REVISÃO FINAL 1ºANO

PROFESSOR: MÁRCIO PASSOS

Hoje, no mundo multipolar, o poder é medido pela capacidade econômica, onde intensificou-se o processo de globalização econômica, que pode ser considerado a mais recente e avançada fase da expansão capitalista.

Sobre a industrialização brasileira, pode-se afirmar que tal processo se acelerou a partir de 1940, encontrou suporte nas indústrias implantadas com a aplicação dos capitais oriundos da economia cafeeira.

Os parceiros do Mercosul devem buscar uma união que ultrapasse apenas o livre comércio e que promova a cooperação em outros níveis (política, cultura etc.) de modo a poder se relacionar com a Alca com mais força.

A abertura das fronteiras comerciais, em decorrência da globalização, não foi acompanhada da liberação dos fluxos populacionais.

A globalização refere-se aumento da ação de empresas multinacionais em diversas áreas do espaço mundial devido a investimentos tecnológicos no setor produtivo e nas vias de comunicação, que proporcionam diversidade na oferta de serviços e aumento do consumo e da produção.

O conceito de aldeia global contrasta com a existência de fronteiras políticas entre os países pobres e os países ricos.

Nota-se, que, o trabalho perdeu sua centralidade no mundo contemporâneo e as reivindicações dos trabalhadores se ajustam às novas tendências do capitalismo.

A especialização das tarefas, no sistema fabril, fez o operário perder a noção de conjunto do processo produtivo.

A superioridade numérica das mulheres na população brasileira pode ser explicada, porque, apesar de nascerem mais homens do que mulheres, as taxas de mortalidade são mais elevadas entre os homens.

O topo mais largo da pirâmide européia pode significar: elevação dos custos no setor previdenciário, escassez de mão-de-obra ativa interna, o que, por vezes, força a importar mãode-obra de outros países.

Os países subdesenvolvidos da América Latina, em sua maioria com suas estruturas sociais ultrapassadas, necessitam de planejamento e investimentos, especialmente nos setores da saúde e na educação infanto-juvenil.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful