Você está na página 1de 250

AA ABO

A
Abiose – Ausência de vida.



Ablactação – Desmame, parada da lactação.



Ablação – Exérese de qualquer órgão do corpo



por meio de uma amputação ou incisão cirúr-



gica. Ressecção.


Ablefaria – Ausência congênita das pálpebras.



Ablepsia – Cegueira.



Ablução – Banho.



ABO, Grupos Sangüíneos – Sistema de classi-



ficação do sangue humano segundo os com-


ponentes antigênicos das hemácias. O grupo



sangüíneo é identificado pela presença ou au-



sência de dois antígenos diferentes, A ou B,



na superfície da hemácia. Se nenhum deles


está presente, o sangue é do tipo O.











Esterno


AA – Abreviatura da Associação dos Alcóolicos



Anônimos.

AAS – Abreviatura de ácido acetilsalicílico.


Costelas

Abasia – Incapacidade de marcha por incoorde-



nação motora.

Abaulamento – Aumento na convexidade de uma



região ou órgão.

Abdome – Região do tronco situada entre o tó-



rax e a pelve. Músculo


reto do Intestino

Abdome agudo – Síndrome caracterizada pela apa- abdome delgado



rição brusca de uma dor intensa no abdome.



Abdominal – Referente ao abdome.


Abdomino-perineal – Relativo ao abdome e ao



períneo.

Abdução –Termo utilizado para designar o mo-



vimento de distanciamento do plano sagital



mediano.

Aberração – Fenômeno, idéia ou acontecimen-



to extravagante, inusitado ou inesperado. De-



feito ou deformidade.

Aberração Cromossômica – Qualquer mudan-


ça no número ou na estrutura dos cromos-



somos de uma espécie que produz doenças de



gravidade variada.

Abdome


ABORTAMENTO ABSORVENTE

Abortamento – Morte e perda do feto antes de Abscesso cutâneo – Acúmulo de pus em uma



180 dias de gestação. região da pele que aparece inchada, dolorida,



Abortar – Perda do feto antes que tenha condi- vermelha e quente. Um abscesso não tratado



ções de viabilidade; dar à luz antes do perío- de modo correto pode ocasionar uma grave



do normal de gestação. infecção no sangue conhecida como septice-


Aborto – Interrupção da gravidez antes que o mia.



feto tenha se desenvolvido o suficiente para Abscesso dentário – Acúmulo de pus em alvéo-



ser viável. lo dental como conseqüência de cáries. Pro-



Aborto habitual – Condição clínica na qual a duz uma intensa dor que aumenta quando se



mulher tem mais de três abortos espontâneos. faz pressão sobre o dente, por vezes acompa-


As principais causas são alterações dos nhada por edema de face.



cromossomos do feto e certas doenças como Abscesso frio – Abscesso de evolução lenta, sem



o hipotiroidismo, o diabetes ou alterações gra- febre, vermelhidão, com pouca ou nenhuma



ves da estrutura do útero. dor. Localiza-se geralmente em linfonodo ou


Aborto infectado – Interrupção espontânea ou articulação e é de natureza tuberculosa.


induzida de uma gravidez em que o produto ○

Abscesso periamidaliano – Abscesso que se
da concepção sofre uma infecção. desenvolve em tecidos próximos das tonsilas

Abrasão – Erosão, desprendimento da superfí- palatinas. É uma complicação grave da



cie da pele por fricção, como conseqüência amidalite e requer tratamento cirúrgico.

de um traumatismo. Abscesso pulmonar – Acúmulo de pus no pul-



Abruptio placentae – Condição clínica na qual mão pela ação de um agente infeccioso que

há desprendimento da placenta que normal- destrói parte do tecido. Seu tratamento é feito

mente se instala em uma gravidez de 20 ou à base de antibióticos e, ocasionalmente, ci-



mais semanas ou durante o parto, antes da rurgia de drenagem da cavidade pleural.


expulsão do feto. Quando a separação da Absorção – Penetração de líquido ou de outras



placenta é completa, ocorre morte do feto. substâncias pela pele ou pelas mucosas. Fa-

Os principais sintomas são: dores abdomi- culdade da pele, das membranas serosas e das

nais, hipersensibilidade uterina e contração mucosas de se deixarem atravessar por gases,


do útero.

líquidos e substâncias nutritivas. Pele e mem-


Abscesso – Acúmulo de pus, decorrente de uma branas absorvem medicamentos aplicados em



infecção. sua superfície. O sistema digestivo faz o mes-



mo com os alimentos.

Absorção intestinal – Passagem de água e subs-


tâncias oriundas da digestão do interior do



intestino para o sangue e os vasos linfáticos.



A superfície de absorção do intestino é enor-


Gengiva

me graças à existência de vilosidades intesti-



nais, projeções da mucosa que forram o inte-


rior do intestino em forma de dedo. A maioria



dos nutrientes passa rapidamente para os va-



sos mesentéricos e, em seguida, é transporta-



Osso da ao fígado pela veia porta.


Abscesso alveolar

Absorvente – Diz respeito à capacidade de ab-


sorção de líquidos por proximidade. Produto



utilizado pelas mulheres na época da mens-



Abscesso truação para conter o fluxo de sangue.




ABSORVENTES ACETILCISTEÍNA
A
Absorventes para a incontinência do adulto – espículas, que conferem à célula aspecto es-



Produtos em forma de fraldas infantis para pinhoso ou areolado.



evitar o contato com a urina em pessoas inca- Acantóide – Semelhante a um espinho.



pazes de controlar a bexiga urinária. Ação Opsônica – Em Imunologia, diz-se de uma



Abstêmio – Pessoa que se mantém afastada do substância que potencializa a atividade


uso de substâncias. imunológica de outra.



Absterger – Diz respeito à limpeza de uma úlce- Acapnéia – Condição na qual há diminuição de



ra ou ferida; desobstruir. gás carbônico no sangue.



Abstinência – Síndrome decorrente da privação Acarbose – Substância denominada oligos-



de substância ou de ação habitual do indiví- sacarídeo aminado, que funciona como um


duo. Em relação à dependência das drogas, de- inibidor competitivo da alfaglucosidase. É utili-



nomina-se Síndrome de abstinência. zado no tratamento do diabetes mellitus tipo 2.



Abragenia – Ausência congênita dos membros Acardia – Ausência congênita do coração. Anato-



superiores. micamente denominada monstruosidade e,


Abrupção – Fratura transversal de um osso. como tal, incompatível com a vida.


Abulia – Incapacidade de tomar decisões; dimi- ○

Acaríase – Sarna, escabiose.
nuição da força de vontade. É característico Ácaros – Pequenos parasitas, da família dos

de certas doenças mentais. Aracnídeos, que vivem em plantas, animais e



Abuso – Uso excessivo. Emprego de fármaco com pessoas. No ser humano, produzem lesões

objetivo não terapêutico e sem prescrição mé- irritativas ou transmitem doenças tropicais.

dica. Também sinônimo de violação sexual. Ácaros encontrados no pó das casas, nos tra-

Acalasia – Perda da capacidade de relaxamento vesseiros e nos colchões produzem sintomas



de um músculo ou esfíncter. Doença caracte- alérgicos nas pessoas mais sensíveis.



rizada pela diminuição do peristaltismo do Acatalepsia – Condição clínica na qual o paci-


esôfago. Há dificuldade de passagem dos ali- ente apresenta incerteza ou falta de compre-

mentos para o estômago, portanto, estes per- ensão.



manecem mais tempo no esôfago, o qual au- Acéfalo ou Anencéfalo – Feto sem encéfalo:

menta de diâmetro. constituído pelo cérebro, cerebelo e tronco


Acalculia – Perda da capacidade de realizar cál-


encefálico.

culos aritméticos; condição decorrente de Acesso – Diz respeito à condição de ter-se uma

distúrbios cerebrais. via para administração de medicamentos; se



Acalmia – Período de diminuição dos sinais ou for por meio de uma venóclise, denomina-se

sintomas no curso de uma infecção ou doen- acesso venoso. Em Psiquiatria, significa repe-

ça aguda. tição periódica de um fenômeno, com apareci-



Acamado – Pessoa incapaz de sair do leito. mento agudo.



Acampsia – Rigidez de uma articulação ou de Acetábulo – Cavidade do osso ilíaco que se coa-

todo um membro. duna com a cabeça do fêmur.



Acantose – Condição clínica de espessamento Acetaminofeno – Analgésico e antitérmico, pos-


da epiderme. sível substituto do ácido acetilsalicílico (AAS),



Acantose nigricans – Condição de hiperpig- quando este não pode ser empregado.

mentação das dobras cutâneas do corpo. Acetato de Alumínio – Substância adstringente,



Acantocéfalos – Ordem dos vermes Nematel- que pode ser utilizada em compressas úmidas

mintos desprovidos de tubo digestivo, que destinadas ao tratamento de afecções da pele.


parasitam o intestino do homem. Acetilcisteína – Droga utilizada no tratamento



Acantócitos – Hemácia malformada. Observa- de bronquites, asma, enfisema, broncopneu-



se em preparados projeção de espinhos ou monias e outras.




ACETIL ÁCIDO

Acetilcolina – Substância responsável pela trans- quedas, queimaduras, descargas elétricas, in-



missão dos impulsos de fibras pré-ganglio- toxicações por ingestão ou inalação de subs-



nares, produzindo estímulos em neurônios tâncias. Medicamentos guardados em casa e



pós-ganglionares; age também diretamente ao alcance de crianças são fontes comuns de



sobre as células da musculatura lisa e partici- acidentes.


pa na transmissão dos impulsos nervosos na Acidentes infantis – Um dos motivos mais co-



placa motora. muns de atendimento a crianças nos pronto-



Acetona – Substância solvente incolor e volátil. socorros hospitalares e a primeira causa de



Pode acumular-se no organismo do diabético, mortalidade infantil. Os acidentes mais fre-



bem como em organismos com outros distúr- qüentes são feridas e traumatismos, de ori-


bios metabólicos. gem não automobilísticos, seguidos por



Acetonúria – Presença de cetonas na urina. traumatismos cranioencefálicos. Sua preven-



Acianoblepsia – Os portadores dessa condição ção é importante.



não percebem a cor azul dos objetos. Acidez gástrica – Estado normal do conteúdo


Aciclovir – Substância caracterizada como um do estômago caracterizado por alta quantida-


nucleosídeo acíclico derivado da guanina ativo ○

de de íons hidrogênio, a qual pode ser medida
contra os vírus do herpes simples, da varíola e por meio de escala logarítmica denominada

do herpes zoster. pH. Algumas doenças são produzidas pelo ex-



Acidemia – Condição na qual há aumento de cesso de ácido no estômago ou pelo refluxo


ácidos no sangue com baixa do potencial deste ao esôfago.



hidrogeniônico (pH). Acidimetria – Mensuração do grau de acidez.



Acidente isquêmico transitório (AIT) – Doença Ácido – Composto contendo hidrogênio e que for-

na qual há transtorno focal da função cerebral, ma sais com a substituição deste por um metal.

com início abrupto. Provoca alterações neuro- Alguns são produzidos pelo corpo humano, que

lógicas que podem durar minutos, porém há os elimina. Entre os ácidos minerais estão o

recuperação em, no máximo, 24 horas. clorídrico, o nítrico e o sulfúrico; entre os or-



Acidente vascular cerebral (AVC) – É doença gânicos, os ácidos cítrico, láctico e úrico.

produzida por alterações nos vasos Ácido acético – Líquido incolor contido no vi-

sangüíneos que irrigam o cérebro, popular-


nagre. Em concentrações adequadas, pode ser


mente denominada derrame. Na maioria dos empregado de modo terapêutico.



casos, ocorre oclusão de um vaso importan- Ácido acetilsalicílico – Substância com ações:

te para o aporte sangüíneo, com conseqüen- antiinflamatória, antitérmica, anti-reumática e



te diminuição no aporte de sangue e dimi- antiagregante plaquetária. Denominado AAS.


nuição de oxigênio para uma parte do cére- Ácido ascórbico – Denominação química da

bro. Esta última denomina-se isquemia cere- Vitamina C. Composto orgânico presente em

bral e é responsável pelos danos neuronais sucos e frutas cítricas, couve, brócolis, toma-

ocasionados. Em alguns casos, há hemorra- tes e morangos. Essencial para o desenvolvi-



gia por ruptura do vaso dentro do próprio mento dos dentes, ossos e capilares; sua au-

encéfalo e denomina-se acidente vascular sência produz doença denominada escorbuto.



cerebral hemorrágico (AVCh). A literatura Ácido azótico – Ácido nítrico.



disponível também confere a sigla DVE (dis- Ácido barbitúrico – Composto do qual derivam

túrbio vascular encefálico). centenas de sedativos e hipnóticos.



Acidentes domésticos – Acidentes que ocorrem Ácido bórico – Substância que se apresenta em

no interior de residências ou domicílios; são forma de escamas ou cristais incolores, ou pó



fonte importante de lesões ou mortes na in- branco e cristalino dissolvido em água. Pode

fância. Os mais comuns são traumatismos por ser utilizado como anti-séptico.


ÁCIDO ACNE
A
Ácido butírico – Produto da fermentação de subs- Ácido tânico – O mesmo que tanino.



tâncias graxas como manteiga, suor e fezes. Ácido úrico – Produto do metabolismo das pro-



Ácido cianídrico – Ácido prússico, veneno po- teínas. Encontrado na urina humana e animal.



tente. O aumento no sangue é denominado gota.



Ácido clorídrico – Composto de hidrogênio e Acidófilo – Que retém corantes ácidos.


cloro que é secretado no estômago. É o com-


Ácidos graxos – Ácidos que combinam com


ponente principal do suco gástrico. glicerol formando sabões.



Ácido desoxirribonucléico (ADN ou DNA) – Acidose – Aumento anormal da concentração de



Molécula de ácido nucléico, principal com- íons de hidrogênio no organismo, por causa



ponente dos cromossomos no núcleo celular. do acúmulo de ácidos ou da perda de bases.


O ADN é o responsável por toda informação


Pode ser respiratória ou metabólica. Há per-


genética das células vivas de uma espécie.


turbação do equilíbrio ácido-básico do orga-


Ácido diacético – Ácido aceto-acético, que apare-


nismo com predominância de acidez.


ce na urina em certos casos de diabetes mellitus. Acidular – Tornar ácido.

Ácido fênico – Fenol, ácido carbólico.


Acídulo – Ligeiramente ácido.
Ácido fólico – Componente do complexo vita- ○

Acinesia – Incapacidade de movimentos volun-


mínico B e que tem poderosa ação antianêmica.


tários, paralisia.

Essencial para todas as células, colabora na


Acinetobacter – Bactéria do gênero de diplobacilos


síntese dos ácidos nucléicos, da colina e de


gram negativos da família das Neisseriaceae


todas as enzimas indispensáveis para multi-

amplamente disseminados e patogênicos.


plicação celular. Ele regula o desenvolvimen-


Ácino – Pequenina formação de células em for-


to das células neurológicas do feto; seu uso


ma de cachos.

tem mostrado redução da incidência de lesões


Acloridria gástrica – Ausência de ácido clorí-


no tubo neural. É indispensável para a matu-


ração do glóbulo vermelho associado à vita- drico nas secreções gástricas.



mina B12. Acne – Doença inflamatória crônica do folículo


polissebáceo, que afeta quase 80% dos ado-


Ácido inorgânico – Ácido que não contém car-


lescentes. A causa básica é desconhecida, mas


bono em sua molécula.


Ácido málico – Ácido que existe na maçã e em alguns fatores estão claramente relacionados

outros frutos. com sua origem: desequilíbrios hormonais,



Ácido nicotínico – Também denominado vita- obstrução dos folículos sebáceos por altera-

mina PP. É componente do complexo B, e sua ções da queratina e proliferação da flora


bacteriana.

falta produz a doença pelagra.


Ácido orgânico – Ácido cuja molécula contém



Acne
um grupo carboxila COOH.

Acne Epiderme

Ácido pantotênico – Vitamina hidrossolúvel ne-



cessária para a síntese de lipídios que formam


Glândula

parte da coenzima A. Está amplamente distri- sebácea


buído nos alimentos, e não há descrição de ne-


Folículo

piloso
nhuma enfermidade carencial pela sua falta. Derme

Ácido pícrico – Substância utilizada antigamente



nas queimaduras e também conhecido como



ácido amargo. Lipoderme


Ácido resistente – Diz-se de bactérias que não



descoram pelos ácidos, como os bacilos da



tuberculose, da hanseníase e outros. Acne




ACNE ACROMEGÁLICO

Acne papulosa – Forma grave de acne na qual Acrocefalopolissindactilia – Conjunto de mal-



se formam abscessos e cicatrizes. Afeta a face, formações esqueléticas hereditárias que asso-



o tórax, as nádegas e os músculos. cia acrocefalossindactilia e existência de de-



Acne rosácea – Afecção semelhante à acne co- dos supranumerários.



mum. Caracteriza-se pela vermelhidão do ros- Acrocefalossinanquia – Associação da soldadu-


to, especialmente em torno do nariz, embora ra prematura das suturas cranianas e da fusão



essa vermelhidão possa estender-se também dos ossos do cotovelo.



à região frontal e ao pescoço. Acrocelafossindactilia – Anomalia de formação



Acocoramento – Postura em que crianças aco- do esqueleto, caracterizada, por um lado, pela



metidas de doença cianótica têm de sentar malformação da cabeça, que é achatada da


sobre os calcanhares para descansar e buscar frente para trás e muito desenvolvida em altu-



o alívio para a dispnéia. ra, e por numerosas anomalias da face e, por



Acolia – Ausência de pigmento biliar. outro lado, pela sindactilia das quatro extre-



Acolúria – Ausência de pigmento biliar na urina. midades.


Acomodação – Fenômeno pelo qual o cristali- Acrocianose – Síndrome caracterizada pela cia-


no pode aumentar sua potência como lente, ○

nose permanente das mãos, algumas vezes, das
ajustar e enfocar percebendo uma imagem pernas e, mais raramente, das orelhas, do na-

nítida de diferentes distâncias do objeto. riz, das maçãs do rosto e da face posterior dos

Músculos específicos são responsáveis por braços, observada sobretudo nas mulheres jo-

esse fenômeno. vens. É exacerbada no tempo frio e úmido e



Acondroplasia – Afecção congênita transmi- parece ocorrer por causa de alterações do sis-

tida por herança dominante ou recessiva, tema nervoso autônomo.



decorrente de um gene mutante. Caracteri- Acrocolose – Sensação permanente de calor nas



za-se por uma parada de crescimento dos os- extremidades com hipertermia local.

sos em comprimento, em conseqüência do Acrocordão – Variedade rara de epitelioma



predomínio da ossificação do periósteo so- cutâneo.



bre a ossificação da cartilagem. Clinicamen- Acrodermatite – Inflamação da pele localizada



te, manifesta-se por nanismo, afetando os nas extremidades.


membros.

Acrodinia – Doença caracterizada por tumefa-


Acoria – Ausência congênita de pupila. ção fria, úmida e cianótica das mãos e dos pés

Acre – De gosto ácido. e, freqüentemente, também do nariz e da face,



Acreção – Modo de crescimento por justaposição. acompanhada de prurido e de crises de sudo-



Acro – Prefixo que indica extremidade. Acrocia- rese, algumas vezes de alterações nervosas ou

nose, membros de coloração azulada. alterações cardiovasculares.



Acroangiomatose – Afecção caracterizada por Acrodisplasia – Variedade de osteocondrodis-



angiomas múltiplos localizados nas extremi- plasia na qual as lesões osteocartilaginosas es-

dades. tão localizadas nas extremidades sobretudo nas



Acrobraquicefalia – Variedade da craniostenose mãos.


caracterizada pela soldadura precoce da sutu- Acrofobia – Temor de alturas.



ra coronal e pelo achatamento antero-posterior Acromatopsia – Ausência de percepção das cores.



do crânio com protuberância significativa da Acromegalia – Afecção caracterizada por hiper-



região bregmática. trofia das extremidades superiores, inferiores



Acrocefalia – Malformação craniana decorrente e da extremidade cefálica; hipertrofia dos ossos


da soldadura precoce das suturas sagital e das extremidades e das extremidades dos ossos,

coronal. A base do crânio também está defor- do nariz, das orelhas e da língua.

mada. O vértice pode ser plano ou pontiagudo. Acromegálico – Portador de acromegalia.




ACROMELALGIA ACUTENÁCULO
A
Açúcar – Termo sinônimo de sacarose.



Açúcar no sangue – Termo popular indicativo



da glicemia ou quantidade de glicose no san-



gue. Normalmente é de 80 a 110 mg por 100



ml. Hiperglicemia é o termo que designa o


aumento de açúcar no sangue. Diabetes



Crescimemento Mellitus a doença decorrente de hiperglicemia.


anormal do nariz


Acúfenos – Tinidos ou zumbidos. Percepção de



um som não musical dentro do ouvido, que



ocorre em muitas doenças do ouvido.


Acuminado – Instrumento sem ponta; condiloma



acuminado; doença conhecida como verruga



genital.



Acupuntura – Antiga arte curativa de origem


chinesa. Atualmente, no Brasil, uma das es-

Acromegalia


pecialidades médicas. A técnica é baseada na
aplicação de agulhas em certos pontos do cor-

Acromelalgia – Síndrome caracterizada por do- po e deve ser indicada e praticada por médi-

res paroxísticas mais freqüentemente notur- cos habilitados.


Acutenáculo – Também conhecido dos cirurgiões


nas, nas extremidades dos membros.


como porta-agulhas. Instrumento de ope-


Acromia – Diminuição ou desaparecimento com-


rações no qual se seguram as agulhas para


pleto da pigmentação normal da pele.


Acromicria – Síndrome oposta à acromegalia, suturas.



que se caracteriza por parada de desenvolvi-



mento dos membros e, algumas vezes, da ca-


Acrômio

beça; nanismo e adipose.


Acrômio – Acidente ósseo da escápula.



Clavícula
Acropatia – Denominação genérica das doen-

ças de extremidades.

Acropoiquilotermia – Síndrome caracterizada



pelo resfriamento simétrico das extremidades.


Acrossoma – Região anterior do espermatozóide



(capuz), que recobre o núcleo.



ACTH – Abreviatura do hormônio adreno-



corticotrópico secretado pela hipófise.



Actínico – Relativo à ação química de feixes lu-


minosos.

Actinomiceto – Bactéria que causa a actino-



micose, doença do gado e do Homem.



Actinomicose – Doença causada pelo Actinomyces


Escápula

israelii. Provoca formação de abcessos crônicos.


Actinoterapia – Termo que designa todos os



métodos terapêuticos que utilizam as radia-



ções de diversas naturezas; é principalmente



empregado, atualmente, para designar aque-


Acrômio

les que utilizam feixes luminosos.



ADAMANTINOMA ADENOSINA

Adamantinoma – Tumor do maxilar.



Adamkiewicz, artéria – Artéria que irriga os 2/3



anteriores da medula espinal e origina-se mais Conchas nasais



freqüentemente de artérias espinais.



Adaptação – Em oftalmologia: acomodação ou


capacidade que a retina possui de habituar-se



em diferentes níveis de intensidade de luz.



Adelgaçar – Tornar fino, reduzir em tamanho.



Adenectomia – Exérese de uma tonsila faríngea.



Adenina – Base nitrogenada que entra na com-


posição dos ácidos nucléicos.








Adenóide



Faringe
















Adenina

Adenóide

Adenite – Inflamação aguda ou crônica dos



linfonodos. Adenoma – Tumor benigno de um epitélio glan-


Adenocarcinoma – Tumor epitelial maligno que dular.



se localiza nas glândulas. Adenomas hipofisários – Tumores benignos da



Adenofleigmão – Inflamação dos linfonodos hipófise cerebral.



produz supuração. Adenomas pleomórficos – Tumores benignos



Adenóide – Massa de tecido linfóide, em forma mais conhecidos das glândulas salivares.

de lóbulos, denominada tonsila faríngea. Adenomas tireóideos – Tumores benignos mais



Adenoidectomia – Extirpação cirúrgica do teci- conhecidos da tireóide.



do linfóide da nasofaringe, das tonsilas farín- Adenomas tireotóxicos – Tumores que produzem,

geas ou das adenóides. O motivo mais comum de modo autônomo, o hormônio da tiróide.

para realizar-se essa operação é a infecção crô- Adenopatia – Doença que afeta os linfonodos.

nica das adenóides. Estes se encontram aumentados em razão



Adenoidite – Infecção das tonsilas faríngeas que de um processo inflamatório, infeccioso ou



se inflamam, aumentam de tamanho e obstru- tumoral.



em a passagem do ar das fossas nasais para a Adenossarcoma – Tumor que se desenvolve a



garganta. Também pode obstruir as aberturas partir de elementos de uma glândula.


das tubas auditivas e dificultar a passagem de Adenosina desaminase (ADA) – Enzima cuja

ar para os ouvidos. Em crianças, pode provo- deficiência se associa à perda da capacidade



car sono agitado e enurese. de proliferação de linfócitos.




ADENOTOMIA ADSORÇÃO
A
Adenotomia – Incisão em uma glândula. Adicto – Diz-se de quem é dependente de qual-



Adenovírus – Qualquer vírus que pertença à quer tipo de droga, ou drogadicto.



família dos Adenoviridae. Possui sime- Adinamia – Pessoa acometida da sensação de



tria cúbica, é desprovido de envelope e agen- fraqueza muscular.



tes de considerável número de doenças do Adipose – Acúmulo excessivo de gordura no


Homem. corpo. Sinônimo de adiposidade.



Aderência – Faixa de tecido cicatricial que une Aditivos alimentares –Substâncias utilizadas



duas superfícies, normalmente separadas en- para alterar características dos alimentos.



tre si. Pode aparecer depois de operação, in- São eles: conservantes, colorantes, aroma-



flamação ou trauma. Caso a aderência en- tizantes, emulsificantes, vitaminas e mine-


volva parte do intestino, pode desenvolver- rais.



se obstrução de sua luz, com bloqueio do Adjuvante – Substância secundária em prepara-



trânsito intestinal. Se o quadro de dor de- ção farmacêutica ou tratamento. As terapias



corrente de aderências intestinais perdurar adjuvantes no câncer são a quimioterapia, ra-


mais do que 6 horas, denomina-se abdome dioterapia ou braquiterapia.


agudo. ○

Adoção – Processo pelo qual se transfere aos pais
Adesão – Capacidade de união estável entre ob- adotivos todos os direitos e deveres dos pais

jetos, células ou organismos. naturais, de uma forma irrevogável e perma-



Adesivo – Objeto com propriedade de adesão. nente.


Pode ser associado a medicamentos. O espa- Adolescência – Período de desenvolvimento cuja



radrapo é um adesivo conhecido. principal característica é o rápido crescimen-



Adiaforese – Falta ou diminuição acentuada de to físico e psicológico. A OMS (Organização



sudorese. Mundial de Saúde) estabelece como limites



Adianocinesia – Impossibilidade de fazer movi- de idades dos 10 aos 19 anos, em ambos os


mentos rápidos e alternados. sexos.



Adiastolia –Ausência de capacidade de relaxa- Adrenal – Antigamente denominada glândula



mento do miocárdio. supra-renal, localizada sobre os rins.



Adição – Dependência de uma substância. Adrenalectomia – Exérese de uma ou de ambas



adrenais.

Adrenalina – Hormônio produzido na adrenal,



no sistema nervoso central e nas terminações



nervosas. Sua principal função é facilitar a



transmissão do impulso nervoso. Estimula a


ação cardíaca, eleva a pressão sangüínea e



tem ação relaxadora nos músculos ligados aos



brônquios. Sinônimo de epinefrina.



Adrenogenital, síndrome – Doença endócrina



decorrente de atividade anormal do córtex


adrenal, que produz quantidades inferiores de



cortisol e superiores de andrógenos. Caracte-



riza-se por uma puberdade precoce nos ho-



mens e masculinização dos genitais externos



em mulheres, denominando-se pseudo-


hermafroditismo.

Adsorção – Aderência de uma substância à su-



Adenovírus perfície de outra.




ADUÇÃO AFTA

Adução – Movimento de um membro ou de um Aeróbio – Organismo ou processo químico que



segmento de membro cujo resultado é necessita de oxigênio.



aproximá-lo do plano mediano do corpo, opos- Aerocolia – Acúmulo de gases no interior dos



to à abdução. intestinos.



Aerocolpos – Distensão da vagina decorrente de


acúmulo de ar.



Aerofagia – Presença de ar no esôfago e no es-



tômago.



Aerofobia – Medo de correntes de ar, vento for-



te; observada freqüentemente na raiva.


Aerogastria – Presença de ar no estômago.



Aerossol – Gás pressurizado que contém subs-



tância finamente nebulizada para tratamentos



inalatórios.


Afacia – Ausência congênita do cristalino.




Áfaco – Termo que designa o olho com afacia.
Afagia – Inaptidão para deglutição.

Adução

Afasia – Incapacidade para comunicar-se por



meio da linguagem falada. Pode ser decorrente


de doenças ou traumas.

Afebril – Pessoa que se apresenta sem febre.



Afecção – Doença, enfermidade.



Aferente – De direção centrípeta, para um cen-



tro. Fibras nervosas aferentes são sensitivas.


Afeto – Reação psíquica diante de certas situações.



Afibrinogenia – Ausência total de fibrinogênio



no plasma.

Plano mediano do corpo Afinidade – Sinônimo de atração.



Aflegmático – Não inflamatório.


Adução
Afogamento – Asfixia por imersão em líquido,

Adulteração – Alteração ou diluição da pureza geralmente água.



de uma substância pela adição de material es- Afonia – Diminuição da voz.



tranho. É um procedimento comum na mani- Afrodisia – Apetite sexual exagerado.


Afta – Ulceração superficial situada na mucosa


pulação de drogas ilegais, às quais se acres-


centam substâncias variadas e perigosas. da boca.



Adutor – Denominação de um músculo que


Afta

movimenta parte do corpo em direção ao pla-



no sagital mediano. Adutor magno, músculo



da região medial da coxa.


Aedes – Gênero de mosquito presente em regiões



tropicais. Algumas das espécies podem ser



intermediárias e transmitir doenças ao Ho-



mem, como o Aedes egypti na dengue.



Aeração – Troca de sangue com alto teor de gás


carbônico por sangue com alto teor de oxigê-



Afta
nio no processo denominado hematose.


AFTOSE ALASTRIM
A
Aftose – Doença caracterizada pela presença de Agranulocitose – Alteração sangüínea caracte-



aftas nas mucosas da boca e genitália. rizada por diminuição do número de granu-



Afusão – Aspersão. Jato de água sobre o corpo lócitos.



para obter diminuição de temperatura. Agripino, parto – Parto no qual se apresenta,



Agalactia – Ausência de secreção de leite após o em primeiro lugar, as nádegas.


parto. Água – Substância composta de hidrogênio e oxi-



Ágar ou Ágar-ágar – Alga da família das Florí- gênio, essencial em toda matéria viva e em to-



deas, comum nos mares do Japão. Contém dos os processos vitais. Possuímos de 50% a



produto colóide, utilizado para fazer meios de 70% de água em massa corpórea. A deficiên-



culturas sólidos. cia de ingesta de água ou o excesso da perda de


Agastria – Ausência de estômago decorrente de água produz desidratação.



ressecção total. Aguda, doença – Doença caracterizada pela du-



Agenesia – Ausência de desenvolvimento de cer- ração relativamente curta dos sintomas. As do-



tas partes do corpo. enças agudas podem evoluir para recuperação


Agenitalismo – Indivíduo privado da secreção integral do paciente, fase crônica ou morte.


de glândulas sexuais. ○

Agulha hipodérmica – Agulha fina e oca que se
Ageusia – Perda da gustação. conecta a seringa para injetar medicamentos

Aglossia – Ausência congênita da língua. abaixo da pele ou no interior dos vasos san-

Agranulocitose – Doença grave que produz güíneos e também para extrair amostras de

acentuada diminuição dos leucócitos e ma- sangue para análise.



nifesta-se por úlceras na faringe, nos intes- AIDS – Doença causada pelo vírus da imuno-

tinos ou na pele. deficiência humana (HIV). Esse vírus afeta



Alérgeno – Substância ou organismo causador os linfócitos, que são células envolvidas na



de reações alérgicas. resposta imune. A infecção provoca destrui-


Aglutinação – Características de determinadas ção dessas células e, conseqüentemente, di-



células, como bactérias ou glóbulos sangüíneos, minuição da capacidade do organismo de



em suspensão, de aglutinar-se quando se trata defender-se. Em português, usa-se a sigla



essa suspensão com soro imune. Essa proprie- SIDA, que significa Síndrome da Imunode-

dade é básica para certas provas laboratoriais


ficiência Adquirida.

para diagnóstico de inúmeras doenças. Ainhum – Afecção de alguns países quentes,



Aglutinina – Substância que tem a propriedade caracterizada por amputação espontânea de



de aglutinar bactérias ou hemácias. um pododáctilo, geralmente o quinto. Obser-



Agnosia – Incapacidade de reconhecimento de vado somente na raça negra e só afeta o sexo


objetos. masculino.

Agonia – Período final da vida e próximo à morte, AINH – Iniciais de antiinflamatório não hor-

caracterizado por diminuição da circulação que, monal.



por sua vez, causa irrigação insuficiente do cére- AIE – Iniciais de antiinflamatório esteroidal.

bro e diminuição ou abolição do entendimento. AIT – Abreviatura de acidente isquêmico cere-


Agorafobia – Sensação de angústia produzida bral transitório.



ao freqüentar grandes lugares públicos cheios Alantíase – Intoxicação por ingestão de alimen-

de gente, onde se tem a sensação de que é di- tos enlatados, botulismo.



fícil sair ou conseguir ajuda. Alarém – Medicamento antimalárico. Também



Agrafe – Pequeno grampo metálico utilizado nas denominada cloroquina.


suturas da pele. Alastrim – Doença contagiosa cujos sintomas



Agrafia – Incapacidade de transformar pensa- lembram, ao mesmo tempo, os da varíola e



mentos em escrita organizada. varicela.




ALBINISMO ALERGIA

Albinismo – Doença causada por um erro congê- Alcalóide – Substância orgânica de origem ani-



nito do metabolismo dos aminoácidos pela mal ou vegetal, que se comporta como base e



tiroxina, necessária para a síntese de melanina. forma sais com os ácidos. Ex: morfina, atro-



A pele torna-se branca, e pode haver alterações pina, quinina.



oculares e infecções na pele. Não constitui do- Alcalose – Estado anormal dos líquidos corpo-


ença e é hereditário. rais, produzido por aumento de pH, excesso



Albino – Indivíduo afetado pelo albinismo. de bicarbonato ou deficiência de ácido.



Albumina – Proteína sangüínea, dissolve-se em água Álcool – Solução de álcool etílico utilizado como



e coagula com o calor. É o principal alimento da anti-séptico e dissolvente. É líquido claro e



maioria dos tecidos animais e vegetais e também incolor obtido por destilação de soluções fer-


a parte principal do soro sangüíneo ou plasma. mentadas de açúcar, cereais ou substâncias que



Albuminúria – Presença de albumina na urina. contêm amido.



Alça de Henle – Unidade fundamental do rim, loca- Alcoolepilepsia – Variedade de epilepsia causa-



liza-se entre os túbulos proximal e distal e divide- da diretamente pelo álcool etílico.


se em duas partes: descendente e ascendente. Alcoolismo – Síndrome da dependência do ál-


Alcalemia – Alcalinidade anormal do sangue, ○

cool, produzida depois do consumo prolon-
com pH acima de 7,5. gado e excessivo da substância. É um trans-

Álcali – Os álcalis são quimicamente hidróxidos torno crônico de conduta manifestado pela

de metais alcalinos e, por extensão, os sais com ingestão repetida de bebidas alcoólicas

reação alcalina. num grau que interfere na vida cotidiana e



Alcalimetria – Dosagem de álcalis. na saúde.



Alcalino – Que tem propriedades de álcali. O pH Aldosterona – Hormônio secretado pela glân-

é acima de 7,0. dula adrenal, regula o equilíbrio de sódio e



Alcalinos, intoxicação por – Estado tóxico cau- potássio.


sado pela ingestão de um álcali como o amo- Aleitamento – Alimentação importante de um



níaco, a cândida e certos detergentes em pó. lactente.



Alérgeno – Substância capaz de produzir reação



alérgica no organismo.

Alergia – Qualquer modificação do organismo


provocada por uma substância capaz de com-



portar-se como um antígeno.





Alérgenos

Anticorpos












Mastócito



Complexo AA

(antígeno-anticorpo)


Alcoolismo Mecanismo imunológico da alergia




ALÉRGICO ALTERAÇÕES
A
Alérgico – Que se refere à alergia. oclusão arterial na artéria radial ou na arté-



Alergia medicamentosa – Hipersensibilidade a ria ulnar.



um agente farmacológico. Allen (tríade de) – Dispnéia, taquicardia e fe-



Alergia por alimentos – Estado de hipersen- bre.



sibilidade decorrente da ingestão de um Alodinia – Dor percebida após estímulo não


antígeno alimentar específico. nociceptivo.



Alexia – Forma de afasia na qual não há reco- Aloenxerto – Enxerto ou transplante entre indi-



nhecimento nem compreensão de palavras víduos de uma mesma espécie, mas genetica-



escritas. mente diferentes.



