Você está na página 1de 168

Diário da Cris

Do Lugar Secreto em meu coração

Robin Jones Gunn

Tradução: Juliana
Comunidade da Série Cris no Orkut

www.semeadores.net

Nossos e-books são disponibilizados


gratuitamente, com a única finalidade de
oferecer leitura edificante a todos aqueles que
não tem condições econômicas para comprar.
Se você é financeiramente privilegiado, então
utilize nosso acervo apenas para avaliação, e, se
gostar, abençoe autores, editoras e livrarias,
adquirindo os livros.

Semeadores da Palavra e-books evangélicos


Minha lista de amigos

Alissa
Tudo o que eu vi foi a sua perfeição e seu
charme, um longo cabelo loiro. Eu nunca
imaginei que ela carregasse tanta dor em seu
coração.

Brittany
Eu acho que eu e a Brittany vamos nos
tornar boas amigas, mesmo que o pai dela
tinha me apresentado como “Cristininha”
(argh!). Ela e eu vamos começar o segundo ano
do colegial juntas, e eu estou muito feliz por
conhecer pelo menos uma pessoa antes das
aulas começarem amanhã.

Douglas
Abraços, abraços e abraços – Douglas dá
grandes abraços! Ele também é um ótimo
ouvinte, também. Alto, cabelos loiro escuro,
olhar de garoto... esse é o Douglas.
Helen
Sempre cheia de conselhos sobre garotos
para mim, Helen parece nunca ter tido um
namorado, eu percebi isso. Humm.

Katie
Todas as pessoas no mundo deveriam ter
uma amiga verdadeira como a Katie. Cabelo
vermelho é um detalhe, mas a sua
personalidade hilária é o que me encoraja. Vai
“oncinha” do Kelley High!

Jane
Ela tem esse jeito de que acabou de chegar
do Taiti, e ela é muito popular. Eu nunca vou
esquecer a festa do pijama da casa dela,
quando nós fomos empapelar a casa de um dos
garotos mais populares.

Michael
Oh, seu irlandês intruso! Você capturou o
coração da Katie, e eu não sei se ela será a
mesma. Com todas as escolas nos Estados
Unidos, porque você teve que vir justo para
nossa?
Paula
Nós temos sido amigas desde crianças e
crescemos juntas no Winsconsin. Mas agora
que eu estou morando na Califórnia, eu não sei
se as coisas vão continuar sendo as mesmas
entre nós. Eu estou tentando.

Renee
Porque algumas pessoas têm que ser tão
estúpidas?

Rick
Ok, ele consegue me derreter com apenas
um olhar. E daí? Rick tem a tendência de ter
esse efeito em cada garota que eu conheço.
Mas ele também é meu amigo. Pelo menos eu
acho que ele é.

Teri
Eu acho que eu sempre vou admirar a Teri
pelo jeito que ela sempre tem uma opinião e
fala o que pensa. Ela vai ser uma grande líder
de torcida.
Ted
Desde o primeiro dia na praia, quando eu
olhei nos seus escandalosos olhos azuis –
prateados, eu soube que o meu coração ia ser
dele para sempre. Nós mudamos muito ao
longo desses anos. A única coisa que
permaneceu verdadeira foi a promessa do Ted
de sempre ser meu amigo.

Trícia
Trícia é tão miúda e tão meiga. Ela é um
bom exemplo para mim de um espírito gentil.
2 de Setembro

Meu tio Bob me deu esse diário hoje. Ele


me disse para tentar escrever todo dia o que
eu estou sentindo e pensando. Ele também me
disse que esse pequeno livro vai se tornar um
amigo real para mim.
Ele deve saber que eu não tenho um amigo
de verdade agora. Essa mudança para
Califórnia, começar o meu segundo ano do
colegial numa escola nova e tudo o que está
acontecendo é muito assustador.
Então, querido diário, querido novo amigo,
olá. Como eu devo te chamar? Você pode me
chamar de Cris. Ou Cristina. Bem, só algumas
pessoas me chamam de Cristina. Eu gosto mais
de Cris. Ou você pode me chamar pelo meu
nome inteiro, Cristina Juliet Miller.

Na verdade você não vai me chamar de


nada, vai? Você é o meu Amigo Silencioso. Meu
Querido Amigo Silencioso. QAS. É como eu vou
te chamar.
Esse é o começo do que eu espero ser uma
longa e alegre amizade, QAS.
3 de Setembro

Bem, QAS,
Eu tenho que te contar sobre a Alissa. Eu a
conheci no começo do verão quando eu estava
passando as férias na casa dos meus tios aqui
na Califórnia. Eu achei que eu queria ser como
a Alissa, mas depois eu descobri que ela tem
muitos problemas na vida dela. Ela, na verdade
me disse, que ela acha que eu tenho uma vida
muito melhor porque minha família é normal e
eu ainda sou inocente.
Eu recebi uma carta dela ontem. Alissa
disse que não entendeu o que eu quis dizer
quando escrevi que entreguei meu coração
para Jesus. Ela perguntou, porque eu entreguei
o meu coração para alguém que está morto, e
porque eu fiz promessas para um homem que
não existe faz tempo. Eu sei que ela escreveu
isso porque ela está pensando no ex-namorado
dela, o Sam. Quando o Sam morreu alguns
meses atrás, ela agiu como se ela não se
importasse. Mas eu sei que ela se importou.
Tem que ter importância.
Eu não sei como dizer a ela no que eu
acredito e porque eu entreguei o meu coração
a Cristo. Talvez eu possa tentar explicar isso
para você, e se parecer certo, eu escrevo a
mesma coisa para ela.
A única forma de explicar a minha decisão
é assim, é como se eu tivesse um lugar secreto
em meu coração. Antes de eu me tornar cristã,
eu ia para esse lugar e sempre me sentia
solitária. Era quieto, muito quieto.

Eu podia ir lá e ficar a sós para pensar, mas


estava sempre muito vazio. Quando eu rendi a
minha vida ao Senhor, é como se Ele tivesse
vindo para esse lugar secreto, e agora Ele está
lá. Eu sei que Ele está lá. Ele ouve. Ele sabe. Ele
entende.
Como eu vou explicar isso para outra
pessoa? Especialmente para Alissa, que tem
tanta dor guardada no coração. Eu imagino que
o lugar secreto dela deve ser todo fechado e
trancado bem apertado. Será que ela já foi lá
alguma outra vez?

4 de Setembro

QAS, oi.
Sou eu de novo. Bem, eu tenho grandes
novidades. Hoje nós fomos a Escondido e vimos
a casa para onde nós vamos mudar, e eu acho
que eu encontrei minha primeira amiga aqui. O
nome dela é Brittany. Ela lembra um pouco a
Alissa. Deixa a gente curiosa e intimidada ao
mesmo tempo. Gostaria de ser igual a ela, mas
quando estou perto dela sinto – me como se
não estivesse à sua altura. Acho que é porque
ela parece amadurecida e experiente...E não
desajeitada como eu.
Mesmo assim, não sei. Eu gostava da Paula
como minha melhor amiga porque éramos
muito parecidas. Pelo menos, éramos...Acho
que agora quero ser mais sofisticada, como
essa Brittany.

As coisas estão diferentes agora que eu


estou aqui. Paula e eu sempre fomos melhores
amigas desde pequenas. Mas esse verão Paula
encontrou uma nova melhor amiga, e eu acho
que mesmo que minha família não tivesse
mudado par Califórnia, Paula e eu não seríamos
mais as mesmas amigas unidas que éramos no
nosso antigo colégio.
12 de Setembro

Muita coisa tem acontecido, QAS!


Eu não tive como escrever tudo porque eu
não tive tempo suficiente. Eu tenho pensado no
Rick, esse garoto eu conheci de uma maneira
tão louca. Eu fui à uma festa do pijama na casa
da Jane, e nós saímos para empapelar a casa
do Rick. Enquanto nós estávamos colocando o
papel higiênico em todo jardim da casa dele,
ele apareceu. Eu estava escondida nos
arbustos e saí correndo, e... Oh, eu não quero
falar sobre isso. Foi o momento mais
embaraçoso da minha vida.
O problema é, agora a Brittany disse que o
Rick anda perguntando sobre mim na escola.
Ele é realmente alto e tem uma boa aparência.
Todo mundo a conhece. Ele está no time de
futebol. Eu não consigo imaginar um garoto
como Rick interessado0 em mim.
O que você acha?

14 de Setembro

Meu Querido Amigo Silencioso,


Eu já te contei antes sobre o Ted, não
contei? Eu pensei sobre isso alguns dias depois
que eu te contei sobre o Rick. Ted é a minha
idéia sobre o garoto ideal. Eu o conheci nesse
verão na praia, no mesmo dia em que conheci
Alissa e algumas outras pessoas. Eu acho que
se eu tivesse começado a me confessar com
você no começo desse verão, eu teria enchido
todas as suas páginas falando do Ted, meu
surfista dos sonhos de verão. Ele não é como
nenhum garoto que eu conheço. Você deveria
ver seus escandalosos olhos azuis! E seu
sorriso... Oh!

Você pode guardar um segredo? Sim, acho


que você pode. Ted me beijou no dia 28 de
julho e me deu um buquê de cravos brancos.
Foi o momento mais romântico de toda minha
vida. Eu ainda tenho os cravos brancos. Eles já
secaram. Eu os guardei numa lata de café
quando nós mudamos para cá.
Porém, só existe um problema com o Ted.
Ele agora está na Flórida com a mãe dele. Ele
me disse que ria me escrever, mas ele nunca o
fez. Eu acho que o resto da minha vida eu
sempre vou guardar doces lembranças do Ted,
mesmo que nós nunca nos vejamos de novo.
20 de Setembro

Oi, QAS,
Eu andei pensando um pouco mais sobre as
indagações da carta da Alissa. Ela perguntou
porque eu fiz promessa para alguém que está
morto, mas agora eu sei que eu posso dizer a
ela que Jesus não está morto. Ele ressuscitou
da morte, e Ele está vivo. Isto é o que faz o
cristianismo diferente de todas as outras
religiões. É o que o faz ser real. Eu achei um
versículo ontem à noite nas páginas de trás na
minha Bíblia quando eu estava procurando por
versículos sobre o coração. É longo, mas aqui
está o versículo inteiro, ou melhor, os três
versículos:
“Porque Eu bem sei os pensamentos que
tenho a vosso respeito’, assim diz o Senhor,
‘pensamentos de paz e não de mal, para vos
dar o fim que esperais,então me invocareis, e
ireis, e orareis a mim, e Eu vos ouvirei. E buscar
– me – eis e me achareis quando me buscares
com todo o vosso coração” (Jeremias 29:11-13)
Eu gostei muito disso porque Alissa me
perguntou por que eu faria promessa pra um
homem que não existe mais. É o seguinte, Ele
existe! Eu fiz uma única promessa pra Ele –
Entregar toda a minha vida e todo o meu
coração somente para Ele. E Ele fez todas
essas promessas para mim:
- me dar paz e não mal
- me dar esperança e um futuro
- me ouvir
- que eu O acharia quando O buscar de
todo o meu coração.
OK, agora eu tenho que escrever isso para
Alissa antes que eu esqueça tudo! Tchau!

28 de Setembro

Eu acabei de ler o que eu escrevi da última


vez, QAS,
Eu me sinto mal porque eu acabei não
escrevendo para Alissa. Mas eu aprendi
algumas coisas novas. Aqui estão algumas
novas palavras para você guardar para mim.
Katie – Cristã e Pedro – Incrédulo. Na escola
dominical, alguns dias atrás eles falaram sobre
namoro missionário – quando você tenta trazer
a outra pessoa para cima onde você está com o
Senhor. É muito mais fácil para ela de levar
para baixo. Eu acho que eu não preciso me
lembrar disso pela minha vida inteira, mas eu
preciso me lembrar do pensamento.
Meu pai ficou muito bravo porque eu não
disse que ia sair depois do culto para comer
pizza com a Katie e com o Rick. Meu pai me
disse que eu estou querendo passar pela
adolescência muito depressa e uma vez que
tiver acabado, não tem jeito, pois eu não
conseguirei de volta.
Na verdade, não estou querendo crescer
depressa demais. Tem muita coisa
acontecendo comigo, e só estou tentando
equilibrar tudo. Acho que seria diferente se eu
estivesse sendo rebelde ou algo do gênero. Mas
tenho tentado fazer tudo certinho. Bem, pelo
menos na maioria das vezes.
Acho que o meu pai está certo ao dizer que
eu nem sempre penso bem antes de tomar
decisões. Mas ele nem imagina quantas
decisões certas tenho feito e em quantas
situações eu disse “não”.
Estou tentando descobrir o que Deus quer
que eu faça. Acho que Ele quer que eu me
esforce por agir corretamente e diga “não” a
tudo que for duvidoso ou parecer não ser bom
para mim. Não, não e não. Isso aí é o meu
treinamento diário para aprender a dizer não.
5 de Outubro

Dois dias, QAS!


Dois dias são o que faltam para eu ir para
Palm Springs com a Jane e a Brittany! Upa! Meu
tio Bob vai para um torneio de golfe em Palm
Springs, e então minha tia me convidou para ir
e levar duas amigas. Eu queria que a Katie
fosse comigo, pois ela é minha nova amiga na
escola. Eu a conheci na festa da Jane. Katie tem
o cabelo ruivo mais bonito que eu conheço. É
muito diferente assim como ela também é.
Katie é a mascote do nosso colégio – Kelley
High Cougar. Então ela não poderá ir por causa
do jogo do torneio de futebol que é na sexta à
noite.
Por enquanto Jane e Brittany que vão
comigo. Eu sei que eu vou passar bons
momentos com as duas. Elas são muito
populares, e eu acho que nós vamos nos tornar
ótimas amigas.
Meu irmãozinho caiu da bicicleta ontem.
Nós tivemos que correr para o Pronto – Socorro
com ele porque ele estava sangrando muito e
não parava. Ele acabou tendo que levar quatro
pontos no queixo, mas você acharia que foram
quarenta pelo jeito que ele uivava enquanto o
médico dava os pontos.
Meu pai me disse que eu preciso ajudar
mais em casa porque agora minha mãe vai
começar a trabalhar.
Agora o David fica me chantageando para
ficar com ele porque o queixo dele dói muito
para levantar do sofá e pegar algo para beber.
Ai meu irmão!
Somente mais dois dias sendo escrava de
todos, e depois, eu tirarei folga para Palm
Springs. Eu mal posso esperar! Nós iremos nos
divertir muito!

10 de Outubro

Oh, meu QAS!


Que pesadelo eu acabei de passar. A
viagem para Palm Springs com minha tia Marta
e minhas amigas acabou virando um desastre.
Brittany tem tantos problemas. Ela mentiu para
mim um montão de vezes e tentou me afundar
com ela. Eu não consigo acreditar que eu não vi
isso acontecendo. Eu confio demais nas
pessoas ou o quê?
Eu ainda não consigo acreditar no que
aconteceu. Brittany colocou Jane e eu numa
enrascada com a polícia quando ela roubou
remédios com uma receita falsa. Depois ela e a
Jane fugiram do segurança e me deixaram
sozinha!
Eu não acredito que estou escrevendo isso.
Foi a pior coisa que já me aconteceu na
vida. Nós tivemos que voltar mais cedo de
Palm Springs, e tudo acabou arruinado.
Trícia me mandou uma cartinha antes de
irmos para Palm Springs. Ela me escreveu um
versículo que realmente me ajudou quando
aconteceu toda aquela enrascada com a polícia
e depois o interrogatório. Eu prometi a mim
mesmo que depois vou procurar esse versículo
na minha Bíblia e sublinhá–lo. Eu também
quero escrevê–lo aqui para você me lembrar,
QAM, o quanto esse versículo significou para
mim quando eu mais precisei. Aqui está:
“O Senhor, pois, é aquele que vai adiante
de ti; Ele será contigo, não te deixará, nem te
desamparará; não temas, nem te espantes”.
(Deuteronômio 31:8)
Meu pai me colocou de castigo.
Duas semanas sem sair.
A única coisa que vai ser difícil é não poder
ir à igreja e ver o Rick. Nunca o vejo na escola.
Aquela tarde que fomos à Pizza Hut foi o
melhor dia para mim, desde que mudamos
para cá. Rick provavelmente já se esqueceu de
tudo. Talvez já tenha até outra namorada
quando eu sair do castigo.
Por que os rapazes agem assim? Eles
parecem interessados na gente e, depois, se
esquecem completamente que a gente existe.
Com o Ted. Nunca me esquecerei dele.
Jamais. Mas aposto que se ele me visse agora
nem se lembraria do meu nome. Se os rapazes
não fossem assim tão esquisitos. Se pelos
menos...

11 de Outubro

Desculpe que eu parei no maio da frase


ontem, QAS.
Eu estava mergulhando no mundo do “E
se”, e com tudo isso de errado que está
acontecendo na minha vida, eu sabia que eu ia
acabar ficando deprimida e permanecendo
deprimida pensando no Ted e no Rick.
E aí, adivinha o que aconteceu hoje? Rick
me convidou para festa após a partida de
futebol de alunos contra ex – alunos. Não, é
claro que eu não vou. Meus pais estão com
regras muito restritas a respeito de namoro, ou
sair com garotos. Mas sabe o que ele disse? Ele
disse que as garotas mais bonitas são as mais
inocentes.E que ele fica intrigado com a minha
honestidade.Ele também disse que, por uma
garota como eu, ele pode esperar até que eu
tenha idade o suficiente para ter permissão
para sair com ele. O que significa meu
aniversário de dezesseis anos dia 27 de julho.
Ele foi tão doce e tão compreensivo.
Ele disse que me veria na igreja no
domingo e também que me ligaria a qualquer
hora. Estou tão feliz por não estar de castigo de
telefone com tudo que aconteceu.!
E depois como se isso não fosse o bastante
para alegrar o meu dia, eu cheguei em casa e o
telefone tocou. David me disse que era um
cara, e, é lógico que eu pensei que era o Rick.
Eu peguei o telefone e disse “Oi Rick”, mas não
era o Rick.
Era o Ted!
Ele me ligou da casa da mãe dele na
Flórida. Eu já tinha quase desistido de receber
um telefonema dele, até porque já faz quase
três meses.A voz dele soou tãããããooooooo
boa! Nós falamos durante bastante tempo. Eu
contei a ele tudo sobre Palm Springs e ele me
contou uma longa história sobre deixar as
coisas acontecerem e nem sempre segurar tão
firme as redás. Era o que eu estava tentando
aprender dizendo não. Eu preciso começar a
dizer “sim” para as coisas certas. Preciso
especialmente começar a dizer sim para Deus.
Isso foi tão legal.
E a melhor notícia foi que o Ted vai se
mudar para Califórnia. Ele vai estar aqui no
Natal. Eu mal posso esperar para vê-lo de novo.
Esse foi um dia perfeito! Depois que tudo
virou um desastre no fim-de-semana passado,
foi como se Deus tivesse convertendo tudo em
coisas boas.
Eu estou tão feliz agora. Eu realmente
estou sentindo paz naquele lugar secreto do
meu coração. Eu não sentia tão próxima de
Deus desde o verão passado na praia com o
Ted, Douglas, Trícia e todos os outros cristãos
que eu conheci. Eu queria que todos nós
estivéssemos juntos sentados ao redor de uma
fogueira na praia, e louvando de novo.
Ted disse que quando ele vier para o natal,
ele quer que façamos um café-da-manhã na
praia. Isto vai ser bárbaro (como diria o
Douglas)! Ted me disse para começar a
aprender fazer ovos mexidos.

Bem, é melhor eu começar. Eu finalmente


escrevi para Alissa, e eu lhe disse que Jesus
não está morto. Ele está muito vivo e presente
em minha vida. Eu esqueci de dizer a ela sobre
aquele versículo que fala sobre os planos de
Deus para nós.
Talvez Deus tenha feito eu achar aquele
versículo para mim porque está sendo
realmente verdadeiro na minha vida no
momento.
Eu sei que Deus tem um plano de me dar
um futuro que eu espero. Tudo o que eu peço é
para continuar O seguindo com todo o meu
coração.
Você poderia me lembrar isso, OK, QAS? Eu
conto com você para guardar essas palavras
para mim, para que eu possa voltar e ler isso
de novo quando eu precisar ser lembrada. Tudo
bem? Obrigado, meu querido amigo silencioso.
O que eu faria sem você?

27 de Novembro

Querido Amigo que não pode falar,


Eu queria que você pudesse falar agora. Eu
preciso de um conselho. Eu comecei a comprar
os presentes de natal, e eu não sei o que fazer.
Eu devo comprar alguma coisa para o Ted? Eu
tenho quase certeza que eu vou ganhar alguma
coisa do Rick. Mas eu devo comprar alguma
coisa para ele? É muito estranho dar presentes
para dois caras diferentes? Bem? Fale!

21 de Dezembro

Querido Amigo Silencioso,


Agora eu estou feliz por você não poder
falar. Eu vi o Rick esta noite, e você sabe o que
aconteceu?
Ele me beijou. Foi rápido e um pouco
forçado, se é que você entende o que quero
dizer. Eu não esperava isso por enquanto.
Depois eu lhe dei o CD que eu tinha
comprado para ele, e ele me beijou de novo. O
segundo beijo foi longo, e eu sabia que ele ia
fazer isso. E você sabe o que eu fiz? Eu me
afastei. Então ficou tudo estranho, e ele disse
que precisava voltar par o ginásio. Mas parecia
que ele estava bravo comigo.
A pior parte foi que depois de tudo isso ele
me ignorou totalmente. Eu não sei o que eu
deveria ter feito de diferente. Estou me
sentindo tão confusa no momento.
Eu já tinha pensado sobre beijos antes,
você sabe. Eu acho que é normal imaginar
como seria ser beijada. Mas eu nunca pensei
seriamente sobre beijar o Rick. Eu acho que eu
não estava pronta. Talvez eu deva pensar
melhor a respeito disso antes de encontrá-lo
novamente. Isto é, se ele ainda quiser falar
comigo.

22 de Dezembro

OK, QAS,
Agora tudo o que eu consigo pensar é sobre
beijos e beijar. Eu vou ver o Ted em poucos
dias. E se ele me beijar de novo como ele me
beijou no último verão? Quantos beijos eu
posso dar por aí? Eu nunca tinha pensado nisso
antes. Eu acho que beijos devem significar algo
muito especial e devem ser dados raramente
enquanto sou jovem.
Eu tenho quinze, você sabe. Pareço muito
nova para você? Parece para mim. Pelo menos
hoje me parece.

25 de Dezembro

Natal
Bem, QAS,
Depois de todas essas longas semanas de
espera. Eu finalmente vi o Ted essa manhã.
Nós tivemos o nosso café-da-manhã na praia,
como ele havia prometido. E agora eu estou
perplexa.
Parece que quando os sonhos se tornam
realidade, eles nunca acontecem do jeito que
esperávamos. Eles vêm alterados e nos deixam
desapontados, com a sensação de que não
obtivemos o que queríamos. Não sei a quem
culpar: ao sonho em si ou à realidade que o
modifica.

