Você está na página 1de 2

EXCERTO DA COSMOGONIA "LIMINAL".

© 1998 – 2010 WingMakers LLC


www.WingMakers.com
http://www.wingmakers.org.mx/
https://sites.google.com/site/wingmakersbrasil/

“A Raça Central é a progenitora da raça humanóide. Na realidade, ela é nosso


futuro self. Eles representam literalmente aquilo que evoluiremos no tempo e
em termos de espaço.
A estrutura do universo é segmentada em sete superuniversos e todos eles
giram em torno de um universo central. O universo central é a casa material da
Primeira Fonte. Poucas pessoas entendem que para governar o universo
material, o Criador Supremo tem que habitar a materialidade e operar no
universo material.
O universo central é sua casa material e é eterna. É rodeada por corpos de
gravidade escuros que a tornam invisível até mesmo para aquelas galáxias que
estão próximas à sua periferia, onde por acaso está a Raça Central (elas são
representadas no diagrama como os pontos vermelhos que cercam o universo
central).
O universo central é estacionário e eterno, enquanto os sete superuniversos são
criações do tempo e giram ao redor do universo central em sentido anti-
horário. Em volta desses sete superuniversos está o "espaço exterior” ou
periférico que é um elemento não físico e que consiste de matéria não
bariónica ou antimatéria, que gira ao redor dos sete superuniversos em sentido
horário.
Este vasto espaço exterior é espaço em expansão para que os superuniversos
se expandam. O universo conhecido que nossos astrônomos vêem é um
pequeno fragmento de nosso superuniverso e o espaço em expansão de sua
periferia externa.
Na borda do universo central reside a Raça Central que detém o DNA humano
original que é o modelo da criação. Porém, são uma raça tão antiga que nos
parecem ser Deuses, quando na realidade, representam nosso Self futuro.
Tempo e espaço são as únicas variáveis de separação. A Raça Central é
conhecida para a nossa raça mais antiga como os deuses do criador que
desenvolveram o modelo primitivo da espécie humana e então, trabalhando
juntamente com os Portadores da Vida, semearam as galáxias como os
universos em expansão.
Cada um dos sete superuniversos tem um propósito e relação específicos com
o universo central através da Raça Central, baseado em como a Raça Central
experimentou o DNA a fim de alcançar incorporações físicas compatíveis para
serem portadores de alma.”

Tradução - Dr. Jamisson Neruda