P. 1
Delegação de poderes centralização e descentralização

Delegação de poderes centralização e descentralização

|Views: 6.411|Likes:
Publicado porcesarpbraga

More info:

Published by: cesarpbraga on Sep 13, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/05/2014

pdf

text

original

Delegação, Descentralização e Centralização

Capítulo 7

© Prof. Mauro Laruccia

1

Delegação
‡ Delegação é a transferência de determinado nível de autoridade de um chefe para seu subordinado, criando a correspondente responsabilidade para a execução da tarefa delegada.

© Prof. Mauro Laruccia

2

com designação precisa. ‡ a autoridade deve ser proporcional ao nível de responsabilidade alocada no cargo e/ou funcionário. designando outros para realizá-los. pois nem o chefe nem o subordinado podem livrar-se totalmente de suas obrigações.Considerações ‡ a autoridade deve ser delegada até o ponto e na medida necessária para a realização dos resultados esperados. Mauro Laruccia 3 . ‡ a clareza na delegação é fundamental. entendida e aceita. © Prof. ‡ a responsabilidade não deve ser delegada.

‡ permite amplitude de controle mais adequada. ‡ exige maior planejamento e programação de atividades e dá condições para isto. maior desenvolvimento da equipe e maior interação entre as unidades org. ‡ proporciona maior segurança para a empresa.Importância da Delegação ‡ permite coordenar trabalhos mais complexos e de abrangência maior. (mais tempo para o chefe) ‡ permite maior aproveitamento de recursos. Mauro Laruccia 4 .. (subordinados treinados) © Prof. através de maior motivação. menor tempo de espera para tomada de decisões. ‡ permite maior produtividade de equipe de trabalho.

Falta de subordinados capa citados e habilitados 5. Mania de perfeição (julgar que faz qualquer tarefa melhor do que o subordinado ) 11. Desconfiança da capa cidade e habilidade dos subordinados 7. Medo de perder o lugar (cargo) 3. Filosofia de atuação estabelecida pela alta administração 2. y y 3. Mauro Laruccia 5 . y y 2. Falta de tempo pa ra treinar os subordinados 4. Inabilidad e para encorajar colaboração entre subordinado s 12. Gosta de fazer o traba lho do subordinado 8.Do ponto de vista da empresa . 6. Ausência de controles que torna os chefes cautelosos quanto à delegação 1. 7. Dificuldad e para identificar tarefas que não exigem sua atuação direta 10. y 5. Barreiras legais Do ponto de vista do chefe 1. Autovalorização 6. Nível de controle 3. Medo de perder o poder 2. Do ponto de vista do subordinado Medo de assumir responsabilidad e Medo de críticas pelos erros Falta de confiança própria Não se julga capa citado para a tarefa Falta de conhecimento Falta de informação e recursos Não se tem tempo disponível para as novas tarefas Preguiça É mais fácil perguntar ao chefe do qu e decidir por si Possibili dade de não ser reconhecido Incentivos inadequados Falta de informações ou recursos necessários © Prof. 4. Falta de habilidad e de dirigir e coordenar 9.

‡ treinar e ajudar os subordinados em suas atividades.Regras Básicas ‡ selecionar o subordinado adequado. ‡ criar condições adequadas de motivação. de alguma forma. ‡ proporcionar um nível de autoridade compatível com as atividades exercidas pelo subordinados. ‡ recompensar. os resultados apresentados. © Prof. ‡ explicar com precisão e clareza as atividades e os resultados esperados. divulgados e aceitos. ‡ estabelecer controles adequados. Mauro Laruccia 6 .

mas estar disposto a ´abrir mãoµ de determinadas atividades que provoquem uma situação adequada de motivação nos subordinados. ‡ ter disposição para aceitar erros dos outros. ‡ incrementar o nível de participação dos subordinados. © Prof.) ‡ evitar perda excessiva de poder.Regras Básicas (cont. Mauro Laruccia 7 . ‡ ter adequados canais de comunicação. ‡ perceber que os subordinados têm muito a contribuir no processo decisório na área de sua especialização.

© Prof. o apoio que se fizer necessário.) ‡ criar condições para forçar os subordinados a tomarem decisões. e ‡ promover incentivos adequados para que os subordinados se sintam dispostos a aceitar maior delegação. ‡ não criticar excessivamente quando os subordinados cometem enganos. ‡ fazer com que os subordinados saibam o que tem de ser feito e quais os resultados esperados.Regras Básicas (cont. ao mesmo tempo. dando-lhes. Mauro Laruccia 8 . incluindo o nível de qualidade e prazo de realização.

² devemos lembrar que o estilo da empresa pode ser influênciado: ‡ pelas condições internas encontradas ‡ pelos fatores do ambiente da empresa ‡ pela maneira de ser do executivo/dono © Prof. Mauro Laruccia 9 .Centralização ‡ É a maior concentração do poder decisório na Alta Administração de uma empresa.

