Lei 1579/52 e lei 10001/00 CPI

1. Fundamento: art. 58, §3°, CF 88 Investigação de fato determinado. 2. Criação da CPI: a. Requerimento de 1/3 da Câmara, do Senado ou de ambas. Art. 58, §3°, CF b. Automaticamente por requerimento de 1/3 ou deliberação Plenária <1/3. Lei 1579/52 3. Competência: Investigar fato determinado. Art. 35, §1°, RICD 4. Poderes: poderes investigatórios próprios de autoridade judiciária (art. 58, §3°, CF) O STF restringiu esses poderes. a. CPI PODE: i. Fazer notificações, ii. Intimações iii. Inquirir testemunhas iv. Requisitar documentos v. Realizar e requisitar diligências vi. Quebrar sigilos: bancário, fiscal, dados telefônicos vii. Pode fazer prisão em flagrante – desacato, falso testemunho ou perícia, resistência. Art. 4° da lei 1579

Obs. A CPI é inquérito político-legislativo.

§2° . art. 93. A CPI não pode dar publicidade aos dados. não pode ser por blocos. Lei 1579.001 – Essas autoridades judiciais ou extrajudiciais devem em 30 dias comunicar à CPI as medidas adotadas ou os motivos da omissão. O requerimento tem que ser fundamento. 5°. Art. Conclusões da CPI a.As transcrições segundo o STF não pode. Prazo determinado CF b. segundo o STF. 5. Dentro da sessão legislativa. 2° da lei 6. Art. Apurado algum ilícito encaminhará as conclusões às autoridades competentes. 5° Lei 10. A votação tem que ser uma para cada quebra. inclusive ao MP. CF – toda decisão tem que ser fundamentada. podendo ser prorrogada na mesma legislatura. Prazo de duração: a. Art.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful