Você está na página 1de 14

InformAtica

CONCURSOS
Hardware e Software

Autor: Jose Romilton Júnior


e-mail: juniorkast@oi.com.br

1
Conceituando Hardware e Software

*Hardware - é tudo aquilo relacionado à máquina em si, seus periféricos (teclado,


monitores, impressoras, drives, etc).
Obs: Diferença de “DRIVER” e “DRIVE”:
● Driver --> é um software usado para reconhecimento de dispositivos instalados
na placa mãe como: placas de video, placas de som,fax-modem etc.
● Drive --> é um hardware, que pode ser um gravador CD/DVD até um
dispositivo de disquete, por isso dizemos “drive de disquete” ou “drive de
cd/dvd”.

*Software - é aquilo que se produz com esta parafernália, ou seja, os programas,


textos, planilhas, etc.

Software Utilidade
Windows XP Sistema Operacional da Microsoft
Linux Sistema Operacional: baseado em modelo
UNIX,este sistema é totalmente gratuito. Apesar de
ser um pouco mais difícil a adaptação por parte dos
novos usuários, este sistema oferece enormes
vantagens quanto à estabilidade, desempenho e
segurança nos ambientes corporativos.
Microsof Office - Word Editor de textos: utilizado para confeccionar esta
apostila. Possui grandes recursos de editoração
Microsoft Office – Excell Planilhas de cálculos: resolvendo o problema de
qualquer escritório de contabilidade, seja ele grande
ou pequeno. Através destes programas pode-se
gerenciar desde o orçamento doméstico até a mais
complexa folha de pagamento.
Adobe Photoshop Editores gráficos: dão ao usuário a oportunidade de
soltar a imaginação realizando desenhos e editando
fotos digitalizadas.
Autocad Projetos de arquitetura: de uso profissional, pode
ser o braço direito de arquitetos e engenheiros.
Clipper,visual basic, C+ + , delphi Linguagens de programação: poderosa ferramenta
de uso profissional pelos programadores. É através
destas linguagens que programas com aplicabilidades
especificas são confeccionados, com vistas a atender
as necessidade individuais de cada usuário.
Dependem de uma grande dedicação na
aprendizagem e exercícios constantes para o seu
completo domínio.
Além desses, existe uma infinidade de outros
aplicativos de funções especificas. Consultando
periódicos especializados, tem-se completa
informação sobre as novidades que a cada dia
jorram-se no mercado.
Internet Explore 6, Mozilla, Firefox, Opera Navegadores (Browser): são utilizados para a
navegação em páginas na internet.
Winrar, winzip Compactadores de arquivos: utilizados para

2
compactar arquivos grandes para que caber em
unidades de armazenamento menores.

Naquele gabinete em formato de torre se encontra a CPU, que em inglês quer dizer
Unidade Central de Processamento. Trata-se do coração do computador. É ali dentro
que são realizados as operações de cálculos e processamentos de dados em
velocidade insólitas ( incomum).

Dispositivos de entrada e saída (E/S ou I/O)

Dispositivos de entrada: são aqueles que permitem enviar do meio externo para o
micro dados, instruções e comandos:
● Teclado
● Mouse
● Scanner
● Microfone
● Caneta Ótica

Dispositivos de saída: devolvem os resultados do micro para o meio externo:


● Monitor
● Caixa de som
● Impressora
Dispositivos de entrada e saída: funcionam em ambas as direções:
● Monitor de toque
● Fax/Modem

Placa Mãe (Motherboard)

São suportes eletrônicos onde os componentes integrantes do computador estão


montados. Uma espécie de “bandeja” que funciona como receptáculo de chips,
tomadas, conectores, resistores, transistores e outros dispositivos que, trabalham em
uníssono (na mesma entonação), constituirão o computador.
Os seus componentes são os seguintes:

● Microprocessador (CPU)
● Memória
● Sistema básico de Input/Output (Bios)
● Slot de expansão (Nome que se dá às “tomadas” ou soquetes que, no
computador, permitem a conecção dos periféricos. Os slots de expansão estão
preparados para receber as placas de expansão de memória ou de disco

3
rígidos.)
● Circuitos de interconexão

Esquema de uma placa mãe:

Existem 2 tipos de placas mãe: as “ON-BOARD” e as “OFF-BOARD”.


