Você está na página 1de 4

A ÁGUA COMO FONTE DE ENERGIA

A água, energia e vida: A grande diversidade de seres vivos do nosso planeta


apresenta uma característica comum: todos possuem grande quantidade de água
na composição de seus corpos. A água faz parte da formação da seiva, do
sangue e do líquido celular do indivíduo. É nas células que ocorrem diversas
reações químicas que fornecem energia para os processos e atividades vitais do
organismo, como a respiração, nutrição, a fotossíntese, a excreção. Por exemplo,
a fotossíntese é uma reação que forma glicose a partir do gás carbônico do ar e
da água absorvida pelas raízes, sob ação da energia luminosa e da clorofila
(pigmento verde da planta) e libera oxigênio para a atmosfera. A glicose é
armazenada nas raízes e/ou caules na forma de amido ou se deposita nas
membranas das células sob a forma de celulose. A fotossíntese garante a vida
não só do próprio vegetal, como dos animais, produzindo a matéria orgânica
necessária à nutrição e fornecendo o oxigênio para a respiração.

A água no cotidiano: Há muito tempo, o homem simples do campo aproveita


a energia da água para movimentar o monjolo ou moinhos, para beneficiar cereais
e fabricar farelos.

Vapor de água: A evaporação da água, provocada pelo seu aquecimento,


produz um aumento de pressão. A descoberta dessa relação serviu para o
homem criar as máquinas a vapor, características do início da era industrial e
usadas até hoje . Navios e trens movidos a vapor, tornaram o homem mais ágil,
movido por uma forma de energia que ele próprio produzia e controlava,
substituindo a tração animal e a força dos ventos.

A água dos oceanos: O mar é um magnífico reservatório de energia, cobrindo


70,8% da Terra. A força dos ventos e das marés, impelindo as ondas, mantém
incontáveis bilhões de litros de água em constante movimento. O vaivém das
ondas impiedosamente escava e espedaça a costa, arrancando e depositando
materiais - o que afeta a forma da Terra.
Alguns países, como a França, já utilizam essa energia das marés, para
produzir energia elétrica.

Entretanto, há uma quantidade muito maior de energia no oceano, contida nas


moléculas da água do mar, uma fonte elementar de prodigiosa energia: o
deutério, o átomo pesado do hidrogênio. A fusão controlada do deutério - uma
das metas atuais da pesquisa científica- converteria a água do mar em uma fonte
que poderia suprir nossa necessidade atual, durante um bilhão de anos. (fonte:
Energia - Bibliot.Cient. Life)

A água dos rios: A energia hidrelétrica é obtida a partir do potencial hidráulico


existente num rio, quando a água captada no lago formado por uma barragem
construída é conduzida por canais até passar por uma turbina hidráulica e
restituída ao leito natural do rio. A água faz com que a turbina gire e transforme a
potência hidráulica em potência mecânica. Um gerador, acoplado à turbina,
também gira e transforma a potência mecânica em elétrica. A energia gerada
passa por cabos, transformadores e linhas de transmissão até chegar aos centros
de consumo. Este conjunto de obras e equipamentos, é a fonte de energia mais
importante do Brasil.
Nossa primeira hidroelétrica foi a Usina de Marmelos, no Rio Paraibuna, em
Minas Gerais, construída em 1889.
A Usina Hidrelétrica de Itaipu, localizada no Rio Paraná, na divisa do Brasil com
o Paraguai, é a maior usina hidroéletrica do mundo, não existe nenhuma
hidrelétrica do seu porte. É um empreendimento binacional desenvolvido pelo
Brasil e pelo Paraguai no Rio Paraná. Sua potência de 12,6 mil megawatts (MW),
é responsável pelo suprimento de 95% da energia elétrica consumida no Paraguai
e 24 % de toda a demanda do mercado brasileiro.

Na Amazônia, a Usina de Tucuruí, no rio Tocantins, no Pará, surge como a


maior usina hidrelétrica genuinamente nacional e uma das maiores do mundo.
A maior vantagem das hidrelétricas é a transformação limpa do recurso
energético natural, sem resíduos poluentes e baixo custo de geração. Contudo,
projetos de grande porte exigem o alagamento de grandes áreas (destruindo flora
e fauna) e o deslocamento da população local, além de provocarem mudaças
climáticas (impactos ambientais).
A água como fonte de hidrogênio:

O hidrogênio é considerado o combustível do futuro, é um combustível de


poluição zero, pois pode ser extraído facilmente de uma fonte inesgotável - a
água - pela eletrólise da água dos oceanos. Libera muita energia ao reagir com
oxigênio e não polui, porque o único produto da reação é a própria água, que
pode sofrer eletrólise em seguida, originando o mesmo hidrogênio que forneceu
energia. Este ciclo de reações já é usado nos foguetes e naves espaciais; como
combustível de carros, está sendo testado. Há alguns impecilhos: a eletrólise da
água demanda energia eléétrica, que é cara e os tanques de armazenamento do
gás deixam os carros pesados.