Você está na página 1de 10

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ

Curso Técnico de Contabilidade

Curso Técnico de Contabilidade

Formador: António
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Pimenta
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade

Definição do IRC
Para efeitos de IRC considera-se titular de rendimentos as pessoas colectivas sujeitas a este imposto
que apresenta rendimentos referentes á actvidade económica desenvolvida..

Caracterização do IRC:
O IRC tal como o IRS entrou em vigor no dia 1 de Janeiro de 1989 e tem o seu suporte, legal, no
codigo do imposto sobre rendimentos das pessoas colectivas (CIRS), aprovado pelo decreto-lei nº 442 B/88,
com as devidas alterações do Orçamento de Estado. Tendo em conta as características do IRC.
-Um imposto directo (incide sobre o rendimentos das pessoas colectivas;
-Imposto estadual (é tributado pelo estado);
-Imposto períodico (é apurado anualmente);
-Imposto proporcional (é proprocional aos rendimentos tributados);
-Imposto real (incide sobre a actividade económica);

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade

Incidência subjectiva
Os artigos 1 e 3 do CIRS constituem as normas de incidência pois de finem os lucros e os rendimentos
sujeitos a imposto quando obtidos pelos sujeitos passivos: Entidades residentes e não residentes.

Incidência objectiva
Entidades residentes
Se exercem a título principal actividade de natureza comercial, indústrial ou agricola, a base do
inposto e o lucro tributável, se não exercem a título principal de natureza comercial, indústrial e agricola, a
incidência é o rendimento global
Entidades não residentes
Se dispôem de estabelecimento estável a incidência é o lucro inputável ao estabelecimento estável,
se não possuir estabelecimento estável a incidência é o rendimento global.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade

Apuramento do lucro Tributável


De harmonia com o disposto no Art. 17 do CIRC, o Lucro Tributável é constituído pela soma algébrica
do resultado liquído do periodo das variações positivas e negativas, verificadas no mesmo periodo e não
reflectidas naquele resultado, eventualmente corrigidos nos termos do código, assim temos:

Lucro tributável = R.L.E.+ V.P.P. – V.P.N. +/- C.F


V.P.P – Variações Patrimoniais Positivas
V.P.N – Variações Patrimoniais Negativas
C.F – Correções Fiscais
Diferência entre o patrimonio líquido inicial e o patrimonio liquido final, depois das correcções.(Art.17 do
CIRC)

Variações patrimoniais
Aumento ou diminuição do patimónio EX: gratificações

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade

Correções Fiscais
Custos não aceitos como custam fiscais (por ex: premios de seguros almoços, multas) proveitos não
considerados fiscais (reconstitição do IMP).

Isenções
Artº 9 nº1 alinea a, b, c, artº 10, nº2 alinea a, b, c, e, artº 11, nº 1, 2,
Estão isentas do IRC o estado as regiões autónomas as autarquias locais, as associações de
munícipes e as associações de freguesia que não exerçem actividades comerciais.
Também existe 6 regimes de tributação dos rendimentos:
Geral;
Isenção definitiva;
Isenção temporial;
Redução de taxa;
Simplificado;
Tranparência fiscal.
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade

Derrama
As camaras podem lançar anualmente uma derrama até ao limite de 10% sobre a colecta d imosto do
IRC.
Isto sgnifica que, além da taxa de imposto, as empresas pederão ter de suporte a derrama lançada
pelo munícipe.

Derrama = Colecta * Taxa

Isenção de Derrama
a) Entidade com volume de negócios menos ou igual 150.000,00 euros não apresenta derrama.
b)Entidade com residência fiscal / sede social no concelho.
c) Entidade com volume de negócios menor de 20.000.00 euros.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade

Taxas Derrama Região Autonoma dos Açores 2010


Concelho Taxa de Derrama (Geral) Taxa de Derrama reduzida
Angra Heroismo 1,5 -
Sta cruz Graciosa 1,5 -
Velas 1,5 -
Praia da Vitória 1,5 -
Calhetas (S. Jorge) 1,5 -
Horta - -
Corvo - -
Lajes das Flores - -
Lajes do Pico - -
Madalena - -
S. Cruz das Flores - -
Ponta Delgada 1.5 0,75
Nordeste (vila do Porto) - -
Povoação 0,9 -
Lagoa 0,95 0,50
R. Grande 1 -
Vila Franca 1,5 -

Podemos concluir que a taxa geral varia entre 1.5% e os 0.95%, e a taxa reduzida entre os 0.75% e os
0.50%
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade

Apuramento do imposto
Depois de ultrapassar todas as etapas anteriores, restanos a última fase, a do apuramento do imposto, mas
teremos que calcular os pagamentos por conta e/ou as retenções na fonte.
(Segundo Artigo 93)
Valor de negócios Valor a pagar por conta Forma de pagamento
Menor ou igual
75%* IRC ano anterior 3 pagamentos iguais
498797.90 euros
Maior ou igual
85%* IRC ano anterior 3 pagamentos iguais
498797.90 euros

Retenção da fonte
É obrigatorio a retenção da fonte do IRC relativamente aos rendimentos no (art. 88 do CIRS).
Assim temos duduzido a colecta as importâncias referidos na lei ou seja, o imposto municipal sobre
imoveis (IMI) pelos limites legais os beneficios fiscais e o pagamento especial, por conta, obtém-se o valor
do imposto apurado segundo a equação .

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade
Determinação da colecta
Num fase anterior ao cálculo da colecta determina-se a matéria colectavel.Assim, a matéria
colectavel obtém-se pela dedução ao lucro tributável dos montantes correspodentes.
Artº 47 (prejuizos fiscais); e beneficios e eventualmente existentes que consistem em deduções
naquele lucro.

MC = LT – PF – BF

MC- Matéria Colectável


LT – Lucro Tributável
PE – Prejuizos Fiscais
BF- Benefícios Fiscais

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Curso Técnico de Contabilidade

Obrigações Declarativas
Segundo o CIRC, os contribuintes tão obrigados à apresentação das diferentes
declarações
Declaração de isenção
 Declaração de alteração ou cessação de actividade
 Declaração periódica de rendimentos
 Declaração de inicio de actividade
 Declaração anual de informação contabilistica fiscal
 Obrigações contabilisticas

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com

Você também pode gostar