Você está na página 1de 17

Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 41

4
NORMAS PARA CITAÇÕES
EM DOCUMENTOS
42 Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba
Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 43

4 NORMAS PARA CITAÇÕES EM DOCUMENTOS1

4.1 DEFINIÇÕES

Para os efeitos das normas técnicas, aplicam-se as seguin-


tes definições:

a) citação é a menção de uma informação extraída de outra


fonte;
b) citação de citação é a reprodução direta ou indireta de
um texto em que não se teve acesso ao original;
c) citação direta é transcrição textual de parte da obra do
autor consultado;
d) citação indireta trata-se de texto com base na obra do
autor consultado;
e) notas de rodapé são indicações, observações ou adita-
mentos ao texto feitos pelo autor, tradutor ou editor;
f) notas explicativas referem-se às usadas para comentá-
rios, esclarecimentos ou explanações que não possam
ser incluídos no texto.

4.2 LOCALIZAÇÃO

As citações podem aparecer:

a) no texto;
b) em notas de rodapé.

4.3 REGRAS DE APRESENTAÇÃO

Nas citações, as chamadas pelo sobrenome do autor, pela


instituição responsável ou título incluído na sentença devem ser em

1
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informa-
ção e documentação – citações em documentos, apresentação. Rio de Janei-
ro, ago. 2002
44 Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba

letras maiúsculas e minúsculas e, quando estiverem entre parênte-


ses devem ser em letras maiúsculas.

Exemplos:

SISTEMA AUTOR-DATA

“O Estado não dá a assistência necessária para o egresso


e isso contribui para a reincidência do ex-preso.” É a constatação
de Maurício Kuehne (2003).

SISTEMA NUMÉRICO

“O Estado não dá a assistência necessária para o egresso


e isso contribui para a reincidência do ex-preso.” É a constatação
de Maurício Kuehne.1

SISTEMA AUTOR-DATA

“Inconcebível, posto que socialmente inaceitável e politica-


mente perigoso, que o mundo seja impulsionado unicamente pe-
las leis de mercado.” (SUSSEKIND, 2000, p. 51).

SISTEMA NUMÉRICO

“Inconcebível, posto que socialmente inaceitável e politica-


mente perigoso, que o mundo seja impulsionado unicamente pe-
las leis de mercado.”2

SISTEMA AUTOR-DATA

“A vida privada não é uma realidade natural, dada desde a


origem dos tempos: é uma realidade histórica construída de diver-
sas maneiras por sociedades determinadas.” (PROST, 2001, p. 15).
Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 45

SISTEMA NUMÉRICO

“A vida privada não é uma realidade natural, dada desde a


origem dos tempos: é uma realidade histórica construída de diver-
sas maneiras por sociedades determinadas.”3

4.3.1 Citação Indireta

É o texto redigido pelo autor do trabalho com base em idéias


de outro(s) autor(es), devendo, contudo, traduzir fielmente o senti-
do do texto original. A citação indireta pode aparecer sob a forma
de paráfrase ou de condensação, mas não dispensa a indicação
da fonte. A indicação da(s) página(s) consultada(s) é opcional.

4.3.1.1 Paráfrase

É a expressão da idéia de outro, com as palavras do autor


do trabalho, portanto em estilo próprio, procurando manter, aproxi-
madamente, o mesmo tamanho da citação original. A paráfrase é
escrita sem aspas, com o mesmo tipo e tamanho de letra utiliza-
dos no parágrafo do texto no qual está inserida.

Exemplo:

Para Renato Ortiz (1994), o consumo de alimentos é gover-


nado por regras particulares, que revelam a natureza dos agrupa-
mentos sociais e, simbolicamente, representam os modos domi-
nantes de uma sociedade.

4.3.1.2 Condensação

É a síntese de um texto longo, um capítulo, uma seção ou


parte, sem alterar fundamentalmente a idéia do autor e sem apre-
46 Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba

sentar juízos de valor ou comentários de ordem pessoal. A


condensação é escrita sem aspas, com o mesmo tipo e tamanho
de letra utilizados no parágrafo do texto no qual está inserida e
com a indicação da fonte consultada.

4.3.2 Citação Direta no Texto: até 3 linhas

As citações diretas no texto, de até três linhas, devem estar


contidas entre aspas duplas. As aspas simples são utilizadas para
indicar citação no interior de seu texto.

