PRIMEIROS SOCORROS

Primeiros Socorros

Atendimento imediato e temporário, prestado a alguém, em caso de acidente ou mal súbito... com a finalidade de manter suas funções vitais e evitar o agravamento da situação, até se obter assistência médica adequada.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Primeiros Socorros

Artigo 302 do CTB, praticar homicídio culposo na direção do veículo: Pena - detenção de 2 a 4 anos; Se deixar de prestar socorro, a pena aumenta de um terço a metade; Artigo 304 do CTB, deixar de prestar socorro imediato ou deixar de solicitar a autoridade pública: Pena: detenção de seis meses a um ano ou multa; Art. 135 do Código Penal: qualquer pessoa que omitir socorro pode sofrer penalidade.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Introdução

A prestação dos Primeiros Socorros depende de conhecimentos básicos, teóricos e práticos por parte de quem os está aplicando. O restabelecimento da vítima de um acidente, seja qual for sua natureza, dependerá muito do preparo psicológico e técnico da pessoa que prestar o atendimento. O socorrista deve agir com bom senso, tolerância e calma. O primeiro atendimento mal sucedido pode levar vítimas de acidentes a seqüelas irreversíveis.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Análise primária

 

 

A (airway)- avaliar vias aéreas; B (breathing)- se não respira, fazer ventilação; C (circulation)- verificar circulação; D (disability)- nível de consciência; E (exposition)- expor as possíveis lesões.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Análise secundária

 

1- Proceda o exame da cabeça aos pés; 2- Questione a vítima (se possível); 3- Questione as testemunhas (se houver).

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

PCR - Parada cardiorrespiratória

É a ausência das funções vitais, movimentos respiratórios e batimentos cardíacos. A ocorrência isolada de uma delas só existe em curto espaço de tempo; a parada de uma acarreta a parada da outra. A parada cardiorrespiratória leva à morte no período de 3 a 5 minutos. Sinais e sintomas
 Inconsciência;

 Ausência

de movimentos respiratórios e batimentos

cardíacos.
NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Parada cardiorrespiratória

Freqüência respiratória por minuto

HOMEM 

15 A 20 RESPIRAÇÕES

MULHER

18 A 20 RESPIRAÇÕES

CRIANÇA

20 A 25 RESPIRAÇÕES

LATENTE

30 A 40 RESPIRAÇÕES

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Parada cardiorrespiratória

Freqüência cardíaca em batimentos por minuto

HOMEM

60 A 70 BATIMENTOS

MULHER

65 A 80 BATIMENTOS

CRIANÇA

120 A 125 BATIMENTOS

LATENTE

125 A 130 BATIMENTOS

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Parada cardiorrespiratória

Reanimação cárdio pulmonar
1

ou 2 Socorristas

PROCEDA 04 CICLOS E REPITA A ANÁLISE PRIMÁRIA

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

OVACE

É a obstrução súbita das VA superiores causada por corpo estranho. Ocorre normalmente enquanto nos alimentamos ou estamos em momentos de recreação (crianças). Pode ser causada:
 Pela

língua  Pela epiglote  Por corpos estranhos  Por danos ao tecido  Por patologias
NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

OVACE

Sinais e sintomas
 Sinal

universal de asfixia;  Incapacidade de falar;  Tosse fraca e ineficaz;  Sons respiratórios agudos ou ausentes;  Pele cianótica (azulada ou arroxeada).

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

OVACE

O que fazer? Compressão abdominal administrada em paciente consciente; Compressão torácica administrada em gestante e obesos; Varredura digital para limpeza da cavidade oral.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

OVACE

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Insolação

Ocorre devido à exposição prolongada dos raios solares sobre o indivíduo.
Sinais e sintomas
 Temperatura

do corpo elevada;  Pele quente, avermelhada e seca;  Diferentes níveis de consciência;  Falta de ar;  Desidratação;  Dor de cabeça, náuseas e tontura.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Insolação

