Você está na página 1de 6

Curso: Ciências Biológicas Modalidade: Licenciatura

Tutor a Distância: ______________________________ Pólo: ________________


Ano/ Semestre: 2010/2 Módulo: III
Período do Estudo Dirigido: 29 de setembro a 06 de outubro de 2010
Aluno (a): _______________________________________ Turma: _____

GABARITO
Estudo Dirigido de Genética

1. Observe a ilustração abaixo:

Ilustrações de Flemming de mitose em células vivas de larva de salamandra. Os desenhos


estão organizados em seqüência, começando com a prófase, no canto superior à esquerda, e
terminando com duas células, na fileira inferior. Os dois últimos desenhos mostram os
cromossomos vistos do pólo da célula e uma telófase em vista lateral, respectivamente. O
desenho mais à direita na segunda fileira mostra que os cromossomos estão duplos.
(Flemming, 1882).

Preencha os espaços em branco nas frases de 1 a 6 usando o termo abaixo


mais apropriado: (a) anáfase (b) metáfase (c) prófase (d) meiose (e) mitose (f)
telófase

1.(e) é um tipo de divisão nuclear em que os núcleos-filhos conservam o


mesmo número de cromossomos do núcleo original.
2. A migração dos cromossomos para os pólos ocorre na ( ).
3.(d) é um tipo de divisão nuclear que reduz à metade o número de
cromossomos nos núcleos-filhos.
4.Cromossomos arranjados na região equatorial da célula caracteriza a fase da
divisão chamada (b).
5.(c ) é a primeira fase da divisão celular, na qual os cromossomos se tornam
evidentes.
6.(f) é a fase final da divisão celular, em que os núcleos se reorganizam.

02. Admitindo-se a segregação independente, quantos tipos de gameta cada


indivíduo abaixo produz?
I. AaBbCCdd; II. AaBbcc; III. AAbbCCDDEe
Resposta: I: 2 gametas; II: 2 gametas; III 1 gameta

03. Em algumas variedades de gado bovino, a ausência de chifres é


condicionada por um fator dominante (C). Um touro sem chifres foi cruzado
com três vacas. No cruzamento com a vaca I, portadora de chifres, foi
produzido um bezerro sem chifres. No cruzamento com a vaca II, portadora de
chifres, foi produzido um bezerro com chifres. No cruzamento com a vaca III,
sem chifres, foi produzido um bezerro com chifres.
a)Proponha uma hipótese para explicar esses resultados.
Resposta: Quando híbridos tais como Cc são cruzados os dois tipos de
unidade hereditária (C e c) segregavam-se um do outro e recombinam-se
aleatoriamente na fertilização. Genotipicamente origina gametas em diferentes
constituições: CC, Cc e cc. A segregação dos fatores de um mesmo par é
conhecida como “Primeira Lei de Mendel”.

b) Com base na sua hipótese faça os cruzamentos e compare os resultados


observados com os esperados
Touro sem chifre Vaca I (cc) Vaca II (cc) Vaca III (Cc)
Cc Cc, Cc, cc, cc Cc, Cc, cc, cc CC, Cc, Cc, cc

No cruzamento I a vaca portadora de chifres deu origem a um bezerro sem


chifres, logo é possível concluir que o touro é heterozigoto para a
característica, em quatro eventos a chance de nascer bezerros com chifres
correspondeu a 50% e de nascer bezerros sem chifres 50%

O cruzamento II é semelhante ao I.

No cruzamento III pode se concluir que a vaca III sem chifres é heterozigota,
pois ela produziu um bezerro com chifres, sendo 75% a chance de nascer
bezzeros sem chifres e 25% de nascerem bezerros com chifre

04. A pigmentação da plumagem em uma certa linhagem de galinhas é


condicionada por dois genes com segregação independente. O alelo dominante
de um dos genes (C) condiciona a produção de pigmento enquanto o alelo
recessivo (c) é inativo, condicionando cor branca. O alelo dominante do outro
gene (I) inibe a formação de pigmento, enquanto o alelo recessivo (i) não o faz.
Determine a proporção fenotípica em um cruzamento entre dois indivíduos
duplo-heterozigóticos.

