P. 1
CADERNETA DE POUPANÇA

CADERNETA DE POUPANÇA

|Views: 1.444|Likes:
Publicado porRenata Periga

More info:

Published by: Renata Periga on Sep 27, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/03/2013

pdf

text

original

CADERNETA DE POUPANÇA Os bancos múltiplos que operam com a Carteira de Crédito Imobiliário, as associações de poupança e empréstimos e as caixas econômicas

são todas conhecidas como SCI’s - Sociedades de Crédito Imobiliário - e possuem algumas alternativas em aplicação nas chamadas cadernetas de poupança. Estas constituem as mais simples e populares aplicações do mercado financeiro, pois é permitido aplicar pequenas quantias e ter liquidez imediata, apesar da perda da rentabilidade quando de saques fora da data determinada. É ainda uma aplicação isenta de imposto de renda. A primeira delas, é a tradicional caderneta de poupança, criada pelo governo em 1964, juntamente com a Unidade Padrão de Capital - UPC (a 1 a correção monetária) e o Banco Nacional da Habitação - BNH. Estes têm como objetivos primordiais a canalização das economias dos poupadores, ao financiamento de habitações populares, infra-estrutura e saneamento básicos, que são aplicados de acordo com regras do BACEN e que podem variar conforme as condições econômicas do país. Como referência, a partir do dia 23 de agosto de 1995, foram distribuídas como segue:

• •

70% para habitação, sendo de 80% deste, no mínimo, em operações no âmbito do SFH - Sistema Financeiro da Habitação - e o restante em operações a taxas livres de mercado; 30% para outras operações não-habitacionais. sendo 15% deste em depósito compulsório junto ao BACEN, recolhidos em espécie, sendo remunerados com taxa referencial mais juros de 6,17% ao ano, e o restante em disponibilidades financeiras e operações de livre mercado.

A partir da poupança convencional, as demais modalidades possuem algumas características operacionais próprias, com o objetivo de atender às necessidades de cada tipo de cliente. Considerada a mais popular das aplicações financeiras, a caderneta de poupança foi criada para financiar o setor de construção civil e a aquisição da casa própria. Sua principal característica é a possibilidade do investidor aplicar pequenas quantias sem abrir mão da liquidez. As regras definidas para a poupança foram elaboradas pelo Banco Central (BC), órgão executivo do sistema financeiro. Pessoas físicas e jurídicas que não visam o lucro são remuneradas mensalmente pela caderneta. Já as empresas recebem a correção da poupança a cada trimestre. APLICAÇÃO E REMUNERAÇÃO A poupança paga um rendimento de 6,147% anuais, ou 0,5% ao mês, acrescido da Taxa Referencial (TR) que, teoricamente, deveria ser capaz de anular os efeitos da inflação. A correção da caderneta é diferenciada para cada dia, rendendo de acordo com a quantidade de dias úteis no mês e a oscilação da TR no intervalo. O valor mínimo de aplicação é definido pelos bancos. A abertura de uma caderneta pode ser feita em qualquer dia do mês, porém, as contas abertas nos dias 29, 30 e 31 começam a valorizar a partir do dia primeiro do mês seguinte. Para receber a remuneração do período, o dinheiro tem de permanecer aplicado por, no mínimo, 30 dias corridos. Se o investidor sacar parte da aplicação antes do aniversário do depósito, perde rendimentos apenas sobre o que foi sacado. A TR utilizada é aquela do dia do depósito. GARANTIAS Os recursos depositados são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em até R$ 20 mil. Acima deste valor, as garantias são dadas pela instituição financeira que captou os recursos. No caso da Caixa Econômica Federal, os depósitos em poupança são garantidos integralmente pela União, conforme previsto no artigo 2º, letra "a", do decreto lei nº 759. TAXA REFERENCIAL É a taxa que define a correção da poupança e do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Desde abril de 1999, a TR passou a valer 65% da Taxa Básica Financeira (TBF, resultado da média de emissões de Certificados de Depósitos Bancários em determinado período) líquida, ou seja, descontado do seu cálculo o Imposto de Renda. O novo cálculo - que leva em consideração todos os dias do mês, inclusive os nãoúteis - foi posto em prática para diminuir a instabilidade da TR e as flutuações entre a remuneração da caderneta de poupança e dos depósitos a prazo (CDB/ RDB). TRIBUTAÇÃO Os ganhos auferidos por pessoas físicas e jurídicas não-tributadas são isentos de imposto de renda. Pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real têm de pagar impostos somente no ato da declaração de rendimentos. CADERNETA DE POUPANÇA LIVRE