Primeiros socorros
 Remover

a vítima para lugar fresco e arejado;  Baixar a temperatura do corpo de modo progressivo, envolvendo-a com toalhas umedecidas;  Oferecer líquidos em pequenas quantidades e de forma freqüente;  Mantê-la deitada;  Avaliar nível de consciência, pulso e respiração;  Providenciar transporte adequado;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Intermação

Ocorre devido à ação do calor em lugares fechados e não arejados (fundições, padarias, caldeiras etc.) intenso trabalho muscular.
Sinais e sintomas
Temperatura do corpo elevada;  Pele quente, avermelhada e seca;  Diferentes níveis de consciência;  Falta de ar;  Desidratação;  Dor de cabeça, náuseas e tontura;  Insuficiência respiratória.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Intermação

Primeiros socorros
 Remover

a vítima para lugar fresco e arejado;  Baixar a temperatura do corpo de modo progressivo, aplicando compressas de pano umedecido com água;  Mantê-la deitada com o tronco ligeiramente elevado;  Avaliar nível de consciência, pulso e respiração;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Desmaio

É a perda súbita e temporária da consciência e da força muscular, geralmente devido à diminuição de oxigênio no cérebro, tendo como causas: hipoglicemia, fator emocional, dor extrema, ambiente confinado, etc. Sinais e sintomas
Tontura;  Sensação de mal estar;  Pulso rápido e fraco;  Respiração presente de ritmos variados;  Tremor nas sobrancelhas;  Pele fria, pálida e úmida;  Inconsciência superficial;

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Desmaio

Primeiros socorros
 Colocar

a vítima em local arejado e afastar curiosos;  Deitar a vítima se possível com a cabeça mais baixa que o corpo;  Afrouxar as roupas;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Convulsão

Perda súbita da consciência acompanhada de contrações musculares bruscas e involuntárias, conhecida popularmente como “ataque”. Causas variadas: epilepsia, febre alta, traumatismo craniano, etc. Sinais e sintomas




Inconsciência; Queda abrupta da vitima; Salivação abundante e vômito; Contração brusca e involuntária dos músculos; Enrijecimento da mandíbula, travando os dentes; Relaxamento dos esfíncteres (urina e/ou fezes soltas); Esquecimento.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Convulsão

Primeiros socorros
Colocar a vítima em local arejado, calmo e seguro;  Proteger a cabeça e o corpo de modo que os movimentos involuntários não causem lesões;  Afastar objetos existentes ao redor da vitima;  Lateralizar a cabeça em caso de vômitos;  Afrouxar as roupas e deixar a vítima debater-se livremente;  Nas convulsões por febre alta diminuir a temperatura do corpo, envol-vendo-o com pano embebido por água;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos

Os ferimentos são definidos como agressão a integridade tecidual. Os ferimentos podem ser classificados em abertos e fechados.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Classificação dos Ferimentos

No Ferimento aberto existe uma perda da continuidade da superfície cutânea, ou seja, a pele está aberta
Ferimento fechado ou contusão a lesão ocorre abaixo da pele, porém não existe perda da continuidade na superfície, ou seja, a pele continua intacta. Os sinais clínicos mais freqüentes do acometimento superficial são: edema, equimose e hematoma. Essas lesões superficiais geralmente não colocam a vida em risco, porém podem ser um sinal importante da presença de lesões internas graves

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Abrasão ou escoriação
 São

ferimentos superficiais de sangramento discreto e muito doloroso, geralmente provocado pelo atrito da pele com superfícies ásperas.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Avulsão
 Lesões

nas quais tecidos moles e/ou pele são destacados do corpo ou ficam dependurados por um retalho.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Incisão

São lesões de bordas regulares produzidas por objetos perfurantes, cortantes ou perfurocortantes, que podem causar sangramentos variáveis e danos a tecidos profundos, como tendões, músculos e nervos.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Laceração
 São

lesões de bordas irregulares, produzidas por objetos contundentes ou cortocontundentes.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Amputação traumática
 Perda

total ou parcial de um membro ou de parte deste segmento (mão, dedo, pé) causada por um traumatismo.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Ferimento por Arma de Fogo (FAF)
 São

lesões perfurocontundentes provocadas por armas de fogo de baixa, média e alta energia (revolver, pistola, rifles, fuzis, etc.).