Alfabloqueadores – Medicamentos que agem Alopatia – Modo de tratamento tradicional


bloqueando, de forma seletiva, os receptores que procura efeito inverso ao provocado



de alfa 1, provocando dilatação em artérias e pela doença.



veias. São utilizados para controle da pressão Alopecia – Queda do pêlo de qualquer zona da



arterial e outras doenças. pele. A alopecia androgenética denominada


Alfafetoproteína – Variedade de substância calvície comum, afeta muitos homens e algu-


glicoproteinada tipo alfa-1-globulina normal- ○

mas mulheres com predisposição familiar.
mente sintetizada apenas durante a vida fetal. Alopecia areata – Doença de causa desconheci-

Algia – Dor. da, que produz placas de calvície delimitadas



Álgico – Que causa dor. no couro cabeludo e em outras zonas do cor-


Algidez – Resfriamento das extremidades com po providas de pêlo.



tendência ao colapso. Alopecia universal – Ausência de pêlo em toda



Álgido – Diz-se de uma doença ou de uma a superfície do corpo, de causa desconhecida.



síndrome que é acompanhada de algidez. Aloplastia – Prótese. Substituição de uma parte



Algofilia – Busca mórbida por sensações dolo- do corpo por material estranho.

rosas, observada durante delírios e durante a Alquimia – Expressão externa da filosofia her-

melancolia. mética aplicada por meio da magia sobre os



Algofobia – Medo da dor. seres da natureza, excluindo os animais, na



Algogênico – Que produz dor. qual o homem atuava sobre os minerais e ve-

Algomania – Mania de dor; propensão de algu-


getais. Prosperou no século XVI com gran-


mas pessoas para dor. de entusiasmo e, ao mesmo tempo, reserva.



Algomenorréia – Menstruações dolorosas. Passou a ser totalmente desacreditada no sé-



Algor – Sensação de frio. culo XVIII, sendo, hoje, referência história



Alienação – Psicopatia. Perturbação mental em de grande valia.


geral e incapacidade para a vida social. Alteração da conduta – Padrões de conduta



Alienia – Ausência congênita de baço. anormais que se produzem especialmente em



Alienista – Psiquiatra. crianças e adolescentes, como excessiva



Alimentação complementar – Qualquer tipo de agressividade, hiperatividade, crueldade,



alimento sólido ou líquido não lácteo que se destrutividade, mentiras, desobediência, au-

dá ao recém-nascido, em alguns casos. sência sem permissão, perversões sexuais,



Alimento dietético – Alimento com poucas calorias criminalidade, alcoolismo e vício em drogas.

que, em geral, contém edulcorantes artificiais. O tratamento, por especialista, deve ser feito

Alinfocitose – Doença congênita rara, here- com psicoterapia, aconselhamento familiar e,



ditária recessiva, caracterizada por dimi- se necessário, medicação.


nuição considerável da taxa de linfócitos Alterações provocadas pelo desuso – Conjunto



no sangue. de fenômenos físicos e psicológicos decorren-



Allen – Manobra que permite localizar uma tes da falta de uso de uma parte do corpo ou de


ALUCINAÇÃO AMETROPIA

um sistema corporal. Ocorre de forma caracte- Amálgama – Liga de mercúrio e pó de prata uti-



rística em pacientes submetidos a isolamento e lizada para obturar dentes.



imobilidade prolongados. Os idosos mal nutri- Amarílico – Relativo à febre amarela.



dos e com maior imobilidade são mais suscetí- Amargos – Medicamentos que estimulam a



veis de padecer de úlceras por pressão. Como secreção do suco gástrico e, conseqüente-


conseqüência do desuso e da debilidade dos mente, o apetite.



músculos abdominais, necessários para a eva- Amassamento – Movimento de beliscar, enro-



cuação intestinal, ocorre também prisão de ven- lar e pressionar que se utiliza para a massa-



tre. Os cuidados com a dieta e nutrição, postu- gem muscular.



ra adequada e movimentação regular do paci- Amaurose – Aparição de cegueira súbita transi-


ente, junto a uma higiene escrupulosa da pele, tória e indolor, num dos olhos.



minimizam os problemas da imobilização. Ambidestro – Quem tem habilidade em ambas



Alucinação – Percepção anômala por meio de as mãos.



quaisquer órgãos dos sentidos. Ambivalência – Coexistência, em uma mesma


Alucinose – Estado caracterizado por aluci- pessoa, de sentimentos opostos e contraditó-


nações múltiplas, ora semiconscientes, ora ○

rios. Pode constituir sintoma de esquizofrenia.
inconscientes. Ambliopia – Dificuldade de visão.

Aluminose – Pneumoconiose provocada pela Ambulatória (Febre) – Modalidade de infecção



inalação de pó de argila. em que o doente, mesmo febril, apresenta bom


Alveolite – Inflamação do alvéolo dental ou do estado geral e não se deita.



alvéolo pulmonar. Ambulatório – Local de prestação de atendimen-



Alvéolos – Estruturas microscópicas em forma to médico, odontológico e laboratorial para



de saco, localizadas na região mais periférica consultas e exames.



da árvore respiratória. Ameaça de aborto – Conjunto de sintomas em


uma grávida que anunciam a possibilidade de



um aborto próximo.

Ameba – Organismo microscópico, monocelular,


Bronquíolo

dotado de movimentos. Algumas espécies pro-



duzem doenças no Homem.


Amebíase – Infecção do intestino grosso produ-



Alvéolo zida pela Entamoeba histolytica. A doença é



adquirida por meio da ingestão de água ou ali-



mentos contaminados com fezes contendo a


forma cística do parasita, podendo também



ocorrer pela transmissão sexual.



Amelia – Deformidade congênita, caracterizada



pela ausência dos quatro membros.



Amenorréia – Ausência de menstruação.


Amenorréia primária – Também denominada



falta de menarca. Consiste na ausência de



episódios de sangramento uterino espontâneo


Alvéolos

e atraso na aparição dos sinais sexuais secun-



Alzheimer, doença de – Descrita como a varie- dários, aos 16 anos.


Ametria – Ausência de útero.


dade mais freqüente de demência pré-senil,


Ametropia – Defeito visual de enfoque ocular


caracterizada, anatomicamente, por atrofia


do córtex cerebral. pelo qual os raios de luz não formam imagem




AMICROBIANO ANAEROBIOSE
A
na retina. Existem dois tipos de ametropia: a



hipermetropia e a miopia.



Amicrobiano – Sem bactérias e fungos.



Amígdala – Tonsila palatina.



Amigdalectomia – Extirpação cirúrgica das


tonsilas palatinas, para evitar a repetição de



amidalites estreptocócicas e o risco de ocor-



rência de febre reumática.



Amigdalite – Inflamação das tonsilas palatinas



causadas por vírus ou bactérias.


Amido – Sinônimo de Amilo, Polvilho.



Amiláceo – Que tem amido, que tem estrutura



do amido.



Amilase – Enzima que decompõe o amido em


substâncias mais simples.


Amilóide – Infiltração de diferentes órgãos e te- ○

cidos pela substância amilóide.



Aminoácido – Base estrutural das proteínas. Há


Amniocentese

dois tipos: aqueles que o organismo não pode


sintetizar por si só e que, portanto, deve-se


Amniótico – Relativo ao âmnio.


obter da dieta; e os que ele pode sintetizar a


Amônia – Hidróxido de amônio.


partir de outros. Os primeiros são chamados


Amoníaco – Amônia. Solução aquosa de


essenciais, e os segundos, não-essenciais. hidróxido de amônio.



Aminoacidopatias – Também conhecidas como Amorfo – Sem forma.


erros inatos do metabolismo dos aminoácidos,


Amplificação Gênica – Técnica de análise do


doenças produzidas pela deficiência congênita


ácido desoxirribonucléico que se presta à


de enzimas necessárias no metabolismo dos automatização e utiliza conceitos de biologia



aminoácidos. As mais comuns são: fenilce- molecular.


tonúria, albinismo, tirosinemia, homocis-


Ampola – Denominação anatômica de dilatação


tinúria e outras, como doença de Hartnup.


de canais do corpo humano, exemplo por am-


Aminoácidos essenciais – Base estrutural de


pola retal.

proteínas. Amputação – Retirada cirúrgica de parte do cor-



Aminoacidúria – Presença de aminoácidos na po, de um membro ou decorrente de trauma


urina.

violento.

Amiodarona – Fármaco utilizado no tratamento


Amusia – Distúrbio da capacidade musical.


antiarrítmico.

Anabolismo – Parte do metabolismo dedicado a


Amiotrofia – Atrofia muscular. formar moléculas, geralmente com o objetivo



Amnésia – Perda parcial ou total da memória. de armazenar ou constituir parte de determi-


Âmnio – A membrana fetal mais interna, que


nadas estruturas orgânicas.


forma a bolsa d’água.


Anabolizante – Substância que propicia o


Amniocentese – Retirada por punção de peque-


anabolismo.

na quantidade de líquido amniótico durante a Anaeróbio – Organismo que não necessita de



gestação para exames. oxigênio para sobreviver. Reação química que


Amniorrexe – Ruptura da bolsa amniótica.


prescinde de oxigênio para acontecer.


Amnioscopia – Exame do líquido amniótico por


Anaerobiose – Condição de existência de deter-


transiluminação de membranas.

minados organismos sem oxigênio.



ANAFILAXIA ANATOMIA

Anafilaxia – Sensibilidade do organismo a subs- tância capital. Deve-se prestar o maior núme-



tância ou microorganismo. ro de informações ao médico que assiste.



Anaforese – Diminuição da atividade de glân- Anaplasia – Processo no qual células perdem



dulas sudoríparas. parte de suas características próprias, diferen-



Analéptico – Medicamentos e alimentos que res- ciando-se.


tabelecem as forças e estimulam o funciona- Anasarca – Edema ou acúmulo de líquido de



mento dos diferentes órgãos. modo anormal no corpo.



Analergia – Ausência de alergia. Anastomose – Comunicação entre dois vasos,



Analérgico – Que não produz alergia. duas artérias ou veias. Pode ser realizada ci-



Analgesia – Diminuição da sensibilidade à dor. rurgicamente para restabelecer a circulação.


Analgésico – Qualquer substância ou método


Anastomose


para aliviar ou diminuir a dor. Existem vários



tipos: aspirina, paracetamol, outros



antiinflamatórios não hormonais (AINH),


codeína e derivados, analgésicos opióides


maiores como a morfina. ○

Analgia – Ausência de dor.



Análise de bioquímica hemática – Exames des-



tinados a medir certas substâncias químicas


do sangue. Podem fornecer importantes infor-



mações para elucidação diagnóstica.


Anastomose

Análise de sangue hemograma – Estudo das dife-



rentes células do sangue quanto a seu tamanho, Anatomia – Ciência dedicada ao estudo da for-

ma, arquitetura e estrutura dos seres vivos e


sua contagem, suas anomalias, entre outros.


Análise hormonal – Os hormônios mais freqüen- das coisas. Etimologicamente, tem origem

tes são: hormônios de tireóide, cortisol e grega anatome, ana-distributivo em partes, e



hormônios sexuais como testosterona, estró- tomein-cortar ou cortes. A associação signi-



geno, progesterona e prolactina. fica dissecação, ato ou técnica de cortar, or-


Análises clínicas – Exame de amostras, obtidas denadamente, um objeto; no caso humano, o



de um indivíduo, que constitui, em determi- cadáver, para conhecer sua arquitetura e es-

nados casos, auxílio diagnóstico. As análises trutura. Sinônimo de Morfologia. Pode distin-

mais comuns de sangue estudam células guir a Biomorfologia, Zoomorfologia e Fitomor-



sangüíneas; substâncias químicas; diversos fologia. Não há Medicina sem Anatomia. A


anticorpos; marcadores de doenças infeccio- Anatomia Sistêmica possui conteúdos valio-



sas, reumáticas, tumorais; e hormônios. Diz- síssimos, constituídos de um complexo vasto



se comumente que a clínica é soberana. No de conhecimentos, que nos familiarizam com



entanto, um exame subsidiário bem indicado os mais diminutos pormenores do maravilho-



e executado pode ser muito útil. so organismo humano. A Anatomia seria uma

Analista – Um profissional que analisa. Ao ana- ciência de alto valor, mesmo se considerásse-

lisar a mente, chama-se psicanalista. mos somente esse ponto de vista, pois ela é o

Anamnese – Informações prestadas pelo paci- fundamento de todas as outras ciências da área

ente ou acompanhante; vários aspectos do pro- da saúde, as quais não poderiam subsistir sem

blema ou da doença, como início, duração dos a Anatomia. Além das aplicações na área da

sintomas, fatores de melhora e piora, medica- saúde e das várias formas de estudo da Anato-

mentos em uso, até o momento em que ele se mia, existe uma leitura anatômica nas diver-

encontra sob observação médica. É de impor- sas áreas da atividade humana como Anato-


ANATOMIA ANESTESIA
A
mia Artística, Matemática, Antropológica, Androsterona – Hormônio sexual masculino.



Constitucional, Comparativa e Filosófica. Na Anéfrico – Ausência de rins.



área médica: Anatomia Sistêmica, Topográ- Anelitria – Ausência congênita de vagina.



fica, Aplicada, Radiológica e a Nipiologia. Anemia – Diminuição do número de glóbulos



A Anatomia em um sentido amplo ou a Mor- vermelhos ou da quantidade de hemoglobina


fologia cobre todas as idades, em todos os ní- do sangue para níveis abaixo do normal.



veis estruturais, desde o microscópico até o Anemia aplásica – Alterações na produção das



subcelular, molecular e atômico. hemácias, nas quais o defeito está na própria



Anatomia patológica – Ramo da Medicina que medula óssea, órgão onde se realiza a



estuda as alterações dos diferentes tecidos do eritropoiese.


corpo humano em cada uma das doenças. Anemia hemolítica do recém-nascido – Anemia



Anatoxina – Toxina microbiana reduzida em po- de alguns recém-nascidos decorrente da pas-



der tóxico e que conserva um poder imunizante. sagem, pela placenta, de anticorpos maternos



Ancilostomíase duodenal – Infestação intesti- que costumam produzir-se por incompatibili-


nal causada pelo Ancylostoma duodenale, que dade do grupo sangüíneo da mãe e do feto.


se desenvolve, principalmente, no Homem ou ○

Anemia ferropriva – Falta de glóbulos verme-
em outros animais. Constitui-se no Brasil, jun- lhos por carência de ferro.

to com o Necator americanus, em doença Anemia perniciosa – Conseqüência mais fre-



endêmica de significativa importância pela sua qüente do déficit de vitamina B12.


freqüência, especialmente em zonas rurais. Anemias macrocíticas – Redução do número de



Ancôneo – Relativo ao cotovelo. hemácias, estando, ainda, seu volume ou ta-



Andador – Sistema de adaptação para quem pos- manho aumentado.



sui dificuldades para andar. Consiste em uma Anemias microcíticas – Redução do número de

estrutura metálica com quatro pernas e uma hemácias, estando seu volume ou tamanho

adaptação para segurá-la com as mãos. reduzido.



Androgênico – Susbtância que estimula ou pro- Anergia – Déficit do sistema imunológico em



duz os caracteres sexuais masculinos reagir a antígenos.



Andrógenos – Hormônios masculinos. O prin- Anérgico – Pessoa com anergia.


cipal deles, chamado testosterona, é fabrica-


Anestesia – Procedimento no qual se almeja re-


do no testículo e circula no sangue. dução total ou parcial da sensibilidade.



Androginia – Malformação congênita na qual Anestesia geral – Procedimento médico no qual



os órgãos sexuais externos se parecem com se planejam ações para diminuição de sensi-

os de um sexo, ao passo que as gônadas bilidade e consciência.


correspondem ao sexo oposto; também cha-



mada pseudo-hermafroditismo.

Andrógino – Diz-se da pessoa que tem alguma



das características do sexo masculino, indepen-



dente do sexo determinado geneticamente.


Andróide – Semelhante ao homem.



Andrologia – Estudo do Homem e, mais parti-



cularmente, das doenças que só ocorrem em



homens; também chamada Urologia.



Andromorfo – Com forma de Homem. Anestesia geral


Andropausa – Conjunto das manifestações or-



gânicas e psíquicas que sobrevêm aos homens Anestesia local – Procedimento no qual se pla-

entre 50 e 70 anos. neja a administração direta de um anestésico




ANESTESIA ANGIODERMA

local sobre um tecido para provocar a ausên- correntes de infecção bacteriana sobre as pa-



cia de sensações de dor em uma região deli- redes do vaso.



mitada. Aneurisma Ventricular – Dilatação da parede



Anestesia peridural – Método de anestesia que de um ventrículo cardíaco.



consiste em injetar anestésicos diretamente no Aneurismectomia – Procedimento de ressecção


espaço epidural. de um aneurisma.



Anestesia regional – Método anestésico no qual Aneurismorrafia – Sutura de um aneurisma.



se almeja perda da sensibilidade dolorosa em Aneurismotomia – Incisão em um aneurisma.



uma região do corpo, obtida mediante a inje- Anexite – Inflamação dos órgãos anexos ao úte-



ção de um anestésico local na proximidade do ro, ou seja, ovários e tubas uterinas.


trajeto de um ou vários nervos. Anexopexia – Operação de fixação dos anexos



Anestesiologia – Estudo dos procedimentos anes- do útero.



tésicos utilizados em Medicina, uma especia- Anexos cutâneos –Glândulas sudoríparas,



lidade médica. folículos pilossebáceos e unhas.


Anestesiologista – O médico que se especializou Anfetamina – Substância estimulante que pro-


em anestesia e anestesiologia. ○

duz um aumento da atividade física e psíqui-
Anestesista – Médico especializado em aneste- ca, diminui a sensação de cansaço e depressão.

siologia. Pode causar dependência física.



Aneurina – Vitamina B1, cloridrato de tiamina. Anfiartrose – Classificação das articulações que

Aneurisma – Doença dos vasos sangüíneos que têm pouca mobilidade.



apresentam dilatação permanente; localizada Angeíte – Inflamação de um vaso sangüíneo.



ou focal, se for uma artéria; com, pelo menos, Angiectomia – Extirpação cirúrgica de um vaso

50% de aumento, comparado ao diâmetro nor- sangüíneo ou linfático.



mal esperado para a artéria em questão. Esses Angina de peito – Dor, opressão ou mal-estar

vasos podem ser isolados ou múltiplos e deri- precordial decorrente de isquemia miocárdica

vam de enfraquecimento da parede ou de es- transitória. Relata-se dor em opressão ou



tresse anormal na estrutura da artéria, sendo a constrição, de início súbito e suspensão gradual;

aterosclerose sua causa mais freqüente. Podem sintoma que deve ser um alerta para procurar-

ser verdadeiros, cujas paredes do aneurisma


se atendimento médico de modo ligeiro.


são constituídas pelas próprias paredes das Angioderma – Reação inflamatória da pele e das

artérias e pelos falsos ou pseudo-aneurismas, mucosas digestivas e respiratórias, similar à ur-



derivados de rotura completa da parede arte- ticária, porém afeta uma região mais extensa.

rial. Quanto à forma, podem ser divididos em:


saculares, fusiformes e dissecantes. Os aneu-



rismas venosos são raros, devendo ser trata-


Aneurisma

dos por cirurgiões vasculares.



Aneurisma aórtico – Aneurisma da artéria aorta.



É de tratamento cirúrgico quando diagnosti-


cado a tempo.

Aneurisma arteriovenoso – Aneurisma em que



uma artéria e uma veia se comunicam.



Aneurisma cirsóide – Tumor pulsátil constituí-



do por artérias, veias tortuosas e dilatadas,


conseqüentes a múltiplas comunicações



arteriovenosas congênitas.

Aneurisma micótico – Aneurismas arteriais de-


Aneurisma


ANGIOESPASMO ANQUILOSE
A
Angioespasmo – Espasmo de vasos sangüíneos. Angiostenose – Estreitamento aterosclerótico de



Angiogênese – Processo de formação e desen- vasos.



volvimento de vasos. Angústia – Alteração da emoção caracterizada



Angiografia – Procedimento que visa estudar a ana- pela presença de estresse psíquico e sinto-



tomia dos vasos sangüíneos, após introdução de mas físicos como tremor, suor, palpitações,


um meio de contraste radio-opaco neles. inquietude e outros.



Angioma – Tumor benigno constituído por va- Anidro – Substância que não contém água.



sos sangüíneos ou linfáticos. Trata-se de tu- Anidrose – Deficiência na sudorese.



mores congênitos. Anidrótico – Fármaco ou método que reduz a



Angioplastia – Procedimento utilizado para tra- sudorese


tamento de doenças obstrutivas ateros- Anilina – Fenilamina, substância utilizada para



cleróticas, o qual consiste na dilatação da luz colorir medicamentos.



da artéria por meio de cateter-balão, que se Anima mobile – Expressão latina que significa



insufla, aumentando o diâmetro interno o ser humano.


naquele ponto. Pode ser realizado nas artérias Anima vili – Expressão latina que significa os


coronárias ou em artérias localizadas fora do ○

outros animais que não o ser humano.
coração. Aniso – Desigual.

Anisocitose – Desigualdade no tamanho das



hemácias.

Anisocoria – Desigualdade no tamanho das pu-



pilas.

Anisocromia – Desigualdade da coloração.



Anisomelia – Desigualdade nos membros.



Anisometropia – Desigualdade de refração dos


olhos.

Anódio – Eletrodo com carga positiva.



Anomalia – Refere-se a alterações de estruturas



anatômicas que mudam de funções.



Anomalia anorretal – Alteração congênita em


que o ânus e o reto estão alterados, com



exteriorização em outra posição.



Anoniquia – Ausência de unhas.



Anoperineal – Relativo ao ânus e ao períneo.


Anorexia – Inapetência, perda de apetite.


Angioplastia

Anorexia nervosa – Doença decorrente de insa-



Angio-Ressonância – Exame subsidiário diag- tisfação com a imagem corporal; há inape-



nóstico de imagens por ressonância magnéti- tência, perda de peso significativa, alterações

ca, sensível ao fluxo e à orientação.


nos ciclos menstruais, sem outra doença física.


Angiorrafia – Sutura de vasos. Anorquidia – Ausência de testículos.



Angiorrexe – Ruptura de um vaso. Anorretal – Referente ao ânus e reto.



Angiosclerose – Esclerose de vasos. Anosmia – Perda do sentido do olfato e do gosto



Angioscópio – Variedade de fibroscópio adapta- de forma temporária ou permanente.


do ao exame intravascular.

Anovulatório – Cessação da ovulação.


Angiospasmo – Espasmo dos vasos acompanha- Anoxemia – Falta de oxigênio no sangue.



do de isquemia da área em questão. Anoxia – Falta de oxigênio nos tecidos.



Angiossarcoma – Sarcoma de tecido vascular. Anquilose – Perda e movimento de uma articu-




ANSERINA ANTIDEPRESSIVOS

lação, em geral, decorrente da destruição de Antibacteriano – Substância que impede o de-



elementos importantes. senvolvimento de bactérias.



Anserina – Aspecto da pele que se torna áspera, Antibéquico – Substância contra a tosse.



seca, enrugada e assemelha-se à pele de um Antibióticos – Medicamentos destinados a cu-



ganso. Andar anserino: modo de caminhar de rar doenças infecciosas do tipo bacterianas.


gestantes que, com o crescimento do útero, Não devem ser tomados sem consulta médica.



passam a caminhar como gansos. Anticitotóxico – Que faz diminuir ou cessar a



Ansiedade – Estado emocional de intran- destruição das células e, teoricamente, retar-



qüilidade, desconforto e medo. da a velhice.



Ansiolítico – Que acalma a ansiedade ou a an- Anticoagulante – Medicamentos que alteram a


gústia. coagulação do sangue.



Ansioso – Pessoa acometida de ansiedade. Anticoagulante lúpico – Anticorpo que atua



Antagonistas do cálcio – Medicamentos que blo- contra fosfolipídeos do sistema da coagula-



queiam o fluxo de cálcio por meio das mem- ção sangüínea, estando associada essa situa-


branas das células, empregados no tratamen- ção a um risco maior de sofrer trombose ve-


to de cardiopatia isquêmica, arritmias e hiper- ○

nosa e abortos repetidos. Associa-se a fenô-
tensão arterial. menos hemorrágicos.

Antálgico – Posição adotada para melhorar a dor. Anticoagulantes orais – Medicamentos admi-

Ante Cibum – Expressão latina que significa nistrados por via oral, utilizados para o trata-

antes das refeições. mento e a prevenção de problemas relaciona-



Anteversoflexão do útero – Posição normal do dos com um excesso de coagulação. São de-

útero na pelve. nominados anti-Vitamina K ou dicumarínicos.



Anti-helmíntico – Medicamento para combate Anticolinérgico – Substância antagonista da



de vermes. acetilcolina.

Ante Mortem – Evento que ocorre antes da morte. Anticoncepção – Processo técnico utilizado para

Ante Partum – Período que precede o parto. evitar a gravidez por métodos farmacológicos,

Antecedentes pessoais e familiares – Resumo instrumentais ou que alteram ou bloqueiam os



do estado anterior de uma pessoa até o mo- processos reprodutivos, de modo que não ocor-

mento da entrevista, incluindo dados referen-


ra a fecundação.

tes a traumatismos, alergias, intervenções ci- Anticoncepcionais – Métodos e produtos que



rúrgicas, vacinas, internações em hospitais, impedem a fecundação.



doenças relevantes, história obstétrica e psi- Anticoncepcionais orais – Métodos e produtos que

quiátrica. Esses antecedentes obtidos durante impedem a fecundação por meio de preparados

a entrevista inicial do próprio paciente ou de hormonais com a combinação de estrógenos em



algum familiar formam a parte da história clí- doses baixas ou médias e progesterona.

nica. Deve-se também informar quais doen- Anticonvulsionante – Medicamento que trata

ças afetam ou afetaram familiares mais pró- convulsões.



ximos. Anticorpo – Globulinas séricas que tem a pro-


Anterior – Termo utlizado para designar estru- priedade de se combinarem de modo especí-

tura próxima ao plano frontal. fico a certas substâncias estranhas solúveis ou



Antiácido – Medicamento que impede ou neu- celulares denominadas antígenos.



traliza o desenvolvimento de ácido no estô- Antidepressivos – Medicamentos utilizados no



mago e duodeno. tratamento da depressão que atuam nos


Antiálgico – Medicamento utilizado contra a dor; neurônios ou nas células do sistema nervoso,

Também chamado analgésico. modificando as conexões entre esssa células



Antiastênico – Medicamento que restaura forças. e seus neurotransmissores.




ANTIDIABÉTICOS ANTIPALÚDICOS
A
Antiftírico – Medicamento contra piolhos.



Antifungicidas – Medicamentos ou substâncias



que destroem fungos ou inibem seu crescimen-



Antígeno to e sua reprodução.



Antígeno prostático específico (P.S.A.) – Marca-


dor de tumores que são detectados mediante exa-


Anticorpo


mes de sangue e que pode indicar presença de



câncer de próstata quando elevados.



Antígenos – Substâncias estranhas que, quando



reconhecidas pelo sistema imune, induzem


resposta.



Antígeno tumoral – Substância presente em te-


Anticorpo


cidos cancerosos: antígeno das células leucê-



Antidiabéticos orais – Medicamentos emprega- micas e células sarcomatosas, alfateroproteína


dos por via oral para controlar a glicemia no e antígeno carcinoembrionário (CEA).


tratamento do diabetes mellitus. ○

Anti-helmíntico – Medicamento que destrói ou
Antidiarréico – Medicamento capaz de reduzir a impede o desenvolvimento de parasitas.

freqüência e (ou) intensidade das evacuações. Anti-hipertensivo – Medicamento para tratar



Antidiurético hormonal – Hormônio com fun- hipertensão ou pressão alta.


ção antidiurética produzido nos núcleos su- Anti-histamínicos – Medicamentos que se



pra-óptico e paraventricular do hipotálamo e opõem à ação da histamina.



armazenado no lobo posterior da hipófise. Sua Antiinflamatórios não esteróides (AINE) – Me-

função principal é favorecer a absorção de dicamentos para o tratamento da inflamação.


água pelo rim.


Antilactagogo – Substância que suprime ou di-


Antídoto – Medicamento ou substância que se minui a secreção de leite.



opõe à ação de outra, tóxica. Antiluético – Medicamento contra a lues ou sí-



Antiefélico – Medicamento utilizado contra as filis.



sardas. Antimicóticos – Medicamentos contra fungos.


Antiemético – Medicamento ou substância que


Antimicrobianos – Medicamentos que impedem


diminui ou faz desaparecer vômitos e náu- o desenvolvimento de bactérias e fungos.



seas. Antiparkinsoniano – Medicamento que dimi-



Antiepilético – Medicamento para tratar epi- nui a rigidez e freqüência dos tremores do

lepsia. Parkinson.

Antiescorbútico – Vitamina C ou ácido ascór- Anti-oncogenes – Genes normalmente envolvidos



bico. no controle da expressão de oncogenes; estes



Antiespasmódico – Medicamento que combate regulam o crescimento descontrolado das cé-



espasmos intestinais. lulas; também denominado proto-oncongenes.



Antiestreptolisina – Anticorpo que neutraliza a Antineoplásico – Medicamento quimioterápico


estreptolisina O. que controla ou destrói células cancerosas. A



Antifebril – Antipirético, medicamento para ação desse medicamento para o tratamento do



abaixar a febre. câncer se baseia na sua ação citotóxica, mais



Antifosfolipídeo – Anticorpos dirigidos contra nociva para as células em divisão que para as

os fosfolipídeos: cardiolipina e anticoagulante células normais.


lúpico. Antipalúdicos de síntese – Grupo de medica-



Antiflogístico – Medicamento para tratamento mentos utilizados para o tratamento da malá-



da inflamação. ria ou paludismo.




ANTIPRURÍDICO AORTITE

Antiprurídico – Medicamento que combate o Antropofagia – Ato de comer carne humana;



prurido. também chamada canibalismo.



Antipsicótico – Medicamento que diminui os Antropofilia – Tendência de insetos em picar o



sintomas da psicose. Homem.



Anti-raquítico – Medicamento que evita o ra- Antropologia – Estudo da humanidade conside-


quitismo, a vitamina D. rado em seu conjunto, em seus detalhes e suas



Anti-sepsia – Conjunto de métodos de desinfec- relações.



ção utilizados antes de procedimentos cirúr- Antropóide – Semelhante ao Homem.



gicos, como a lavagem das áreas a ser opera- Antropometria – Mensuração do corpo huma-



das e das mãos do cirurgião. no.


Anti-sépticos – Compostos que destroem os Anular – Em forma de anel.



microorganismos, atuando sobre as superfícies Anúria – Ausência completa de formação da uri-



dos tecidos vivos. na nos rins.



Anti-social – Pessoa que procede contra as nor- Ânus – Orifício que comunica o canal anal ao


mas da sociedade. meio externo.


Antitérmico – Substância que produz diminui- ○

Ânus imperfurado – Anomalia congênita da re-
ção da temperatura corporal. gião anorretal. Há ausência de ânus ou pre-

Antitussígeno – Qualquer medicamento narcó- sença de fina membrana translúcida que o



tico ou não narcótico que atua sobre o sistema cobre.


nervoso central e periférico para suprimir o Aorta – Principal artéria do corpo, sai do

reflexo da tosse. ventrículo esquerdo, no coração, irriga a tota-



Antitoxinas – Anticorpos que neutralizam o efei- lidade do corpo humano.



to das toxinas ou dos venenos produzidos por



microorganismos.

Antitrago – Proeminência na região inferior do



lóbulo da orelha.

Anti-vitamina K – Substância anticoagulante ati-



va, antagonista da vitamina K. Impede a for-


mação, no fígado, das enzimas necessárias à



coagulação sangüínea, e cuja síntese depende



da vitamina K.

Anti-Xa – Substância dotada de atividade anti-



fator X da coagulação, antitrombótica.


Antiulceroso – Medicamento que trata as doen-



ças pépticas gastrointestinais.



Antracose – Doença pulmonar ou pneumo-


Aorta

coniose, a qual afeta pessoas que trabalham


Aorta à direita – Variação anatômica da crossa


nas minas pela inalação de partículas de car-


vão durante tempo prolongado. aórtica, formada pelo 4º arco aórtico direito.

Antraz – Doença infecciosa causada pelo A crossa está situada à direita da traquéia, e a

Bacillus anthracis. É uma doença de animais aorta também; a aorta descendente encontra-

se, geralmente, à esquerda, após passar, pos-


domésticos, como porcos, ovelhas e gado. As


teriormente, para o esôfago.


pessoas podem infectar-se se ingerirem a car-


ne dos animais contaminados. Aortectomia – Retirada de parte da aorta.



Antrectomia – Ressecção do antro na região Aórtico – Que tem relação com a aorta.

pilórica do estômago. Aortite – Inflamação da aorta.




AORTOGRAFIA APONEUROSE
A
Aortografia – Radiografia da aorta e de seus Apendicectomia – Retirada do apêndice vermi-



ramos após injeção de líquido opaco aos forme.



raios X. Na modalidade translombar, méto- Apendicite – Inflamação do apêndice vermi-



do antigo, há punção por via posterior. Pode forme que, se não diagnosticada, pode evo-



ser executada por meio de cateterismo de luir para perfuração e peritonite. O sintoma


outra artéria. mais comum desse quadro é dor intensa na



Aortoplastia – Reestruturação da parede da aorta fossa ilíaca direita, pode ser acompanhada de



por meio cirúrgico. vômitos, febre branda, leucocitose, rigidez ab-



Aortotomia – Abertura cirúrgica da aorta. dominal, e diminuição dos ruídos intestinais.



Aortalgia – Sensação dolorosa na aorta. O tratamento da apendicite consiste na


Aortite – Inflamação da aorta. extirpação cirúrgica nas primeiras 24-48 ho-



Aortomalácia – Amolecimento das camadas da ras da aparição dos sintomas, evitando perfu-



aorta. ração e complicações posteriores.



Aortoptose – Deslocamento da aorta de sua po- Apendicolitíase – Presença de cálculos no inte-


sição normal. rior do apêndice.


Aortosclerose – Esclerose da aorta. ○

Apetite – Desejo de alimentos no intervalo entre
Artotomia – Incisão em parte da aorta. refeições. O apetite pode estar sujeito a im-

Aparelho – Combinação de diferentes sistemas pulsos desregrados, constituindo-se em com-



do corpo humano. pensação por perdas ou frustrações, para cha-


Aparelho extensor do joelho – Conjunto de mar a atenção dos mais velhos.



músculos e tendões cujos movimentos produ- Apgar, escala de – Sistema de avaliação dos re-

zem a extensão da perna. cém-nascidos, que utiliza critérios respirató-



Aparelho lacrimal – É constituído por glându- rios, circulatórios e neurológicos.



las lacrimais e vias excretoras. Apical – Referente ao ápice.


Apatia – Ausência de afetividade. Ápice cardíaco – Ponta do coração.



Apático – Pessoa com apatia. Apinealismo – Ausência da glândula pineal.



Apêndice vermiforme – Parte do ceco, locali- Apiogênico – Que não produz pus.

zado do lado inferior direito do abdome, ou Apirético – Pessoa que não tem febre.

fossa ilíaca direita, mede 7 a 14 cm de com-


Apirexia – Sem febre.


primento e 0,8 cm de diâmetro. Sua inflama- Apituitarismo – Falta de atividade da glândula



ção denomina-se apendicite. hipófise.



Aplacentário – Sem placenta.


Colo transverso

Aplasia – Falta de desenvolvimento normal de


um órgão ou de uma parte do corpo.



Aplástico – Com desenvolvimento deficiente.



Apnéia do sono – Transtorno do sono que se pro-


Colo

ascendente Colo duz, pois o indivíduo deixa de respirar durante


descendente

uns segundos enquanto dorme. Deve-se procu-


rar especialista para indicação de exame especi-



al durante o sono, denominado polissonografia.



Apófise – Acidente ósseo que determina uma



saliência.

Apofisite – Inflamação de uma apófise.


Aponeurorrafia – Sutura de uma aponeurose.



Reto Aponeurose – Membrana de tecido conjuntivo



Apêndice vermiforme que envolve os músculos.




APONEUROSITE ARRINIA

Aponeurosite – Inflamação de uma aponeurose. Areolar – Relativo à aréola.



Apoplexia – Rompimento de um vaso arterial Argêntico – Diz-se de substância que contém prata.



provocado por doenças ou traumatismos Argilofagia – Vício de comer terra. Observa-se



acompanhados da saída de certa quantidade em certas parasitoses intestinais; também de-



significativa de sangue dos tecidos, provocan- nominada geofagia.


do sua destruição. Argiria – Descoloração da pele em decorrência



Apoptose – Em genética, morte celular progra- da deposição de prata.



mada. Argirismo – Intoxicação por sais de prata.



Apósito – Tecido limpo ou estéril que se aplica di- Aritenóide – Cartilagem do esqueleto da larin-



retamente sobre uma lesão ou ferida para prote- ge. Significa: em forma de concha.


ger a região, absorver a possível secreção, deter Aritenoidite – Inflamação da cartilagem



a hemorragia ou veicular uma medicação. aritenóide.