As on-board é um tipo de placa mãe onde os componentes como placa de som, vídeo,
redes, fax-modem e outros, são construídos diretamente na placa mãe. Sem a
necessidade de se instalar esses dispositivos.
As off-board é um tipo de placa mãe onde são necessário fazer essas expansões,pois
não vem com os componentes integrados nela.

Barramentos

Um barramento (bus) é uma rota de transmissão na qual os sinais são emitidos ou


captados em cada dispositivo anexado à linha. Apenas os dispositivos que forem
dirigidos pelos sinais prestam atenção e eles; os outros desconsideram os sinais. O

4
termo deriva-se de sua semelhança com um ônibus que pára em toda quadra no
computador que interconecta o processador com os anexos à placa mãe em slots de
expansão, como unidades de disco rígido, unidades de CD-ROM e adaptadores
gráficos.
Genericamente falando é um caminho para troca de dados entre dois ou mais
circuitos. Em geral podem ser divididos em 3 grupos: dados,endereços e controle.

● Dados (Data Bus) --> Todos os dados,tais como instruções e dados, que serão
manipulados internamente pelo processador, utilizam o barramento de dados
para serem transferidos dos periféricos do sistema para o processador. Quando
as informações já foram processadas e os resultados estão disponíveis, eles
retornam para os periféricos do sistema, utilizando-se do mesmo barramento de
dados que foi utilizado para a entrada das informações. Em um determinado
instante estas vias são usadas como barramento de entrada e saída.
Fisicamente é formado por vias, ou seja, um conjunto de vias, forma o
barramento de dados.

● Endereçamento (Address Bus) --> É utilizado pelo processador para fazer o


endereçamento de todos os periféricos do sistema, tais como: Memória RAM,
controladores de vídeo, discos rígidos, rede, entre outros. Esse barramento é do
tipo unidirecional, pois o processador utiliza-o para apontar um determinado
endereço em um determinado instante. No próximo instante, esse barramento
será utilizado novamente, para apontar um endereço e assim sucessivamente.
Portanto, o tráfego de bits no barramento de endereços será sempre do
processador para os periféricos do sistema, ou seja, unidirecional.

● Controle (Control Bus) -->Por meio do barramento de controle o processador


recebe ou envia sinais de controle para todos os dispositivos do sistema. Como
neste barramento trafegam sinais de controle nos dois sentidos, ele é do tipo
bidirecional.

Gabinete

É a estrutura física interna de um computador. É normalmente dividido em baias


onde serão instalados os dispositivos. Exige boas condições de ventilação interna
considerando que muitos dos componentes que serão ali instalados trabalham em
elevadas frequências e por isso geram grande quantidade de calor. Há 2 modelos de
gabinetes os mais antigos são os modelo AT e os mais novos ATX.

Chipset

Costuma-se dizer que, se o processador é o cérebro, a placa mãe é o corpo de um


computador, o chipset, por sua vez, é o coração da placa mãe.
Para explicar de uma forma simples, o chipset é o conjunto de componentes que
estabelecem a interface entre o processador (mais propriamente seu barramento local)
e os barramentos/componentes, desde as memórias aos controladores de periféricos.

5
Como se pode concluir, a função do chipset é bastante importante no desempenho do
sistema. Ele agrega diversos circuitos destinados a dar funcionalidade ao PC e
determina, entre outras coisas:

● Quais processadores poderão ser utilizados;


● O tipo e a quantidade máxima de memória que poderá ser instalada;
● As frequências de barramento suportadas
● A quantidade de slots de expansão disponíveis, de HD`s, de periféricos, como
leitora e gravadores de CD/DVD e a taxa máxima de trasferência de dados
entre eles e as controladoras IDE.