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Ferimento por Arma Branca (FAB)
 São

ferimentos provocados por objetos perfurocortantes, cortantes, ou ainda cortocontundentes, com objetivo de agredir e provocar lesão corporal (estiletes, facas, machados, etc.)

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Evisceração
 Expulsão

de órgão para o meio exterior, tendo se rompido as formações que o mantinham na cavidade que normalmente o continha, ou seja, a protusão de vísceras.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos abertos

Encravamento
É

a lesão corporal que ocorre com a transfixação do corpo humano por um objeto.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos fechados

Equimose
 Pequeno

derrame sanguíneo no tecido subcutâneo de coloração arroxeada.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos fechados

Hematoma
 Coleção

sangüínea localizada, geralmente restrita ao local do trauma.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos leves ou superficiais

  

Conduta Limpe o ferimento cuidadosamente com água corrente e sabão. Não aplique soluções na ferida. Proteja o ferimento com gaze esterilizada. A menos que saiam facilmente, durante a limpeza, não tente retirar farpas, vidros ou partículas de metal do ferimento. Cubra o ferimento com curativo oclusivo.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos graves ou profundos
 

 

Identificar lesões que ameaçam a vida (exame primário). Verificar a localização do ferimento, pois pode sugerir que houve lesão interna de órgãos, com ou sem hemorragia. Expor o ferimento. Não retirar objeto encravado, exceto quando este se encontrar na bochecha comprometendo as vias aéreas; Retirar somente corpos estranhos grosseiros (exemplo: pedaços de roupa ou grama) superficiais e soltos utilizando gaze seca; No caso de objetos encravados ou transfixados, estabilizar e proteger o objeto de movimentação, com auxílio de gaze, atadura ou bandagem. Fazer curativo compressivo na presença de sangramento.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos em cabeça e face

Verificar a permeabilidade das vias aéreas, mantendo a coluna cervical alinhada na posição neutra.
Nos ferimentos com fratura de mandíbula utilizar a cânula orofaríngea nas vítimas inconscientes para manter a via aérea permeável.

Aplicar curativo compressivo sem exercer forte pressão, em ferimentos penetrantes de crânio deverá ser feito curativo oclusivo. Utilizar para o curativo, compressa de gaze e fixar com bandagem triangular ou atadura de crepe. Estabilizar o objeto encravado com auxílio de compressa de gaze, atadura de crepe e bandagem triangular. Estar atento aos sinais e sintomas de traumatismo craniano.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimento nos olhos
  

 

Retirar somente corpos estranhos grosseiros superficiais e soltos com gaze seca na superfície externa das pálpebras. Não retirar nenhum corpo estranho do globo ocular. Aplicar curativo oclusivo em ambos os olhos, mesmo que somente um olho tenha sido lesionado, para limitar os movimentos. Não fazer pressão sobre o globo ocular; Não tentar recolocar o globo ocular protuso no lugar. Irrigar com soro fisiológico por aproximadamente 20 minutos no caso de queimadura química, seja por substância alcalina ou ácida. Fazer a irrigação do centro para o canto externo do olho;

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimentos no nariz

Ferimentos traumáticos
 

Manter as vias aéreas permeáveis. Observar se há saída de sangue e/ou líquor e não obstruir a sua saída; proteger o local com gaze.

Hemorragia nasal não traumática (epistaxe)
  


 

Manter as vias aéreas permeáveis. Manter a vítima calma e sentada e a cabeça em posição neutra. Orientá-la para que respire pela boca, não forçando a passagem de ar pelas narinas e também para não engolir o sangue. Pinçar com o dedo indicador e polegar, as narinas na sua parte cartilaginosa durante cinco minutos: Se persistir o sangramento, exercer novamente a pressão com os dedos; Pode ser usada compressa fria sobre a narina que está sangrando.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Ferimento no pescoço
 


  

