P. 1
[História do Brasil] Invasões Estrangeiras no Brasil

[História do Brasil] Invasões Estrangeiras no Brasil

4.7

|Views: 10.806|Likes:
Publicado porsetentaesete
Resumo das invasões estrangeiras no Brasil pelos holandeses e pelos franceses para o vestibular.
Resumo das invasões estrangeiras no Brasil pelos holandeses e pelos franceses para o vestibular.

More info:

Categories:Types, Research
Published by: setentaesete on Jul 10, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/17/2013

pdf

text

original

Invasões Estrangeiras Com a União Ibérica em 1580, as tentativas de invasões do território brasileiro aumentaram.

As principais invasões foram de franceses e holandeses que além de interessados no território brasileiro, também eram inimigos da família Habsburgo que ocupava o trono espanhol. A primeira tentativa francesa aconteceu no Rio de Janeiro em 1555 até 1567 antes da União Ibérica mas durante os Governos Gerais. A França Antártica só foi eliminado pelo capitão-mor de Mem de Sá, Estácio de Sá. O maior objetivo econômico da invasão foi o escambo de pau brasil nas costas da capitania. A segunda invasão francesa, apesar de curta, teve importantes consequências. A França Equatorial foi instalada no Maranhão com a intenção de explorar as drogas do sertão em 1612. Em 1615, os franceses foram expulsos. Pouco tempo depois, em 1621, o Maranhão se torna um estado. As invasões holandesas não visavam o escambo e sim o acesso à cana-de-açúcar. Por ter bancado a ocupação territorial do Brasil, os holandeses foram dados o monopólio exclusivo do refino e distribuição do açúcar pela coroa portuguesa. Pouco após o início da União Ibérica, a Holanda completou seu processo de independênciada Espanha que tinha se iniciado em 1572. Em retaliação, a Espanha proibe o comércio do açúcar com a Holanda. O que seguiu foi uma desestruturação do comércio do açúcar que diminuiu o lucro que a Espanha esperava. Em 1609, se instalou a Trégua dos 12 anos que permitiu novamente liderança holandesa do negócio. A trégua não durou muito pois em 1618 eclodiu a Guerra dos 30 Anos entre protestantes e católicos na Europa. As duas nações se viram em posições diferees do conflito e a trégua foi interrompida. Em 1621, a Holanda fundou a West Indies Company ou WIC que ficou encarregada de lidar com questões no Atlântico e aplicar a filosofia do governo holandês em suas áreas de influência. Logo após, em 1624, 26 navios holandeses tentaram render Salvador por cause de sua importância como capital da colônia e porto de escoação do açúcar. Foram rapidamente expulsos pela frota espanhola. Sem recursos financeiros para outra invasão, a WIC decide saquear a Frota da Prata espanhola que levava todas as riquezas das colônias espanholas para a Europa. Com o novo capital, a Holande pode aumentar sua frota para 67 navios e tentar invadir Pernambuco maior produtos de cana do território. A primeira fase da invasão aconteceu em 1630 até 1637 e foi caracterizada pela resistência dos

pernambucanos. No final do período, o Brasil holandês foi instaurado mas muitos engenhos foram destruídos e um grande número de escravos fugiu para Quilombos como o de Palmares. Passada a primeira fase de resistência, iniciou-se o período que traria o auge da cultura canavieira no Brasil: o Período Nassoviano. De 1637 até 1644, Maurício de Nassau implementou várias mudanças em Pernambuco como a garantia de terras aos colonos, liberdade religiosa, empréstimos a juros baixos, venda de escravos a prazo. Além disso, Olinda e Recife tiveram um grande crescimento urbano, econômico, científico e artístico. Apesar das grandes reformas, o Brasil continuou uma colônia de exploraçnao e não foram feitas mudanças socio-econômicas estruturais. Em 1640 houve a Restauração Portuguesa e a União Ibérica foi dissolvida. Prevendo a retomada do Brasil holandês pela coroa portuguesa, a WIC iniciou um arrocho fiscal que impossibilitou o apoio dos colonos ao domínio holandês. Todos os empréstimos foram cobrados, a venda de escravos a prazo foi extinguida, impostos foram aumentados e em caso de deliquência, engenhos eram confiscados. Para pagarem suas dívidas, senhores de engenho fizeram empréstimos de comerciantes tornando-se assim duplamente individados. Em 1644, Nassau é demitido. De 1645 até 1654 deu-se a Insurreição Pernambucana cuja mais importante batalha foi a de Guararapes. As consequências da revolta tiveram grande impacto na produção de açúcar. Holandeses foram expulsos e iniciaram produção de cana nas Antilhas, desencadeando uma forte concorrência que juntamente com o refluxo do mercado europeu, levou o açúcar brasileiro à crise. Além disso, as batalhas desestruturaram a produção de açúcar. Finalmente, a Insurreição criou um sentimento nativista em Pernambuco que será importante durante as revoltas nativistas e emancipacionistas.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->