Você está na página 1de 4

Perguntas para prova

Grupo 1 – Anne Gomes, Pricila Kelly e Cinthia


1. Os pigmentos são substâncias coradas, que surgem nas células e tecidos.
Como são divididos? Caracterize-os.
São divididos em
Pigmentos endógenos: Oriundos de substancias que fazem parte da organização
corporal, sendo produtos específicos da atividade celular. Substancia corada que é
produzida dentro e pelo próprio organismo.
Pigmentos exógenos: Oriundos do exterior, que introduzidos no organismo por
ingestão, inalação ou inoculação, se depositamnos tecidos, funcionando como corpos
estranhos, sendo fagocitados por macrófagos ou drenados por vasos linfáticos.
2. Quais as funções da melanina e quais são os distúrbios da pigmentação da
melanina?
A melanina tem como função proteger a pele da ação lesiva dos raios solares
ultravioletas.
Os distúrbios de pigmentação são: efélides (sardas), lentigo, vitiligo, albinismo,
nevo nevocelular, nevo displásico, melanoma maligno

Grupo 2 – Evelyn, Ingrid e Silmara


3. Por que as células estão constantemente ajustando sua estrutura e função?
Para se adaptarem às demandas de alterações e de estresse extracelular. Dessa
forma alcançam um novo estado preservando sua função e viabilidade
4. Descreva os elementos que compõem uma doença.
A doença é composta pela sua etiologia, que são as causas que influenciaram a
esse estado, pela patogenia, representada pelos mecanismos que a produzem, pela
anatomia patológica que são as lesões em si, e pela fisiopatologia, que são as alterações
que ocorrem em suas funções.

Grupo 3 – Camila, Memphys e Sonally


5. A necrose se refere ao espectro de alterações morfológicas que ocorrem
após a morte celular em um tecido vivo. Este processo deriva de qual ação?
Resulta da ação progressiva de enzimas nas células que sofreram alguma lesão
letal.
6. Quais os tipos de necrose e suas principais características?
Necrose de coagulação: preservação do contorno básico da célula; textura firme,
o padrão primário é a desnaturação, característico da morte por hipóxia, exceto no
cérebro
Necrose de liquefação: predomina a digestão enzimática, presença de infecções
bacterianas ou fúngicas e formação de massa viscosa.
Necrose caseosa: subtipo da necrose de coagulação, encontrado em focos de
tuberculose, aparência semelhante ao queijo branco e a arquitetura tecidual destruída.
Necrose gordura: é resultado da liberação de lípases pancreáticas, ocorre na
pancreatite aguda; destruição de gordura, presença de áreas brancas visíveis
(saponificação)

Grupo 4 – Luana, Yasmim e Anny Barbosa


7. Diferencie hipertrofia, hiperplasia e atrofia e dê um exemplo de atrofia
fisiológica e um exemplo de atrofia patológica.
Hipertrofia corresponde ao aumento no volume das células, Hiperplasia é o
aumento do número de células em um órgão ou tecido e Atrofia é a diminuição do
número de células ou tamanho por redução quantitativa dos componentes estruturais e
das funções celulares.
Um exemplo de atrofia fisiológica é o útero após parto e patológica mal de
alzheimer:
8. Em relação à METAPLASIA assinale V ou F
( ) É uma adaptação irreversível.
( ) A persistência do estímulo que levou à metaplasia pode induzir a
transformação maligna do epitélio metaplásico.
( ) É uma adaptação na qual ocorre a substituição de um tipo celular por outro
tipo de células.
(x) Um exemplo de metaplasia é a menstruação, uma vez que as células do
endométrio são substituídas por outro tipo de célula na descamação

Grupo 5 - Hely Briege, Juliana e Clarissa


9. Quais as características clínicas da esteatose hepática?
Pode ocorrer hepatomegalia, acompanhada de um leve aumento sérico de
bilirrubina e fosfatase alcalina; pode não haver evidências clínicas ou bioquímicas de
doença hepática, a retirada do álcool e o fornecimento de uma alimentação adequada
constituem um tratamento satisfatório.
10. Marque a alternativa incorreta conforme a patologia da esteatose hepática:
( ) Desvio de substratos normais, que seriam catabolizados para a biossíntese de
lipídeos.
( ) Montagem e secreção prejudicada de lipoproteínas.
(x) Regulação anormal de citocinas
( ) Aumento do catabolismo periférico da gordura

Grupo 6 – Thaís, Andreza e Marcela


11.A que se deve o encolhimento e a condensação do citoplasma na fase 6 da
apoptose?
Perda de água e acúmulo de proteínas desnaturadas.
12. Quais as fases da apoptose? Cite-as e explane cada uma delas.
O processo de apoptose pode ser dividido em uma fase de ativação e outra de
execução. A fase de ativação é dividida pela via extrínseca (morte iniciada ou receptor),
sendo seus receptores de morte mais conhecidos os TNFR1 e Fas (CD95); e pela via
intrínseca (mitocondrial), que resulta do aumento da permeabilidade mitocondrial e da
liberação de moléculas pró-apoptóticas no citoplasma. São duas vias distintas, porém
podem se sobrepor.
A outra fase, é conhecida como efetora, essa fase final da apoptose é mediada
por uma cascata proteolítica para a qual convergem os vários mecanismos iniciais. As
células apoptóticas e seus fragmentos possuem marcadores de superfície que facilitam
seu reconhecimento imediato pelas células adjacentes ou pelas células fagocitárias para
serem eliminadas.

Grupo 7 - Katyane, Géssica e Luciano


13. O que é calcificação distrófica?
É o fenômeno no qual as células necróticas e os fragmentos celulares atraem sais
de cálcio e se calcificam devido a uma ação ineficaz da digestão enzimática e fagocitose
dos fragmentos pelos leucócitos.
14. O que é calcificação metatastica?
É a deposição de sais de cálcio em tecidos normais resultante da hipercalcemia.
Ao contrário da calcificação distrófica que ocorre mesmo com os níveis séricos de
cálcio estando normais e sem que haja disfunções no metabolismo de cálcio.

Grupo 8 - Anyssa e Louise


15. O que caracteriza a tumefação celular?
Macroscopicamente é caracterizada por aumento do turgor e do peso do órgão,
palidez. Microscopicamente é caracterizada por pequenos e claros vacúolos dentro do
citoplasma.
16. A tumefação celular é o resultado da:
( ) Ação degradativa de enzimas.
( ) Diminuição da carga de trabalho. perda de inervação, diminuição do
suplemento sanguíneo, nutrição inadequada, perda de estimulação endócrina e o
envelhecimento.
(x) Falência das bombas de íons na membrana plasmática, dependentes de
energia.
( ) Depósito anormal de sais de cálcio, em combinação com pequenas
quantidades de sais de ferro, magnésio e outros.