© Prof. ‡ quando o empresário não quer um segundo homem que lhe faça sombra. Mauro Laruccia 10 . ou ‡ para aumentar o nível de controle das atividades da empresa.Situações Básicas ‡ para manter maior nível de integração na empresa ‡ para manter uniformidade de decisões e ações. ‡ para melhor administrar as urgências. ‡ quando a estrutura organizacional da empresa não possibilita a descentralização.

equipamentos e financeiros. ‡ melhor possibilidade de interação no processo de planejamento.Vantagens ‡ menor número de níveis hierárquicos. ‡ melhor uso dos recursos humanos. ‡ maior uniformidade em termos de processos técnicos e administrativos. controle e avaliação. Mauro Laruccia 11 . materiais. ‡ decisões estratégicas mais rápidas. © Prof. e ‡ maior segurança nas informações.

Descentralização ‡ É a menor concentração do poder decisório na Alta Administração da empresa. Mauro Laruccia 12 . ‡ para proporcionar maior participação e motivação © Prof. mais distribuído pelos seus diversos níveis hierárquicos. está volumosa e/ou complexa ‡ a situação anterior provoca morosidade no processo decisório ‡ encorajar o desenvolvimento gerencial de seus executivos da média/baixa adm. ² ocorre quanto: ‡ a carga de trabalho da Alta Adm.

© Prof. ‡ possibilidade de maior desenvolvimento das pessoas no aspecto administrativo e gerencial. ‡ maior facilidade de definição de objetivos e metas para as unidades e para as pessoas. Mauro Laruccia 13 . ‡ possibilidade de maior motivação.Vantagens ‡ possibilidade de gerar maior especialização nas diversas unidades organizacionais. ‡ possibilidade de gerar efeito competitivo. ‡ menor exigência de tempo nas informações e decisões.

‡ tendência a aumentar as idéias inovadoras. ‡ diminuição dos conflitos entre os níveis organiz. ‡ melhor desenvolvimento da capacitação gerencial e profissional.Vantagens (cont. Mauro Laruccia 14 .. ‡ tomadas de decisão mais próximas da ocorrência dos fatos. ‡ possibilidade de atendimento mais rápido às necessidades da empresa e das unidades organizacionais.) ‡ possibilidade de maior participação. © Prof.

provocando decisões sem visão de conjunto. ‡ risco de duplicar esforços para executar determinadas atividades. © Prof. Mauro Laruccia 15 . ‡ maior necessidade de controle e coordenação.Desvantagens ‡ Inabilidades das pessoas em manter observação sobre as modificações das condições locais ou de uma operação complexa. ‡ possibilidade de efeitos negativos na motivação.

Mauro Laruccia 16 . financeiros. ‡ maior ineficiência na utilização de recursos da empresa (humanos.Desvantagens ‡ maior dificuldade de normalização e de padronização. materiais e equipamentos). ‡ maior dificuldade de coordenação de atividades que envolvem alto nível de interdependência © Prof.

Ligada ao cargo 2. Ligada à pessoa 2. Geralmente atinge vários níveis hierárquicos 3. Caráter mais formal 4. Mais estável no tempo Delegação 1. Menos pessoal 5. Atinge um nível hieráquico 3. Caráter mais informal 4.Diferenças Básicas Descentralização 1. Mauro Laruccia 17 . Menos estável no tempo © Prof. Mais pessoal 5.

Mauro Laruccia 18 .Condi ionant s da Estr t ra O j ivos Es ra ias     favor Sit ação q Des entralização a atureza das Atividades e da Tecnolo ia Ambiente Empresarial os o j ivos Cl r z o os o jetivos Acei F cili e e edir os resultados Facilidade de estabelecer as ações ara alcance dos resultados  Maior diversificação das atividades  Menor interdependência das atividades          Menor flutuação da demanda Maior volume de demanda de serviços Maior turbulência Maior dispersão eo r fica Maior dificuldade de comunicação Maior capacidade técnica Maior capacidade de coordenação Maior rau de informalidade na estrutura Mel or clima or anizacional Fator Humano © Prof.

Mauro Laruccia 19 .AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE DESCENTRALIZAÇÃO Níveis Decisões  Planejamento  Política de recursos humanos  Treinamento  Controle  Estrutura organizacional Presidente Diretor Gerente Encarreg. Supervisor © Prof.

© Prof. maior o grau de descentralização. Mauro Laruccia 20 . ‡ quanto mais importantes as decisões a serem tomadas nos escalões mais baixos. tanto maior o grau de descentralização. ‡ quanto menor o número de pessoas a ser consultado e quanto mais baixo estiverem na hierarquia.Critérios de Avaliação ‡ quanto maior o número de decisões a serem tomadas nos escalões mais baixos. ‡ há maior descentralização onde há maior número de funções afetadas por decisões tomadas em níveis mais baixos. maior é a descentralização. maior o grau de descentralização. ‡ quanto menos verificações se exigir nas decisões.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->