Você está na página 1de 9

c

O Pantáculo
c
cc c
c c c c

c
c
 c
c  c ccc
 
c cc c

c
 cccc c c
 cc

c
c
c
c 
c ccc
 !
cc"#    c
c c$ #

c
%c c
c& 
c

c
cc' 
c

c

c
c
cc
c 
c
#ccc
ccc !
cc c(c

c  cc   c
c

 ccc"#   cc   "c 
c
 

c c c
c c   c

)#c*+*c

³Tal como a Taça Mágica é a comida divina do Magus, o Pantáculo Mágico é a


comida terrena dele.c

A Baqueta era a sua força divina e a Espada a sua força humana. A Taça é oca para
receber a influência do alto. O Pantáculo é plano como as planícies férteis da terra.
O nome Pantáculo implica numa imagem do Todo, omne in parvo; mas isto é através
de uma transformação mágica do Pantáculo. Assim como tornamos a Espada simbólica
de tudo pela força da nossa Magia, assim também trabalhamos sobre o Pantáculo.
Aquilo que é meramente um pedaço de pão comum será o corpo de Deus! c

A Baqueta era a vontade do homem, a sabedoria dele, o seu verbo; a Taça era a sua
compreensão, o veículo da graça; a Espada era a sua razão; e o Pantáculo será o seu
corpo, o templo do Espírito Santo.c

Qual o comprimento deste Templo?


Do Norte ao Sul.c

Qual a largura deste Templo?


De Leste a Oeste.c

Qual é a altura deste Templo?


Do Abismo ao Abismo.c

Não existe, pois, qualquer coisa, móvel ou imóvel sob os céus que não esteja incluída
neste pantáculo, se bem que ele seja apenas de µoito polegadas de diâmetro e da
grossura de meia polegada¶.c
O fogo não é, de forma alguma, matéria; a água é uma combinação de elementos; o ar
é quase inteiramente uma mistura de elementos; a terra contém todos tanto em mistura
quanto em combinação.c

Assim deve ser com este Pantáculo, o símbolo da terra.c

Tal como este Pantáculo é feito de pura cera de abelhas, não nos esqueçamos de que
µtudo quanto vive é santo¶.c

Todos os fenômenos são sacramentos. Todo fato, e mesmo toda falsidade, deve entrar
no Pantáculo; ele é o grande depósito do qual o Magista tira aquilo de que necessita. c

µNos bolos castanhos de trigo provaremos da comida do mundo, e seremos fortes¶.c

Quando falamos da Taça, foi mostrado como todo fato deve ser tornado significativo,
como toda pedra deve ter seu lugar próprio no mosaico. Ái, se houver uma pedra fora
do lugar! Mas aquele mosaico não pode ser construído, quer bem quer mal, a não ser
que toda pedra ali esteja.c

Estas pedras são simples impressões ou experiências; nem sequer uma pode ser
ignorada.,c

* c-
. /cccc
cc
 
c
c
c
c


0c

c   c 0c c



1!
c cc  c


c c

c
c
ccc  2 c   c c1!
c c c c
c

c
c% c 3c 
 c "
 cc c
c
c
 cc
cc
(c 45cc
c
cc
#cccc
c

 c
ccc !
cc
 c6c*" ccc

cc 
c 
c%cc
c


c c c7
 "
cc
c
8 1!
c
c 
c c6c*" c

c
c

h h aga
c
c' 
cc c 1
c c1
c
cc#
c
cc 
c 
c
c c


c
ccc c
7ccc

c  c c  cc c 1


c c "
cc c c#
cc
  
c
c c

c
 c(c

c  c
ccc
 !
cc"#    c
"c c cc
 c
c& 
c

49c
ccc
 c

c
c' 
cc cc c
ccc !
cc  c

c  c !
c
cc  c cc#
c

c  cc   c
c

 cc"#   cc c 
c c c

  cc


0c

c  %cc


cc  ccc    c  c%c7c
cc  c
 "c
c c
(c 4
c
c#
c c c%c
 cc c c1c
c#
c
cc
 c c "
ccc


c 
c
c
c

h Taça
c
c
ccc c 1
c ccc  c
c c1cc*c cc c
:c
 cc
c  
c;c
 cc

c  c
ccc
 !
cc"#    c 
c c< 
cc
 c
c& 
cc

c
cc"