Manter as vias aéreas permeáveis; Manter a coluna alinhada na posição neutra, mesmo não sendo possível utilizar o colar cervical. Ministrar oxigênio. Verificar se o ferimento produziu abertura no pescoço (tipo traqueostomia); em caso positivo; Não ocluir este ferimento; Deixar a vítima respirar por esta via; Não permitir acúmulo de secreções. Imobilizar objeto encravado ou transfixado para evitar movimentação; não tentar removê-lo, exceto se obstruir as vias aéreas totalmente.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Amputação e/ou avulsão

Conter hemorragia empregando as técnicas específicas. Prevenir o choque. Envolver o segmento amputado com compressa seca, e plástico protetor esterilizado. Colocar o segmento amputado, envolvido com plástico esterilizado, em um recipiente com água e gelo, se possível.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Evisceração

 

Cobrir as vísceras expostas com plástico esterilizado ou, na ausência, compressas de gaze algodoadas estéreis umedecidas constantemente com soro fisiológico. Proteger o local com curativo oclusivo. Prevenir estado de choque.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Hemorragias

É a perda de sangue devido ao rompimento de um vaso sanguíneo (artérias, veias e capilares).
Toda hemorragia deve ser controlada imediatamente. A hemorragia abundante e não controlada pode causar a morte em 3 a 5 minutos.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Como reconhecer o sangramento
Arterial

Venoso

Capilar

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Hemorragia externa

Sinais e sintomas
 Sangramento

visível;  Nível de consciência variável decorrente da perda sanguínea;  Palidez de pele e mucosa.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Contenção das hemorragias externas
1. 2.

3.

Compressão direta sobre a lesão Curativo compressivo Torniquete

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Torniquete
Local de aplicação: imediatamente acima do ferimento hemorrágico. Força da aplicação: apertar até o bloquear o fluxo arterial. Tempo: pode ser usado por até 120min 150min.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Pontos arteriais de compressão

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Pontos arteriais de compressão

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Pontos arteriais de compressão

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Hemorragia interna

Sinais e sintomas
 Sangramento

geralmente não visível;  Nível de consciência variável dependente intensidade e local do sangramento.

da

Primeiros socorros
 Manter

a vítima aquecida e deitada, acompanhando os sinais vitais e atuando adequadamente nas intercorrências;  Agilizar o encaminhamento para o atendimento hospitalar.
NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Estado de choque

É a falência do sistema cardiocirculatório devido à causas variadas, proporcionando uma inadequada perfusão e oxigenação dos tecidos. Sinais e sintomas
 Inconsciência

profunda;  Pulso fraco e rápido;  Aumento da freqüência respiratória;  Perfusão capilar lenta ou nula;  Tremores de frio.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Estado de choque

Primeiros socorros
 Colocar

a vítima em local arejado, afastar curiosos e afrouxar as roupas;  Manter a vítima deitada com as pernas mais elevadas;  Manter a vítima aquecida;  Lateralizar a cabeça em casos de vômitos;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras

Queimadura é uma lesão produzida no tecido de revestimento do organismo, por agentes térmicos, elétricos, produtos químicos, irradiação ionizante e animais peçonhentos.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras

Causas
 Térmicas:

por calor (fogo, vapores quentes, objetos quentes) e por frio (objetos congelados, gelo);  Químicas: inclui vários cáusticos, tais como substâncias ácidas e álcalis (base);  Elétricas: materiais energizados e descargas atmosféricas;  Substâncias radioativas: Materiais radioativos e raios ultravioletas (incluindo luz solar) etc.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras

Sinais e sintomas 1º Grau
 Atinge

somente a epiderme;  Dor local e vermelhidão da área atingida.