que rende juros e correção monetária ao final de cada período.é o período contado da data de abertura da conta até o dia imediatamente anterior à mesma data do mês seguinte (de aniversário). Para o saque. prazo indeterminado. no valor do saldo aplicado. para fins de remuneração. considerando-se neste limite a soma dos saldos das contas mantidas por uma mesma pessoa jurídica ou. em qualquer mês. Resolução 2169 do BACEN de 2 de julho de 1995) e da própria instituição financeira que a administra. existe um seguro de vida que garante a efetivação de todos os depósitos programados restantes. porém. as pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real pagarão o imposto somente na declaração de rendimentos. Suas características são as seguintes: • • • • • • • • • • aplicação nominativa e intransferível. ou qual a data mais próxima. sem prejuízo da rentabilidade. MÊS CORRIDO . verificado em qualquer dia do mês. os dias não considerados úteis são apenas os sábados. para os aplicadores como pessoas físicas ou pessoas jurídicas sem fins lucrativos.14% ao ano no primeiro e segundo trimestres. 30 e 31.poderão ser abertas em qualquer dia do mês. respectivamente. 6. se pessoa física. via sistema. com um componente facilitador para as aplicações do cliente: qualquer dia do mês ele pode fazer os seus depósitos. JUROS . gratuito. 7.rendimento trimestral de 1.40% ao ano no terceiro e quarto trimestres. 6. por titular ou um mesmo grupo de titulares (conta conjunta). o cliente só recebe o valor aplicado. o rendimento mensal é de 0.5%. o banco procurará.é a parte fixa do rendimento e é a remuneração sobre o capital aplicado num período de tempo considerado. dependendo se for de pessoa física ou jurídica. imposto de renda: pessoas físicas e pessoas jurídicas não-tributadas com base no lucro real não pagam. mais juros. DATAS PARA ABERTURA DA CONTA DE POUPANÇA . para saque e depósito. será sempre considerado o menor saldo-base apresentado pela conta no mês ou trimestre corrido imediatamente anterior.5%. Quando o início do período coincidir com esses dias. Firmado o contrato.20% ao ano do sétimo trimestre em diante. 18 ou 24 meses. perdendo portanto. porém. remuneração mensal ao aplicador como pessoa física. o poupador firma com a instituição financeira um compromisso de depositar quantias fixas e por prazos determinados de 12. liquidez imediata. SALDO CONTÁBIL . qual a conta que o cliente pode fazer a retirada. TIPOS DE CADERNETAS DE POUPANÇA: CADERNETA DE POUPANÇA MÓVEL Tem as mesmas características da convencional.é o valor utilizado para cálculo dos rendimentos de uma conta de poupança.é um indexador do governo federal e sua variação é a que servirá de base para o cálculo da correção e atualização monetária dos depósitos. contados a partir da data de abertura. no caso de morte do titular da conta. ou qual aquela em que a perda for menor para o aplicador. remuneração trimestral ao aplicador como pessoa jurídica. além da variação da taxa referencial.80% ao ano no quinto e sexto trimestres. dupla garantia: do governo federal (para valores até R$ 5 mil. se a abertura se der nos dias 29. pois o banco abre uma subconta nos mesmos moldes da tradicional e passa a valer aquela data para efeito dos cálculos da rentabilidade deste novo depósito: assim ocorrerá para cada novo depósito feito em qualquer dia do mês.dá-se por iniciativa do depositante e quando ocorrer antes de completado o mês corrido. além da variação da TR do período DETALHAMENTO DOS COMPONENTES DO PRODUTO: TR (Taxa Referencial de juros) .é o saldo da conta do depositante. SALDO BASE . somente os depósitos efetuados no dia útil imediatamente anterior serão computados para efeito de apuração de saldo mínimo (base) da conta. ENCERRAMENTO DA CONTA . para os aplicadores pessoas jurídicas com fins lucrativos . domingos e feriados. de juros. a contagem do mês ou trimestre corrido será iniciada sempre no primeiro dia do mês subseqüente. CADERNETA DE POUPANÇA PROGRAMADA Criada em 1978. e com isto receberá uma remuneração progressiva que será de 6. oferece ao aplicador um seguro de vida. .É uma conta-corrente de livre movimentação. os juros e a correção monetária correspondentes. Os rendimentos são creditados trimestralmente e há uma carência inicial de seis meses para o saque.