De repente Ted Spencer é o cara mais


imprevisível da face da Terra. Ele gastou mais
tempo andando de prancha skim na praia com
o David essa manhã do que comigo. E depois
ele agindo como se tudo estivesse bem quando
terminamos de comer, ou devo dizer,
terminamos de comer aquilo que as gaivotas
deixaram para nós. Ele disse que ia para casa
dos pais do Sam porque este era o primeiro
Natal desde que o Sam morreu. Eu sei que ele
estava fazendo uma coisa boa e que ele tinha
um ótimo motivo para ir embora, mas eu mal
consigo descrever para você como eu me senti
sentada ali sozinha, ao lado da fogueira que se
apagava, olhando ele ir embora. Ele deveria
estar com os braços ao redor de mim. Mas ao
invés disso, os braços dele estavam cheios com
os apetrechos do piquenique.
Ele nem olhou para trás.
Aquele foi o café-da-manhã dos nossos
sonhos, e acabou antes mesmo de começar. Eu
diria que a melhor palavra para descrever
como eu me senti é “abandonada”. Eu me senti
desprezada. Eu sei que Deus nunca vai me
abandonar ou me desprezar. Eu acho que
amigos ás vezes fazem isso. Até mesmo os
amigos mais especiais. Até mesmo o Ted.

Tudo o que eu posso dizer é que nesta


semana tenho que descobrir como o Ted me vê
só como amiga, ou o quê. Preciso descobrir
onde eu estou com ele. Preciso saber em que
pé está o nosso relacionamento e no que vai
dar. Isso é muito importante para mim, para eu
simplesmente deixar passar.

27 de Dezembro

Você não vai ficar muito orgulhoso de mim,


meu Querido Amigo Silencioso.
Eu joguei e perdi alguns pontos com os
meus amigos hoje. O negócio é o seguinte, no
momento, não me pareceu que eu estava
jogando com eles ou que eu estava fazendo
algo que me arrependeria mais tarde. Mas
agora eu me sinto péssima. Eu gostaria de
poder viver esse dia de novo.
Veja, fomos todos patinar no gelo. Helen
me disse que eu deveria tentar fazer ciúmes no
Ted patinando com o Douglas. Depois o
Douglas me chamou para patinar, e nós nos
demos muito bem. Acabou sendo divertido.
Mas você deveria ter visto o jeito que o Ted
olhava para nós.
Aí nós fomos comer, e o Ted continuou me
olhando com carinha de filhotinho de cachorro,
como se ele quisesse que eu sentasse perto
dele. Ou talvez ele apenas quisesse que eu
visse como ele estava se sentindo deixado de
lado. Eu sei que eu me senti assim muitas
vezes. Como no verão passado que o Ted me
levou para ver um show. Eu achei que íamos
somente nós dois, mas acabou sendo um
passeio com toda a turma que já eram todos
amigos, e eu me senti completamente deixada
de lado.
E não melhorou muito depois que saímos
do restaurante. Douglas me emprestou seu
casaco antes de entrarmos no restaurante
porque eu estava com frio. Depois quando
saímos do restaurante, Trícia disse que estava
com frio, então eu dei o casaco do Douglas
para ela. Ela me deu uma olhada super
estranha. Foi aí que percebi. Ela não queria o
casaco do Douglas. Ela queria que o Douglas
passasse os braços ao redor dela para aquecê-
la! Trícia gosta do Douglas.

Eu não tinha percebido isso antes. Quando


nós duas estávamos fazendo brownies, ela
disse que daria um pouco para um garoto que
ela gostava, mas ela não me disse que era o
cara. Agora eu sei. Era o Douglas! Eu passei o
dia todo patinando e fazendo outras coisas com
o Douglas, e ela deve ter ficado com tanto
ciúmes.
Eu tive um dor de cabeça por causa de tudo
isso. Com é que eu vou consertar tudo para que
possamos ser amigas de novo?
Eu vou ficar aqui pelo resto da semana com
os meus tios, e depois eu volto para Escondido.
Eu não quero voltar das férias de natal para
escola e correr par o Rick.
Por que a vida tem que ser tão complicada?

28 de Dezembro

Estou de volta, QAS,


Como se da última vez que eu escrevi não
fosse o bastante para me fazer virar e revirar a
noite inteira, adivinha quem me mandou uma
carta aqui nas casas dos meus tios?
Alissa.
Ela disse que perdeu o meu endereço em
Escondido. E isso não foi tudo que ela disse. Ela
me contou que está grávida. Minha mão está
trêmula enquanto eu escrevo isso. Ela está
grávida. Eu ainda não acredito. Eu comecei a
chorar muito quando li a carta dela. Ela me
pediu par orar Poe ela, e eu orei. Muito. Quase
adormeci durante um tempo, agora está no
meio da madrugada e está tudo muito calmo.
Eu acho que eu acordei porque tem muita coisa
na minha mente. Meu corpo está com sono,
mas minha mente não. Quase caí no sono até
que os meus pesadelos me acordaram.
A única coisa boa de tudo o que Alissa me
disse, foi que ela pensou em fazer um aborto,
mas depois ela mudou de opinião porque uma
amiga dela fez um aborto alguns anos atrás e
se arrependeu muito. Alissa disse que
provavelmente vai ter o bebê e entregá-lo para
adoção. Estou orando para que ela faça isso.
Alissa também disse que foi a um Centro de
gravidez de risco, e uma conselheira de lá deu
uma Bíblia para ela.
Eu oro para que Alissa leia a Bíblia até que
as palavras quebrantem-na até o lugar secreto
do coração dela. A palavra de Deus é como
raios de luz. Ela pode iluminar uma fresta que
está aberta e fazer desaparecer
instantaneamente toda a escuridão.
Eu sei que isso é real para Alissa, mas
também é real para mim e para meus
problemas como os meus amigos – embora os
meus problemas não sejam nada comparados
com os que a Alissa está passando. O pai dela
está morto, e mão é uma alcoólatra. Alissa não
tem nenhum irmão ou irmã. O que eu faria se
estivesse no lugar dela, ou se tivesse que
passar por tudo que ela está passando?
Oh, querido Deus, por favor, esteja muito
perto da Alissa nesse momento. Faça brilhar a
sua luz em toda dor e escuridão que está na
vida dela, assim ela poderá Te ver nessa
situação e te buscará e confiará em Ti. Por
favor, quebre o poder da escuridão eu tem
acorrentado o coração dela. Quebre e faça
brilhar a Sua luz lá. Eu quero que ela Te
conheça. Amém.

29 de Dezembro

QAS,
Hoje foi um dia daqueles de luta com a
minha tia controladora. Ela em levou para fazer
compras e queria que eu cortasse meu cabelo
de novo. Mas eu não queria. Mas eu também
não queria me comportar mal por causa disso
durante o dia. Bem, exceto quando tia Marta e
eu entramos numa discussão no restaurante
porque ela disse que achava a Alissa tão
perfeita e que eu deveria tentar parecer mais
com ela. Eu acabei explodindo e falando que a
Alissa estava grávida e perguntei a ela se era
isso que ela queria para mim, também. Ela
ficou muuuiiiiito brava! Mas essa é outra
história.
O que eu quero escrever agora é a letra de
uma música que ficou na minha cabeça hoje,
como uma oração, quando eu estava no salão
de beleza.

Toca este coração tão cheio de dor,


Cura-me com o teu amor.
Abranda-o e aquece-o,
Quebranta-me com o teu amor.
Não quero que te afastes de mim.
Volta ao meu coração,
Volta para ficar,
Quero ser amoroso como Tu és,
Quebranta-me com o teu amor.
Eu queria conseguir ser branda e amorosa o
tempo todo. Oh, e eu vou te contar o que
aconteceu depois que nós voltamos das
compras. Douglas estava aqui, Ele disse que
meu cabelo estava cheirando à maças verdes.
Então, enquanto nós estávamos na frente da
casa dos meus tios, ele se inclinou para cheirar
os meus cabelos. E no mesmo momento, Ted
passou dirigindo a “Kombi Nada!” Eu tenho
certeza que ele nos viu. Eu queria que o Ted
tivesse parado. Assim ele teria percebido que
não estava acontecendo nada entre o Douglas
e eu. De verdade. Eu tenho certeza que
pareceu outra coisa quando ele passou
dirigindo.
Se o Ted tivesse parado, então ele teria
ouvido o Douglas me contar que ele ia sair com
a Trícia. Eu fiquei muito feliz por isso porque eu
sei que ela gosta dele. Se o Ted descobrisse
que o Douglas está saindo com a Trícia, ele não
ia pensar que eu estava tentado fazer com que
o Douglas se interessasse por mim lá na pista
de patinação.

1º de Janeiro

Feliz Ano – Novo, querido Amigo Silencioso!


Que Reveillon eu tive a noite passada! Por
onde eu começo? Primeiro minha tia me
surpreendeu convidando o Ted para uma ceia
de Ano Novo extravagante na casa dela. Eu não
sabia que ele estava lá, então quando eu desci
as escadas e ouvi alguém tocando bandolim na
sala de estar, eu pensei que minha tia tinha
contratado alguém para tocar enquanto nós
jantávamos. Eu sei que parece loucura, mas se
você conhecesse minha tia saberia que esse é
tipo de coisa que ela faria.
Quando eu vi que era o Ted, eu quase
gritei! Ele tinha me dito que teria planos para
noite, e eu cheguei a pensar que ele ia sair com
outra garota. Eu nem imaginei que os planos
eram comigo!
Depois do jantar extravagante, nós fomos
para uma festa na casa da Helen, e no caminha
eu contei ao Ted sobre a Alissa e o bebê. Ele
tem certeza que o bebê é do Sam, o que me
chocou. Eu nem tinha parado para pensar
quem era o pai.
Depois o Ted disse uma coisa maravilhosa.
Ele disse que embora o que o Sam e a Alissa
fizeram foi errado, eles criaram um ser humano
e esse ser tinha uma coisa que ia dura
eternamente — uma alma. Então ele disse
“Nem os anjos conseguem fazer isso”
Aquilo realmente me espantou quando eu
parei para pensar mais tarde. Eu nunca mais
vou olhar para as pessoas do mesmo jeito.
Toda pessoa tem uma alma. E toda alma vai
durar para sempre. Onde essa alma vai passar
a eternidade depende da escolha de cada
pessoa em relação a Deus.Eu ainda estou
maravilhada com esse pensamento.
Mas de qualquer forma, tem outra coisa
que eu quero te contar. Quando o Ted e eu
saímos da festa, nós estávamos dirigindo de
volta para casa dos meus tios na kombi. (eu te
falei sobre a Kombi, né? A Kombi Nada? A
kombi velha do Ted?) Nós finalmente
conversamos sobre “nós”, e ambos decidimos
que queremos ser aquele tipo de amigos que
são amigos para sempre.
Aí o Ted parou num sinal fechado. Ele me
tirou da kombi, e quando nós paramos em
frente aos faróis do carro, eu percebi que era o
“nosso” cruzamento – o lugar que nós paramos
no verão passado quando ele me deu um beijo
de despedida quando eu voltei para o
Wisconsin.
Eu fiquei rindo e dizendo para ele que
aquilo era loucura, e então ele me deu essa
pulseira. É tão linda. Eu amei! É uma pulseira
com uma plaquinha de ouro com as palavras
“Para Sempre” gravadas nela. Foi aí que ele me
disse que não importa o que aconteça no
futuro, nós seremos amigos para sempre.
Eu estou com um sorriso enorme agora. Eu
nunca senti isso em toda minha vida. E eu acho
que parte dessa felicidade é por quê essa
pulseira representa mais que minha amizade
para sempre com o Ted. Toda vez que eu
olhara para essa pulseira, ela me fará lembrar
que tem uma parte de mim que vai durar para
sempre. Meu coração e minha alma pertencem
a Deus, e eu sou Dele para sempre!

14 de Janeiro

Querido QAS,
Você sabe que dia é hoje? É o aniversário
do Ted. Eu também não sabia. Eu não acredito
que eu nunca perguntei a data de aniversário
dele.Eu me senti muito mal porque não mandei
nenhum cartão ou outra coisa para ele. Eu
descobri que era aniversário dele, pois o
Douglas me ligou dizendo que ia ter uma festa
para ele na casa da Trícia, e o Douglas me
perguntou se eu poderia ir para Newport Beach
para a festa.
É uma hora e meia de viagem daqui até a
casa dos meus tios.
Eu estou muito chateada porque eu não
consegui arranjar nenhum jeito de ir para lá, e
meus tios não iam estar lá nesse fim-de-
semana, então eu teria que ficar na casa da
Trícia. Minha mãe não achou uma boa idéia.
Então eu não vou poder ir.
Meus pais deixaram eu ligar para o Ted e
conversar um bom tempo com ele hoje depois
da escola. Eu passei os primeiros dez minutos
me desculpando. Ted, como sempre, da sua
maneira ultracasual, ficou me dizendo para não
me preocupar com isso. Eu disse a ele que
espero que possamos nos ver logo, e ele me
disse que estará livre para vir aqui nesse final-
de-semana. Eu espero que dê certo!
Se ele vier eu poderei fazer um bolo de
aniversário atrasado para ele ou até dar um
presente para ele. Mas o quê? É tão difícil
comprar presentes para garotos.Lembra
quando eu não sabia o que comprar para o Ted
ou para o Rick?

Bem, o Rick tem feito um bom trabalho me


evitando ultimamente. Eu acho que ele está
saindo com uma das líderes de torcida.
19 de Fevereiro

Querido Amigo Secreto,


Você sabe que algumas pessoas têm um
péssimo dia dos namorados? Bem, eu tive uma
péssima semana! Katie me convenceu a fazer
alguma coisa para o Ted de dia dos namorados.
Eu já te falei sobre a Katie? Ela é minha melhor
amiga no momento, e ela é muito engraçada.
Geralmente ela tem ótimas idéias. Exceto essa
do dia dos namorados.
Será que eu devo te contar? Tudo bem, mas
não me goze? Eu já fui humilhada o bastante
por essa semana. Eu queria comprar alguma
coisa legal para o Ted por não ter dado nada a
ele de aniversário. Katie me convenceu de
escrever uma pequena mensagem com aquelas
balinhas de coração que tem palavras escritas.
Eu colei as balinhas de coração na tampa de
uma pequena caixa. As mensagens nos
corações formavam uma frase. Que dizia: Seja
sincero, Meu camarada, Me ligue, Não espere,
Sua garota.
Eu sei. Soou extremamente brega, mas
você não teve um enorme trabalho com esses
corações. Apenas algumas palavras.
Aí, dentro da pequena caixinha, eu coloquei
um cartão telefônico de trinta minutos de
crédito. Eu embrulhei com um papel branco e
vermelho com corações, pus numa caixa no
correio e enviei para o Ted uma semana antes
do dia dos Namorados.
E aí você acha que o “meu camarada” me
ligou? Não. Eu esperei o dia dos namorados
inteiro. Nenhuma ligação.Eu não esperava que
ele me mandasse um cartão. Ele nunca me
escreve. Mas com o cartão telefônico, eu achei
que ele teria tudo que precisava para me ligar
e desejar um feliz dia dos namorados. Eu
esperei cinco dias pela ligação dele e fiquei
mais e mais deprimida a cada dia.
Hoje eu estava na casa da Katie e ele me
convenceu a ligar para ele. Ela disse que não
importava a distância se eu falasse com ele uns
cinco minutos. Eu achei que cinco minutos
eram o bastante para eu verificar se ele estava
bem. Eu não tive notícias dele nas últimas duas
semanas, mas com o Ted, eu nunca sei se ele
está apenas ocupado ou se está inconsciente
em algum hospital.
Eu liguei e ele atendeu no segundo toque.
Agiu como se nada tivesse errado. Contou
como as ondas estavam nesse inverno e como
ele tinha surfado essa manhã. Depois de uns
quatro minutos, eu finalmente perguntei se ele
tinha recebido meu presente do dia dos
Namorados. Ele disse, “Sim, mas por que você
não colocou as balas de coração dentro da
caixa? Eu tive que desgrudar elas da tampa
antes de comê-las”.
Eu praticamente gritei com ele no telefone.
Você tinha que ter visto minha cara. Katie ficou
me abanando como se eu tivesse passando
mal. Eu devo ter ficado muito vermelha. Aí eu
perguntei se ele tinha gostado do cartão
telefônico e ele disse, “Ah, muito obrigado.
Chegou justo no dia em que a Kombi Nada
quebrou e eu não tinha dinheiro para ligar para
o guincho. Se eu não tivesse colocado o cartão
na minha carteira, provavelmente eu teria
ficado lá em São Clemente”.
Conseguiu ver porquê eu disse que tinha
sido um desastre o dia dos Namorados?
Nenhum cartão.
Nenhuma ligação. Ted comeu minha
mensagem secreta e usou nossos trinta
minutos para conversar com algum motorista
de guincho!
Agora Katie está me dizendo que eu preciso
pensar numa idéia melhor para um presente de
páscoa para o Ted, mas eu já disse que não
estou no humor de fazer nenhum ovo de
páscoa, decorado ou não!
28 de Março

Não tenho tempo, QAS,


Mas eu quero escrever a letra de uma
música que eu ouvi hoje antes que eu esqueça.
Eu não me recordo de todas as palavras, mas
aqui está uma parte da música:

Você nunca desiste de mim,


Seus braços continuam abertos
Esperando por mim
Então aqui eu estou.
Eu aceito o seu convite,
Aqui eu estou.
Sem mais hesitação,
Aqui eu estou
De volta para o seu coração de novo.

Tem uma harmonia muito linda. Fez-me


pensar em Deus e como Ele sempre está
esperando por mim de braços abertos. Ele é o
meu Amado todos os dias do ano.
Por falar nisso, essa é a semana antes da
Páscoa, e eu decidi não mandar nada para o
Ted. Ele tem me ligado com mais freqüência, e
eu acho que ele virá aqui para Escondido para
me ver no feriado da Páscoa. Mas de qualquer
modo é uma viagem de uma hora e meia; e eu
não sei se a Kombi Nada será capaz de
caminhar essa distância.
Eu comecei a perceber que isso que eu
tenho com o Ted é realmente uma amizade
verdadeira. Não é uma coisa de namorados,
embora ele tenha me dado a pulseira, me
beijado e tudo mais.
De alguma maneira eu queria que ele não
tivesse me beijado, porque isto me fez pensar
que a nossa relação era de namorados. Mas os
beijos dele das duas vezes (quando ele me deu
as flores e quando ele me deu a pulseira),
foram curtos e doces e não melado, não foi do
tipo beijo de filme: agarre-a e dê-lhe o seu
melhor beijo! E também não foram beijos
forçados como os dois do Rick.
O que será que os beijos significam para o
Ted? Eu acho que significam algo diferente do
que significam para o Rick. Talvez eu esteja
fazendo mais de tudo isso do que eu deveria.
Ted parece estar tão ligado eternamente na
nossa relação, ou devo dizer nossa amizade, e
ao mesmo tempo tão desencanado em relação
a ela.Eu não consigo entender!
Oh bem, eu estou viajando. Meu pai vai nos
levar para jantar fora em comemoração ao
aniversário da minha mãe, e eu acho que todo
mundo já está pronto para ir.

10 de Abril

Querido Amigo Silencioso,


Eu ainda não tinha te contado, mas eu vou
tentar entrar para equipe de líderes de torcida.
Eu estou atolada com os trabalhos da escola,
as atividades da igreja e agora o treinamento
para a equipe. Eu conversei com o Ted sobre
isso, e ele acha que se eu fizer isso tenho que
fazer para o Senhor; porque, se eu me tornar
uma líder de torcida, eu estarei em evidência.
As pessoas estarão me olhando e olhando
como eu reajo em certas circunstâncias. Talvez
eu deva orar mais a respeito disso.
Senhor, quero entrar nessa equipe de
líderes de torcida para Ti. Sei que o Ted está
certo; se eu for líder de torcida as pessoas vão
me olhar e respeitar. Isso me dará uma
oportunidade melhor de dizer-lhes que sou
cristã e talvez convidá-las para ir comigo à
igreja. Só quero fazer o que for melhor, ser um
bom exemplo para os outros. Amém.
Eu conversei hoje com o Rick depois da
escola. Ele foi tão meigo. Algumas vezes esse
cara consegue dizer exatamente a coisa certa.
Durante meses eu quase não o vi. Agora ele
está sendo um super amigo de novo. Eu estava
quase me desencorajando para fazer o teste
para líder de torcida, mas ele me convenceu a
dar o meu melhor nesse teste. Ele disse que eu
tenho “olhos de matar”, e isso é por causa da
minha inocência.
Eu lhe disse que ele me faz sentir como
massinha de modelar, e então ele me abraçou
exatamente quando a Renée, minha maior rival
da equipe, estava passando. Durante os treinos
para líder de torcida ela me lança uns olhares
raivosos. Eu sei que ela amaria se eu
tropeçasse. Mas eu não vou tropeçar. Não
agora. Eu estou comprometida com isso.
Katie não está me apoiando em tudo isso
como eu achei que ela apoiaria, mas ela está
muito preocupada em quem vai à festa de
formatura com quem, então não há muito que
conversar com ela. Será que o Ted está
pensando em me convidar par a formatura
dele? Ele é um terceiranista e todos os
terceiranistas vão à formatura, não vão?

13 de Abril

Meu Querido Amigo Silencioso,


Ao anoitecer eu pensei em escrever para
você sobre está encantadora noite de
primavera. Eu realmente, realmente pensei que
está seria uma noite memorável, eu sempre
guardaria em meu “livrinho” sobre o Ted. E eu
acho que eu vou, mas não pelas razões pelas
quais eu achei que guardaria.
Quando Ted veio para o jantar esta noite,
ele perguntou se nós poderíamos sair para uma
caminhada. Nós fomos tomar sorvete, e no
caminho ele segurou a minha mão e recitou
uns versículos de I Coríntios 13. Os versículos
eram sobre amor, e eu pensei que nós dois
teríamos a noite mais romântica de todo o
mundo.
Nós fomos à sorveteria, e tudo acabou
ficando louco. Katie chegou e me disse que ela
disse ao Rick que eu o convidaria para a festa
de formatura. Aí o Rick chegou, e ele e o Ted se
“conheceram” esbarrando um no outro. Rick
não percebeu que eu estava com o Rick, então
ele veio e sentou – se comigo, como se ele
estivesse esperando para falar comigo e como
se nós já tivéssemos planos para a formatura.
Aí o Ted voltou, e ai cara, que desastre!
Porque essas tragédias sempre me
encontram?
Ted e eu estávamos voltando para casa, e
nós tivemos uma pequena discussão. Eu
comecei a chorar. Me desculpei mais tarde,
mas Ted disse que eu não precisava me
desculpar. Então quando eu pensei que tudo
fosse começar a clarear aí foi que enrolou tudo
entre eu e o Ted, ele me disse que ia á
formatura com uma garota da escola dele
chamada Iasmim!
Eu estou louca de novo agora. Desculpe se
minhas lágrimas vão deixar as suas páginas
molhadas.
Há mais ou menos uma hora atrás todo
mundo foi dormir. Está um silêncio doloroso por
aqui. Eu tirei minha pulseira Para Sempre e
enterrei junto com todos os meus sentimentos
pelo Ted. Eu coloquei junto com as pétalas
secas dos cravos do primeiro buquê que ele me
deu. Você sabe que os tinha guardado dentro
de uma lata de café? Bem, agora as pétalas
secas e a pulseira estão ambos enterrados no
canto mais profundo do meu armário.
Se eu pudesse enterrar meus sentimentos
tão facilmente, eu poderia dormir um pouco. Eu
também não consigo parar de chorar. É claro
que eu não consigo orar agora. OH, QAS, você
alguma idéia de como tudo isso dói?
2 de Maio

Eu fiquei sem te visitar durante um tempo,


não é, QAS?
Eu acabei de ler aquela parte que eu
escrevi sobre como eu queria ser líder de
torcida para Deus, acima de todos os sonhos
dessa equipe, então eu poderia ser um bom
exemplo de uma cristã. Bem, foi muito mais
difícil do que eu imaginei que seria. E parece
que eu acabei fazendo mais por mim do que
por Deus.
Mas eu ganhei! Eu estou na equipe. E agora
que eu estou na equipe eu vou fazer isso para
Ti, Senhor. Eu fazer todas as garotas da equipe
saberem que eu sou cristã. Eu vou ser um bom
exemplo de Ti para elas e para toda escola.