2º Grau
 Atinge

a epiderme e a derme;  Apresenta dor local, vermelhidão e bolhas d’água.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras

3º Grau
 Atinge

todas as camadas (tecidos) de revestimento do corpo, incluindo o tecido gorduroso, os músculos, vasos e nervos, podendo até chegar aos ossos. É a mais grave quanto à profundidade da lesão. Caracteriza-se por pouca dor, devido à destruição das terminações nervosas da sensibilidade, pele seca, dura e escurecida ou esbranquiçada.  Em uma queimadura de 3º grau a vítima, geralmente, queixa-se de dor nas bordas das lesões, onde a queimadura é de 2º ou 1º grau.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras

Primeiros socorros
 Queimaduras

menores: exponha o local da lesão e resfrie a área queimada com água fria ou use água corrente por vários minutos para resfriar o local. O melhor é submergir a área queimada;  Cubra o ferimento com um curativo úmido solto (estéril);  Retire anéis, braceletes, cintos de couro, sapatos, etc; e  Conduza a vítima e transmita calma.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras nos olhos

Primeiros socorros
 Lavar

os olhos com água em abundância durante vários minutos;  Vedar o(s) olho(s) atingido(s) com pano limpo;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras

Primeiros socorros
        

Queimaduras maiores (causas térmicas ou irradiação) Inicialmente detenha o processo da lesão (em caso de fogo na roupa, usar técnica PARE, DEITE E ROLE); Avalie a vítima e mantenha as VA permeáveis, observando a frequência da respiração; Não retirar os tecidos aderidos à pele, apenas cortar as partes soltas sobre áreas queimadas; Cubrir toda a área queimada; Usar curativo estéril. Não usar creme ou pomada; Não obstruir a boa e o nariz; Cuidado para não juntar os dedos queimados sem separá-los com curativos estéreis; Prevenir o choque e transportar a vítima

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras

Primeiros socorros
Queimaduras químicas  Usar EPI’s apropriados;  Limpar e remover substâncias químicas da pele do paciente e das roupas antes de iniciar a lavação;  Lavar o local queimado com água limpa corrente por no mínimo 15 minutos. Umedecer o curativo a cada 5 min;  Cubra com curativo estéril toda a área da lesão;  Previna o choque e transporte a vítima;  Conduza, se possível, uma amostra da substância em invólucro plástico;

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Queimaduras

Primeiros Socorros
Queimaduras Elétricas  Os problemas mais graves produzidos por uma descarga elétrica são: parada respiratória ou cárdio-respiratória, dano do SNC e lesões em órgãos internos.  Reconheça a cena e acione a companhia elétrica local;  Realize a avaliação inicial e, se necessário, fazer manobras de reanimação;  Identificar o local das queimaduras (no mínimo dois pontos: um de entrada e um de saída da fonte de energia);  Aplique curativo estéril sobre as áreas queimadas; e  Previna o choque e conduza o paciente ao hospital, com monitoramento constante.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Intoxicações e envenenamentos

O envenenamento ou intoxicação resulta da penetração de substância tóxica/nociva no organismo através da pele, aspiração e ingestão.
Sinais e sintomas
Dor e sensação de queimação nas vias de penetração e sistemas correspondentes;  Hálito com odor estranho;  Sonolência, confusão mental, alucinações e delírios, estado de coma;  Lesões cutâneas;  Náuseas e vômitos;  Alterações da respiração e do pulso.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Intoxicações e envenenamentos
 

Primeiros socorros Pele
 


 

Retirar a roupa impregnada; Lavar a região atingida com água em abundância; Substâncias sólidas devem ser retiradas antes de lavar com água; Agasalhar a vítima; Encaminhar para atendimento hospitalar.
Proporcionar a ventilação; Abrir as vias áreas respiratórias; Encaminhar para atendimento hospitalar.

Aspiração
  

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Intoxicações e envenenamentos

Primeiros socorros Ingestão
 Identificar

o tipo de veneno ingerido;  Provocar vômito somente quando a vítima apresentarse consciente, oferecendo água;  Não provocar vômitos nos casos de inconsciência, ingestão de soda cáustica, ácidos ou produtos derivados de petróleo;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Picadas e ferroadas de animais peçonhentos

Animais peçonhentos são aqueles que introduzem no organismo humano substâncias tóxicas. Por exemplo, cobras venenosas, aranhas e escorpiões.
Se possível deve-se capturar ou identificar o animal que picou a vítima, mas sem perda de tempo com esse procedimento. Na dúvida, tratar como se o animal fosse peçonhento.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Picadas e ferroadas de animais peçonhentos

