Você está na página 1de 13

Corrente Eléctrica 2

Curso de TGI 2008/09

Dulce Costa
dcosta@est.ips.pt
Gabinete D311-B
Resolução de circuitos
 1ª Lei de Kirchhoff

A soma das correntes que entram em


qualquer nó do circuito é igual à soma das
correntes que saem do nó.
n

∑ j
I
j =1
= 0
i3 = i1 + i2
Resolução de circuitos
 2ª Lei de Kirchhoff

A soma algébrica de todas as diferenças


de potencial encontradas num cricuito
fechado é igual à soma algébrica das
f.e.m.’s que se encontram no mesmo
circuito.
n m

∑V = ∑ R I
j =1
j
k =1
k k
Resolução de circuitos
 2ª Lei de Kirchhoff

Quedas de tensão no circuito: VR1 = R1 I


(Lei de Ohm)
VR 2 = R2 I
Resistência equivalente: R = R1 + R2
Pela Lei de Ohm: V = RI
Logo: V = I ( R1 + R2 )

V = VR1 + VR 2
Associação de Resistências
 Associação em paralelo: VAB
I1 =
R1
V AB
I2 =
R2
VAB
I3 =
R3

1 1 1  1
I = I +1 I 2 + I 3 = VAB  +
 +  = VAB  

 R1 R2 R3  R

1 1 1 1
= + +
R R1 R2 R3
Associação de Resistências
Para n resitências em paralelo:

n
1 1
=∑
R i =1 Ri
Associação de Resistências
 Associação em série:

VAC = R 1I
VCD = R 2 I
VDB = R 3 I

VAB = VAC + VCD + VDB = I(R1 + R2 + R3 ) = IR

R = R1 + R2 + R3
Associação de Resistências

Para n resistências em série:

n
R = ∑ Ri
i =1
Força electromotriz
Para haver movimento de cargas no interior
de um condutor é necessário aplicar um
campo eléctrico exterior

A aplicação de um campo eléctrico


determina o aparecimento de uma d.d.p.
Aos terminais do condutor.

Cargas que passam


através de uma
Para manter a corrente eléctrica no
determinada Área condutor é necessário que a d.d.p. aos
Corrente Eléctrica = -------------------------------
Tempo seus terminais se mantenha.

Um dispositivo capaz de manter uma d.d.p. Aos terminais do condutor


denomina--se de fonte de FORÇA ELECTROMOTRIZ (f.e.m.)
denomina
Força electromotriz
A força electromotriz representa o trabalho, por unidade de carga,
realizado realizado pelas forças da fonte, na transformação de uma
qualquer forma de energia em energia eléctrica.

dw
f .e.m. = = VAB
dq

A f.e.m. mede-
mede-se em volts (V).

Símbolo:
Associação de fontes (f.e.m.)
 Associação em paralelo:

Veq = V
A f.e.m equivalente é igual ao valor de apenas uma
fonte.
Associação de fontes (f.e.m.)
 Associação em série:

n
V = ∑ Vi
i =1

A f.e.m equivalente é igual à soma algébrica das


f.e.m.’s das fontes do sistema.
Resolução de circuitos
 Notas:
1 – Embora a tensão e a corrente sejam grandezas escalares é usual
atribuir--lhes um determinado sentido.
atribuir

Na aplicação das Leis de Kirchhoff é necessário estabelecer uma


convenção para os sentidos das correntes e diferenças de potencial.

2 – É comum desprezar a resistência interna das fontes presentes


nos circuitos e considerar apenas as f.e.m.’s – consideram-
consideram-se fontes
ideais..
ideais