"c
cc

c
ccc
c 
c cc1c
ccc !
cc  cc

c  c
c   c
c

 cc"#   cc   "c  c c c
  c cc


0c

c cc
c5cc1 c
c
cc   c
c  c5cc



c 
c

c
c

O Baculum
c
c
c"

"cc c"c c
# c c
  
c

c
 cc
 
c c c
 cc

c c
 c9
cc
c

c c c" c c

cc

c  c
ccc
 !
cc"#    c 5c c*
c%c c
c
& 
c

c
cc4
 c)  c
c

c
c"

"c 5c
c 
c c c

c%c
c+  c
cc  c

c  c
c   c

c

 cc"#   cc   "c 
c c c
  cc

cNota:

c c

c cc

c c" c c
#cc"c c
#c3c 
c
c
  c
 c c*=*=c8
c
c
c c  " cc  " c c
 c cc
 c c 1!
c c c%ccccc
 cc c
cc c>" c
c #
c"#
c
c
c  c

c
c cc

 c c c c"c

c
c
c
c 50c c" ccc
%!
c c
c c
c !
c "c"#   c
c c7
 "
c%c

c5cc
c c
c
#ccc" cc7c% c
c
c1
c
cc cc
c
c  c c)c c ?c

3

c
c
c@ c"  cc5cc" c c c

Ac1!
c c

c cBB0c

cc c7
 "
c c 
c
 5
cc# "c
c c
c
7
ccc
 c c7c c
 0c& c !
c
c cc   c c  c c
c
 
c
ccc ccc

c3c 
c
ccc
c
cc2 c  c

#  c c c c
 c c"c
c
c
c
c
c 
 c c


c%cCc#1 c5c
c  c ccc#
c c  c c  c
 c c 
c c  c c $ c c  c
c 5 cc c
c  
c
c

cCc ccc
c

c
c

Xoto o baculum  Jam Elman.

Xoto o baculum  hlit Cowl.

c
c

Xoto a cabça  cama tipla.

c
c

*c c c+%c c?c


 c  $ ccccc
#c
D
 ,c

c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c

h Lâmpa a
c
c4
 c)  cc" #
c
c "
cc <
c
c  c cc

c
 c 
ccc

c  c
ccc
 !
cc"#    c
c c)  cc%c
% c c
c
c 
c
c    c
c*"/c

>c9
c c
 ccc
   c c   c c
1!
c cc
* c
c

c
c4
 c)  c   "c
 c c cc c*c

c
c%cc
0cE%
c
cc  c
  c
c #3 c 
c c
c  "cc Ec

c
  0cEc
c 
c
c 
Ec c


0c

c c 3

c%cc 
c
#cc   cc c 1!
c  c
c

c4
 ccFc c* cc c "c)cc c

c !
c3c
c   c
c

c c5cc   c  c%cc  ccc
  cc
   c cc   c c
1!
c
c* c
c

*c   c c ccc c%


c 0c
c

cc c
c5 
cc
c
cc
3cc c
c
c c c5 
c
c

c c c
c 
c
c 
c c

c cc

c#1
c


c c2c c

c
7    c c

cc 9 c


c c$ c

cc
c 
cGc
c " c2c
c 
cc2c c c
#1
cccc
c3 c cc
c
c
c cB c c c c
c* 
c
c c#1c cH" "c*c
c 
c
c3c c c c%c

 cc c


c

c
c c
c 
c cc
c
c
c c>
!
c*cc   cc
 !
c
c
#
0c c
 
c c c   c 
c
cc
2 
Ic
c

c 
cc 
c

c
c c%
c
  
 c c
c
 
 ccc  c c c
cG
cc

c  c
 c c  c%c
c
#cc  cc
c 9ccCc
 c
c
c c    c%cc
 ccc 1c
c  c
c
 
c c 
1Jcc   c3c c c

cc7 cc
1Jc c c  1Jc  ccc c  c c

c  5  c
 c c c   c 
 c% c
c    c

c "
 c  !
c    cc  !
c  cc c  cc"c c
 c$c
c# c
c

Icc #5c
c ccc9 1!
c c
 
1Jc 
 !
c

cc  
c  c
"
c Ic
"
cc

c%c7c
c
 c
" Ic
c  c !
Ic 
 cc"
cc

 c c    c  
c
c

c
c  c
5c  c
c
9
  cc  c



c8 
c

F!
cc 1!
c cc

6c>KcL:c