Sinais e sintomas
Marcas da picada;  Dor, inchaço;  Manchas roxas, hemorragia;  Febre, náuseas;  Sudorese, urina escura;  Calafrios, perturbações visuais;  Eritema, dor de cabeça;  Distúrbios visuais;  Queda das pálpebras;  Convulsões;  Dificuldade respiratória.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Picadas e ferroadas de animais peçonhentos

Primeiros socorros - Cobras
Manter a vítima deitada. Evite que ela se movimente para não favorecer a absorção de veneno;  Se a picada for na perna ou braço, mantenha-os em posição mais baixa que o coração;  Lavar a picada com água e sabão;  Colocar gelo ou água fria sobre o local;  Remover anéis, relógios, prevenindo assim complicações decorrentes do inchaço;  Encaminhar a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para que possa receber o soro em tempo;  Não fazer garroteamento ou torniquete;  Não cortar ou perfurar o local da picada.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Picadas e ferroadas de animais peçonhentos

Medidas preventivas
 Usar

botas de cano longo e perneiras;  Proteger as mãos com luvas de raspa ou vaqueta;  Combater os ratos;  Preservar os predadores;  Conservar o meio ambiente.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Picadas e ferroadas de animais peçonhentos

Sinais e sintomas - Escorpiões/Aranhas
Dor;  Eritema;  Inchaço;  Febre;  Dor de cabeça.

Primeiros socorros
Os mesmos utilizados nas picadas de cobras;  Encaminhar a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para avaliar a necessidade de soro específico.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Picadas e ferroadas de insetos

Há pessoas alérgicas que sofrem reações graves ou generalizadas, devido a picadas de insetos (abelhas e formigas).
Sinais e sintomas
 Eritema
 Prurido;  Dificuldade

local que pode se estender pelo corpo todo;
respiratória (Edema de glote).

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Picadas e ferroadas de insetos

Primeiros socorros
 Retirar

os ferrões introduzidos pelo inseto sem espremer;  Aplicar gelo ou lavar o local da picada com água corrente;  Encaminhar a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para avaliar a necessidade de soro específico.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Fratura

Fratura é o rompimento total ou parcial de qualquer osso. Existem dois tipos de fratura:
 Fechadas:

a pele não foi perfurada pelas extremidades ósseas;  Expostas: o osso está ou esteve exposto.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Fratura

Sinais e sintomas
 Deformidade:

a fratura produz uma posição anormal ou angulação num local que não possui articulação;  Sensibilidade: geralmente o local da fratura está muito sensível à dor;  Crepitação: Num movimento da vítima podemos escutar um som áspero, produzido pelo atrito das extremidades fraturadas. Não pesquisar este sinal intencionalmente, pois aumenta a dor e pode provocar lesões;

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Fratura

Sinais e sintomas
 Edema

e alteração de coloração: quase sempre a fratura é acompanhada de um certo inchaço provocado pelo líquido entre os tecidos e as hemorragias. A alteração de cor poderá demorar várias horas para aparecer;  Impotência funcional: perda total ou parcial dos movimentos das extremidades. A vítima geralmente protege o local fraturado, não pode mover-se ou faz com dificuldade e dor intensa;  Fragmentos expostos: numa fratura exposta, os fragmentos ósseos podem se projetar através da pele ou serem vistos no fundo do ferimento.
NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Entorse-distensão-luxação

Sinais e sintomas
 Dor

local intensa;  Dificuldade em movimentar a região afetada;  Hematoma;  Deformidade da articulação;  Inchaço.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Fratura

Identificando uma fratura Compare o membro supostamente fraturado com o correspondente não comprometido.
Procure a presença de:
• • • • •

Procure a presença de:
• • • • •

Deformações; Inchaço; Espasmo da musculatura; Feridas; Palidez.

