Você está na página 1de 16

BEMFORMAR – Formação, Consultoria e Serviços Lda.

Curso: Auxiliar de Infância


Módulo: Modelos Psicológicos e Fases de Desenvolvimento e Comunicação
Ano Lectivo 2010/2011

Maus Tratos Infantil


FORMADORA: Maria João Figueira
FORMANDA: Narcisa Pereira

Funchal, 30 de Junho de 2010


Temas Abordados:

 Mortes Infantis por Maus Tratos

 Exploração/Trabalho Infantil

 Abuso Sexual Infantil


Mortes Infantis por Maus Tratos
Muitos actos de violência cometidos contra as crianças
continuam escondidos e têm muitas vezes a aprovação da
sociedade.

Maus tratos infantis não são só físicos, passam também


pela violência psicológica; descriminação; negligência;
abusos sexuais; castigos corporais e humilhantes na escola
e/ou em casa.
A morte de milhares de crianças que todos os anos
acontece devido à violência praticada em casa e/ou nas
escolas é uma prova evidente de que o mundo tem
falhado sistematicamente no que diz respeito à
protecção das crianças.

Estas crianças merecem viver num ambiente que as


proteja, que as defenda de maus tratos e da exploração.
Diferentes formas de maltrato infantil
 Negligência e Abandono;
 Maltrato Psicológico;
 Abuso Físico.

A Negligência é a forma de maltrato mais frequente, que


se caracteriza pela falha consecutiva em responder às
necessidades das crianças. Enquanto que a negligência é
uma forma passiva de violência em que se mantém alguma
relação entre pais e filhos no abandono a rejeição é total.
Os pais não se relacionam com os filhos, ignorando-os. As
crianças crescem entregues a si próprias.
A negligência pode por vezes ser “invisível” na medida
em que é essencialmente psicológica…

Estas crianças têm brinquedos mas não tem brincadeiras


Estas crianças têm livros mas não têm atenção,
Estas crianças têm roupas mas falta-lhes colo.
Maltrato Psicológico
Esta forma de maltrato tem a particularidade de estar
presente nas outras formas de maltrato, uma vez que
cada uma delas constitui violência contra uma pessoa.
Assim o maltrato físico, sexual, a negligência e o
abandono, transportam consigo o maltrato
psicológico.
Por exemplo as “orelhas de burro” da escola . Aqui não
há maltrato físico, o corpo não sofreu qualquer tipo de
violência mas existe uma violência contra a dignidade
da criança.
Abuso Físico
O abuso físico traduz toda a violência física exercida
contra a criança, muitas vezes considerada na sua
dimensão, disciplinar e educativa.
Incluem-se nesta forma de maltrato algumas situações de
cariz sádico, englobando elementos de tortura tais como:
 queimaduras intencionais com pontas de cigarro;
 pontapear a criança indiscriminadamente por todo o
corpo;
 bater com a cabeça da criança na parede, bater com
cintos e correntes de animais.
Por vezes estas formas de violência levam à morte
imediata da criança, ou pelo menos à sua
hospitalização com os pais a atribuírem as sequelas a
quedas ou acidentes das crianças.
Exploração/ Trabalho Infantil
Apesar da proibição constitucional do trabalho de
crianças e adolescentes menores de 16 anos, sabe-se
que cerca de 200milhões de crianças continuam a ser
obrigadas a trabalhar diariamente no Mundo.
Três em cada quatro destas crianças estão expostas
às piores formas de exploração laboral,
 Tráfico humano
 Escravatura
 Exploração sexual
 Trabalhos de risco
Grande parte destas crianças abandonam a escola
porque ficam muito cansadas de trabalhar e ficam sem
tempo para estudar.

As condições de trabalho no campo são


muito difíceis e prejudicam a saúde da
criança.

Só as vezes as crianças são pagas e mesmo assim muito


mal pagas, porque em geral o trabalho infantil é visto
como uma ajuda e por isso não é renumerado.
Abuso Sexual Infantil
Abuso Sexual – contactos entre uma criança e um adulto
através dos quais se utiliza a criança como objecto gratificante
para as necessidades e desejos do adulto interferindo ou
podendo interferir esta experiência no desenvolvimento
normal da saúde da criança.
Existem vários tipos de abuso sexual a menores e são eles:
Pedofilia (infracção homossexual ou heterossexual contra
uma criança).
Hebofilia (comércio sexual entre um adulto e um
adolescente).
Incesto (relação sexual com pessoas da mesma família (pai,
mãe, tio, primo).
Algumas crianças abusadas sexualmente podem ter
dificuldades para estabelecer relações harmoniosas com
outras pessoas, podem se transformar em adultos que
também abusam de outras crianças, podem se inclinar para
a prostituição ou podem ter outros problemas sérios
quando adultos.
Conclusão
A elaboração deste trabalho fez-me perceber que os
maus tratos infantis prejudicam, o bom
desenvolvimento da criança.

É nossa responsabilidade, enquanto cidadãos, cumprir


os nossos deveres para minimizar estes maus tratos,
utilizando recursos para promover e proteger os
direitos das crianças, pois as crianças de hoje serão os
adultos de amanhã!

Você também pode gostar