18 de Maio

QAS,
Desde a última vez que eu escrevi muita
coisa aconteceu. Eu desisti do meu lugar na
equipe de líderes de torcida pela Teri, porque
no próximo ano ela será uma terceiranista, e eu
ainda vou para o segundo ano. Teri merecia
estar na equipe. Eu sei que ela ganharia de
mim se ela não tivesse torcido o tornozelo nas
eliminações. Isso provavelmente soa
dramático, mas a decisão parece bem óbvia. Eu
me sinto muito bem com tudo isso.
Eu não me senti bem com a surpresa do
Ted em aparecer na assembléia que anunciou a
equipe de líderes de torcida para o próximo
ano. Ele me mostrou fotos da formatura dele –
essa foi a parte que fez eu me sentir mal.
Iasmim se envolveu num acidente de carro
algum tempo atrás, e agora ela está
permanentemente em uma cadeira de rodas. O
que realmente aconteceu foi que o Ted a levou
para um jantar com os amigos dela, mas eles
não foram ao baile. Iasmim parecia tão feliz
naquela foto. Eu me senti envergonhada por ter
ficado com ciúmes e ter ficado tão brava com o
Ted.
Agora eu contente feliz que ele tenha
levado a Iasmim. Eu estou contente por não ter
ido à formatura da minha escola, também.
Katie foi com o Leo e teve uma noite legal; até
ela ter que voltar sozinha para casa, o que foi
muito chato da parte do Leo deixá-la ir embora
sozinha enquanto ele ainda ficava na festa.
De qualquer modo, eu acho que as coisas
estão meio que resolvidas com o Rick depois
daquela confusão toda da formatura. Pelo
menos, ele está falando comigo.
6 de Junho

Olá, QAS!
Essa quinta é o último dia de aula, e a Katie
e eu vamos dar uma festa na minha casa só
para nós duas comemorarmos. Está terminando
o ano letivo. Eu não consigo acreditar como
passou rápido. Estou mais pronta para o verão
como eu nunca estive em toda minha vida!

5 de Julho

Olá, QAS,
Como você está? Eu estou tão feliz. Estou
tendo um verão maravilhoso até agora. Nós
celebramos o 4 de Julho na casa dos meus tios
ontem. Ted estava lá, e nós saímos para dar
uma longa caminhada na praia durante o pôr-
do-sol. Meu irmão e minha mão foram conosco,
mas ainda assim foi engraçado e um pouco
romântico, embora não tenhamos ficado de
mãos dadas, nem aconteceu nada.
Ted vai para o Havaí por três semanas com
o meu tio, o que eu acho ser totalmente injusto.
Ah, claro, ele vai ajudar o meu tio a pintar dois
cômodos do apartamento do tio Bob, mas
mesmo assim o Ted ainda terá tempo para se
divertir. E três longas semanas sem ele!
Paula, minha velha amiga do Wisconsin,
está vindo para ficar aqui comigo durante três
semanas enquanto o Ted estiver fora, então eu
não vou ficar exatamente sozinha. Eu estou
ansiosa para revê – la, mas também estou um
pouco nervosa. Nós não nos vimos no último
ano, e se a Paula mudou tanto quanto eu
mudei, então provavelmente nós seremos
como duas estanhas tentando ser amigas.
Paula estará aqui para o meu aniversário de
dezesseis anos, dia 27 de julho, mas Ted não
estará. Suspiros... Parece que eu não consigo
nunca ter tudo o que eu consigo.
PS: Katie foi fazer hoje o teste teórico para
tirar a carteira de motorista, ela esqueceu de
fazer uma parte, das muitas que tinha, então
ela terá que voltar amanhã e refazer.Aí
provavelmente ela terá que esperar uma
semana ou mais para fazer a parte prática. Eu
estou fazendo aulas de direção, e meu pai tem
me levado para treinar. Ele me deixa
tããããoooooo nervosa! Eu ficarei muito
contente quando as aulas terminarem, mas aí
eu vou realmente ficar nervosa por causa da
prova. Especialmente depois que a Katie falou
que os irmãos dela disseram que a parte
escrita era muito fácil, e ela reprovou.
Bem, uma preocupação por vez. E no
momento minha preocupação é me arrumar
para o meu trabalho de babá. Estou aliviada
por ter conseguido ser babá dessas três
famílias porque eu estava realmente
precisando do dinheiro. Mas a última vez que
eu fui cuidar desse menininho, ele foi tão
mimado. Ele não me obedeceu em nada. Eu
espero que ele esteja melhor dessa vez!

27 de Julho

Guarde isso para mim, QAS.


Querido futuro Marido:
Completei dezesseis anos hoje e sei que
pode parecer estranho escrever-lhe isso agora,
mas esta carta é uma espécie de promessa que
faço a você.
Talvez eu já o conheça, ou talvez ainda não
nos conheçamos. De qualquer forma , quero
me guardar para você. Quero entregar todo o
meu ser a você, meu coração e meu corpo e
tudo mais, como presente no dia do nosso
casamento.
Por mais que demore e que seja difícil
manter a promessa, prometo que não
permitirei que ninguém mais me
“desembrulhe”, para que em nossa noite de
núpcias eu seja um presente que você tenha
prazer em receber.
Sei que ainda tenho alguns anos pela frente
antes de me casar com você (seja você quem
for). É por isso que desejo fazer esta promessa
agora, para que, mesmo que namore outros, eu
sempre me lembre de que sou uma dádiva
reservada exclusivamente para você no futuro.
Também quero começar a orar por você,
onde quer que você esteja, quem quer que
seja, para que Deus o prepare para mim, e que
você também se guarde para mim.
Eu já o amo.
Sua futura esposa,

10 de Agosto

Aloha, QAS!
Eu escrevi essa carta para o meu futuro
marido quando nós estávamos no Havaí. Minha
nos fez uma surpresa depois que nós fomos
buscar a Paula no aeroporto, dizendo que nós
todos íamos para Mauí passar a semana com o
tio Bob e o Ted. Foi um sonho que se tornou
realidade, mas mesmo antes de nós irmos eu
me peguei desejando que a Katie fosse comigo
no lugar da Paula. Katie e eu nos aproximamos
tanto nesse último ano, enquanto eu a Paula
estamos tentando resgatar a nossa amizade de
onde nós paramos, nós duas mudamos tanto.
Então quando nós fomos para Mauí, Paula
pareceu querer capturar toda a atenção do
Ted, o que me deixou furiosa.
No meu aniversário nós fomos nadar numa
praia, onde pudemos mergulhar e ver um
monte de peixes. Eu amei! Ted veio nadar do
lado da minha bóia grande, e nós conversamos.
Foi como se nada tivesse mudado entre nós
porque a Paula está flertando com ele.
Esta foi a parte preferida do meu
aniversário, porque a manhã foi um desastre, e
o luau e o show de hula a noite com todo
mundo, não foi exatamente minha idéia de um
bom momento. Quero dizer, foi um momento
legal, mas eu só queria ter tido uma caminhada
na praia de mãos dadas com o Ted. No luau,
eles escolheram alguns convidados para subir
ao palco e danças a hula , e isso foi tão
embaraçoso.

11 de Agosto

Aloha, de novo, QAS!


Eu tive que ir à doceria com a minha mãe,
então eu tive que parar de escrever antes que
eu terminasse de contar tudo sobre o Havaí. Já
é quase meia-noite agora, e todo mundo está
dormindo. Eu gosto dessas noites de verão
como essa, quando está a temperatura está
amena e tudo está calmo. Minha janela está
aberta, e eu posso ouvir as criaturas noturno lá
fora fazendo seus sons alegres de verão.Deve
ter algum grilo ou sapo, ou qualquer outra coisa
que está cantando uma única nota aguda sem
parar. Talvez seja um pássaro.
Eu passo sentir o cheiro do jasmineiro da
treliça lá da frente de casa. É tão doce! Eu
adoro ficar acordada a noite toda.
Agora, o resta da viagem á Mauí.
A grande aventura da semana foi quando
nós fomos para Hana, visitamos algumas
cachoeira e fomos nadar em algumas piscinas
naturais. Ted saltou de uma ponte, a ponte
dele. Quando ele era criança, ele foi acampar
com o pai dele nessa parte de Mauí, e o pai
dele saltou da ponte e caiu da piscina de águas
naturais, mas o Ted não conseguiu pular
porque a ponte era muito alta. Ele decidiu que
ia pular hoje. E pulou.
Mais tarde, Ted acabou chamando-a de
“nossa” ponte. Ele me deu um pôster com a
foto da ponte de aniversário porque é um lugar
que têm boas lembranças para ele. Agora têm
boas lembranças para nós dois. Eu coloquei o
pôster colado na porta do meu quarto.
Eu acabei tendo que voltar dirigindo de
Hana porque uma abelha picou o Ted, e o pé
dele inchou terrivelmente. Ele é alérgico à
picada de abelhas, ele teve que aplicar em si
mesmo um injeção, mas demorou um bom
tempo para o pé dele desinchar. Ele não podia
dirigir o jipe, e já tinha começado a escurecer.
Paula não podia dirigir porque estava sem os
seus óculos, então acabou sobrando para mim.
E eu consegui, eu superei meus medos de
dirigir, e acabou se tornando um momento do
tipo “para sempre” para mim e para o Ted.Eu
tenho certeza que eu sempre vou lembrar
desse dia porque muita coisa aconteceu.
Mas quando eu penso nisso agora, o que eu
mais lembro é o cheiro que Hana tem após a
chuva. É um cheiro ameno, de terra, fresca e
molhada. Eu não consigo explicar, mas eu sinto
falta desse cheiro. Eu sinto falta do som das
folhas de palmeiras quando o vento sopra
nelas. Eu sinto falta da fragrância da plumeria
branca, e do som do oceano inspirando longa e
profundamente e expirando suas águas de
volta para a areia. Eu sinto falta de Mauí. Eu
quero voltar para lá.
19 de Setembro

Eu tenho um emprego! O que você acha


disso, QAS?
Meu primeiro emprego.
E foi uma entrevista tão fácil. Você
consegue adivinhar onde eu estou
trabalhando?
No loja de animais no shopping. Foi uma
sugestão da Katie. Ela disse que como eu vivi
numa fazenda, eu deveria trabalhar com
animais. O que eu não disse a Katie ou ao meu
novo chefe, Jon, é que eu não sou
particularmente fã de animais. Quero dizer eu
gosto deles e tudo mais, mas eu nunca fui uma
daquelas garotas que tinha um monte de
pôsteres de cavalos no quarto. E quando a
gente tinha algum animal lá no Wisconsin, eles
sempre estavam por lá. Eu nunca tive um
especial, um animalzinho favorito que ficava no
meu quarto ou qualquer coisa.
A parte mais embaraçosa da minha
entrevista foi que o meu pai me levou, e ficou
por lá, agindo como se fosse um cliente, ou
outra coisa. O único problema é que ele não
agiu como um cliente. Ele ficou me olhando
enquanto eu preenchia os papéis, e ficou por
perto quando Jon começou a me fazer algumas
perguntas.
A pior parte foi que meu pai estava usando
o uniforme completo do laticínio no qual ele
trabalhava. Ele parecia um peixe fora d’água
no shopping. Foi embaraçoso estar lá com ele,
mas também ao mesmo tempo, eu fiquei muito
contente por ele estar lá. Eu amo meu pai do
jeito que ele é. De verdade. É uma coisa
estranha. Eu me sinto envergonhada por estar
com ele em alguns momentos, mas eu não
gostaria que ele mudasse nem um pouquinho
porque ele é meu pai. Acontece a mesma coisa
com a minha mãe. Será que alguém mais já se
sentiu dessa mesma maneira em relação aos
pais.

20 de Setembro

QAS, eu estou com dor de cabeça.


Eu acho que eu peguei do Rick. É possível
ter uma dor de cabeça por causa de um
garoto? Eu tenho tanto para te contar sobre o
Rick. Eu acho que eu não queria escrever sobre
ele porque eu não tinha conseguido descobrir
exatamente o que estava rolando. Eu acho que
se eu tivesse tentado escrever sobre tudo isso,
eu apenas teria enchido páginas e páginas de
loucura. Então ao invés de um monte de
rasuras, aqui estão uns pensamentos:

1.Rick gosta de mim. Isto é uma coisa boa.


Eu gosto que ele esteja interessado em mim há
um bom tempo.
2.Eu gosto de jeito como o Rick faz eu me
sentir. É diferente de como eu já me senti com
qualquer outro garoto. Eu não consigo explicar
isso, exceto que o Rick me faz querer ser uma
pessoa melhor para ele.
3. O que quer que aconteça entre mim e o
Rick no momento, eu não sei o que fazer com
isso. Eu acho que eu devo deixar as coisas
acontecerem e ser compreensiva, o que quer
que isso signifique.

26 de Setembro

Eu disse compreensiva da última vez que


eu escrevi para você, QAS?
Eu acho que eu disse. Eu achei que eu
devesse ser compreensiva com o Rick. O que
ninguém diz é que ser compreensiva quer dizer
ser boa, certa e ser o melhor que você puder,
mas que também isso traga uma imensa
quantidade de dor.
Rick é um ladrão. Aí está. Eu disse. Ele
roubou minha pulseira com o “Para Sempre”
que o Ted me deu, e ele trocou numa joalheria
por um bracelete de prata com o nome dele
gravado. Quando eu percebi hoje, e ele
finalmente admitiu. Eu disse-lhe que eu não
posso sair com ele nunca mais. Foi a maior
cena e mais agonizante que você pode
imaginar. Eu ainda não consigo acreditar no
que aconteceu. E isso dói tanto. Eu diria a você
todos os detalhes horríveis, mas eu estou tão
exausta agora. Além disso, eu acho que eu não
quero gravar esse dia para lembrar dele pelo
resto da minha vida. De nenhuma parte. Eu
gostaria de poder apagar esse dia.

27 de Setembro

Querido QAS,
Eu li uma poesia em voz alta na aula de
hoje, e eu senti como se a poetisa, Christina
Rosseti, me conhecesse e conhecesse tudo o
que está acontecendo em minha vida nessas
últimas semanas. O que é surpreendente é que
ela viveu há mais de 150 anos atrás em
Londres, e mesmo assim ela expressou tudo o
que eu estou sentindo. Isso me fez pensar em
como não importa quando ou onde você vive,
porque as mulheres são as mesmas em
qualquer lugar e qualquer geração. Nós
dividimos os mesmos tipos de esperanças e
sonhos, medos e dores.
O poema é meio longo, mas é muito bom.
Aqui está o poema “Duas Vezes”, da Christina.
(E não é interessante que nós duas temos o
primeiro nome igual? Eu definitivamente vou
procurá-la no céu!).
Levei meu coração na mão
(Oh! Meu amor. Oh! Meu amor.)
Eu disse: caia ou fique em pé,
Viva eu ou morra eu,
Mais uma vez, esta vez só, ouve ou que eu digo

(Oh! Meu amor. Oh! Meu amor.)
Contudo as palavras de uma mulher são
frágeis.
Tu és que devias falar, não eu.
Tomaste meu coração em tua mão
Com um sorriso de amigo,
Com olho crítico me sondaste
E depositaste tudo no lugar.
Disseste: ainda não amadureceu,
Melhor aguardar algum tempo;
Espera, enquanto os pássaros cantam,
Eu tive que parar e fazer um comentário
aqui, QAS. Eu não contei a você o que
aconteceu com o Ted. Eu só contei a agonia do
término do namoro com o Rick. Mas eu tenho
uma história toda diferente com o Ted. Rick me
levou para jantar em Newport, e se você
consegue acreditar nisso, o Douglas era o
manobrista que estacionou o carro! Douglas
convenceu o Rick que nós deveríamos fazer
uma parada depois do jantar numa festa na
casa da Trícia, e o Ted estava lá. Eu vi o Ted
somente umas duas vezes depois da nossa
viagem a Mauí e ele me ligou algumas vezes.
Eu sinceramente acho que se ele realmente se
importasse comigo teria me dito algo na festa.
Mas ele não disse nada.
Eu fiquei na casa dos meus tios, e na
manhã seguinte e não consegui dormir direito,
então eu levantei para uma caminhada solitária
na praia. Ted também estava na praia. Ele veio
e sentou-se ao meu lado. Eu coloquei para fora
toda a coragem que eu tinha e lhe disse como
eu me sentia a respeito dele. Ele disse que eu
deveria me sentir livre para sair com quem eu
quisesse, e seria egoísmo dele tentar me
segurar enquanto ele esperava eu crescer.
Foi igualzinho a esse poema! Eu coloquei
meu coração para fora, e o Ted disse que não
estava pronto. Aqui vai o resto do poema:
Até o milho virar semente.
Ao deixá-lo, o coração partiu –
Partiu mas não gemi;
Sorri com tuas palavras,
Com o juízo que de ti ouvi;
Mas não tenho sorrido muito,
Nem indagado muito desde então,
Nem visto as flores do campo,
Nem com as aves tenho eu cantando.

Tomo o coração na minha.


Oh! Meu Deus! Oh! Meu Deus.
Meu coração partido na minha mão;
Tudo vês, tudo tens julgado.
Minha esperança fora escrito na areia.
Oh! Meu Deus. Oh! Meu Deus.
Agora que teu juízo permaneça –
Sim, julga-me agora.

Este coração condenado por um homem,


Maculado um dia por desatenção,
Toma Tu este coração a sondar,
Tanto dentro como fora;
Apura com o fogo o seu ouro,
Purifica o seu refugo –
Contudo segura-o em tua mão,
De onde ninguém poderá arrebatá-lo.

Tomo meu coração em minha mão –


Não morrerei, mas hei de viver –
Perante a Tua face estou,
Pois chamaste os tais.
Tudo o que tenho eu trago,
Tudo o que sou entrego
Sorri e eu cantarei,
Sem muito indagar.

Toda vez que eu leio esse poema eu sei que


lembrarei daquela manhã na praia com o Ted.
Eu não lhe contei o que ele me disse depois
que falou que eu precisava crescer. Ele me
disse que estava indo para Oahu. Ah, sim, Oahu
fica no Havaí. Ele foi embora no dia seguinte e
ia ficar com o amigo dele, o Kimo. Não como
uma visita, mas ia morar com ele.
Eu sei que eu pensei que nunca mais veria
o Ted de novo quando ele mudou para a Flórida
com a mãe dele. Mas agora eu realmente sei
que ele foi por uma boa causa. Eu queria ter
dito a ele como eu me sinto a respeito disso,
mas também não tenho muita certeza. Eu me
sinto como a Christina disse no poema dela: eu
estou entregando meu coração partido para
Deus e eu vou esperar Nele e confiar Nele.

22 de Outubro

Mais querido, mais amável e mais gentil de


todos os Amigos Silenciosos,
Eu acho que você ia gostar da minha
professora de Literatura. Eu realmente gosto
dos tipos de trabalhos que ela tem nos dado.
Primeiro aquele trabalho de poesia, no qual eu
descobri a Christina Rosseti, e agora nós temos
que escrever sobre amizade. Talvez eu deva
escrever sobre você e as alegrias de confiar
todos os meus segredos a um Querido Amigo
Silencioso.
Aqui estão algumas citações da apostila
que ela nos deu para fazer o trabalho:
“Amigos? Sim, por favor!” Charles Dickens
“Minha riqueza são os meus amigos.”
Constantino
“A amizade é mais rara que o amor e dura
mais.” Jeremy Taylor
“A linguagem da amizade não são palavras,
mas significados. Isto é, a inteligência acima da
linguagem.” Henry David Thoreau
“O único jeito de ter um amigo e sendo
um.” Ralph Waldo Emerson
“A amizade é como o refúgio de uma
árvore.” Samuel Taylor Coleridge
“Não existem amigos como um velho
amigo, que tenha dividido nossa manhãs, não
existem saudações como o seu ‘seja bem-
vindo’, nem honras com a sua admiração.”
Oliver Wendell Holmes
Eu gostaria de acrescentar meu próprio
pensamento sobre amizade.
“Amigos vêm e vão, mas os verdadeiros,
amigos para sempre nunca estão mais longe do
que a esquina secreta do seu coração.”

1º de Novembro

Tudo bem pode rir agora, QAS. Mas evite


movimentar-se.
Eu concordei em entrar para a equipe de
esqui com a Katie, e agora nós vamos fazer
uma viagem para o Lago Tahoe no feriado de
Ações de Graças. Eu sei, eu sei. Eu de esquis?
Isso será interessante.
Nós estamos tentando vender barras de
chocolate para arrecadar dinheiro para nossa
viagem, mas Katie comeu quase todas as
barras dela. Eu peguei algumas e levei para o
trabalho, e o Jon é tão legal. Ele me deixou
colocá-las próxima a caixa registradora. Então
as pessoas estão comprando-as! Eu tenho o
melhor chefe do mundo. Ele é um cara único,
mas tem se tornado incompreensível
ultimamente.

9 de Novembro

Olá, QAmigoS!
Hoje à noite na reunião do grupo de jovens,
Luke pediu para que escrevêssemos pelo que
éramos gratos. Aqui está minha lista:
“Sou grata por meus pais, por esta casa,
pela minha saúde e todas as bênçãos que Deus
nos deu, como o alimento e o vestuário. Sou
grata pelas minhas amizades e...Sou grata pelo
Ted. Pelo Rick. Pela Katie. E por meu emprego.
Minha igreja, meu relacionamento com Jesus, e
porque posso conversar com Ele a qualquer
hora e em qualquer lugar. Amém.”
Isto foi o que eu escrevi. Fiquei um pouco
surpresa por Ted e Rick estarem na minha lista,
já que os dois foram banidos da minha vida.
Mas depois eu percebi que eu sou grata por
tudo que aprendi com eles. Não que tenha sido
sempre fácil e divertido. Eu não sou grata pela
dor. Mas eu sou grata pelas experiências e pelo
que eu adquiri com elas.

28 de Novembro

Bem, QAS, eu vi o Rick.