Rocha (2000, p. 111) comenta: “A utilização das necessidades


nutricionais para o estabelecimento da cesta alimentar básica [...]”

“É necessário tecer algumas observações a respeito da ‘ra-


ridade’, pois a partir desse tema pode-se adentrar na questão da
‘diferenciação social.”4

4.3.3 Citação Direta no Texto: mais de 3 linhas

As citações diretas no texto, com mais de três linhas, de-


vem ser destacadas em parágrafo distinto, com recuo de 4 cm da
margem esquerda (em papel formato A4), com letra menor que a
do texto utilizado (arial 10) e sem as aspas.

Se nos dias atuais os grandes debates envolvem os avanços


das ciências biológicas, da tecnologia; da clonagem,
transexualidade, transplantes, eutanásia, aborto eugênico, in-
terrupção da gravidez, esterilização, experimentação em seres
humanos; privacidade; robótica; informática, etc.; à base de
todos os problemas da pós-modernidade se encontram os pila-
res do direito natural; direito à vida, à liberdade e à dignidade da
pessoa humana [...] (COLUCCI, 2003, p. 67).

A publicidade realiza o prodígio de um orçamento considerável


gasto com o único fim, não de acrescentar, mas de tirar o valor
de uso dos objetos, de diminuir o seu valor/tempo, sujeitando-
se ao valor/moda e à renovação acelerada.1
Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 47

4.3.4 Citação de Citação

A citação de citação só deve ser usada na total impossibili-


dade de acesso ao documento original, como nos casos de docu-
mentos muito antigos ou com barreira lingüística. A indicação da
fonte de uma citação de citação pode ser feita tanto no sistema
autor-data quanto no sistema numérico.
Utiliza-se a expressão “citado por” ou “apud”.

Exemplo:

Segundo Piaget (1988 apud FERREIRO, 1993, p. 23), a ne-


cessidade [...]

[...] a ciência é ainda balbuciante para explicar o universo, mas,


mesmo assim, é a maior e mais importante construção coletiva
da humanidade. (EINSTEIN, 1965 apud DANTAS, 1987, p. 38).

4.3.5 Citação de Informação Extraída da Internet

As citações de informações extraídas de textos da internet


devem ser utilizadas com cautela, dada a temporalidade delas. É
necessário analisar cuidadosamente as informações obtidas, ava-
liando-lhes a fidedignidade. Devem ser indicados os dados que pos-
sibilitem a identificação delas e incluí-los na lista de referências.

No texto, uma citação:

Ao tratar da racionalização de custos com viagens nas em-


presas, Valéria Mônaco (2003) afirma que

[...] mais do que cortar gastos é preciso planejar. Um orçamen-


to de viagens e representação adequado deve prever os custos
com eventos, viagens de executivos, locação de carros, hospe-
dagem, almoços com clientes, entre outros. Para isso a ante-
cedência é fundamental!
48 Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba

Na lista de referências:

MÔNACO, Valéria. Por que é tão difícil racionalizar custos com


viagens nas empresas. Disponível em:
<http://www.estudosturisticos.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo>.
Acesso em: 24 out. 2003.

No texto, uma citação:

A informalidade na economia atingiu proporções alarmantes,


presente em atividades que representam 39,8% do Produto In-
terno Bruto (PIB) de acordo com estudo feito pela consultoria
McKinsey para o Instituto de Ética Concorrencial (ETCO) divul-
gado durante o seminário Brasil Paralelo x Crescimento Econô-
mico, em São Paulo. (JORNAL DO COMÉRCIO, 2004).

Na lista de referências:

JORNAL DO COMÉRCIO. Disponível em:


<http://www.jornaldocomércio.com.br>. Acesso em: 9 jun. 2004.

4.3.6 Alterações

Registram-se supressões, interpolações, ênfase ou desta-


ques, do modo a seguir.

a) supressões: [...]
b) interpolações, acréscimos ou comentários: [ ]
c) ênfase ou destaque: grifo, negrito ou itálico.

4.3.7 Informação Verbal

Quando se tratar de dados obtidos por informação verbal


(palestras, debates, comunicações, etc.), indicar, entre parênteses,
a expressão “informação verbal”, mencionando-se os dados dis-
poníveis, em notas de rodapé.
Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 49

No texto:

O novo medicamento estará disponível até o final deste se-


mestre (informação verbal)1.