Apostema – Abscesso. Arranhadura de gato, febre por – Doença



Apraxia – Incapacidade para fazer o uso ade- causada pelo arranhadura ou mordida de um


quado de objetos. gato sadio, a qual produz uma inflamação e


Apresentação – Em obstetrícia, parte do feto que, ○

formação de pústulas na pele ferida. Ao fim
do estreito superior da pelve, tende a encai- de duas semanas, sobrevém aumento de ta-

xar-se. Apresentação cefálica: quando a primei- manho dos linfonodos no pescoço, na viri-

ra região do feto a apresentar-se é a cabeça. lha, ou na axila.


Aproctia – Ausência ou imperfuração do ânus. Arreflexia – Abolição de reflexos.



Aptialismo – Falta de secreção salivar. Arrenoblastoma – Tumor ovariano constituído



Aqueilia – Ausência de lábios. de células produtoras de testosterona, e pode



Aquiles, tendão de – Forte tendão dos músculos haver aparecimento de caracteres sexuais se-

sóleo e gastrocnêmio. cundários.


Aquilia – Falta ou deficiente formação de quilo. Arrinia – Ausência congênita de nariz.



Aquilodinia – Dor no tendão aquileu.



Aquimia – Falta de quimo.



Ar residual – Ar que permanece no pulmão após


Nodo atrioventricular Fascículo


expiração.

atrioventricular

Aracnidismo – Envenenamento pelas toxinas da


(Feixe de His)

aranha.

Nodo

Aracnodactilia – Dedos excessivamente longos. sinoatrial



Aracnóide – Uma das três meninges, membra-


nas que cercam o encéfalo e a medula espinal.



Também denominada leptomeninge.



Aracnoidite – Inflamação da aracnóide.



Arco senil – Anel cinza que se observa na borda



da íris. Decorrente do depósito de gordura na


união da córnea com a esclerótica. Vê-se com



mais freqüência em pessoas mais velhas e



aquelas com doenças do metabolismo lipídico.



Arejamento – Renovação do ar ou ventilação.



Aréola mamária – Região das mamas de forma


arredondada que cerca o mamilo. Também se



Ramos direito e esquerdo do fascículo


diz aréola para um círculo avermelhado ao

redor de um ponto inflamado. Estrutura do sistema condutor do coração




ARRITMIA ARTERIOPLASTIA
A
Arritmia – Alteração do ritmo cardíaco normal Artéria pulmonar – Tronco da artéria pulmo-



em sua formação e/ou condução. nar que emerge na saída do ventrículo direito



Arsenicismo – Intoxicação causada pela ingestão em direção aos pulmões e pertence à circula-



ou inalação de arsênio, podendo cursar com ção pulmonar.



insuficiência renal e choque. Arterialização – Transformação do sangue ve-


Arterectomia – Retirada de parte de uma ar- noso em arterial.



téria. Arterioectasia – Dilatação de uma artéria.



Artéria – Vaso sangüíneo que sai do coração em Arteriografia – Exame radiográfico de uma



direção aos tecidos e possui ramos para os di- região do corpo humano após injeção arte-



versos órgãos. rial, diretamente ou por um cateter, de um


Artéria lusória – Qualquer ramo anômalo da líquido opaco aos raios X. Pode ser digital



crossa da aorta, decorrente de um erro no de- ou convencional. Muito útil nas doenças



senvolvimento dos arcos aórticos durante a arteriais agudas ou crônicas para diagnós-



vida embrionária. tico ou precedendo uma intervenção endo-


vascular.




Arteriografia cerebral – Exame radiográfico do
crânio obtido após injeção de contraste nas ar-

térias cerebrais.

Arteríola – Artéria de pequeno calibre.


Artéria subclávia direita


Arteriomalácia – Amolecimento da túnica mus-

cular da artéria.

Arco da aorta
Arteriopatias – Doenças das artérias.

Arterioplasia – Falta de desenvolvimento de uma



artéria.

Arterioplastia – Cirurgia reparadora de uma ou


Artéria

radial direita mais artérias.




















Artéria

femoral direita














Artéria Arteriografia


ARTERIOSCLEROSE ASCARIS

Arteriosclerose – Compreende um grupo de do- Artrite séptica – Infecção bacteriana aguda de uma



enças que tem como característica comum o articulação, causada por traumatismo, ferida



endurecimento da parede arterial, incluindo as penetrante ou chegada de bactérias por meio da



seguintes entidades: arteriolosclerose, corrente sangüínea de foco de infecção em qual-



esclerose calcificante da camada média e quer ponto do organismo até a articulação.


aterosclerose. Esta última é uma afecção de Artrocentese – Manobra pela qual se evacua o con-



artérias de grande e médio calibre caracteri- teúdo articular, ou parte deste, geralmente me-



zada por lesões com aspecto de placas segun- diante punção direta no espaço articular.



do sua fase evolutiva. Artroclasia – Operação para fraturar a articula-



Arteriotomia – Incisão em uma artéria. ção anquilosada a fim de tentar restaurar os


Arteriótomo – Instrumento para praticar movimentos.



arteriotomia. Artrodese – Fixação de uma articulação altera-



Arterite – Nome genérico dado a lesões arteri- da por alguma doença crônica mediante ope-



ais de origem inflamatória ou degenerativa, ração.


chegando ao espessamento de suas paredes, Artrodinia – Dor na articulação.


algumas vezes à dilatação ou à obliteração ○

Artrogripose múltipla congênita – Doença con-
do vaso. gênita caracterizada por enrijecimentos arti-

Articulação – Estrutura anatômica pertencente culares múltiplos, mais ou menos simétricos,



ao sistema esquelético, compreendida entre geralmente em flexão, evidentes desde o nas-


dois ou mais ossos do corpo. Quanto à mobi- cimento e não progressivos.



lidade, classificam-se em móveis, semi-mó- Artropatia – Doença articular.



veis e imóveis. Quanto ao tipo de tecido inter- Artroplastia total – Consiste na substituição de

posto, classificam-se em: fibrosas, cartila- uma articulação por outros elementos artifi-

ginosas e sinoviais. O joelho é uma articula- ciais.


ção do tipo móvel e sinovial. Artrópode – Organismo invertebrado de um gru-



po muito numeroso do reino animal em que



Cabeça do Cabeça do
se incluem pulgas carrapatos, piolhos e ou-

fêmur úmero

tros parasitas humanos.



Artrotomia – Incisão em uma articulação.


Artrose – Nome sob o qual são designadas as



afecções crônicas degenerativas não inflama-



tórias das articulações, caracterizadas, anato-



micamente, pela lesão, depois destruição de


cartilagem com produção de lesões cartila-



ginosas.

Articulação ASA – Classificação de candidatos a operações



Artralgia – Dor na articulação. conforme risco previsível.



Artrectomia – Retirada parcial ou total de uma Asbestose – Doença que afeta os pulmões pela

inalação de pó ou outros materiais proceden-


articulação.

Artrite – Inflamação de uma ou mais articulações. tes do asbesto.



Artrite reumatóide – Doença reumática crôni- Ascaricida – Que mata os áscaris.



ca de origem auto-imune, caracterizada pela Ascaridíase – Infecção causada no Homem pelo



inflamação das articulações. Além da infla- verme Ascaris lumbricoides ao ingerir seus

ovos em alimentos contaminados.


mação, ocorre destruição progressiva das ar-


ticulações e estruturas adjacentes, assim como Ascaris lumbricoides – Verme parasita longo e

lesões de outros órgãos. cilíndrico que infesta o intestino, provocando




ASCITE ASSIDEROSE
A
a Ascaridíase. Fixa-se no intestino e alimenta- de estreitamento geral das vias respiratórias e



se do quimo intestinal. obstrução do fluxo aéreo, que podem cessar



Ascite – Acúmulo de líquido livre na cavidade espontaneamente ou com tratamento. Partici-



peritoneal. A causa mais freqüente é a insufi- pam dessa doença mastócitos e eosinófilos



ciência hepática e hipertensão portal. Asma cardíaca – Crises noturnas de dispnéia em


Asclépios – Na mitologia grega, o deus da Me- pacientes com insuficiência cardíaca.



dicina ou Esculápio. Aspartame – Adoçante sintético. É dipeptídeo



Asfixia – Supressão da hematose por qualquer derivado do ácido aspártico.



causa que impeça a entrada de oxigênio nos Asperger, síndrome de – Variedade de autismo



pulmões, obstruindo as vias respiratórias ou infantil associada a performances excepcionais


pressionando-as desde o exterior. em certos domínios como a memória. Segun-



Asilos – Locais que acolhem idosos. Aplicação do estudos recentes, o artista Michelangelo



prática do ser humano em viver em grupo. Buonarroti seria portador destas doença.



Acolhem-se pessoas com problemas ou que, Aspergillus – Fungo que pode causar doenças.


sem a ajuda de um grupo, não poderia viver. Aspergilose – Doença crônica dos pulmões, pro-


Apresentam-se como serviço que cobre carên- ○

duzida pelo Aspergillus fumigatus e que tem
cias de acolher, no seio de um grupo, as pes- sinais e sintomas muito parecidos com os da

soas que necessitam desse serviço. Estabele- tuberculose pulmonar.



cimentos que servem de moradia permanente Aspermatismo – Falta de espermatozóides no


para anciãos, aos quais se presta uma atenção líquido seminal, ou azoospermia.

integral continuamente. Aspermia – Falta de formação ou ejaculação do



ASLO (antiestreptolisina O) – Anticorpo que sêmen.



aparece no organismo após contato com o ger- Aspiração – Retirada de líquido de uma cavida-

me causador da febre reumática, o Streptococo de mediante aspirador ou seringa.


betahemolítico do grupo A. Pode-se detectar Assepsia – Técnica que consiste em prevenir



em pessoas sadias e doentes. contaminação de ambientes e pessoas.



Asma brônquica – Doença inflamatória crôni- Assexual – Sem sexo. Não sexual.

ca das vias respiratórias que se caracteriza por Assexualização – Sinônimo de Castração. Reti-

resposta exacerbada da árvore brônquica a es-


rada dos testículos ou dos ovários.


tímulos diversos, que produzem redução do Assialia – Ausência de saliva.



calibre das vias aéreas, ocasionando episódio Assiderose – Ausência de ferro.















Mucosa





Luz da via aérea








Asma


ASSINCLITISMO ATRESIA

Assinclitismo – Apresentação oblíqua da cabeça também por Tabes dorsalis, alteração da co-



do feto no estreito superior da bacia. luna vertebral de origem luética.



Assinergia – Falta de coordenação entre grupos Ataxia-telangiectasia–Imunodeficiência com



musculares. infecções repetitivas e alterações endócrinas



Assintomático – Paciente que se apresenta sem como diabetes mellitus.


sintomas. Atelectasia – Colapso de parte do pulmão que



Assistentes sociais – Profissionais com diplo- dificulta a troca respiratória de gases.



ma universitário que pesquisam as causas que Ateroma – Acúmulo de substâncias na luz ar-



comprometem o equilíbrio físico, psicológi- terial que vão, progressivamente, ocluindo



co, econômico ou moral de um indivíduo, fa- o vaso.


mília ou grupo e qualquer ação possível de Ateromatose – Doença que se caracteriza pela



ajudá-lo. formação de placas de colesterol na luz in-



Assistolia – ausência de contração do miocárdio, terna dos grandes vasos sangüíneos, endu-



denominada sístole. recendo-os e dificultando a irrigação. Ver


Astasia – Incoordenação motora que torna im- arteriosclerose.


possível permanecer de pé. ○

Atetose – Doença neuromuscular caracteriza-
Astasia-abasia – Impossibilidade de ficar de pé da por movimentos lentos, contínuos e

e de andar. involuntários na paralisia cerebral e em ou-



Asteatose – Deficiência de secreção sebácea. tras doenças neurológicas.


Astenia – Fraqueza generalizada do corpo hu- Atitude escoliótica – Falsa escoliose, na qual

mano. Depressão do estado geral, que causa não existe fratura vértebral, mas tendência

insuficiências funcionais múltiplas. Designa a desvio da coluna sem alteração estrutural.



igualmente o enfraquecimento das funções de Atlas – A primeira vértebra cervical. Nome



um órgão ou sistema. atribuído a um Titã na Mitologia Grega.


Astenopia – Cansaço ou enfraquecimento dos Atonia – Perda de tônus muscular.



olhos, causado pela fadiga de músculos espe- Atopia – Fenômeno de hipersensibilidade hu-

cíficos. mana, no qual há dilatação de vasos sangüí-



Astigmatismo – Transtorno ocular que ocorre neos; inflamação; coceira; estreitamento do


quando a córnea não tem uma superfície re-


diâmetro dos brônquios, decorrente da ex-


gular e quando não se vê nitidamente a partir posição de estímulos.



de nenhuma distância por causa de distorções Atópico – Pessoa portadora de atopia.



da imagem refletida na retina. Ato reflexo – Movimento involuntário de um



Atadura gessada – Atadura embebida de órgão de parte do corpo em resposta a um


gesso. estímulo.

Ataque – Termo utilizado vulgarmente para de- Atoxicidade – Característica de uma substân-

signar epilepsia e, até mesmo, alterações car- cia de não ser tóxica.

díacas. Acesso repentino e grave de uma do- Atrabile – Substância escura proveniente

ença, seguido ou não de convulsões. da deterioração após a morte da medula


Atavismo – Conjunto de potenciais hereditários adrenal.



da raça. Atrepsia – Caquexia em crianças.



Ataxia – Transtorno caracterizado pela diminui- Atresia – Ausência ou estreitamento de uma



ção da coordenação dos movimentos. Produz passagem natural. Fechamento de um con-



andar cambaleante e desequilíbrio postural duto.


decorrente de lesões na medula espinal ou no Atresia biliar – Ausência congênita das estru-

cerebelo. turas biliares que causa icterícia e lesão he-



Ataxia locomotora progressiva – Conhecida pática.




ÁTRIO AUTO&IMUNIDADE
A
Átrio do coração – Câmara cardíaca com pa-


Fossa triangular


rede muscular fina, cranial ao ventrículo



com o qual se comunica pelo óstio atrio-



ventricular.




Concha







Átrio Átrio


direito esquerdo






Aurículas




Aurículas – Pavilhão da orelha. Parte pequena


de cada átrio do coração.




Aurismo – Intoxicação crônica pelos sais de ouro.
Auscultação – Modo de escutar os sons proveni-

entes do interior do organismo, que permite co-



nhecer o estado de diversos órgãos do corpo.


Ausência – Perda passageira de memória e, até



mesmo, da consciência, por causa de fadiga,



intoxicação ou problema passageiro de circu-



lação cerebral.

Átrios do coração Autismo – Define-se como alteração significa-


tiva e global da relação social, alteração grave



Atrofia – Diminuição do tamanho de um órgão da linguagem e presença de condutas



ou parte do corpo. Pode ocorrer por falta de ritualistas e compulsivas.


uso, falta de nutrientes imprescindíveis; ou por


Auto-anticorpos – Anticorpos contra estruturas


puro envelhecimento. próprias.



Atrófico – Quando ocorre atrofia. Autoclave – Aparelho esterilizador com base no



Audição – Um dos cinco sentidos: ação de ou- vapor d’água sob pressão a altas temperaturas.

vir, escutar. Percepção de uma imagem. Auto-exame das mamas – Procedimento de exa-

Atropina – Alcalóide da beladona, planta da fa-


me das mamas em busca de qualquer altera-


mília das Solanáceas, com ação vagolítica. ção indicativa da possível existência de um

Audífonos – Aparelhos utilizados para combater tumor. É muito importante para todas as mu-

a surdez. Constituídos de um fone anatômico lheres após a adolescência.


unido a um amplificador dotado de um inter-


Autógeno – Produzido dentro do próprio orga-


ruptor e um comando de volume.


nismo.

Audiograma – Gráfico resultante de uma audio- Auto-hemoterapia – Tratamento pelas injeções



metria. de sangue do próprio doente.



Audiometria – Exame diagnóstico para avaliar Auto-imune – Existência de resposta anormal do


e medir a perda da audição.


sistema de defesa contra tecidos e estruturas


Aura – Sensação subjetiva passageira que precede


próprias.

o ataque de epilepsia. Essa sensação é muito Auto-imunidade – Condição na qual certos te-

variável e pode ser vinculada aos cinco senti- cidos de um indivíduo são afetados pelo pró-

dos, cutânea, abdominal, cefálica ou psíquica. prio sistema imunológico.




AUTO&INFECÇÃO AZOTÚRIA

Auto-infecção – Infecção por germes existentes Axial – Refere-se a eixo. O esqueleto axial é com-



no próprio corpo. posto por ossos do crânio, da coluna verte-



Auto-intoxicação – Intoxicação por toxinas pro- bral, do esterno e das costelas.



duzidas no interior do próprio corpo. Axila – Região na parte inferior da junção entre



Autolisado – Produto de autólise. braço e ombro.


Autólise – Digestão das células ou dos tecidos Axis – A segunda vértebra cervical.



por substâncias existentes em seu âmago. Axônio – Prolongação única e alongada do cor-



Auto-observação – Observação praticada sobre po do neurônio que participa da transmissão



si mesmo. de estímulos elétricos.



Autópsia – Exame minucioso de um cadá- Azeite mineral – Laxante amolecedor das fezes;


ver. Sinônimo de necropsia, termo mais emoliente.



adequado. Azia – Um tipo de dor no qual se sente ardor



Autotransfusão – Transfusão de sangue capta- no meio do peito ou no epigástrio. Pode es-



do no ato operatório e reprocessado por meio tar associada à hérnia de hiato, gastrite e


de máquinas específicas. esofagite.


Autovacina – Vacina preparada com antígenos ○

Azidotimidina – Substância antiviral, vizinha
retirados do próprio doente. da timidina, e que substitui esta na cópia

Auxograma – Sistema de coordenadas que, uti- do ADN pela transcriptase reversa do HIV,

lizando os dados de idade cronológica, idade que ela vai então bloquear. Utilizada desde

altura, idade peso, idade óssea, idade mental 1987 no tratamento da infecção pelo HIV.

e idade genital, contribui para o diagnóstico Ázigos – Ímpar. Que só existe de um lado.

de distúrbios do crescimento. Azoospermia – Consiste na ausência de



Avascular – Sem vasos. espermatozóides no esperma. Pode ser natu-



AVC – Iniciais de acidente vascular cerebral. ral ou adquirida.


Avirulento – Não virulento. Azotemia – Presença, no sangue, de produtos de



Avitaminose – Falta de vitamina. excreção nitrogenados, decorrente de insufi-



Avulsão – Saída completa do órgão de seu local ciência renal.



original por trauma ou amputação cirúrgica. Azotúria – Aumento da uréia na urina.










Telodendro


Corpo celular

Dendritos Bainha de Mielina









Axônio










Axônio


BACILEMIA BANHOS

Bactericida – Substância ou condição que pro-



picia a morte de bactérias. B



Bacteremia – Condição na qual há presença de



bactérias no sangue.



Bacteriófago – Tipo de vírus que coloniza bac-


térias.



Bacteriologia – Ramo da Ciência que se preo-



cupa com bactérias.



Bacterioscopia – Exame que procura bactérias.



Bacteriostático – Substância que tem como fun-


ção paralisar o crescimento de bactérias.



Bagassose – Doença decorrente de inalação do



pó da cana-de-açúcar.



Balanite – Inflamação da glande, região anatô-


mica na extremidade do pênis.




Bálano-postite – Inflamação da glande e do pre-
púcio.

Balsâmico – Relativo ao bálsamo.



Bálsamo – Termo que designa diversas substân-


cias como pomadas e linimentos.



Banco de Sangue – Local onde há coleta, depó-



sito e classificação de sangue e hemoderivados



Bacilemia – Invasão de bacilos no sangue. para transfusões posteriores, sob supervisão



Bacilífero – Pessoa transmissora de bacilos. de um médico Hematologista.


Bacilogênico – Originada de bacilos. Bandagem – Peça ou faixa de tecido. Serve para



Bacilos – Bactérias em forma de bastonetes. mobilizar estruturas osteoarticulares.



Bacilose – Doença causada por bacilos. Banho de assento – Imersão da pelve em



Bacilúria – Presença de bacilos na urina. uma bacia para limpeza do períneo e ad-

Bacitracina – Antibiótico que pode ser empre- jacências.


gado em aplicações locais contra bactérias Banhos de contraste – Técnica que consiste em

gram positivas e gram negativas. introduzir, de modo alternado, em banhos de



Baço – Órgão localizado na cavidade abdominal. água quente e água fria, os membros superio-

Serve como filtro de sangue, destruindo pla- res ou inferiores. Esse método facilita a dimi-

nuição da inflamação e a realização de movi-


quetas, glóbulos vermelhos e brancos envelhe-


cidos ou defeituosos e fabrica anticorpos como mentos articulares.



parte do sistema linfático. Mede 13 cm de com-



primento e pesa 200 gramas em adultos.


Membrana

Bactéria – Microrganismo unicelular. Algumas


plasmática

provocam doenças no Homem, enquanto outras


intervêm em diversos ciclos biológicos como o



ciclo do nitrogênio. Existem diversos tipos de



bactérias, classificadas conforme características



de seu crescimento: aeróbicas ou anaeróbicas;


Parede
por sua capacidade de absorção de corantes es-

celular

peciais: gram positivas ou gram negativas; ou



por sua forma: bacilos, cocos, espiroquetas. Bactéria




BARBEIRO BIBALISMO

Barbeiro – Inseto transmissor da doença de Basófilo – Célula granulosa que se cora com



Chagas corantes básicos, cujo núcleo é em forma



de S, retorcido e irregular.



BAV – Abreviatura de bloqueio atrioventricular,



doença do coração.


BRD – Bloqueio de ramo direito do sistema con-



dutor do coração.



BRE – Bloqueio de ramo esquerdo do sistema



condutor do coração.



BCG – Iniciais que designam o bacilo tubercu-


loso de origem bovina atenuado, utilizado para


Barbeiro


vacinação antituberculosa.


Barbitúrico – Substância derivada do ácido bar-


Beijo da vida – Técnica de ventilação pulmonar


bitúrico ou maloniuréia, com ação no sistema


de emergência na qual os lábios se tocam, mais


nervoso central.
conhecida como respiração boca-a-boca.

Barbiturismo – Intoxicação pelos derivados do


Beladona – Planta que contém atropina.
ácido barbitúrico. ○

Benigno – Diz-se de doenças que não cursam


Baritose – Doença profissional decorrente de


com risco iminente de morte, com evolução


inalação prolongada de sulfato de bário.


favorável.

Bário – Metal radiopaco, utilizado como con-


Benzodiazepínicos – Medicamentos com ação

traste em exames radiológicos.


ansiolítica e anticonvulsionante. São drogas


Barodontalgia – Dor de dente decorrente de va-


ansiolíticas em baixas doses e hipnóticas em


riação na pressão atmosférica.


altas doses.

Baronarcose – Anestesia realizada por inalação


Beribéri – Doença dos nervos periféricos decor-


de uma mistura cuja pressão é superior à pres-

rente da falta de tiamina.


são atmosférica.

Beriliose – Doença provocada pelo contato com


Barorreceptor – Órgão ou região do corpo sen-


o berílio.

sível a variações de pressão.


Betabloqueadores – Grupo de medicamentos


Baroterapia – Tratamento por mudança na pres-


que atuam em receptores adrenérgicos, tornan-


são atmosférica.

do-os insensíveis à ação da adrenalina e de


Barotrauma – Lesão provocada por variações na


derivados.

pressão atmosférica. Pode ocorrer em mergulha-


Betaestimulante – Drogas que excitam recepto-


dores que descem a grandes profundidades ou que


res adrenérgicos.

não usam técnica e equipamentos adequados.


Betalactamase – Enzima produzida por bactérias.

Bartolinite – Processo inflamatório bacteriano


Betaterapia – Modalidade de terapia por raios


da glândula vestibular ou de Bartholin.


beta ou isótopos radioativos.


Base do crânio – Região anatômica localizada


Bexiga urinária – Órgão muscular que serve de


inferiormente no crânio.

reservatório para a urina. Situada na pelve.


Basiotripsia – Operação dramática que tem por


Bezoar – Corpos estranhos encontrados no estô-

objetivo triturar, durante a gestação, o segmen-


mago. Tricobezoar: cabelos ingeridos por pes-


to cefálico do feto morto.


soas com transtornos mentais que formam um


Baso-celular – Termo que designa a camada pro-


bolo no estômago, podendo obstruí-lo.


funda ou basal da epiderme. Carcinoma baso-


Bibalismo – Doença com extensão muscular exa-


celular: tipo de tumor epidérmico.


gerada decorrente de movimentos invo-

Basofilia – Condição na qual há acúmulo de po-


luntários, violentos e desordenados em am-


limorfonucleares basófilos no sangue.


bos os dimídios do corpo.




BÍCEPS BILHARZIASE

Bíceps – Etimologicamente, designa um múscu-



lo com duas origens ou cabeças e dois ten- B



dões de inserção.
















Bicúspide




Bigonadismo – Detecção de dois tipos de gôna-



das na mesma pessoa.


Biguanida – Grupo de drogas que auxiliam no

Bíceps ○

tratamento do diabetes mellitus.


Bilateral – Termo que designa ocorrências em

Bico de papagaio – Nome popular dado a alte-


ambos os lados do corpo.


rações nos corpos vertebrais denominados


Bile – Líquido secretado pelo fígado, armazena-


osteófitos.

do na vesícula biliar e excretado no duodeno


Bicorno – Termo que designa uma estrutura com


pelas vias biliares, com importante função na


duas pontas e duas cavidades. O mesmo que

digestão das gorduras.


Útero bicorno.

Bilharziase – Infestação por bilharzia, verme tro-


Bicúspide – Termo que designa a valva átrio-ven-


pical, que pode infectar o homem. Possui ciclo


tricular esquerda do coração, composta por


vital complexo, parte do qual vive como parasi-


duas válvulas ou cúspides.

ta dentro de um caracol de água doce. Em outra


Bifocal – Lente corretiva que apresenta dois fo-

fase de seu desenvolvimento, é parasita do ser


cos, para leitura em duas distâncias diversas.


humano, produzindo febre, dor abdominal e de-


Bigeminia – Alteração no ritmo cardíaco normal


bilidade. Sinônimo de esquistossomose.


do coração.









Vértebra

Disco

intervertebral














Bexiga urinária Bico de papagaio




BILIAR BLEB

Biliar – Relativo à bile. Sinônimo de Bilioso tuda aplicações industriais dos conhecimen-



Bilirrubina – Pigmento de cor amarela, contido tos adquiridos por meio de pesquisas.



na bile, produzido pela destruição da hemo- Biotina – Vitamina hidrossolúvel.



globina contida nas hemácias. O acúmulo des- Biótipo – Conjunto de características morfoló-



se pigmento causa a icterícia. gicas externas do ser humano que permite uma


Bilirrubinemia – Quantidade de bilirrubina no organização de indivíduos, a qual tem em co-



sangue. mum determinados aspectos.



Bilirrubinúria – Quantidade de bilirrubina na Biotipologia – Estudo científico dos biótipos



urina. humanos.



Biliverdina – Um dos pigmentos da bile. Bípara – Mulher que pariu duas vezes.


Bilogia – Malformação cardíaca rara com comu- Biparietal – Diâmetro do segmento cefálico no



nicação interventricular e estenose da artéria feto que passa pelos ossos parietais.



pulmonar. Bipolar – Diz respeito a dois pólos.



Bimastoidiano – Diâmetro da cabeça fetal. Birrefringência – Propriedade de cristais trans-


Bimanual – Uso das duas mãos. parentes em dividir ao meio um raio luminoso.


Binaural – Uso dos dois ouvidos. ○

Bisacromial – No feto, diâmetro transverso de
Binocular – Relativo aos dois olhos. um acrômio a outro.

Binovular – Sinônimo de Bivitelino. Fecunda- Bismutismo – Doença decorrente de intoxica-



ção de dois óvulos ao mesmo tempo. ção pelo bismuto. Pode apresentar-se como

Biodisponibilidade – Quantidade de medica- estomatite, alterações digestivas e albumi-



mento aproveitável pelo corpo humano. núria.



Bioética – Estudo da Ética, da Moral e de suas Bissexual – Alteração morfológica e funcional



correlações com a atividade médica; a saú- na qual o indivíduo denominado hermafrodi-



de individual, coletiva e as pesquisas cien- ta apresenta caracteres de ambos os sexos.


tíficas. Bisturi elétrico – Instrumento cirúrgico de aço



Biofeedback – Mecanismo fisiológico pelo qual inoxidável ligado a um aparelho de diatermo-



um órgão ou uma glândula emite resposta a coagulação.



determinado estímulo. Bitemporal – No feto, diâmetro que passa por


Biologia – Ciência que estuda os seres vivos.


duas suturas fronto-parietais.


Biologia molecular – Ramo da Morfologia que Bitrocantérico – No feto, diâmetro transverso



estuda estruturas moleculares; só existe pelo que se estende de um trocanter maior do fê-

avanço tecnológico recente. mur a outro.



Biólogo – Profissional que estuda os seres Blastema – Em embriologia, grupo de células


vivos. mesoblásticas cujo desenvolvimento forma um



Biomédico – Profissional da área da saúde com órgão ou uma parte do corpo.



grau universitário formado para a docência e Blasto – Em embriologia, designação de uma



pesquisa. célula jovem.



Biometria – Métodos de mensuração de seres Blastocisto – Em Embriologia, blástula dos ma-


vivos ou de suas divisões. míferos.



Biópsia – Retirada de fragmento de tecido para Blastômero – Em embriologia, após a fecunda-



diagnóstico. ção, conjunto de células originadas nas pri-



Bioquímica – Aplicação da química ao estudo meiras divisões.



dos fenômenos dos organismos. Blastomicose – Infecção por fungos.


Biorritmo – Variação circadiana de alterações BLEB – Vesícula cuja ruptura provoca acúmulo

fisiológicas, estudadas pela Cronobiologia. de ar na cavidade pleural, denominado pneu-



Biotecnologia – Ramo do conhecimento que es- motórax.




BLEFARITE BOLUS

Blefarite – Inflamação na pálpebra. Bocejo – Abertura involuntária da boca acompa-



Blefaroftalmia – Inflamação nas pálpebras e nhada de profunda inspiração. B



conjuntiva. Bochecha – Parte lateral da cavidade da boca.



Blefaroplastia – Operação para reparar pálpe- Bócio – Aumento do tamanho da glândula tireóide



bras alteradas. visível ou palpável, com ou sem alterações


Blefaroplegia – Paralisia de pálpebras. na produção hormonal da tireóide. Deve-se



Blefarorrafia – Operação para suturar a fenda procurar o médico especialista, endocrino-



palpebral. logista.



Blefarospasmo – Contração do músculo orbicu- Bolha – Vesícula de grande dimensão.



lar da pálpebra. Bolhosos – Uma das etapas do exame físico de


Blefarotomia – Incisão na pálpebra. um paciente consiste na ausculta. Com esse



Blenorragia – Doença sexualmente transmissí- método pode detectar-se sons, chamados es-



vel por uma bactéria denominada Neisseria tertores, indicativos de determinadas doenças.



gonorreae. Sinônimo de gonorréia. Há inúmeras variedades de estertores subcre-


Blenorréia – Presença de secreção abundante de pitantes e cavernosos por oposição aos ester-


mucosas, especialmente da vagina e uretra. ○

tores secos ou sonoros. Os bolhosos se encai-
Blenúria – Denominação de muco na urina. xam nos subcrepitantes.

Bloco cirúrgico – Local de um Hospital que con- Bolo histérico – Sensação freqüentemente viven-

tém centro cirúrgico, obstétrico, de recupera- ciada por pessoas histéricas. Referem-se como

ção pós-anestésica e salas anexas. sendo uma bola que sobe do epigástrio, desce

Bloqueio – Interrupção súbita. para a laringe, sufocando-as.



Bloqueio articular – Incapacidade de flexão e Bolsa – Termo que designa um elemento anatô-

extensão de uma articulação. mico em forma de saco.



Bloqueio atrioventricular – Alteração do ritmo Bolus – Termo que designa injeção intravenosa

cardíaco caracterizado pelo distúrbio de con- rápida de um medicamento ou contraste.



dução elétrica entre átrios e ventrículos.



Bloqueio de ramo – Alteração elétrica no siste-



ma condutor do coração.

Bloqueio ganglionar – Procedimento cirúrgico



que visa à diminuição de estímulos do sistema



nervoso simpático, em casos de exagerada su-



dorese nas mãos, denominada hiperhidrose



palmar e outras doenças similares em outros


locais do corpo. O objetivo é a interrupção da



condução nervosa nas sinapses dos gânglios.



Pode ser provocada por produtos químicos.



Bobath – Técnica de reeducação neuromuscular



de deficiências motoras cerebrais e hemiple-


gias. Inibem-se movimentos reflexos e posi-



ções anormais espásticas pelas posturas que



diminuem a hipertonia e facilitam movimen-



tos coordenados e voluntários por exercícios



progressivos.

Boca-a-boca – Método de introdução de ar em



pacientes inconscientes com parada cardior-



respiratória, quando necessário. Boca-a-boca




BOQUEIRA BRAQUIPNÉIA

Boqueira – Sinônimo de queilite angular são ra- Bradipnéia – Respiração lenta.



chaduras nas comissuras labiais. Bradipsiquia – Lentidão do processo psíquico.



Borborigmo – Som abdominal produzido pelo Bradisfigmia – Lentidão dos batimentos do co-



peristaltismo intestinal exagerado. ração.



Borra de café – Aspecto escurecido do vômito Branquioma – Conjunto de tumores mistos do



ou das fezes por conter sangue. pescoço.



Borreliose – Nome do grupo de doenças provo- Braquialgia – Dor no braço.



cadas pelas diversas variedades de Borrelia. Braquicefalia – Forma do crânio quando ele é


Bota – Órtese que envolve o membro inferior menor na região occipital.



abaixo do joelho. Braquiclinodactilia – Malformação que associa



Boticário – Antiga denominação de farmacêu- braquidactilia e clinodactilia, aspecto curto e



tico. desviado de um ou vários dedos.



Botriocéfalo – Verme parasita intestinal da Braquidactilia – Malformação dos dedos que



ordem dos cestódeos, transmitido ao ho- não tem seu comprimento normal.


mem por meio de peixes de água doce mal Braquifalangia – Falanges curtas.

cozidos. Braquignatia – Mandíbula curta.



Botriomicoma – Tumor benigno pediculado, Braquimetatarsia – Metatarso curto.



comparado a framboesa, que sangra facil- Braquioníquia – Unha anormalmente curta.



mente. Braquiotomia – Procedimento cirúrgico para



Botulina – Toxina produzida por uma bactéria desarticulação do ombro, no feto, em deter-

nas carnes e nos produtos enlatados. minados partos difíceis.



Botulismo – Doença infecciosa causada pela Braquipnéia – Movimentos respiratórios em


botulina. Constituída de paralisia motora número menor que o esperado.



que afeta os nervos até as extremidades, po-



dendo causar paralisia descendente e simé-



trica evoluindo para parada respiratória e



morte.

Bovarismo – Comportamento observado em



mulheres insatisfeitas que, com uma mistura


Braço
de vaidade, imaginação e ambição, têm aspi-

rações acima de suas condições reais, princi-



palmente na área sentimental.



Braço – Região do membro superior entre om-



bro e cotovelo.

Bradiarritmia – Arritmia que causa ritmo car-



díaco anormalmente lento.



Bradicardia – Alteração no ritmo do coração em antebraço


que este bate de maneira mais lenta.



Bradicinesia – Lentidão em movimentos.



Bradicinina – Polipeptídeo cujos efeitos são aná-



logos aos de outras cininas.



Bradifagia – Ato de comer lentamente.



Bradifasia – Lentidão na pronúncia de palavras.



Bradipepsia – Digestão lenta. Braço




BRAQUISQUELIA BRONQUIECTASIA

Braquisquelia – Desenvolvimento insuficiente Broncofonia – Sinal fornecido pela auscultação



dos membros inferiores, com alongamento e que consiste em uma forte ressonância da B



exagerado dos membros superiores. voz no interior do peito.



Braquissindactilia – Malformação dos dedos, Broncografia – Exame radiográfico de uma parte



os quais se apresentam anormalmente curtos da árvore brônquica previamente injetada com



e unidos. um líquido opaco aos raios X.



Braquiterapia – Terapia específica por radiação Broncograma – Imagem obtida pela broncografia.



com raios gama ou beta aplicável em nume- Broncodilatadores – Medicamentos que aumen-


rosos casos de tumores. tam o calibre dos brônquios estreitados e di-



Bregma – Local de união das suturas coronária minuem a obstrução para a passagem do ar.



e sagital, do crânio. Em geral, são administrados em forma de ina-



Breu – Doença profissional decorrente da mani- ladores (sprays) ou por via oral (comprimi-



pulação de resíduo do alcatrão, empregado na dos ou xaropes). Às vezes, em caso de urgên-



fabricação de ladrilhos. Manifesta-se pela sen- cia, é necessário usá-los em injeção subcutâ-


sação de picadas e ardência na face e que pode ○
nea ou nebulizados.
evoluir ao câncer. Broncoespasmo – Reação dos brônquios a di-

Brevilíneo – Em Biotipologia, diz-se do indi- versos estímulos que causa um intenso es-

víduo com membros curtos e tórax largo e treitamento destes, produzindo dificuldade

curto, estatura diminuta e ângulo de Louis respiratória sobretudo ao expulsar o ar.



fechado. Broncopneumonia – Inflamação generalizada das



Bricomania – Hábito de ranger os dentes. vias respiratórias de condução do ar sobretudo



Brida – Aderência fibrosa decorrente de operações. dos brônquios mais finos (brônquios terminais

Bromatologia – Estudo dos alimentos. e respiratórios), de uma zona ampla do pulmão



Bromismo – Intoxicação pelo bromo. Há dispep- (ou todo ele). Um germe típico que produz esse

sia, bronquite e erupções cutâneas. tipo de infecção é o estafilococo. Trata-se de uma



Bromocriptina – Substância derivada do espo- situação em que pode ser grave sobretudo se são

rão do centeio com efeitos análogos aos da afetados pacientes debilitados ou idosos, exigin-

dopamina. do um tratamento antibiótico agressivo.