Ele veio com o Douglas no domingo. Eu
estava dormindo no sofá porque estava muito
cansada da excursão com q equipe de esqui, a
qual, por sinal foi uma aventura completa em
cada momento. Primeiro eu vou contar-lhe
sobre o Rick. Ele mal olhou para mim. Ele
estava pegando uma carona de volta para a
universidade com o Douglas, e quando o
Douglas resolveu passar na minha casa, Rick
teve que vir junto também.
Eu acho que o Rick é um daqueles caras
que tem que ser ou tudo ou nada. Ou eu sou
completamente devotada à ele, ou estou na
lista de pessoas que são ignoradas. Eu queria
que não fosse dessa maneira. Esta é uma das
coisas que eu gosto no Ted. Ele é o mesmo com
todo mundo o tempo todo. Ted leva suas
amizades a sério.
Mas o que é que eu estou dizendo? Ted, o
maior silencioso, o único que é mais silencioso
que você agora, ainda está no Havaí. Eu acho.
Douglas não disse nada a respeito do Ted,
então eu acho que ele ainda está lá com o
coração aberto para o surfe.
Rick percebeu que eu estava com a pulseira
do Ted no meu punho. Eu posso dizer que ele
pareceu bem surpreso.Será que ele sabe que
eu comprei de volta na mesma joalheria que
ele trocou a pulseira? Pelo menos, eu paguei
pela metade. Eu não sei quem pagou o restante
para mim. Eu ainda estou brava com o Rick por
ele ter roubado minha pulseira “Para Sempre”
de mim.
A única parte boa de ter visto o Rick foi
saber que ele está saindo com um grupo de
cristãos verdadeiros que parecem estar
exercendo uma boa influência sobre ele. Estou
feliz por isso.
A parte estranha foi que eu realmente não
senti nada quando o vi. Quero dizer, fiquei um
pouco nervosa, mas eu não fiquei nervosa ou
preocupada por ele notar como eu estava.
Como os sentimentos podem mudar dessa
maneira?
A única coisa que não mudou nesse Ações
de Graças foi a minha amizade com a Katie.
Ficou meio balançada durante a excursão de
esqui, mas no final de tudo nós acabamos
ficando mais amigas do que já éramos. Eu
aprendi muito a confiar nas pessoas certas.
Katie precisou que eu acreditasse nela e
estivesse do lado dela quando algumas garotas
na viagem tentaram me levar para o lado delas
contra a Katie. Eu não concordei com a Katie no
começo, pelo menos, não do jeito que ela
queria que eu estivesse ao lado dela. Eu queria
ter ficado ao lado dela. Tudo o que eu posso
dizer é que fico feliz por ela perdoar tão fácil e
ser uma amiga tão graciosa.

O outro grande evento na viagem de esqui


foi que eu caí em cima do instrutor de esqui.
Sim, eu literalmente caí em cima dele. Eu ainda
não acredito que eu sou tão desengonçada às
vezes. Eu acho que eu deveria tentar esquiar
de novo, só que eu gostaria de ir em paz
sabendo que seria sem um monte de pessoas
me olhando. Foi engraçado. Eu acho.

30 de Novembro

Adivinha o que eu tenho, QASilencioso?


Um coco do Havaí! Você deveria vê-lo. Ted
me enviou um coco, e escreveu uma referência
bíblica nele. Ele escreveu “Fil. 1:7” O homem do
correio disse que eu tinha recebido um
embrulho ,de um “Fil”, e eu disse que eu não
conhecia ninguém chamado Fil. Foi tão
engraçado. Katie estava lá e nós rimos muito. O
verso em Filipenses, você sabe. Diz, “guardo-a
em meu coração”.
Não é a coisa mais romântica que você já
ouviu? Aqui estava eu pensando que Ted
estava tão distante, e ele me manda um coco e
me diz numa linguagem secreta, romântica e
santa que ele está pensando em mim. Ted me
guarda no coração dele. Ahh. Eu também o
guardo em meu coração. Mas isso você já
sabia, não sabia?

16 de Janeiro

Senti a sua falta, Querido Amigo Silencioso!


Minha família foi para as montanhas com o
tio Bob e a tia Marta no Natal, e eu queria ter te
levado comigo. Eu pensei e refleti muito, e se
você estivesse comigo, você poderia ter
guardado aqueles pensamentos para mim.
Duas semanas se passaram desde o Natal e
eu temo ter esquecido algumas das coisas que
eu pensei.
Eu não acredito que já se passaram desse
ano Novo. Todos os meus professores estão nos
dando lições como loucos! Eu tenho um
trabalho de história para sexta, e eu nem
comecei. Eu acabei fazendo hora extra lá na
loja a semana passada, e assim que eu
chegava em casa eu desabava. Meu quarto
está uma bagunça. Eu não gosto de me sentir
atrás de uma pilha de trabalhos de casa ou de
desorganização.
Agora as boas novas, a razão de eu estar
tão ocupada. Ted está de volta do Havaí! Ele
voltou no dia do ano Novo e apareceu na festa
na casa dos meus tios com leis de plumerias e
abraços para todos. Ele contou histórias
fantásticas sobre suas aventuras.
Nós nos vimos umas três vezes desde que
ele voltou, e eu acho que todos os meus velhos
sentimentos por ele estão mais fortes do que
nunca. O aniversário dele foi há dois dias atrás.
Eu fiz uma porção de cookies de chocolate para
ele e dei-lhe uma vale-presente de uma loja de
esportes, na qual eles têm materiais para
skate, porque ele disse que o skate dele
precisava de rodinhas novas. Foi uma boa
escolha. Ele pareceu realmente gostar.

No dia do aniversário dele nós fomos ver


uma exibição em Laguna, que não fica muito
longe da onde ele mora. Estava tendo uma
grande exibição de pranchas antigas e outras
coleções antigas de praia dos anos 60. Uma
das antigas pranchas de madeira tinha se
transformado num banco, o que Ted achou o
máximo. Não era muito confortável, mas eu
concordo que ficou muito legal num canto em
baixo de uma palmeira artificial e um conjunto
de tambores.
Minha mãe foi muito legal. Ele me levou até
lá e foi jantar com a tia Marta enquanto eu e
Ted fomos à exibição. Depois teve um bolo de
aniversário na casa dos meus tios, e minha
mãe me trouxe para casa. Eu adoraria ter
ficado mais tempo, mas fiquei contente de ter
passado o aniversário do Ted com ele. Eu acho
que foi um dos momentos mais engraçados que
eu e o Ted já passamos juntos. E eu não ficaria
surpresa se a próxima vez que nós nos
víssemos ele tiver transformado sua antiga
prancha “Naranja”, num banco como aquele
que nós vimos!

1º de Fevereiro

Eu preciso de um novo par de sapatos, QAS.


Você não está contente que eu contei para
você? Eu só tenho realmente um par que eu
gosto de usar, e eles já estão abrindo do lado.
Eu vi um par que eu gostei, mas eu nem
experimentei porque eram muito caros. Agora
eu tenho que decidir se eu tento achar outro
par, ou se eu devo esperar para que esses
entrem em promoção. Se entrarem em
promoção de 60%, eu poderei comprá-los. Mas
quais são as chances do preço abaixar tanto,
principalmente nas próximas semanas? Eu sei.
Estou sonhando. Eu preciso encarar a realidade
e procurar outro par.
Agora, se eu pedisse para tia Marta
comprá-los para mim, eu sei que ela compraria,
e o preço nem a faria piscar. Mas eu não sinto
que isso é certo. Eu sei que a Marta gosta de
comprar roupas para mim, e ela nunca agiu
como se isso fosse algum sacrifício.
Eu simplesmente não sei como minha mãe
se sente quando a Marta tem o bastante para
comprar coisas que os meus pais não podem. É
muito mais importante para mim que eu tenha
zelo pelas coisas que eu tenho do que
colecionar mais coisas. Meus pais me
ensinaram isso. Meu pai prefere consertar as
coisas quando elas quebram do que sair para
comprar outras novas. Minha mãe tem menos
roupas do que qualquer pessoa que eu
conheço, mas ela sempre está com boa
aparência e nunca reclama. Eu acho que existe
certa dignidade em fazer as coisas com o que
você tiver.
Mas eu ainda definitivamente preciso de
um novo par de sapatos.
Definitivamente.

4 de Abril

Você está ouvindo o vento, QAS?


Está chovendo já faz cinco dias. Úmido, frio
e nublado. Nós costumávamos ter dias de
primavera assim no Wisconsin, mas eu não me
lembro de ter visto tanto chuva desde que nos
mudamos para cá. É meio depressivo.

28 de Maio

Olá, QAS,
Minha vida tem sido cheio de escola, igreja,
trabalho, e amigos. Desculpa, eu nunca mais
escrevi em você. Ontem foi aniversário da
Katie, e nós fizemos uma grande festa numa
pizzaria chamada Sam. Eu planejei uma
surpresa e convidei todo mundo que eu lembrei
da escola e da igreja. Eu disse-lhe que queria
levá-la para sair por causa do aniversário e que
isso seria o meu presente, mas tudo o que eu
poderia bancar era uma pizza no Sam. Eu não
sei se ela suspeitou ou não, mas ela foi sem
nenhuma reclamação.
Nós fizemos uma guerrinha com balinhas
de gelatina em forma de minhocas, que um dos
meninos trouxe. Nós fizemos aquelas minhocas
molengas voarem por todos os cantos. Uma
grudou no meu cabelo e outra deslizou pela
camiseta da Katie. O mais nojento foi quando
aqueles caras colocavam elas nas paredes para
que elas deslizassem e depois as pegavam de
volta e jogavam em nós.
Ted e Douglas vieram. Eles disseram que
tentaram convencer o Rick a vir, mas ele tinha
um encontro. Nós estamos surpresos? Ted,
Douglas e Rick são colegas de quarto em São
Diego. Sim, isto que é uma surpresa. Uma
pessoa nunca sabe quais relacionamentos
voltarão a ficar por perto de novo.

11 de Junho

Querido Amigo do Silêncio,


Amanhã é o último dia de aula. Meu
segundo ano no colegial passou tão rápido! Eu
acho que esse foi o ano mais duro, com uma
montanha de deveres da escola e tentando
balancear escola, com trabalho, amigos e tudo
mais. Eu me sinto muito melancólica essa
noite. É como se estivesse faltando alguma
coisa, porque eu não tenho nada programado
para esse verão.
Dois verões atrás eu fui para Califórnia para
ficar como Bob e Marta. No verão passado a
Paula veio, e nós acabamos indo para Mauí.
Mas nesse verão não tem absolutamente nada
programado. Nem mesmo umas férias em
família. E quem sabe como eu vou conseguir
ver o Ted já que ele disse que vai trabalhar e
talvez fazer alguns cursos de verão na
faculdade.
Katie quer ir para um acampamento do
grupo de jovens com a igreja. Eu acho que isso
soa cada vez mais e mais como uma boa idéia.
Eu vou conversar com o Lucas para ver se eu
ainda posso me inscrever.
Meu irmão está jogando na Liga infantil de
Basebol, e ele marcou duas bases na semana
passada. Eu acho que foi o ápice da vida dele.
David ainda é um pestinha, mas quanto mais
ele cresce mais tolerável ele fica. Eu acho que
ele vai se tornar um garoto legal até chegar ao
colegial. Aí eu já vou estar fora cursando
faculdade, e não vou vê-lo muito. Não é
engraçado eu estar pensando nisso agora? E
que eu me sinta triste por não estar perto do
meu irmão quando ele estiver no colegial? Eu
te disse que eu estava me sentindo
melancólica.

10 de Julho

QAS, você me lembra de pedir mais


detalhes para Katie a próxima vez que ela me
pedir para fazer qualquer coisa?
Eu não acredito nisso. Katie me convidou
para ir ao acampamento, mas agora ela não
vai. A pior parte disso é que eu pensei que nós
seríamos os acampantes quando ela começou a
sonhar com esse acampamento. Mas não, ela
nos inscreveu para sermos conselheiras. E
Katie Weldon, a grande FURONA, vai ficar em
casa.
Na verdade, não é culpa dela. E ela não é
realmente um furona. Os pais dela agem de
maneira estranha sobre a Katie estar envolvida
em várias atividades na igreja. Quando eles
descobriram que o acampamento era
evangélico, eles não permitiram que ela fosse.
Eu a admiro por honrar a decisão dos pais dela,
mesmo quando parece injusta e fora de
questão. Katie é mais paciente do que eu acho
que eu seria nas mesmas circunstâncias.
A coisa funciona assim, quando Katie se
submete às decisões dos pais dela, eu vejo
Deus fazer suas “coisa de Deus” na vida dela.
(Essa é a forma que a Katie chama quando
acontecem coisas sem explicação, mas você
olha para trás e tudo o que você pode dizer é
que Deus fez aquilo. Isso que significa uma
“Coisa de Deus”). E Deus abençoa a Katie de
uma maneira especial pela obediência dela.
Esse é o motivo de eu não poder ficar tão
frustrada com ela por ela ter desistido de ir ao
acampamento. Não é realmente culpa ou
escolha dela, e eu quero apoiá-la em suas
decisões mesmo quando for difícil para mim.

21 de Julho

De volta do Acampamento Wildwood, QAS,


Você deveria ter ido! Na verdade, eu estou
contente por não ter levado você. As garotas
do meu chalé teriam descoberto você no
primeiro dia, lido todos os meus segredos, e daí
me torturado o resto da semana. Sim, foi bom
para você ter ficado em casa.
Foi uma semana interessante. Esta é a
única palavra que me vem à mente quando eu
tento descrevê-la. Eu aprendi que eu não faço
muito o tipo conselheira, embora eu tenha sido
muito melhor no final da semana do que eu fui
nos primeiros dias.
Eu também aprendi que picadas de
formigas vermelhas são umas das experiências
mais torturantes que existem. Um exército
inteiro de formigas vermelhas me atacou no
último dia quando eu me escondi dentro de um
buraco no tronco de uma árvore para a caçada
de conselheiros. Minhas pernas ficaram
cobertas com picadas. Cobertas mesmo. Foi
terrível. Eu passei a última noite na enfermaria.

Minha música favorita do acampamento foi


uma que eu já tinha escutado antes. Douglas e
Ted cantaram quando Katie e eu fomos visitar a
reunião dos “Amigos de Deus” em São Diego
algumas semanas atrás. Faz parte de um
versículo da Bíblia:

Nem olhos viram


Nem ouvidos ouviram
Nem se encontrou em coração humano
As coisas que Deus preparou
Para aqueles que o amam.

23 de Julho

Querido AS,
Katie me ligou a última vez que eu estava
escrevendo e depois eu tive que ir trabalhar,
então eu nunca mais terminei o que estava
escrevendo. Eu queria escrever mais sobre o
acampamento porque algumas coisas boas
aconteceram lá. O melhor de tudo foi que a
Sara veio me visitar na enfermaria, e ela disse
que queria entregar o coração ao Senhor. Eu
tinha tentado “pregar” para aquelas garotas a
semana inteira e pensava que eu tinha falhado.
Aí a pequena Sara decidiu que queria se tornar
cristã, e foi até a enfermaria para me perguntar
como. Eu fiquei maravilhada.
A outra coisa boa que aconteceu foi que eu
aprendi uma coisa sobre mim e os garotos. Eu
sei, eu falo sobre garotos o tempo todo, não
falo? Eu não acho que eu seja obcecada por
garotos ou coisa alguma. Eu apenas estou
aprendendo. Mais para frente, eu quero poder
me lembrar o que eu aprendi para não cometer
os mesmos erros – o tipo de erro que eu cometi
com o Jason no acampamento.
Eu fiquei focando muito do meu tempo nele
e fazendo o joguinho de ser sua paquera de
acampamento de verão.
O passeio de canoa que ele me levou foi
engraçado e memorável.
O que eu aprendi é que eu sou muito aberta
para tudo que entra no meu caminho que
algumas coisas invadem a minha vida, e eu não
consigo discernir no momento se tal coisa é
boa ou não.
Eu não decido no momento que acontece o
que eu quero e o que é importante. Eu
geralmente deixo as coisas acontecerem, e
então eu as avalio mais tarde. Eu acho que é
isso que eu estou fazendo agora.
E a minha avaliação é que eu deveria ter
percebido no começo da semana que o Jason é
o tipo de cara que tem uma “namorada”
diferente toda semana. Quando ele se mostrou
interessado em mim, eu simplesmente era a
namorada que ele escolheu para aquela
semana. Se eu tivesse percebido isso, eu
provavelmente teria passado um tempo com
ele e teria feito o passeio de canoa, mas eu não
teria dado tanta atenção como se aquilo tivesse
um significado de verdade para ele.
Isso faz sentido? É como se não tivesse
problemas em desenvolver certos tipos de
amizade desde que eu perceba no início que é
apenas mais alguém na cena da minha vida. Eu
não preciso agir sempre como se tudo fosse
muito importante.
Minha mãe quer que eu a ajude a preparar
o jantar para a noite, então é melhor eu ir. Ela
diz que eu não sei cozinhar, e que é melhor eu
aprender algumas coisas antes que eu cresça e
saia de casa. Ela diz que se eu mudasse agora,
tudo que eu saberia fazer seria ovos estalados
e torradas. Eu não lhe disse isso, mas ovos
estalados me lembram o café da manhã que eu
preparei para o Ted na praia e as gaivotas
comeram tudo. Eu acho que já é hora do Ted e
eu tentarmos outra vez um café da manhã na
praia. Dessa vez nós vamos manter os pássaros
bem longe.

12 de Agosto

Saudações em uma noite muito quente,


QAS!
Eu estou com um ventilador bem cima de
mim agora, mas ainda está tão quente no meu
quarto que eu não sei se vou conseguir dormir.
O homem da meteorologia disse no noticiário
esta noite que quebramos um recorde de altas
temperaturas ontem e hoje. Nos jornais
disseram que da última vez que fez tanto calor
assim em
Escondido foi em agosto de 1934 ou algo
parecido. Minhas mãos estão grudando nas
páginas enquanto eu escrevo. Credo! Está tão
quente!
Minha tia está planejando um final de verão
fora. Ela e meu tio alugaram um iate no Lago
Shasta, e nós vamos em uma semana e
meia.Ted vai vir! Também A Katie e o Douglas.
Essa vai ser a melhor viagem de todas. Eu
tenho que admitir, eu adoro ser mimada pela
minha tia. Ela realmente consegue planejar a
minha vida social, e mesmo que isso me encha
às vezes, eu percebi como é bom ter
oportunidade para ir a lugares gostosos e fazer
coisas divertidas como esta com meus amigos.
Ted ligou ontem a noite. Eu ia dizer como o
futuro parece ser tão misterioso. Eu estou
prestes a começar meu último ano no colegial,
e eu ainda não consegui me dar conta de como
o último ano passou tão rápido. Ted está para
começar seu segundo ano na faculdade, e ele
precisa tomar algumas decisões sólidas sobre
suas disciplinas e sua formação.
Ted disse, “Eu fico contente que Deus
esteja planejando mesmo quando nós não
estamos. Deus está sempre adiantado. A
qualquer lugar que formos Ele já esteve lá”.
Eu gostei disso. Deus está sempre
adiantado. Ele já esteve lá. Ele já traçou o
caminho para nós seguirmos. O principal desejo
do meu coração é permanecer no caminho, não
sair do meu percurso e não desperdiçar minha
vida num percurso que não é a primeira e a
melhor escolha de Deus para mim.

4 de Setembro

Eu tenho apenas uns minutos, QAS,

Mas eu tenho que contar a você minhas


novidades maravilhosas. Ted e eu estamos
oficialmente namorando. Nós tivemos uma
conversa romântica na nossa primeira manhã
no Lago Shasta, e nós decidimos que o próximo
passo para nós era sermos um casal e
começarmos a ficarmos mais tempo juntos.
Isso é tãããããoooooooo maravilhoso!
Ele virá nesse fim de semana para nós
sairmos. Eu mal posso esperar para vê-lo. Nós
passamos um tempo ótimo no iate. Ele é tão
lindo.Eu gosto dele mais do que eu posso dizer.
Nós caminhamos tanto e esperamos tanto
tempo para chegarmos nesse nível em nosso
relacionamento. Eu acho que eu nunca estive
tão feliz. Eu acho que o Ted está feliz também.
Eu sinto como se o nosso relacionamento
ficasse mais forte à medida que vamos nos
aproximando mais de Deus. Isso não é
tremendo?
Eu tentei explicar isso para minha mãe
outro dia, mas eu não achei as palavras certas.
É um amor misterioso.
Hoje é o primeiro dia do meu último ano no
colegial, e eu tenho que correr. Katie e eu
vamos juntas, e você sabe como ela não gosta
de esperar por qualquer coisa, né?!

8 de Setembro

QAS,
Estou tão preocupada com a Katie. Nós
conhecemos um cara, um estudante em
intercâmbio da Irlanda, no primeiro dia de aula.
E eu acho que ela está ficando caidinha por ele
de um jeito imenso.

17 de Setembro

Katie e Michael estão juntos agora. Eu não


bem em relação a isso. Ted e eu os
encontramos no cinema semana passada.Nós
fomos todos juntos e depois saímos para comer
torta. Eu não creio que Michael seja cristão. O
que a Katie está pensando?
28 de Setembro

Oi p’ra você, Querido Amigo Silencioso,


Nós celebramos o aniversário do meu pai
hoje, eu comprei para ele uma lanterna. Eu sei.
Isto soa como um presente estúpido, mas ele
gosta dessas coisas. Ted sugeriu que eu
também desse um cartão, então eu acabei
escrevendo a redação que eu tinha feito para
aula, na qual eu descrevia meu pai. Ele leu e
acabou chorando. Aí minha mãe começou a
chorar, e eu acabei com lágrimas nos olhos
também. Ted estava certo. Ele disse que os
pais sempre gostam de ouvir que eles estão
fazendo alguma coisa certa. Meu pai realmente
gostou.
Isto me fez pensar sobre meu Pai Celeste.
Eu não digo com muita freqüência como eu me
sinto sobre Ele. Eu sei que Ele me ama, mesmo
que eu nunca entenda o quanto. E eu O amo,
mesmo que eu não ache que eu consiga dizer a
Ele o quanto.
Pai Celeste,
Eu quero separar essa hora para te dizer o
quanto eu te amo. Não é suficiente apenas eu
perceber que eu não te falo isso. Eu preciso te
falar. Tu és Tremendo, Deus. Tu criaste os céus,
a terra e tudo que neles há, e ainda se
preocupou com as pessoas, mesmo nós sendo
tão pequenos. Tu se importas com o que
acontece conosco, e mais do eu isso, Tu queres
ter um relacionamento conosco.
Obrigada, Deus, por me procurar e buscar
um relacionamento comigo. Eu te amo. Eu olho
para trás e vejo tantas ocasiões quando Tu
estavas trabalhando e fazendo suas “coisas de
Deus”, mesmo que na hora eu não tenha
reconhecido o que estava acontecendo. Tu tens
feito tanto por mim.
Obrigado. Eu amo o jeito como Tu me
consolas e me dá paz nas horas turbulentas. Tu
provês todas as minhas necessidades e muitos
dos meus desejos... algumas vezes antes
mesmo que eu peça. É maravilhoso para mim
que Tu se importes tanto comigo.
Muito obrigada, Senhor. Obrigada.