No rodapé da página:

1 Notícia fornecida por John A Smith, no Congresso Internacional de Engenharia


Genética, em Londres, out. 2001.

4.3.8 Ênfase

Para enfatizar trechos da citação, deve-se destacá-los indi-


cando a alteração com a expressão “grifo nosso”, entre parênte-
ses, após a chamada da citação, ou “grifo do autor”, caso o desta-
que já faça parte da obra consultada.

“Ser pobre significa, em termos muito simples, consumir


todas as energias disponíveis exclusivamente na luta contra a
morte.” (ABRANCHES, 1989, p. 16, grifo nosso).

“A definição da pobreza absoluta está intimamente ligada à


demarcação de um limite entre a carência e a não-carência de
recursos.” (BARROS; HENRIQUES; MENDONÇA, 2000, p. 22, grifo
dos autores).

4.3.9 Texto Traduzido

Quando a citação incluir texto traduzido pelo autor, deverá


ser incluída, após a chamada da citação, a expressão “tradução
nossa”, entre parênteses.

“Ao fazê-lo pode estar envolto em culpa, perversão, ódio de


si mesmo [...] pode julgar-se pecador e identificar-se com seu pe-
cado.” (RAHNER, 1962, v. 4, p. 463, tradução nossa).
50 Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba

4.4 SISTEMA DE CHAMADA

As citações devem ser indicadas no texto por um sistema


de chamada: numérico ou autor-data.
Qualquer que seja o método adotado, deve ser seguido
consistentemente ao longo de todo o trabalho.

4.4.1 Autor e Data

Quando o(s) nomes(s) do(s) autor(es) responsável(eis)


estiver(em) incluído(s) na sentença, indicar-se-á a data, entre pa-
rênteses, acrescida da(s) página(s), se a citação for direta.

Exemplos:

Para François Hartog (1993), o lugar da memória não é ja-


mais dado.

Segundo Pechman (1994, p. 24), “[...] a cidade torna-se um


espaço fundamental para a memória.”

4.4.2 Coincidência de Nomes

Quando houver coincidência de sobrenomes de autores,


acrescentar-se-ão as iniciais de seus prenomes; se mesmo assim
existir coincidência, colocar-se-ão os prenomes por extenso.

Exemplo:
(SILVA, C., 1958)
(SILVA, Cássio, 1965)
(SILVA, O., 1959)
(SILVA, Celso, 1965)

4.4.3 Documentos de um Autor

As citações de diversos documentos de um mesmo autor,


publicados num mesmo ano, são diferenciadas pelo acréscimo de
Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 51

letras minúsculas, em ordem alfabética, após a data e sem


espaçamento, conforme a lista de referências.

De acordo com Giddens (1991a), ... (GIDDENS, 1991b)

4.4.4 Diversos Documentos de um Autor

As citações indiretas de diversos documentos da mesma


autoria, publicados em anos diferentes e mencionados simulta-
neamente, têm suas datas separadas por vírgula.

(BOURDIEU, 1989, 1991, 1995)


(CORREA; COSTA; CRUZ, 1998, 1999, 2000)

4.4.5 Documentos de Vários Autores

As citações indiretas de diversos documentos de vários


autores, mencionados simultaneamente, devem ser separadas por
ponto-e-vírgula, em ordem alfabética.
No processo de investigação social, a primeira tarefa é es-
colher o “problema” a ser pesquisado (GIL, 1999; RICHARDSON,
2000).

O conceito de ciência está ligado ao conceito de método


científico (BUNGE, 1980; HEGENBERG, 1976; TRUJILLO, 1974).

4.5 SISTEMA NUMÉRICO: Citação, Nota

A indicação da fonte é feita por uma numeração única e


consecutiva, em algarismos arábicos, remetendo à lista de refe-
rências ao final do trabalho, do capítulo ou da parte, em ordem
alfabética, sem numeração. Não se inicia a numeração das cita-
ções a cada página.

4.5.1 Notas de Rodapé

O sistema numérico exige notas de rodapé e/ou explicativas.


52 Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba

4.5.2 Numeração de Notas

A numeração pode ser indicada entre parênteses, alinhada


ao texto, ou situada pouco acima da linha do texto em expoente,
após a pontuação que fecha a citação.