Bromodermia – Doença causada pelo bromo e Broncopulmonar – Referente aos brônquios e


por seus compostos. pulmões.



Bromomenorréia – Menstruação fétida. Broncorragia – Hemorragia nos brônquios.



Bromopnéia – Hálito fétido. Broncorréia – Escoamento exagerado de muco



Broncoalveolite – Inflamação dos bronquíolos pelos brônquios.



e alvéolos adjacentes. Broncoscopia – Técnica diagnóstica que consis-



Broncoaspiração – Procedimento para retirada te em introduzir um tubo de fino calibre pela



de líquidos anormalmente acumulados nos via respiratória para visualizar possíveis alte-

brônquios. Acidente no qual a secreção da ár- rações no interior da árvore respiratória


vore respiratória pára nos brônquios, obstru- Broncospasmo – Contração anormal dos brôn-

indo-os. quios.

Broncocele – Dilatação brônquica localizada. Broncotomia – Incisão no brônquio.



Broncoconstrictor – Substância com proprieda- Bronquiolite – Infecção viral aguda das vias res-

de de contrair os brônquios. piratórias inferiores que afeta lactentes.



Broncodilatador – Substância com propriedade Bronquiectasia – Dilatação anormal dos brôn-



de dilatar os brônquios. quios.




BRÔNQUIOS BZD

Brônquios – Ramificações da traquéia. Bursite – Inflamação de uma bolsa sinovial.



Bronquíolos terminais – Ramificações finais By-pass coronário – Termo na língua inglesa que



dos brônquios de um lobo pulmonar. indica a revascularização do miocárdio por



Brônquios lobares – Ramificações dos brônqui- doença arterial coronária.



os principais direito e esquerdo. BZD – Abreviatura de benzodiazepínico.



Brônquios principais – Formados pela divisão



da traquéia em dois condutos, um para cada



pulmão.


Brucelose – É sinônimo de febre de Malta e cau-



sada pela Brucella, afeta Homens e animais.



É considerada doença profissional, pois afeta



pessoas em contato com gado.



Bruxismo – Rangido e fricção noturnos dos den-



tes.


Bubão – Linfonodo com tamanho aumentado por

inflamação, localizado na axila ou região in-



guinal. Costuma estar associado às doenças



como o cancróide, linfogranuloma venéreo e



peste.

Bucal – Relativo à boca e cavidade da boca.



Bucinador – Músculo cutâneo situado na face.



Bulbo – Sinônimo de medula oblonga, pertence


ao sistema nervoso central.



Bulimia – Transtorno alimentar oposto à ano-



rexia. Bucinador






































CABEÇA CALAFRIO

Cabeça de medusa – Acentuação anormal da



circulação venosa subcutânea periumbilical



com dilatação dos vasos, observada na cirro-



se hepática. C



Cabeça do músculo – Extremidade proximal de


um músculo estriado esquelético.



Cabelo – Anexo da pele







Glândula sebácea Epiderme









Músculo eretor


do pêlo











Folículo piloso

Cabelo


Cabeça – Região superior do corpo, unida ao


Cacografia – Alteração da escrita com deforma-


tronco pelo pescoço. ção das palavras e erros de sintaxe decorrente



de doenças neurológicas.

Cacofonia – Voz anormal.



Cacosmia – Alteração do olfato que leva as pes-


soas afetadas a gostar de odores desagradá-



veis ou fétidos.

Cacostomia – Mau cheiro na boca.



Cadáver – Denominação do corpo humano após



a morte.

Cadeia respiratória – Seqüência de reações quí-



micas que ocorrem nas mitocôndrias.



Caduca – Decídua. Brinco usado por bailarinas



hindus.

Caduceu – Bastão com duas serpentes enrosca-


das e com duas asas em sua extremidade su-



perior. Na Mitologia, insígnia do deus Mer-



cúrio, mensageiro dos deuses. A partir do séc.



XVI, foi adotado como símbolo da Medicina.



Cafeína – Alcalóide encontrado no café e chá.


Cãibra – Contração espasmódica e dolorosa de



músculos.

Calafrio – Sinônimo popular de arrepio. Con-


Cabeça

tração involuntária dos músculos voluntários,



CALASIA CÂNCER

acompanhada de palidez cutânea e sensação igual, por definição, a 4,1868 joules; caloria



de frio. Tremor e bater de dentes, acompanha- internacional. Unidade de medida de energia



do de frio, antes de um acesso febril. igual, por definição, a 4,1840 joules; caloria



Calasia – Relaxamento de um esfíncter. Desig- termoquímica.



na doença da região cárdica e esôfago abdo- Calorífico – Que produz calor.


minal. Calosidade – Endurecimento da pele formado



Calázio – Pequeno tumor na pálpebra. em determinado ponto por compressão ou fric-



Calcâneo – Osso do pé. ção contínua; tiloma. Calo ósseo.



Calcáreo – Designa objeto que contém sais de Calvície – Estado de quem ou do que é calvo,



cálcio. sinônimo de alopecia.


Calciferol – Vitamina D2, conhecida como anti- Camisa de força – Espécie de camisa com man-



raquítica. gas largas e que se junta na parte posterior para



Calcificação – Depósito de sais de cálcio no es- evitar a mobilidade dos braços, empregada



queleto durante o processo de ossificação. para controlar pacientes violentos.


Deposição de cálcio em qualquer parte do or- Camisinha – Sinônimo de preservativo. Dis-


ganismo e de carbonato de cálcio nas paredes ○

positivo ou substância utilizada para evitar
celulares, que se tornam rígidas. concepção e doenças sexualmente transmis-

Calcinose – Fenômeno que se caracteriza pela síveis. Envoltório fino, de borracha, resis-

deposição de sais de cálcio em diversos teci- tente, para recobrir o pênis durante a cópu-

dos do organismo. la, impedindo, pela retenção do esperma, a



Calcitonina – Hormônio produzido pela tireóide fecundação e protegendo o homem e a mu-



que reduz o nível de cálcio no sangue. lher de possíveis infecções, algumas muito

Calciúria – Presença de cálcio na urina. graves, como a AIDS, transmissíveis pela



Cálculos biliares – Doença decorrente de acú- relação sexual.


mulo anormal de colesterol e outras substân- Campímetro – Aparelho para medir o campo

cias na vesícula biliar ou nas vias biliares. visual.



Cálculos renais – Depósitos de cristais de oxa- Campomélica – Conjunto de malformações ca-



lato de cálcio e fosfato. racterizado por encurvamento dos ossos dos


Calentura – Estado mórbido produzido pelo ca-


membros inferiores.

lor, sem exposição direta aos raios solares; Canabismo – Distúrbio psíquico produzido pelo

termoplegia. uso impróprio de canabis ou cânhamo india-



Calibrar – Programar um instrumento para um no conhecido como Cannabis sativa, haxixe,



determinado padrão. maconha.


Cálice renal – Cavidade em forma de taça. Canal alimentar – Sinônimo de tubo digestivo.

Calmante – Sedativo, substância que diminui a Canal anal – Região final do tubo digestivo, par-

excitação. te do sistema digestório.



Calmodulina – Proteína do citoplasma celular Canal auditivo – Canal do ouvido.



para regulação do metabolismo de cálcio. Canal do parto – Percurso que o feto atravessa

Caloria – Quantidade de calor necessária para durante o parto normal.



elevar de 14,5°C a 15,5°C a temperatura de Canal inguinal – Canal que vai do anel inguinal

um grama de água e que é igual a 4,1855 jou- interno ao externo.



les. Um centésimo da quantidade de calor ne- Canal iônico – Pequeno poro localizado na mem-

cessária para elevar de 0º a 100ºC, sob pres- brana celular, pelo qual os íons atravessam.

são de uma atmosfera, a temperatura de um Canalículo – Pequeno canal.



grama de água e que é igual a 4,1897 joules; Câncer – Designação genérica de qualquer

caloria média. Unidade de medida de energia tumor maligno, blastoma maligno, neoplas-


CÂNCER CANTECTOMIA

ma maligno. Consiste na proliferação de- Canceriforme – Com a forma de um caran-



sordenada de um grupo de células que não guejo ou que se comporta como um tumor



respondem aos mecanismos normais de maligno.



controle. Cancerização – Transformação em câncer. C



Câncer de colo uterino – Câncer mais freqüen- Cancerofobia – Temor exagerado de um câncer.


te nas mulheres. O diagnóstico é feito medi- Cancro – Úlcera de evolução rápida. Se for di-



ante exame de citologia, denominado Papani- agnosticado como cancro duro, é a lesão típi-



colau, que deve ser realizado uma vez ao ano. ca que marca o aparecimento da sífilis, entre



Câncer de cólon – Tumor intestinal. sete e noventa dias após o contágio.



Câncer de endométrio – Tumor maligno do en- Cancro mole – Úlcera genital decorrente de doen-


dométrio, camada mucosa do útero. ça venérea causada pelo Hemophilus Ducreyi.



Câncer de escroto – Mais propriamente deno- Cancróide – Semelhante ao câncer.



minado bolsa testicular; o escroto pode ser Candida albicans – Fungo microscópico que



sede de tumor maligno, que aparece inicial- se encontra normalmente nas membranas


mente em forma de pequena úlcera. mucosas da boca, do intestino, da vagina e


Câncer de estômago – Tumor maligno do estô- ○

da pele de pessoas sãs. Em determinadas
mago. Sua incidência é maior nos homens circunstâncias, pode causar infecções super-

entre os 50 e 60 anos de idade. ficiais, geralmente leves. São freqüentes na



Câncer de laringe – Doença neoplásica ma- boca e vagina.


ligna do tipo epitelial localizada na larin- Candidíase vaginal – Doença da vagina causa-

ge. É mais freqüente no homem do que na da pela candida albicans.



mulher. Canhota – Pessoa com predomínio motor do lado



Câncer de mama – Tumor maligno mais fre- esquerdo do corpo.



qüente na mulher, afetando apenas 2% dos Canino – Dente situado lateralmente ao incisivo

homens. lateral. Serve para perfurar.



Câncer de ovário – Tumor maligno de diver- Cannabis – Produto psicoativo derivado da



sas origens celulares que se instala no ová- planta Cannabis sativa. Existe grande con-

rio. É uma das principais causas de morte trovérsia social e sanitária em torno dessa

em mulheres.

droga. Essa droga, consumida especialmente


Câncer de pele do tipo melanoma maligno – por adolescentes, afeta negativamente a saú-

Tumor maligno constituído por massas de cé- de, adaptação social e produtividade. No

lulas pigmentárias cutâneas que tende a for- entanto, há estudos que divulgam o uso te-

mar metástases. rapêutico em pacientes terminais pelo su-


Câncer de próstata – Tumor maligno da prós- posto efeito de melhora no estado geral e

tata, que ocorre somente em homens entre apetite. Alguns estudos sugerem que o uso

os 60 e 70 anos. dessa droga seria uma porta de entrada, ou



Câncer de pulmão – Tumores malignos pulmo- seja, abriria caminho para outras drogas.

nares são mais freqüentes no sexo masculino Diversos estudos na literatura médica de-

e alguns tipos associados ao tabagismo. monstraram que o uso prolongado do can-



Câncer de tireóide – Tumor maligno na glân- nabis altera negativamente a personalidade



dula tireóide. e leva a conseqüências graves para a saúde



Câncer de útero – Os tumores malignos são pro- física e mental.



venientes uma proliferação das células e pos- Cantáridas – Espécie de mosca.


teriormente um carcinoma. Cantaridismo – Intoxicação pelas cantáridas.



Câncer oral –Tumor maligno do lábio ou da Cantectomia – Excisão de uma parte da pál-

boca. pebra.


CANTITE CARCINOMA

Cantite – Inflamação de parte do olho. Caracteres sexuais – Elementos individualiza-



Cantólise – Incisão cirúrgica que causa afasta- dores do sexo da pessoa. Na puberdade, apa-



mento do canto do olho. recem os caracteres sexuais e a aquisição da



Cantorrafia – Sutura do canto do olho. capacidade de reprodução.



Cantotomia – Incisão do canto do olho. Caráter – Qualidade inerente a uma pessoa, o


que a distingue de outra pessoa, outro animal


Capacidade inspiratória – Volume máximo de


ar que pode ser inalado a partir do nível de ou outra coisa. Conjunto dos traços particula-



uma expiração normal. res, o modo de ser de um indivíduo, ou de um



Capacidade pulmonar total – Volume de ar nos grupo; índole, natureza, temperamento. Con-



pulmões ao final de uma inspiração máxima. junto das qualidades, boas ou más, de um in-


divíduo e que lhe determinam conduta e con-


Capacidade vital – Quantidade máxima de ar


cepção moral.


que movemos em cada respiração, desde a


inspiração até a expiração, aproximadamente Carbogênio – Mistura de oxigênio e gás carbô-



4,5 litros na maioria das pessoas. nico, utilizado contra as asfixias.


Carboidrato – Glicídio.

Capelina – Bandagem em forma de um capuz

para cotos de amputação. ○

Carbúnculo – Infecção causada pelo Bacillus
antraci.

Carcinogênese – Capacidade de produção de



câncer.

Carcinogênico – O que produz câncer.



Carcinóide, tumor – Tumor raro situado na ex-



tremidade do apêndice vermiforme, jejuno ou



íleo.

Carcinógeno – Substâncias ou microorganismos


com poder de induzir ao câncer.



Carcinoma – Tumor maligno de origem epiteli-



al que tende a invadir os tecidos circundantes



e a causar metástases nas regiões distantes no



organismo.

Carcinoma basocelular – Tumor mais freqüen-



te na pele, originando-se na epiderme ou em


Capilar

seus anexos.

Capilar – Estrutura que une arteríolas e vênulas. Carcinoma broncogênico – Tumor originado nos

Capilaridade – Qualidade do que é capilar. brônquios, relacionado ao tabagismo.



Conjunto de fenômenos que se passam quan- Carcinoma cervical – Tumor maligno do colo

do, num capilar, se forma uma interface lí- do útero que constitui uma das formas mais

quido-gás. freqüentes de câncer feminino.



Capitato – Osso do carpo. Carcinoma de ovário – Tumor maligno do ovário.


Cápsula – Membrana que envolve um órgão. Carcinoma espinocelular – Tumor maligno ori-

Cápsula articular – Membrana que envolve uma ginado no queratinócito.



juntura sinovial. Carcinoma in situ – Tumor maligno que não in-



Capsulotomia – Incisão de uma cápsula. vadiu a membrana basal e, por isso, não se

Capsulótomo – Instrumento para incisão da estendeu além de sua localização inicial.


cápsula. Carcinoma oculto – Tumor de pequeno tamanho



Caquexia – Estado de desnutrição profunda pro- que não produz sintomas que o manifeste.

duzida por diversas causas. Carcinoma renal – Tumor maligno do rim.




CARCINOMATOSE CARIÓTIPO

Carcinomatose – Grande número de tumores por Cardiopericardite – Inflamação do pericárdio e



todo corpo. de outros tecidos do coração.



Carcinossarcoma – Tumor maligno que compor- Cardiomioplastia – Operação na parte terminal



ta elementos epiteliais e mesenquimatosos. do esôfago e da cárdia, destinada a remediar C



Cárdia – Região do estômago, inferior à parte o espasmo ou a estenose.


abdominal do esôfago. O mesmo que região Cardioplegia – Parada dos batimentos cardía-



cárdica. cos. Ela pode ser induzida durante operações.



Cardíaco – Termo que se refere ao coração ou Cardiopulmonar – Relativo ao coração e aos



às estruturas adjacentes. pulmões.



Cardiectomia – Retirada cirúrgica da parte cár- Cardiorrafia – Sutura do coração.


dica do estômago. Cardiosclerose – O mesmo que miocardioesclero-



Cardiocentese – Punção do coração. se. Processo de envelhecimento do miocárdio.



Cardiodinia – Dor no coração. Cardioscópio – Instrumento que permite ilumi-



Cardioestenose – Estenose das valvas ou válvu- nar e inspecionar as cavidades.


las do coração. Cardiospasmo – Contração espasmódica da cár-


Cardiografia – Exame do coração. ○

dia que se opõe à passagem dos alimentos do
Cardiógrafo – Aparelho que registra os batimen- esôfago para o estômago.

tos cardíacos. Cardiotomia – Incisão cirúrgica no coração.



Cardiograma – Modo de apresentação do exa- Cardiotônico – Substância que aumenta a toni-


me executado pelo cardiógrafo. cidade do músculo cardíaco.



Cardio-inibitório – Substância ou manobra que Cardiotorácico, índice – Proporção entre diâ-



inibe a atividade do coração. metro do coração e tórax, geralmente mensu-



Cardiolipina – Fosfolipídeo extraído do coração rada em radiografia simples de tórax.



de boi. Cardiovascular – Diz-se do que concerne o co-


Cardiólise – Operação que separa o pericárdio ração e os vasos sangüíneos.



da parede torácica. Cardioversão – Aplicação de uma descarga elé-



Cardiologia – Especialidade médica que estuda trica sincronizada no tórax.



o coração e suas doenças. Cardite – Inflamação do coração.


Cardiomalácia – Doença em que se observa as-


Carência – Ausência ou insuficiência, no orga-


pecto amolecido do miocárdio. nismo, de um de vários elementos indispen-



Cardiomegalia – Aumento do tamanho do cora- sáveis ao seu equilíbrio.



ção. Carência afetiva – Falta; ausência; privação;



Cardiomioplastia – Operação sobre o miocár- necessidade; precisão de afetos.


dio, que utiliza um músculo esquelético do Carga viral – Expressão quantitativa das unida-

paciente que é transplantado, para fornecer des virais presentes no plasma.



uma cobertura para o ventrículo. Cárie dental – Doença caracterizada por uma sé-

Cardiopatia – Nome das doenças do coração. rie de reações químicas e microbiológicas que

Cardiopatia congênita – Alteração da estrutura provocam o amolecimento dos tecidos duros


ou do funcionamento cardíaco ou dos grandes dentários e, posteriormente, a destruição do



vasos presentes no momento do nascimento. dente, avançando da superfície ao interior.



Cardiopatia isquêmica – Doença cardíaca se- Carina – Ponto no qual a traquéia se bifurca.

cundária ao desequilíbrio entre a oferta e a Cariólise – Estado de morte do núcleo da célula



demanda de oxigênio pelo miocárdio. durante o qual não se fixa mais os corantes,

Cardiopatia reumática – Lesão do músculo car- difundindo-se a cromatina no citoplasma.



díaco e das válvulas por causa de episódios Cariótipo – Representação, em um diagrama,



freqüentes de febre reumática. do conteúdo dos cromossomos de um indi-




CARMINATIVO CATABOLISMO

víduo, distribuídos em pares de maior a Carpo – Conjunto dos ossos do punho.



menor tamanho. Carpoptose – Queda do punho.



Carminativo – Substância que combate flatulên- Carro de emergência – Carrinho para transpor-



cia e distensão abdominal. tar o equipamento médico de emergência.



Carnitina – Betaína trimetílica do ácido beta- Cartilagem – Variedade de tecido conjuntivo cujos


hidroxil-beta-aminobutírico. Intervém no me- elementos celulares e fibrosos estão contidos em



canismo dos ácidos graxos. substância fundamental compacta e avascular.



Carnívoro – Animal ou pessoa que come carne,


Cartilagem Cartilagem


em oposição ao vegetariano. hialina elástica



Carotenase – Enzima que transforma a pró-


vitamina A em vitamina A.



Carotenemia – Presença de caroteno no sangue



que produz uma coloração anormal amarela-



da no plasma e na pele.


Caroteno – Pigmento de cor vermelha alaranja-


do que se encontra em cenouras, batatas, cla- Cartilagem fibrosa

Cartilagem
ra de ovo, vegetais de folha verde, espinafres,

brócolis e cítricos. Cartilagem tarsal – Cartilagem palpebral.



Carótida – Artéria localizada na cabeça e pes- Cartilaginoso – Da natureza da cartilagem.


coço, muito importante para a circulação ce-


Castração – Operação que tem por finalidade


rebral. privar um indivíduo da capacidade de repro-



duzir-se. Esse termo é empregado significan-



do a ablação dos dois testículos ou ovários.



Carúncula – Pequena formação córnea.


Carúnculas mirtiformes – Pequena elevação no



canal vaginal, restos do hímen gestado. Sinô-



nimo de carúnculas himenais.



Carvão ativado – Substância que se utiliza como



antídoto em diversas intoxicações. Base de


alguns tipos de curativos para feridas em ex-



tremidades.

Casas de repouso – Estabelecimentos que propor-



cionam uma assistência completa a pessoas com



mais de 60 anos, nas quais, por alguma razão,


não podem permanecer em seu próprio lar.



Caseificação – Transformação em substância



caseosa.

Caseína – Composto albuminoso do leite.



Caseoso – Semelhante a queijo.


Caspa – Exfoliação seca da pele, do pêlo dos



animais ou das plumas dos pássaros, a qual


Ramos da artéria carótida


pode produzir alergia em alguns indivíduos.



Carotídeo – Relativo a artéria carótida. Catabolismo – Parte do metabolismo dedicado



Carpal – Relativo ao carpo, região da mão. à divisão das moléculas grandes em seus com-

ponentes básicos ou em outras moléculas me-


Carpectomia – Ressecção total ou parcial dos


ossos do carpo. nores com a finalidade de produzir energia.




CATACLISMA CAUSALGIA

Cataclisma – Hemorragia muito violenta. assim como seus precursores e produtos deri-



Cataforese – Introdução de substâncias na pele vados ativos ou não.



por meio de corrente elétrica. Categute – Tipo de fio de sutura reabsorvível.



Catalase – Enzima oxidante capaz de decompor Cateter – Tubo oco fabricado de plástico flexí- C



a água oxigenada com desprendimento de oxi- vel ou borracha flexível para fins terapêutico


gênio. e diagnóstico.



Catalepsia – Estado anormal caracterizado por Cateterismo – Introdução de um cateter por um



uma rigidez postural junto a um baixo nível vaso sangüíneo, uma artéria, uma veia; ou



de consciência. Ocorre durante a hipnose e em de um cateter para fins diagnósticos ou tera-



transtornos psiquiátricos, como a esquizofre- pêuticos.


nia, a epilepsia ou a histeria. Cauda eqüina, síndrome – Apresenta-se como



Catalisador – Substância que produz catálise. distúrbios motores, sensitivos, tróficos e es-



Catálise – Influência na realização de uma rea- fincterianos, e o nome relaciona-se à região



ção por substâncias chamadas “catalíticas”, terminal da medula espinhal.


que não se alteram com essas mesmas reações.


Catamenial – Referente à menstruação. ○

Catamênio – Menstruação.

Cataplasma – Aplicação quente e úmida, feita



com farinha de linhaça, farinha de mandioca


e outros ingredientes.

Cataplexia – Doença caracterizada pela perda



súbita, mais ou menos completa, do tônus, sob



influência de emoção.

Catapora – Nome popular da varicela.


Catarata – Doença ocular que pode evoluir para



opacidade do cristalino ou de sua cápsula.



Cataratas – Opacidade do cristalino que produz



uma perda da visão lenta e gradual, em anos,


a uma velocidade variável em cada pessoa.



Catarro – Inflamação de mucosa em órgãos do



sistema respiratório com aumento da secre-



ção.

Catarse – Evacuações repetidas por aumento do


peristaltismo intestinal. Em Psicanálise, pro-



cesso de liberação para o plano consciente de



idéias e sentimentos reprimidos mediante a



técnica de associação livre ou hipnose e ad-



ministração de medicamentos hipnóticos.


Catártico – Agente farmacológico que favorece


Cauda eqüina

a catarse.

Catatonia – Transtorno neurológico caracteriza- Caudal – Termo utilizado para designar a estru-

do por imobilidade e rigidez muscular extre- tura próxima ao plano inferior no tronco.

ma. É sinal freqüente na esquizofrenia catatô- Causalgia – Síndrome caracterizada por sen-

nica.

sação de queimação aguda com hipereste-


Catecolamina – Nome sob o qual designam-se sia cutânea e alteração da pele, a qual se apre-

as aminas vasopressoras simpaticomiméticas, senta vermelha e brilhante.




CAÚSTICO CÉLULAS

Caústico – Diz-se de qualquer substância quí- Cefalosporinas – Derivado semi-sintético de



mica que danifica tecidos. antibiótico obtido, originalmente, do micro-



Cautério – Dispositivo que produz queimadura organismo Cephalosporium acremonium.



e cicatrização da pele por meio de calor. Cego – Pessoa cuja acuidade visual é nula ou in-



Caverna – Escavação nos pulmões decorrente de ferior a um vigésimo da normal.


processo infeccioso, geralmente localizada nos Cegueira – Privação da visão.



ápices. Cegueira noturna – Diminuição anormal da vi-



Caxumba – Parotidite epidêmica. são no escuro. Sinônimo de nictalopia.



Ceco – Região inicial do intestino grosso, que se Celíaco – Termo que designa estrutura do abdo-



comunica com o íleo e o colo ascendente. O me. O tronco celíaco é um dos ramos da arté-


apêndice vermiforme o prolonga para baixo. ria aorta no abdome. Enfraquecimento e até



mesmo desaparecimento ou lentificação do



pulso radial registrado no esfigmomanômetro,



quando a mão deprime a parede do abdome.


Celioscopia – Exame visual direto da cavidade




abdominal, previamente distentida por um
pneumoperitônio, por meio de aparelho intro-

duzido na parede abdominal ou no fundo de



saco. Sinônimo de laparoscopia.


Intestino
Celoma – Em Embriologia, cavidade compreen-

Intestino delgado

dida entre os dois folhetos do mesoderma no


grosso

embrião.

Célula – Unidade estrutural e funcional dos se-



Ceco res vivos.


















Ceco



Cecotomia – Abertura cirúrgica do ceco.



Cefaléia – Dor de cabeça.


Cefaléia tensional – Uma das mais freqüentes


Célula

dores de cabeça, causada por um esforço físi-



co ou estresse emocional. Células do tipo Natural Killer (NK) – Tipo de



Cefálico – Termo relacionado à cabeça. linfócito, chamado “linfócito não T não B” ou



Cefalohematoma – Tumor formado por efusão terceira população de linfócitos, com tamanho

sangüínea entre os ossos do crânio e seu pe- grande e grânulos em seu interior, linfócitos

riósteo. Observado apenas no recém-nasci- granulares grandes, que se encarregam de eli-



do, após um traumatismo acidental ou ope- minar aquelas células que contenham anticor-

ratório. pos em sua superfície.




CÉLULAS CÉREBRO

Células-tronco – Célula embrionária, indiferen- encista na superfície de um vegetal aquátio,



ciada, primordial ou de origem. São as mais em seguida, penetra em um segundo hospe-



jovens das linhagens formadoras das células deiro intermediário, peixe ou crustáceo, ou di-



do sangue; encontram-se, normalmente, em retamente no hospedeiro definitivo. A forma C



órgãos hematopoiéticos onde se renovam e encistada é uma metacercária.


diferenciam-se. Cereais – O amido é fonte importante de hidra-



Celulite – Inflamação do tecido celular subcutâ- tos de carbono, responsável pelo alto valor



neo. energético do cereal. A proteína se encontra



Centrífuga – Instrumento de laboratório que ser- no núcleo amiláceo e é pobre em aminoácido



ve para separação da partículas sólidas manti- lisina.


das em suspensão em um líquido. Cerebelar – Termo relacionado ao cerebelo.



Centro cirúrgico – Parte de um estabelecimen- Cerebelo – Órgão do encéfalo situado próximo



to hospitalar onde se localizam salas destina- ao osso occipital. Controla o equilíbrio e a



das a intervenções cirúrgicas. coordenação dos movimentos.


Centrômero – Parte do cromossomo que, no mo-


mento da divisão celular, une duas cromáti- ○

des, ou seja, os dois elementos originados pela



divisão longitudinal desse cromossomo, que



formarão os dois cromossomos filhos.


Centrossomo – Nódulo existente, algumas vezes,



no citoplasma da célula, ao lado do núcleo.



Contém um ou dois centríolos e é circundado


Cérebro

por uma massa de protoplasma de onde par- Cerebelo


(Telencéfalo)

tem filamentos dispostos em raros, o áster. Esse


conjunto desempenha papel importante na di-


Cerebelo

visão da célula.

Cenurose – Infestação por larvas de um cestó- Cerebral – Termo que se relaciona ao cérebro.

deo, a Taenia multiceps, que vive na fase adulta Cérebro – Região maior e mais elevada do encé-

no cão. falo, dividida por um sulco central em dois he-



Ceratite – Inflamação da córnea. misférios, esquerdo e direito, sendo que am-



Ceratocone – Alteração da curvatura da córnea, bos se comunicam pelo corpo caloso. Cada um

que, embora ainda transparente, toma uma for- dos hemisférios possui um córtex cerebral ex-

ma cônica. terno de substância cinza, que abriga, em seu


Ceratodermia – Dermatose quer congênita ou interior, a substância branca e os gânglios basais.



hereditária, secundária à infecção ou intoxi- A superfície do cérebro apresenta circunvoluções



cação por uma outra doença da pele, quer pri- e lóbulos, cada um dos quais recebe o nome do

mitiva. osso do crânio sobre o qual se encontra.



Ceratomegalia – Aumento das dimensões da


córnea.

Ceratose – Lesão da pele caracterizada por uma



Cérebro
hipertrofia das camadas córneas da epiderme,

acompanhada ou não de hipertrofia das papi-



las da derme.

Cercária – Estágio final dos trematódeos. Livre



Medula oblonga
e móvel, graças à sua cauda, abandona seu

Cérebro
hospedeiro intermediário, um molusco, e


CERÚMEN CHOPART

Cerúmen – Secreção de cera de cor amarelada Cetoacidose diabética – Complicação aguda



ou parda produzida pelas glândulas sudorípa- característica do diabetes tipo I, que se mani-



ras do conduto auditivo externo. festa com hiperglicemia marcada pelo apare-



Cervical – Termo que tem relação com a região cimento de corpos cetônicos na urina. Geral-



do pescoço ou colo uterino e sua cavidade ou mente desencadeada por infecções ou pela


do fêmur. interrupção do tratamento com insulina.



Cervicite – Inflamação aguda ou crônica do colo Chagas, doença de – Doença tropical e subtro-



do útero. pical própria das Américas Central e do Sul.



Cervicopexia – Fixação de um colo. A contaminação se faz por meio do mosquito



Cervicotomia – Incisão cirúrgica praticada no do gênero Triatoma, vulgarmente conhecido


pescoço ou em um colo. como “barbeiro”. O protozoário flagelado res-



Cervix – Ou colo do útero. Região anatômica do ponsável pela doença, o Trypanosoma Cruzi,



colo que se comunica com a vagina. Local de que fica nas fezes dos referidos mosquitos, de-



coleta do exame de Papanicolau. pois de penetrar no organismo humano, toma


formas intracelulares, infectando, principal-


Ovário mente, células do cérebro e do coração. Nes-

te, ele atinge as fibras musculares e provoca



uma miocardite chagásica extremamente gra-



ve, podendo levar à morte. Essa doença foi


descoberta pelo pesquisador brasileiro Carlos



Chagas. A única forma de preveni-la é a pul-



Tuba uterina verização de inseticidas nas paredes das casas



nas zonas em que a doença é endêmica, espe-



cialmente nas casas de barro da zona rural, já


que os barbeiros se escondem em fendas nas


Cervix

paredes.

Chagoma – Cancro de inoculação da doença de



chagas.

Chalação – Pequeno tumor na pálpebra produ-


zido pela obstrução de uma glândula, com re-


Cervix

tenção de secreção em seu interior. Caso não



Cesariana – Intervenção cirúrgica que consiste suma espontaneamente, pode-se abri-lo por

em retirar o feto pelo abdome por meio de uma intervenção cirúrgica.


incisão em sua parede e no útero. Recebe esse Charcot, tríade de – Grupo de três sintomas

nome, pois o grande romano Júlio César teria evocativos do diagnóstico de esclerose em

nascido por esse procedimento. placas: nistagmo, tremor intencional e fala



Cestóides – Vermes platelmintos. escandida.



Cetoacidose – Acidose acompanhada de um acu- Charlatão – Vendedor público de drogas, cujas


mulo de acetona no organismo, resultado de virtudes apregoa com exagero. Explorador da



um metabolismo defeituoso dos açúcares e boa-fé do público. Impostor, embusteiro, tra-



carboidratos. Ocorre, fundamentalmente, paceiro, pessoa que exerce a Medicina ilegal-



como uma complicação do diabetes mellitus mente.



e caracteriza-se por hálito característico, con- Chicotada – Dor brutal, como um açoite.

fusão mental, dispnéia, náuseas, vômitos, de- Chlamydia – Microorganismo patogênico.



sidratação, perda de peso e, se não tratada com Chopart – Conjunto de duas articulações me-

urgência, termina em coma. diotársicas no pé.




CHOQUE CICLO

Choque – Síndrome em que há deficiência da portador de oxigênio, a hemoglobina, adqui-



chegada de sangue rico em oxigênio aos teci- rir uma coloração escura quando contém



dos do corpo, por causa da diminuição signi- pouco oxigênio.



ficativa de volume sangüíneo, como na hemor- Ciática – Dor por compressão do nervo isquiático. C



ragia; grandes perdas de líquidos; grandes di- Cíbalo – Massa fecal dura e seca.


arréias; distúrbios do funcionamento cardía- Cicatriz – Neoformação de tecido conjuntivo que



co e vascular. Alteração brusca do sistema ner- repara a perda de substância pós-traumática,



voso caracterizada por estupor, hipotermia, co- inflamatória ou neoplásica na derme, na hi-



lapso cardiovascular, convulsões com perda de poderme ou nos tecidos profundos.



consciência, podendo evoluir para a morte ou Cicatriz hipertrófica – Cicatriz larga e anties-


cura rápida. tética, por localizar-se em zonas de grande



Choque anafilático – Choque após a anafila- tensão cutânea.



xia. Cicatrização por primeira intenção – Quando



Choque cardiogênico – Choque originário da fa- não há contaminação, os bordos da ferida se


lência cardíaca. unem, quase não fica cicatriz, o restabeleci-


Choque elétrico – Corrente elétrica externa de ○

mento é rápido.
intensidade aplicada no tórax, a qual provo- Cicatrização por segunda intenção – Quando

ca descarga completa e uniforme de todas as há contaminação na ferida, há reação infla-



fibras cardíacas, para restabelecer o ritmo matória e infecção, os bordos se unem irregu-

cardíaco normal. Sinônimo de cardioversão, larmente.



exceto no caso da fibrilação ventricular, Ciclamato – Adoçante.



quando se chama desfibrilação e o aparelho, Ciclite – Inflamação do corpo ciliar.



desfibrilador. Ciclo – Sucessão de eventos encadeados.



Choque hipovolêmico – Choque no qual o co- Ciclo cardíaco – Ciclo de fenômenos que ocor-

lapso ocorre em decorrência da brusca e sig- rem quando o impulso elétrico, originado

nificativa diminuição do volume sangüíneo. no átrio direito, é conduzido por meio de



Chupeta – Objeto em forma de mamilo utiliza- umas fibras especializadas incluídas no mús-

do pelos lactantes e crianças pequenas para culo cardíaco, provocando a contração do mi-

chupar.

ocárdio. A contração muscular coincide com


Cianocobalamina – Vitamina B12. um fenômeno elétrico chamado despolariza-



Cianopsia – Distúrbio da percepção das cores, ção nas fibras musculares. Depois, produz,

em que os objetos parecem azulados. se uma repolarização das fibras durante a



Cianótico – Diz-se da cianose apresentada pelo qual as cavidades cardíacas se enchem de san-

corpo ou por uma de suas partes. gue novamente.