4 de Outubro

Você gostou da sua nova estante,


QASilencioso?
Você ainda está sentindo o cheiro de tinta
fresca? Era para estar seca, mas quando eu
entrei no quarto depois da porta ter ficado
fechada o dia todo, eu consegui sentir o cheiro.
Eu comprei a sua nova estante num bazar de
quintal na semana passada, e o Ted me ajudou
a pintá-la na casa do Bob a da Marta. Ficou
perfeita no canto do meu quarto. Toda vez que
eu olho para ela tenho um sensação agradável.
Alguns minutos atrás eu estava lembrando da
“guerrinha de tinta” que o Ted e eu fizemos
enquanto estávamos pintando a estante. Você
está vendo o meu rosto? Estou sorrindo com a
lembrança.
As coisas estão tão bem com o Ted. Ele é
um cara maravilhoso. Algumas vezes eu sinto
que o meu coração está tão cheio de
admiração e apreciação por ele que se eu
desse mais uma pitada, meu coração
explodiria. Algumas vezes eu penso, será que
isso é amor? Como você sabe que está
realmente apaixonada? Quanto do nosso
sentimento devemos perceber e quanto nós
devemos apenas sentir?
Me sinto delirando de felicidade essa noite.
Feliz por estar viva e bem. Deus parece estar
tão perto agora.
Quando nós estávamos na viagem de
barco, o Ted e eu saímos de manhã para
passear de bote e o céu estava lindo. Ted citou
um versículo de Naum, “As nuvens são o pó dos
Seus pés”. Agora toda vez que eu olho para
cima e vejo nuvens fofas, eu penso que Deus
esteve andando pelo céu.
Alguns meses atrás nós tivemos um
preletor na igreja e ele citou um versículo que
diz que o Espírito de Deus ronda a face da terra
buscando pelo menos uma pessoa que seja
obediente e fiel à Ele.
Isso é o que eu penso quando vejo as
nuvens. O Espírito de Deus está rondando a
face da terra de novo, buscando aqueles que O
amam acima de tudo. Eu quero ser uma desses
poucos obedientes e amantes fiéis de Deus. Eu
me sinto como se eu tivesse tanto para
percorrer e para aprender. Eu não quero
apenas ler minha Bíblia, mas quero também
estuda - lá mais. Eu quero ir mais fundo no meu
relacionamento com o Senhor, para que
quando Ele falar nos seus cochichos pequenos
e pouco audíveis, eu possa ouvi-lo.

6 de Janeiro

Me desculpa, QAS,
Eu tenho negligenciado você. Quanto
tempo passou desde a última vez que eu te
abri? Três meses? Tenho sentido sua falta.
Eu não posso te deixar por dentro de tudo,
mas eu quero escrever algumas coisas que me
marcaram para que eu possa lembrar dessa
fase da minha vida. Meu último ano tem sido
tão cheio!
Katie e eu temos passado pelo nosso maior
teste. Ela continua com aquele namorado,
Michael. E ele mudou. Muito. Eu sinto como se
ela e eu estivéssemos separadas por milhas de
distância. Eu tenho estado tão ocupada com a
escola, trabalho, igreja, Ted, minha família que
eu não me esforcei o bastante para continuar
perto da Katie. Nós costumávamos ter uma
amizade fantástica. Eu não quero deixar isso ir
embora.
Ted vem me dizendo sempre para eu orar
pela Katie, e eu tenho orado, mas eu não vi
nada mudar. Ela e Michael estão se
aproximando cada vez mais, e ela e eu
estamos nos afastando mais e mais, Isso é
deprimente.
O aniversário do Ted está chegando, dia 14,
e eu não sei o que comprar para ele. Ele e eu
temos conversado sobre o que fazer, mas nada
parece que vai dar certo. Isso também está me
deprimindo. Eu não quero que o aniversário se
vá sem que nós tenhamos feito algo
memorável.
A outra coisa que eu quero escrever para
lembrar depois é que eu estou adorando
participar do anuário da escola e tirar fotos. É
muito trabalhoso e difícil, e aquele cara o Fred,
tem me deixado louca. Mas de pouquinho em
pouquinho, estou aprendendo a gostar disso.

13 de Maio

Querido Amigo Silencioso, estou muito


contente de poder falar com você.
Eu passei a última hora lendo todo esse
diário, e eu estou maravilhada como a minha
vida tem mudado. Tanta coisa tem acontecido.
Eu contente porque você sempre esteve
presente para mim em todos esses anos. Você
tem sido silencioso, mas quando eu voltei para
ler todos esses segredos que você tem ouvido
de mim, parecia que você estava falando do
cantinho mais profundo do meu coração. Eu
pude ver Deus em pleno trabalho na minha
vida.
E esse noite eu precisava ver isso. Eu fiz
uma coisa hoje que eu acho que eu posso
acabar me arrependendo, ou pelo menos achar
que poderia ter pensado duas vezes por um
bom tempo antes de ter feito o que fiz.
Eu terminei com o Ted.
Eu não consigo acreditar que eu estou
sentada aqui, dizendo isso para você, e que eu
não estou partida no meio. Eu me sinto
paralisada, adormecida.
Minha razão para terminar com ele foi até
meio nobre, na verdade. Ted recebeu um
convite para ir para uma organização
missionária com um grupo o qual ele fez
contato algum tempo atrás. Isso é o que ele
sempre quis fazer. E ele não estava querendo ir
porque estávamos juntos agora e as coisas têm
sido tão maravilhosas. Por isso eu tive que ser
a terminou o relacionamento, para deixá-lo ir.
Eu nunca achei que teria que fazer algo assim.
Eu devolvi a ele a pulseira com a inscrição
para sempre enquanto nós estávamos na praia
assistindo o sol se pôr. Ele caiu na areia e
chorou. Ele chorou, QAS! Eu não posso começar
a te dizer como eu me senti agora. Ver aquelas
lágrimas? Elas eram minhas. E eram somente o
começo.
Nós não trocamos uma palavra no caminho
de volta para casa. E depois ele me deixou na
porta de casa, virou e se foi. Nem ao menos um
adeus!
Oh, o que foi que eu fiz? No que eu estava
pensando? Eu tive tanta certeza que era o que
Deus queria de mim. Mas por quê? E se
realmente era o que Deus queria realmente,
doeria tanto assim?
Eu me sinto exausta. Eu queria te contar
mais, mas eu não consigo no momento.

24 de Junho

Eu estou escrevendo isso com as mãos


hesitantes, QAS.
Eu não sei se confio mos meus sentimentos
no momento. Eles têm estado tão
embaralhados nas últimas semanas.
Ted se foi.
Ele nunca ligou, nunca me deu um adeus
especial. Ele apenas se foi. Algumas vezes eu
tenho certeza de que fiz a escolha certa. Outras
vezes, como agora, eu padeço pensando que
eu cometi o pior erro da minha vida. Eu tenho
maquinado centenas de maneira de trazer ele
de volta, mas eu não fui a fundo com nenhum
de meus planos.
Toda essa fase em nossas vidas é muito
maior do que eu. Maio do que nós dois. É como
se isso fosse sobre outra coisa. Um teste
talvez? Deus nos testa para saber se falamos
realmente a verdade quando nós dizemos que
O amamos mais do que tudo ou do que todos?
Ou isso é uma forma de tortura e autopunição
que não precisava ter acontecido? Eu digo será
que n eu ouvi Deus? Ou talvez lá no fundo, de
uma forma subconsciente, eu queria que o Ted
se fosse? Será que eu me senti em pânico por
estar ficando mais íntima ou por estar tão
absorvida por ele quando eu tenho que tomar
decisões que mudarão minha vida, como para
qual faculdade eu vou no outono? O que eu
quero ser quando crescer?
Eu não sei. Eu estou me questionando duas
vezes em tudo. Eu enlouqueci por um tempo, e
agora eu estou tendo essa calma e paz, e eu
sei que Deus continua no controle. Deixa eu me
lembrar disso outra vez.

ELE ainda tem um plano e está trabalhando


nele. ELE ainda é prioridade em qualquer
decisão que eu tomar ou qualquer coisa que eu
fizer. Ele é Deus.
O único elemento confuso nessa história é o
Douglas. Ele apareceu de repente na minha
vida de uma forma, como se ele pudesse
substituir o Ted em seu lugar. Eu aprecio toda a
atenção que ele me dá, mas eu não consigo
perceber o que está acontecendo com ele.
Eu preciso ir para o trabalho. Eu vou
espalhar o resto de todas as minhas
inseguranças por outras de suas páginas em
um ou dois dias. Você poderá guardá-las para
mim, se não se importar. Então talvez um dia
eu volte para reler essas palavras loucas, e
tudo isso fará sentido. Ou talvez ainda não faça
sentido algum. Mas pelo menos eu saberei que
bem no meio dessa confusão toda eu estava
tentando confiar em Deus. Tentando entender
e fazer a coisa certa.

26 de Junho
Olá para você, QAS!
Eu imagino que depois das últimas
anotações você deva ter pensado que eu nunca
mais teria uma palavra feliz para escrever. Mas
hoje eu tenho. Katie e eu fomos para praia essa
tarde, apenas nós duas, e tivemos a melhor
tarde! Ela terminou com o Michael alguns
meses atrás. Eu nunca te contei, né? Foi mais
ou menos na mesma época que eu terminei
com o Ted, eu acho que isso tomou o primeiro
lugar, acima do coração quebrado da Katie.
Ela e eu nos chamamos de as “mulheres
viúvas”, e isso nos permitiu passar tardes na
praia e assistir filmes que nós duas
pudéssemos chorar com um pacote extra
grande de pipoca entre nós.
Na próxima semana minha família vai voar
de volta para o Wisconsin para o aniversário de
cinqüenta anos de casamento dos meus avós.
Essa é a primeira férias que passaremos juntos
depois de um longo tempo. Eu estou ansiosa
por isso. A única coisa pela qual não estou
esperando é a possibilidade de rever a Paula.
Eu não me comunico com ela faz tanto tempo.
Vai ser estranho ver a Paula de novo.

3 de Julho

Querido AS,
O que é o amor? Como as pessoas sabem
que elas estão amando realmente?O que faz o
amor acabar? Eu acho que é importante pensar
sobre isso e decidir o que é prioridade para
mim.
Essa noite meus avós celebraram cinqüenta
anos de casamento na igreja que eu cresci. Eu
perguntei a eles como eles sabiam que
estavam amando e como eles sabiam quem era
a pessoa certa para casar. Eles me deram
diversas respostas. A vó me disse que o amor é
uma das decisões tomadas a partir de
pequenas escolhas feitas todos os dias e que
constroem a decisão original. O vô foi mais
engraçado, Ele disse que tem a ver com o que
vocês têm em comum.
Aqui estão duas palavras que eu quero
refletir sobre quando surgiram os
relacionamentos: comprometimento e
intimidade. Eu acho que comprometimento
precisa ser a base par qualquer
relacionamento. Igual quando eu não consegui
ter um relacionamento profundo crescente com
Cristo até eu ter feito um compromisso com
ELE. Com intimidade eu acho que é conhecer o
coração da outra pessoa de uma maneira
especial para que você possa dividir e valorizar
as mesmas coisas que são importantes para
elas.
Eu nunca percebi isso antes, mas eu quero
mais dessa intimidade como SENHOR. Eu quero
dividir e valorizar as coisas que são
importantes para ELE. Eu quero saber o que
existe no coração DELE.
E eu sei que Deus quer esse tipo de
intimidade comigo. ELE sabe de todas as coisas
que eu tranquei no cantinho secreto do meu
coração, e ELE quer dividir isso comigo.
Nossa! Eu tive um desses momentos no
qual tudo se torna claro. Eu percebi que o Deus
Poderoso escolheu ter um compromisso e
intimidade comigo. Amor é uma escolha, justo
como a vovó disse. E Deus escolheu me amar.
Não apenas uma vez, mas de novo e de novo —
mesmo quando eu faço coisas que ELE não
suporta. Deus escolheu a mim, e ELE me
escolhe todos os dias. Isso é maravilhoso.

6 de Julho

Saudações , meu Silencioso,


Nós já estamos de volta do Wisconsin, eu
quero te contar algumas coisas que
aconteceram lá. Eu não vi a Paula, mas eu vi
Matthew Kingsley. Ele é um garoto que eu
cresci junto e tive uma grande caidinha por ele
durante todo o Ensino Fundamental. Matt veio
me ver o dia em que nós chegamos à casa dos
meus avós. Depois disso nós passamos muito
tempo juntos e conversamos bastante. Nós dois
queríamos descobrir se existia alguma coisa da
nossa paquera de infância. Ele sempre soube
que eu tinha uma queda por ele, mas nesse fim
de semana eu descobri que ele tinha uma
quedinha por mim também.
Nós conversamos sobre os nossos
sentimentos e pensamentos abertamente, o
que eu achei muito bom. Nós decidimos que
mesmo que tenhamos um pequeno sentimento
um pelo outro, isso não significa que
precisemos agir em relação a isso. Nós somos
amigos de infância, e agora nós podemos ser
velhos amigos caminhando para vida adulta à
distância.
Isso tudo foi sensato, maduro e bom. Mas
agora que eu estou em casa, eu tenho essas
pequenas ondas engraçadas de
arrependimento. Eu digo, e se encorajássemos
por mais tempo esse romance à distância, ele
teria decolado?
Eu tive pensado muito nisso durante o dia,
e eu acho que a minha conclusão é a seguinte:
quando nós estamos andando com o SENHOR e
confiando NELE durante o caminho, ELE faz
claro os nossos passos. Se alguma coisa fosse
para começar entre Matt e eu, então eu creio
que Deus faria isso acontecer. Eu não perdi
nenhuma importante dica durante o caminho.
Você quer saber uma coisa que eu acabei
de perceber? Eu estou presa num modelo de
“amor de verão”. Desde de que eu conheci o
Ted na praia no verão eu ia fazer quinze anos,
eu tenho procurado inconscientemente pó um
amor de verão todo ano. O verão que eu fiz
dezesseis foi quando eu estava em Mauí, e eu
esperava muito mais romance do Ted. O
próximo verão eu fui conselheira num
acampamento, e eu delirei com cada pitada de
atenção do Jaeson, como se o meu coração
devesse estar voando com o verão.
Esse verão eu estava solteira, então, é
claro, Eu estava esperando por algo poético
para de repente me juntar com o Matt. Esse
pode ser um modelo perigoso.
O engraçado é que eu tenho que parar de
escrever porque posso ouvir o Douglas da porta
da frente conversando com o meu pai. Douglas
e eu vamos a um concerto na minha igreja essa
noite. Aqui estou eu listando candidatos em
potencial para um romance de verão, quando
um maravilhoso cara real está esperando por
mim na sala estar nesse exato minuto!

31 de Julho

Oh, meu tesouro peculiar, meu Querido


Amigo Silencioso,
Eu estive chorando durante a última hora.
Você não pode imaginar como é profunda a dor
que eu senti durante todo o dia. Se um coração
pode sangrar, eu sei que o meu está sangrando
bem agora.
Eu fiz dezoito anos na terça-feira, e tudo
estava maravilhoso. Então hoje eu estava
procurando uma coisa na gaveta de cima da
minha estante, e eu achei uma foto do Ted e
eu, e eu simplesmente comecei a chorar.
Douglas tirou essa foto nossa na Disneylândia
no verão passado, quando eles fizeram o
passeio de canoa. Eu pus a foto numa moldura
em formato de coração que o Ted comprou
para mim na Disneylândia, porque ele disse
que queria comprar algo especial para mim.
Quando nós estávamos na loja de presentes,
Ted disse, “Você está vendo mais alguma coisa
que não poderia viver sem”? E eu disse, “Sim.
Você”. Ted disse, “Você poderia viver sem mim,
Cris”. E eu disse “Mas eu não gostaria”.
Então Ted pegou meu rosto entre as suas
mãos e me beijou enquanto nós estávamos
bem no meio da loja de presentes. Tinha uma
lágrima nos olhos dele. Ele me abraçou bem
apertado e sussurrou no meu ouvido, “Se você
apenas soubesse, Kilikina. Se você apenas
soubesse”. (Kilikina é o nome havaiano que o
Ted me deu).
Eu não sabia sobre o que ele estava
falando, e eu me lembro de ter ficado em
pânico, como se alguma coisa estivesse errada.
Ted e eu embarcamos num longo passeio pelo
rio num barco a vapor, e nós conversamos sob
as estrelas. Ele me contou sobre a infância dele
e como eu a primeira pessoa que se importou
tão profundamente e conscientemente por ele.
Agora eu estou chorando de novo enquanto
relembro do rosto dele. Isto foi apenas há uma
ano atrás, mas eu sinto como se tivesse
passado uma vida inteira. Eu estou deitada
aqui na minha cama, olhando para essa foto e
pensando e se o que Ted e eu tivemos foi só
uma fase, valeu a pena todos os altos e baixos
e todas as alegrias e dores. Conhecer Ted
Spencer foi um precioso e peculiar presente de
Deus. Eu acho que eu quero levar isso para
sempre, exatamente como a inscrição na
pulseira que ele deu para mim.
Mas mesmo que o bracelete tenha se ido
agora, também. Ted está com ele. Ou talvez ele
tenha vendido ou dado para outra pessoa. Eu
não tenho como saber. Ele não escreveu para
nenhum de nós da velha turma.
Douglas vai vir em casa hoje à noite, e ele
vai me levar para jantar como uma
comemoração atrasada do meu aniversário.
Douglas é um ótimo amigo. Eu aprecio muito a
companhia dele. Nós estamos apenas passando
tempo juntos e conversando. Ele não se
importa se eu falo sobre o Ted. Algumas vezes
eu me lembro de coisas engraçadas que o Ted
e eu fizemos. Aí o Douglas atravessa e começa
a contar histórias engraçadas de coisas que
aconteceram quando ele e o Ted passavam
muito tempo juntos, antes de eu conhecer os
dois.
Ok, eu já parei de chorar. Eu acho que eu
precisava dar um último adeus para o Ted e
chorar mais um pouco. Agora eu preciso deixar
de lado todas as minhas memórias dele para
poder seguir em frente. O que tortura é
imaginar se ele está pensando em mim. Será
que ele já me esqueceu de uma vez por todas?
Será que ele já conheceu outra pessoa? Será
que ele já parou para olhar uma antiga foto
minha e chorou um pouco também?
Eu acho que eu nunca vou saber.
Alguns dias atrás eu estava lendo em 2
Samuel 12 sobre como o Rei Davi estava
profundamente entristecido quando o seu filho
estava doente e moribundo. Então, quando a
criança morreu, ele se levantou, lavou a face,
saiu e adorou a Deus. Todos perguntaram por
que ele voltou à vida normal depois de ter
estado tão triste.
Eu sublinhei o que Davi respondeu. Eu vou
escrever aqui para você. Eu sei que isso não se
aplica exatamente a mim e ao Ted, mas isso
me ajudou muito.
“Poderei eu fazê-la voltar?
Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim”.

Eu sei que Davi quis dizer que um dia ele


iria para o céu e encontraria seu filho, mas a
criança não poderia voltar para a Terra para
ficar com ele. Isso me ajudou a pensar que eu
não posso fazer nada para trazer o Ted de volta
para o meu mundo, mas nós estaremos juntos
para sempre no Céu. Eu achei uma estranha
paz e esperança nessa promessa de Deus.

Tudo o que eu sei é que eu preciso me


levantar, lavar o meu rosto, e sair com o
Douglas essa noite. Talvez seja hora do
Douglas e eu conversarmos sobre outro
assunto que não seja o Ted.

7 de Agosto

Você não vai acreditar nisso, QAS,


Katie levou uma multa de velocidade hoje!
Ela me deixou em casa hoje correndo e ela
estava afoita para chegar a casa dela antes do
programa de TV preferido dela começar. (Eu
não me lembro do nome do programa. Eu já
deveria ter visto, porque ela vive me dizendo
para eu assistir, mas eu ainda não assisti). Ela
estava há quatro quarteirões da casa dela, e
ela disse para o policial que ela estava
arrependida e pediu para ele desculpá-la por
quebrar as regras. Isso não é bem típico da
Katie?
Ela disse que ele a olhou de uma forma
engraçada e disse “Desculpas aceitas. Mas eu
ainda vou te dar uma multa”.
Aí a Katie disse “Por tudo isso me dê uma
multa, eu mereço. E eu aprecio que você esteja
fazendo Escondido ser um lugar mais seguro
para se viver e dirigir”.
Aí você não acredita no que aconteceu. O
policial mandou Katie sair do carro e fazer o
teste do bafômetro! Ela passou, é claro, e
decidiu parar de tentar ter uma conversa
agradável com ele.Ela pegou a multa e chegou
em casa em tempo de assistir os últimos dez
minutos do programa. Nunca há um minuto se
quer tedioso com a Katie!

1º de Dezembro

Feliz dia de Ação de Graças, QAS!


Na verdade dia de Ação de Graças foi
semana passada, mas eu estou sempre uma
semana atrasada com tudo. Quando se trata
você eu estou alguns meses atrasada. O fim do
verão passou voando, e depois eu comecei as
aulas na universidade. A vida não tem dado
folga com o trabalho, deveres da universidade,
e Douglas.
Douglas e eu estamos meio que juntos
agora. Mais ou menos um mês atrás Douglas e
eu tivemos uma longa conversa, e ele me disse
que o ajudaria se ele soubesse onde ele está
comigo. Eu disse a ele que não há outros
rapazes na minha vida, há muitos meses. Eu
acho que ele imaginou que eu estava passando
mais tempo com o pessoal da universidade lá
da igreja, já que muitos deles freqüentam a
mesma universidade que eu. Eu passo tempo
com eles durante as aulas e nos finais de
semana, mas eu não estou especialmente perto
de nenhum dos caras do grupo.
Então ele perguntou se nós deveríamos
considerar que estávamos juntos. Foi muito
difícil para eu responder naquela hora, porque
tudo o que eu conseguia pensar era sobre o
Ted. Eu sei. Eu preciso parar com isso. Mas
lembra que um ano atrás Ted e eu tivemos
esse mesmo tipo de conversa no iate no Lago
Shasta? Ted e eu decidimos que nós queríamos
dar o próximo passo no nosso relacionamento,
o que significava deixar que as pessoas
soubessem que estávamos juntos.
Foi tão diferente quando Douglas e eu
conversamos sobre isso. Não houve nada de
romântico. Nós estávamos na caminhonete
dele, sentados na cabine, e os meus pés
estavam gelados porque nós tínhamos ido
patinar.
Douglas é um ótimo patinador, e patinar é o
único esporte que eu me saio mais ou menos
bem. Nós nos divertimos muito! Acho que foi
por isso que o Douglas decidiu ter essa
conversa de “estarmos juntos” ou não. Ficar de
mãos dadas e patinar juntos é muito mais
próximo do que nós geralmente somos.
Eu mandei embora todas as boas
lembranças do Ted e disse sim para o Douglas.
A vida pode ser estranha, maravilhosa e
misteriosa, tudo ao mesmo tempo, você não
acha?

11 de Dezembro

Isso é uma loucura ou o quê, QAS?