Afirma Émile Durkheim: “A consciência coletiva é difusa em


toda extensão da sociedade.”(15)

Destaca Émile Durkheim: “A consciência coletiva é difusa


em toda extensão da sociedade.”15

4.6 SISTEMA AUTOR-DATA

O sistema autor-data não deve ser utilizado, quando há no-


tas de rodapé, mas permite notas explicativas.
A lista de referências e de bibliografia ou documentos con-
sultados deve ser disposta em ordem alfabética, no fim do trabalho.

4.6.1 Identificação da Fonte

A indicação da fonte é feita pelo sobrenome de cada autor


ou pelo nome de cada entidade responsável, até o primeiro sinal
de pontuação, seguido(s) da data de publicação do documento e
da(s) página(s) da citação, no caso de citação direta, separados
por vírgula e entre parênteses.

No texto:

“[...] a necessidade da intervenção da política social para


corrigir, parcialmente, as grandes distorções que podem estar sen-
do geradas pelo mercado.” (DRAIBE, 1989, p. 6).

Na lista de referências:
Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 53

DRAIBE, Sônia Miriam. Saber profissional e poder institucional.


4. ed. São Paulo: Cortez, 1989.

No texto:

Bobbio (1995, p. 30) com muita propriedade nos lembra,


ao comentar esta situação, que os

[...] juristas medievais justificaram formalmente a validade do


direito romano ponderando que este era o direito do Império
Romano que tinha sido reconstituído por Carlos Magno com o
nome de Sacro Império Romano.

Na lista de referências:

BOBBIO, Norberto. O positivismo jurídico: lições de filosofia do


direito. São Paulo: Ícone, 1995.

4.6.2 Obra sem Identificação de Autoria

No caso das obras sem autoria ou responsabilidade, a indi-


cação da fonte é feita pela primeira palavra do título seguida de
reticências, da data de publicação do documento e da(s) página(s)
da citação, no caso de citação direta, com os elementos separa-
dos por vírgula e entre parênteses.

No texto:

As IES implementarão mecanismos democráticos, legítimos e


transparentes de avaliação sistemática das suas atividades, le-
vando em conta seus objetivos institucionais e seus compromis-
sos para com a sociedade. (ANTEPROJETO..., 1987, p. 55).

Na lista de referências:

ANTEPROJETO de lei. Estudos e Debates, Brasília, DF, n. 13,


p. 51-60, jan. 1987.
54 Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba

4.6.3 Título Iniciado com Monossílabo

Se o título iniciar por artigo (definido ou indefinido) ou


monossílabo, este deve ser incluído na indicação da fonte.

No texto:

É indiscutível que todo cidadão suspeito de algum delito deve


ser considerado inocente até prova em contrário. Essa regra
vale certamente para o governador de Roraima, Flamarion Portela
(PT), que tem sido alvo de especulações em relação ao chama-
do escândalo dos “gafanhotos” (O PT..., 2003, p. A2).

Na lista de referências:

O PT e os “gafanhotos”. Folha de S.Paulo, São Paulo, p. A2, 5


dez. 2003.

4.7 NOTAS DE RODAPÉ

As notas de rodapé servem para o registro de indicações,


observações ou aditamentos ao texto, feitos pelo autor, tradutor ou
editor.
As notas de rodapé podem ser conforme 4.5.1 e 4.5.2 e
devem estar alinhadas, a partir da segunda linha da mesma nota,
abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar
o expoente e sem espaço entre elas e com fonte menor (arial 10).

4.8 NOTAS DE REFERÊNCIA

As notas de referência são destacadas por algarismos ará-


bicos, devendo possuir numeração única e consecutiva para cada
capítulo ou parte. Não se inicia a numeração a cada página.
Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 55

4.8.1 Primeira Citação

A primeira citação de uma obra, em nota de rodapé, deve


ter sua referência completa.

Exemplo:
___________
1 THOMPSON, Augusto. Manual de orientação para preparo
de monografia. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1991.
p. 30.