Cianose – Coloração azulada da pele e das Ciclo de Krebs – Parte da cadeia da glicólise,

membranas mucosas, que se percebe, espe- quando ocorre destruição de moléculas de gli-

cialmente, ao redor dos lábios e debaixo das cose para conseguir energia que se inicia em

unhas, por causa do excesso de hemoglobi- um composto denominado piruvato e finaliza


na não oxigenada no sangue. Ocorre em com a produção de anidrido carbônico, água



várias doenças cardíacas ou respiratórias e 38 moléculas de ATP.



que interferem na oxigenação pulmonar ade- Ciclo menstrual – Processo normal de funci-

quada. Sua presença é um dado que indica onamento de órgãos do sistema genital fe-

doença respiratória ou cardiovascular, uma minino. Sua duração é muito variável, de 21


vez que não chega sangue suficiente ou este a 35 dias. A hemorragia menstrual determi-

não está suficientemente oxigenado. Deve- na o final de cada ciclo; dura de dois a sete

se ao fato de o pigmento sangüíneo trans- dias. Durante cada ciclo menstrual ocorre,


CICLOOXIGENASE CIRCULAÇÃO

no ovário, maturação de um óvulo, seguida vimentação de sua prótese, utilizando os mús-



de sua expulsão para a tuba uterina na me- culos e os tendões que foram inseridos na parte



tade do ciclo. Por sua vez, o ovário produz amputada.



as mudanças uterinas por meio de variações Cinéreo – Cinzento.



dos dois hormônios sexuais femininos: o es- Cinese – Movimento.


trógeno e a progesterona. Esse ciclo se re- Cinesioterapia – Tratamento de reabilitação ba-



pete mensalmente durante toda a idade fér- seado no exercício.



til da mulher. Cinestesia – Sentido do movimento muscular.



Ciclooxigenase – Enzima de degradação do áci- Cinético – Relativo ao movimento.



do araquidônico cuja ação é bloqueada por Cíngulo – Feixe de substância branca unindo os


antiinflamatórios não-hormonais. lobos frontal e temporal do cérebro.



Ciclopexia – Intervenção cirúrgica destinada a Cingulotomia – Destruição terapêutica do cín-



fixar o corpo ciliar. gulo com papel importante na gênese das



Ciclopia – Malformação caracterizada pela fu- emoções. Preconizada como tratamento das


são das duas órbitas e a existência de um úni- dores crônicas rebeldes com componente emo-


co olho. ○

cional significativo.
Cicloplegia – Paralisia do músculo ciliar. Cintilografia ou mapeamento – Exame subsi-

Ciclosporina – Polipeptídeo produzido por um diário no qual a substância radioativa vai con-

fungo isolado, de uma amostra de solo da No- centrar-se em determinado órgão que será ana-

ruega, atuando como antibiótico. lisado por aparelho especial denominado cin-

Ciclotimia – Forma ligeira de psicose maníaco- tilógrafo ou gama-câmara.



depressiva, com fases de depressão e excita- Cintura – Sinônimo de Cíngulo. Região de união

ção. entre os esqueletos: axial e apendicular. No



Ciese – Sinônimo de gestação. corpo humano, são duas: superior ou escapu-


Cifose – Alteração da anatomia da coluna verte- lar e inferior ou pélvica.



bral, caraterizada por aumento da convexida- Circadiano – Termo que se refere a uma dura-

de para trás. ção de cerca de 24 horas.



Ciliar – Parte espessa da membrana vascular do Circinado – Relativo a lesões elementares da


olho, intermediária à coróide e à íris, em for-


pele.

ma de anel triangular na parte superior, no Circulação – Ato ou efeito de circular. Movimen-



cume posterior. to contínuo; curso; marcha. Deriva de circu-



Cilindróide – Em forma de cilindro. latório e significa relativo ao ato de circular;



Cilindroma – Tumor de tecidos múltiplos situa- tem sua origem no latim e provavelmente se

do, geralmente, na face. referia ao movimento circular de incautos ao



Cimitarra – Conjunto das malformações do redor de um vendedor ambulante. Circulação



pulmão direito, dos brônquios e dos vasos sangüínea é o movimento regular do sangue

da base. por meio do coração e dos vasos sanguíneos.



Cinase – Enzima que catalisa a formação de uma Circulação colateral – O conjunto das ramifi-

outra enzima, a partir de seu precursor. cações que seguem, mais ou menos, o trajeto

Cineangiografia – Registro de imagens de va- do tronco vascular de onde se originam.



sos opacificados por substância de contraste. Circulação extracorpórea – Técnica emprega-



Cineangiocoronariografia – Registro das ima- da em cirurgia cardíaca para operar o cora-



gens radiológicas das artérias coronárias opa- ção.


cificadas por substância de contraste. Circulação pulmonar – Sinônimo de pequena



Cineplastia – Operação cirúrgica reparadora pra- circulação. Circulação do coração aos pul-

ticada nos amputados para permitir-lhes mo- mões.




CIRCULAR CISTITE

Circular de cordão – Envolvimento do cordão Cirurgia plástica – Procedimento cirúrgico pelo



umbilical em torno do pescoço do feto durante qual se substitui, se altera ou se restaura a zona



o parto. visível do organismo com o objetivo de corri-



Circuncisão – Sinônimo de Postectomia. Técni- gir um defeito estético ou estrutural. C



ca cirúrgica que se emprega para o tratamento Cirurgião – Médico especializado em cirurgia. O


da fimose, ainda que, em algumas culturas, se médico após a graduação de seis anos deve pas-



realize de forma ritual após o nascimento. sar por um treinamento em serviço, que se cha-



Consiste na extirpação total do prepúcio me- ma Residência Médica ou estágio, por um pe-



diante um corte circular, que deixará, perma- ríodo variável de dois a sete anos dependendo



nentemente, a glande descoberta. da especialidade escolhida. Um cirurgião vas-


Circundução – Movimento da articulação do cular, por exemplo, deve passar por um perío-



ombro que corresponde à soma dos movimen- do de quatro anos, em média, após a faculdade



tos de adução e abdução, flexão e extensão, para especializar-se.



pronação e supinação. Cisão – Divisão.


Circunflexo – Com a forma de um arco, encur- Cissiparidade – Esquisogênese.


vado. ○

Cistalgia – Dor na bexiga urinária.
Circunscrito – Bem delimitado. Cistectasia – Dilatação da bexiga.

Circunvalado – Cercado por um muro. Cistectomia – Operação para ressecção total ou



Circunvolução – Dobras que conformam a su- parcial da bexiga.


perfície cerebral dando-lhe um aspecto simi- Cisterna – Reservatório de água das chuvas.

lar à noz. Poço, cacimba. Cisterna cerebral: região alar-



Cirrose – Doença crônica do fígado caracteriza- gada dos espaços subaracnoídeos que contém

da pela associação de lesão dos hepatócitos, o líquido cefalorraquidiano, denominado lí-



desenvolvimento excessivo de tecido conjun- quor. Cisterna do quilo: dilatação sacular si-

tivo e formação de nódulos de regeneração. tuada na origem do duto torácico.



Cirsóide – Semelhante a varizes. Cisticercose – Infecção por larvas do verme do



Cirurgia – Ramo da Medicina que trata doenças porco, a Tenia solium. Após ingerir carne de

ou contribui para diagnosticá-las, por meio de porco contaminada, os ovos se abrem no in-

operações. Os recentes avanços em suas téc-


testino humano, e as larvas invadem vários ór-


nicas permitem considerável melhora dos re- gãos distantes. Os sintomas durante a fase de

sultados. Deriva de seus radicais que signi- invasão são febre, mal-estar geral, dor mus-

ficam trabalho manual. cular e eosinofilia. Quando o cérebro é afeta-



Cirurgia maior – Qualquer intervenção cirúrgi- do, ocorrem alterações da personalidade e, às


ca realizada sob anestesia geral ou com assis- vezes, epilepsia após vários anos.

tência respiratória. Em geral, trata-se de um Cisternografia – Radiografia das cisternas da



procedimento complexo que requer, igualmen- base do crânio. O ar ou um líquido opaco aos

te, alguns procedimentos pós-operatórios es- raios X é injetado por punção lombar, e seu

pecializados. trajeto intracraniano é acompanhado por ra-


Cirurgia menor – Qualquer intervenção cirúr- diografias em série.



gica que não requer anestesia geral nem as- Cístico – Relativo a um cisto. Relativo à bexiga

sistência respiratória. Trata-se de um procedi- urinária. Relativo ao ducto cístico.



mento simples, praticado na superfície do or- Cisticotomia – Incisão no ducto cístico.



ganismo sob anestesia local, do qual não re- Cistinúria – Eliminação de cistina pela urina

sultam possíveis complicações significativas associada a cólicas nefréticas.



nem são necessários maiores cuidados pós- Cistite – Inflamação aguda ou crônica da bexiga

operatórios. urinária.


CISTO CITOTOXICIDADE

Cisto – Doença formada por uma cavidade que Cistossarcoma – Tumor complexo que pode ser



não se comunica com o exterior. Contém subs- encontrado na maior parte dos tecidos com



tância líquida, mole ou raramente sólida, ou cavidades císticas.



então um gás, cuja parede não tem relação Cistostomia – Operação que consiste em abrir a



vascular com o conteúdo. . parede abdominal para permitir passagem de


Cisto do ovário – Cisto com conteúdo líquido urina ao meio externo.



desenvolvido a partir do ovário. Citocina – Mediador de natureza lipoprotéica, o qual



Cisto hidático – Cisto que contém um verme em permite que algumas células se comuniquem.



sua forma larvar de cisticerco. Citocospolscopia – Exame de microscopia de um



Cistocele – Hérnia da bexiga urinária. esfregaço coletado no colo do útero durante


Cistorragia – Hemorragia vesical. uma colposcopia e serve para pesquisa de cé-



Cistos – Lesões de qualquer localização, forma- lulas cancerosas.



das por cavidades epiteliais diminutas ou mui- Citocromo – Pigmento protéico que contém



to volumosas, por vezes esféricas, com con- o ferro e desempenha papel essencial na


teúdo líquido ou semi-sólido. respiração celular. É transportador de elé-


Cistoscopia – Método diagnóstico para visuali- ○

trons.
zação direta da via urinária mediante a inser- Citodiagnóstico – Método subsidiário para con-

ção de um aparelho óptico chamado cistoscó- tagem e classificação das células dos líquidos

pio na uretra. orgânicos para fins diagnósticos.


Cisto sebáceo – Tumor formado por bolsa de- Citogenética – Ramo da genética que estuda as

senvolvida a partir de glândula sebácea e pre- relações entre a transmissão dos caracteres

enchido por células epiteliais. hereditários dos indivíduos e os aspectos das



Cisto sinovial – Bolsa com parede própria e con- células específicas da hereditariedade, cro-

teúdo viscoso, geralmente situada no punho e mossomos e genes. Permite estabelecer o ca-

que se desenvolve. riótipo e a classificação das aberrações cro-



Cistocele – Hérnia da bexiga urinária, pode fa- mossômicas.



zer saliência maior ou menor para dentro da Citólise – Destruição da célula.



vagina. Citologia – Ramo da Morfologia que estuda a


Cistos epidérmicos – Tumor arredondado de


célula do ponto de vista da sua constituição


conteúdo líquido ou semi-sólido, localizado íntima, forma e evolução.



na derme. Localiza-se com maior freqüência Citomegalovírus – Vírus que causa infecção

no couro cabeludo, na face, no pescoço e no generalizada que afeta seres humanos de to-

tronco. das as idades.


Cistohisteropexia – Operação praticada por via Citômetro – Instrumento para contagem ce-

abdominal, em caso de prolapso uterino, que lular.



consiste em suturar o fundo vesical previamen- Citopatologia – Estudo das doenças da célula.

te descolado, a face anterior do istmo do úte- Citosqueleto – Conjunto de estruturas agrupa-



ro; e fixar a matriz na parede abdominal. das em feixes ou retículos que formam o ar-

Cistolitotomia – Abertura cirúrgica da bexiga cabouço da célula e dá-lhe sua forma, plasti-

urinária para extrair cálculos. cidade e mobilidade.



Cistopexia – Fixação da parede anterior da be- Citostático – Que interrompe a multiplicação das

xiga na parede abdominal acima da sínfise células.



púbica. Citotoxicidade – Capacidade de destruição das


Cistorrafia – Sutura da bexiga urinária. células: pode ser provocada pelo complemen-

Cistocóspio – Instrumento utilizado para cistos- to em presença de anticorpos dirigidos contra



copia. as células.


CITOTÓXICO CLIQUE

Citotóxico – Substância tóxica para a célula. Cleptomania – Necessidade compulsiva de



Citrobacter – Gênero de bactéria da família das furtar.



Enterobacteriaceae, habitante do tubo diges- Clidectomia – Retirada cirúrgica da clavícula.



tivo humano. Clido – Relativo à clavícula. C



Clamídia – Parasita intracelular que produz di- Clidocostal – Relativo à clavícula e às costelas.


ferentes transtornos. Há duas espécies de cla- Clidotomia – Secção cirúrgica da clavícula.



mídias, ambas patogênicas para o homem: a Climatério – Período da vida da mulher em que



Chlamidia tracomatis, que produz infecção há transição paulatina do estado reprodutivo



conjuntiva no olho, no epitélio da uretra e no ao não-reprodutivo. Os limites dessa etapa são



colo do útero, sendo responsável pela conjun- alguns anos antes da menopausa.


tivite de inclusão, pelo linfogranuloma vené- Climatologia – Estudo dos climas em relação ao



reo e tracoma; e a Chlamidia psittaci, que pode tratamento das doenças.



causar um tipo especial de pneumonia. Clindamicina – Antibiótico derivado da linco-



Clarificante – Substância empregada para tor- micina.


nar límpida uma solução. Clínico – Médico que exerce sua profissão na


Classe econômica, síndrome da – Edema de ○

cabeceira do leito de seus pacientes. Termo
membros inferiores e outras complicações das relacionado ao que concerne o ensino da prá-

longas viagens aéreas, em que a falta de lugar tica médica junto ao leito do paciente, que

impõe aos passageiros da classe econômica pode ser efetuado, ou constatado pelo médi-

uma posição sentada por um período prolon- co, sem o recurso de instrumentos ou de téc-

gado. Pode evoluir para trombose venosa dos nicas de laboratório.



membros inferiores. Clinocefalia – Deformação do crânio como um



Classificação de Landsteiner – Classificação achatamento ou encurvamento da calota, com-



dos tipos sangüíneos adotada pela Organiza- parável a forma de uma sela.

ção Mundial de Saúde-OMS. Compreeende Clinodactilia – Desvio dos quirodáctilos ou po-



os quatro tipos A, B, AB e O, além de subti- dodáctilos em direção à face dorsal, palmar,



pos. plantar ou lateral.



Claudicação – Marcha irregular que pode ter Clique – Ruído produzido por valvas do co-

inclinação assimética do corpo. Pode ser de-


ração.

corrente de estenose ou obstrução das artéri-



as de um membro.

Claudicação intermitente – Sintoma de obstru-



ção arterial crônica nas extremidades, que se


caracteriza por dor muscular decorrente de



isquemia que aparece ao caminhar, obrigando



o paciente a parar. Aumenta com a velocidade



do caminhar e a distância percorrida. Em ca-



sos avançados, a dor aparece até com o repou-


so e, predominantemente, à noite, associando-



se à isquemia crítica do membro afetado.



Claustrofobia – Medo incontrolado de ficar pre-



so em espaços restritos.

Clavícula – Osso horizontal longo na região an-


terior do tórax, cranialmente às costelas.



Cleptofobia – Receio obscessivo e mórbido de



Clavícula
cometer um roubo.


CLISTER COAGULANTE

Clister – Introdução de água ou líquido gliceri- Cloreto de sódio – Sal de cozinha.



nado no reto, pelo ânus, por meio de seringa Clorofórmio – Agente volátil que foi o primeiro



ou instrumento similar para livrar uma pessoa anestésico por inalação.



da obstipação intestinal. Cloroformização – Anestesia geral pelo cloro-



Clitoridectomia – Exérese do clitóris. fórmio.


Clitóris – Órgão do sistema genital feminino, Cloroma – Doença própria das crianças e carac-



situado anterior à vulva, entre os lábios terizada pelo desenvolvimento de nódulos lin-



maiores. fáticos esverdeados situados, normalmente, na



Clitorite – Inflamação do clitóris. superfície dos ossos planos.



Cloaca persistente – Anomalia congênita carac- Cloroníquia – Coloração esverdeada de uma


terizada quando os condutos digestivo, uriná- unha.



rio e reprodutor finalizam em uma cavidade Cloropsia – Sinônimo de Cloropia. Perturbação



comum em conseqüência da falta de forma- visual na qual os objetos parecem esverdeados.



ção do tabique urorretal durante o desenvol- Clororraquia – Presença de cloro ou cloretos


vimento fetal. no líquido cefalorraquidiano.


Cloasma – Manchas de cor castanho e bordas ○

Clortetraciclina – Antibiótico da família das te-
nítidas que aparecem em forma simétrica nas traciclinas produzido por um fungo, o Strep-

bochechas e na fronte. tomyces aureofaciens.



Clomifeno – Medicamento antiestrógeno não- Clostridium – Bactéria da família das Bacillace-


esteróide que estimula a ovulação. ae, que compreende germes gram positivos,

Clonagem – Método de engenharia genética que esporogênicos, anaeróbios estritos e, geral-



consiste na produção de um clone. A partir de mente, móveis.



um modelo único, pode ser produzido um con- Clostridium botulinum – Bacilo anaeróbio Gram

junto de numerosas cópias idênticas que pos- positivo e cujos esporos são particularmente

suem o mesmo código genético. Pode tratar- resistentes ao calor. Essa espécie bacteriana é

se de células de grande utilidade na modali- encontrada em embutidos deteriorados e nas



dade terapêutica. conservas mal preparadas. A toxina que ele



Clone – Grupo de indivíduos ou de células com secreta determina o botulismo.


o mesmo código genético, originado, por re-


Clostridium tetani – Bacilo do tétano.


produção assexuada, de um único indivíduo Clostridium welchii – Bacilo da gangrena gasosa.



ou uma única célula. Clownismo – Atitudes grotescas que se obser-



Clônica – Contração irregular e curta. vam na histeria.



Clônico – Contração muscular alternada com Coagulabilidade – Propriedade que possuem lí-

relaxamento. quidos biológicos de desencadear a cascata da



Clonorquíase – Doença parasitária decorrente coagulação.



de infestação por trematódeos da China. Coagulação – Transformação de uma substân-



Cloração – Procedimento de purificação das cia orgânica líquida em uma massa sólida ou

águas destinadas ao consumo, por meio do semi-sólida ou mole e gelatinosa por meio de

cloro líquido misturado à água. uma série de reações denominadas cascata da



Clorado – Impregnado de cloro. coagulação.



Cloralismo – Intoxicação pelo cloro. Coagulação intravascular disseminada –



Cloranfenicol – Antibiótico produzido por um Doença grave produzida pelo acúmulo exces-

fungo, o Streptomyces venezuelae, e dotado sivo de processos de coagulação e anticoagu-


de grande atividade na febre tifóide e salmo- lação simultâneos.



neloses, em infecções por bacilos. Coagulante – Substância capaz de desencadear



Cloremia – Quantidade de cloro no sangue. a cascata da coagulação.




COÁGULO CÓDEX

Coágulo – Massa esponjosa formada pela fibri- Cóccix – Conjunto de ossos da coluna vertebral,



na do sangue. Essa massa retém, em suas ma- triangular, situado sob o sacro e constituído



lhas, os glóbulos vermelhos que lhe dão colo- de 4 ou 5 ossos soldados.



ração vermelha. C



Coagulopatia – Doença caracterizada pela alte-


ração da coagulação normal.



Coalescência – União de duas ou mais partes



que se achavam separadas.



Coaltar – O mesmo que Alcatrão. Produto da



destilação do carvão de pedra ou carvão mi-


neral.



Coanas – Passagens posteriores da cavidade na-



sal que a comunicam com a parte nasal da fa-



ringe.


Coaptação – Adaptação recíproca de fragmen-

Sacro

tos de um osso fraturado. ○

Coarctação – Estenose de um conduto natural.



Coarctação da aorta – Defeito congênito cardí-



aco caracterizado por estreitamento da aorta.


Cobalamina – Sinônimo de vitamina B12; atua



Cóccix
no metabolismo e é absorvida no intestino del-

gado. Pode ser encontrada em ovos, peixes e



carne. Cóccix

Cobaltoterapia – Método utilizado no tratamen-


to do câncer, de radiações emitidas pelo co- Cóclea – Órgão localizado na orelha interna, res-

balto 60, isótopo radioativo do cobalto. ponsável pelo equilíbrio do corpo humano.

Cocaína – Alcalóide extraído das folhas de uma



planta sul-americana Erytroxylon coca , dota-


da de propriedades anestésicas locais e sim-


Canais

semicirculares
paticomiméticas.

Vestíbulo

Cocainismo – Intoxicação crônica pela cocaína.



Cocainomania – Distúrbio mental acarretado


Cóclea

pela aspiração crônica de cocaína.


Coccídia – Parasita unicelular da classe dos es-



porozoários, observado, principalmente, no fí-



gado do coelho onde ele determina lesões tanto



císticas como de aparência neoplásica. Cóclea



Coccidinia – Dor localizada no cóccix.


Coccidiomicose – Doença caracterizada por um Coclear – Referente à cóclea.



simples episódio febril de alguns dias, às ve- Cocos – Bactérias arredondadas que, de acordo

zes acompanhado de leve comprometimento com a coloração em laboratório, dividem-se



pulmonar. Essa doença é provocada por um em Gram positivas e Gram negativas.


Codeína – Um dos alcalóides do ópio com pro-


fungo, Coccidioides immitis, cujos esporos são


inalados com a poeira. priedades analgésicas.



Coccigectomia – Exérese do cóccix. Códex – Farmacopéia. Formulário oficial. Con-



Coccigeo – Relativo ao cóccix. junto de tabulas.




CÓDIGO COLCHICINA

Código genético – Conjunto das informações Colagenase – Enzima capaz de quebrar o tecido



hereditárias inscritas, como um plano deta- colágeno.



lhado, nas longas cadeias de DNA cromos- Colágeno – Uma das escleroproteínas do tecido



sômico: informações que são necessárias conjuntivo.



para realizar, durante toda a vida do indiví- Colágeno, doenças do – Conjunto de doenças com


duo, em uma ordem imutável e predetermi- aparências diferentes, essencialmente o lúpus eri-



nada, a síntese de proteínas celulares. A es- tematoso agudo disseminado, a dermatomiosite,



colha e o agenciamento dos aminoácidos a esclerodermia e a periarterite nodosa. Essas do-



que a constituem são determinados pelo enças estão todas relacionadas por uma caracte-



encadeamento rigoroso dos pares de bases rística em comum: o comprometimento difuso


nitrogenadas do DNA. do colágeno que sofre degeneração mucóide; de-



Códon – Unidade do código genético do DNA pois fibrinóide, em seguida reações alérgicas.



cromossômico que tem, sob sua dependên- Colagogo – Método ou substância que aumenta



cia, a síntese de um único aminoácido; ele é o fluxo da bile.


constituído por um grupo de 3 pares de nu- Colangiectasia – Dilatação das vias biliares.


cleotídeos do ADN. As moléculas de ARN ○

Colangiocarcinoma – Tumor maligno das vias
(RNA) compreendem os códons, formados, biliares intra-hepáticas.

cada um, de 3 nucleotídeos. Um conjunto de Colangiografia – Técnica de diagnóstico radio-



várias códons é necessário para a elaboração lógico que permite visibilizar vias biliares

de numerosos aminoácidos que formam uma principais.



proteína. Colangiograma – Radiografia do sistema biliar.



Coenzima – Grupamento protético das enzimas Colangio-jejunostomia – Operação que visa à



heteroproteínicas. É parte desprovida de es- implantação de canal biliar no jejuno. Opera-



pecificidade da enzima: participa da reação ção praticada quando os canais colédoco e


catalisada por essa enzima e é recuperada, in- hepático estão obstruídos.



tegralmente, no final da reação. Conforme o Colangioma – Variedade de tumor de fígado de-



caso, é conhecida sob o nome de cocarboxila- senvolvido a partir das células dos canalícu-

se, codesidrase ou codesidrogenase. los biliares intra-hepáticos. Pode ser de natu-


Co-fator – Substância cuja ação reforça a de um


reza benigna ou maligna.


outro princípio ativo. Colangioscopia – Exame subsidiário direto das



Cognição – Conjunto dos processos psíquicos vias biliares por meio de um endoscópio es-

que terminam pelo conhecimento. Ato de co- pecial, o coledoscópio introduzido por via re-

nhecer. trógada transpapilar, trans-hepática ou cole-


Cogumelo – Vegetal talófito, desprovido de clo- docotomia per-operatória.



rofila e de flor e que vive como parasita ou Colangite – Inflamação das vias biliares provo-

saprófito. Os cogumelos inferiores podem cada pela invasão bacteriana ou obstrução da



causar micoses, e a ingestão dos cogumelos árvore biliar decorrente da presença de um tu-

venenosos pode causar intoxicações. mor ou cálculo.


Coiloniquia – Concavidade anormal nas unhas, Colapso – Sinônimo de Síncope.



que pode ser um doença familiar, porém de- Colar – Aparelho que serve para imobilizar, par-

notada mais freqüentemente a presença de uma cialmente, a coluna vertebral.



anemia ferropriva ou doença de Raynaud. Colchicina – Alcalóide de uma liliácea, o Col-



Coito – Ato sexual. chium autumnale, utilizada no tratamento da


Cola biológica – Cola utilizada para tratar dis- crise aguda de gota e, mais recentemente, no

secções aórticas, varizes esofágicas rompidas tratamento da doença periódica e de diversas



e dilacerações miocárdicas. afecções do tecido conjuntivo.




COLE COLETORES

Cole – Prefixo que significa “bile”. Há vômitos e diarréia aquosa com deposições



Colecalciferol – Vitamina D3 anti-raquítica sin- muito freqüentes e abundantes.



tetizada na derme sob ação da irradiação ul- Cólera infantil – Diarréia de verão das crianças.



travioleta B. Colerético – Substância que estimula a secreção C



Colecistectomia – Exérese cirúrgica da vesícula de bile.


biliar. Colérico – Pessoa afetada pela cólera.



Colecistite – Inflamação da vesícula biliar. Coleriforme – Semelhante à cólera.



Colecistografia – Exame radiológico da vesícu- Colerina – Forma leve e esporádica do cólera.



la biliar após ingestão ou aplicação intraveno- Colestase – Diminuição ou parada do escoamen-



sa de um produto de contraste iodado. to da bile.


Colelitíase – Litíase biliar. Cálculos na vesícula Colesteatoma – Tumor cístico composto de cé-



ou nas vias biliares. lulas epiteliais e colesterol que se situa no



Colecistopatia – Nome das doenças da vesícula ouvido médio, de origem congênita ou secun-



biliar. dária à otite média crônica.


Colecistostomia – Formação de abertura da ve- Colesterol – Variedade de esterol presente nos


sícula biliar para o exterior. ○

tecidos e líquidos do organismo, tem origem
Colecistotomia – Incisão da vesícula biliar. mista: endógena e exógena.

Colectomia – Retirada total ou de parte do có- Colesterolemia – Quantidade de colesterol no



lon. sangue.

Colédoco – Ducto terminal da via de excreção



da bile, originado da confluência dos condu-



tos hepático comum e cístico.



Coledocoduodenostomia – Operação para for-



mação de comunicação cirúrgica entre o duc-


to colédoco e o duodeno.

Coledocoenterotomia – Operação para abertu-



ra cirúrgica do ducto colédoco ao intestino.



Coledocolitotomia – Incisão do ducto colédoco


para retirada de um cálculo.



Coledocolitotripsia – Esmagamento de um cál-



culo dentro do canal colédoco.



Coledocostomia – Abertura cirúrgica do canal



colédoco para escoamento.


Coledocotomia – Incisão do canal colédoco.



Coledoctomia – Retirada total ou de parte do



canal.

Coléico – Relativo à bile.


Colesterol

Colelitíase – Presença de cálculos na vesícula


biliar.

Colélito – Cálculo biliar. Colete – Aparelho de contenção ou suporte de



Colêmese – Vômito de bile. parte do tronco



Colemia – Presença de pigmentos biliares no Coletores – Produtos semelhantes a um preser-



sangue. vativo que se prendem no pênis e que podem


Cólera – Infecção aguda provocada pelo vírus ter utilidade nos homens com incontinência

Vibrio cholerae. O homem se contagia pela sem retenção urinária e naqueles nos quais

ingestão de água e alimentos contaminados. fracassaram outros tratamentos para incon-




COLIBACILOSE COLOBOMA

tinência. Aumentam o risco de infecção da Cólico – Referente ao cólon.



urina, mas em menor proporção do que as Coliforme – Bactéria semelhante ao colibacilo ou



sondas. Scherichia coli. Bacilo Gram negativo, de origem



Colibacilose – Infecção generalizada pelo coli- fecal, que pode contaminar a água de beber.



bacilo. Colina – Álcool nitrogenado classificado en-


Cólica – Termo aplicado em dores que têm tre as vitaminas do grupo B. Combate a in-



sede na maior parte das vísceras abdomi- filtração gordurosa do fígado nos animais



nais. submetidos a um regime muito rico em li-



Cólica biliar – O mesmo que Cólica hepática. pídeos.



Cólica de chumbo – Cólica saturnina, into- Colinérgico – Que desprende acetilcolina. Que


xicação pelo chumbo (freqüente entre os age como acetilcolina.



gráficos). Colinesterase – Enzima que hidrolisa a acetilcoli-



Cólica dos pintores – Cólica de chumbo, cólica na no sangue e nos tecidos, tornando-a inativa.



saturnina. Coliquativo – Com liqüefação.


Cólica hepática – Síndrome que compreende Colírio – Medicamento líquido que se utiliza nas


uma dor no hipocôndrio direito, irradiando- ○

infecções dos olhos e aplica-se em gotas na
se para o ombro, acompanhada de constipa- conjuntiva.

ção e vômitos, algumas vezes seguida de icte- Colite – Inflamação do cólon. A colite aguda

rícia. É decorrente da contração da vesícula é causada pela colonização infecciosa do


biliar sobre um cálculo ou um corpo estranho trato intestinal, normalmente autolimitada



do qual ela determina a migração por meio e com bom prognóstico. As colites crôni-

das vias biliares. cas costumam ser motivadas ou por um



Cólica menstrual – Dor forte durante a mens- cólon irritável ou uma doença inflamató-

truação. ria crônica e progressiva. O cólon irritável


Cólica nefrética – Síndrome que compreende caracteriza-se por aparecimento de dor ab-

uma violenta dor na região, que se irradia para dominal e episódios de diarréia, prisão de

a bexiga e a coxa, acompanhada de constipa- ventre coincidentes com o estresse emoci-



ção, vômitos e, freqüentemente, de tenesmo onal. Seu tratamento é complexo e baseia-


vesical. É decorrente da migração de um cál-


se em modificações da dieta, evitando ali-


culo ou de um corpo estranho, do rim para a mentos irritantes, e em procedimentos (in-



bexiga, por meio dos ureteres. cluindo Medicamentos) que diminuam o



Cólica saturnina – Cólica de chumbo. estresse. A doença inflamatória se carac-



Cólica uterina – Dor paroxística no útero, por teriza pela formação de abscessos no có-

ocasião da menstruação. Cólica menstrual. lon, diarréias graves com hemorragias e ul-

Cólicas do lactante – Choro excessivo, incon- cerações da mucosa intestinal, que produ-

trolável e sem causa aparente, que ocorre zem um emagrecimento, importantes do-

nos lactantes sadios com crescimento e de- res e piora do estado geral do paciente. Seu

senvolvimento normais, normalmente até os tratamento é baseado na administração de


três meses de vida. Afeta cerca de 10%-20% corticóides e outros medicamentos imu-

de todos os lactantes e pode começar a qual- nossupressores. Nesse grupo de doenças se



quer momento após o nascimento, melho- incluem as doenças de Crohn e a colite ul-

rando por volta dos três meses de idade. O cerosa.



choro pode durar mais que duas horas e ha- Colo – A parte mais estreita de um órgão.

bitualmente ocorre na mesma hora do dia, Coloboma – Malformação que consiste em uma

especialmente no entardecer. Gera grande fissura situada nas pálpebras, na íris, na co-

ansiedade tanto no bebê como nos pais. róide ou na retina. Ela pode envolver a face e


COLÓDIO COLOSTRO

estender-se, verticalmente, do lábio superior rentes aspectos e tamanhos (lisa, rugosa, etc.)



à pálpebra inferior. Malformação do cristali- na placa de cultivo.



no que consiste em entalhe periférico único Colonoscopia – Consiste em visualizar a luz do



ou múltiplo. cólon, mediante um sistema óptico. É o mé- C



Colódio – Piroxilina dissolvida em álcool e todo fundamental para diagnosticar o câncer


éter. de cólon e, na maioria das vezes, permite



Coloenterite – Enterocolite, inflamação do có- extrair uma amostra como biópsia para ser



lon e do intestino delgado. analisada.



Coloidal – Que se refere a uma substância co- Colopexia – Fixação cirúrgica do colo uterino.



lóide. Coloptose – Queda do colo uterino.


Colóide – Cola, que parece geléia. Degeneração Colorímetro – Instrumento para verificar o grau



colóide: transformação das células de tumo- de coloração de um líquido.



res malignos em um tipo de geléia. Colorrafia – Sutura do cólon.



Colóide – Estado físico-químico de não-eletró- Coloscópio – Instrumento que se introduz pelo


litos em solução. Não atravessam as membra- ânus, munido de uma lâmpada e um espelho,


nas semipermeáveis. ○

para exame do cólon.
Cólon – Intestino grosso. Começa na válvula Colostomia – Abertura cirúrgica que se faz na

ileocecal, comporta 4 partes: o cólon ascen- parede abdominal. Por meio dela, o conteúdo

dente, o transverso, o esquerdo e o sigmóide. intestinal pode sair para o exterior, em vez de

Estende-se pelo reto. seguir o trânsito habitual até o reto. Portanto,



Cólon irritável – Alteração que se caracteriza as fezes não seguem o percurso normal, mas

por períodos de contração intestinal que pro- terminam em uma bolsa de plástico que as

duz uma dor do tipo espasmódica, a qual se recolhe. Essa operação se realiza quando há

alivia com a defecação ou com os gases. As uma obstrução persistente, freqüentemente por

fezes são, em geral, duras, e a prisão de ven- tumor, para a passagem das fezes ao longo do

tre se alterna com leves diarréias. É um dos cólon.



males intestinais mais freqüentes, e, em um



grande número de casos, sua origem é do


tipo psicológica, como irritabilidade, tensão



ou neurose. Esse mal exige seu diagnóstico



diferenciado de outros processos mais gra-



ves, como a intolerância à lactose, as enfer-



midades inflamatórias intestinais e infec-


ções. Outros doentes se beneficiam de uma



dieta com agentes que aumentam o volume



fecal. Os medicamentos antidiarréicos são



úteis, às vezes, para diminuir a freqüência



das evacuações. Quando predomina a dor Colostomia


abdominal, são utilizados medicamentos an-



tiespasmódicos. Às vezes são administrados Colostro – Líquido leitoso que as glândulas ma-

tranqüilizantes ou antidepressivos suaves márias segregam dias antes e depois do parto.



para evitar a ansiedade ou depressão asso- Primeiro leite que sai dos seios, caracterizan-

ciadas. do-se por ser um líquido amarelado e claro.


Coloncentese – Punção do cólon. Trata-se de um leite muito rico em proteínas e



Colônia – Grupo de microorganismos proceden- com baixo conteúdo de gordura, sendo muito

tes do crescimento de um só germe. Tem dife- recomendado para o recém-nascido.




COLO COMA

Colo uterino – Uma das três partes anatômicas Colpoptose – Queda da vagina.



em que se pode dividir o útero ou matriz: colo, Colporrafia – Reparo cirúrgico ao redor da va-



corpo e trompas. Tem forma de funil, e por gina.



ele comunica-se a cavidade uterina com o exte- Colporragia – Hemorragia vaginal.



rior por meio da vagina. O orifício cervical se Colporréia – Leucorréia, secreção vaginal mu-


encontra normalmente coberto de muco, cuja cosa e esbranquiçada.



missão é dupla: impedir a passagem de ger- Colposcopia – Consiste em visualizar interna-



mes do exterior e facilitar a subida dos esper- mente a vagina e o colo do útero, mediante



matozóides em seu caminho para a fecunda- um sistema óptico para localizar zonas anor-



ção do óvulo. Para isso, suas características mais, como metaplasia, displasia, que neces-


mudam ao longo do ciclo menstrual. O co- sitem de biópsia para realizar um diagnóstico



nhecimento dessas modificações é a base da precoce do câncer cervical.



chamada “anticoncepção natural”. No colo



uterino, instalam-se duas importantes doen-


ças femininas: a cervicite, geralmente de trans-


missão sexual, e o câncer, diagnosticado a ○

partir de fases muito precoces com uma téc-



nica bastante simples.



Colpalgia – Dor na vagina.


Colpectomia – Ablação da vagina. Ela é, as ve-



zes, praticada para corrigir o prolapso do úte-



ro e consiste nas suturas, entre elas, das pare-



des vaginais após ablação prévia de sua mu-



cosa. A colpectomia pode ser total ou, mais


freqüentemente, subtotal.

Colpeurinter – Bolsa de borracha para dilata-



ção da vagina.

Colposcopia

Colpite – Inflamação da vagina.


Colpocele – Protuberância feita na vagina pelo


Colposcópio – Instrumento para exame visual


reto, que repousa na parede vaginal posterior da vagina.



ou pela bexiga, que repousa na parede vaginal Colpotomia – Incisão da vagina.



anterior. Coluna vertebral – Conjunto formado pelas



Colpocistocele – Hérnia da bexiga por meio da doze vértebras dorsais, sete cervicais, cinco

vagina.

lombares, o sacro e o cóccix.


