Você está na página 1de 2

Efeito Umpemba.

Fato:
Colocam-se dois recipientes iguais (de preferência transparentes) com a mesma quantidade
de água no congelador. Um com água fria outro com água quente (40 ou 50ºC). O
recipiente que contém água quente congela primeiro!

O Efeito Mpemba (UMPEMBA)

Numa escola na Tanzânia em 1969, um aluno de nome Erasto Mpemba e um colega,


devido a um trabalho escolar, estavam a fazer gelado. Como estavam com pressa Mpemba
colocou a sua mistura no congelador sem a deixar arrefecer e o seu colega nem sequer a
chegou a aquecer a dele. Ao contrário do que seria de esperar o gelado de Mpemba
solidificou em primeiro lugar. O fato despertou a curiosidade do rapaz que o comunicou
aos seus professores, que a principio estavam relutantes em aceitar a idéia. No entanto o
fenômeno foi confirmado e publicado. A partir daí passou a ser conhecido como Efeito
Mpemba! Este efeito explica porque é que nos países e regiões frios os canos de água
quente congelam primeiro que os de água fria!

Explicação do Fenômeno:

Quando confrontados com esta questão pela primeira vez somos impelidos a achar que se
trata de um disparate. Se a temperatura da água num recipiente A é superior à temperatura
da água noutro recipiente B então a água em A vai atingir o ponto de congelamento mais
tarde que a água em B, demorando mais tempo a ficar sólida... Quando confrontada com a
realidade esta explicação mostra-se, como se pode observar experimentalmente, demasiado
simples. Verifica-se, pois, que o abaixamento da temperatura de um líquido não é um
processo assim tão linear pelo que há que ter em conta outros fatores que, apesar de tudo,
não deixam de ter um quê de especulativos:

Boa condução e bom contato


Convecção e superfície isolante
Evaporação
Má Condução
Gases dissolvidos
Boa condução e bom contato
Existe a teoria de que uma camada fina de gelo na superfície de um recipiente pode atrasar
o processo de arrefecimento.

Se a água quente for colocada no congelador num recipiente pequeno que seja um bom
condutor térmico, o calor da água ao ser conduzido através do recipiente pode derreter todo
gelo que aderir à sua superfície. Isto inclui a camada de gelo que se encontra na superfície
inferior (base) do recipiente. Quando se dá a recongelamento deste gelo, vai-se formar uma
boa conexão entre a base do recipiente e a superfície onde a mesma está apoiada,
permitindo uma melhor condução do calor do recipiente para o seu exterior do que no caso
do recipiente que contém água fria e que, por isso, continua com uma camada de gelo na
sua base. Em conseqüência disso, o calor é extraído do recipiente mais quente mais
rapidamente, fazendo com que a sua temperatura baixe de forma mais rápida do que no que
contém água fria.

Convecção e superfície isolante

Quando se congela água fria, é natural que surja em primeiro lugar uma camada de gelo na
superfície do liquido. Essa camada vai prejudicar as trocas energéticas com exterior
funcionado como uma superfície isolante, o que vai retardar o processo de congelamento.
No caso de a água estar morna, verifica-se que essa camada de gelo não se forma, pelo que
não há lugar a esse efeito isolante. Isto acontece porque a água da superfície ao arrefecer
vai-se deslocar para o fundo do recipiente criando uma corrente de convecção, corrente essa
que vai promover a homogeneidade da temperatura da água no interior do recipiente.

Evaporação

Pensa-se que a evaporação é um fator que permite que a água morna congele mais
rapidamente do que a água fria. A água morna ou quente evapora mais facilmente do que a
água fria. Assim a evaporação não só reduz, ligeiramente, a quantidade de água quente a
congelar como provoca um abaixamento na temperatura da mesma devido à perda de calor.

Má Condução

Se o recipiente for de um material que seja um mau condutor térmico, como a madeira, a
refrigeração da água será na sua maior parte devida evaporação em vez da condução. Este
poderia ser um fator importante na explicação de como a água quente congela mais
rapidamente do que a água fria. Vimos que a água quente tem vantagem neste particular...
Mpemba usou covetes de madeira quando fazia o seu gelo e observou o fenômeno.

Gases dissolvidos

Um outro fator tem a ver com o fato de a água possuir gases dissolvidos, tais como o
oxigênio e o dióxido de carbono, cujo efeito é baixar o seu ponto de congelamento. Quando
a água é aquecida, os gases são expelidos uma vez que a sua solubilidade em água diminui
a altas temperaturas. Assim, quando a água quente arrefece, tem menos gás dissolvido do
que a água que não foi aquecida, assim há um aumento do seu ponto de congelamento. pelo
que congela primeiro!

Experimente!:
Para se testar este efeito é necessário manter todos os fatores constantes (exceto a
temperatura da água). Neste caso para duplicarmos o Efeito Mpemba em casa devemos
manter constantes os seguintes parâmetros:

A temperatura do congelador
A quantidade de água colocada no recipiente
O tamanho, forma e material do recipiente
Qualquer tipo de movimento do ar sobre a água.
Depois coloque os recipientes no congelador e observe!