P. 1
PROCESSO DE REABILITAÇÃO DE FRATURA DE DIÁFISE DE pronto

PROCESSO DE REABILITAÇÃO DE FRATURA DE DIÁFISE DE pronto

|Views: 5.110|Likes:
Publicado porLouco Do Bodoque

More info:

Published by: Louco Do Bodoque on Sep 15, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

REABILITAÇÃO DE FRATURA DE DIÁFISE DE UMERO

Luciano Pereira

Úmero 

O úmero também conhecido como osso do braço é o maior osso do membro superior, articulaarticula-se com a escápula na articulação do ombro e com o radio e a ulna na articulação do cotovelo.

2 Fraturas de colo cirúrgico (a) .Tipos fraturas de úmero 1. Fraturas de epífise proximal 1. .

3 Fraturas por avulsão do tubérculo maior do úmero .Tipos fraturas de úmero 1.

Tipos fraturas de úmero  Fraturas de diáfise .

Tipos fraturas de úmero  Fraturas epífise distal .

Schneider R. 4th ed. Allgöwer M.139. Willenegger H. 1991. Manual of internal fixation. p. . New York: Springler-Verlog.TABELA DE CLASSIFICAÇÃO AO Fraturas da diáfise Müller ME.

Diagnóstico de Fraturas  1-Diagnóstico clinico  1.4 Edema    .1 Técnicas de palpação 1.2 Dor durante palpação da estrutura 1.3 Dor na manobra da estrutura 1.

Exames de imagem  2.5 Ressonância Magnética ± detecção de patologias ósseas (tumores e infecções)     .1 Radiografias ± diagnostico e classificação 2.4 Eletroneuromiografia ± exame de lesão neural 2.3 Tomografia ± precisão no diagnóstico 2.Diagnóstico de Fraturas  2.1 Cintilografia ± fraturas por estresse 2.

é necessário reabilitação para a recuperação da massa força e amplitude de movimento do membro. Imobilização da fratura:  Reabilitação: Após o processo imobilização. de modo a favorecer a correta consolidação óssea. .Reparação de Fraturas  Redução da fratura: consiste na reconstituição da forma normal do osso através da união e alinhamento dos segmentos deslocados. é preciso imobilizar o segmento esquelético afetado.necessário para o processo de consolidação. Ocorre a necessidade ou não de cirurgia.  Depois de reduzida a fratura.

. e regeneração óssea.Consolidação óssea  Osteoblastos: matriz orgânica óssea.

Consolidação óssea .

Adaptações no processo de imobilização Atrofia muscular progressiva  Formação de contraturas  Degeneração de alguns tecidos  Diminuição da vascularização  Diminuição de massa muscular  Regeneração óssea  Cicatrização de tecidos moles  .

Tratamento pós-mobilização pós Diretrizes para tratamento pós-mobilização pós-        Determinar a regeneração óssea Determinar o grau de ADM* perdida Mobilização Articular Propriocepção Desempenho muscular Mobilização do tecido cicatricial A atividade usada na reabilitação *ADM: Amplitude de movimento .

Alongamento: Usado no ganho de flexibilidade. força.Exercícios Fisioterapeuticos y Amplitude de Movimento (ADM): Usado para a recuperação a ADM de um segmento. recuperação da mobilidade articular. potencia e resistência a fadiga muscular.  hipomobilidade e a contratura.R ):Usado em ganho de massa muscular. inibe a Mobilidade das articulações: Usado na modulação da  dor.  Exercícios Resistidos (E.disfunções da ADM por lesão articular. .

REABILITAÇÃO DE FRATURA DE DIÁFISE DE UMERO ESTUDO DE CASO .

Abdução 160 Adução 40 (DOR) Grau 4 .Ficha de Avaliação Idade: 24 anos Sexo: feminino Profissão:estudante Profissão:estudante Diagnostico: Dor no ombro DIREITO Queixa do paciente: Dificuldade em movimentar Histórico: Fratura de úmero em acidente de carro no dia 04/10/2009 Método de Avaliação ADM FM Flexão D 170.

exercícios de lata cheia e lata vazia. trabalho no plano escapular 45 graus . exercícios com roldana. trabalho nas diagonais com Thera Band.Ficha de Avaliação Objetivos    Aumentar a força muscular Recuperação da propriocepção Aumentar a ADM Conduta Fisioterapeutica Exercícios utilizados: Exercícios pendulares.

PEITORAL MENOR. TRICEPS BRAQUIAL. BRAQUIAL. POSTERIOR . DELTÓIDE. REDONDO MAIOR.Reabilitação dos Grupos musculares     Manguito rotador :SUPRA-ESPINHOSO. SUBESCAPULAR Superficiais do tórax e braço: PEITORAL MAIOR. INFRASUPRAINFRAESPINHOSO. AnteLATERAL. BÍCEPS BRAQUIAL Profundos do tórax e braço: CORACOBRAQUIAL. Musculatura do Ante-braço: GRUPO ANTERIOR.

Reabilitação Articular Articulação ombro  Articulação do cotovelo  Articulação do punho  .

5 kg ± 1kg  Exercícios de roldana  Faixa elástica Thera Band  Exercícios com bastão  Exercícios de lata cheia e lata vazia  Exercícios com bola  Exercícios pendulares  .Reabilitação de Membro Superior Direito Alongamento  Halter 0.

Considerações finais Dores durante o processo de reabilitação.  Aumento progressivo de peso  Correção na postura e na respiração  Uso do TENS  Crepitação  .

FIM .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->