Dor à manipulação; Creptação óssea; Enchimento capilar lento; Diminuição da sensibilidade; Redução da temperatura.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Fratura

Primeiros socorros

Fraturas Fechadas • Imobilizar com tala ou material rígido

Fraturas Expostas • Cobrir o ferimento com pano limpo; • Estancar o sangramento; • Prevenir contra o estado de choque;

Não Movimente a parte fraturada; Não de nada de comer ou beber à vítima; Encaminhar para atendimento hospitalar.
NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Entorse-distensão-luxação

Entorse é a separação momentânea das superfícies ósseas articulares, provocando o estiramento ou rompimento dos ligamentos;
Distensão é o rompimento ou estiramento anormal de um músculo ou tendão;

Luxação é a perda de contato permanente entre duas extremidades ósseas numa articulação.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Entorse-distensão-luxação

Primeiros socorros
 Manipular

o mínimo possível o local afetado;  Não colocar o osso no lugar;  Proteger ferimentos com panos limpos e controlar sangramentos nas lesões expostas;  Imobilizar a área afetada antes de remover a vítima;  Se possível, aplicar bolsa de gelo no local afetado;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Lesões da coluna vertebral

A coluna vertebral é composta de 33 vértebras sobrepostas, localizada do crânio ao cóccix, e no seu interior há a medula espinhal, que realiza a condução dos impulsos nervosos. As lesões da coluna vertebral mal conduzidas podem produzir lesões graves e irreversíveis de medula, com comprometimento neurológico definitivo (tetraplegia ou paraplegia). Todo o cuidado deverá ser tomado com estas vitimas para não surgirem lesões adicionais.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Lesões da coluna vertebral

Sinais e sintomas
Dor local intensa;  Diminuição da sensibilidade, formigamento ou dormência em membros inferiores e/ou superiores;  Paralisia dos segmentos do corpo, que ocorrem abaixo da lesão;  Perda do controle esfincteriano (urina e/ou fezes soltas).

Nota: Todas as vitimas inconscientes deverão ser consideradas e tratadas como portadoras de lesões na coluna.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Lesões da coluna vertebral

Primeiros socorros
 Cuidado

especial com a vítima inconsciente;  Imobilizar o pescoço antes do transporte, utilizando o colar cervical;  Movimentar a vítima em bloco, impedindo particularmente movimentos bruscos do pescoço e do tronco;  Colocar em prancha de madeira;  Encaminhar para atendimento hospitalar.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Transporte de acidentados

O transporte de acidentados deve ser feito por equipe especializada em resgate (Corpo de Bombeiros, Anjos do Asfalto, outros). O transporte realizado de forma imprópria poderá agravar as lesões, provocando seqüelas irreversíveis ao acidentado.
A vítima somente deverá ser transportada com técnicas e meios próprios, nos casos onde não é possível contar com equipes especializadas em resgate.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Transporte de acidentados

Uma pessoa - De Apoio Passe o seu braço em torno da cintura da vítima e o braço da vítima ao redor de seu pescoço.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Transporte de acidentados

Uma pessoa - Nas costas Dê as costas para a vítima, passe os braços dela ao redor de seu pescoço, incline-a para frente e levante-a.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Transporte de acidentados

Uma pessoa - Cadeirinha Faça a cadeirinha conforme abaixo. Passe os braços da vítima ao redor do seu pescoço e levante a vítima.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Transporte de acidentados

Duas pessoas - Segurando pelas extremidades Uma segura a vítima pelas axilas, enquanto a outra, segura pelas pernas abertas. Ambas devem erguer a vítima simultaneamente.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Transporte de acidentados

Três pessoas Uma segura a cabeça e costas, a outra, a cintura e a parte superior das coxas. A terceira segura a parte inferior das coxas e pernas. Os movimentos das três pessoas devem ser simultâneos, para impedir deslocamentos da cabeça, coluna, coxas e pernas.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Transporte de acidentados

Quatro pessoas Semelhante ao de três pessoas. A quarta pessoa imobiliza a cabeça da vítima impedindo qualquer tipo de deslocamento.

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

OBRIGADO!

NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful