Você está na página 1de 21

Acordes para

Teclado
Formação dos Acordes

Tomando por base a tonalidade de DÓ, dá-se os exemplos da formação dos acordes
apresentados e o modo como se costumam designar.

FORMAÇÃO MAIOR

Forma-se sobrepondo à tónica uma terceira maior e uma quinta justa

ACORDE MEOR

Forma-se sobrepondo à tónica uma terceira menor e uma quinta justa


ACORDE DE QUARTA

Forma-se sobrepondo à tónica uma quarta justa e uma quinta justa

ACORDE DE QUITA AUMETADA

Forma-se sobrepondo à tónica uma terceira maior e uma quinta aumentada

ACORDE DE QUITA MEOS

Forma-se sobrepondo à tónica uma terceira maior e uma quinta menor

ACORDE MAIOR COM SEXTA

Forma-se sobrepondo ao acorde maior uma sexta maior


ACORDE MEOR COM SEXTA

Forma-se sobrepondo ao acorde menor uma sexta maior

ACORDE DE SÉTIMA DA DOMIATE

Forma-se sobrepondo ao acorde maior uma sétima menor

ACORDE MEOR DE SÉTIMA

Forma-se sobrepondo ao acorde menor uma sétima menor

ACORDE DE SÉTIMA MAIOR

Forma-se sobrepondo ao acorde maior uma sétima maior


ACORDE DE SÉTIMA DIMIUTA

Forma-se sobrepondo à tónica uma terceira menor, uma quinta menor e uma sétima
diminuta

ACORDE DE SÉTIMA COM QUITA AUMETADA

Forma-se sobrepondo ao acorde de quinta aumentada uma sétima menor

ACORDE DE SÉTIMA COM QUITA MEOS

Forma-se sobrepondo ao acorde de quinta menor uma sétima menor

ACORDE DE SÉTIMA MAIOR COM QUITA AUMETADA

Forma-se sobrepondo ao acorde de quinta aumentada uma sétima maior


ACORDE DE QUARTA COM SÉTIMA

Forma-se sobrepondo ao acorde de quarta uma sétima menor

ACORDE DE OA

Forma-se sobrepondo ao acorde de sétima da dominante uma nona maior, ou seja, uma
segunda maior mais alta uma oitava

ACORDE DE OA AUMETADA

Forma-se sobrepondo ao acorde de sétima da dominante uma nona aumentada, ou seja,


uma segunda aumentada mais alta uma oitava

ACORDE DE OA MEOR

Forma-se sobrepondo ao acorde de sétima da dominante uma nona menos, ou seja, uma
segunda menor mais alta uma oitava
ACORDE MEOR DE OA

Forma-se sobrepondo ao acorde menor de sétima uma nona maior, ou seja, uma
segunda maior mais alta uma oitava

ACORDE DE OA COM QUITA AUMETADA

Forma-se sobrepondo ao acorde de sétima com quinta aumentada uma nona maior, ou
seja, uma segunda maior mais alta uma oitava.

ACORDE DE OA COM QUITA MEOR

Forma-se sobrepondo ao acorde de sétima com quinta menor uma nona maior, ou seja,
uma segunda maior mais alta uma oitava

ACORDE DE OA COM SEXTA

Forma-se sobrepondo ao acorde maior com sexta uma nona maior, ou seja, uma
segunda maior mais alta uma oitava
ACORDE DE OA COM SÉTIMA MAIOR

Forma-se sobrepondo ao acorde de sétima maior uma nona maior, ou seja, uma segunda
maior mais alta uma oitava

ACORDE DE DÉCIMA PRIMEIRA

Forma-se sobrepondo ao acorde de nona uma décima primeira, ou seja, uma quarta justa
mais alta uma oitava

ACORDE DE DÉCIMA PRIMEIRA AUMETADA

Forma-se sobrepondo ao acorde de nona uma décima primeira aumentada, ou seja, uma
quarta aumentada mais alta uma oitava

ACORDE DE DÉCIMA TERCEIRA

Forma-se sobrepondo ao acorde de décima primeira uma décima terceira, ou seja, uma
sexta maior mais alta uma oitava
ACORDE DE DÉCIMA TERCEIRA COM OA MEOR

Ao acorde de décima terceira subtrai-se a nona maior e substitui-se por uma nona menor
Bibliografia
“Órgão Mágico” – “Acordes” de Eurico A. Cebolo