Você está na página 1de 1

Igreja do Porto – Av.

Nações Unidas, 48 – Centro – Fone 3221-5069 /3221-5453 / 9981-5276


ESTUDO DE CÉLULAS – 1 a 7 de novembro de 2010

AMIGOS DE VERDADE

Texto-base: Lucas 5:17-26

O segredo nessa história está na fé dos quatro amigos e não do paralítico. Feliz a pessoa que tem amigos como
esses, que se sacrificam para abençoá-lo. Pelo menos um amigo desses nós temos – é Jesus – Leia João 15:13.
Iniciamos um período de 21 dias de jejum e fixamos alguns alvos: Salvação, relacionamentos, saúde,
restituição de sonhos e finanças e resgate da ovelha desgarrada. Nosso alvo é abençoar pessoas. Você
concorda com isso? Vai estar nesse Jejum conosco? Precisamos ser amigos como esses quatro foram e como
Jesus é. Você está disposto a ser? Os resultados que queremos nesse jejum vão depender da fé de cada um de
nós que está jejuando. É de acordo com o que cremos que vamos ver a bênção ser derramada sobre outras
pessoas. Eles podem não ter fé, mas se nós tivermos o milagre vai acontecer.

Naquela casa tinha muitas pessoas, mas o texto diz que apenas um homem foi curado. E os demais? Porque
outros não foram curados? Um dos motivos pode ser – só queriam adquirir cultura religiosa - não queriam
desfrutar do poder que estava em Jesus para curar doentes. A multidão só queria ouvir Jesus falar bonito sobre as
leis de Deus, e alguns até queriam pegá-lo em contradição, achando que sabiam mais. Não temos visto tantas
curas em nosso meio hoje, e talvez seja por causa desse mesmo motivo – queremos a cultura religiosa e não
cremos que milagres possam acontecer. Mas, quatro amigos creram no poder de Deus que estava em Jesus, e
fizeram algo para honrar a pessoa do Senhor. Por causa disso aquele amigo paralítico foi curado. Quantos aqui
estão dispostos a honrar ao Senhor Jesus fazendo algum tipo de sacrifício, como jejuar, a fim de abençoar alguém
que precisa, mas não tem fé suficiente?

1. Por amor abriram mão da comodidade e conforto - v.18 – trouxeram o paralítico até Jesus porque amavam
o amigo e fizeram algo para vê-lo abençoado. Leia 1 Coríntios 13:7 - com certeza, amor foi a motivação primária.
Ninguém sem amor lembraria de alguém que estivesse sofrendo. A casa estava repleta de pessoas, mas quem se
lembrou do paralítico? Só quem ama lembra-se da pessoa amada e se dispõe ao desconforto de um jejum em seu
benefício. Jesus diz em João 13:35. Quem se diz discípulo de Jesus precisa cultivar amor por outras pessoas.
Leia 1 João 3:10.

2. Estavam dispostos ao sacrifício: V.19- Carregar um paralítico com cama e tudo, e ainda puxar o homem para
cima e descobrir o telhado são atitudes de quem realmente está disposto a tudo. O que estamos dispostos a fazer
como sacrifício a favor de alguém? Queremos fazer um buraco no mundo espiritual para colocar pessoas diante
de Jesus. O paralítico foi curado porque alguém fez um sacrifício por ele. Eles creram e se esforçaram para
abençoá-lo.

3. Estavam dispostos a pagar o preço - sabiam do custo de quebrar e consertar o telhado. O verdadeiro amigo
paga o preço para abençoar o amigo. Nada é de graça, mas quem é amigo não reclama do preço e paga. Jejuar
21 dias será que é um preço muito caro para ver alguém salvo e abençoado por Jesus? Até onde estamos
dispostos a ir para ver alguém salvo, transformado e restaurado?

Os quatro amigos do paralítico mostraram que queriam desfrutar do poder de curar que estava sobre Jesus.
Queremos isso também? Honraram a Jesus mostrando com atitudes a fé que tinham nele. Queremos isso
mesmo? Jejuar a favor de alguém ou algum propósito agrada a Deus - Isaias 58:5-9 - vamos buscar em Deus
coragem para sermos verdadeiros amigos de alguém que sabemos estar necessitado? Amém.

AVISOS
 Toda segunda-feira e quarta-feira as 18h30 Reunião de Oração. Não perca a oportunidade de estarmos
unidos clamando ao Senhor.
 ESCOLA BIBLICA DOMINICAL = Todo domingo as 9h00. Adquira esse hábito.

www.igrejadoporto.com.br

Interesses relacionados