Nós vamos para a Inglaterra! Você quer vir
junto também? Eu levarei você, prometo.
Douglas está organizando essa pequena
viagem missionária para um grupo de pessoas.
Nós iremos em mais ou menos um mês.Eu
tenho tanta coisa para fazer antes!
Até agora somos quatro, Douglas, Katie,
Trícia e eu nos juntaremos a um grande grupo
quando chegarmos lá. Algumas outras pessoas
do grupo “Amigos de Deus” vão acabar indo. Eu
estou tão excitada com essa viagem! Douglas
disse que nós vamos ficar num antigo castelo
no norte da Inglaterra durante a nossa primeira
semana de treinamento. Esta parte da viagem
definitivamente é um sonho se tornando
realidade. Eu sempre quis ir à Europa, e eu
sempre quis ficar num castelo.
Douglas me contou sobre uma Universidade
na Suíça que é conectada a um orfanato em
Basel. Eu enviei uma inscrição para ir lá o mês
passado, mas não fui aceita. Fiquei muito
desapontada, mas depois Douglas achou essa
organização missionária na Inglaterra, e ele
planejou toda a viagem para nós.
Um dos meus cartões de Natal retornou
para mim hoje. Foi o cartão que eu mandei
para Alissa. Você lembra dela? Eu enviei para o
endereço da vó dela em Boston, mas retornou
dizendo “não existe ninguém nesse endereço”.
Eu orei pela Alissa um bom tempo hoje. Eu
espero que tudo esteja indo bem com ela. A
última vez que eu tive notícias dela foi no Natal
do ano passado, e eu não fui muito legal e
acabei não respondendo para ela também.
Eu acho que eu não devo ser tão crítica em
relação ao Ted nunca escrever. Eu enviei um
cartão de Natal para o endereço do pai dele em
Newport. O cartão não retornou, mas eu não
tenho idéia se o Ted recebeu ou não o cartão.
8 de Janeiro

Segure-se no seu assento, Querido Amigo


Silencioso!
Começa a aventura! Agora eu estou no
avião, entre o Douglas e Katie, e estamos
voando para a Inglaterra. Ainda não dá para
acreditar. Sinto como se tudo na minha vida
estivesse correndo à minha frente nesses
últimos meses, e estou sendo levada na
correnteza.
Meu pai tinha razão quando insistiu para
que eu tomasse algumas decisões quanto ao
futuro. Ainda não sei o que quero ser. Ainda
não sei se gosto de ser adulta. E quando foi que
isso aconteceu, afinal de contas? Devo estar
crescidinha, já que estou a caminho da
Inglaterra. Nem acredito que já ingressei na
faculdade. Às vezes me sinto muito
independente, e outras vezes eu queria voltar
aos tempos mais simples quando eu passava o
dia todo deitada na praia, não fazendo nada a
não ser olhar o Ted surfar. Epa! Fiz de novo.
Disse a palavra “T”. Não ia mais fazer isso. Eu
sei que...
10 ou 11 de Janeiro

(Não tenho certeza).

Estou de volta, QAS, fui interrompida da


última vez, e eu não quero ninguém
“bisbilhotando” no que eu conto parta você.
Estamos no trem que vai pra Lancashire,
que fica no noroeste da Inglaterra. Todos
dormem, a não ser eu. Adoro a paisagem do
campo, embora esteja coberta pela geada do
inverno. Estou quentinha e sinto-me bem neste
trem confortável. Se conseguirmos fazer
conexão em Manchester, deveremos chegar
em Carnforth Hall antes do jantar, a tempo de
assistir à abertura do treinamento de
evangelismo.
Como descrever Londres? Que cidade
imensa, antiga, moderna, ativa, polida,
estranha, abarrotada, exaustiva! Dois dias não
bastaram para conhecê-la, nem mesmo por
alto. Finalmente, vimos as jóias da coroa na
Torre de Londres, como queria Katie, e foi
bastante interessante. Mas o de que mais
gostei foi subir até o topo da Catedral de São
Paulo e olhar a cidade embaixo. É uma igreja
incrível. Nunca estive numa igreja tão grande
assim. Fiquei pasma de reverência.
Eu achei essas palavras gravadas na pedra
em frente a uma igreja que visitamos em
Londres e gostei muito. Também estava
gravada na catedral de São Paulo e Basílica de
Westminster: “Que Deus conceda aos vivos,
graça; aos que partiram, descanso; à igreja e
ao mundo, paz e concórdia; e a nós, pecadores,
vida eterna”.

13 de Janeiro

Querido Amigo Silencioso,


Katie está mudando bem diante dos meus
olhos. No começo ela foi tão impetuosa a
respeito de tudo. Será que é essa a palavra
certa? Em Londres ela parecia estar alterada,
determinada, e até um pouco rude. Mas depois
ela disse ter percebido a maneira como estava
agindo e que queria mudar. E sabe de uma
coisa? Ela mudou. Antes ela estava alucinada
com todas as mudanças culturais e agora ela
está aberta, intrigada e pronta para aprender.
Eu queria poder ser maleável como ela.
Tem uma garota na nossa equipe de nome
Selena. Não é um nome lindo? Eu gostei. E
gostei dela também. Ela é única em todos os
sentidos e tem um espírito livre. É engraçado
como eu estou sempre rodeada de pessoas que
tem esse tipo de personalidade, né?! Katie e
Selena são o tipo de pessoa que não tem medo
de demonstrar suas emoções. Eu queria poder
ser mais parecida com elas.

14 de Janeiro

Sim, eu sei que dia é hoje, QAS.


E talvez seja por isso que eu resolvi
escrever e dizer a você como eu estou me
sentindo. É o aniversário do Ted, e eu nem
pude mandar um cartão para ele porque eu
nem sei onde ele está. Você sabia que já faz 8
meses desde a última vez que eu vi o Ted ou
ouvi notícias dele? Até parece que ele
desapareceu. Eu o imagino numa selva ou
numa ilha bem remota. Eu até posse vê-lo
dormindo numa rede toda noite, balançando
coqueiros para conseguir cocos para o café da
manhã e amando cada minuto disso.
Eu sinto falta dele. Mas eu estou feliz por
ele estar fazendo o que ele sempre quis. Pelo
menos eu acho que eu estou feliz por ele.
Provavelmente eu estaria louca, também, com
ele por ter desaparecido, se as minhas
emoções não estivessem tão ocupadas no
momento.
Eu tive uma longa conversa com o Douglas
na pequena ponte de pedras que tem aqui no
Carnforth Hall, e nós dois percebemos que não
é para ficarmos juntos. Eu não sei por que
demorou tanto tempo para percebermos isso.
Nunca houve nada de especial entre nós dois.
Selena até sugeriu para a Trícia que ela e o
Douglas fariam um par perfeito, e aí a Katie
teve que dizer a Selena que eu e o Douglas
éramos namorados! Foi aí que eu percebi que
se as pessoas não percebem que estamos
juntos, talvez nós não queiramos que as
pessoas saibam por alguma razão. Talvez nós
nos deixamos levar, mas os nossos corações
não estavam nisso.
Douglas disse que eu era inatingível para
ele, mas uma vez que ele “me conseguiu”, ele
não sabia por que eu tinha me tornado tão
importante para ele. Não foi exatamente assim
que ele me disse, mas foi assim que eu
interpretei.
O negócio é o seguinte, Trícia gosta do
Douglas e tem esperado pacientemente por ele
por um longo tempo. Eles estão juntos agora e
é assim que deve ser.
Então, Feliz Aniversário Ted, onde quer que
você esteja.
19 de Fevereiro

Você está sentindo o balançar do trem,


QAS?
Nós estamos no caminho para a Espanha.
Apenas eu e você. Bem, e Jesus também. O
diretor da organização missionária perguntou
no último minuto se eu poderia ir pra lá. Eu não
sei por que eu respondi sim. Eu já estava
preparada para ir pra Irlanda com a Katie, o
Douglas e a Trícia.
Eu acho que eu sei o que eu quero ser
quando “crescer”. Ou devo dizer, o que Deus
quer que eu seja quando crescer. Eu gostaria
de ser uma missionária. Aqui, na Europa. Eu
gosto de trabalhar com crianças. Com certeza
deve ter um lugar que precise de alguém para
contar às criancinhas sobre Jesus. Seja numa
escola ou num treinamento, eu quero ir fundo
com todo o meu coração.

20 de Janeiro

Eu ainda estou aqui no trem, QAS.


Está sendo em amedrontador viajar
sozinha. Eu tenho sentido a presença de Cristo
mais do que nunca, mas eu ainda estou um
pouco insegura com tudo isso. Eu tive
procurando na minha Bíblia um versículo para
chamar de meu. Foi o que um dos caras da
outra equipe me disse para fazer. Eu gostei
desse:
“Não o encobriremos a seus filhos;
contaremos à vindoura geração os louvores do
Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que
fez.” ( Salmos 78.4)
Esse outro é bom também:
“Ensina-me , Senhor o teu caminho, e
andarei na tua verdade; dispõe-me o coração
para só temer o Teu nome. Dar-te-ei graças,
Senhor, Deus meu, de todo o meu coração, e
glorificarei para sempre o Teu nome.” (Salmos
86. 11,12)
Mesmo que eu não saiba o que vem pela
frente, eu sei que eu posso confiar em Deus no
que quer que Ele tenha planejado para mim. E
no exato momento, isso soava tão confortável
quanto um cobertor envolvendo-me nessa
manhã gelada de inverno.

20 de Janeiro

Você ouviu isso, QAS?


É o som que eu estou começando a amar. É
o som da brisa do oceano balançando as altas
palmeiras lá fora, onde eu estou, aqui em
Castelldefels. É como se as árvores estivessem
batendo palmas. Elas estão batendo palmas
desde que eu cheguei na estação de trem. Eu
queria que você pudesse ver o que aconteceu.
Eu sei. Você estava trancado dentro da minha
mochila. Você ouviu uma certa voz profunda
chamar, “Kilikina”? E você me ouviu chorando
alta chocada exultante, “Ted”?
Sim, Ted está aqui em Castelldefels! Ele
esteve bem aqui o tempo todo. Apenas eu não
sabia disso. A organização missionária da qual
ele faz parte é a mesma que eu estou
participando no intercâmbio de treinamento.
Eles colocaram Ted como líder em treinamento
e determinaram que ele serviria melhor aqui na
Espanha do que em qualquer ilha remota em
algum canto do mundo.
Ted chegou atrasado para me encontrar na
estação, mas ele teve uma boa desculpa. Ele
ficou um bom tempo procurando as flores que
ele me trouxe – um grande buquê de cravos
brancos, igualzinho ao que ele me deu no verão
que nós nos conhecemos. Eu fiquei tão
chocada, mas ele não estava porque ele já
sabia que eu viria. A missão enviou um fax a
ele.
Ele chegou com os cravos brancos e uma
certa pulseira com a inscrição Para Sempre
gravada, a qual ele colocou de volta no meu
punho. Eu estou usando-a agora, e eu sorrio só
de olhar para ela. São tantas lembranças. Isso é
uma coisa de Deus tão grande que eu acho que
ainda estou em estado de choque.
Eu percebi ao passar meus dedos sobre a
palavra “Para Sempre”, na pulseira, que a parte
verdadeira sobre isso não é apenas a promessa
do Ted de ser sempre meu amigo. A real
promessa do para sempre é entre Deus e eu.
Amigão vem e vão. A vida muda todo dia. Mas
Deus prometeu que nunca vai me deixar. Ele
nunca muda. Jesus Cristo é o mesmo ontem,
hoje e para sempre. Eu li isso em algum lugar
na minha Bíblia.
De qualquer modo, Ted e eu voltamos no
pequeno carro dele de volta para casa da
organização missionária, e Ted me apresentou
para todo mundo. Ele disse, “essa é a Cris. A
minha Cris. Da qual eu falei para vocês”!
Todas as coisas estão meio embaralhadas e
embaçadas desde então. Nós só temos mais
quatro dias juntos, e depois eu volto para
Carnforth Hall na Inglaterra para me encontrar
com as outras equipes.
25 de Janeiro

Meu Querido AS,


Amanhã eu volto para Carnforth Hall, e eu
estou um lixo só de pensar em deixar o Ted.
Estou com raiva. Como, por que eu o encontrei
de novo se nós vamos nos separar de novo? Eu
não consigo entender.

4 de Fevereiro

QAS,
Por onde eu posso começar? Como eu
posso resumir tudo o que aconteceu?
Estou de volta à Escondido. De volta da
Inglaterra. De volta as aulas na universidade.
De volta ao meu trabalho na loja de animais. A
vida está normal de novo. A não ser pelo fato
de que eu nunca vou conseguir ser normal de
novo, pois eu estive na Europa. Eu vi Deus
fazer coisas maravilhosas. Eu estive com o Ted.
E agora eu estou em casa, né mesmo quarto de
sempre, na minha velha cama com a mesma
colcha de sempre, olhando para a estante rosa
suja que o Ted me ajudou a pintar muito tempo
atrás.
O que vai acontecer agora? Eu não sei.
Ted e eu só conseguimos ter uma pequena
conversa séria, de coração para coração. Nós
decidimos voltar a namorar. Nós dois achamos
que foi um milagre Deus nos colocar no mesmo
lugar na Espanha, e todo tempo em que
estivemos lá, nós formamos uma grande
equipe. Nossos sentimentos um pelo outro
estão mais fortes do que sempre foram. Talvez
muito mais forte agora que nós dois sabemos o
que é estar separados, longe um do outro por
tanto tempo.
Isto foi o que nós decidimos no trem de
volta da Espanha para a Inglaterra, quando nós
tivemos um tempo a sós, sem o resto da
equipe. Ted decidiu viajar de volta para a
Inglaterra conosco, o que foi realmente, mas
realmente maravilhoso, porque você sabe
como eu estava destruída em ter que dizer
adeus em Castelldefels.
Eu tenho que correr até a porta, QAS. Eu
termino mais tarde.

11 de Fevereiro

Oiiiiii, QAS!
Uma semana e meia passou desde a última
vez que eu escrevi. A vida tem voado como em
rápidas passadas.
Vamos ver, até onde eu te contei sobre a
saga do Ted? Ah, sim. Nós decidimos ficar
juntos de novo. Eu peguei de volta o bracelete,
nós estávamos felizes, tudo parecia
maravilhoso.
Então nós voltamos para o castelo para os
últimos dias da conferência. Foi muito bom
ouvir de todos os outros grupos o que eles
passaram e estar com o Douglas, a Trícia e a
Katie de novo. E você se lembra da Selena? Ela
se encaixou no nosso grupo como se estivesse
conosco desde o começo. Isto é realmente
maravilhoso.
Nosso pequeno grupo retornou para
Londres para passar um dia antes de voarmos
de volta, e o Ted foi conosco. Eu estava tão
cansada que acabei dormindo no ombro dele
durante todo o caminho de trem para Londres.
Nós ficamos numa pensão perto do distrito de
Chelsea, que era gerenciada por uma mulher
associada com o Carnforth Hall. E ela era muito
graciosa e não nos cobrou nada por ficar lá.
(Mas nós deixamos uma boa quantia de
dinheiro na cômoda para ela).
Mas voltando ao assunto, quando nós
chegamos lá, Ted e eu saímos sozinhos para
uma boa caminhada, apenas de mãos dadas e
sem dizer nenhuma palavra. Estava frio, mas o
sol conseguia passar por entre as nuvens vez
por outra. Não estava tão nublado como há
algumas semanas antes quando passeamos por
Londres.
Quando nossos dedos já estavam
finalmente congelados, nós entramos numa
padaria e sentamos num canto com um sofá e
uma mesa. Nós pedimos um pote de chá e
alguns bolinhos. Estava parecendo aquele chá
da tarde que eu tive com a Trícia algumas
semanas antes. Só que dessa vez era o Ted
que estava sentado na minha frente. Nem em
um milhão de anos eu poderia imaginar nós
dois em Londres dividindo um pote de chá.
Nosso encontro mais exótico até hoje!
Nós conversamos sobre o nosso futuro, e eu
fui a única a questionar como estava sendo tão
natural dizer que estávamos juntos de novo. Eu
me lembrei de algumas coisas que eu escrevi
aqui depois do aniversário de casamentos dos
meus avós, e compromisso foi um dos
problemas que surgiu na nossa conversa.
Eu perguntei para o Ted como nós
podíamos estar comprometidos um com o outro
se ele ainda estava comprometido com a
organização missionário por mais um ano e
meio. Aí ele me disse que o compromisso dele
na verdade para somente mais um mês, e o
diretor da organização missionária anunciou
errado na última reunião do grupo. Foi um
grande choque para mim! Eles estão
reestruturando as coisas na Espanha, e o Ted
fez parte de uma equipe temporária que está lá
para esse período de transição. A nossa
conversa foi muito longa para eu te contar
toda, mas a nossa decisão final foi acertar as
coisas de volta para a nossa rotina regular e
continuar comprometidos com as coisas que já
estávamos comprometidos. Depois nós vamos
continuar de onde paramos quando o Ted
voltar para casa. Ele deve voltar para casa em
um mês, ou podem pedir para ele ficar mias um
ano. Ted citou um versículo para nós
pensarmos a respeito. (Típico, hã?) Está em
Salmos 15 e fala sobre uma vida sem culpa e
como é bom guardar uma promessa, mesmo
quando dói. E definitivamente dói no fundo do
meu coração estarmos separados, mas eu vejo
como uma chance de honrar a Deus, e cumprir
todas as minha promessas com a escola,
trabalho, etc. E dói não fazer aquilo que eu
quero, o que, é claro, é estar com o Ted.
No começo eu pensei que seria impossível
voltar para uma rotina normal depois de estar
com ele. Mas aqui estou eu, numa lotada
correria com a escola, trabalho, igreja e minha
família, e na verdade estou me sentindo bem.
Não estou sofrendo pelo Ted da maneira como
sofri antes. Parece mais um longo intervalo até
podermos ficar juntos. Não é um término, com
a agonia da dúvida se iríamos nos ver de novo
ou não.
Não é maravilhoso, pelo contrário. Mas por
enquanto eu posso lidar com isso.

19 de Março

Querido Amigo Silencioso,


Eu acabei de voltar de uma reunião da
comunidade da igreja. Eu não queria ir a
princípio, porque eu estava cansada, mas eu
estou muito feliz de ter ido. Eles fizeram uma
dramatização da Última Ceia. Eu fiquei toda
comovida quando eles mostraram Jesus
lavando os pés dos discípulos. Ele demonstrou
o amor Dele servindo.
Aquilo realmente mexeu comigo. Eu posso
amar as pessoas da mesma maneira que Jesus
amou, servindo-as. Eu posso ser útil ao fazer
até as coisas mais básicas, as tarefas mais
servis, e nessa expressão em servir, eu estarei
amando os outros.

2 de Abril

Eba, QAS!
Ted está vindo para casa! Passou rápido,
não? Eu realmente estava esperando ele me
ligar e dizer que iria ficar mais um ano. Mas ele
vai voltar para terminar a faculdade antes de
se comprometer mais um ano com missões. Ele
vinha fazendo um curso por correspondência,
mas ele não tinha muito tempo. Ele nunca
terminou e não conseguiu nenhum crédito para
concluir alguma disciplina. Ele está planejando
voltar par uma universidade perto da onde o
pai dele mora e tentar concluir algumas
disciplinas obrigatórias. Ele continua por todos
os lugares como um estudante universitário,
mas ainda falta um pouco mais da metade para
ele conseguir se formar. Será que isso é um
padrão na vida dele? Ele sempre vai demorar
tanto para conseguir concluir os projetos dele?
Ele está no avião neste exato momento e
ele vai chegar ao aeroporto LAX pela manhã.
Eu não posso faltar na aula para encontrá-lo no
aeroporto, mas eu espero poder vê-lo nesse
fim-de-semana. Mal posso esperar!

12 de Abril

Feliz Páscoa, QAS,


Que semana! Eu fui para Newport, e o Ted
estava me esperando na casa dos meus tios.
Eu corri para ele quando o vi sentado na
cozinha, e eu não estou exagerando ao dizer
que eu me joguei nos braços dele e rompi em
lágrimas! Eu achei que eu estava num ponto da
minha vida e do nosso relacionamento que eu
conseguia controlara minhas emoções um
pouco melhor, mas eu acho que não! Foi
tããããooooo bom vê-lo! Essa é a segunda vez
que eu o vejo desde que ele voltou para a
Espanha.
Ele é um cara maravilhoso. Eu me sinto tão
apaixonada e completa só de pensar nele
agora.
Infelizmente a semana não foi tão
apaixonante e fofa. Selena e a irmã mais velha
dela, Tânia, também foram; o que foi legal. Mas
acabou tornando a semana cheia e tumultuada.
Eu acho que eu sou mais introvertida do que eu
pensava. Eu gosto de todos os meus bons
amigos, e eu amos passar o tempo com eles,
mas eu tinha sonhado com um quadro da
semana bem diferente. Um quadro que estava
só o Ted e eu, e o resto da turma bem ao fundo
da imagem.
Mas eu tenho que te dizer, algo muito
trágico aconteceu. Tio Bob tentou ascender a
churrasqueira, e o fogo pegou nele. Ted
queimou feio o braço enquanto tentava ajudar
o tio Bob. Meu tio acabou no hospital, e suas
queimaduras foram bem sérias. Foi tão
assustador.
Minha mãe veio para ficar com a tia Marta,
e muita gente do grupo “Amigos de Deus”
apareceu na praia. Ted estava com dor por
causa da queimadura, mas ele deu o melhor de
si para fazer parecer que tudo estava ótimo. Eu
ficava lembrando ele de tomar os remédios, e
ele acabou ficando irritado comigo. Não foi o
melhor momento.
Mas eu vou lhe dizer qual foi o melhor
momento. E isso foi um milagre. Meu tio Bob
teve um tempo para vasculhar a alma
enquanto estava no hospital, e ele entregou a
vida ao Senhor. Eu tenho orado para isso
acontecer a tanto tempo!
Bob chegou a ir a estudos Bíblicos para
homens com o Ted por um tempo, e o tio Bob
disse que um dos homens desse grupo foi
visitá-lo no hospital. Foi quando ele percebeu
que algo estava sendo perdido na vida dele.
A outra grande novidade é que a Trícia e o
Douglas estão noivos! Douglas a pediu em
casamento de uma maneira super criativa. Ele
alugou um avião para voar pela praia com uma
faixa pendurada que dizia, “Trícia, quer se
casar comigo?”
É claro que ela disse sim. Eu estou tão feliz
pelos dois. Eles são ótimos juntos.
Eu acabei de reler os últimos parágrafos.
Não soa como se eu tivesse feito tudo isso de
uma vez só? Minha vida é tão estranha às
vezes! Meu tio se tornou cristão; Douglas e
Trícia vão se casar, Ted e eu estamos do
mesmo lado na Terra. Sim, a vida é boa. Ou eu
devo dizer, Deus é bom. Muito bom.

23 de Julho

Querido Amigo Silencioso,

Oh, oh, oh, Me desculpe!!! Você achou que


eu tinha te esquecido completamente? Eu
coloquei você no bolso lateral da minha mala
quando eu fui para casa do Bob e da Marta no
feriado da Páscoa, e quando eu cheguei em
casa eu esqueci de tirar você. Eu achei que
tinha deixado você na casa deles, então eu
liguei para o tio Bob e pedi para ele procurar
você, mas ele disse que você não estava lá.
Então eu achei que tinha deixado você na
“Kombi-nada” do Ted. Mas isso foi um
pensamento amedrontador! Mas quando ele
veio para cá algumas semanas atrás, eu limpei
aquela Kombi imunda para ele na esperança de
achar você, e você não estava lá! Eu não vou
enjoar você dizendo todas as outras coisas que
eu achei lá.
Eu achei que eu tinha perdido você
totalmente. Eu limpei meu quarto do chão ao
teto duas vezes, e até coloquei um aviso lá na
faculdade. Eu sabia que nunca tinha levado
você para lá, mas eu achei que talvez tivesse
deixado você na mochila depois de alguma
viagem de final de semana ao Newport e
depois levado a mochila para faculdade.
Por favor, acredite quando eu digo que
estava desesperadamente arrependida por ter
perdido você. Eu senti como se um pedaço do
meu coração tivesse sido cortado e jogado
fora! Eu achei que você estava perdido para
sempre!
Já faz meses que eu coloquei você no bolso
lateral da minha mala. Pelo menos você estava
seco e aquecido lá. Eu nunca mais tinha usado
essa mala desde então. Até hoje. Está no meio
do verão, e eu estou ajuntando as minhas
coisas para o casamento da década (da Trícia e
do Douglas, é claro). E foi assim que eu
encontrei você. Eu coloquei a mala de lado, e
quando eu vi , pude sentir sua capa na lateral
da mala. Você estava tentando me mandar um
SOS? Coitadinho de você. Eu prometo nunca
mais abandonar você desse jeito.
É claro, será impossível deixar você por
dentro de tudo que aconteceu desde a Páscoa
numa simples conversa, mas deixa eu te contar
as novidades mais importantes. Eu recebi uma
carta da uma Faculdade na Suíça, e eu fui
aceita. Sim, Suíça! Eu me inscrevi meses e
meses atrás, quando o Ted tinha ido embora e
eu não sabia onde ele estava. Eu não fui aceita
na época, então acabei me esquecendo dessa
faculdade. Eles me ofereceram uma
experiência de trabalho voluntário num
orfanato em Basel, Suíça, Então como o estágio
é combinado com as aulas, acaba sendo um
curso rápido.
O semestre passado eu cursei dezessete
disciplinas, mas quase se tornou coisa demais
enquanto eu trabalhava meio período e ajudava
no berçário na igreja. Aí, Ted voltou para casa,
e de repente eu voltei a ter uma vida social de
novo. É, dezessete disciplinas foi
definitivamente coisa demais.
Se eu for mesmo para Suíça – e eu não
decidi ainda – Eu teria que ficar pelo menos um
semestre, talvez um ano. Meus pais são
totalmente a favor de eu ir, porque
aparentemente parece que é uma honra ter
sido aceita nessa faculdade. Mas eu não sei se
eu quero ir. Eu ouvi minha mãe conversando
com a Marta sobre isso, e eu tenho certeza que
ela também é totalmente a favor.
Eu vou ver a tia Marta daqui três dias. Eu
verei o Ted, também. Essa é uma decisão que
precisa de muita oração. Mesmo estando
interessada com estou com a deliciosa idéia de
retornar à Europa, eu não sei se estou pronta
para ficar fora por minha própria conta durante
tanto tempo.

27 de Julho

QAS, apenas um rápido oi,


É meu aniversário, e eu não acredito que já
estou com dezenove anos! Eu passei bons
momentos com a minha família. Minha mãe fez
um ótimo jantar, nós tivemos também um bolo
de aniversário, e eu abri meus presentes. Foi
algo simples, mas muitas outras coisas estão
para acontecer. Katie e eu vamos para casa
dos meus tios amanhã, para o casamento do
Douglas e da Trícia. Foi por isso que eu não tive
uma festa ou algo parecido. Ted se ofereceu
para vir jantar aqui em casa, mas eu disse a ele
que queria passar um tempo com a minha
família. Dificilmente eu paro em casa. Eu acho
que o meu pai aprecia quando estamos apenas
nós quatro. Ele gosta do Ted, mas meu pai tem
uma idéia engraçada sobre aniversários, ele
acha que tem que ser algo simples e bem
íntimo ao invés de grandes celebrações. Eu
gosto das duas para momentos diferentes.
Uma das razões de eu ter dito para ele não
vir foi porque a semana passada ele esteve
aqui, e nós fomos a um piquenique com os
meus pais e o pessoal da igreja depois da
Escola Dominical. Ted veio passar o dia, e eu
achei que nós fossemos para praia. Mas ele
ficou sabendo do piquenique e disse que
preferia ir com os meus pais.
Então nós fomos ao piquenique, e ele
passou a tarde toda brincando com as outras
famílias que ele nem conhecia, jogando vôlei e
outros jogos, se você pode acreditar. Eu fiquei
sentada jogando um jogo de formas palavras
com minha mãe e uma amiga dela. Foi como se
eu e o Ted nem tivéssemos ido juntos. Quando
nós fomos embora, ele estava tão feliz e
agradecido aos meus pais pelo divertido dia.
Eu pensei muito sobre isso e cheguei a
conclusão de que como o Ted não teve a
família por perto, ele provavelmente não
cresceu participando de reuniões familiares,
piqueniques ou acampamentos. Tudo isso é
muito novo para ele, e conseqüentemente é
divertido. Ele passou boa parte da vida dele
sozinho ou com amigos da mesma idade. Estar
cercado por idosos, adultos, e crianças todos
num mesmo lugar, é bom para ele. Engraçado,
né?
29 de Julho

Querido Amigo Silencioso,

Eu vou para Suíça. Pelo menos para visitar


a Faculdade. Minha sempre ansiosa tia e
controladora da minha vida fez alguns arranjos
para que eu pudesse conhecer a Faculdade. Ela
presumiu que o Ted iria conosco, mas ele
decidiu ficar em casa, pois não poderia tirar
uma folga no trabalho.
O que está acontecendo? Desde quando
meu namorado se tornou alguém responsável e
confiável? Essas são qualidades que eu sempre
quis nele, mas porque agora, no meio desse
acontecimento inesperado, justo quando
podemos viajar juntos para Suíça?
Katie não pode ir comigo. Essa é uma longa
história.
Então, eu convidei a Selena. Lembra da
Selena, daquela viagem missionária no ano
passado para a Inglaterra? Estou contente por
ela estar disponível para ir. Essa não é uma
viagem que eu queria fazer somente com a
minha tia. A Selena é uma pessoa muito
engraçada de ter por perto, e ela será boa e me
ajudará a tomar uma decisão sobre estudar ou
não na universidade lá.
E sim, é claro, eu levarei você comigo. E eu
prometo não trancar você no bolso de fora
daminha mala. Certamente esta é a parte ruim
de ser u m Querido Amigo “Silencioso”. Você
não pode gritar e me contar onde você está!

7 de Agosto

Ciao, QAS!

Eu sei. Ciao é italiano, e nós estamos na


Suíça, na parte em que se fala alemão. Mas
esse é o único cumprimento em outra língua
que eu consegui me lembrar agora, e todo
mundo diz isso por aqui. Nós estamos no nosso
caminho de volta para casa da Suíça. Tia Marta
e a Selena estão dormindo e a maioria dos
outros passageiros estão assistindo ao filme
que está passando no avião. Eu queria ter visto
você muito mais cedo nessa viagem. Mas você
sabe como foi. Especialmente com a minha tia.
Foram poucos dias sem parar e um tanto
quanto estressante. O ponto brilhante foi a
Selena. Se ela não estivesse aqui, eu não sei o
quão louca eu estaria agora.
Então, você quer saber se eu e você vamos
passar um tempo na Suíça, não quer? Bem, a
resposta é, eu acho que sim. Eu quero orar a
respeito disso um pouco mais, mas eu tenho
quase certeza que isso será uma coisa boa na
minha vida.
Não é como se eu tivesse que provar algo
ou ir embora e deixar o Ted simplesmente
porque ele foi embora e me deixou - mais de
uma vez. É que esta é uma oportunidade rara.
A Selena me disse para colocar isso numa
perspectiva, sabendo que se no final eu ficar
com o Ted, nós vamos passar o resto da vida
juntos. Mas eu não vou estar disponível para
viajar e morar na Suíça qualquer hora que eu
quiser. Ela disse para eu me imaginar como
uma velhinha numa cadeira de balanço depois
de todos os meus dentes terem caído. É
quando eu vou ficar feliz porque quando eu era
jovem e livre eu aproveitei essa oportunidade.
Então, agora nós estamos voando de volta
para casa, e eu preciso achar uma maneira de
contar para o Ted. Você acha que vai ser difícil?
Ou ele com seu jeito despreocupado dirá: “O
que você quiser”? Foi praticamente do mesmo
jeito que ele agiu quando eu contei para ele
sobre essa oportunidade. Ele disse, “Eu vou
orar para que você faça a melhor escolha”.
Bem, eu espero que ele ainda esteja orando, e
eu espero que essa realmente seja a melhor
decisão.

16 de Agosto

Olá, QAS!

Está tudo certo para eu ir estudar na


universidade na Suíça. Ted disse quase a
mesma coisa que a Selena e que todos andam
dizendo, que oportunidades como essa não
aparecem todos os dias e que eu vou me
arrepender se não aproveitar essa chance.
Eu achei um versículo que eu sublinhei há
muito tempo atrás na minha Bíblia, e isso me
deu grande paz e segurança de que o certo
para mim era ir. Está em Salmos 107: 29-31.
“ELE faz cessar a tormenta com um sussurro;
as ondas do mar são acalmadas. Então se
alegram com a bonança; e Ele assim os leva ao
porto desejado. Dêem graças ao SENHOR pelo
seu amor incondicional”.
Eu sei que essa decisão não é exatamente
uma “tormenta”, mas eu senti isso indo e
voltando durante todo esse ano enquanto eu
tentava decidir sobre o que estudar e o que eu
quero fazer com a minha vida. Ou eu deveria
dizer o que Deus quer fazer com a minha vida?
Depois veio o Ted de volta para dentro dessa
“tormenta”, depois de ter ficado longe tanto
tempo, e isto tem sido bem incerto.
Eu não consigo explicar por que, mas essa
oportunidade de ir para Irlanda acabou se
tornando numa decisão bem calma. Como
naqueles versículos, é como se Deus tivesse
acalmado todo o meu tormento com um
sussurro, e Ele está me guiando para o meu
porto desejado. Não que eu tenha sempre
desejado ir exatamente para a Suíça. Mas o
mar aparentemente está calmo enquanto eu
navego para aquela direção.
As coisas estão em paz com o Ted. Ele tem
algumas coisas para arrumar na vida dele,
como terminar os estudos, guardar um pouco
de dinheiro no banco, e decidir o que ele quer
fazer da vida dele depois da faculdade.
Eu não estou preocupada com o nosso
relacionamento se dissolvendo como eu
costumava ficar no passado. Nós conversamos
sobre isso. Ted vê essa fase como um tempo de
semear para nós dois. É um trabalho duro
preparar um campo e plantar tudo em fileiras
bem cuidadas. Mas agora é o tempo de fazer
isso nas nossas vidas, e a plantação pode ser
feita melhor se nós dois estivermos em cantos
separados do mundo. O tempo de colher virá
mais tarde.
23 de Agosto

Oh irmão, QAS!

Eu pareci madura e espiritual nessa


apresentação ou o quê? Eu estou feliz por ter
escrito todas essas coisas antes e por elas
parecerem tão claras no momento, porque
agora elas definitivamente não parecem estar
claras. Isto vai ser muito difícil!
Nas nossas conversa durante os dois
últimos dias, Ted e eu temos insinuado que
essa decisão sobre a Suíça é muito mais dura
do que tínhamos imaginado. Mas nenhum de
nós realmente disse, “Talvez a Suíça não seja
uma grande idéia para nós dois”.
Provavelmente porque nós dois sabemos que
essa é a direção certa para mim, mesmo que
tenhamos dúvidas de como isso será bom para
o nosso relacionamento.
Katie foi quem encarou isso de forma mais
difícil. Ela e eu temos sido inseparáveis quase
tanto como o Ted e eu, isso já faz o que, cinco
anos? Inacreditável. É claro, Katie e eu tivemos
nossos altos e baixos, também. Mas na maioria
do tempo, sempre que nós podíamos fazer
alguma coisa nós fazíamos juntas. Ela quer ir
para o Rancho Corona, uma universidade cristã
que fica à uma hora daqui. Eu acho que parece
uma boa universidade, e eu acho que ela
deveria ir. Ela não tem certeza se quer ir antes
do nosso primeiro ano na faculdade para depois
eu podei ir com ela.
Nós tivemos uma grande discussão para
que a Katie tivesse iniciativa de ir sozinha, e ela
explodiu dizendo que estava brava porque eu
não conversei sobre a oportunidade da Suíça
com ela de forma minuciosa ou não busquei a
opinião dela sobre isso. Eu não perguntei para
ela porque tudo aconteceu de forma tão rápida.
Então eu disse para ela que eu sentia muito, e
eu perguntei a opinião dela. Ela disse, “Eu acho
que você deveria ir”.
Eu disse, “Por que tudo isso então?” E ela
disse, “Eu só queria que você perguntasse
minha opinião, como se isso importasse
realmente para você. Só isso”.
Então agora talvez eu possa seguir para o
meu “porto desejado” como diz naqueles
versículos, mas acredite, as águas não estão
calmas e em bonança.
29 de Agosto

Oh, Querido Amigo Silencioso,

Essa foi outra noite de despedidas. Eu estou


na casa do tio Bob e da tia Marta, e amanhã o
tio Bob me lavará para p aeroporto. Eu pegarei
o avião e voarei sozinha para o meu destino na
Suíça. Eu ainda não acredito que está
acontecendo. Katie e Ted organizaram uma
festa de “bota-fora”. É claro que foi aqui na
praia de Newport, e é claro que ficamos
reunidos ao redor da fogueira e cantamos por
horas. Foi tão maravilhoso! Eu não consigo
descrever todas as emoções torturantes que eu
senti por toda a noite.
Douglas e Trícia também vieram. Essa foi a
primeira vez que eu os vi desde que eles
casaram, e os dois tinham aquele sorriso no
rosto o tempo todo. Eles são adoráveis.
Katie chorou e parou a noite toda e ela me
disse que estava sendo tão difícil para ela
quanto provavelmente foi para mim quando o
Ted foi embora. Eu não estou sentindo essa
tristeza tão intensa de deixar a Katie. Hoje eu
realmente acho que isso será bom para ela, me
ter longo por um bom tempo. Ela é uma pessoa
tão sociável. Ela precisa conhecer novas
pessoas e se envolver num grupo novo. Ela não
faria isso se eu ainda estivesse por perto.
Ted chorou um pouco, também, quando nós
estávamos nos despedindo no pátio. Todo
mundo já tinha ido embora. Ele e eu nos
sentamos perto no chão encostados na parede,
olhando para a praia. Durante um tempo nós só
ficamos abraçados e choramos. Nós nos
beijamos três vezes. Uma pelo passado, ele
disse, depois pelo presente, e então um longo,
e terno beijo pelo futuro.
Eu estou chorando de novo, agora. Eu falo
com você depois, QAS. Eu não consigo escrever
sobre isso agora.

25 de Setembro

Um oi da Suíça, QAS!

Eu estou aqui já faz três semanas, e eu


tenho que admitir que toda vez que eu penso
em escrever sobre minhas experiências aqui
nas suas páginas, ao invés disso eu acabo
escrevendo uma carta. Eu tenho mantido o
computador da biblioteca ocupado com todos
os meus e-mails para a Katie, Ted, Tio Bob,
Douglas e Trícia. Meus paias não têm
computador. Você acredita nisso.
Tio Bob ia me dar o notebook velho dele
antes de eu vir para cá, mas eu disse a ele que
não precisava. Cara, eu estava errada! Eu vou
pedir para ele me mandar depois porque me
ajudaria muito não ter que ir à biblioteca toda
vez que eu preciso fazer minhas tarefas ou
escrever para alguém.
Eu tenho escrito tantos detalhes para todos
a respeito da faculdade. Eu sei que eu nunca
vou esquecer essa fase da minha vida, então
eu não sei exatamente o que contar a você.
Eu gosto daqui. O programa é intenso. As
aulas são boas. Cada vez que eu vou para o
orfanato, rasga o meu coração. São tantas
crianças. Tanta dor. Você pode ver a dor
estampada nos seus rostinhos. Num mundo
moderno você pensaria que não existiriam
tantas crianças abandonadas. Você pensaria
que os refugiados são da última guerra
mundial, não dos contínuos conflitos que ainda
assolam partes da Europa. É muito mais difícil
estar perto dessas crianças do que eu pensava
que seria. Eu estou aprendendo muito sobre
mim mesma e minha capacidade de ser
compassiva.
18 de Outubro

É outono, QAS,

E é bonito aqui.
Eu tenho duas amigas que eu saio junto
depois da escola, e elas também são minhas
duas colegas de quarto – Amélia e Sandra. As
duas são d Alemanha, mas o inglês delas é
perfeito. Elas já eram amigas antes de virem
para cá, então elas meio que me deixaram ficar
com elas.
Muitos dos estudantes vão para o bar no
final –de - semana. Amélia, Sandra e eu
geralmente vamos para um café, ou às vezes
para o cinema. Os filmes são em inglês, e você
paga um preço diferente dependendo da onde
você vai sentar-se no teatro. Eles sempre
vendem todos os ingressos sexta e sábado,
então a gente tem que comprar os ingressos
cedo.
Eu estou começando a me encaixar aqui,
bastante.
Ted tem me enviado e-mails. Você acredita
nisso? Aparentemente ele tem passado um
bom tempo na casa dos meus tios, e o tio Bob
tem permitido que ele use o e-mail dele. Isso é
muito bom, porque ele nunca me escrevia
antes. Exceto aquele coco que ele me enviou
do Havaí.

Mas e-mail não é a mesma coisa do que ver


a letra dele ou tocar o mesmo papel escrito que
ele tocou. Isso parece bobo? Eu nunca estou
feliz, não é? OK. Eu vou ficar feliz e satisfeita
pelo que eu tenho, o que é muito.

4 de Novembro

Feliz Langsam Samstag, QAS!

Isso significa “Sábado longo”. Em Basel,


uma vez por mês eles tem um Lagsam
Samstag, e todas as lojas ficam abertas até
tarde par que todos possam ir às compras. É
até engraçado. Amélia e eu fomos comprar
algumas coisinhas necessárias. Eu parei numa
padaria que tia Marta, Selena e eu, fomos no
verão passado. Eu já contei para você que a
cada estação os suíços fazem tipos de pães e
biscoitos. Eu comprei um pão em forma de
rosca de outono, e eu acabei de comê-lo inteiro
— é tão bom!
Amélia me convenceu para comprar um
pouco de Moroni quente dos vendedores nas
ruas. Moronis são nozes. Castanhas, eu acho.
Eles assam as castanhas numa panela redonda
que mais parece uma frigideira de pastel
enorme. Você sente o cheiro a um quarteirão
de distância, e o cheiro é convidativo! Os
vendedores servem as castanhas num
embrulho em forma de cone, e você deve ir
andando e comendo – os enquanto ainda estão
quentes.
Bem, eu não sei se já contei para você, mas
eu odeio nozes. Eu sempre odiei nozes.
Isso não significa que eu já tenha
experimentado todos os tipos de nozes. O mais
perto que eu já cheguei de gostar foi quando
eu experimentei nozes de macadâmia no meu
iogurte gelado em Maui. Elas eram muito
gostosas.
Então eu experimentei os Moronis. E não
gostei deles. Eu dei a eles uma tentativa
honesta, mas eu só consegui engolir um deles.
Amélia comeu todo o dela e o resto do meu.

11 de Novembro

Querido Amigo Silencioso,


Você pode guardar um segredo? Embora eu
ache que não é um segredo tão grande. Sandra
tem um namorado. Eles estão tendo um
relacionamento bem sério. Amélia está triste, é
claro, porque ela não tem u m garoto especial
na vida dela. Ela e eu estamos fazendo
praticamente tudo juntas.
Mesmo assim, eu não sei por quanto tempo
vamos conseguir manter isso. Amélia e eu
temos interesses diferentes. Eu me dou por
satisfeita de ficar no meu quarto e ler nos
finais-de-semana. Ou ir para a biblioteca e
gastar horas e horas encontrado meus amigos
pela internet.
Amélia gosta e sair, fazer e ver as coisas.
Ela ama fazer compras. Eu tenho certeza que
nós duas já estivemos em cada loja que existe
num raio de quatro quilômetros da faculdade.
Eu já comprei, embrulhei e enviei todos os
meus presentes de natal para casa, e agora eu
não tenho vontade nenhuma de ir fazer
compras durante semanas. Mas Amélia já fez
planos para a nossa próxima excursão de
compras, e eu estou decidindo como contar à
ela que eu não vou.
19 de Novembro

O mais querido dos Amigos Silenciosos,

Você já se cansou de guardar todos esses


pensamentos para mim? Eu estou me sentido
muito solitária hoje. Eu disse a Amélia que eu
não queria fazer compras com ela semana
passada, então ela foi com Jillian, uma garota
da Noruega. Agora Amélia e Jillian são
inseparáveis e eu estou sozinha. Eu achei que
era o que eu queria. Mas pode ser
terrivelmente depressivo quando o resto das
garotas do dormitório saem e eu sou a única a
ficar para trás.
Eu ainda estou de pijamas. Está frio hoje, e
eu estou contente por estar bem aqui na minha
cama quentinha falando com você. Quando eu
conseguir me convencer a sair da cama, eu vou
me encapotar toda e ir para a minha padaria
preferida, e comprar alguma coisa bem
gostosa. Então eu vou seguir em direção á
biblioteca par checar meus e-mails e ver se
algum deles é do Ted.
Ele não tem escrito tanto quanto escrevia
quando cheguei aqui, mas eu também não. Ele
está cursando quinze disciplinas esse semestre
e trabalhando vinte horas por semana numa
loja de hardware em Newport. Em seu último e-
mail ele disse que teve uma grande
tempestade de inverno que elevou as ondas,
então ele estava planejando ir surfar bem de
manhã como ele costumava fazer quando
estava no ensino médio. Isso me fez sentir
saudades de casa. Eu quero ir para a praia com
ele e fazer ovos estalados. Suspiros...

28 de Novembro

Vamos devorar, QAS!

Essa tarde os quatorze americanos que


moram na faculdade vão ter algo parecido com
um jantar e “Ação de Graças”. Eu acho que
estamos todos morrendo de saudades de casa
e não vamos ser companhias agradáveis como
deveríamos ser. Vamos ter pernil fatiado, pão
fatiado, torta de maça e ervilhas. Alguns dos
outros estudantes pararam num canto da sala
de jantar para descobrir o que estávamos
fazendo. Nós tentamos explicar o que era o
“Dia de Ação de Graças”.
Tudo o que eu consegui pensar foi nos dias
de Ação de Graças do passado. Quando eu
tinha seis anos eu passei com o doce de batata
e fui dormir na cama gigante dos meus avós.
Quando eu tinha dez anos, teve tanta neve
naquele ano que ao invés de ir para casa dos
meus avós que ficava a um pouco mais de doze
quilômetros, nós ficamos em casa e tivemos
ensopado de mexilhão com queijo e bolacha.
Não tinha energia na casa dos meus avós então
nós não conseguimos assar o pernil no dia
seguinte. Nós comemos no domingo depois da
igreja, mas já estava bem seco.
Eu contei para todos os meus colegas aqui
sobre o feriado de Ação de Graças dois anos
atrás quando a Katie me convenceu a esquiar.
Lembra dessa aventura?
Eu gostaria de saber onde vou estar no
próximo feriado de Ação de Graças. Uma coisa
eu tenho aprendido que a maneira de Deus não
é como a nossa, e os pensamentos dele não
são os nossos pensamentos. Eu posso até
tentar imaginar agora onde vou estar, mas o
futuro é realmente um mistério. Uma
caminhada de fé. E na minha opinião,
ganhando uma aventura valiosa.

7 de Dezembro

Oh, garoto, está frio aqui, Querido A.