05. Diferencie gene, loco gênico e alelo.


Resposta: Gene é a menor porção do cromossomo (os átomos da
hereditariedade) que produz um efeito definido que, é claro, precisa ser
detectável (ou nós nunca poderiamos saber de sua existência). A posição que
o gene ocupa no cromossomo será seu loco. Alelos serão as diferentes
variantes detectáveis de um dado gene.
Cada gene deve ter pelo menos dois alelos – de outro modo nós não
saberíamos de sua existência. Um gene revela sua existência quando ele muta
de tal modo que o novo alelo mutante tenha um efeito detectável.
06. Se você tem uma drosófila com uma determinada característica dominante,
que tipo de teste poderia ser feito para se determinar se ela é pura (AA) ou
híbrida (Aa)?
Resposta: Quando se deseja determinar o genótipo de um indivíduo com
fenótipo dominante faz-se o cruzamento dele com um indivíduo com fenótipo
recessivo. No caso dos descendentes serem todos de fenótipo dominante,
conclui-se que o indivíduo em teste formou apenas um tipo de gameta, sendo,
portanto, homozigótico. No caso de se obter os dois fenótipos na progênie,
conclui-se que o indivíduo em teste formou dois tipos de gameta, sendo,
portanto, heterozigótico. Esse tipo de cruzamento, com o intuito de se
determinar o genótipo de um indivíduo, é chamado cruzamento-teste

07. A doença de Tay-Sachs caracteriza-se pelo estabelecimento de grave


retardo no desenvolvimento progredindo para cegueira, demência, paralisia e
morte entre os dois e três anos de idade. O heterozigoto pode ser detectado
por ensaio enzimático da hexoaminase no soro ou nos fibroblastos, que revela
40 a 60% da atividade abaixo daquela dos indivíduos normais. A taxa de
prevalência dessa anomalia entre judeus é muito alta (1:5.000) em relação a
populações não judias (1:400.000). Após diagnóstico dessa doença em dois
membros da família representado no heredograma abaixo, foi pedido pelo
casal III.4 x III.5 um aconselhamento genético.

a)Qual o padrão de herança envolvido nessa anomalia genética? Justifique sua


resposta.

Resposta: Herança autossômica recessiva vista que homens e mulheres são


afetados em iguais proporções e pode originar de pais normais
heterozigóticos para determinada característica.

b)Qual a probabilidade de nascimento de criança afetada para o casal em


questão?

Resposta: Caso os pais sejam heterozigotos (probabilidade 50%) a chance de


terem uma criança afetada corresponde a 25%. Se somente um dos pais for
heterozigoto a chance de terem uma criança afetada é nula, visto que, a
anomalia é um caráter recessivo e precisa estar em homozigose para
manifestar a característica.
08. Uma mulher com síndrome de Turner é daltônica. Tanto sua mãe quanto
seu
pai têm visão normal. Como seu daltonismo pode ser explicado?
Resposta: O daltonismo é um distúrbio recessivo ligado ao X. Deste modo, a
mulher com síndrome de Turner e daltônica (Xd0) deve ter obtido seu único
cromossomo X de sua mãe normal heterozigótica (XDXd), uma vez que tanto
sua mãe quanto seu pai (XDY) possuem visão normal.

09. A aneuploidia descreve uma alteração numérica em parte do genoma – em


geral, uma mudança na dosagem de um único cromossomo. São considerados
aneuplóides os indivíduos que têm um cromossomo extra, os que têm um
cromossomo ausente ou aqueles que possuem uma combinação destas
anomalias. A nomenclatura dos aneuplóides é baseada no número de cópias
do cromossomo específico.
Cite três exemplos de aneuploidia.
Resposta: Nulissomia, Monossomia, Trissomia

10. O câncer é uma doença genética, independentemente de ocorrer de forma


esporádica ou hereditária, pois a carcinogênese sempre inicia com danos no
DNA. Existem, basicamente, duas categorias de genes envolvidos nas
formações neoplásicas: os oncogenes e os genes supressores tumorais.
Cite e explique os tipos de mutações que formam os oncogenes.

MUTAÇÕES GÊNICAS: as formas mais comuns são as mutações pontuais, ou


seja, troca de um par de bases na fita dupla de DNA. Muito freqüentemente são
causados por agentes químicos. MUTAÇÕES CROMOSSÔMICAS: um
mecanismo importante envolvido na carcinogênese é a translocação
cromossômica. Um exemplo clássico desse tipo de alteração é a que ocorre no
cromossomo Philadelphia, responsável pela leucemia mielóide crônica.
AMPLIFICAÇÃO GÊNICA: é a existência de múltiplas cópias de um proto-
oncogene potencializando a sua função. SUPEREXPRESSÃO GÊNICA: é o
aumento da função de um gene, mesmo não ocorrendo aumento do número de
cópias.

