Você está na página 1de 33

mia

tr ono
Gas

ork s hops
ei ras e W
F

CANDEEIRO
Nº 9 - Edição Gratuita Agosto 2009

Reciclagem
ANHAS
O cAST
CES T
Poesia
Arranjos florais

Reflexos D’Arte Reflexos D’Arte Reflexos D’Arte


Indice

Reflexos D’Arte
Editorial
Agosto - Férias, verão e amor

Queridos leitores por motivos alheios, não nos foi possível lançarmos as revistas de Julho e Agosto a tempo. Mas
mais vale tarde que nunca.

Não vamos falar muito neste editorial, mas iremos aqui colocar umas frases bem bonitas e românticas para este
belo mês de Agosto, mês das feiras, das férias, do amor, paixões, namoros, etc... E para que reflitam.

*******
A chuva? não doi, molha. O amor não se vê, sente-se.
A amizade, não se compra, constroi-se.
Pessoa como tu, não se esquece, guarda-se.

******

O tempo passa, a vida esmorece, mas algo existe e nada se esquece, sereno profundo e sem idade. Para além da vida
para além do tempo, fica sempre a nossa amizade

******

O mundo é grande, lindo e cheio de coisas maravilhosas, a nós cabe-nos achá-las, agarrá-las e guardá-las. Eu achei-
te, agarrei-te e guardei-te no meu coração...

2
Obrigada pela vossa colaboração e visita.

Boas férias para todos.

Reflexos D’Arte
Entrevista
Entrevista ao artista Ricardo Serrazina
Ilustrador/Designer

Como caracterizas o teu trabalho?

Gosto de caracterizar o meu trabalho como um meio de evocar emoções nas pessoas. É um objectivo que procuro
atingir independentemente do trabalho em questão. Sei que o atingi quando tenho um feedback forte e genuíno
das pessoas a quem mostro o que faço, e só estou satisfeito quando consigo essa expressão. Apatia ou indiferença
é sempre algo que tento evitar, pois para mim Arte verdadeira é algo que consegue criar sempre uma sensação, boa
ou má, um sentimento ou mesmo uma reacção, algo que consegue sempre mexer com a nossa alma.

Quando e como inicias-te a tua actividade artística ?

Por volta dos 20 anos comecei a trabalhar profissionalmente e com mais dedicação na área artística, mas desde
pequeno que tenho um gosto especial pela arte.

Qual foi o trabalho que mais prazer te deu a criar? Porquê?

É difícil especificar o que me deu mais prazer criar porque apesar de ter alguns trabalhos preferidos, sou alguém
que quando faz alguma coisa , dou sempre o meu melhor e tento que o trabalho em questão fique o melhor possível.
Sou muito crítico comigo mesmo e estou em constante evolução, por isso o meu gosto pessoal também está sempre
a mudar.
3

Em que pensas quando crias arte?

Se a tua pergunta é, se tenho alguma musa inspiradora? Não.


Na verdade quando estou a criar, estou totalmente concentrado no tema e no conceito do que estou a fazer, por
isso quando estou a criar arte é quase como se estivesse num estado “Zen” da arte, em que os únicos pensamentos
são referentes à obra em questão.

Podes participar nesta


rúbrica enviando um mail para :

Entrevista@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Entrevista
Quais são os teus programas de desenho preferidos? Porquê?

Eu costumo usar vários, pois cada um tem a sua utilidade específica. Depende muito do objectivo. Se quiser fazer
algo em 3D costumo usar o 3d Max, se quiser fazer algo vectorial, o Corel Draw. Mas devo dizer que talvez o mais
útil e versátil seja o Photoshop, pois é o que me permite não só criar ilustrações e desenhos do nada, como também
dar retoques e fazer montagens a partir de fotografias.

Quais os teus planos futuros?

No futuro gostaria de continuar a fazer aquilo que faço agora, criação e desenvolvimento de jogos para PC e mais
tarde consolas. No entanto gostaria de evoluir para eventualmente estar envolvido na produção de um filme em 3D.

O que mais gostas de fazer para além de arte?

Para além de criar arte, gosto de a apreciar também. Por isso se não estiver a criar, provavelmente estou a fazer
qualquer coisa que envolva a sua apreciação, desde filmes, a jogos, pintura, musica, BD, fotografia etc….

Como evoluiu a tua vida de artista?

Comecei por ser apenas um “puto” que adorava ler as suas BD de super heróis, desejando um dia poder fazer parte
dessas equipas geniais que criavam histórias cativantes, cheias de todo o tipo de emoções transmitidas
totalmente por um bocado de texto e desenhos espectaculares cheios de expressividade. Eventualmente comecei
também a desenhar e a pouco e pouco evolui. Mais tarde, depois de alguns trabalhos que me deram mais
experiencia na área, tomei alguns riscos que me permitiram chegar onde estou hoje. Sou um ilustrador/designer. 4

O que dizem as pessoas quando vêm e compram os teus trabalhos?

Os comentários são bastante variados, pois a arte é uma das coisas mais subjectivas que existe. No entanto,
posso dizer que por norma as pessoas gostam do que vêm quando olham para um trabalho meu.

Reflexos D’Arte
Ideias

Decorações de interiores

Ferramentas e Materiais
Nesta edição vamos continuar a falar dos materiais necessários para preparar a
superfície ou o espaço a pintar.

ROLOS

Quase todas as superficies podem ser pintadas com rolo, mas o efeito será um pouco diferente de pintar com
trincha ou pincel. Um rolo reparte a tinta de forma muito regular, embora possa originar um acabamento
ligeiramente texturado, designado por “ casca de laranja”. Um rolo proporciona um acabamento mais perfeito.
É possível encontrar diferentes tipos de rolos, em função das características da superfície a pintar e do tipo
de tinta utilizada.

Tipos de rolos

Rolos com pêlo longo


5
São utilizados sobretudo para aplicar tinta de parede ( latex ou acrílica) sobre superfícies irregulares, como
por exemplo, parades de tijolo, cimentadas ou estucadas. Os pêlos mais longos até 20 mm permitem que a tinta
penetre até ao fundo dos buracos, fissuras ou outras irregularidades da parede.

Rolos com pêlo médio e curto

Os rolos com pêlo médio 5 a 10 mm, são utilizados para aplicar tintas acrílicas e de latex em superficies lisas,
tais como tectos ou paredes estucadas. Quanto mais curto for o pêlo menos tinta é deixada na superfície. O
acabamento será mais liso.

Rolos de veludo

São utilizados para aplicar tinta lacada( acrílica ou sintéctica) sobre superfícies de grandes dimensões.

Rolos de espuma

Como não embebem muita tinta, utilizam-se sobre madeira e metal. É por esta razão que numa primeira fase a
tinta é aplicada com uma trincha e só depois esticada com o rolo de espuma. E assim assegura-se uma boa
repartição por toda a superfície.

Reflexos D’Arte
Ideias

Decorações de interiores

Ferramentas e Materiais
Rolos para efeitos especiais

A par com os rolos comuns, poderá ser encontrado um leque cada vez mais diversificado a obter efeitos
especiais com a aplicação das velaturas. Trata-se de rolos que utilizam uma combinação de espuma, esponja e
camurça. Esta presença de materiais diferentes dá diversos graus de absorção, e origina uma maior ou menor
concentração de tinta em determinadas zonas, porpocionando uma textura especial.

Preparação e conservação dos rolos

Os rolos devem ser limpos a fundo depois de utilizados. A eliminação dos resíduos é feita com água, no caso das
tintas à base de água e com diluente ou terebentina nas tintas sintéticas. Depois é só lavar com um detergente
normal doméstico deixando-o secar.

Conservar um rolo “fresco”

Se for utilizar o rolo no dia seguinte, não vale a pena retirar a tinta. Os rolos sujos com tinta sintética devem ser
mergulhados num recipiente com água, a qual vai impedir o processo de secagem. Já os rolos com tinta à base de
água poderão ser conservados se forem embrulhados em película aderente ou um vulgar saco plástico bem
fechado.
6

Preparar rolos novos para serem utilizados

É sempre aconselhável efectuar um tratamento prévio aos rolos felpudos, para evitar que soltem pêlos durante
a primeira utilização. A melhor forma de fazê-lo é mergulhando-os, durante um dia ou uma noite, num recipiente
com água. Depois deverão ser lavados, a fim de retirar poeiras e impurezas. A seguir deixar secar
completamente, fazendo-os rolar sobre folhas de papel ou de cartão.

Reflexos D’Arte
Ideias
Pirogravura

Falsa Marchetaria
Poucos e bem desenhados motivos compõem a técnica de pirogravura de contorno, que imita a rica arte da
marchetaria quando suavemente pintada com nanquim colorido.

Material:
!Peça de madeira
!Lixa dágua 400
!Pirogravador com ponta fina
!Nanquim( ou tinta da china) colorido
!Verniz
!Verniz spray
!Diluente
!Ceras Carnu ( da Johson) e Simoniz

Passo a passo:

Húmedeça levemente as peças com água e lixe-as bem. Remova o pó. Transfira o risco com lápis e papel quimico.
Faça a gravação bem de leve com a ponta fina do pirogravador. Pinte os motivos com o nanquim colorido, para
obter um efeito de marchetaria. Fixe a pintura com uma demão de verniz spray.

Para a envernização: 7
Passe quatro demãos de verniz ( uma em cada dia). Após a secagem completa da quarta demão, humedeça a peça
e lixe-a com a lixa d’água em movimentos circulares. Volte a passar o verniz ( outras quatro demãos com intevalo
de um dia). Lixe novamente e finalize com um bom polimento feito com uma mistura dos dois tipos de cera.

Reflexos D’Arte
Ideias
Cesto das castanhas
Material usado:

! Cesto de madeira
! Tinta acrílica na cor creme ou beje, verde oliva e castanho marrom
! Esponja e lixa
! Guardanapo com imagens de castanhas
! Verniz
! Cola para guardanapo

Passo a passo:

1º - Lixa-se muito bem toda a peça com uma lixa mais grossa. Humedeçe-se um pouco e volta-se a lixar com a mesma
lixa se for necessário, caso não seja, lixar com uma lixa mais fina.

2º - Pinta-se com o beje toda a peça de madeira, duas demãos, entre elas lixar com uma lixa mais fina. Com a esponja
fazer um esponjado com as duas outras cores o verde oliva e o castanho marrom. Deixar secar. Recortar o
guardanapo e colar a seu gosto.

3º Depois de estar a tinta bem seca e a colagem do guardanapo, passar com um verniz afim de impermeabilizar a
peça. E acabamos mais um trabalho, para oferecer no dia dos avós ( 26 de Julho).

Podes enviar os teus


trabalhos para:

Participa@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Ideias
Candeeiro Boneca
Materiais:

! Madeira
!Berbequim e furador redondo
! Varão de metal, rosca de metal, e material eléctrico ( fio, ficha, caixilho, lâmpada, etc...)
! Boneca com suporte
!Abajour
!Verniz com cor de cerejeira
!Boneca

Passo a passo :

Desenha-se na madeira uma circunferência para a base do candeeiro. Recorta-se. Ou pede-


se numa casa de madeiras para recortarem. Com o berbequim e o furador redondo do
tamanho do varão efectua-se um buraco a meio. Encaixa-se o varão na madeira, colocando
por dentro uma rosca de metal a todo o comprimento do varão. Coloca-se uma porca na ponta
da rosca por baixo da madeira afim de segurar o varão.Enverniza-se a madeira(com o verniz
de cor). Corta-se o fio do tamanho que se quer e monta-se a instalação eléctrica ( existem já
feitos à venda). Embora pessoalmente prefira montá-los a gosto, fica mais personalizado.
Coloca-se a boneca com o suporte para ficar segura no varão. Coloca-se também o abajour. 9
E temos assim um candeeiro bem bonito para colocar no hall de entrada.

Reflexos D’Arte
Ideias
Jarrinhas de areia
Materiais usados:

! Duas jarras de vidro


! Areia colorida ou vidro partido colorido e bem fino
! Cola branca
! Pano de limpeza
! Álcool
! Verniz incolor

Passo a passo :

1ºLimpar bem as jarras na parte de fora com alcool. Deixar secar bem.

2ºColocar cola nos sítios onde se quer colar a areia. Com um plástico em cima da mesa, ir deitando devagarinho a
areia e calcando com a mão de maneira a que fique quase toda colada ao vidro. Voltar a repetir até que fique como
nós pretendemos.

3º Deixar secar bem. Faz-se uma aguada de cola ( coloca-se um bocado de cola num frasco com água e mexe-se
muito bem, a cola deve ser de maior quantidade em relação à água, mexe-se) e deita-se por cima da areia de
maneira a que fique completamente molhada com esta aguada. Deixa-se secar durante 24 horas. Executa-se
novamente este procedimento, deixando secar novamente. Após as 24 horas, pincela-se com o verniz incolor por
toda a areia, deixando secar.

Como é giro nos divertirmos um pouco !!! 10

Loja, design, decoração, workshops. artes decorativas

( Nova Morada )

Galerias São Sebastião, lj 26


2655-319 Ericeira
963259339 Podes enviar os teus
trabalhos para:

blog em: http://fabricaarcoiris.blogspot.com


Participa@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Ideias
Jarra craquelada
Material usado:

!Jarra de vidro
!Craquellé dois passos
!Guardanapo
!Pasta de enchimento na cor dourada

Passo a passo:

1º Recortar o guardanapo. Colar o guardanapo na jarra a gosto. Deixar secar.

2º Colocar o primeiro passo do craquellé com um pincel sempre para o mesmo lado, deixando uma camada um
pouco alta. Deixar secar de um dia para o outro, até ficar completamente transparente. Colocar o 2º passo
do craquellé também com um pincel sempre para o mesmo lado, mas ao contrário do 1º passo. Deixar também
uma camada mas não tão alta como o 1º passo. Deixar secar.

3º Quando o 2º passo começa a secar nota-se que este começa a partir fazendo então um craquelado mais
grosso e maior. Depois de bem seco, coloca-se a pasta de enchimento dourada nos intervalos, passando com
um pano macio com um pouco de cera incolor para retirar o excesso da pasta. Deixa-se secar. E aí está mais
uma ideia para praticarem.

11
Podes enviar os teus
trabalhos para:

Participa@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Ideias

Arranjos Florais
Arvores Aromáticas

Para as fazermos não necessitamos de ingredientes complicados. Podem-se elaborar árvores aromáticas
verdadeiramente originais e com ingredientes muito diferentes. Podem levar pétalas de flores ou grãos de lavanda.
Mas iremos apresentar mais apropriados para cozinha, já que são compostos por especiarias, com o perfume do
eucalipto e da laranja. Convém utilizar as folhas tanto do louro como do eucalipto- frescas. As folhas secam depois
mais tarde mas aí já tem a forma para não se partirem.

Materiais :

Espuma de borracha, tesoura, arames, alicate corta-arame, faca, pistola de silicone, broca e agulha de bordar, vaso
pequeno, Laranja, louro, cravinhos da india. Anis estrelado, pau de canela, musgo

Passo a passo :

Colocamos o louro na laranja, fazendo pequenos furos com a agulha e prendemos as folhas de louro com cravinhos da
india. Depois, faz-se um buraco no cimo da laranja com a agulha coloca-se um prego no anis estrelado e espeta-se no
cimo da laranja. Na parte de baixo da laranja faz-se um buraco um pouco maior e enchemo-lo com silicone,
introduzimos um pau de canela no orifício. Coloca-se o musgo dentro do vasinho, anteriormente já introduzida a
espuma de borracha. Espeta-se vários anis estrelados a decorar o musgo, espetamos o tronco de canela com a
12
laranja no meio do vaso de maneira a que fique na vertical. E está acabada uma árvore aromática bem gira.

Reflexos D’Arte
Ideias

A planta medicinal
Gases no estômago

Devem-se frequentemente a causas nervosas ou a transgreções dietéticas. As plantas que indicamos têm
efeito carminativo, isto é, eliminam o excesso de gases ou flatulências gástricas. Antes de tudo, haverá que
tratar a causa.

Vamos aqui apresentar algumas plantas e legumes dos quais pode usar para tratamento:

Alcaçuz - elimina os gases do estômago e combate os arrotos. Infusão, marceração, extracto de raiz e rizoma

Endro - Elimina os gases, sedante, acalma os vómitos. Usa-se em infusão de semente.

Alcaravia - Combate os arrotos e os gazes intestinais. Infusão de frutos, essência.

Aspérula-odorífera - Combate os espasmos do estômago e intestino, facilita a digestão. Infusão.

Erva- coalheira - Relaxa os orgãos digestivos, melhora a dispepsia de origem nervosa.

Manjericão-Grande - Acalma os espasmos gástricos, melhora as digestões lentas devidas a tensão nervosa.
13
Manjerona - Acalma os espasmos nervosos do estômago e as digestões pesadas . Infusão , essência

Oregão - Sedante, antiespasmódico, carminativo. Como condimento , infusão, essência.

Reflexos D’Arte
Ideias
Ponto alto
Passo a passo
Seguindo as imagens efectuamos o meio ponto alto, que serve para fazermos malas em
trapilho, camisolas de lã, e de algodão, e outros acessórios de moda.

14

Reflexos D’Arte
Velho Vira Novo
Sacos de Embrulho personalizados
Trabalho enviado pela leitora Sandra Reis - Mimos às Cores

Material:

1 envelope, Tesoura, Furador, Fita (seda, aproveitamento de outros sacos, etc), Enfeites

Passo a passo :

Pega-se num envelope


n o r m a l p a r a o 1º passo Cortar a ponta do
transformar em saco envelope de forma a ficar
decorativo, eu usei um com uma ponta aberta e o
destes restante envelope fechado

2º passo Dobrar as
3 pontas unidas do
envelope, mais ou
menos com as
3º passo Abrir o
15
envelope de forma a
mesmas medidas, tal
formar saco:
como indicado na
foto:

Podes enviar os teus


trabalhos para:

Reciclagem@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Velho Vira Novo

4º passo Dobrar as pontas e colar:

5º passo: Neste último passo decorar o saco a gosto.

Neste caso específico, furei com um furador o cimo do saco para ficar certinho. Coloquei
um cordão aproveitado de outro saco de papel velho. Pode-se colocar fita de seda, ou o
que a imaginação quiser.
Decorei o saco só com uma etiqueta.
Pode-se colocar feltro, pintar, etc … mais uma vez, é só usar a imaginação e temos sacos
personalizados, rápidos de fazer e bastante simples.

O resultado do meu foi este:

16

Para participares nesta


rúbrica basta enviares um mail para :

Reciclagem@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Divagações

Poema de Eugénio de Sá

Golias

Oh Ribatejo em verduras lavrado


Orvalhos matinais na grama fina
Como era bom trotar p'la campina
Num corcel lusitano bem amado

Um orgulhoso Alter de nobre porte


Longas crinas de azeviche ao vento
E as fauces resfolgando-lhe de alento
À leveza da espora a dar-lhe o norte

Golias de seu nome, esse corcel alado


Foi o meu companheiro de folguedo
Quando os dois galopávamos sem medo 17
P'las margens de um tempo adocicado

Voltei ao Ribatejo e às campinas


Das bravuras dos toiros e dos homens
P'ra viver das memórias esses bens
Que guardarei da vida nestas rimas

E ao sol de Portugal resplandecente


Ali toldado pela emoção
Pareceu-me ouvir bater o coração
Do ausente companheiro, tão presente

Para participares nesta


rúbrica basta enviares um mail para :

Poemas@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Passeios Fotográficos

Nesta rubrica damos algumas sugestões


para belos passeios onde se conjuga o gosto
pela natureza, arquitectura, etc com o gosto
pela fotografia. Não é preciso ser um grande
fotógrafo ou ter uma grande máquina
fotográfica, basta a ideia de querer passar
um dia diferente dos outros, apreciar o que
há de bonito e brincar com a máquina
fotográfica!

Palácio do Marquês de Pombal


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Jardins do Palácio do Marquês de Pombal)

Palácio do Marquês de Pombal

O Palácio do Marquês de Pombal ou Palácio do Conde de Oeiras é um solar típico do século XVIII que fica
localizado na freguesia de Oeiras e São Julião da Barra.
Construído sob a vigia do arquitecto húngaro Carlos Mardel na 2ª metade do século XVIII, o palácio serviu
de residência oficial de Sebastião José de Carvalho e Melo também conhecido por Conde de Oeiras e
Marquês de Pombal, de onde derivou o nome do edifício. 18
O palácio e jardins caracterizam-se por possuirem
elementos arquitectónicos e artísticos (estuques,
azulejos, estátuas, etc.) raros e de grande beleza.
História
A antiga quinta foi formada através da incorporação de
vários casais e quintas; situava-se junto à Ribeira da Laje
onde beneficiava dos terrenos férteis. No seu traçado
inicial, a quinta caracterizava-se por um geometrismo
rigoroso, de modo a articular as vertentes recreativa
(jardins e mata) e lucrativa (a propriedade rural).

