Você está na página 1de 2

c   


 
       
 
   

p
O presidente de Israel, Shimon Peres. Foto: MFA/Israel

Com o início de um novo ano, a esperança para a paz parece


tangível. Enquanto nos concentramos na reunião de cúpula em
Washington, oramos para que este encontro culmine com a
assinatura de um tratado de paz histórico entre Israel e os
palestinos, trazendo tranqüilidade, prosperidade e segurança para
os povos da região.

Em busca de um futuro comum e melhor, o povo judeu da Diáspora


e de Israel devem trabalhar em conjunto para o benefício das
gerações que estão por vir e por um futuro mais brilhante. Neste
contexto, é imperativo que um espírito de fraternidade e de um
vínculo estreito com Israel continue a ser parte da educação judaica
e sionista da juventude judaica na Diáspora. Eu acredito que a
experiência de visitas a Israel desempenhe um papel importante na
tarefa de atingir este objetivo.

Em um período em que as tentativas de deslegitimar Israel como


um Estado judeu são implacáveis, é essencial que nós, tanto em
Israel como o povo judeu em todo o mundo, busquemos frustrar
estes esforços. Devemos mobilizar as nossas forças para denunciar
as mentiras e destacar os valores do povo judeu através dos
séculos, com base nos Dez Mandamentos, bem como os valores
morais e éticos que constituem os alicerces do nosso país e nosso
povo.

É também vital nos alinharmos com a comunidade internacional na


luta contra os líderes fanáticos, munidos de armas nucleares, que
negam o Holocausto e fazem apelos para a destruição do Estado
de Israel.
Em um mundo onde a ciência e a tecnologia de ponta ocupam uma
alta posição, Israel continua na vanguarda dos avanços nestes
domínios. De fato, temos orgulho da professora Ada Yonath, do
Instituto Weizmann, que recebeu o Prêmio Nobel de Química, e do
Professor Elon Lindenstrauss, da Universidade Hebraica, que foi
agraciado com a prestigiosa Medalha Fields de Matemática, por
suas conquistas e por trazer tal crédito para Israel e para o povo
judeu.

Nossa missão para o próximo ano é reforçar a nossa unidade em


questões que afetam o destino e o futuro de todos nós. Devemos
trabalhar juntos em harmonia e chegar a acordos através do
diálogo. A solidariedade, fraternidade, tolerância e a compreensão
são os alicerces de uma família forte e segura. Não podemos, nem
devemos permitir que divergências nos separarem. Devemos
dedicar-nos em coletividade para o bem-estar do povo judeu.

Neste espírito, eu transmito os meus melhores votos para os


nossos irmãos em todo o mundo por um ano de paz, alegria, saúde
e prosperidade

Shana Tova U'Metukah

Shimon Peresp
.p