Você está na página 1de 2

COMUNICADO TÉCNICO DT-SNT 04/09

CONSIDERAÇÕES COMPLEMENTARES SOBRE MEDIÇÕES


AGRUPADAS EM BAIXA TENSÃO

1) Nas medições agrupadas, optando-se pela identificação dos condutores


do ramal de entrada embutido ou subterrâneo através de fita isolante
colorida, torna-se necessário contornar cada um dos condutores com um
número mínimo de quatro voltas completas, conforme indicado abaixo:

a) a 100 mm da extremidade inicial dos condutores do ramal de


entrada, abaixo da conexão deste com o ramal de ligação;
b) a 50 mm da extremidade dos condutores que entram e saem dos
bornes da proteção geral;
c) a cada intervalo de 500 mm, ao longo do comprimento de todos os
condutores instalados dentro das caixas de derivação em aço
carbono;
d) a 20 mm da extremidade dos condutores que saem dos terminais de
carga dos medidores de energia monofásicos ou polifásicos.

2) A(s) tampa(s) da(s) caixa(s) de derivação confeccionada(s) em aço


carbono, presente(s) nas medições agrupadas, devem ser marcadas de
modo a identificar os medidores com suas respectivas unidades
consumidoras.

As letras, sempre maiúsculas, bem como os números a serem utilizados


na marcação devem possuir 30 mm de altura, a serem pintados pelo
intermédio de moldes, na parte superior da tampa para os medidores
instalados acima da referida caixa e na inferior para os abaixo, não sendo
permitido pintura à mão livre.

3) Nos eletrodutos do padrão de entrada somente será permitida uma única


emenda, através de luva apropriada, tanto para o que comporta o ramal
de entrada embutido, quanto para o que abriga o ramal de consumidor.

4) Admite-se como opção para a saída aérea do ramal de consumidor, após


as conexões externas, a utilização de condutores em alumínio tipo
multiplex, encordoamento classe 2, sendo as fases isoladas em XLPE
(90°C, tensão de isolamento 0,6/1 kV), neutro nu, CA ou CAL, demais
características conforme NTC-27.

5) Como alternativa ao método de identificação utilizado quando da


existência de mais de um ramal de entrada subterrâneo por poste, pode-se
empregar uma braçadeira em aço inoxidável para cada eletroduto, a qual
deverá ser fixada a este mediante um parafuso em aço inoxidável, M3 x
comprimento adequado, com porca, posicionada a uma distância de
50 mm abaixo do respectivo cabeçote.

DT - SETOR DE NORMATIZAÇÃO TÉCNICA 1