Colpocistopexia – Operação para enurese (in- Colúria – Bile na urina.



continência de urina) e que consiste em ligar Colutório – Medicamento destinado a agir sobre

o colo da bexiga e a parede vaginal. as gengivas e as paredes da cavidade bucal.



Colpocitologia – Estudo das células epiteliais da Coma – Estado mórbido caracterizado por um

vagina coletadas por esfregaço.


torpor profundo com perda total ou parcial da


Colpo-histerectomia – Ablação do útero por via consciência e da vigilância, da sensibilidade



vaginal ou abdominal. e da motilidade com, salvo nas formas mais



Colpoperineoplastia – Cirurgia plástica da va- graves, conservação das funções respiratória



gina e do períneo. e circulatória.


Colpoperineorrafia – Operação reparadora em


Coma diabético – Transtorno grave que põe em


torno da vagina e do períneo. risco a vida do paciente, como complicação



Colpoplastia – Operação plástica na vagina. de um diabetes por um tratamento inadequa-




COMA COMPENSAÇÃO

do ou qualquer situação que aumente as ne- minuição do nível de consciência motivadas pelo



cessidades de insulina no paciente (infecções, déficit de insulina e pelas conseqüências de uma



cirurgia, traumatismo ou qualquer outro es- hiperglicemia mantida. Caracteriza-se por uma



tresse). A falta de insulina para metabolizar a hiperglicemia muito elevada que produz um au- C



glicose faz com que a energia seja obtida a mento da osmolaridade no sangue, mas sem ce-


partir das gorduras, produzindo-se cetose e tose. É desencadeada por doenças intercorrentes;



acidose. Os mecanismos que tentam compen- ingestão inadequada de líquidos e medicamen-



sar essa acidose no organismo produzem o es- tos; e interrupção do tratamento com insulina. É



vaziamento da reserva alcalina com perda de mais freqüente nos do tipo II. Necessita de um



sódio, cloro, potássio e água. O paciente tem tratamento urgente em hospital, já que requer a


uma eliminação urinária aumentada, uma res- reposição de líquidos e insulina.



piração profunda (respiração de Kussmaul) e Coma vigil – Coma em que, de vez em quando,



sofre uma desidratação e uma hipoxia gene- o doente delira.



ralizada. Os sintomas de alarme de um coma Comadre – Recipiente achatado que se desliza


diabético são dor de cabeça, fadiga, sede in- sob os quadris de um paciente acamado para


tensa, dor epigástrica com náuseas e vômitos, ○

recolher seus excrementos.
secura dos lábios, afundamento dos olhos e Comatose – Estado de coma.

avermelhamento facial. O tratamento urgente Comatoso – Em estado de coma.



consiste na administração de insulina junto Comedão – Lesão das glândulas sebáceas, ca-

com líquidos e eletrólitos que corrijam a aci- racterizada por uma pequena saliência es-

dose e a desidratação. Por tudo isso, o pacien- branquiçada marcada, no centro, por um pon-

te deve ser internado em um hospital. to negro. Ela situa-se, de preferência, na face



Coma hepático – Manifestação neurológica e e, especialmente, no nariz. Coexiste, orgina-



psiquiátrica da insuficiência hepática grave riamente, com outras variedades da acne e


causada por vários transtornos (cirrose, hepa- com a seborréia.



tite aguda, etc.). Deve-se ao fato de que pro- Cominutivo – Reduzido a pequenos fragmentos.

dutos tóxicos para o cérebro, endógenos ou Comissura – Ponto de junção de dois elementos

exógenos, não são neutralizados pelo fígado anatômicos análogos. Entrecruzamento de fi-

antes de passar para a circulação periférica.


bras nervosas situado sobre a linha média.


Além disso, o fígado doente não sintetiza Comissurotomia – Secção cirúrgica das comis-

substâncias imprescindíveis para a função ce- suras.



rebral. O coma hepático produz uma altera- Comoção – Abalo de um órgão por um choque

ção variável do nível de consciência (letargia, ou uma violência, que afeta uma parte afasta-

estupor e coma). Ocorrem sintomas premoni- da ou próxima. Ela abole as funções do órgão

tórios do coma hepático, apresentando o pa- de modo temporário ou permanente sem des-

ciente tremor nas mãos, alterações da perso- truir seu tecido.



nalidade, perda da memória, hiper-reflexia e Compartimental (síndrome) – Isquemia de um



hiperventilação. A evolução e o prognóstico grupo muscular dos membros, por compres-


do coma hepático depende da doença que o são em um compartimento osteoaponeuróti-



causa e das possibilidades de tratamento des- co inextensível.



sa doença. Este se realiza mediante clisteres Compatibilidade sangüínea – Relações entre os



de limpeza, restringindo as proteínas da dieta sangues de dois indivíduos, de modo que uma

e melhorando a hidratação mediante a infu- transfusão seja possível de um ou outro sem


são intravenosa de líquidos. acidente, não sendo as hemácias de um des-



Coma hiperosmolar – Complicação aguda do dia- truídas pelo plasma do outro.



betes mellitus, que ocorre com desidratação e di- Compensação – Supressão dos efeitos desagra-


COMPENSADO CONDUTOR

dáveis de uma lesão ou de um desequilíbrio coração, caracterizada pela existência de um



humoral, pelas modificações secundárias do orifício anormal entre as duas aurículas, de-



organismo que tendem a restabelecer o equi- corrente uma parada ou distúrbio do desen-



líbrio humoral, pelas modificações secundá- volvimento do septo interauricular.



rias do organismo que tendem a restabelecer Comunicação interventricular – Malformação


o equilíbrio fisiológico. do coração, caracterizada pela existência de um



Compensado – Diz-se de uma lesão cujos efei- orifício no septo interventricular, decorrente de



tos desagradáveis foram suprimidos. um defeito parcial do desenvolvimento do sep-



Complacência – Relação entre o volume de um to fibroso ou muscular; ela faz, em estado puro,



reservatório elástico e a pressão do fluido que um shunt esquerda-direita. Pode ser isolada,


ele contém. Suas variações permitem obser- comportando aspectos diversos conforme o



var as possibilidades de distensão e flexibili- calibre do orifício e o fato de ser acompanhada



dade desse reservatório. ou não de hipertensão arterial pulmonar.



Complementar – Que se une a um outro ele- Concentração iônica do plasma – Taxa no plas-


mento para formar um todo. ma sangüíneo, dos diferentes íons. Ela regula


Complemento – Sistema complexo de proteínas ○

a pressão osmótica e o equilíbio ácido-básico
presente em qualquer soro sangüíneo fresco. do plasma; é representada por um ionograma.

É destruído por uma temperatura de 55-56˚C Côndilo – Superfície articular arredondada e sa-

mantida durante meia hora. liente, que se adapta, em geral, a uma cavida-

Complexo imune – Combinação de um antíge- de glenóide.



no e de um anticorpo específico, formado lo- Condiloma – Pequeno tumor cutâneo situado no



calmente ou circulante, capaz de fixar o com- ânus ou nos órgãos genitais.



plemento. Condom – Preservativo masculino. Fina pelícu-



Complicação – Fenômeno que sobrevêm no cur- la de látex com a qual se reveste o pênis,

so de uma doença, distinta das manifestações destinada a evitar a concepção.



habituais desta e, como conseqüência, das le- Condrioma – Conjunto de formações que salpi-

sões provocadas por ela. cam o protoplasma das células. Apresenta-se



Compressa – Pedaço de gaze utilizado em cirur- sob a forma de grãos isolados ovóides ou agru-

gia, principalmente como curativo. No passa-


pados em rosários ou em bastonetes e desem-


do, pequeno rolo de fios de linho, do tamanho penham um papel muito importante na ativi-

de uma noz, destinado a absorver o pus de uma dade celular; ele é sede de reações químicas

ferida profunda. Atualmente, pequeno rolo de capazes de liberar energia e de efetuar a sínte-

gaze estéril colocado sobre uma sutura cirúr- se de proteínas.


gica quando se quer obter uma hemostasia do Condromalácia – Amolecimento das cartilagens.

tecido celular por compressão. Ele é mantido Acontece nas artroses ou após um trauma, ou

no lugar por uma série de pontos amarrados uma fase de condrite edematosa.

sobre ele. Condrossarcoma – Tumor maligno misto que



Comprimido – Preparação farmacêutica obtida apresenta, com o tecido cartilaginoso, elemen-


por compressão de um pó composto da subs- tos embrionários. Os condromas podem trans-



tância ativa e do excipiente, podendo ser re- formar-se em condrossarcomas.



vestido. Condução aberrante – Aberração ventricular,



Compulsão – Desejo irredutível sentido por al- bloqueio do ramo funcional. Trajeto anormal

guns neuropatas de cumprir ações, ritos de- da onda de excitação no músculo cardíaco, cau-

terminados para aliviar o medo angustiante do sando uma modificação do eletrocardiograma.



que poderia acontecer se não os cumprisse. Condutor – Diz-se de um indivíduo de aparên-



Comunicação interauricular – Malformação do cia sadia, porém portador, em um dos cromos-




CONFUSÃO CONVERSÃO

somos de um par, de um gene anormal reces- Contraceptivo – Que impede a fecundação ou,



sivo e capaz de transmitir, a seus filhos, o tra- de um modo geral, a gravidez. Os contra-



ço correspondente. ceptivos podem ser orais, como as pílulas,



Confusão mental – Síndrome psíquica caracte- que são compostos de esteróides sintéticos; C



rizada por uma dissolução mais ou menos e contraceptivos locais, que compreendem


completa da consciência com estado de estu- os preservativos masculinos e femininos.



por, ideação difícil e obnubilação intelectual.



Em geral, passageira e seguida de uma amné- Ovários



sia lacunar.



Conjuntiva – Mucosa fina, transparente, que re-


veste a face posterior das pálpebras e a face



Útero
anterior do bulbo ou globo ocular. Tuba uterina


DIU


Conjuntivite – Nome dado a todas as inflama-



ções da conjuntiva quaisquer que sejam suas


causas: irritação por um corpo estranho ou pela


luz forte, ou infecção microbiana. ○

Contraceptivo

Consangüíneo – Nascido do mesmo pai. Casa- Contra-indicação – Circunstância que impede



mento consangüíneo – casamento de indiví- a aplicação do tratamento que parecia, a prin-



duos mais ou menos aparentados, seja do lado cípio, adequado à doença.


do pai, ou do lado da mãe. Contralateral – Dor provocada do lado doente,



Consciência – Percepção imediata dos eventos e nos casos de ciática, em um dos pontos de

de sua própria atividade psíquica. Valleix, quando se flexiona fortemente a per-



Consciente – Conjunto das informações imedi- na sadia ou quando a ela se imprime um mo-

atamente acessíveis ao conhecimento. vimento de adução.


Consolidação – Restauração. Constituição de um Contratilidade – Propriedade vital que possu-



calo resistente no ponto de localização de uma em células e, sobretudo, a fibra muscular, de



fratura. reduzir uma ou mais de suas dimensões, efe-



Constipação – Lentificação do trânsito intesti- tuando um trabalho ativo.


nal que causa um retardo e uma rarefação da


Contratransferência – Conjunto das reações


emissão de fezes desidratadas. inconscientes do psicanalista face a seu pa-



Consulta – Exame de uma paciente ambulatori- ciente, provocadas pela transferência deste

al no consultório médico. último.



Contágio – Causa material do contágio: subs- Contratura – Contração prolongada e involun-


tâncias orgânicas como escamas, exsudatos tária de um ou vários músculos e sem lesão

que servem como vetores para os micróbios. de fibra muscular.



Transmissão de uma doença, de um doente a Contusão – Lesão produzida pela pressão ou pelo

uma pessoa saudável. choque de um corpo rombo, com ou sem dila-



Contaminação – Infecção por germes patogêni- ceração dos tegumentos.


cos, vírus ou quaisquer contaminantes. Apli- Convalescença – Período mais ou menos lon-

ca-se aos objetos e aos seres vivos. go que ocorre no final da doença e durante

Continência – Abstenção de relações sexuais. o qual se restabelece, progressivamente, o



Oclusão perfeita de um orifício. funcionamento normal dos diversos órgãos



Contração – Modificação na forma de tecidos e aparelhos.


sob influência de excitações diversas. Conversão – Transformação de um conflito psí-



Contracepção – Prevenção da fecundação ou, quico em sintomas somáticos motores ou sen-



de modo mais geral, da gravidez. sitivos duráveis.




CONVULSÃO COR

Convulsão – Contrações involuntárias e instan- como conseqüência de uma excessiva tensão



tâneas, determinando movimentos localizados nos vasos pulmonares, originada por uma al-



em um ou vários grupos musculares ou gene- teração no parênquima pulmonar ou em seu



ralizados a todo o corpo. Elas podem ser de sistema vascular. Na maioria dos pacientes que



origem cerebral ou medular, anóxica, tóxica padecem de cor pulmonale (85%), a causa é a


ou psíquica. pneumopatia obstrutiva crônica (EPOC). Em



Cooper – Prova de esforço para o esporte que conseqüência da vasoconstrição do leito vas-



consiste em percorrer, a pé, a maior distância cular pulmonar e da obstrução bronquial, ocor-



possível em 12 min. re uma diminuição do calibre dos vasos e,



Coorte – Grupo de indivíduos que, tendo em co- portanto, um aumento da resistência vascular


mum uma particularidade estatística, se pres- pulmonar. O ventrículo direito se dilata e hi-



tam a um estudo epidemiológico longitudinal. pertrofia-se numa tentativa de superar o obs-



Coprocultura – Semeadura de uma pequena táculo da passagem de sangue pelos pulmões.



quantidade de matéria fecal em meio de cul- Por sua parte, a medula óssea, para compen-


tura para identificar germes. sar a falta de oxigênio no sangue, aumenta a


Coprofagia – Ação de comer os excrementos. ○

produção de hemácias, dando lugar a uma eri-
Coprofilia – Tendência de doentes mentais em trocitose (excesso de hemácias). O aumento

se comprazerem no contato com os excre- da viscosidade do sangue agrava a hiperten-



mentos. são pulmonar e sobrecarrega ainda mais o


Coprolalia – Mania blasfematória. ventrículo direito, produzindo-se um círculo



Coprólito – Concreções formadas de materiais vicioso que piora o processo. Esse mal é a cau-

endurecidos encontrados nas fezes. sa de 25% de todas as insuficiências cardía-



Copromania – Tendência a sujar-se com excre- cas. Especialmente freqüente na população de



mentos. pacientes fumantes e bronquíticos crônicos.


Copulação – Mais particularmente, é o proces- Em crianças pequenas trata-se de um trans-



so pelo qual os elementos sexuais masculinos torno muito pouco freqüente, quase sempre

são postos em contato com os elementos se- associado a uma rara doença conhecida como

xuais femininos no interior dos órgãos geni- muscoviscidose (fibrose cística). As manifes-

tais correspondentes.

tações da cor pulmonale são tosse crônica,


Coprologia clínica – Exame detalhado das fe- dispnéia com o esforço, fadiga, arquejo e de-

zes para diagnóstico. bilidade. À medida que a infecção avança, apa-



Coprostase – Acumulação de fezes no intestino. recem outros sintomas como respiração rápi-

Cópula – Coito, congresso sexual, ato sexual. da, fadiga ao deitar-se na cama, edemas nas

Coquetel analgésico – Mistura individualizada pernas, inchaço das veias do pescoço, taqui-

de medicamentos utilizada para diminuir a dor cardia, hipotensão e pulso fraco. Os pacientes

em síndromes específicas. Informalmente, também podem ter sonolência e inconsciên-



conhece-se como coquetel lítico o composto cia passageiras. O diagnóstico definitivo des-

anestésico formado pela cloropromacina, a sa doença se dá por meio da medição da pres-


meperidina e a prometacina. Essa mistura blo- são das artérias pulmonares mediante um ca-

queia o sistema nervoso autônomo, deprime teter. Outros achados na ecografia, radiogra-

o sistema circulatório e induz a uma neuro- fia de tórax e eletrocardiograma são muito ca-

plexia. racterísticos para suspeitar do processo. O



Cor bovinum – Coração hipertrofiado, coração prognóstico costuma ser mau porque a causa

de boi. fundamental, como o EPOC, costuma ser ir-



Cor pulmonale – Transtorno cardíaco caracteri- reversível. Aconselha-se repouso em cama, ad-

zado pelo crescimento do ventrículo direito ministração de medicamentos digitálicos,




COQUELUCHE CORDITE

diuréticos, anticoagulantes e uma enérgica in- Corcunda – Também chamada giba é a eleva-



tervenção terapêutica contra a infecção respi- ção anormal das costas associada à curvatu-



ratória. Os pacientes costumam precisar de oxi- ra lateral (escoliose) ou da coluna vertebral



genoterapia com uma máscara ou cânula nasal (cifose), causada pela deformação das coste- C



de forma contínua e extrações sangüíneas oca- las, levando-as a se sobressaírem pelas cos-


sionais para tentar reduzir o hematócrito. tas. A correção da deformação das costas é



Coqueluche – Doença infecciosa epidêmica e con- possível durante a infância, realizando-se



tagiosa causada pelo bacilo de Bordet e Gengou, exercícios físicos para a conservação da po-



Bordetella pertussis. É caracterizada, no perío- sição ereta da coluna e, também, estiramen-



do de estado, por acessos de tosse espasmódica, tos das costas, porém, passado o período de


na forma de quintas, sendo estas separadas por crescimento, somente é possível sua corre-



uma inspiração longa e sibilante denominada re- ção com cirurgia.



prise. Afeta, sobretudo, as crianças. Corda vocal – Faixas de tecido elástico locali-



Coração – Órgão muscular oco cujas contrações zadas no interior da laringe e recobertas por


permitem a circulação do sangue. Situado no uma membrana denominada prega vocal.


mediastino, ele é formado por três túnicas: en- ○

Mediante seu fechamento e sua vibração se
docárdio, miocárdio e pericárdio. Comporta produz o processo da fonação.

dois átrios e dois ventrículos, direitos e esquer-



dos, separados por um septo. Pregas



















Ramos da coronária Ventrículos


Corda vocal

Coração

Cordão espermático – Cordão deferente. Conjunto



Coração artificial – Aparelho implantável des- constituído de canal deferente, artérias, veias e

tinado a substituir o coração enfraquecido seja nervos. O cordão segura o testículo no abdome.

temporária ou definitivamente. Cordão umbilical – Durante a gravidez, é o ele-



Coração de atleta – Coração aumentado de ta- mento de união entre o feto e a placenta. Pin-

manho, próprio dos atletas que treinam muito. ça-se no momento do nascimento, comprovan-

Caracteriza-se por lentas batidas (bradicardia), do-se que tem três vasos, correspondentes a

aumento da capacidade de bombeamento e um duas artérias e uma veia, já que a existência



aporte de oxigênio aos músculos do esqueleto de apenas dois vasos está associada a malfor-

superior ao normal. Não é nenhuma doença, mações congênitas. Para evitar a infecção, os

mas sim um mecanismo compensatório do cuidados do cordão começam desde esse mo-

exercício freqüente. mento e terminam quando a região está total-


Coracóide – Que se assemelha ao bico do cor- mente cicatrizada.



vo. Processo coracóide: excrescência em for- Cordialgia – Dor no coração.



ma de dedo semiflexionado, implantada na Cordiforme – Em forma de coração.



face superior do colo da escápula. Cordite – Inflamação da corda vocal.




CORDOMA CORONARIOGRAFIA

Cordoma – Tumor mais freqüentemente malig- térmico do ar que se inala, causando turbulên-



no desenvolvido a partir dos restos do corda. cias no ar ao passar pelo nariz, de forma que



Sua sintomatologia varia com seu ponto de as partículas contaminantes se projetem e fiquem



desenvolvimento craniano, vertebral ou sacro- aderidas ao muco nasal.



coccígeo. Corniculado – Que se assemelha a um corno.


Cordotomia – Secção cirúrgica dos cordões da Cornificação – Ato de ficar duro ou córneo.



medula. Corno – Qualquer excrescência córnea.



Coréia – Movimentos involuntários, bruscos, Coroa – Parte branca dos dentes que é recoberta



rápidos e irregulares, que vão de uma parte pelo esmalte e que sobressai do alvéolo.



do corpo à outra, podendo afetar uma ou várias Coróide – Membrana sita na parte posterior do


extremidades. globo ocular, funciona como uma câmara es-



Corectasia – Dilatação da pupila; midríase. cura fotográfica.



Coreiforme – Semelhante à coréia. Coroideciclite – Inflamação da coróide e do cor-



Coreoatetósico – Que participa, ao mesmo tem- po ciliar.


po, da coréia e da atetose. Coróide-retinite – Inflamação da coróide e da


Coreoplastia – Reparação plástica da pupila. ○

retina.
Coretomia – Incisão da íris. Coroidite – Inflamação da coróide ocular.

Coroíde-irite – Inflamação da coróide e da íris. Coroidose – Degeneração da coróide.



Cório – A membrana mais externa que envolve Coronal – Relativo à coroa. Sutura coronal: ar-

o ovo. ticulação do osso frontal e dos parietais.



Coriocarcinoma – Epitelioma que se desenvol- Coronariano – Que se refere aos vasos coro-

ve as custas da parte fetal da placenta, surgin- nários.



do, mais freqüentemente, depois de uma ges- Coronárias – Artérias que nascem na raiz aórti-

tação patológica (mola hidatiforme) e chegan- ca (na saída da aorta do coração) e que irri-

do, espontânea e rapidamente, à morte por he- gam o coração. São duas, direita e esquerda,

morragia, infecção ou generalização metastá- que, por sua vez, dão vários ramos às diferen-

tica. tes partes desse órgão. Sua obstrução acarreta



Coriônico – Relativa ao cório. uma diminuição de fluxo sangüíneo para o


Coriza – Rinite a vírus. Doença caracterizada por


coração podendo, assim, ocorrer de uma an-


uma obstrução nasal com corrimento, espir- gina (isquemia) a um infarto do miocárdio (ne-

ros e leve dor de garganta. crose ou morte do tecido cardíaco afetado).



Cornagem – Termo originado na medicina vete- Coronário – Que se refere aos vasos coronários

rinária para designar um silvo laríngeo forte o ou à coroa dentária.


bastante para ser ouvido à distância. Ele tra- Coronariografia – Radiografia das artérias in-

duz uma dificuldade, a princípio inspiratória, jetadas com um líquido opaco aos raios X.

da passagem do ar nas vias aéreas superiores.



Córnea – Cobertura transparente da região anterior Lente


Câmara vítrea
(Cristalino)

dos olhos, por meio da qual entra luz em seu inte-


rior. A nitidez visual depende em grande medida


Pupila

da transparência e curvatura dessa região.



Córneo – Da dureza de um chifre.



Córneo-irite – Inflamação da córnea e da íris.



Cornetos nasais – Sinônimo de conchas nasais.


Córnea Retina
São três dilatações localizados nas paredes in-

Íris

ternas das fossas nasais, que intervêm nos me-



canismos de limpeza e acondicionamento Córnea




CORONARIOPATIA CORPOS

Pode ser global, quando o produto de contras- Corpo cavernoso – Formação erétil do pênis e



te é injetado acima das válvulas aórticas, ou do clitóris. Órgãos pares e simétricos. Eles



seletiva, quando esse produto é enviado dire- unem-se e apóiam-se sobre a linha mediana.



tamente para cada uma das artérias coronárias C



cujo orifício foi cateterizado.


Coronariopatia – Doença das artérias coronárias.



Coronários (vasos) – Artérias e veias que nu-



trem o miocárdio.


Corpo cavernoso


Coronavírus – Gênero de vírus ARN monocate-



nar, com simetria helicoidal, cujo envelope


apresenta uma coroa que lembra as pétalas de


Corpo esponjoso


uma flor. Os coronavírus são os agentes das



rinites e das rinofaringites dos adultos jovens.


Uretra peniana


Coronóide – Semelhante a uma coroa.


Corpo amarelo (ou corpo lúteo) – Substância glan-


Corpo cavernoso
dular que se forma no local de onde se despren- ○

deu um óvulo e que produz a progesterona.


Corpo esponjoso – Formação erétil e mediana


do pênis embainhando a uretra, alojada na go-


Folículo Ovário

teira inferior dos corpos cavernosos e cujas


primário
Antro

extremidades dilatadas formam adiante a glan-



de e atrás o bulbo do pênis.




Ovócito



Bexiga

Óvulo
urinária

Próstata

Corpo amarelo (ou corpo lúteo)



Corpo caloso – Importante comissura transver-


Corpo

sal que une os 2 hemisférios cerebrais. Está cavernoso reto



situado no fundo da cisura inter-hemisférica, Corpo


Ducto deferente

acima dos ventrículos laterais, e comporta uma esponjoso


extremidade anterior encurvada ou joelho, um


Testículo

tronco e uma extremidade posterior dilatada.


Corpo esponjoso

Corpo caloso

Corpo estranho – Qualquer objeto ou substân-



cia normalmente presente em um órgão ou



tecido que habitualmente não o contêm, como


pó no interior dos olhos, alimento no interior



da traquéia ou uma substância nutritiva no in-



terior do sistema digestório.



Corpo lúteo – Corpo amarelo do ovário.


Cerebelo

Corpos cetônicos – Produtos de degradação das


Ponte
gorduras. São produzidos quando, no interior

Bulbo
das células, não há glicose suficiente para ser

Corpo caloso utilizada como fonte de energia; então se re-




CORPO COSTICOSTERONA

corre aos depósitos de gordura, que não são o Córtex renal – Membrana externa suave e gra-



“combustível” mais adequado. Aparecem em nulada dos rins que contém milhões de tubos



jejum prolongado e na descompensação de renais de onde são excretados, do organismo,



algumas formas de diabetes. os produtos residuais em forma de urina.



Corpo vítreo – Massa gelatinosa esbranquiçada Córtex supra-renal – Porção maior da glândula


que preenche o globo ocular, por trás do crista- supra-renal que produz mineralocorticóides,



lino e a frente da retina. andrógenos e glicocorticóides, três tipos de



Corpos mamilares – Par de relevos arredonda- hormônios essenciais para o metabolismo.



dos situados no hipotálamo perto da linha Cortical – Referente ao córtex (geralmente ao



média, diante dos pedúnculos cerebrais e pos- córtex cerebral).


terior à hipófise. Córticodependente – Que depende dos hor-



mônios corticossupra-renais. Diz-se de uma



doença que não pode ser tratada senão com a



ajuda desses hormônios ou de um indivíduo


afetado por tal doença.




Córtico-espinal – Referente ao córtex cerebral
e à medula.

Corticóides – Hormônios esteróideos produzi-


Corpo

mamilar dos no organismo pelo córtex supra-renal.


Existem dois grupos: glicocorticóides, que



participam no metabolismo de açúcares, gor-



duras e proteínas, e mineralocorticóides, que



participam na regulação da água e dos eletró-



Corpos mamilares
litos. Têm múltiplos usos, entre eles como an-

tiinflamatórios, antineoplásicos, no tratamen-



Corrente alternada – Corrente que muda a di- to de patologias hormonais e em doenças do



reção, a cada momento, para um lado e para o sistema imunológico.



oposto, pela ação de um alternador. Corticóides tópicos – Constituem o grupo de


Corrente contínua – Corrente constante na mes-


medicamentos mais úteis nas lesões de pele


ma direção. pelo seu alto poder antiinflamatório. Existe um



Corrente de lesão – Corrente elétrica produzida grande número de substâncias com diferentes

em repouso, por um músculo lesado, resultan- graus de potência e com múltiplas indicações,

te da diferença de potencial patológica existente


devendo ser utilizadas somente por indicação


entre a parte sã e a parte alterada do músculo. médica. Em geral, utilizam-se formas líqui-

Corretivo – Substância que se junta para corri- das suaves, se a lesão a ser tratada for úmida e

gir o gosto de um medicamento. exsudativa, e cremes e pomadas mais poten-



Corroborante – Medicamento fortificante. tes, se forem lesões crônicas, secas e desca-


Corrugação – Enrugamento da pele como con-


mativas. Não há nenhum problema no seu uso


sequência da contração do tecido subcutâneo intenso durante períodos curtos de tempo



subjacente. (7-10 dias). O uso prolongado e ocasional de



Corsé – Em Medicina, bandagem de gesso rígi- forma repetida pode ser contra-indicado por

do para a imobilização da coluna vertebral. seus freqüentes efeitos secundários (atrofia cu-

Córtex – Parte superficial de órgãos.


tânea, telangiectasias, acne, etc.)


Córtex cerebral – Membrana exterior do cére- Corticospinal – Relativo ao córtex e à medula



bro composta, fundamentalmente, por uma espinal.



massa cinza. Costicosterona – Um dos 11 oxicorticosteróides.




CORTICOTERAPIA COTOVELO

Corticoterapia – Emprego terapêutico dos cor- Costela cervical – Crescimento da sétima vérte-



ticóides e do ACTH. bra cervical que vai atingir a costela abaixo.



Corticotrófico – Que tem afinidade pela subs- Costela flutuante – Costela que não se prende



tância cortical da glândula supra-renal. ao osso esterno; falsa costela. São em número C



Corticotrofina – ACTH, hormônio da hipófise de cinco.


anterior, tem ação anti-reumática e antialér- Costela verdadeira – A que se prende ao osso



gica. esterno por meio de ligamentos. São sete.



Corticotrópico – Polipeptídeo secretado por um Costoclavicular – Relativo às costelas e à claví-



centro nervoso situado no hipotálamo, que cula.



chega ao lobo anterior da hipófise pelo siste- Costocondral – Relativo às costelas e às cartila-


ma porta hipofisário e regula a secreção do gens.



hormônio corticotrópico. Costoesternal – Relativo às costelas e ao ester-



Cortisol – Hormônio do córtex supra-renal. no.



Cortisona – Derivado do cortisol por ação do Costotomia – Ressecção de costelas.


fígado, atuando no metabolismo dos hidratos Costótomo – Instrumento para cortar costelas.


de carbono. A hipófise realiza sua regulação. ○

Costureiro – Músculo da coxa que ao contrair-se
Corynebacterium – Gênero das bactérias Gram faz dobrar a coxa sobre a perna como no ato de

positivas com extremidades dilatadas classifi- sentar-se; remete-se ao nome dado à posição

cadas, algumas vezes, na família das Acti- dos alfaiates e costureiros.


nomycetaceae ou, outras vezes, em uma outra Cotilédones – As partes em que se divide a pla-

família da ordem dos Actimomycetales, e que centa.



compreende as variedades anaeróbia e aeróbia. Cotilóide – Em forma de taça.



Cosmético – Medicamento para reparar ou con- Cotovelo – Na nova terminologia, criada pela Fe-

servar a beleza da pele, dos cabelos, etc. deração Internacional de Anatomia, o ter-

Cosmetologia – Estudo dos cuidados com o cor- mo cotovelo, que indicava articulação do osso

po e das técnicas destinadas a embelezar. do braço (úmero) com os do antebraço (ulna e



Costal – Relativo às costelas. rádio) passou a ser chamado Cúbito.



Costectomia – Ressecção costal.


Costela – Osso plano que, em número de 24,



compõem a caixa torácica. Estão colocadas



Úmero
doze de cada lado, e as cinco últimas denomi-

nam-se costelas falsas.





Esterno




Ulna

Rádio




Cotovelo

Vértebra
Cotovelo de tenista (epicondilite) – Inflamação

Costela

causada pela irritação do periósteo e dos ten-



dões nas projeções do osso (côndilos) do bra-



ço, na parte externa do cotovelo, ponto de in-



Costela serção dos músculos que estendem a mãos e a




COURO CRANIOSQUISE

munheca e giram o antebraço. Afeta, sobre- se diminui, aproximando-se do ângulo reto e



tudo, os tenistas, mas também pode afetar tornando-se, algumas vezes, até agudo.



qualquer pessoa que realize uma atividade Coxite – Inflamação da articulação do quadril.



prolongada, como fazer crochê, usar a cha- CPK – Creatinocinase.



ve de fenda, etc. É dolorosa, especialmen- Craniectomia – Ablação de um segmento do


te quando se contrai os músculos, e os sin- crânio.



tomas se assemelham a uma inflamação Crack – Nome comum de um derivado do



reumática. hidrocloreto de cocaína que é fumado por



Couro cabeludo – Pele que recobre a cabeça viciados.



excluindo o rosto e as orelhas. Os tratamen- Craniectomia – Operação proposta no pas-


tos das doenças do couro cabeludo se apli- sado para permitir o desenvolvimento do



cam habitualmente em forma de xampu, cérebro em caso de ossificação prematura



cremes, ungüentos ou loções. das suturas cranianas. Consistia em retirar



Couve-flor – Vegetação com brotações múltiplas, as lâminas ósseas das regiões frontoparie-


de origem venérea, situada sobre uma mucosa. tais ou, para alguns, uma grande parte da


Cow pox – Vacínia, doença dos bovinos que ○

calota craniana, que se regeneraria sob pro-
corresponde à varíola no homem. É das le- teção temporária de uma cobertura. Atual-

sões do cow pox que se extrai a linfa vací- mente, esse termo designa a remoção com-

nica para a imunização contra a varíola. pleta de uma placa óssea que pode ser re-

Cowper (glândula de) – Glândulas sitas na ure- colocada sem modificação ou mais ou me-

tra masculina, adiante da próstata. nos remodelada.



Cowperite – Inflamação da glândula de Cowper. Crânio – Parte pôstero-superior da cabeça. Sua



Coxa – Segmento proximal do membro infe- cavidade contém o encéfalo e suas membra-

rior que se estende do quadril até o joelho. nas. Suas paredes ósseas compreendem uma

calota e uma base. Os ossos do crânio são o



frontal à frente, os dois parietais e temporais



lateralmente, o occipital atrás e o etmóide e o



esfenóide embaixo.




Coxa Coxa

Crânio





Fossa

poplítea

Joelho




Coxa Crânio

Coxa valga – Diz-se de um quadril em que o ân- Cranioclasia – Esmagamento da cabeça fetal.

gulo defalocercicodiafisário é maior do que o Craniometria – Mensuração do crânio.



normal. Resulta de um alongamento do mem- Cranioplastia – Operação plástica no crânio.


bro inferior.

Crânio-raquísquise – Fenda congênita no crâ-


Coxa vara – Desvio do membro inferior em adu- nio e na raque.



ção e rotação interna, por conseqüência da fle- Craniosquise – Malformação do crânio decor-

xão do colo femoral cujo ângulo com a diáfi- rente da falta de ossificação da linha média.


CRANIOSTOSE CRESCIMENTO

Craniostose – Ossificação prematura das sutu- Creatinemia – Excesso de creatina no sangue.



ras craniais que se fecham antes ou pouco Creatinina – Substância resultante do metabo-



depois do nascimento, geralmente associada lismo da creatina, que se encontra no sangue,



a outras alterações esqueléticas. Se não se na urina e nos tecidos musculares. O nível de C



corrige de forma cirúrgica, o crescimento do creatinina no sangue dá uma idéia aproxima-


crânio será deficiente, deformando-se a ca- da do funcionamento renal (aumenta nos ca-



beça e podendo ser lesionados também os sos de insuficiência renal).



olhos e o encéfalo. Também se denomina Creatinocinase – Enzima que catalisa a reação



craniosinostose. adenosina-trifosfato + creatina adenosina di-



Craniotabes – Debilidade congênita benigna da fosfato + creatina fosfato. Ela existe apenas


zona superior e posterior do crânio em uma nas células dos músculos.



criança recém-nascida. Deve-se ao fato de que Cremação – Combustão e redução a cinzas dos



no último mês da gravidez o crescimento do cadáveres.



encéfalo se realiza de forma mais rápida do Cremáster – Músculo que suspende os testí-


que a calcificação do crânio que o cobre. Os culos.


ossos se apresentam frágeis à pressão com um ○

Crematório – Parte da câmara funerária des-
dedo. Em geral, é um transtorno que desapa- tinada à incineração dos corpos ou à cre-

rece com o crescimento normal se a criança mação.



recebe uma boa nutrição, ainda que possa per- Crenologia – Estudo das águas minerais.

sistir nas crianças com raquitismo (deficiên- Crenoterapia – Tratamento pelas águas minerais.

cia de vitamina D). Crepitação – Sinal clínico traumatológico pró-



Craniotomia – Operação que consiste em secci- prio de algumas fraturas, possível de ser per-

onar os ossos do crânio, no adulto ferido na cebido por meio da pele, apalpando a zona

cabeça ou acometido por tumor cerebral; no e tendo uma sensação de crepitação, como

teto, em casos de distocia. se a pele estalasse, sugerindo ao tato a mes-



Craniótomo – Instrumento para craniotomia. ma sensação que produz o pisar ou apertar



Craurose – Estado de secura e enrugamento. a neve. É produzida por roçamentos ósseos



Cravagem do centeio – Fungo (Claviceps pur- desencadeados ao se mobilizar a pele.


pura) que cresce sobre alimentos armaze-


Crescimento atrasado – Transtorno causado


nados e que costuma contaminar o centeio em crianças nas quais a maturação e o cres-

e outros cereais. É de interesse da saúde por- cimento estão atrasados em relação à idade

que contém alcalóides de uso farmacológi- cronológica. A velocidade do crescimento é



co médio. Entre eles está a ergotamina, er- normal ainda que sofra um atraso nas fases.

gonovina e outros derivados. Alguns deles O tamanho final costuma ser normal.

têm uma eficácia oxitócica enorme e são Crescimento escasso patológico – Transtor-

empregados por via oral ou venosa para ob- no causado em crianças com velocidade de

ter-se a contração uterina pós-parto e para crescimento anormal, o que conduz a um ta-

completar um aborto incompleto ou retar- manho final baixo. Os crescimentos baixos


dado. Outros são utilizados no tratamento patológicos correspondem a uma grande va-

da enxaqueca. O uso prolongado ou exces- riedade de crianças com alterações de dife-



sivo desses alcalóides pode provocar into- rente natureza que incluem a maioria das

xicação. doenças orgânicas crônicas (cardiopatias,



Creatina – Substância nitrogenada presente, par- doença renal, diabetes, etc.) doença celía-

ticularmente, nos músculos, nos quais sua ca, alterações cromossômicas (síndrome de

combinação com o fósforo constitui uma im- Turner), doenças ósseas, transtornos endó-

portante reserva de energia. crinos (déficit de hormônio do crescimen-




CRESCIMENTO CRIOGLOBULINEMIA

to, hipotireoidismo, excesso de corticóides). tação, isto é, depois de uma gravidez de



Também se apresenta diante de situações de duração normal. Essa criança, geralmente,



risco vital como o câncer ou a má nutrição mede 48 a 53 cm e pesa entre 2.700 e 4 kg.



extrema, na qual a natureza freia o cresci- Criança azul – Recém-nascido que apresenta,



mento para que todos os seus esforços se no momento do nascimento, uma intensa cia-


concentrem em manter o organismo vivo. nose (coloração azulada da pele por falta de



Na maioria dos transtornos patológicos do hemoglobina oxigenada), como conseqüência



crescimento, as curvas de crescimento da de uma cardiopatia congênita grave. As mais



criança estarão situadas abaixo do percentil comuns são a transposição dos grandes vasos



1, e a velocidade de crescimento estará, em e a tetralogia de Fallot. Todos esses transtor-


algum momento ou durante todo o cresci- nos devem ser corrigidos imediatamente me-



mento, abaixo do normal. diante cirurgia cardíaca.



