Você está na página 1de 11

Viver a vocação como

resposta ao Amor Divino,

Confiando nEle, com o


coração de um menino.

O   


  


Sem hesitações em
realizar o Seu Santo desejo,

Para que o mundo não seja


tal como eu o vejo.
@s princípios da ética
nortearem meu destino,

Sem trair os princípios em


execráveis desatinos...

O   


  


Pela verdade, justiça,


direito, liberdade e amor

A vida pautar, fazendo dela


dulcíssimo labor.
A minha vida marcar pela
melíflua ternura,

Sem a perda de horizontes


de uma vida mais pura,

O   


  


Que se expressa em gestos


de alegre acolhida

Do dom mais belo e sagrado


que é o dom da vida.
A paixão pelo Reino
como fogo me consumir,

Para que a chama do amor


não venha a se extinguir.

O   


  


Como é bela a vida de quem


pelo Amor se encanta,

Força que se renova em


cada manhã que se levanta!
ra família, espaço sagrado,
empenhos multiplicar,

Para que nela possamos


arduamente nos santificar

O   


  


E bondade, perdão, diálogo,


compreensão, ternura,

Amor, respeito, diálogo vividos


numa santa candura.
@ Cristo reconhecer presente
em cada criatura

E gestos de comunhão,
solidariedade em nova postura.

O   


  


Laços de comunhão sem


desigualdades ou exclusão,

Sinais do Reino credíveis e não


indesejável ilusão.
rão me omitir no bem, que
chamado sou a realizar,

Evitando determinadas atitudes


para a vida não banalizar.

O   


  


Defesa da vida da concepção


ao seu declínio natural,

Empenho incansável para que


prevaleça o bem sobre o mal.
O   
  


Revelar ao mundo o
Encontro mais desejável:

@ Bem Maior - Deus,


mais que desejável: amável!
O   
  


O   


  

O   


|  
 

 |   
ï 
  




 !!