Você está na página 1de 12

TRABALHO SOBRE

NOÇÕES DE FISCALIDADE,
IVA, IRS

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Noções de Fiscalidade

O imposto é uma prestação pecuniária coactiva e unilateral, estabelecida por lei a favor do
estado ou de outro ente público, sendo de carácter de sanção com fiscalidades fiscais
(Receita) ou extra fiscais (Redistribuição Social).

O Sujeito Activo é titular do direito á prestação do imposto, a lei atribui esta titularidade ao
estado e aos outros entes públicos.

O Sujeito Passivo é a obrigação fiscal àquele a quem compete o dever da prestação do


imposto.

O iva é um imposto indirecto que se repercute sobre o consumidor final de 1 bem


transaccional. A particularidade deste imposto é o sujeito passivo que adquire um produto com
imposto já pago por aquele que o alienou, fica investido no direito da dedução do imposto já
suportado.

As isenções do iva podem ser completas ou incompletas, as completas é quando o sujeito


passivo não liquida o imposto nas suas operações, mas deduz o imposto suportado nas suas
aquisições, as isenções incompletas são as que o sujeito passivo líquida o iva mas também
não deduz o iva suportado.

No mecanismo do iva, temos o iva liquidado que é o iva aplicado aos clientes nas vendas que a
empresa efectua, o iva dedutível que é o iva aplicado ás compras que a empresa efectua aos
fornecedores, o iva apuramento é o iva que a empresa apura após as suas vendas e compras
de onde terá a receber ou a pagar ao estado.

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Na Caracterização do iva temos :

Ø Imposto Geral Sobre o Consumo incidindo sobre as transmissões de bens,


prestações de serviços, importações e aquisições intracomunitárias.
Ø Imposto Plurifásico não Cumulativo pagamento fraccionado em todas as fases do
circuito económico, através do método do crédito do imposto.
Ø Fundamentos na 6ª Directiva datada de 1977 mas com alterações posteriores,
continua a “harmonizar” a U.E. em matéria de iva.
Ø Principio de Tributação no País de Destino tributam-se as importações e AIB
(Aquisições Intracomunitárias de Bens), enquanto as saídas (exportações) e TIB
(Transmissões Intracomunitárias de Bens) beneficiam de isenção completa.
Ø Baseado em Três Regimes de Tributação um regime normal; dois regimes
especiais: de isenção (art.º 53), dos pequenos retalhistas (art.º 60).
Ø Três Taxas Distintas actualmente existem três taxas no CIVA:
Continente: Região Autónoma dos Açores:
Reduzida – 6% Reduzida – 4%
Intermédia – 13% Intermédia –9%
Normal – 21% Normal – 15%

A base legal do iva é o CIVA alterado e republicado pelo decreto de lei nº 102/2008, de 20 de
Junho
Diário da República nº 118, Série I, págs. 3542 a 3611
Não dispensa a consulta do Diário da República.

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Índice

Capítulo I - Incidência

Artigo 1º - Incidência Objectiva.................................................................................................. 3

Artigo 2º - Incidência Subjectiva ................................................................................................ 4

Artigo 3º - Conceito de Transmissão de Bens............................................................................ 5

Artigo 4º - Conceito de Prestação de Serviços .......................................................................... 5

Artigo 5º - Conceito de Importação de Bens .............................................................................. 6

Artigo 7º - Facto Gerador e Exigibilidade do Imposto ................................................................. 9

Artigo 8º - Exigibilidade do Imposto em caso de Obrigação de emitir Factura ............................ 9

Capítulo II - Isenções
Secção I – Isenções nas Operações Internas

Artigo 9º - Isenções nas Operações Internas ........................................................................... 10

Artigo 10º - Conceito de Organismos sem Finalidade Lucrativa ............................................... 12

Artigo 12º - Renúncia à Isenção .............................................................................................. 12

Secção II – Isenções na Importação

Artigo 13º - Isenção nas Importações ...................................................................................... 13

Secção III – Isenções na Exportação, Operações assimiladas a Exportações e


Transportes Internacionais

Artigo 14º - Isenções nas Exportações, Operações Assimiladas e Transportes Internacionais. 14

Secção IV – Outras Isenções

Artigo 15º - Isenções nas Operações Relacionadas com regimes Suspensivos ....................... 16

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta
Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Capítulo V – Liquidação e Pagamento do Imposto
Secção I – Deduções

Artigo 19º - Direito à Dedução ................................................................................................. 19

Artigo 20º - Operações que conferem o Direito à Dedução ...................................................... 20

Artigo 21º - Exclusões do Direito à Dedução ........................................................................... 20

Secção III – Outras Obrigações dos Contribuintes

Artigo 29º - Obrigações em geral............................................................................................. 25

Artigo 35º - Apresentação das Declarações............................................................................. 28

Artigo 40º - Dispensa da Obrigação de Facturação e Obrigatoriedade de Emissão de Talões de


Vendas ................................................................................................................................... 29
Secção IV – Regimes Especiais
Subsecção I – Regime de Isenção

Artigo 53º - Âmbito de Aplicação ............................................................................................. 34

Subsecção II – Regime dos Pequenos Retalhistas

Artigo 60º - Âmbito de Aplicação ............................................................................................. 36

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
O IRS é um imposto sobre o rendimento de pessoas singulares. O IRS entrou em vigor a 1 de
Janeiro de 1989 e tem o seu suporte legal no Código do Imposto Sobre o Rendimento das
Pessoas Singulares (CIRS) aprovado pelo Decreto de Lei 442/88, tendo em conta as
características do IRS, este é um imposto directo, pessoal, estatual, periódica, ordinário e
progressivo.
Ø Imposto Directo incide sobre o rendimento
Ø Imposto Pessoal incide sobre as pessoas singulares
Ø Imposto Estatual é tributado pelo Estado
Ø Imposto Periódico é apurado anualmente
Ø Imposto Ordinário não se trata de um imposto especial
Ø Imposto Progressivo é proporcional aos rendimentos tributáveis
Ø
A incidência do IRS divide-se em 6 categorias:
· Categoria A rendimentos do trabalho dependente
· Categoria B rendimentos empresariais e profissionais
· Categoria E rendimentos de capitais
· Categoria F rendimentos prediais
· Categoria G incrementos patrimoniais
· Categoria H pensões

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
No CIRS (Código do Imposto Sobre o Rendimento das pessoas Singulares podemos ver os
seguintes artigos mais importantes:

Capítulo I – Incidência

Secção I – Incidência Real

Artigo 1º - Base do Imposto..................................................................................................... 26

Artigo 2º - Rendimento Categoria A......................................................................................... 26

Artigo 3º - Rendimento Categoria B......................................................................................... 31

Artigo 4º - Actividades Comerciais e Industriais, Agrícolas, Silvícolas e Pecuárias................... 32

Artigo 5º - Rendimento Categoria E......................................................................................... 33

Artigo 6º - Presunções Relativas a Rendimentos da Categoria E............................................. 36

Artigo 8º - Rendimento Categoria F ......................................................................................... 38

Artigo 9º - Rendimento Categoria G ........................................................................................ 38

Artigo 10º - Mais Valias ........................................................................................................... 39

Artigo 11º - Rendimento Categoria H....................................................................................... 42

Secção II – Incidência Pessoal

Artigo 13º - Sujeito Passivo ..................................................................................................... 45

Artigo 14º - Uniões de Facto.................................................................................................... 46

Capítulo II – Determinação do Rendimento Colectável


Secção II – Rendimentos do Trabalho

Artigo 25º - Rendimentos do Trabalho Dependente: Deduções ............................................... 56

Secção V – Rendimentos Prediais

Artigo 41º - Deduções ............................................................................................................. 65

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
SecçãoVI – Incrementos Patrimoniais

Artigo 42º - Deduções ............................................................................................................. 66

Artigo 43º - Mais - Valias ......................................................................................................... 66

Secção VII – Pensões

Artigo 53º - Pensões ............................................................................................................... 70

Secção X – Processo de Determinação do Rendimento Colectável

Artigo 57º - Declaração de Rendimentos ................................................................................. 73

Artigo 59º - Contribuintes Casados .......................................................................................... 74

Artigo 60º - Prazo de Entrega da Declaração .......................................................................... 74