Compete ao chipset definir o Clock – frequência de barramento -sinal responsável


pela transmissão dos dados entre os periféricos. Dependendo de sua frequência, um
certo processador poderá ou não ser suportado por uma determinada placa.

Monitores

Os monitores convencionais utilizam a tecnologia CRT – Tubos de raios de catódicos


(Cathode Ray Tube) que é basicamente a mesma dos aparelhos de televisão. Eles não
geram a imagem apenas a exibem. A qualidade da imagem depende da placa de
vídeo. Estes dispositivos trabalham de modo independente. Uma excelente placa
aceleradora de vídeo somente alcança bons resultados se em contrapartida você tiver
um bom monitor.

Telas de Cristal Líquido (Liquid Crystal Dispaly – LCD) --> Mais finos e mais leves,
os LCD`s gastam cerca de quatro vezes menos energia do que o monitor de tubo.

Teclado

Existem os teclados comuns e os ergonômicos que foram concebidos com propósito


de proporcionar conforto para o usuário. Os gabinetes padrão AT utilizam conectores
DIN para o teclado, e os gabinetes mais novos padrão ATX, o padrão é o PS/2.
Portanto, encontramos teclados à venda com conectores DIN e com conectores PS/2.

Unidades de armazenamento

O Byte (lê se “baite”), é composto de 8 bits, e é na prática, a menor unidade utilizada,


ou seja, a menor unidade da informação.

6
O Kbyte é o seu múltiplo de 1024. Logo um kbyte possui 1024 bytes. Na prática
costumamos dizer que 1kb equivale a aproximadamente 1000bytes.

Existem outros múltiplos do byte: convém observar a tabela abaixo:


Bit Representado por “0” ou Menor unidade da
“1” Informática
Byte 8 bits 1 caracter
Kbyte 1024 bytes Aprox. 1000 bytes
Megabyte 1024 kbytes Aprox. 1000 kbytes
Gigabyte 1024 Megabytes Aprox. 1000 Megabytes
Terabyte 1024 Gigabytes Aprox. 1000 Gigabytes

Quanto cabe num disquete?

Todos os computadores atuais possuem uma unidade de drive de disquete. Mesmo


que estes pequenos disquinhos estejam caindo em desuso, eles sempre se prestarão a
socorrer o usuário quando uma pane qualquer impossibilitar o acesso ao disco rígido
ou ao drive de CD/DVD.
Os drives habitam nossos micros atualmente, continuam sendo os de 31/2 , aqueles que
usam disquetes denominados de “flexíveis”, cuja capacidade de armazenamento é de
1,44 MB.
Havia, antigamente, outros drives de menor capacidade, mas caíram em completo
desuso.

Unidades alternativas de armazenamento

A necessidade de se armazenar quantidades cada vez maiores de dados em mídias


removíveis, seja para efeito de transporte ou simplesmente backup, fez com que a
indústria de hardware desenvolvesse outros tipos de drives. Vejamos os mais
populares.
Unidades removíveis de armazenamento

Disquetes (Disco flexível ou Floppy disc)  ele é uma unidade de armazenamento


removível, também chamado de disco “A:”.
Pen drive são pequenas unidades de armazenamento com capacidades variadas
desde um de 128 MB a outros de 8 GB a mais. Muito usados em empresas,
estudantes etc.
CD-R  discos ópticos com capacidade de armazenamento entre 600MB e 700MB.

7
Obs:
• CD-ROM  apenas leitura (Leitura)
• CD-R  permite gravação apenas uma vez (Gravávell)
• CD-RW  é regravavél, ou seja, permite gravação mais de uma vez
(Grava/Regrava)
Obs: Uma unidade de CD-ROM/DVD-ROM gravável permite gravar CDs/DVDs
e fazer backup de dados. Dependendo do modelo de aparelho, o usuário pode
gravar e ler qualquer tipo de CD/DVD (CD-ROM, CD-R, CD-RW, CD de áudio,
DVD-R, DVD-RW, DVD-ROM, DVD-DL).