Silencioso.
A neve é bonita, mas é fria. Eu tinha
esquecido como podia ser um inverno com
neve. Eu tive que comprar mais alguns pares
de meias ontem, é essas são boas. Pelo menos
meus pés estão aquecidos hoje.
O orfanato também está aquecido, o que é
uma coisa boa para todas essas crianças. Na
sala de palestras da faculdade estava
ventando, e alguns estudantes até trouxeram
cobertores para se enrolar enquanto eles
ouviam e faziam anotações. Eu ainda não levei
a minha cama, mas estou considerando isso!
Amélia acha que eu tenho “sangue ralo”. Ela diz
isso em alemão com uma ênfase dramática, e
soa muito engraçado.
Sandra e o namorado ainda estão juntos. E
eu não consigo pronunciar o nome dele. Eu
tenho certeza que não consigo descobrir como
se pronuncia. Amélia e Sandra são boas
companheiras de quarto. Elas quase não param
aqui, o que para mim está ótimo, porque eu
adoro ter o quarto só para mim e disponível
para estudar.
É um quarto pequeno com um beliche num
canto e uma cama na parede oposta. Eu durmo
na cama de cima do beliche, o que foi uma
ótima escolha porque aquece mais rápido!
O trabalho — estudo no orfanato tem sido
uma grande experiência para mim. Requer
muito de mim, mas tem sido bom. Um menino
pequeno, Tejas, era muito tímido quando
comecei ir lá. Ele foi se abrindo devagar, e
agora ele sorri quando eu chego ao parquinho.
Eu sei que é uma coisa pequena, mas ele
parece ter vindo de longe. Eu entendo agora
porque a faculdade exige um compromisso
mínimo de seis meses. Seria muito difícil para
as crianças do orfanato ter o pessoal que
trabalha lá mudando a cada semana. Eu tenho
quase certeza que vou ficar até o próximo
verão. Embora hoje a noite, nesse quarto
escuro, frio e silencioso, onde me sinto tão
sozinha, o próximo verão parece uma longa,
dolorosa e esperada férias.

12 de Dezembro

Feliz Natal, QAS!

O Natal é daqui a duas semanas, mas eu


quero escrever antes que toda a loucura
comece. Minha tia me mandou um presente
adiantado de Natal, uma passagem para ir para
casa durante as duas semanas de férias de
final de ano. Eu não esperava isso. Agora eu
estou animada para ir para casa, mas ao
mesmo tempo parece muito luxo.
Sabe, muitos dos meus amigos aqui vão
para casa, mas eles apenas pegam o trem por
algumas horas, então isso não sai muito caro.
Eu fui convidada para ir para Holanda com a
Julia, uma das garotas do outro dormitório, a
qual eu conheci algumas semanas atrás
quando ela começou a ajudar no orfanato. Eu
estava querendo experimentar o natal em
outra cultura. Mas agora eu me sinto obrigada
a ir para casa.
Não me entenda mal. Eu quero ir para casa.
Eu quero ver todo mundo. É só que eu já disse
todos os gigantescos “adeus” em setembro
porque eu achei que não veria meus amigos
americanos e minha família durante um ano.
Agora, eu vou aparecer mais cedo depois de
apenas três meses e meio.
Mas eu verei o Ted. Eu tenho certeza que
será maravilhoso. Eu tenho sentido muita mais
falta dele do que eu já senti antes. Eu acho que
é porque eu tenho pequenos “pedaços” dele
por e-mail agora, quando no passado eu só
tinha silêncio quando estávamos afastados.
Bem, silêncio e um coco.

28 de Dezembro

Estou em casa, QAS,


Você reconhece as coisas familiares ao seu
redor nesse quarto? Sim, é o nosso. Não é
estranho estar aqui? Katie tem vindo aqui todos
os dias, Ted esteve cinco dos últimos sete dias,
e minha mãe fica me seguindo por todos os
cantos, me contando todos os pequenos
detalhes da vida aqui que eu perdi nos últimos
meses.
Eu continuo pensando nas crianças que
ficaram no orfanato. Julia e eu compramos
doces para todos como presente de Natal. Um
pequeno pedaço de doce para cada criança
certamente não é muita coisa, especialmente
quando estou sentada aqui com esse monte de
presentes, incluindo um notebook novinho em
folha que meu tio me deu. Eu disse a ele que
estava interessada em pegar emprestado o
velho dele, mas ao invés disso ele me comprou
um novo. Isso é muito. Eu não preciso de tanto.
Tem sido tããããooooooo estressante com o
Ted. Eu não achei que seria desse jeito. Ele
está mais quieto do que o comum. Ou talvez eu
tenha esquecido como ele pode ser tão quieto.
Eu conto histórias sobre a faculdade e o
orfanato, e ele apenas fica sentado e ouvindo
sem comentar nada. Isso me faz sentir como se
a Suíça fosse uma experiência completamente
minha e ele não estivesse ligado a isso de
maneira alguma.
Katie tem sido o oposto. Ela parece a minha
mãe nisso, não para de falar para me deixar a
par bem rápido de cada coisa que aconteceu
desde que eu fui embora. Algumas dessas
coisas não me interessam em nada. Isso é
muito mal – educado de se dizer?
A novidade mais interessante da Katie é
que ela fez inscrição na Universidade Rancho
Corona, e ela vai começar em janeiro. Eu estou
muito feliz por ela. Eu acho que vai ser
maravilhoso.
Ted e eu temos planos de ir passear nas
montanhas amanhã. Meu irmão quer ir junto, é
claro, e Katie nos ouviu comentar sobre isso e
dispôs a reunir uma galera para ir junto. Ted
disse para os dois, “Esse é um dia apenas para
mim e para Cris”.
David e Katie ficaram chateados. Eu não sei
exatamente como me senti. Eu estava ansiosa
para passar algum tempo sozinha com o Ted,
até porque estamos rodeados de pessoas o
tempo, mas eu não gosto que as pessoas
fiquem bravas comigo.

29 de Dezembro

Nosso dia de neve foi um desastre, QAS!


Ted e eu tentamos sair essa manhã para ir
para a montanha, mas a velha kombi-nada
quebrou a uns 60 km de casa. Nós passamos o
dia esperando por um guincho, e depois
sentados numa mecânica esperando que
consertassem o gerador. Ou foi o motor de
arranque? Eu não sei. Mas a kombi-nada está
na estrada de novo. Nós ficamos sentados lá na
sala de espera, com u monte de outras pessoas
assistindo TV. Apenas sentados! Ted dormiu a
maior parte do tempo. Eu li revistas.
Depois da kombi-nada foi consertada, nós
decidimos ir comer alguma coisa. Eu pedi uma
salada, e veio com dois vermes pequenos e
verdes nela! Depois que o garçom levou
embora, eu não consegui comer mais nada.
Ted me levou embora para casa, e foi com
o meu irmão para a pista de skate. Ted e David
ficaram andando de skate por algumas horas,
enquanto eu fiquei vendo – os. Depois nós
jantamos com os meus pais e o Ted foi embora.
O que aconteceu com a gente? Nós
parecíamos duas bolhas paralisadas. Nós não
podemos seguir em frente, e não podemos
voltar atrás. Essa viagem de volta para casa foi
u m erro. Eu não pertenço a esse lugar. Não
nesse momento.
28 de Janeiro

Está frio, QAS,

O aquecedor do nosso quarto ficou ligando


e desligando o tempo todo, essa semana. Nós
tivemos uns sete centímetros de neve no chão,
o que fez parte da Floresta Negra parecer
encantada. Eu estou vestida com um monte de
roupas e debaixo dos cobertores, mas meu
nariz ainda está gelado.
Sabe, eu tenho feito tantos trabalhos em
computador e no meu laptop que escrever nas
suas páginas com um caneta está sendo
restaurador. É um pouco mais calmo e bem
mias devagar.

2 de Fevereiro

Não tenho muito para relatar, QAS,

Eu escrevi todas as novidades em e-mails e


passei o resto do tempo fazendo trabalhos
escritos. A vida se tornou uma rotina agradável
de novo após a viagem para casa no Natal.
Será dia dos Namorados em algumas semanas.
Eu tenho pensado bastante sobre se eu deveria
ou não enviar um cartão para o Ted. Eu não
espero que ele me envie um. Escrever cartas
ou enviar cartões nunca foi o seu forte.
Depois de todo o tempo que nós passamos
juntos no Natal, as coisas entre nós ficaram
incertas quando eu voltei para faculdade. Eu
estava me sentindo tão bem nessa fase que o
nosso relacionamento estava numa estação de
plantar. No Natal pareceu como se eu tivesse
voltado para terra seca e fosse checar todas as
sementes que eu plantei, mas todas elas
pareciam se vida.

4 de Abril

Olá, meu QAS,

Eu estava pensando sobre a analogia a


respeito das sementes na minha última
passada por aqui. Faz um pouco mais de meses
que escrevi aquilo. A paz por aqui me deixou
algum tempo para refletir.
Nós tivemos uma folga hoje, então eu saí
para uma caminha nas colinas onde eu e a
Selena fomos com o Alex quando eu visitei a
faculdade no verão passado. Eu fui com outros
cinco estudantes que tem se tornado bons
colegas.
Nós somos um tipo de grupo dos que
“sobraram” depois que muitos outros formaram
pares como namorados e namoradas durante a
primeira metade do ano. Julia, minha amiga da
Holanda, estava no nosso grupo, mas a umas
quatro semanas atrás ela e um canadense
decidiram que eram mais do que amigos e
começaram a fazer as coisas como um casal.
Então os descomprometidos estão diminuindo.
Eu estou contente por não ter me
interessado em nenhum rapaz por aqui. Isso
seria uma experiência intensa demais.
De qualquer jeito, nossa caminhada hoje
nas colinas foi impressionante. A neve tinha ido
toda embora. Eles disseram que ela derreteu
cedo esse ano. E agora as flores silvestres
estão brotando em todos os lugares. Está tão
bonito.
Eu colhi um punhado de flores amarelas,
umas brancas aveludadas, e algumas azuis. Eu
queria saber o nome delas. Tatiana tirou sarro
de mim e disse, “Você não sabe o nome delas?
Eu sei. Aquelas são as Marias e esse daqui é o
Pedro.”.
Ela é tão engraçada. Ela me lembra a Katie,
só que um sotaque sul-africano. Ela é uma das
poucas cristãs aqui, e nós começamos a ira
igreja juntas desde novembro. É uma igreja
bem pequena, dá mais ou menos dez minutos
de caminhada do dormitório. O culto é em
inglês ás 08h30min da manhã, e esse é o
motivo pelo qual Tatiana e eu vamos lá. A
congregação é um mistura única de pessoas
que falam inglês de diversas idades. O pastor é
do País de Gales, e eu adoro o sotaque dele.
Mas voltando a minha história sobre
sementes e sentimentos que eu desenterrei
quando vi o Ted no Natal. Eu percebi que se eu
tivesse vindo caminhar nessas colinas suíças
em dezembro e me voltasse para a terra eu
não encontraria as delicadas azuis, amarelas e
brancas flores silvestres que eu encontrei hoje.
Elas ainda seriam sementes. Minúsculas
sementes, tenho certeza. E elas pareceriam
sem vida. Isso leva tempo e o milagre do poder
da ressurreição de Deus para trazer qualquer
coisa de volta a vida, incluindo sementes e
meus profundos sentimentos pelo Ted.
Não é exatamente como se os meus
sentimentos por ele estivessem mortos. É como
se eles estivessem enterrados por um tempo.
Isto me ajudou a entender porque não
pareceram brilhantes, coloridas e cheias de
vida entre nós no Natal. O que nós dois
parecíamos sentir era o correto par aquela
época da nossa vida.
Colando nosso relacionamento nessa
perspectiva faz muito mais sentido para mim. E
me deixa feliz ter escrito isso, porque eu posso
voltar e ver isso quando eu me sentir confusa
de novo, o que eu tenho certeza que vai
acontecer.

5 de Abril

Isso é tão legal, QAS!

Sabe quando ontem eu escrevi todas


aquelas coisas sobre entender como as
sementes pareciam sem vida quando elas
estão na fase dormente e como isso parecia
com o que eu senti com o Ted no Natal? Bem,
você não vai adivinhar qual foi a mensagem na
igreja essa manhã. O pastor falou sobre como
durou a semana Santa, entre o domingo
anterior e o domingo de Páscoa, Cristo tentou
preparar os discípulos sobre a morte Dele. (O
domingo de Páscoa é a semana que vem). Em
João 12:23-28, Jesus disse a eles “Em verdade,
em verdade vos digo: se um grão de trigo cair
na terra e não morrer, fica ele só; mas se
morrer produz muito fruto”.
Eu nunca tinha visto esses versículos antes!
Certamente esse é o desejo de Deus em várias
áreas. Sementes devem morrer antes de
brotarem e produzirem uma generosa colheita.
Cristo teve que morrer antes que Deus pudesse
levá-lo para Ele da morte e multiplicasse o
poder da ressurreição na vida daqueles que
creram e creram durante milhares de anos.
Correr o risco de super espiritualizar o meu
relacionamento com o Ted (o que por acaso, é
algo que ele tem feito desde o dia que eu o
conheci, então não tem problema se eu fizer
com alguma freqüência), é que de alguma
maneira nossa relação tem que morrer para
que Deus possa demonstrar o poder da
ressurreição e trazer nova vida para ela. O que
agora eu entendo, é que quando Deus traz
nova vida, Ele faz isso de forma abundante.
Uma semente é designada para multiplicar a
vida depois que ela morre e ressuscita.
Eu não expliquei isso muito bem, mas eu
entendi. Nas profundezas do meu coração eu
entendi isso. Minha vida não é apenas para ser
vivida em benefício próprio, ou muito menos
para agradar somente uma pessoa. Quando eu
morro para mim mesma e para tudo que eu
considero precioso ou essencial para a minha
felicidade, então Deus traz nova vida. E quando
Ele faz isso, a multiplicação é elevada.
Eu queria poder explicar isso melhor. Eu
finalmente entendi o que eu devo fazer com a
minha vida. O desejo do meu coração é morrer
para mim mesma e viver para servir a Cristo
para que Ele possa multiplicar os resultados. É
como na última parte do versículo 26: “Meu Pai
honrará aquele que me servir”.

6 de Maio

Olá, Querido AS,

Essas duas últimas semanas no orfanato


têm sido muito difíceis. Mais ou menos um
quarto das crianças, as saudáveis que mantêm
uma boa chance de serem adotadas, foram
transferidas para um outro centro na Áustria.
As outras ficaram. Mais de cinqüenta crianças
são esperadas para chegar na próxima semana
da Romênia. Isso é tão doloroso de se ver.
Todos esses corações jovens, tão ansiosos e
prontos para serem amados.
Todas as crianças que ficaram foram
colocadas numa brinquedoteca. Eu fiquei
responsável por cuidar delas enquanto o
pessoal do orfanato fazia os arranjos finais e
recolhia os pertences das crianças.
Você sabe o que eu fiz? Eu abençoei cada
criança. Eu fui a cada uma, pus minha mão na
testa delas, e dei a cada uma a benção que o
Ted me deu anos atrás. Eu procurei na minha
Bíblia uma vez. Está em Números 6:24. Mas
está escrito um pouco diferente do modo como
o Ted falou pata mim. Eu lembrava da versão
do Ted, então isso foi o que eu disse:
Que o Senhor te abençoe e te guarde.
Que o Senhor sobre ti levante o rosto e
e te dê a paz .
E que você sempre ame a Jesus em
primeiro lugar, acima de tudo.

Muito poucas crianças falam inglês. Elas


não faziam idéia do que eu estava fazendo.
Mas você sabe, depois que eu abençoei as
primeiras duas crianças e as beijei no rosto, os
outros silenciosamente formaram um fila,
esperando pela benção e por um beijo.
Tudo o que eu consegui pensar foi quando
os discípulos tentaram afastar as crianças, mas
Jesus os parou e disse, “Deixai vir a mim os
pequeninos... pois deles é o reino de Deus”.
Uau! Eu acabei de olhar a referência desse
versículo. Está em Marcos 10:14. E você quer
saber o que o versículo 16 diz? “E tomando – os
em seus braços, e impondo – lhes as mãos, os
abençoou.” Jesus abençoou – os! Ele os
abraçou! Isso foi o que eu fiz hoje.
Eu sentia como se fosse um minúsculo
presente para dar para as crianças, mas era
isso o que eu tinha em meu coração para dar.
Eu fiz a mesma coisa com aqueles órfãos que
Jesus fez com aquelas crianças que estavam
sentadas ao redor Dele dois mil anos atrás.
Tremendo!

14 de Maio

Você percebeu QAS?

Você percebeu que só faltam algumas


páginas em branco. Como pode ter acontecido
isso? Parecia que tínhamos um quarto vazio —
minha tinta, suas páginas. Mas agora nosso
espaço é limitado. Estou tão triste. Eu sinto
como se cada palavra daqui para frente
devesse valer a pena.
Eu tenho mais três semanas de aula, e daí
vai ter uma parada de quase um mês antes das
aulas de verão começarem. Eu decidi ficar
durante o verão porque eu posso ganhar mais
créditos para transferir disciplinas do que se eu
for estudar em casa durante o verão.
Eu me inscrevi na faculdade Rancho Corona
para o outono. Katie já está cursando lá esse
semestre, e ela está adorando. Ela disse que a
Selena e alguns amigos foram com o irmão da
Selena visitar o campus para poder decidir se
estudar lá no outono também. É possível que a
Katie, o Ted, a Selena e eu vamos todos
estudar na mesma faculdade ao mesmo tempo!
Isso não é magnífico? Eu nunca teria imaginado
isso.
Eu não sei o que vou fazer nessa parada
antes de começarem as aulas de verão. Eu
gostaria de viajar por aí, mas eu ainda não fiz
planos com nenhum dos estudantes daqui. Eu
acho que poderia viajar sozinha e visitar uma
dúzia dos meus amigos que vivem por toda a
Europa. Mas eu não gosto muito de viajar
sozinha. Eu fiz isso uma vez da Inglaterra até a
Espanha, e não foi uma das minhas
experiências favoritas. Foi bom, mas foi uma
prova de fé, também. A melhor parte foi que no
final da viagem quando eu vi o Ted.

18 de Maio

QAS,
Eu estou tão preguiçosa. Eu recebi um D
num dos meus trabalhos da aula de análises
críticas. É a aula que eu menos gosto, e eu
acho que nem têm um tipo de disciplina igual
nos Estados Unidos. Eu não me esforcei muito
nesse trabalho. Foram apenas duas páginas,
mas foi o primeiro D que eu recebi. Eu vou
poder fazer o trabalho de novo, e o professor
falou que ele poderia somar a nova nota ao D,
mas eu não tenho tempo de trabalhar nisso,
pelo fato de que todas as minhas outras
disciplinas têm trabalhos e projetos para ser
entregues nas próximas três semanas. Depois,
nós temos uma semana de provas finais, e eu
estou livre até as aulas de verão.

19 de Maio

Adivinha Querido único Silencioso?

Você nunca vai conseguir. Eu vou viajar


pela Europa durante minhas três semanas de
férias. E adivinha quem vai viajar comigo? Não,
não é ninguém daqui. Desisti?
Katie e Ted!
Você acredita?! Minha tia mais uma vez deu
uma de fada madrinha rica. Ela me mandou um
e-mail me perguntando sobre meus planos para
as férias. Eu disse que eu não tinha feito
nenhum plano ainda, porque eu estou tão
sobrecarregada com os projetos finais, mais o
fato de termos mais crianças no orfanato do
que já teve desde que eu cheguei aqui.
Então tia Marta me respondeu dizendo,
“Não faça nenhum plano, tudo já foi arranjado.”
Eu pensei que ela fosse me comprar uma
passagem para voar para casa por um mês do
mesmo jeito que ela fez no Natal, e eu já ia
dizer para ela “não, obrigada”. Foi muito difícil
no Natal entrar e sair daquela vida e depois
entrar e sair dessa vida. Eu não queria fazer
isso quando eu só tenho as aulas de verão e
depois posso ir para casa de uma vez por
todas.
Mas depois eu recebi esse e-mail “gritante”
da Katie. Eu estou falando sério quando digo
gritante! Ela escreveu a mensagem inteira em
letras maiúsculas então soou como se ela
estivesse gritando para mim. Ela me disse que
a surpresa da tia Marta não era uma passagem
para eu ir para casa, mas duas passagens para
Suíça — uma para Katie e uma para o Ted. É
claro, quando eu mandei um e-mail par tia
Marta agradecendo, ela estava chateada que a
Katie tinha arruinado toda a graça da surpresa
dela.
Eu liguei para os meus pais e perguntei se
por eles tudo bem, e eles disseram que tudo
certo com os planos da viagem com tanto que
Ted e eu sempre estivéssemos com a Katie.
Eles não querem que o Ted e eu viajemos
sozinhos. Minha mãe pareceu chateada quando
disse que eu era adulta o bastante para fazer
tomar minhas decisões importantes sozinha e
viajar por aí, e que ela estava orgulhosa de
mim por tudo que eu conquistaria ao final
desse ano.
Ted ligou ontem, ele parece animado com a
viagem. É claro, ele já fez planos para ir à
Espanha rever os amigos dele. Katie me enviou
um e-mail dizendo que ela quer ir para
Noruega, e eu decidi que mais do que tudo, eu
quero ver tudo que eu conseguir na Itália. Tem
sido um inverno e primavera muito frios, e eu
gosto da idéia da ensolarada Itália.
Quem sabe se vamos conseguir um plano
compatível antes de eles chegarem em 6 de
junho. Eu peguei alguns mapas e livros de
viagem na biblioteca essa tarde. Vai ser difícil
me concentrar nos estudos enquanto livros de
viagem estão parados no canto me chamando.
5 de Junho

Nossa última página, Querido Amigo


Silencioso.

Estou tão triste. Você tem sido meu Querido


Amigo Silencioso por quase cinco anos. Ted e
Katie chegam amanhã. Eu tinha planos para ir
ao centro de Basel e comprar um diário irmão
para levar durante nossa viagem, mas eu não
consegui. Você não seria muito ciumento, seria,
se eu dividir meus pensamentos conturbados
com outro diário? Se eu pudesse adicionar
páginas á você, eu faria isso. Por todos esses
anos você fielmente tem guardado minhas
palavras, e tem me convidado a voltar a
qualquer hora e lê-las. Você nunca saberá o
quanto você ajudou eu me tornar quem eu sou
hoje. Você é um espelho. Uma caixinha
preciosa. Uma gentil lembrança de más e boas
horas. E exatamente com o tio Bob disse
quando ele deu você para mim muitos anos
atrás, você se tornou um verdadeiro amigo.
O mais querido dos Amigos Silenciosos,
obrigado por oferecer seu espaço vazio para
mim e me permitir que eu preenchesse suas
páginas. Você sabe que eu vou guardar você
para sempre. Eu vou visitá-lo ainda muitas
vezes antes que a minha vida acabe. Você me
fará rir alto. Você ainda recolherá algumas das
minhas lágrimas — quando eu ler as palavras
que você tem guardado para mim, e lembrar
todas as dores.
Talvez algum dia você veja um não-familiar
par de olhos analisando suas páginas, e sentirá
um par de mãos diferentes segurando-o. Vai
ser provavelmente minha filha. Se o Senhor
permitir, eu casarei e terei uma filha. Eu a
convidarei para ler as palavras que você tem
guardado tão pacientemente para mim, porque
eu quero que ela saiba que o que ela está
sentindo é normal. E eu quero que ela saiba
que a mãe dela era uma pateta de vez em
quando. E sempre emocional. Mas mais do que
tudo, que a mão dela era uma Amiga de Deus.
Então, por favor, saiba meu Querido Amigo
Silencioso, que isso não um verdadeiro adeus.
A verdade é, que você sempre será levado no
lugar secreto do meu coração.