P. 1
Fibra do coco

Fibra do coco

|Views: 1.493|Likes:
Publicado porCarlos Claus

More info:

Published by: Carlos Claus on Oct 04, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/21/2013

pdf

text

original

CIÊNCIA DAS FIBRAS

COCO
INTRODUÇÃO ORIGEM DA FIBRA PLANTIO FORMA DE OBTENÇÃO

CARACTERÍSTICAS

APLICAÇÃO

PROJETO POEMA

ANEXO

INTRODUÇÃO 

Meio ambiente leva de 8 a 12 anos para decompor o coco; Brasil consome em média 140 milhões de litros de água de coco; Gera aproximadamente 560 mil metros cúbicos de resíduos  

INÍCIO

ORIGEM DA FIBRA  

Provém do coqueiro comum (cocus nucifera), é plantado na Índia desde a antiguidade, onde é chamado de ³Árvore do Bem-Estar´ ou ³Árvore do Céu´, conhecido mundialmente como ³Árvore da vida´. Foi introduzido no Brasil em 1.553, sendo que a maior parte da área cultivada situa-se na região tropical, ocupando atualmente cerca de 300.000 hectares.

INÍCIO

PLANTIO ² EXTRAÇÃO DO FIO   

O tronco atinge um diâmetro de 30 a 70 cm e uma altura de até 30 metros. O coqueiro cresce relativamente depressa e atinge uma idade de quase cem anos. O coco leva sete meses para amadurecer. A colheita é feita quatro ou cinco vezes ao ano. Uma meada de fio de coco contém de 50 a 100 m de fio. Um fardo de fio de coco pesa aproximadamente 150 quilos.

INÍCIO

FORMA DE OBTENÇÃO 

1º Passo. Separar a casca do fruto, este processo é realizado através do uso de uma ferramenta, espécie de cunha que fará a retirada da polpa. Em processo industrial esta etapa é feita em autoclave que separa a casca do fruto em cerca de 8 a 10 minutos; 2º Passo. As cascas deverão ser maceradas (amolecidas), 3º Passo. Depois que as cascas forem maceradas, será feito o desfibramento, a casca é separada da parte celulósica (fibra) da semi-celulósica (pó); 4º Passo. As fibras deverão ser lavadas em água corrente para a retirada parcial da lignina (substância que constitui tecidos lenhosos); 5º Passo. A secagem, pode ser feita ao sol ou através de estufas (que acelerará o processo);   

  

6º Passo. A peneiração, as fibras são separadas e classificas (longas ou curtas), com o auxilio de peneiras de aço inoxidável; A partir daí o processo será específico de acordo com o produto final desejado.

INÍCIO

CARACTERÍSTICAS

INÍCIO

-Higroscopicidade: é a tendência da fibra em absorver a umidade -Lignificação: é o fenomeno em que as membranas de certas células vegetais se impregnam de lignina, tomando consistência lenhosa, lignina por sua vez, é a substancia que impregnam o caule, dando-lhe sua dureza.

APLICAÇÃO

Painel vertical

Capacho

Vaso ± ³TIPO XAXIM´

INÍCIO

Manta Orgânica

APLICAÇÃO 
 

   

Manufatura de colchões para salto, por possuir grande elasticidade; Tapetes, capachos, pois têm alta durabilidade, maior retenção da sujeira, além de fugicída natural; Cordame especial para navios, pois é resistente à água do mar; Escovas, vassouras; Todo material de enchimento ou almofadas; Fabricação de madeira prensada utilizada na construção de casas; Fabricação de mantas de fibra de coco para reflorestamento

INÍCIO

APLICAÇÃO - AUTOMÓVEL  

No Brasil, a Mercedes-benz começou a usar em 1994 a fibra de coco na fabricação de encostos de cabeça para os caminhões. Desde 1999 o produto também compõe os assentos dianteiros do modelo Classe A. Outras montadoras européias utilizam estofamento de fibra de coco. A fibra de coco oferece muitas vantagens em relação às espumas de poliuretano, que geralmente é usada nos estofamentos.

INÍCIO

VANTAGENS E DESVANTAGENS
APLICAÇÃO NO AUTOMÓVEL 
    

É natural; Biodegradável; Não causa impacto ambiental; Possibilita maior conforto; Aumenta o espaço interno do veículo, pois a espessura das almofadas de fibra de coco é menor em relação à da espuma de poliuretano, os bancos ficam menos volumosos. Sua desvantagem é o alto preço: por ser uma atividade artesanal, o preço do produto em fibra de coco ainda é de 10% a 15% mais caro que o similar de espuma, mas a tendência é reduzir este custo.