Modelo de gravador de CD/leitor de DVD, aparece assim na frente da unidade:


Sony CD-RW 52X32X52X16X . Isto significa:

Fabricante Modelo Função


Sony Gravador combo, CD-RW. Lê Cds em 52x, regrava
Cds em 32x, grava Cds em
52x e lê DVD em 16x.

DVD-R (Digital Versatile ou Vídeo Disc)  é equivalente ao CD-R.


A capacidade de armazenamento dos DVD-R atuais são de 4,7 Gbytes. As dupla
faces armazenam 8,5 Gbytes.
• DVD-R  permite gravação apenas uma vez (Gravável)
• DVD-ROM  apenas leitura (Leitura),utilizado para aplicações em
computadores.
• DVD –RAM  é regravável, ou seja, permite gravação mais de uma vez
(Grava/Regrava),sendo que, precisa de um drive própria para ele.
• DVD- RW  é regravável, ou seja, permite gravação mais de uma vez
(Grava/Regrava)
• DVD-DL  permite gravação apenas uma vez (Gravável).
O DL=dual layer, grava em duas camadas.

8
Processador (CPU – Unidade Central de
Processamento/microprocessador)

Como o próprio nome sugere, é a parte do computador que controla o


processamento de dados, desde a sua entrada até a saída.
Tudo o que acontece num computador provém da CPU, que gerencia todos os
recursos disponíveis no sistema. Seu funcionamento é coordenado pelos
programas, que indicam o que deve ser feito e quando. Basicamente, a CPU
executa cálculos muito simples como somas e comparações entre números,
mas com uma característica muito especial: uma velocidade extremamente
elevada.
O processador é divido em 3 partes: ULA, UC e Registradores.

• Unidade de Aritmética e Lógica – ULA  é o dispositivo da CPU que


executa realmente as operações matemáticas com os dados.
• Unidade de controle – UC  é o dispositivo mais complexo da CPU.
Além de possuir a lógica necessária para realizar a movimentação de
dados e instruções para a CPU, através de sinais de controle que emite
em instantes de tempo programados.
Ao contrário de circuitos integrados mais comuns, cuja função é limitada
pelo hardware, a unidade de controle é mais flexível. Ela recebe
instruções da unidade de E/S, as converte em formato que pode ser
entendido pela unidade aritmética e lógica, e controla qual etapa do
programa está sendo executada.
• Registrores  a função primordial dos registradores é o endereçamento
de memória, ou seja, é nos registradores que fica armazenado o endereço
fornecido que está sendo tratado na memória naquele momento. O
resultado de uma operação aritmética ou lógica realizada na ULA deve
ser armazenado temporariamente, de modo que possa ser utilizado mais

9
adiante ou apenas para ser, em seguida, transferido para a memória.

Obs: Processador AMD Atlhon XP 3.GHZ, o que isso significa:

Fabricante Modelo Velocidade do clock


Atlhon XP 3.0 GHZ

Pentium 4 3.0 GHZ

Clock: tem como finalidade gerar “pulsos de clock”. É um dispositivo


gerador de pulsos cuja duração é chamada de ciclo. A quantidade de
vezes em que este pulso básico se repete em um segundo define a
unidade de medida do relógio, denominada frequência, a qual também
usa para definir velocidade na CPU.

Cooler: Popularmente conhecido por ventoinha. Responsável pelo


zumbido característico do computador. É um pequeno ventilador que,
embutido no gabinete ou diretamente no processador tem a função de
resfriá-lo.

Memórias

Se o processador é o cérebro, a RAM é a memória responsável pela recepção dos


dados enviados por ele. Vejamos isso de maneira mais prática:

• Memória RAM (Random Access Memory – Memória de Acesso


Aleatório): seria a área de rascunho do computador. Tudo o que o
processador fica residente na memória RAM até que de lá saia através de
comandos operacionais ou quando desligamos a máquina. Por exemplo:
quando utilizamos um processador de texto, as informações digitadas ali
estão sendo armazenadas na memória RAM .Se desligarmos o
computador, ou a energia faltar os dados serão irremediavelmente
perdidos. Devido a esta característica, dizemos que a memória RAM
possui conteúdo volátil. Através da RAM podemos também recuperar
dados dos dispositivos de armazenamento, executando o processo
contrário de armazenamento registramos ali nossas ações. Isso define

10
outra característica importante dela, em que podemos considerá-la como
memória de leitura e escrita.
Obs: Memórias RAM também são denominadas de DRAM ou SDRAM.