Na chamada Quinta de Baixo podia encontrar-se o palácio, os jardins e a adega/celeiro. Esta Quinta
estava ligada à Quinta de Cima ou Quinta Grande por um eixo central designado Avenida ou Rua dos
Loureiros. Na Quinta de Cima, localizava-se a Casa da Pesca e a Cascata do Taveira (ou dos Gigantes).
Nesta propriedade fazia-se a produção dos bichos-da-seda. A terceira quinta designava-se de “Quinta
do Marco”, restando na actualidade apenas um edifício. Era constituída por terrenos de lavoura com
vinhas, olivais, e árvores de fruto. [1]
Na 2ª metade do século XX, a propriedade foi vendida e fraccionada, tendo a Quinta de Baixo sido
adquirida pela Fundação Calouste Gulbenkian e a Quinta de Cima sido comprada pelo Estado e dado lugar à
Estação Agronómica Nacional. O conjunto do Palácio, os jardins, a Casa da Pesca e Cascata estão
actualmente classificados como Monumento Nacional.

Reflexos D’Arte
Passeios Fotográficos

Palácio do Marquês de Pombal


O Palácio

No presente o Palácio localiza-se no centro da vila, e ao


observá-lo pode ter-se uma ideia da imensa riqueza de
Sebastião José de Carvalho e Melo, pois este é um edifício de
dimensões bem palacianas, ornamentado como um palácio real.
É hoje um dos melhores exemplares da casa senhorial
portuguesa do século XVIII, seguindo o estilo barroco e
rococó.

O palácio situa-se naquilo que era antes a imensa quinta


senhorial. Além do palácio, permanecem no espaço os
magníficos jardins, de inspirações fantasiosas, que somente
poderiam provir de um génio como Carvalho e Melo. Fotografias por :

Os jardins Alexandra Rodrigues

Símbolo da sua profunda cultura, típica de um europeu das Luzes,os jardins retém marcos arquitectónicos
de beleza rara e singela como a Cascata dos Poetas ou Gruta Nobre. Esta é arquitectónicamente muito
importante em Portugal devido à sua aparência de gruta, adornada com os bustos dos quatros poetas
preferidos de Pombal, entre eles Camões e Virgílio. Nos jardins encontram-se também estátuas, cascatas,
e adornam também o espaço a Casa da Pesca e os antigos lagares do vinho e do azeite. No século XVIII, era
comum a manutenção de quintas como espaços de lazer e de cultivo. Era nos jardins em torno do palácio que 19
se realizavam os eventos culturais: teatro, bailado, música, etc. que se realizam ainda no presente,
sobretudo no Verão.
Fazendo parte desta quinta e mesmo ao lado da entrada para o palácio, fica a Capela do Solar. Desenhada
também pela mão do arquitecto Carlos Mardel, foi dedicada a Nossa Senhora das Mercês e concluída em
1762. Destacam-se os estuques do italiano João Grossi, os três altares com pinturas de André Gonçalves e
a representação da vida da Virgem.
Erguido na segunda metade do século XVIII, o paço, durante os verões de 1775 e 1776 foi residência de
veraneios do rei D. José I e da sua família, incluído a esposa, notoriamente.
O Palácio do Conde de Oeiras é sem dúvida um marco da vila de Oeiras e um dos paços mais bonitos de
Portugal, imponente com as suas longas e curvilíneas escadarias de pedra e o seu austero estilo barroco.

Para contactar:

Http://tralhitas.blogspot.com
Http://armadaemartista.blogspot.com
Http://www.flickr.com/photos/alexis7218/

Reflexos D’Arte
Gastronomia

Nesta edição iremos colocar uma receita de um site de


comida saudável - Receitas para o coração -
www.gastronomias.com

Origem : www.gastronomias.com

O livro Receitas do Coração foi pensado e construído para os portugueses que desejam fazer uma alimentação
promotora de saúde e bem-estar, preventiva, senão mesmo terapêutica, de muitas doenças cardiovasculares,
entre outras que ensombram os nossos dias.

De uma forma geral, as receitas deste livro contemplam as principais doenças crónicas não transmissíveis, que
são, simultaneamente, também factores de risco das doenças cardiovasculares -dislipidémias (excesso de
colesterol e/ou triglicerídeos plasmáticos), hipertensão arterial, diabetes mellitus, hiperuricémia e gota, e
obesidade.

Uma alimentação que fornece quantidades moderadas de gordura e açúcar, baixo teor de ácidos gordos
saturados, colesterol e sódio e que privilegia os alimentos ricos em fibras alimentares, minerais e vitaminas
20
7
(em especial vit. C, vit. A e B 3-caroteno, vit. E) é também uma alimentação protectora contra alguns tipos de
cancro.