Crescimento infantil – Entende-se como tal Cribriforme – Cheio de furos, como o raio de



não somente o aumento da estatura, mas um irrigador.


também todas as modificações nas propor- Cricóide – Cartilagem ímpar e anular da laringe


ções corporais e a maturação dos sistemas ○

situada sob a cartilagem tireóide.
ósseo, visceral, bioquímico e neuropsíqui- Cricoidectomia – Ablação da cartilagem cri-

co da criança. É um fenômeno evolutivo cóide.



que se inicia na vida intra-uterina e pro- Cricotomia – Incisão da cricóide.


longa-se até o final da adolescência. Cada Criestesia – Sensibilidade anormal ao frio.



período vital no desenvolvimento da cri- Criobiologia – Estudo do efeito das baixas tem-

ança apresenta algumas peculiaridades. peraturas sobre os seres vivos.



Existem os denominados períodos críticos Criocautério – Aparelho em forma de cautério



que correspondem a momentos de máximo que utiliza, com objetivo terapêutico, o frio

crescimento no tamanho e no número das obtido pela evaporação do CO2 sólido.



células, nos quais o organismo é muito mais Criocirurgia – Aplicação de agentes a tempera-

vulnerável se ocorre qualquer alteração. O turas inferiores às de congelamento celular



crescimento está determinado genetica- para destruir diferentes tecidos. Utiliza-se em


mente, mas é modulado por um amplo gru-


cirurgia dermatológica, oftalmológica, gine-


po de fatores. Esses fatores são nutricio- cológica e outras. As células congeladas se



nais, ambientais, endócrinos, etc. A norma- desidratam, rompem suas membranas e necro-

lidade de todos esses fatores origina o ta- sam-se. Em geral, a criocirurgia se aplica sem

manho normal determinado, geneticamen- necessidade de anestesia. É um tratamento


te, para cada indivíduo. muito comum para a eliminação de verrugas



Cretinismo – Estado do organismo caracteri- vulgares, papilomas, condilomas acuminados,



zado pela ausência quase completa das fa- queratose actínicas e outras lesões cutâneas.

culdades intelectuais; da parada do desen- Após a aplicação do produto congelador na



volvimento do corpo e, em particular dos pele, ocorre uma bolha que se elimina destru-

órgãos genitais; e da lentidão de diversas indo a lesão. A operação pode repetir-se se



funções. for necessário.



Cretino – Indivíduo afetado por cretinismo. Crioconservação – Conservação em baixa tem-



Cretinóide – Semelhante ao cretino. peratura.



Crialgesia – Dor provocada pelo frio. Crioglobulina – Crioglobulinemia.


Criança a termo – Criança que nasce ao fi- Crioglobulinemia – Presença, no plasma san-

nal da trigésima sétima semana e no início güíneo, de um ou vários tipos de gamaglobu-



da quadragésima terceira semana de ges- lina que pertencem, quase sempre, ao grupo


CRIOPATIA CRISTALINO

das IgG ou das IgM, as quais precipitam ou ca. Em outras ocorrências, a causa é um



solidificam-se pelo resfriamento e dissolvem- obstáculo no trajeto de descida, como uma



se pelo aquecimento. hérnia inguinal. O testículo que fica deti-



Criopatia – Termo que designa o conjunto das do fora de sua situação normal (testículo C



afecções provocadas pelo frio. ectópico) pode sofrer alterações importan-


Crioprecipitado – Complexo insolúvel de pro- tes. Por isso é importante detectar esse pro-



teínas formado sob influência do resfriamen- blema precocemente, estando atentos pais



to. e pediatras, visto que o tratamento antes



Crioscopia – Método utilizado em química bi- dos dois anos pode evitar essas complica-



ológica para determinar o peso molecular das ções. Se existe uma criptorquidia bilateral,


substâncias dissolvidas. Baseia-se na medida é preciso averiguar, primeiro, se existem



do ponto de congelamento de uma dissolução os testículos com o teste do hormônio go-



e comparação desse ponto com o ponto de con- nadotrofina humana (se ao injetá-lo não au-



gelamento do líquido dissolvente. mentam os níveis de testosterona, é por que


Crioterapia – Técnica de tratamento de lesões não existem os testículos). O tratamento da


cutâneas baseada na aplicação, de forma con- ○

criptorquidia deve ser feito a partir de um
trolada, de uma substância que congela as cé- ano de idade, de forma hormonal ou medi-

lulas, produzindo uma queimadura superfici- ante cirurgia. Se não tratada, o testículo que

al. O material mais utilizado é o nitrogênio fica suspenso na cavidade abdominal cor-

líquido, que congela a –160ºC, mas existem re o risco de infectar-se e existem mais pos-

outros produtos com ponto de congelamento sibilidades de infertilidade futura no por-



mais alto que são úteis para lesões benignas, tador.



como o dietermetilpropano (–60ºC). O con- Criptosporidiose – Doença infecciosa provoca-



gelamento produz um incômodo tolerável ao da por um protozoário, o Cryptosporidium.


paciente (coceira, ardor, etc.) seguido de uma Esse gênero de parasita, responsável por en-

inflamação progressiva que destrói a epider- terites observadas, a princípio, nos ovinos e

me e forma uma bolha. Quando esta cai ou é caprinos, foi identificada no homem, princi-

eliminada, ocorre a cura. palmente no curso de uma síndrome de imu-


Cripta – Pequeno saco, cavidade glandular.


nodeficiência adquirida.

Criptite – Inflamação de uma cripta. Crise – Mudança rápida que se produz no estado

Criptococcose – Doença oportunista grave provo- de um doente e, quase sempre, prenuncia a cura.

cada pelo desenvolvimento de uma levedura. A crise se manifesta por fenômenos específi-

Criptorquidia – Descida incompleta ou in- cos: queda brusca de temperatura, diurese e


correta de um ou de ambos os testículos. suores abundantes. Acidente que acontece em



Embora possa ser bilateral, o mais freqüen- estado de boa saúde aparente ou agravamento

te é que afete o testículo direito. No desen- brusco no curso de um estado crônico.



volvimento do feto, os testículos começam Crisol – Crucíbulo. Instrumento de laboratório



a formar-se dentro do abdome, de onde ini- para altas temperaturas e fusão de substâncias.

ciam a descida no sétimo ou oitavo mês da Crisoterapia – Tratamento pelos sais de ouro.

gravidez até sua posição definitiva na bol- Crista – Borda afiada de um osso.

sa escrotal. A criptorquidia afeta cerca de Cristais – Substâncias sólidas de formas geomé-



2% de todos os recém-nascidos homens, tricas definidas.



ainda que em prematuros chega próximo Cristalino – Estrutura ocular transparente fecha-

aos 10%. Embora a causa desse transtorno da em uma cápsula que a delimita formando

costume ser desconhecida, sua presença em uma espécie de lente. Situa-se entre a íris e o

irmãos ou pais sugere uma origem genéti- humor vítreo da parte posterior do olho. A elas-


CRISTALITE CRÔNICO

ticidade do cristalino permite os fenômenos ou amarelo, sob influência de diversos fato-



de acomodação e enfoque visuais. Na criança res, tóxicos ou não. Ela se distingue da dis-



e no adulto, é completamente transparente, cromatopsia, que é um defeito inato da per-



enquanto nos anciãos pode ficar mais denso e cepção de uma ou mais das cores fundamen-



tornar-se opaco, o que é conhecido como ca- tais.


tarata senil. Cromatose – Pigmentação anormal.



Cristalite – Inflamação do cristalino. Cromidrose – Distúrbio das glândulas sudorí-



Cristalização – Formação de cristais que pas- paras, sobretudo das glândulas da axila, ca-



sam pelas membranas animais e que podem racterizado pela secreção de suor corado mais



cristalizar. freqüentemente de negro ou de marrom escu-


Cristalóide – Fina membrana que envelopa o ro, porém algumas vezes em azul, amarelo ou



cristalino, composta de duas partes: anterior e vermelho.



posterior. Cromófilo – Que possui uma afinidade pelos co-



Cristalúria – Presença de cristais na urina. rantes.


Cristas de galo – Vegetações de origem vené- Cromófobo – Diz-se dos elementos figurados di-


rea, situadas na incisura balanoprepucial. ○

ficilmente coráveis.
Crítico – Que tem relação com a crise de uma Cromóforo – Grupamento químico que confere

doença. uma cor a um composto orgânico por modifi-



Cromafínico – Diz-se das células que se coram cação de seu espectro de absorção.

em castanho pelos sais de cromo. Elas con- Cromossomo – Nome dado aos bastonetes que

têm as catecolaminas. aparecem no núcleo da célula em via de di-



Cromatina – Substância basofílica disposta em visão e resultantes da segmentação do retí-



rede no núcleo celular e composta, essencial- culo sobre o qual estaria concentrada a cro-

mente, de ácido desoxirribonucléico, mas tam- matina. Sua forma varia conforme o estágio

bém de diversas proteínas. A cromatina se trans- da mitose.



forma em cromossomos na divisão celular e



constitui, então, o suporte da hereditariedade.



Cromatografia – Separação dos componentes de


uma mistura pelas suas propriedades físicas.











Cromossomo


Cromossomo sexual – Responsável pela deter-



minação genética do sexo da prole, já que leva


genes que transmitem caracteres e possíveis



alterações ligadas ao sexo. Nos humanos, exis-



tem dois cromossomos sexuais: o X e o Y.



Estes combinam-se de forma XX nas mulhe-



Cromatografia res e XY nos homens.


Cromoterapia – Aplicação terapêutica da luz co-



Cromatopsia – Visão das cores. Distúrbio ad- lorida.



quirido da visão das cores em que os objetos Crônico – Referente a uma doença ou a um trans-

aparecem tingidos de verde, azul, vermelho torno que se desenvolve lentamente e persiste


CROSSA CÚBITO

Cruento – Superfície desprovida de seu revesti-



mento que deixa sair o sangue.



Crúor – Sangue coagulado.



Crupe – Aplica-se à difteria laríngea, na qual as C



falsas membranas obstruem as vias aéreas,


provocando a asfixia.



Crupe laríngeo – Infecção viral aguda do tra-



to respiratório que afeta a crianças peque-



nas e os lactantes, geralmente entre os três



meses e os três anos de idade. Caracteriza-


se por febre, rouquidão, tosse áspera e me-



tálica, ruído durante a respiração, grau va-



riável de dif iculdade respiratória pela



obstrução da laringe. Trata-se de uma infec-


ção viral que, nos casos leves, pode ser tra-




tada no próprio domicílio, com medidas que
Cromossomo sexual diminuam o espamo dos músculos laríngeos

e fluidifiquem as secreções (vaporizadores,


durante um longo período de tempo, com


umidificadores, banho de vapor produzido


freqüência por toda a vida do paciente. ao deixar cair a água quente da ducha em

Crossa da aorta – Curvatura da aorta, onde um banheiro fechado, etc.). Em crianças de



nascem a carótida e a subclávia. pouca idade, com febre e dificuldade respi-



Crossectomia – Ressecção da crossa da safe- ratória, é necessária a internação em hospi-


na interna e de seus afluentes, preconizada


tal com administração de oxigênio e, nesse


como tratamento das varizes dos membros caso, entubação endotraqueal. Existem pos-

inferiores. sibilidades de administrar medicações de



Crosta – Camada externa, de matéria sóli- forma nebulizada para o alívio dos sinto-

da, formada pela solidif icação das secre-


mas graves.

ções.

Crural – Relativo à coxa.


Crosta láctea – Dermatite seborréica muito Crus – Em latim: perna.



freqüente em lactantes caracterizada pela Cruz Vermelha – Instituição de socorro nas guer-

formação de umas escamas grossas, gor- ras e nas calamidades. A Cruz Vermelha In-

durosas e amareladas no couro cabeludo.


ternacional foi fundada em 1863, a brasileira,


Estas são eliminadas mediante seu amole- em 1908.



cimento com óleos ou ungüentos e lavagens Cryptosporidium – Gênero de coccidas respon-



freqüentes. sável por enterites descritas, a princípio, no



Crostas – Concressões secas de cerosidade, bezerro, depois, mais recentemente, no curso


pus, sangue e detritos epidérmicos ou suas


da Aids no homem.

combinações, produzidas sobre as feridas C.T.I. – Centro de tratamento intensivo.



abertas e expostas ao exterior durante seu Cubital – Ulnar. Relativo ao cúbito ou ao ante-

tratamento. Seu aspecto e sua cor variam braço.



(finas, delicadas, amareladas ou espessas). Cúbito – Denominação antiga para o osso do


Após a cura do mal que cobrem, despren-


antebraço que se articula na extremidade


dem-se deixando uma marca de cicatriz va- próxima ao rádio e ao úmero e, em seu ex-

riável. tremo distal, com o rádio. É longo, par e



Cruciforme – Em forma de cruz. simétrico. Agora é chamado ulna.




CUBITUS CV

Cubitus valgus – Exagero da ligeira abdução que Curare – Veneno extraído de cipós da América



o antebraço apresenta normalmente. É encon- do Sul e que paralisa os nervos motores.



trado, principalmente, nas mulheres. Curativo compressivo – Curativo nas feridas que



Culdocentese – Punção do fundo de saco de Dou- sangram.



glas. Curativo frouxo – Curativo em feridas que su-


Culex – Gênero de insetos que abrange os mos- puram.



quitos. Curativo seco – Curativo feito apenas com gaze.



Cúlmen – Lóbulo superior do vérmis. Curativo úmido – Quando há aplicação de me-



Cultivo – Procedimento para conseguir o cresci- dicamentos líquidos ou úmidos.



mento de colônias de microorganismos e iden- Cureta – Instrumento cirúrgico em forma de


tificar o agente causador de uma infecção. Para colher ou pá que permite raspar e eliminar



isso, colhe-se uma pequena amostra obtida do material anômalo em um tecido ou uma su-



paciente em um ou mais meios de cultivo, já perfície. O procedimento cirúrgico realizado



que os diferentes microorganismos utilizam com a cureta é conhecido como curetagem.


nutrientes diferentes e crescem melhor ou Curetagem – Operação que consiste em raspar,


pior segundo o pH específico. Após um pe- ○

com o dedo ou com um instrumento, o interi-
ríodo de crescimento em estufa ou a tempe- or de uma cavidade natural ou acidental, re-

ratura ambiente, observa-se o crescimento de movendo os produtos mórbidos que ela pode

diferentes colônias no interior ou na superfí- conter e sua mucosa doente, se necessário.


cie do meio de cultivo. Identificados os pa- Curie – Unidade de radioatividade.



tógenos, podem-se realizar diferentes exames Cushigóide – Que se assemelha à doença de



para selecionar o melhor antibiótico para uma Cushing.



determinada infecção. Cushing – Síndrome que acomete, principalmen-



Cultura – Em Microbiologia, arte de cultivar os te, a mulher jovem, caracterizada por obesida-

microorganismos em meios artificiais. de localizada na face, no pescoço e no tronco;



Cumarina – Composto aromático bicíclico pre- hipertensão arterial; amiotrofia com astenia;

sente em diversos vegetais, utilizado em per- osteoporose; insuficiência genital; vergões púr-

fumaria e em farmácia. Alguns de seus deri- pura; hipertricose facial; às vezes hiperglice-

vados são anticoagulantes.


mia; e poliglobulia discretas.


Cumprimento terapêutico – Grau em que o paci- Cúspide – Ponta aguda e alongada.



ente segue a prescrição ordenada pelo médico, Cutâneo – Referente à pele.



seja de um medicamento, uma dieta ou uma mu- Cutícula – Epiderme. Película que se destaca da

dança de comportamento. A maior parte dos fra- pele em torno das unhas.

cassos terapêuticos é decorrente da falta de cum-


Cutícula

Unha
primento. No caso dos medicamentos, o mau cum-

primento se deve ao fato de que não se tomam



todas as doses ou tomam-se mais doses do que o



indicado, ou, também, não seguem o tratamento Panículo


Falange
de maneira contínua durante o tempo necessário.

Cutícula
Cuneiforme – Em forma de cunha. Nome dos 3

ossos da parte anterior do tarso. Os adjetivos Cuticulares (músculos) – São os músculos da



cuneiforme e esfenóide são sinônimos, mas mímica, que dão expressão à fisionomia.

eles designam estruturas anatomicamente di- Cutificação – Formação de pele.


ferentes.

Cútis – Derma.

Cura – Tratamento e, mais particularmente, tra- Cutite – Dermatite, inflamação da pele.



tamento bem-sucedido. CV – capacidade vital. Campo visual.




DACRIADENITE DEFERENTE

Dartos – Camada de fibras musculares lisas



da face interna da bolsa testicular.



Darwinismo – Teoria de Darwin ou sobre a



evolução das espécies.



Débil mental – Pessoa com diminuição da


capacidade intelectual. D



Decíduo – Temporário.



Decípara – Mulher que deu à luz dez vezes.



Declínio – Período de diminuição dos sinto-



mas e sinais de uma doença.


Decrepitude – Qualidade de decrépito, mui-



to idoso, enfraquecido e desgastado fisi-



camente.



Decúbito – Posição de quem está deitado.


Dedos em martelo – Deformidade dos dedos




dos pés, que ficam flexionados.
Dedos em baquetas de tambor – Deformi-

dade pelo engrossamento anormal da fa-



lange distal dos dedos, quando o diâme-


tro transversal da ponta do dedo é maior



do que o diâmetro da articulação entre a



segunda e terceira falanges.



Dacriadenite – Inflamação da glândula lacrimal. Defecação – Evacuação de fezes.



Dacriagogo – Substância que aumenta a secre- Deferente – Ducto (ou canal) que conecta o epi-

ção lacrimal. dídimo à uretra e permite que os espermato-



Dacriocele – Hérnia do saco lacrimal. zóides se encaminhem a ela. Estrutura que é



Dacriocistite – Infecção do saco lacrimal. seccionada e ligada na vasectomia.



Dacriocistorrinostomia – Operação para comuni-



cação entre o saco lacrimal e a cavidade do nariz.


Dacrio-hemorragia – Presença de lágrimas com



sangue.

Dacriolitíase – Presença de cálculos nos órgãos



lacrimais.


Dacriólito – Cálculo lacrimal.


Dacrioma – Tumor benigno dos órgãos lacrimais.



Dactilite – Inflamação de um dedo.



Dactilogripose – Doença em que se observa en-



curvamento dos dedos.



Dactilologia – Linguagem mímica dos deficien-


tes da fala.

Vesícula

Dactiloscopia – Exame das impressões digitais.


seminal

Daltonismo – Doença congênita da visão, em que


Próstata

há redução da percepção do verde e alguns não


percebem cor.

Dapsona – Substância com propriedade bacterio-



estática utilizada no tratamento da hanseníase. Deferente




DEFERENTECTOMIA DENTE

Deferentectomia – Exérese do canal deferente. Demente – Que ou quem apresenta demência.



Deferentite – Inflamação do ducto deferente. Louco; insensato.



Déficit de lactose – Doença causada por de- Dendritos – Extensões do corpo neuronal envol-



ficiência congênita ou adquirida de enzi- vidas na recepção dos estímulos.



mas intestinais que participam na digestão Dengue – Enfermidade causada por vírus e trans-


da lactose. mitida ao homem pela picada do mosquito



Degeneração caseosa – Caseificação. Aedes egypti.



Deglutição – Ato de deglutir. Densitometria – Exame subsidiário para deter-



Deglutir – Engolir. minar a densidade mineral dos ossos. Aplica-



Dejeção – Evacuação de fezes. se, fundamentalmente, no diagnóstico e acom-


Delírio – Transtorno psiquiátrico no qual existe panhamento de doenças ósseas.



grave alteração da percepção da realidade com



ilusões ou alucinações.



Delirium ou síndrome confusional – Deterio-


ração da função cerebral decorrente de doen-


ça aguda, normalmente originada em um lu- ○

gar fora do encéfalo. Deve ser tratado como



urgência médica.

Delirium tremens – Reação psicótica aguda,


por vezes fatal, decorrente de abstinência


Densitometria

alcoólica prolongada após longo período de



consumo. Dente do siso – Último molar.



Delivramento – Expulsão da membrana e pla- Dente ou peça dentária – Cada uma das peque-

nas estruturas duras do maxilar e da mandí-


centa após o parto.


Deltóide – Músculo do ombro, com a forma da bula que intervém na função da mastigação e

letra D. quebra dos alimentos.



Dente permanente – Qualquer dos 32 dentes que



aparecem a partir dos seis anos e duram até a


velhice.




Esmalte


Dentina








Deltóide


Dente
Demência – Alteração da função cerebral, nor-

malmente irreversível e progressiva, que per-


Osso alveolar

siste durante muito tempo e altera a persona-



lidade, o trabalho e as relações com os demais.


A causa mais freqüente é a doença de Alzhei-



mer, e os infartos cerebrais repetidos são tam-



bém importantes causas. Dente permanente




DENTIÇÃO DERMOGRAFISMO

Dentição – Conjunto de dentes. No ser humano ção da atividade, da iniciativa; e paralisação



existem duas: a primária e a definitiva. da decisão.



Depressor – Substância que reduz a atividade



funcional.



Depurativo – Substância que depura o corpo de


outras nocivas. D



Dermatite – Transtorno inflamatório da pele.



Dermatófito – Fungo parasita da pele.



Dermatologia – Ramo da Medicina que estuda



a pele e suas doenças.


Dermatoma – Tumor da pele.



Dermatomalácia – Amolecimento da pele.



Dermatotomia – Incisão na pele.



Dermatomicose – Doenças cutâneas causadas


por fungos.




Dermatoplastia – Cirurgia plástica da pele.
Dentição Dermatopolimiosite – Doença do tecido conjun-

tivo, com alterações degenerativas nos mús-


Dentina – Substância branco-amarelada de con-


culos e, freqüentemente, na pele, que pode pro-


sistência óssea do dente. duzir debilidade e atrofia muscular.



Dermatorréia – Hipersecreção das glândulas da



pele.

Dermatose – Doença da pele.


Dentina

Dermatótomo – Instrumento cirúrgico para in-


cisão da pele.

Derme – Região da pele.





Glândula sebácea
Terminação

nervosa

Terminação nervosa

Epiderme


Músculo

eretor do

pêlo

Derme





Dentina

Hipoderme

Deontologia – Tratado dos deveres e da ética.



Depilação – Extração do pêlo de forma tempo- Glândula Folículo piloso


sudoripara

rária ou permanente. Pode ser realizada antes


Derme

de alguns procedimentos cirúrgicos.


Depilado – Sem pêlos. Dérmico – Relativo à pele.



Depressão – Transtorno do humor que causa Dermografismo – Condição da pele na qual há



prostração emocional e tristeza, com diminui- estrias vermelhas e salientes.




DERMOPATIA DESMOLASE

Dermopatia – Doença da pele. Desenvolvimento psicomotor – Aquisição pro-



Dermorragia – Hemorragia da pele. gressiva de habilidades, atividades mental e



Derrame – Acúmulo de líquidos fora dos va- muscular em crianças.



sos sangüíneos em uma cavidade. Desequilíbrio – Perda da capacidade de manter



Desarticulação – Amputação realizada no pla- homeostasia ou equilíbrio do corpo.


no de uma juntura. Desfibrilação – Procedimento de urgência, de



Desbridamento – Ato cirúrgico para desbridar descarga elétrica ou química, para reversão de



uma ferida. arritmia cardíaca.



Desbridar – Retirar corpos estranhos, sujeira, Desfibrinação – Condição que leva ao desapa-



tecido necrótico para evitar infecção e facili- recimento da fibrina no sangue, que se torna


tar a cicatrização. incoagulável.



Descalcificação – Perda de sais de cálcio dos Desfrenação – Secção de nervos depressores da



ossos e dentes decorrente de má nutrição, pressão arterial ou denervação de zonas va-



má absorção ou outros fatores. sossensíveis que desencadeiam hipertensão


Descamação – Processo fisiológico pelo qual as arterial forte e durável com taquicardia.


camadas mais externas da epiderme se des- ○

Desidrase – Enzima capaz de ativar o hidrogê-
prendem. nio das moléculas orgânicas.

Descapsulização – Remoção da cápsula de um Desidratação – Desequilíbrio produzido pela



órgão. diminuição do volume de água do corpo.


Descarboxilação – Isolamento e eliminação de Deidroandrosterona – Hormônio masculi-



uma molécula de gás carbônico no curso da no extraído da urina e semelhante à an-



degradação de alimentos. drosterona.



Descerebrado – Doente com lesão cerebral. Sem Desidrogenação – Oxidação de uma substância

cérebro. por saída de hidrogênio.


Descolamento da retina – Doença decorren- Desinfecção – Técnica para livrar as mãos, o



te da separação de dois folhetos da retina, campo operatório, as paredes de uma sala,



com interposição do líquido sub-retiniano. as roupas, os tapetes e os papéis de micro-



Pode ser traumática, decorrente de um tu- organismos.


mor, de doença vascular ou de inflamação.


Desinfetante – Substância para a desinfecção.


Descompensado – Termo que se refere à fase de Deslocação – Lesão de uma articulação de-

uma doença com rompimento da homeostase. corrente da troca de lugar ou deslocamen-



Descompressão – Doença produzida pela for- to de uma das extremidades do osso.



mação de bolhas de nitrogênio nos tecidos Desmaio – Perda de forças, sentidos; desfa-

submetidos a ambiente de alta pressão. lecimento; abatimento; desânimo.



Descongestionante – Medicamento que eli- Desmame – Ação de privar uma criança do lei-

mina ou reduz a congestão nas infecções te materno para dar-lhe um outro tipo de ali-

de vias respiratórias. mento. Por analogia, privação mais ou me-



Decorticação – Procedimento cirúrgico para sepa- nos rápida do tóxico habitual em uma cura

ração, em um órgão, de seu envelope fibroso. de desintoxicação ou ação de retirada grada-



Desdobramento aórtico – Característica radio- tiva de um paciente da ventilação mecânica.



lógica anormal da crossa da aorta vista em po- Desmielinização – Processo de destruição e eli-

sição oblíqua anterior esquerda decorrente da minação da bainha de mielina de nervos ou



aterosclerose. fibras nervosas.


Desdobramento da personalidade – Coexistên- Desmolase – Enzima capaz de deslocar cadeias



cia, em um mesmo indivíduo, de dois tipos de carbonadas das moléculas, liberando grandes

comportamento. quantidades de energia.




DESMOSSOMO DIABETES

Desmossomo – Placa discóide de ligação inter- Desproporção céfalo-pélvica – Alteração obs-



celular nos tecidos epiteliais, observada ao tétrica causada por desequilíbrio entre a cabe-



microscópio de luz ou eletrônico. ça do feto e o canal do parto.



Desnaturação – Alteração de substância por Desrepressão – Inibição dos genes que, normal-



meios químicos e físicos. mente, impedem a síntese de substância no


Desnutrição – Deficiência ou falta de nutrição; corpo. D



enfraquecimento. Desrotação – Operação ortopédica destinada a



Desobliteração – Retirada de uma obstrução que corrigir a posição de membros com rotação



pode ocluir uma artéria ou veia. interna irredutível.



Desodorante – Substância que elimina ou subs- Destro – Pessoa com habilidade relacionada ao


titui odores da transpiração. dimídio direito, ou a metade direita do corpo.



Desorientação – Alteração da mente que afeta Situado à direita.



noções de tempo e espaço. Desvanecimento – Sensação de incapacidade para



Desoxirribonucléico, ácido – Abreviatura: ADN manter o equilíbrio, ou perda da consciência.


ou DNA. Molécula gigante sob forma de uma Desvio à esquerda – Designação de exame sub-


dupla cadeia espiralada formada de grupamen- ○

sidiário sangüíneo denominado leucograma,
to açúcar e fosfato alternados; as espirais das no qual se descreve predomínio de formas ima-

duas cadeias, unidas de espaço a espaço por turas dos leucócitos. Encontra-se em proces-

grupamentos de bases nitrogenadas: purínicas sos infecciosos e hemólise.


ou pirimidínicas. Essas macromoléculas cons- Deterioração cognitiva – Alteração de uma ou



tituem os cromossomos, e seus diferentes seg- mais funções mentais.



mentos formam os genes, suportes dos carac- Detrito – Resto, resíduo.



teres hereditários. Detrusor – Músculo da pelve próximo à bexiga



urinária.

Deuteranomalia – Leve anomalia da visão do


Bases nitrogenadas

verde.

Deuteranópico – Termo que designa um olho



incapaz de ver o verde.



Deuteropatia – Doença decorrente de outra.


Dextrano – Polissacarídeo obtido pela ação do



Leoconostoc mesenteroides sobre a sacarose.



É utilizado em solução aquosa como substitu-



to do plasma.

Grupos fosfóricos
Dextrina – Glicídio isômero do amido.

e pentose

Dextrocardia – Anomalias congênitas estão co-



Modelo em hélice dupla locadas em posição inversa à normal de tal



forma que as do lado direito se situam na es-



querda e as do lado esquerdo na direita.


Dextrocular – Relativo ao olho direito.


Desoxirribonucléico, ácido

Dextropédio – Que emprega preferentemente o



Despersonalização – Alteração da mente que cau- pé direito.



sa perda da identidade própria, podendo levar Dextrose – Glicose disponível em solução para

ao extremo de a pessoa não se reconhecer.


administração intravenosa. Pode-se adminis-


Descolamento prematuro da placenta – Abre- trar para corrigir hipoglicemia.



viatura: DPP. É a separação da placenta antes Dextroversão – Posição voltada para a direita.

do parto; pode ser muito grave. Diabetes – Termo que designa várias doenças


DIABÉTICO DIÁLISE

metabólicas de origem genética ou hormonal. Diaforético – Substância ou condição que pro-



Há aumento de glicose no sangue ou outras duz sudorese.



alterações danosas aos tecidos. Diafragma vaginal – Método anticonceptivo de



Diabético – Pessoa afetada pelo diabetes. barreira de uso vaginal, que consiste em um



Diabétide – Manifestação cutânea do diabetes. segmento de esfera de borracha com uma bor-


Diabetogênico – Substância que provoca o dia- da circular, formada por aro metálico.



betes. Hormônio hipofisário anterior com ação Diagnóstico – Estudo de um paciente mediante



hiperglicemiante que se opõe à da insulina. o qual se esclarece qual é a doença que pade-



Um dos hormônios pancreáticos, o glucagon, ce uma pessoa e quais suas causas; permite



com as mesmas propriedades. propor tratamento mais adequado.


Diacinese – Fase da divisão celular, mais especi- Dialisador – Dispositivo para realizar diálise.



ficamente a primeira prófase da meiose du- Diálise – Procedimento que permite trocar mo-



rante a qual os cromossomos estão fortemen- léculas dissolvidas em líquidos diferentes se-



te espiralados. parados por membrana semipermeável, utili-


Diadococinésia – Capacidade de fazer movimen- zado em diversos procedimentos para depu-


tos rápidos e alternados. A alteração dessa ca- ○

ração extra-renal.
pacidade denomina-se desdiadococinesia.

Diáfano – Que permite passar luz.



Diafiltração – Procedimento de depuração fora


do rim que utiliza a hemofiltração precedida



de diluição do sangue por solução salina fisi-



ológica.

Diáfise – Região média de um osso longo.





Epífise



Diálise



Diáfise






Tórax

Epífise


Diáfise


Diafisite – Inflamação da diáfise.



Diafragma – Músculo que separa a cavidade to-


rácica da abdominal.

Diafragmatocele – Passagem de vísceras abdomi-



nais por meio de uma abertura no diafragma. Abdome



Diaforese – Eliminação profusa de suor ocorri-



da durante a febre elevada, a realização de


exercício físico, a exposição à temperatura ex-



Diafragma
cessiva, o estresse mental e emocional.


DIÂMETRO DÍFALO

Diâmetro biparietal – Distância que existe en- taxe imperfeita, erros na pronunciação, repe-



tre as protuberâncias de ambos os ossos parie- tição e modificações fonéticas.



tais do crânio no feto. Diclonia – Mioclonia que afeta os dois mem-



Diapasão – Instrumento metálico de exame clí- bros superiores ou dois inferiores.



nico que produz som contínuo de diferentes Dicotomia – Divisão em duas metades.


tons. Utiliza-se para realizar exames de au- Dicromasia – Doença de um indivíduo dicro- D



dição. mata.



Diapedese – Processo de migração dos leucóci- Dicromata – Pessoa com olho que só vê duas



tos para fora dos capilares. das 3 cores fundamentais.



Dictioma – Variedade rara de neuroepitelioma


ciliar em criança.



Dicumarol – Derivado da cumarina que possui


Meio intravascular


ação anticoagulante.


Diapedese


Didáctilo – Pessoa que só tem dois dedos.


Dideoxicitidina – Molécula sintética que possui




propriedades anti-retroviais e proposta para o
tratamento da infecção por HIV; inibe a trans-

criptase reversa.

Dideoxiinosina – Molécula sintética que possui


Parede do capilar propriedades anti-retrovirais e proposta para



o tratamento da infecção por HIV; inibe a


Diapedese

transcriptase reversa.

Diapneusia – Pequeno nódulo conjuntivo, reco-


Dídimo – Gêmeo.

berto por mucosa normal, desenvolvido no


Dielétrico – Material não condutor de eletrici-


bordo da língua em hiato da arcada dentária dade.



na qual se aloja. Diencefalite – Inflamação do diencéfalo.



Diarréia – Aumento da quantidade de fezes ou Diencéfalo – Região posterior do prosencéfalo


da freqüência das evacuações.


que une mesencéfalo e hemisférios cerebrais.


Diartrose – Juntura que se movimenta livremente.


É composto pelo tálamo, hipotálamo e epi-


Diástole – Relaxamento do miocárdio. tálamo.



Diatermia – Energia radiante por meio de ondas. Diencefalopatia – Doença do diencéfalo.



Diastematomielia – Desdobramento da medula Diérese – Parte inicial de uma operação que sig-

espinhal abaixo da quinta vértebra lombar.


nifica cortar.

Diatermocoagulação – Coagulação por meio da Dieta – Parte da prescrição médica que indica

alta temperatura. qual tipo de aporte nutricional o paciente



Diátese – Característica física que predispõe a deve receber. Ingestão de alimentos habitu-

transtornos ou doenças. Homens apresentam ais ou aquela que se faz visando preencher

maior susceptibilidade por estarem ligados ao


necessidades específicas de um indivíduo,


gene Y. incluindo ou excluindo itens de sua alimen-



Diátese hemorrágica – Tendência a doenças da tação.



coagulação, como púrpura e hemorragias. Dietética – Estudo da higiene e terapêutica ali-



Dicefalia – Monstruosidade fetal caracterizada mentares.


pela existência de duas cabeças.


Dietoterapia – Técnica de tratamento que analisa


Dicêntrico – Cromossomo que possui dois cen- modificações que deve sofrer a alimentação.

trômeros. Dífalo – Anormalidade muito rara: presença de



Dicção infantil – Padrão de linguagem com sin- dois pênis.




DIFILOBOTRIASE DIPLÓIDE

Difilobotriase – Infecção causada por ingestão fibrina. Sua presença no plasma pode indicar



de peixe cru que contenha o Diphilobotrium, existência de trombo em via de fibrinólise.



produz incômodos abdominais leves. É mais Dinamia – Energia vital.



freqüente em países escandinavos. Dinamômetro – Instrumento de medida de força.