• Memória ROM (Read Only Memory – Memória Somente para


Leitura): Esta possui funções pré-definidas, não permitindo acesso por
do operador. Somente a CPU a utiliza para fins diversos, tais como se
informar sobre os dispositivos encontrados no sistema, a data e hora
atualizada, dentre outras informações de cunho técnico para o correto
processamento dos dados. Portanto, sua principal característica é
permitir acesso apenas para leitura.
• Memória Secundária ou de Massa de Dados: aqui se enquadra todos
os dispositivos de armazenamento de dados, mormente (principalmente)
o HD. Você observou que a memória RAM é uma espécie de extensão
do cérebro do computador, a CPU; mas que apesar de podermos escrever
e ler dados nela, seu conteúdo é volátil. Para que esses dados não se
percam, é necessário grava-los de forma permanente em um dispositivo
que ofereça segurança na recuperação das informações.

Programas encontrados na memória ROM

A placa mãe de um computador tem um único circuito de memória ROM, contendo


os seguintes programas:

1. BIOS (Basic Input/Output System – Sistema Básico de Entrada e Saída):


Gerenciam o fluxo de dados entre o sistema operacional e dispositivo anexados
como o disco rígido, adaptador de vídeo, teclado, mouse e impressora. Quando
o computador é ligado o processador passa o controle para o Bios. Ele
determina se todos os anexos estão instalados e operantes.
2. POST (Power On-Self Test – Auto Teste ao Ligar): Teste de diagnóstico que
o Sistema Básico de Entrada e Saída (BIOS) roda para determinar se o teclado,
memória RAM, discos e outros itens de hardware estão funcionando
corretamente. Ele executa a seguinte rotina toda vez que o micro é ligado:
● Identifica a configuração instalada
● Inicializa todos os circuitos periféricos de apoio (chipset) da placa mãe
● Inicializa o vídeo
● Testa a memória
● Testa o teclado
● Carrega o sistema operacional para a memória (RAM)
● Entrega o controle do processador ao sistema operacional
3. Setup (Configuração):Programa de configuração de hardware do computador,
normalmente chamamos esse programa apertando um conjunto de teclas durante
o POST (geralmente basta pressiona a tecla DEL durante a contagem da
memória)

Estes 3 programas são completamente diferente embora Fisicamente armazenados

11
dentro do mesmo circuito integrado. Muita gente confunde estes conceitos chamando
o SETUP de BIOS. Alguns técnicos, sem o devido conhecimento, dizem que alteram
o conteúdo do BIOS ou configuram o BIOS, na verdade entram no SETUP da Placa
mãe. Como o BIOS está em uma memória do tipo ROM, seu conteúdo não pode ser
alterado. Quando se entra no SETUP, as alterações são armazenadas na memória de
configuração da placa mãe, também chamada de CMOS.

CMOS (Complementary Metal-Oxide Semicondutor) -->Tem os


dados de tipo de disco rígido, número e tipos de drives, data e hora, configurações
gerais, velocidade de memória etc.

Memória CACHE --> Podemos entender a memória cache como um


lugar para armazenar alguma coisa mais ou menos temporariamente. Páginas web
solicitadas, por exemplo, são armazenadas no diretório cache do navegador no disco
rígido. Assim quando retornamos a uma página examinada recentemente, o browser
pode obtê-la a partir do cache em vez de a partir do servidor original, poupando
tempo e a rede do trabalho de tráfego adicional.
A memória cache é memória de acesso aleatório que pode ser mais rapidamente
acessada pelo processador do que a RAM normal. À medida que o processador
processa dados ele primeiro verifica a memória cache e, se encontrar dados ali, não
precisará mais fazer uma outra leitura de dados consumidora de tempo na memória.
Existem 2 tipos de memória cache:

• Cache primário, ou nível 1, que fica dentro do próprio chip do processador;e


• Cache secundário, ou nível 2,que fica em um chip separado, na placa mãe.