Contudo, para alguns, uma alimentação com este propósito, chamada de Saudável, Racional ou Inteligente, é
sinónimo de refeições monótonas, feitas de pratos sem graça e sem sabor.

O livro Receitas do Coração é o nosso contributo e a prova provada de quanto enganados estão aqueles que
assim pensam.

Maria de Lourdes Modesto


Alva Seixas Martins

Reflexos D’Arte
Gastronomia

Caldeirada de Peixes

Ingredientes:
(Para 4 pessoas)

!800 g de peixe para caldeirada


!2 cebolas
!2 tomates
!3 dentes de alho
!1 ramo de salsa
!2 folhas de louro
!pimenta
!2 colheres de sopa de azeite
!1/2 copo de vinho branco
!1/2 colher de cafá de sal
!1/2 pimento verde

***************
Num tacho coloque em camadas alternadas o peixe, as cebolas e o tomate em rodelas. Espalhe os alhos
picados sobre cada cameda de peixe e introduza entre várias camadas, raminhos de salsa, o louro, cortado 21
em bocadinhos, e pimenta.
Regue com o azeite e o vinho branco e polvilhe com o sal. Sobre a última camada disponha o pimento cortado
em tiras.
leve a lume forte para levantar fervura, reduza o calor e deixe cozer até o pimento estar bem macio.
Acompanhe com batatas cozidas e uma salada de alface.

Para participares nesta


rúbrica tens de enviar um email para:

Gastronomia@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Feiras e Workshops

22

Reflexos D’Arte
Feiras e Workshops

23

Incas Night Festa de Branco. 01 e 08 de Agosto, das


19h30 as 24h00.

Tenha uma noite só para si enquanto as suas crianças se


divertem.
Traz uma peça de vestuário em branco para esta festa.
Inscrições pelo 960 237 248.
(Atenção: Obrigatório o uso de meias.)

Incasparque - Parque de Diversões


Estrada do Seixalinho, City Park FracÇÃo G
2870-419 Montijo
Tel. 960 237 248

www.incasparque.com

Reflexos D’Arte
Feiras e Workshops

WORKSHOPS
Todos os meses
Http://bluecraft.blogspot.com

Centro Comercial Drugs


Av. Chaby Pinheiro, 25 R/C loja 11
2725 - 265 Mem Martins

24

WORKSHOPS
Visitem o nosso site

Se souberes de algum
workshop ou feira e quizeres expôr
aqui envia um email para :

feirasw@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Feiras e Workshops
Feira de Artesanato - Volta do Duche - Sintra

O GAVE (Grupo de Artistas Vale de Eureka) está na Volta no Duche de Abril de 2009 até Setembro
de 2009 ao 2º Domingo de cada mês

Http://gave2004.blogspot.com

Visitem-nos !!!!

Feira de Artesanato - Ericeira - Na rua principal

O GAVE (Grupo de Artistas Vale de Eureka) está na Ericeira de Março de 2009 até Outubro de 2009
ao 1º e 3º fim de semana de cada mês

Http://gave2004.blogspot.com

Visitem-nos !!!!

!Estrada de Mem Martins, 276


25
!Estrada de Mem Martins
C.C. Galáxia, lj 8 B
2725 Mem Martins
Retrosaria.maio@sapo.pt
219 203 479

Aulas de Bordados

!Castelo Branco
!Ponto Cruz
!Ponto Grilhão
!Bainhas abertas
!Tricôt
!Macramé
!Arraiolos
!Trapilho, etc...

Reflexos D’Arte
Feiras e Workshops

Feira de Artesanato em Azeitão


De 01-01-2009 até 31-12-2009 em Azeitão, Rossio, Portugal 2º Domindos de cada mês
Para mais informações: saolourencodel@sapo.pt

Feira de Velharias e Artesanato Urbano em Vila


Franca de Xira
De 01-01-2009 até 31-12-2009 em Vila Franca de Xira, Rua do Chave D'ouro, Portugal
1ºs sábados de cada mês na Rua Almirante Cândido dos Reis, mais conhecida por cá como a Rua do Chave
D'ouro.
O horário é das 9h às 18h.
Para mais informações: mailto:freguesia@jf-vfxira.pt

A 32ª Feira Nacional de Artesanato de Vila do


Conde
Realiza-se de 25 de Julho a 9 de Agosto de 2009
Av. Júlio Graça, Vila do Conde, Portugal
Para mais informações : http://fna.vconde.org/index.php 26

Site de Feiras de Artesanato Internacionais


Https://www.querofeiras.com/viagens%5Ffeiras/

Feira de Artesanato - Queluz - Parque Conde de


Almeida Araujo

O GAVE (Grupo de Artistas Vale de Eureka) está em Queluz de Março de 2009 até Outubro de 2009 ao
último sábado de cada mês. O parque fica em frente à junta de freguesia.