4.8.2 Demais Citações

As subseqüentes citações do mesmo autor, da mesma obra


ou obras diferentes poderão ser referenciadas de forma abrevia-
da, utilizando-se as seguintes expressões e abreviaturas, alinha-
das, quando for o caso.

a) Id. (idem = do mesmo autor): mesmo autor, obra diferen-


te; escreve-se apenas Id., ano da obra e a indicação da
página.
b) Ibid (ibidem = na mesma obra): do mesmo autor, mesmo
documento, porém as páginas são diferentes; escreve-
se o termo Ibid. e as páginas.
c) op. cit. (opus citatum, opere citato = na obra citada): é
usado quando o autor vai se reportar a um documento já
citado, mas há outro intercalado.
d) apud (citado por, conforme, segundo): citação de segun-
da mão.
e) Cf. (confer = compare, confira): confrontar, refere-se a.

4.9 NOTA EXPLICATIVA

Quando um mesmo autor é citado em mais de um documento


no decorrer do trabalho, é necessário diferenciar as obras, incluin-
do parte do título nas notas seguintes à primeira.
56 Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba

MODELO DE PÁGINA EM QUE SE UTILIZA O


SISTEMA NUMÉRICO

1
BOBBIO, Norberto. Liberalismo e democracia. 6. ed. Rio de
Janeiro: Brasiliense, 1988. p. 82
2
JAMESON, Frederic. Pós-modernismo: a lógica cultural do ca-
pitalismo tardio. 2. ed. São Paulo: Ática, 2000. p. 45.
3
Ibid., p. 50.
4
BOBBIO, op. cit., p. 36.
5
BOBBIO, Norberto. Política e cultura. São Paulo: Cultrix, 1975.
p. 97.
6
Id., 1988, p. 15.
7
Id., 1975, p. 37-38.
8
SILVA, Ovídio A. Baptista da. A ação cautelar inonimada no
direito brasileiro. Rio de Janeiro: Forense, 1991.
9
SELLTIZ, Claire et al. Métodos de pesquisa nas relações so-
ciais. 2. ed. São Paulo: Ed. Pedagógica e Universitária, 2001 apud
THOMPSON, Augusto. Manual de orientação para preparo de
monografia. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.
p. 30.
10
Cf. JAMESON, 2000.
11
SELLTIZ, 2001 apud THOMPSON, 2005, p. 47.
12
ROMEIRO, Ademar Ribeiro. Economia ou economia política
da sustentabilidade. Disponível em: <http.www.eco.unicamp.br/
publicações/textos/t102.html>. Acesso em: 29 nov. 2005.
13
BRASIL. Lei nº 9.987, de 7 de dezembro de 1999. Altera a legis-
lação tributária federal. Diário Oficial [da] República Federativa
do Brasil, Brasília, DF, 8 dez. 1999. Disponível em:
<http://www.in.gov.br/mp_leis/leis_texto.asp?Id=LEI%209887>.
Acesso em: 30 nov. 2005.
Orientações para apresentação de trabalhos acadêmicos – Faculdades Curitiba 57

MODELO DE LISTA DE REFERÊNCIAS


CORRESPONDENTE AO SISTEMA NUMÉRICO

Observações

Os autores são ordenados em ordem alfabética e não rece-


bem numeração.
No sistema autor-data, a lista de referências também obe-
dece a ordem alfabética.

BOBBIO, Norberto. Política e cultura. São Paulo: Cultrix, 1975.

______. Liberalismo e democracia. 6. ed. Rio de Janeiro:


Brasiliense, 1988.

BRASIL. Lei nº 9.987, de 7 de dezembro de 1999. Altera a legisla-


ção tributária federal. Diário Oficial [da] República Federativa
do Brasil, Brasília, DF, 8 dez. 1999. Disponível em:
<http://www.in.gov.br/mp_leis/leis_texto.asp?Id=LEI%209887>.
Acesso em: 30 nov. 2005.

JAMESON, Frederic. Pós-modernismo: a lógica cultural do capi-


talismo tardio. 2. ed. São Paulo: Ática, 2000. p. 45.

ROMEIRO, Ademar Ribeiro. Economia ou economia política da


sustentabilidade. Disponível em: <http.www.eco.unicamp.br/publi-
cações/textos/t102.html>. Acesso em: 29 nov. 2005.

SILVA, Ovídio A. Baptista da. A ação cautelar inonimada no di-


reito brasileiro. Rio de Janeiro: Forense, 1991.

THOMPSON, Augusto. Manual de orientação para preparo de


monografia. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.