P. 1
Vida e Atos Dos Apostolos - SCHUTEL, Cairbar Souza

Vida e Atos Dos Apostolos - SCHUTEL, Cairbar Souza

|Views: 8.960|Likes:
Publicado porNick_ld

More info:

Published by: Nick_ld on Sep 24, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/21/2013

pdf

text

original

E Estêvão, cheio de graça e poder, fazia grandes prodígios e milagres entre o povo. Levantaram-se,
porém, alguns dos que eram da sinagoga, chamada dos libertos, dos cirineus, dos alexandrinos e dos da
Cilícia e Ásia, e disputavam com Estêvão; e não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito pelo qual ele falava
Então subornaram homens que diziam: Temo-lo ouvido proferir palavras de blasfêmias contra Moisés e
contra Deus; e também .sublevaram o povo, aos anciãos os e aos escribas, e investindo contra ele,
arrebataram-no e levaram-no ao Sinédrio, e apresentaram falsas testemunhas que diziam: Este homem não
cessa de proferir palavras contra o lugar santo e contra a Lei; porque o temos ouvido dizer que esse Jesus, o
Nazareno, há de destruir este lugar e há de mudar os costumes que Moisés nos deixou. E todos os que
estavam sentados no, Sinédrio, fitando os olhos nele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo. — v. v. –
8–15.

As manifestações de Espíritos ilustram todos os livros sagrados. Tanto no Velho, como no
Novo Testamento, elas constituem o fundamento sobre o qual se assenta o monumento da Fé que
um dia há de abrigar a Humanidade inteira.
Estêvão foi um grande médium. Além de prodígios que fazia publicamente, gozava do dom
da sabedoria, de que Paulo fala em sua Epístola aos Coríntios, e ainda era médium de
transfiguração, segundo se nota no trecho. O próprio Lucas, dirigindo-se a Teófilo, diz
positivamente que ele falava com o auxílio do Espírito, ou para melhor dizer — que o Espírito
falava por ele. Era, enfim, um grande médium falante, faculdade esta catalogada no “Livro dos
Médiuns” — de Allan Kardec.

Mas, essas manifestações e esses dons não agradavam ao sacerdotalismo hebreu, como não
agradam hoje ao sacerdotalismo Romano e Protestante, de modo que fez-se mister por um termo a
todos aqueles fenômenos, chamados hoje psíquicos ou espíritas.
E como Estêvão era um homem impoluto, contra quem queixa nenhuma podia haver,
arranjaram testemunhos falsos, homens sem pudor, sem caráter e sem brio, que se venderam para
acusar o grande Profeta do Senhor.
Nunca faltaram, como não faltam, Judas no mundo para atraiçoarem o próximo e venderem
até a sua própria alma aos plutocratas de todos os tempos. Assim como o mundo está sempre cheio
de Herodes, de Pilatos, de Caifazes, a concorrer para o crucificamento do primeiro justo que
encontrem.

Vemos, porém, em Atos, que apesar de toda a acusação lançada contra Estêvão, os seus
próprios acusadores e inimigos fitando os olhos nele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->