Impressoras

Principais tipos de impressoras:

• Impressora matriciais são aquelas em que o componente


responsável pela impressão propriamente dita é uma cabeça de
agulhas. Quanto mais agulhas possuir a cabeça, maior a qualidade
final. Atualmente encontramos impressoras de 9, 18 ou 24 agulhas.
Presta-se para impressões de relatórios extensos para o conteúdo dos
dados. Listagens nominais, relatórios de material em estoque, etc.
• Impressoras Jato de Tinta  são impressoras mais modernas cuja
impressão é realizada através de diversos jatos microscópicos de
tinta. Apresentam uma excelente qualidade de impressão e são ótimas
para editoração gráfica.

• Impressoras Laser  Trabalham com um “toner” especial, a


exemplo das máquinas de xérox. Sua qualidade de impressão é
insuperável. Existem vários tipos de impressoras profissionais. Cada
uma delas possui características especificas para valorizar a qualidade
de imagem produzida.

12
Mouse

O mouse consiste de uma capa de metal ou plástico, uma esfera de borracha na parte
de baixo da capa e que rola deslizando em uma superfície (mouse pad), um ou mais
bastões na parte de cima da capa e um cabo que conecta o mouse ao computador.

O Mouse óptico não requer o uso da esfera de borracha, pois ele utiliza um sensor
óptico (que é muito mais preciso) em lugar. Esse tipo de mouse tem vantagens de
maior precisão e agilidade no seu manuseio.

Discos Rígidos (Winchester,Hard Disc “HD”)

O disco rígido faz pode ser considerado o estomago do computador, por que nele é
armazenado todo o conteúdo, desde o sistema operacional (windows), programas,
fotos,mp3 etc. Nas provas podem referir-se a ele como Hard Disc, Winchester ou
simplesmente HD. Os computadores atuais vêm acompanhados, normalmente de
disco rígido com capacidade de armazenamento em GigaBytes(GB). Sua velocidade
de transmissão/recepção de dados é chamada de RPM, por exemplo:

Fabricante Modelo/Tipo Capacidade de Velocidade


armazenamento
Samsung Sata 80 GB 7200 RPM
Quantum IDE 30 GB 4200 RPM

Vírus e antivírus

Não adinata chorar uma vez entrado em sua máquina, a única maneira de retirá-lo é
através de uma vacina recente, mas se você identificá-lo a tempo, poderá ter todos os
seus dados irremediavelmente perdidos. Aqui vão algumas dicas que devem
funcionar:
● Nunca coloque um disquete desconhecido em seu drives sem antes vaciná-lo
● Dedique alguns minutos de seu dia para vacinar o sistema, nunca se sabe se o
último usuário tomou estas mesmas precauções.
● Comece a suspeitar se sua máquina se comporta estranhamente, saindo do ar
sem motivo algum, misturando dados arquivos ou ficando lenta.
● Se encontrar algum vírus, desligue imediatamente o computador e providencie
um disquete de boot e acesse o micro pelo drive A: , vacinando, então seu
micro.
● Não se esqueça de proteger o disquete da vacina contra gravação pois, caso
contrário, a própria vacina ficará contaminada, perdendo o efeito.
Tipos de anti-virus:

● Avast
● AVG
13
● Panda
● Norton Antivírus (NAV)
● PC-Cylin

Tipo de vírus:
● Worms
● Cavalo de Troia

Dica de prevenção contra vírus no e-mail

Já descobriram uma maneira de contornar o desafio: remetem, anexado à mensagem,


um programa qualquer, que uma vez executado pela vítima, dispara um vírus no
computador e ai a única maneira de proteger, além de manter o software antivírus
atualizado, é rejeitar qualquer mensagem que contenha programas anexados.

14