acessíveis ao pequeno investidor. Pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real pagam imposto no ato da declaração de rendimentos. É possível inclusive abrir uma caderneta em nome de terceiros. se o investidor retirar parte do dinheiro aplicado em prazo inferior a este. tem as mesmas características da tradicional. poupar cinco anos para financiar treze anos e de seis a dez anos para financiar quinze anos. o futuro interessado deverá poupar cerca da metade do valor do imóvel que pretende adquirir para ter o direito a uma carta de crédito com o financiamento do valor restante. ou seja.com. Nestes períodos. como fundos. que renderá juros de 0. CADERNETA DE POUPANÇA RURAL Também conhecida por Caderneta de Poupança Verde. Mas normalmente são valores pequenos. os recursos por elas captados são direcionados basicamente para o crédito de operações rurais. Os juros serão portanto de: 6. o período de financiamento deverá ser o dobro do de poupança.000. CADERNETA DE POUPANÇA COM RENDIMENTOS CRESCENTES Foi criada em 1982 e sua característica básica é constituir-se de um só depósito. deve-se poupar três anos para se poder obter financiamento de nove anos. A remuneração mensal da poupança é de 0. vincula uma poupança e um financiamento para aquisição de imóveis residenciais ou comerciais novos e usados. o pequeno investidor.5% + TR (Taxa Referencial). comprovante de endereço. A grande desvantagem é que normalmente. Fonte: www.00 (Vinte Mil Reais). ou ainda para ampliação. Pessoas físicas e jurídicas não-tributadas não pagam imposto de renda. Por exemplo: se há R$ 30 mil em poupança e R$ 10 mil em CDB no banco X. O prazo mínimo fixado pelo BACEN é de no mínimo 36 meses de depósitos nesta conta. uma pessoa maior fica responsável pela poupança. terrenos. conforme o período que fica sem retirada.BB.CADERNETA DE POUPANÇA VINCULADA Como o próprio nome sugere. 8% ao ano do nono ao décimo primeiro trimestre e 9% ao ano do décimo segundo trimestre em diante. o Banco do Nordeste do Brasil . com rendimentos creditados trimestralmente. com únicas duas diferença: somente podem operar com ela o Banco do Brasil . Os recursos depositados são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em até R$ 20 mil. RG. nem taxas de administração. que está começando o processo de poupança e se sente mais seguro aplicando num investimento que lhe seja mais familiar. Vale dizer que este é o valor total da garantia oferecida ao conjunto de aplicações financeiras e saldo em conta corrente que o investidor tiver em cada banco. Assim. de acordo com a quantidade de dias úteis no mês e a oscilação da TR. A correção é diferenciada para cada dia. esta modalidade. os investimentos em poupança se rentabilizam em aniversários a cada 30 dias. O valor mínimo da aplicação em poupança é determinado pelos bancos e varia de acordo com a instituição bancária.BASA. Para abrir uma caderneta de poupança é preciso apenas apresentar documentos de praxe como CPF. FICHA RÁPIDA COM CONSIDERAÇÕES GERAIS: Poderá investir na caderneta de poupança. A grande vantagem dessa aplicação é que é possível depositar pequenas quantias sem abrir mão da liquidez. reforma ou construção de imóveis. com remuneração crescente e retroativa a cada mudança de taxa. 7% ao ano do quarto ao oitavo trimestre.br . Para imóveis residenciais. É o Banco Central (Bacen) quem define as regras das cadernetas de poupança.bb. A retirada do dinheiro pode ser feita a qualquer momento. O investidor não paga IR.5% ao mês mais a taxa referencial. o rendimento oferecido pela caderneta tem sido inferior a outras modalidades de investimento de renda fixa. como crianças. Entretanto. poupar quatro anos para financiar onze anos. Neste caso. Se o imóvel for comercial. perderá a rentabilidade do período.14% ao ano do primeiro ao terceiro trimestre. o valor coberto pelo FGC será de no máximo R4 20.BNB e o Banco da Amazônia . através de um contrato. a relação financiamento/poupança é de 2 para 1. pois não permitem saques parcelados. a aplicação em caderneta de poupança tem muita liquidez.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->