11. (CESGRANRIO-RJ) Do casamento de homem normal com mulher normal


nasceram: um menino daltônico com sangue tipo A; um menino normal com
sangue tipo 0; uma menina normal com sangue tipo B; uma menina normal
com sangue tipo 0 e um menino daltônico com sangue tipo AB. Isso leva-nos a
concluir que:

a) 0 pai e a mãe possuem o gene para daltonismo; o pai tem sangue tipo A e a
mãe sangue tipo B ou vice-versa.
b) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem
sangue A e a mãe sangue tipo B ou vice-versa.
c) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem
sangue tipo AB e a mãe sangue tipo 0 ou vice-versa.
d) 0 pai possui o gene para daltonismo, a mãe não possui esse gene; o pai e a
mãe têm sangue tipo AB.
e) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem
sangue tipo AB e a mãe sangue tipo A ou vice-versa.
Resposta: letra b

Física e Química aplicada a biologia

01.Dê uma justificativa física para a afirmativa: “A possibilidade de direcionar e


concentrar radiações usando-se radiofármacos em terapias de câncer é uma
das maiores vantagens da Medicina Nuclear em relação, por exemplo, à
teleterapia por raios X.”
Resposta: Com a possibilidade de concentrar radiações na região do tumor e
usando-se fontes radiativas de curto alcance, como as radiações alfa, as
radiações vão atingir principalmente as células comprometidas,
matando-as. Na teleterapia, como a fonte externa é longe do tumor, é grande a
destruição de tecidos sadios que estão no caminho da radiação .

2. Conforme ilustra a figura abaixo o metabolismo é formado por vias


metabólicas lineares ou cíclicas e é dividido em catabolismo e anabolismo.

Explique cada uma destas vias.


Resposta: Anabolismo – processos que envolvem primariamente a síntese
de moléculas orgânicas complexas. Esses processos necessitam de energia.
Catabolismo – processos relacionados à degradação de substâncias
complexas com concomitante geração de energia.

03. Analisando as equações da fotossíntese e da quimiossíntese abaixo, o que


se pode concluir da origem do oxigênio molecular formado?
Fotossíntese: H2O + CO2 glicose + O2 + Energia
Quimiossíntese: H2S + CO2 glicose + 2S + Energia

Resposta: O oxigênio liberado na fotossíntese se origina da molécula de água.

04. As vitaminas foram descobertas há cerca de 100 anos e, a partir dos anos
80, invadiram as prateleiras das farmácias, na forma de suplementos
vitamínicos, com dosagens acima das recomendadas pelas organizações de
saúde, o que ainda hoje gera muita discussão sobre os benefícios ou
malefícios que esse “banho” de vitaminas pode acarretar ao organismo.
Contudo é relevante saber a importância das mesmas para a saúde e de
quais fontes alimentícias podemos obtê-las.
Considere o quadro abaixo:
Sintoma de carência no
Vitamina Fontes alimentares
organismo
A 1 Fígado, leite, cenoura
B1 2 Cereais integrais, carnes magras
C 3 Frutas cítricas
D 4 Peixe, leite, gema de ovo
Vegetais com folhas verdes,
K 5
tomate
Indique a alternativa que preenche corretamente o quadro acima,
substituindo, respectivamente, os números 1, 2, 3, 4 e 5 pelos sintomas
causados devido à carência de cada vitamina no organismo.
a) cegueira noturna, hemorragias, escorbuto, raquitismo e disfunção do
sistema nervoso.
b) escorbuto, cegueira noturna, raquitismo, disfunção do sistema nervoso e
hemorragias.
c) cegueira noturna, raquitismo, hemorragias, escorbuto e disfunção do
sistema nervoso.
d) disfunção do sistema nervoso, raquitismo, escorbuto, cegueira noturna e
hemorragias.
e) cegueira noturna, disfunção do sistema nervoso, escorbuto, raquitismo e
hemorragias.
Resposta: letra e

05. Que tipos de força mantêm a coesão dos sistemas biológicos?


Resposta: Além das ligações covalentes, que mantêm individualizada cada
molécula ou macromolécula, as forças eletrostáticas e as forças de coesão
(Van der Waals) têm um papel preponderante na manutenção da
estrutura e forma das macromoléculas e dos agregados moleculares dentro da
célula

Você também pode gostar