Capítulo III – Taxas


Artigo 69º - Quociente Conjugal ............................................................................................. 78

Capítulo IV – Liquidação

Artigo 82º - Despesas de Saúde.............................................................................................. 86

Artigo 83º - Despesas de Educação e Formação..................................................................... 87

Artigo 86º - Prémios de Seguro ............................................................................................... 90

Artigo 87º - Dedução Relativa às Pessoas com Deficiência ..................................................... 91

Artigo 88º - Benefícios Fiscais ................................................................................................. 92

Capítulo V – Pagamento

Artigo 97º - Pagamento do Imposto ......................................................................................... 94

Artigo 98º - Retenção na Fonte – Regras Gerais ..................................................................... 94

Artigo 99º - Retenção sobre Rendimentos das Categorias A e H ............................................. 95

Artigo 100º - Retenção na Fonte – Remunerações não fixas ................................................... 95

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Artigo 101º - Retenção sobre Rendimentos de outras Categorias ............................................ 96

Artigo 102º - Pagamentos por Conta ....................................................................................... 97

Capítulo VI – Obrigações Acessórias

Artigo 112º - Declaração de inicio de Actividade, de alterações e de cessação ...................... 100

Artigo 114º - Cessação de Actividade.................................................................................... 101

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Reflexão

Impostos é sempre aquela palavra que ninguém gosta de ouvir, até nós no principio
pensávamos assim mas após o estudo da matéria conseguimos ter uma noção das coisas de
um modo diferente.

Neste momento, sabemos que pagamos impostos mas beneficiamos de várias coisas em troca,
e temos um grande exemplo aqui à frente dos nossos olhos, tivemos a oportunidade de vir
estudar e estamos a receber, quem nos paga? E com que €? Pois estas coisas nunca
pensávamos anteriormente mas actualmente sabemos estas respostas todas.

Em Noções de Fiscalidade aprendemos a reconhecer a actividade financeira do Estado,


definir, interpretar e aplicar os princípios dos impostos:
Actividade financeira do estado
• Receitas públicas
− Receitas coactivas e receitas voluntárias
− Receitas patrimoniais e receitas creditícias
Direito financeiro, tributário e fiscal
• Natureza e fontes do direito fiscal
Impostos – conceitos gerais
• Noção e fases do imposto
• Tributação directa e tributação indirecta
• Classificação dos impostos
• Finalidades fiscais e extra fiscais dos impostos
• Objectivos da tributação
• Benefícios fiscais

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
No Imposto sobre o valor acrescentado (IVA) aprendemos a contabilizar e preencher
declarações e inerentes obrigações decorrentes da sujeição ao imposto sobre valor
acrescentado.

. Características do imposto
− Imposto geral sobre o consumo
− Imposto plurifásico não cumulativo
− Método de funcionamento do imposto. Neutralidade do imposto
− IVA e o princípio do destino
• Incidência
− Incidência real ou objectiva
− Incidência pessoal ou subjectiva
− Localização das operações tributárias
− Localização das prestações de serviços
− Os serviços relacionados com imóveis
− Transporte intracomunitário de bens
• Isenções
• Valor tributável
• Taxas
• Direito à dedução e apuramento do imposto
• Reembolsos
• Os sujeitos passivos mistos
• Obrigações declarativas
• Regimes especiais
• Regime do IVA nas transacções intracomunitárias

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
No imposto sobre o rendimento (IRS) aprendemos a descrever, interpretar e aplicar os
conceitos afectos ao imposto sobre o rendimento de pessoas singulares (IRS).

Incidência do IRS
• Incidência real ou objectiva
• Incidência pessoal ou subjectiva
Estrutura do IRS
• Categorias de rendimentos
• Tipos de taxas
• Deduções específicas
• Abatimentos
Apuramento do IRS
• Rendimento colectável
• Liquidação
• Liquidação e Pagamento
• Obrigações declarativas e seu preenchimento
Infracções e contra-ordenações

Com os Modulos de Noções de Fiscalidade, IVA e IRS conseguimos ter as noções


necessárias sobre contabilidade, para um dia mais tarde quando quisermos abrir a nossa
empresa ou entrar no mercado de trabalho .

Formador: António Pimenta

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461 · Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com