Você está na página 1de 1

Adriano Zamai

Assim como o KDE, o Gnome não é um simples gerenciador de janelas, mas sim um desktop,
com um conjunto de bibliotecas e vários programas que facilitam o uso e configuração do
sistema.Os programas do KDE e do Gnome são perfeitamente intercompatíveis, você pode
perfeitamente rodar o Konqueror dentro do Gnomeou o Nautilus dentro do KDE se quiser,
desde que tenha tanto o Gnome quanto o KDE instalados no sistema. O grande problema em
misturar aplicativos é que o Gnome utiliza uma biblioteca diferente, a GTK+. Isto significa que
ao carregar qualquer programa do Gnome no KDE ou vice-versa o sistema terá que carregar
também a biblioteca correspondente, o que leva alguns segundos e consome uma quantidade
considerável de memória RAM.Para quem utiliza o Gnome o Konqueror demora uma
eternidade para abrir, enquanto para quem utiliza o KDE ele abre sempre quase que
imediatamente. Mesmo depois de abertos os programas "não-nativos" apresentam uma
velocidade de resposta um pouco abaixo do normal. O Evolution é um leitor de e-mails com
muitos recursos e por isso também muito pesado, mas você verá que ele fica mais lento
rodando sobre o KDE do que sobre o Gnome. A biblioteca GTK+ é usada por um número
muito grande de programas além dos que são normalmente relacionados com o Gnome.
Alguns exemplos são o Mozilla, Gain, Gnumeric, Abiword, Gimp, Xcdroast, Sylpheed, Nautilus,
Endeavour II, Bluefish e Evolution. O GTK+ é extremamente popular entre os desenvolvedores
devido à facilidade de desenvolvimento. Se você usa predominantemente programas baseados
no GTK+ então prefira usar o Gnome, assim o desempenho do seu sistema será melhor. O
Gnome é a interface gráfica default do Linux Red Hat e de outras distribuições. A sigla "Gnome"
signfica: GNU Network Object Model Environment.

Livro Configurando e Usando o Sistema Operacional Linux


Adilson Rodrigues Bonan

Entendendo e Dominando o Linux


Carlos Morimoto

Introdução ao Linux
Jairo Araujo