, mas que tinha duas importantes restrições, a primeira é de que deveria comprometer-se a respeitar os decretos dos sete concílios ecumênicos e os direitos e privilégios da Igreja, a segunda restrição era a relação paradoxal de

5

que o imperador ao mesmo tempo em que era a lei e as gerava, ele próprio estava submetido a elas.

Conclusão A Civilização Bizantina teve inicio com a divisão do grande império romano em dois: Império Romano Ocidental e o Império Romano Oriental. O império romano oriental tinha padrões de vida bem diferentes do ocidente, até mesmo a religião ainda sendo cristã, tinha diferenças em relação ao catolicismo. Enquanto no ocidente o clero tinha o controle da religião, no oriente o rei tinha além de caráter administrativo o religioso. Pois era tido como o eleito de Deus. A economia bizantina era estatizada. A Sociedade Bizantina deu seus primeiros sinais de enfraqu ecimento na Baixa Idade Média. O movimento cruzadista e a ascensão comercial das cidades italianas foram responsáveis pela desestruturação do Império. No século XIV, a expansão turco -otomana na região dos Bálcãs e da Ásia Menor reduziu o império à cidade d e Constantinopla. Finalmente, em 1453, os turcos dominaram a cidade e a nomearam Istambul, uma das principais cidades da Turquia.

6

Bibliografia: História do Mundo. Cultura Bizantina. Disponível em: <http://www.starnews2001.com.br/bizantino/byzantine_culture.html >. Acesso em: 02/08/10 IMPÉRIO BIZANTINO - (476 a 1.453 d.C.). Disponível em: <http://www.nomismatike.hpg.ig.com.br/Mitologia/MitoRomana.html >. Acesso em: 02/08/10 MOTA, Myriam Becho; BRAICK, Patrícia Ramos. História das Cavernas ao terceiro milênio. 1 ed. São Paulo: Moderna V. 1 2005.

7

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->