Você está na página 1de 1

O Propósito de Deus.

"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus."
(Efésios 2:8)

Muitas coisas o Senhor tem feito nesses dias com o fim de restaurar, curar e restabelecer
o Seu propósito na vida do homem. Outro dia, ao levantar-me, havia pergunta em minha mente,
de tal maneira que quase podia ouvi-la. Fui questionado sobre o porquê de não haver paz em
determinados lugares e, estando aflito por não ter uma resposta coerente, de repente como que
ouvi: “- O Crente é, antes de tudo, um agente da paz!” (Mateus 10:13; Efésios 2:17). Por conta
desta palavra passei a buscar resposta a outra questão e, embora ela não esteja ainda completa,
começa a ganhar corpo e podemos já discorrer sobre ela: “- Qual é o propósito?”
“- Primeiro, Valmir, abra os olhos pela manhã. À sua volta verá o objeto do propósito de
Deus em sua casa, com seus familiares. Levante-se, dê graças a Deus e seja uma benção de tal
maneira que Jesus seja visível e a Glória de Deus se manifeste. Dirija-se ao seu local de trabalho,
contemplando as maravilhas da criação e vendo a graça de Deus ao conceder tais bens aos
homens sem distinção e, ao chegar ao seu trabalho, olhe bem para o objeto do propósito de Deus
em cada rosto que avistar, em cada colega de trabalho. Porque o desejo de Deus é manifestar em
você a Sua Glória de tal forma que o Seu propósito seja alcançado ali também. Dê graças a Deus
pelo benefício que ele faz aos homens de permitir que você esteja por perto para comunicar a
benção maior aos homens. Neste fim de semana, vá até a igreja e observe bem como Deus
conduziu o objeto do Seu propósito até aquele lugar com o fim de manifestar em todos a Sua
Glória. Seja uma benção para eles, de modo que Deus tenha total liberdade de se expressar e ali
se multipliquem os vasos de glória para o cumprimento do propósito de Deus!” (II Pedro 2:9).
Este seria apenas um esboço do que pode vir a despontar, mas de maneira cada vez mais
clara, vejo que não estou só nestes pensamentos, aliás, é claro que posso dizer: “Não estamos
sós...” Porque Deus move céus e terra para que se estabeleça a perfeita comunhão com Ele. Ele
deu Jesus como sacrifício eterno e Sumo Sacerdote eterno para que o pecado seja abolido da
vida dos que crêem. Feita a paz e a perfeita comunhão entre Deus e nós, ele apresenta o seu
veículo e o Seu meio de ação, onde não cabe qualquer revogação: Deus nos ensina a amar com o
verdadeiro amor de Cristo. Deus é essencialmente amor! Naquilo em que nós falhamos, Ele se
mostra perfeito e cheio de terna misericórdia e não afasta de nós o Seu amor! Amando assim,
como Deus, de forma incondicional, mais se evidencia e aparece a Sua Glória! E a Glória de
Deus é o verdadeiro propósito! Nós, como filhos de Deus, refletindo a Sua Glória, somos
transformados na imagem do Senhor! (II Coríntios 3:18).
Deus nos deu tudo de graça e a Sua graça é melhor do que a vida! (Salmo 63:3). O
homem a quem Deus deu graça é aquele em quem se manifesta a Sua Glória e esta, por sua vez,
se alcança pelo Seu constante amor (Salmo 147:11).
Lembremo-nos:
• COMUNHÃO (pré-requisito que se satisfaz em Cristo crucificado)
• AMOR (meio pelo qual Deus se torna evidente na vida de cada um)
• GLÓRIA DE DEUS (o propósito de nossas vidas e o maior bem para cada um de
nós)

Com súplicas e orações todos os dias, até que o Senhor cumpra cabalmente o Seu
propósito em nossas vidas, com misericórdias, segundo a Sua Palavra.

Valmir Vale
Taubaté, 30 de outubro de 2008.