Difluente – Diz-se de tecidos amolecidos com


consistência quase líquida.



Difteria – Doença causada pela bactéria Cory-



nebacterium diphtheriae. O contágio ocor-



re por meio do ar, por umas pequenas gotas



que o doente expele. O período de incuba-


ção oscila entre três e sete dias. Nos casos



leves, apresenta-se uma inflamação catarral


Dinamômetro


com pouca febre; é possível que, passados



alguns dias, a supuração nasal contenha san- Dioptria – Poder de refração de uma lente na


gue. Nos casos graves, apresenta-se uma fa-

distância de 1 metro; unidade de medida do

ringite, febre alta, rouquidão e tosse. ○

poder de refração.
Difusão alveolar – Troca de gases que ocorrem Dióptrica – Estudo dos raios luminosos desvia-

entre o ar que chega ao alvéolo e o sangue dos por uma ou várias refrações.

pulmonar por meio de uma membrana, cha- Dióxido – Composto que contém dois átomos

mada membrana respiratória, formada pelas


de oxigênio.

paredes dos alvéolos e paredes capilares. Dióxido de carbono – Gás incolor e inodoro origi-

Digástrico – Músculo da cabeça que abaixa a nado pela oxidação total do carbono. No orga-

mandíbula. nismo, é produzido durante a respiração celular;



Digestão – Fenômenos físicos e químicos pe- após isso é transportado pelo sangue até os pul-

los quais passam alimentos ingeridos, para mões onde é eliminado com o ar exalado.

torná-los assimiláveis pelo organismo. Dipeptidase – Enzima secretada pela mucosa in-

Digestivo – Substância que facilita a digestão. testinal e que tem o efeito de decompor os

Digital – Medicamento derivado da planta Digi- dipeptídeos.


talis purpurea utilizado para aumentar a for-


Diplacusia – Percepção simultânea, por um ou


ça de contração do miocárdio. pelos dois ouvidos, de dois tons que diferem



Digitalismo – Intoxicação pelos digitálicos. de um terceiro.



Digitalização – Administração de digital. Diplegia – Paralisia bilateral de partes semelhan-



Diidroergotamina – Substância alfa-simpatico- tes situadas em lados opostos do corpo.


lítica derivada do ergot do centeio, emprega-


Diplococo – Bactéria em forma de coco duplo.


da no tratamento da enxaqueca. Diploe – Tecido ósseo esponjoso localizado en-



Dilaceração – Divisão abrupta e extensa de tecidos. tre duas lâminas de tecido compacto que for-

Dilacerar – Rasgar. mam os ossos do crânio.



Dilatação cervical – Diâmetro da abertura do Diplogênese – Nome genérico dado a todas as


colo uterino durante o parto, medido por exa-


monstruosidades duplas resultantes da fusão


me vaginal e expressado em centímetros. A de dois feto ou da fecundação de um único



dilatação é completa quando o diâmetro do ovo por dois espermatozóides e da formação



colo cervical mede 10 cm. de dois centros embrionários.



Diluente – Medicamento que torna as secre- Diplóico – Referente a díploe.


ções mais líquidas. Substância que dilui


Diplóide – Constituição das células, que possu-


outra. em o número normal de cromossomos 2n: 23



Dímero D – Um dos produtos de degradação da pares no homem.




DIPLOPIA DISGAMAGLOBULINEMIA

Diplopia – Visão dupla. Discoria – Alteração das pupilas.



Dipsogênico – Substância ou condição que pro- Discrasia sangüínea – Alteração de quaisquer



voca a sede. constituintes normais do sangue.



Dipsomania – Tendência incontrolável, habi- Discromatopsia – Impossibilidade de distinguir


tualmente periódica, ao consumo de líquidos


cores.


tóxicos, geralmente alcoólicos. Discromia – Anomalia da pigmentação. D



Disacromelia – Grupo de manifestações mórbi- Discronometria – Distúrbio da motilidade que afeta



das caracterizadas pela hipertofia das extre- a velocidade e a duração dos movimentos.


midades dos membros e pelas anomalias de


Disectasia – Dificuldade de abertura do colo


seu periósteo que sobrevém quase sempre no


vesical, causa mais freqüente da retenção de


curso de doenças torácicas. urina. É decorrente da lesão orgânica do colo


Disartria infantil – Alteração na articulação da


ou de distúrbios nervosos.


linguagem, com mudança na pronúncia de um


Disematopoiese – Distúrbio na formação dos


fonema por causa motora.


glóbulos sangüíneos.


Disautonomia –Alteração no funcionamento do
Disembrioma – Tumor desenvolvido a partir de

sistema nervoso autônomo. ○

fragmentos embrionários.
Disbasia – Dificuldade nos movimentos.

Disembrioplasia – Malformação de um órgão.


Discal – Referente a um disco intervertebral.


Disenteria – Infecção aguda epidêmica por in-


Discalemia – Alteração da taxa do potássio san-


güíneo. flamação e ulceração do intestino.


Disenteria amebiana – Inflamação intestinal ori-


Discartrose – Alteração degenerativa vertebral


ginada pelo parasita Entamoeba histolytica.


caracterizada por pinçamento da interlinha


discal com condensação dos platôs vertebrais Disepatoma – Cisto hepático epitelial.

adjacentes e produção de osteófitos. Disestesia – Alteração na sensibilidade.



Discectomia – Exérese de um disco intervertebral. Disfagia – Dificuldade para engolir alimentos ou


líquidos.

Discefalia – Malformação da cabeça.


Discinesia – Dificuldade na movimentação. Disfasia – Transtorno da fala.



Discite – Inflamação de um disco intervertebral. Disfibrinogenemia – Anomalia qualitativa do



Discografia – Radiografia do núcleo do disco fibrinogênio plasmático.



intervertebral. Disfonia infantil congênita – Alteração da fala


Disco intervertebral – Juntura cartilagínea lo- sem lesão neurológica conhecida.



calizada entre cada duas vértebras ao longo Disforia – Instabilidade do humor, mal-estar, an-

de toda a coluna vertebral. siedade e, às vezes, reações coléricas.



Vértebra Disfunção – Distúrbio no funcionamento de um


órgão.

Disco intervertebral Medula espinal


Disfunção erétil – Também chamada impotên-



cia. Desconformidade com o tamanho ou a



rigidez do pênis durante a ereção ou com a



duração desta.

Disfunção sexual na mulher – Dificuldade para


Disco intervertebral

chegar à excitação sexual ou para mantê-la,



Discomicose – Doença causada por um fungo que orgasmo muito rápido, dificuldade ou inca-

pertence ao gênero Discomyces e caracteriza- pacidade para chegar ao orgasmo, incapaci-



da pela produção de numerosos abcessos. dade de relaxar, falta de interesse pelo sexo,

Discondrosteose – Condrodistrofia genotípi- desagrado ou repulsão pelo sexo.



ca autossômica dominante caracterizada por Disgamaglobulinemia – Anomalia das gamaglo-



nanismo. bulinas sangüíneas.




DISGENESIA DISSECAÇÃO

Disgenesia epifisária – Anomalia de desenvolvi- Displasia – Anomalia do desenvolvimento de



mento dos núcleos de ossificação epifisária. tecidos, órgãos, que acontece antes do nasci-



Disgerminona – Tumor de ovário. mento e causa malformações ou deformações



Disgeusia – Alteração na percepção dos sabores. ou, ainda, monstruosidades.



Disglobulinemia – Anomalia do plasma sangüí- Disovaria – Distúrbio da função ovariana.


neo. Disovarismo – Disovaria.



Disgnósia – Agnosia atenuada ou temporária. Dispareunia – Dor genital repetitiva e persistente



Disgrafia – Transtorno na capacidade de escrever. associada às relações sexuais, tanto no homem



Disgranulopoiese – Anomalia de produção de quanto na mulher. Pode ser decorrente de do-



polimorfonucleares. enças ou causas psicológicas.


Disgravidia – Gestação anormal. Dispensário – Lugar onde se dá assistência a doentes



Dislalia – Dificuldade na pronúncia das palavras. com distribuição de medicamentos ou alimentos.



Dislexia – Transtorno da capacidade de leitura. Dispepsia – Sensação de mal-estar no estômago



Dislipemia – Alteração da taxa de triglicerídeos depois da refeição.


no sangue. Displasia cervical – Lesão do colo do útero que


Dislipidemia – Alteração da taxa de lipídeos to- ○

consiste em pequenas alterações das células
tais. que o recobrem habitualmente, detectada me-

Dislogia – Nome genérico de todos os distúrbios diante a citologia e que tem importância por

da linguagem causados por déficit de inteli- ser precursora do câncer de colo uterino.

gência. Dispnéia – Dificuldade na respiração.



Dismegalopsia – Incapacidade de avaliar a dis- Dispnéia paroxística noturna – Transtorno ca-



tância ou o tamanho dos objetos que parecem racterizado pelo aparecimento súbito de disp-

maiores do que são. néia, que ocorre várias horas depois de inicia-

Dismenorréia – Menstruação dolorosa. do o sono noturno na cama.


Dismetria – Incapacidade para medir corretamen- Dispnéico – Pessoa com dispnéia.



te as distâncias e controlar ação muscular ade- Disponibilidade biológica dos medicamentos



quada. – Quantidade do princípio ativo que alcança



Dismetria de membros – Existência de diferen- os receptores e a velocidade com que esse fe-

ça de medida entre duas extremidades.


nômeno acontece.

Dismetrópsia – Incapacidade de avaliar a dis- Dispositivo intra-uterino – Abreviatura: DIU.



tância e o tamanho dos objetos. Método de evitar-se uma gestação com a co-

Dismorfobia – Parte do corpo acometida por essa locação, dentro do útero, de um dispositivo.

alteração psiquiátrica que parece deformada. Disquesia – Defecação difícil e dolorosa.


A pessoa acometida se queixa para impressi- Disrafia – Distúrbio na coalescência das rafes

onar desfavoravelmente os outros. medianas ou laterais, causando malformações,



Disontogênese – Desenvolvimento defeituoso do tais como lábio leporino, úvula bífida, abóba-

indivíduo. da palatina ogival, hérnia umbilical.



Disopia – Defeito na visão. Disritmia – Distúrbio do ritmo.


Disopsia – Disopia. Dissecação – Método de pesquisa da Anatomia.



Disortografia – Dificuldade de aprendizagem Aristóteles, considerado pai da Anatomia



da ortografia. Comparativa, praticava-a em animais. Consis-



Disosmia – Perturbação do olfato. te em separar, metodicamente diferentes ór-



Disostose – Distúrbio do desenvolvimento ósseo. gãos, por camadas ou por inteiro, para estu-

Dispareunia – Dor durante o ato sexual na mulher. dá-los em suas relações e seus aspectos ma-

Dispermia – Penetração de dois espermatozói- croscópicos. Somente a dissecação metódica



des no mesmo óvulo. e dedicada leva ao conhecimento da Anato-



"
DISSECAR DOENÇA

mia, imprescindível a todos os profissionais da Diverticulectomia – Retirada cirúrgica de diver-



área da saúde e, em especial, aos cirurgiões. tículo do tubo digestivo.



Dissecar – Dividir; separar em partes. Divertículo – Cavidade patológica terminada em



Disseminado – Semeado ou espalhado por mui- fundo de saco e que se comunica com um con-



tas partes; difuso. duto natural.


Dissolução – Ato de uma substância desapare- Diverticulite – Inflamação de um ou mais diver- D



cer em outra sem perder suas propriedades. tículos que pode ocasionar uma perfuração



Dissônia – Distúrbio do sono. intestinal ou a formação de abscessos.



Dissolvente – Substância que dissolve outra. Divertículos – Pequenas dilatações saculares da



Distal – Termo utilizado para designar uma es- mucosa intestinal.


trutura afastada da raiz de um membro, por Divulsão – Separação violenta; arranco; ruptu-



exemplo, falange distal. ra; rotura.



Distensão – Estiramento traumático de um ór- Dizigoto – Gêmeos com placentas separadas,



gão. Alongamento terapêutico por tração. provenientes de dois óvulos diferentes.


Distimia – Conjunto das perturbações do humor. DNA – Ácido desoxirribonucléico, constituinte


Distoma – Verme da ordem dos Trematódeos, ○

do núcleo das células e dos genes. O modelo
parasita de numerosos mamíferos e do homem. de dupla hélice do DNA Humano foi descrito

Distocia – Parto anormal decorrente de uma ou vá- por Watson e Crick em 1953.

rias das seguintes causas: estreitamento ou obs-


trução do canal do parto; falta de ação muscular



uterina ou alterações no tamanho, na posição ou



na forma do feto.

Distopia – Anormalidade da localização de um DNA



órgão. Doador universal – Nome dado às pessoas que


Distriquíase – Presença de dois pêlos no mes-


pertencem ao grupo sangüíneo O. Podem doar


mo folículo.

sangue a pessoas de outros grupos sangüíneos.


Distrofia – Distúrbio da nutrição de um órgão Dobutamina – Betaestimulante empregado para



ou uma região. tratamento do choque.


Distrofia muscular – Grupo de doenças genéti-


Docimasia – Termo que designa as diversas provas


cas caracterizadas pela atrofia progressiva dos


às quais são submetidos os órgãos de um cadá-


músculos esqueléticos simétricos, sem que ver para determinar circunstâncias da morte.

exista uma alteração nervosa. Docimasia hidrostática – Exame do pulmão do



Distúrbio respiratório do recém-nascido – Doen- feto morto para saber se houve movimento

ça pulmonar aguda da criança recém-nascida que


respiratório ou não, isto é, se nasceu vivo ou


se caracteriza pela falta de ventilação nos alvéo- morto.



los, pelos pulmões não-elásticos, pela freqüência Doença – Alteração do estado de saúde; muitas

respiratória maior do que 60 respirações por mi- vezes se manifesta por sintomas e sinais.

nuto, pelos batimentos das asas do nariz, pela re- Doença azul – Cianose. Mistura do sangue rico

tração intercostal e pelo edema periférico.


em oxigênio com o pobre em oxigênio.


Disúria – Dificuldade ao urinar. Doença celíaca – Doença crônica causada por



Ditócia – Parto duplo. uma intolerância permanente ao glúten.



Diurese – Eliminação urinária. Doença congênita – Doença com a qual se nas-



Diurético –Medicamento destinado a aumentar ceu; doença hereditária ou adquirida durante


a diurese. os três primeiros meses da vida intra-uterina.



Diuturno – Durante a noite e o dia. Doença contagiosa – Transmissível por contá-



Divergente – Mudança em direção diferente. gio direto.




DOENÇA DOENÇAS

Doença da membrana hialina – Caracteriza-se Doença endêmica – Quando existe um risco es-



por ser uma insuficiência respiratória que apa- pecífico e alto de contrair a doença pelo fato



rece no recém-nascido imaturo, por déficit de de viver-se num determinado lugar.



substância sulfactante. Doença familiar – Doença que acomete, sem



Doença de Addison – Doença decorrente de fa- mudar de forma, vários membros de uma mes-


lha na glândula supra-renal. ma família, e cujo caráter genético não é con-



Doença de carência – Doença decorrente de falta firmado.



de substâncias, indispensáveis à nutrição. Doença funcional – Doença sem lesão orgânica.



Doença de Chagas ou tripanossomíase america- Doença granulomatosa crônica – Doença he-



na – Doença causada pelo Trypanosoma cruzi. reditária, associada a infecções de repetição,


Doença de Ébola – Doença pouco freqüente cau- com formação de granulomas generalizados



sada pelo vírus Ébola, cujos últimos casos na pele, nos pulmões e nos gânglios.



foram notificados na África em 1996, tendo Doença idiopática – Doença sem causa conhecida.



reaparecido alguns casos em 2001 e 2002. Doença industrial – Doença profissional, que


Produz um quadro grave com uma mortalida- aparece em conseqüência da ocupação habi-


de de 50% a 80%. Não existe tratamento es- ○

tual dos pacientes, como, por exemplo, a pneu-
pecífico nem vacinação. moconiose dos mineiros, etc.

Doença de Parkinson – Transtorno degenerati- Doença infecciosa – Doença transmissível.



vo do sistema nervoso central, decorrente de Doença inflamatória intestinal – Dois tipos de


perda progressiva dos neurônios do tronco do doenças que produzem inflamação crônica do

encéfalo. intestino: colite ulcerosa e doença de Crohn.



Doença de Wilson – Doença congênita, na qual se Doença mitral – Insuficiência da válvula mitral.

produz uma alteração do metabolismo do cobre Doença orgânica – Doença com lesão manifesta.

com acúmulo desse metal no organismo, em es- Doença inflamatória pélvica – Infecção de ór-

pecial no fígado e no sistema nervoso. gãos pélvicos decorrente da subida de bacté-



Doença do Legionário – Pneumonia aguda cau- rias procedentes da vagina e do colo uterino.

sada pela bactéria Legionella pneumofila. Doença pilonidal – Aparecimento de uma cavi-

Caracteriza-se por um início similar ao da gri- dade situada na região sacrococcígea que con-

pe, e desenvolve-se um quadro respiratório


tém pêlos e restos de pele e comunica-se com


com tosse seca e dor pleural. a pele mediante uma fístula. A complicação

Doença do sono ou tripanossomíase africana – mais habitual é a infecção.



Doença tropical causada pelo Trypanosoma gam- Doença pulmonar obstrutiva crônica – Altera-

biense e transmitida ao homem pela picada da ção pulmonar cuja característica fundamental

mosca tsé-tsé. Predomina na faixa subsaariana. é a redução do fluxo do ar que pode ser expul-

Os sintomas mais típicos são a tendência ao sono so em expiração máxima. Doença crônica, de

durante o dia e insônia noturna junto com mu- evolução lenta e progressiva até a insuficiên-

danças na personalidade e no comportamento. cia respiratória



Doença do soro – Reação alérgica que costuma acon- Doença secundária – Doença decorrente de outra.

tecer após uma semana ou mais da administração Doença venérea – Doença infecciosa contraída

de soro estranho ou medicamentos. Caracteriza- por meio de relações sexuais.



se por febre, dores articulares, erupção cutânea e Doenças auto-imunes – Doenças causadas quan-

inflamação ganglionar. O tipo de reação envolvi- do o organismo fabrica anticorpos contra suas

da é de hipersensibilidade do tipo III e do tipo I. substâncias próprias, pois as reconhece como


Normalmente, é de curso autolimitado e só re- estranhas e que atacam os tecidos.



quer tratamento para aliviar os sintomas. Doenças sexualmente transmissíveis – Doenças



Doença dos papagaios – Psitacose. contagiosas contraídas em relações sexuais.




DOENÇAS DURA#MÁTER

Doenças exantemáticas – Doenças infecciosas Drágea – Pílula ou comprimido revestido de ver-



infantis, caracterizadas por produzir algum niz e açúcar.



tipo de erupção cutânea ou mucosa como sa- Drástico – Purgativo irritante e violento.



rampo, rubéola e escarlatina. Drenagem – Procedimento para retirada de lí-



Dolente – Que dói. quidos de uma cavidade corporal ou de ferida


Dolicocefalia – Forma do crânio quando ele é por diferentes métodos. D



alongado da frente para trás. Dreno – Tubo de metal, borracha, vidro ou fios



Dolicocolia – Alongamento de um segmento do có- para assegurar a saída de líquidos de uma ca-



lon que pode ser acompanhado de aumento de vidade ou ferida.



calibre. Droga – Substância natural ou sintética com ca-


Dolicomegalia – Alongamento e dilatação de um pacidade para alterar funções mentais, produ-



vaso ou uma parte do tubo digestivo. zindo modificações da percepção, orientação



Dolicopélvico – Pessoa com a pelve anormalmen- e consciência.



te longa. Ducha – Jato de água para irrigar o corpo, ou


Dopamina – Neurotransmissor distribuído am- parte dele, ou uma cavidade.


plamente por todo o organismo, que partici- ○

Ducto biliar – Conjunto de vias que conduzem
pa no controle da postura e do movimento a bile formada no fígado ao duodeno, no in-

voluntário. Sua falta produz a doença de Pa- testino delgado.



rkinson, um problema degenerativo próprio


da idade avançada, caracterizada por imobi-


Ductos

lidade, rigidez e tremores.


biliares

Doppler – Efeito físico utilizado em exames sub-



sidiários para estudo da circulação sangüínea



por meio de uma sonda emissora de ultra-som.


Dor – Sensação decorrente de estimulação dos



terminais sensitivos de algum órgão ou tecido



por processo patológico.


Ducto biliar

Dor referida – Dor sentida em uma localização


diferente daquela da lesão que a produz.


Duodenectomia – Ressecção cirúrgica parcial.


Dor torácica – Sintoma físico que exige uma ava- Duodenite – Inflamação do duodeno.

liação médica imediata já que pode ser decor- Duodeno – Constitui a primeira parte do intesti-

rente de uma doença cardíaca grave, como a no delgado, fundamental para uma digestão efi-

angina de peito, o infarto de miocárdio ou a pe- caz dos alimentos. Tubo de uns 25cm de com-

ricardite, ou de uma doença pulmonar, como


primento, continuação do estômago, com for-


pneumonia, embolia ou infarto pulmonar. mato de ferradura e curvado ao redor da cabe-



Dorso – Região posterior do tronco. ça do pâncreas, onde desembocam ductos com



Dosagem – Ação de dosar. secreções, a vesícula biliar e o pâncreas.



Dose – Quantidade de um remédio ou de outra Duodenocolecistotomia – Abertura de comuni-


substância que se administra de uma só vez.


cação entre duodeno e vesícula biliar.


A dosagem de um medicamento é o regime Duodenojejunostomia – Operação que consiste em



que determina a quantidade, a freqüência e o colocar em comunicação o duodeno e o jejuno.



número de doses do agente terapêutico que Duodenotomia – Incisão do duodeno.



deve administrar-se ao paciente. Duplo cego – Termo que designa método de in-

Dose letal – Dose que causa morte.


vestigação experimental.

Dose máxima – Dose máxima de medicamento Dura-máter – A membrana mais externa das me-

que pode ser administrada com segurança. ninges; envoltórios do sistema nervoso central.


EBURNAÇÃO ECTÓPICO

Ecolalia – Repetição automática de frases ou



palavras de outra pessoa.



Econdroma – Nome dado às saliências forma-



das nas articulações, nas costelas e na laringe



pela proliferação do tecido cartilaginoso.


Ecstasy – Termo popular que designa uma anfe-



tamina, a 3,4 metileno-dioxi-metanfetamina,



droga alucinógena, hepatotóxica e extrema-



mente perigosa.



Ectasia – Dilatação de um órgão ou vaso.


Ectasia vascular antral – Doença rara observa-



da na mulher após os 70 anos, caracterizada



por um aspecto fibroscópico elevado e erite-



matoso das pregas do antro gástrico conver-


gindo para o piloro.




Ectima – Erupção pustulosa produzida por bac-
térias piogênicas.

Ectoantígeno – Antígeno situado no exterior da



bactéria.

Ectoderme – Folheto externo do blastoderma que



formará o revestimento cutâneo e os órgãos



dos sentidos por um lado, e o sistema nervoso



Eburnação – Aumento da densidade de um osso, central e os nervos periféricos, por outro.



do qual uma parte mais ou menos extensa tor-


na-se compacta como o marfim.



Eclâmpsia – Em Obstetrícia, forma convulsiva



de toxemia gravídica, podendo ou não termi-



nar em coma ou, até mesmo, em morte, e cuja



tríade sintomática é constituída de edema, hi-


pertensão e proteinúria.

Ecocardiografia – Exame subsidiário que cons-



ta de exploração do coração, por meio da ul-



tra-sonografia.

Ecografia – Exame subsidiário que consta de


exploração de órgãos ou regiões do corpo, por



meio de ultra-som.

Ectoderme


Ectoenzima – Enzima intermembranal que age



no exterior da célula.

Ectoparasita – Parasita externo.



Ectopia – Posição anormal.



Ectópico – Órgão que não está no lugar correto



ou normal; qualquer órgão que está fora de



sua localização por um defeito do desenvolvi-


mento embrionário ou, no caso da gestação,



Ecografia por desenvolver-se fora do útero.




ECTRODACTILIA ELEFANTÍASE

Ectrodactilia – Ausência congênita de um ou Efélides – Sardas.



vários dedos. Efêmero – Passageiro.



Ectrogenia – Ausência congênita de um órgão Eferente – Aquilo que se afasta ou sai de um



ou uma parte do corpo. órgão.



Ectrópio – Reviramento da borda palpebral para Efervescência – Liberação de gás com forma-


fora, pode ser no colo uterino ou em outros ção de bolhas.



órgãos. Eficácia vacinal – Grau de proteção contra uma



Ectroqueira – Ausência congênita total da mão, determinada infecção conferido pela vacina. E



ou de parte dela. Efidrose – Distúrbio da sudorese, caracterizado



Eczema – Reação de intolerância cutânea por por aumento dessa secreção em um ponto lo-


diferentes agentes exógenos agressivos e calizado do corpo.



outros fatores endógenos. Eflorescência – Erupção da pele.



Eflúvio – Queda excessiva dos cabelos.



Efusão – Derrame; extravasamento.


Egocêntrico – Em Psiquiatria, diz respeito à pes-




soa que considera o próprio “eu” como cen-
tro, objeto e norma de todas as experiências e

não levam em conta as necessidades, as idéias,


Eczema

as atitudes ou o interesse dos demais.


Eczema Egofonia – Voz caprina, fanhosa e trêmula.



Eczema marginado – Infecção da pele por fun- Ejaculação – Eliminação do esperma.



gos causada pelo Tinea cruris, que se caracte- Ejaculação precoce – Incapacidade para contro-

riza pela formação de lesões eritematosas e in- lar, constantemente, o reflexo ejaculatório.

flamatórias nas dobras da pele dos músculos. Ejaculação retrógrada – Transtorno no qual a

válvula da base da bexiga urinária não se fe-


Eczema na zona da fralda – Irritação cutânea


infantil causada pelo contato das fezes e da cha durante a ejaculação, e esta é emitida para

urina com a pele e pela oclusão decorrente da trás e para dentro da bexiga.

fralda. Elastina – Uma das escleroproteínas do tecido



Edema – Infiltração serosa de diversos tecidos conjuntivo constituindo suas fibras elásticas.

e, particularmente, do tecido conjuntivo do re- Elastoma – Tumor cutâneo formado pelo acú-

vestimento cutâneo ou mucoso. mulo de elastina.



Edematoso – Pessoa portadora de edema. Elastose – Aumento do tecido elástico na pele.



Édipo (complexo de) – Em Psiquiatria, atração amo- Elefantíase – Aumento considerável do volume

de um membro ou de uma parte do corpo, cau-


rosa pela mãe e hostilidade em relação ao pai.


Edulcorante – Adoçante, que adoça. sado pela filariose.



Efetor nervoso – Órgão encarregado de execu-



tar as respostas que elaboram os centros ner-



vosos após receber as informações dos recep-



tores nervosos.

Efedrina – Alcalóide da planta Ephedra vulga-



ris e de ação semelhante à da adrenalina ou



epinefrina: estimulante do sistema nervoso



central.

Efeito secundário de medicamentos – Reação


indesejável ou nociva do medicamento quan-



do administrado em doses normais.


Elefantíase


ELETROCARDIOGRAFIA ELETROPUNTURA

Eletrocardiografia – Exame subsidiário que se Eletroencefalograma – Representação gráfica



utiliza da aplicação de método gráfico para o da atividade elétrica cerebral.



estudo das correntes elétricas que acompa-



nham as contrações cardíacas.



Eletrocardiograma – Método diagnóstico de dis-


túrbios do coração.

















Eletrocardiograma



Eletrocautério – Instrumento aquecido por ele- ○

Eletroencefalograma

tricidade que se usa para a destruição por ca-



lor dos tecidos, como a eliminação de verru- Eletroforese – Exame subsidiário de transporte

gas ou tumorações superficiais cutâneas. em direção aos eletrodos de partículas eletri-


camente carregadas, em solução ou em sus-


Eletrochoque ou terapia eletroconvulsiva –


Técnica terapêutica psiquiátrica que utiliza pensão em um líquido.



corrente elétrica sobre a cabeça para produzir



uma convulsão.

Eletrocirurgia – Cirurgia baseada no uso de ins-


trumentos elétricos que funcionam com cor-



rentes de alta freqüência. Os tipos específicos



de eletrocirurgia são: a eletrocoagulação e a



eletrodissecação.

Eletrocoagulação – Método de eletroterapia que


utiliza forte calor desenvolvido em um tecido



e circunvizinhanças de eletrodo puntiforme,



quando por ele se faz passar uma corrente al-


Eletroforese

ternada de alta freqüência, sendo o outro ele-



trodo bem grande. Eletrólise – Decomposição química produzida


Eletrocução – Morte pela eletricidade. pela passagem da corrente elétrica por meio

Eletrodiagnóstico – Todos os exames de diag- do composto.



nóstico que estudam diferentes atividades elé- Eletrolítico – Referente à eletrólise.



tricas normais ou anormais do organismo. A Eletrólito – Substância capaz de dissociar-se em



maioria se baseia no emprego de aparelhos íons quando é colocada em solução.


que, por meio de sensores específicos coloca- Eletroneuromiografia – Registro das correntes

dos em contato com o paciente, produzem um elétricas que acompanham a atividade mus-

registro gráfico da atividade elétrica em uma cular, com a ajuda de eletrodos que detectam

tela ou uma tira de papel. em repouso ou em caso de atividade muscular



Eletrodo – Instrumento com uma ponta ou su- espontânea.


perfície pela qual descarrega eletricidade para Eletropuntura – Passagem da corrente elétrica

o corpo do paciente. em agulhas introduzidas no organismo.




ELETRORETINOGRAMA EMPROSTÓTONO

Eletroretinograma – Registro gráfico da ativi- feto morto, com ajuda de instrumento deno-



dade elétrica da retina. minado embriótomo.



Eletroterapia – Técnica de reabilitação baseada nos Embrocação – Aplicação de um medicamento



efeitos da corrente elétrica e do calor no corpo. por meio de fricção.



Eletrotropismo – Propriedade do protoplasma Emenagogo – Substância que estimula a mens-


de ser excitado ou colocado em repouso pela truação. Sinônimo de Emenogênico.



eletricidade. Emenologia – Estudo da menstruação.



Eliminação – Expulsão de substâncias indeseja- Emese – Ato de vomitar. E



das ou resíduos do corpo. Emético – Medicamento que produz vômito.



Elixir – Preparação farmacêutica constituída de Emetina – Alcalóide extraído da ipecacuanha,


álcool, água, açúcar e essência. utilizado como medicamento e poderoso emé-



Elongação – Alongamento traumático de um tico.



órgão. Estiramento terapêutico por tração. Emetismo – Intoxicação pela emetina.



Emasculação – Castração no homem. Amputa- Emetocartártico – Vomitivo e purgativo.


ção do pênis e retirada dos testículos. Emetocatarse – Ocorrência de vômito simulta-


Embolectomia – Em Cirurgia Vascular, a remo- ○

neamente à evacuação intestinal.
ção cirúrgica de um trombo de dentro do vaso Emetropia – Refração normal do olho.

sangüíneo. Emétropo – Pessoa com refração normal.



Embolia – Oclusão de um vaso sangüíneo por Emissão – Expulsão de líquidos ou de gases do


um coágulo sangüíneo. Também pode ser for- corpo.



mado por tecido gorduroso, elementos calcá- Emoção – Resposta do corpo a sensações.

rios procedentes de um vaso sangüíneo e pe- Emolientes – Substâncias que relaxam e amole-

quenas bolhas de ar. É ocorrência grave que cem tecidos inflamados.



deve ser tratada com urgência. Emotividade – Capacidade de cada indivíduo


Êmbolo – Fragmento de placa de ateroma ou para reagir mais ou menos intensamente a



coágulo na corrente sangüínea. Parte poste- impressões percebidas.



rior de uma seringa. Empiema – Coleção purulenta situada em cavi-



Embrião – Produto da fecundação durante os três dade natural.


primeiros meses; a partir do 4º mês denomi-


Empírico – Método baseado na prática médica


na-se feto. diária. Diz-se de conhecimento que provém, sob



perspectivas diversas, da experiência racional.



Empirismo – Doutrina ou atitude que admi-



te, quanto à origem do conhecimento, que


este provenha unicamente da experiência,



seja negando a existência de princípios pu-



ramente racionais, seja negando que tais



Embrião princípios possam, independentemente da



Embriogênese – Desenvolvimento do embrião. experiência, levar ao conhecimento da ver-


dade. Opõe-se ao racionalismo. Certo tipo


Embriologia – Ramo da Morfologia que estuda


de charlatanismo.

o desenvolvimento desde a fecundação.


Emplastro – Técnica para uso externo; ligeira-


Embriopatia – Malformações decorrentes de


ações exercidas sobre o produto da concep- mente amolecido no calor brando e que se tor-

ção durante o período embrionário da vida na, então, aderente.


Emprostótono – Espasmo muscular com con-


intra-uterina.

trações tônicas, em que o corpo se encurva


Embriotomia – Todas as operações que consis-


para frente.

tem em esmagar ou retalhar a cabeça de um



EMULSÃO ENDOMETRIAL

Emulsão – Líquido de aparência leitosa que traz, Endarectomia – Em Cirurgia Vascular, técnica



em suspensão, uma substância gordurosa fi- praticada nos casos de oclusão ou estenose de



namente dividida. uma artéria, para restabelecer a permeabili-



Emulsionante – Substância que se mistura às dade do vaso.



gorduras. Endarterite – Inflamação da túnica interna de


Enantema – Manchas vermelhas mais ou me- uma artéria. Pode coexistir com inflamação



nos extensas, observadas nas mucosas. das outras túnicas.



Encefalite – Inflamação dos hemisférios cere- Endemia – Doença transmissível que existe em



brais, do cerebelo e do tronco encefálico. grande número, em uma determinada região.



Deve-se à doença viral em outra região do or- Endêmico – Relacionado a uma endemia.


ganismo ou à invasão direta de um microor- Endoaminoscopia – Exame visual do feto in



ganismo. utero por meio de um fibroscópio introduzi-



Encéfalo – Parte do sistema nervoso central que está do no útero após laparotomia.



situado dentro do crânio e é composto pelo cére- Endocárdico – Referente ao endocárdio, cama-


bro, cerebelo, protuberância e bulbo espinhal. da interna do coração.


Encefalorrafia – Malformação caracterizada por ○

Endocárdio – Camada interna das cavidades
um defeito de fechamento da parte do tubo cardíacas, a qual é formada por uma só cama-

neural correspondente ao encéfalo. da de células e está em contato direto com o



Encefalocele – Ectopia, na face externa do crâ- sangue que o coração bombeia.


nio, de uma parte do cérebro ou de suas mem- Endocardite – Inflamação do endocárdio.



branas. Endocavitário – Situado no interior de uma ca-



Encefalografia – Exame subsidiário para explo- vidade.



ração radiográfica do encéfalo. Endocervicite – Inflamação da mucosa do canal



Encefalomalácia – Amolecimento cerebral. cervical uterino.


Encefalomeningite – Inflamação do encéfalo e Endocitose – Penetração, no interior do fagóci-



das meninges. to, de partículas estranhas: fragmentos celu-



Encefalomielite – Inflamação do neuroeixo que lares, hemácias alteradas e bactérias.



se manifesta por cefaléia; rigidez da nuca e Endocolpite – Inflamação da mucosa vaginal.


distúrbios visuais, psíquicos e motores, obser-


Endócrino – Glândula de secreção interna que


vados, algumas vezes, no decurso de febres lança seu produto diretamente no sangue.

eruptivas e que termina, quase sempre, pela Endocrinologia – Ramo da Medicina que es-

cura com ou sem seqüelas. tuda glândulas de secreção interna e hor-



Encefalopatia – Conjunto de distúrbios do en- mônios.


céfalo que causam infecções, alterações do es- Endocrinopatia – Doença das glândulas endó-

tado geral ou intoxicações e que correspon- crinas.



dem a alterações anatômicas severas e varia- Endoftalmia – Inflamação do conteúdo ocular.



das de diversas etiologias. Endogástrico – Situado dentro do estômago.



Encefalorragia – Hemorragia no encéfalo. Endógeno – Formado no próprio organismo.


Encistamento – Formação de uma camada de Endolinax – Pequena ameba não-patogênica que



tecido conjuntivo denso, ou em torno de um vive no intestino grosso.



corpo estranho, ou de uma produção patoló- Endolinfa – Líquido que existe no labirinto, ore-

gica que se encontra, portanto, isolada do te- lha interna.



cido circundante. Endoluminal – Termo que se relaciona ao inte-


Encoprese – Transtorno caracterizado pela falta rior de um vaso ou um canal.



de controle do esfíncter anal, produzindo-se Endometrial – Termo que se refere à mucosa



uma incontinência fecal. uterina.




ENDOMÉTRIO ENJÔO

Endométrio – Camada que recobre o útero na Endosmose – Nome dado à corrente osmótica



parte interna. que, por meio de uma membrana semiper-



Endometrioma – Variedade nodular circunscri- meável, penetra em um sistema fechado, cujo



ta de endometriose que pode estar incluída no