INÍCIO

PROJETO POEMA

POEMA
Programa Pobreza e Meio Ambiente da Amazônia
INÍCIO

POEMA - Programa Pobreza
e Meio Ambiente da Amazônia 

É um programa desenvolvido pela universidade federal do Pará em parceria com as comunidades pobres da Bacia Amazônica para o aproveitamento de matérias-primas naturais, como a casca do coco que seria descartada após o consumo gerando um problema ambiental devido ao grande volume de produção da fruta.

INÍCIO

PROJETOS POEMA 

AMAZON PAPER
Amazon Paper nasce da cumplicidade entre o homem e sua floresta. Técnicas orientais seculares e saberes amazônicos ancestrais nos aproximam de nossas folhas, frutos, cascas e raízes, emprestando cores, texturas, aromas, resistência e maciez ao primeiro papel 100% natural produzido na Amazônia. 

AMAZON GARDEN
Os produtos Amazon Garden são fabricados a partir de fibra de coco e COCO FORTE aglomerados com látex natural. A matéria prima vem de comunidades e produtores da região Amazônica e é levada para a POEMATEC, uma indústria com tecnologia de ponta na fabricação de produtos em fibra de coco. 

GEOTEXTIL
Os produtos Geotextil, da POEMATEC, são fabricados a partir da fibra de coco e aglomerados com látex natural. O material é usado na recuperação de áreas desmatadas ou devastadas pela mineração. Estão disponíveis mantas de germinação, mantas para contenção de encostas, sacolas de germinação, bio rolos de contenção e germinação de sementes para evitar o assoreamento de rios e lagos.

INÍCIO

OBTENÇÃO DO PAPEL
A Seleção  As fibras são selecionadas previamente, de forma a excluir possíveis nós que se tenham formado quando da extração da fibra. O Corte  Posteriormente as fibras são cortadas, através de máquinas simples, mas adequadas às características específicas de cada fibra ou insumo natural. Fervimento  Após o corte, as fibras são fervidas, acompanhadas ou não de corantes.

INÍCIO

A Bateção  Já fervidas as fibras entram em processo de bateção, realizado através de batedores mecânicos, gerando, assim, a pasta que se transformará em papel. A Confecção  Esta é a fase mais importante da fabricação, quando a pasta de fibra é, então, colocada em tanques com água, onde, através de movimentos alternados, a partir de uma tela, se transformará em folhas de papel. A Prensagem  A folha ainda molhada é acondicionada em ³camas´ que, por sua vez, serão prensadas, de forma a retirar o excesso de água residual. A Secagem  Em sua última etapa de fabricação as folhas, ainda úmidas, são secadas ao sol, de onde, em algumas horas, estarão prontas para uso.
INÍCIO

ANEXO 

Alguns dados importantes sobre a fibra de coco. As propriedades físico-químicas da fibra apresentam os seguintes valores médios: pH = 5,4; condutividade elétrica (CE) =1,8 dS/m; capacidade de troca catiônica (CTC) = 92; relação C/ N=132; d =70 g/L; porosidade total = 5,6%; retenção de água=538 ml/L; capacidade de aeração = 45,5% e água facilmente assimilável = 19,8%. Um substrato ideal deve possuir, entre outras características, uma porosidade acima de 85%, uma capacidade de aeração entre 10 e 30% e água facilmente assimilável de 20 a 30%. Portanto, as propriedades da fibra de coco conferem ao seu substrato características de boa qualidade. A grande percentagem de lignina (35-45%) e de celulose (23-43%) e a pequena quantidade de hemicelulose (3-12%), que é a fração prontamente atacada por microorganismos, conferem ao substrato de fibra de coco uma grande durabilidade (Noguera et al., 1998), sendo desta maneira, recomendável para cultivos de ciclo longo como as ornamentais. É também ideal para o cultivo de hortaliças sem o uso do solo, pois não sofre o processo de degradação acelerado causado pelo intensa aplicação de água e fertilizantes. Embrapa Hortaliças

INÍCIO

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

www.agrariaverde.pt/geosinteticos/manta_biodegra davel.html www.amazonpaper.com.br/contatos.asp pt.wikipedia.org/wiki/Fibra_de_coco www.embrapa.br www.agrariaverde.pt/geosinteticos/manta_biodegra davel.html    

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->