Http://gave2004.blogspot.com

Visitem-nos !!!!

Reflexos D’Arte
Feiras e Workshops
Casa Animada - Massamá

O GAVE (Grupo de Artistas Vale de Eureka) tem um espaço de exposição e venda de Artesanato e
Artes Plásticas no espaço " Casa Animada " em Massamá.

Este espaço tem o nome de Oficina de Artesanato e Artes Plásticas.

A Direcção da GAVE espera com o apoio de todos na divulgação do espaço , bem como espera também
estar a conseguir dar mais um passo em frente na divulgação do Artesanato e dos trabalhos dos seus
associados.

Horário da Casa Animada - Massáma

Terça a Sexta das 10h00 às 17h00 - encerrado 13h00 às 14h00


Domingos das 10h00 às 17h00 - encerrado 13h00 às 14h00

Http://gave2004.blogspot.com

Visitem-nos !!!!

Fabrica do Arco-Íris

loja, design, decoração, workshops. artes decorativas


27
Workshops:

Pintura em tecido, pintura em madeira, bijutaria, pintura acrílica, feltro com Agulha,
feltro com sabão, pasta fimo, desenho á vista, découpage, velas artesanais, flores de
sabonete, scrapbooking, biscuit, flores de papel, pintura com espátula

Galerias S. Sebastião, lj. 26


2655-319 ERICEIRA

visite o nosso blog em: http://fabricaarcoiris.blogspot.com/

Se souberes de algum
workshop ou feira e quizeres expôr
aqui envia um email para :

feirasw@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Feiras e Workshops
Feiras de Artesanato de Aveiro

De 01-01-2009 até 31-12-2009 em Aveiro, Portugal 2º Domingo de cada mês.


Organização: Barrica (Ass. de Artesãos de Aveiro) Contacto: 234 424 014.

Crafts & Design


Até 31-12-2009 em Lisboa, Jardim da Estrela, Portugal
Uma mostra de artesanato e design que já conquistou um espaço muito seu. Ao primeiro domingo de
cada mês no Jardim da Estrela.

Zimbr'ARTE - Feira das Artes e do Artesanato


De 01-01-2009 até 31-12-2009 em Sesimbra, Portugal 4.º Domingo do mês.
Para mais informações: gdae_ggfm@cm-sesimbra.pt

Feira de Velharias e Artesanato Urbano em


Sintra
De 01-01-2009 até 31-12-2009 em Sintra,no Jardim do Soldado Desconhecido, perto da estação de
comboios de Sintra, Portugal. 1ºs e 3ºs sábados de cada mês 28
O horário é das 9h às 19h.
Para mais informações: 219236101

Feira de Artesanato de Cascais


De 01-01-2009 até 31-12-2009 em Cascais, Portugal, 2º Sábado de cada mês, no Largo Visconde da
Luz
Horário: das 9:00 até ás 19 horas
Organização: Grupo Ecológico de Cascais
Contacto: 214 847 136 email: gec@sapo.pt

Se souberes de algum
workshop ou feira e quizeres expôr
aqui envia um email para :

feirasw@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Feiras e Workshops
Artesanato na Vila Alda - Sintra

Primeiros fins de semana de cada mês exposições de artesanato e pintura em Vila Alda em Sintra,
perto do museu Olga Cadaval e no início do comboio que vai para a praia das maçãs.

Feira Alegria - Artesanato Urbano


Até 31-12-2009 em Lisboa, na praça da Alegria
1º e 3º fim de semana de cada mês, Sábado e Domingo.

Se souberes de algum
workshop ou feira e quizeres expôr
aqui envia um email para :

feirasw@reflexosdarte.com

29

Podes enviar os teus


trabalhos para:

Participa@reflexosdarte.com

Este espaço
pode ser seu!!!!
Contacte-nos
publi@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Penso logo Digo
Arte Nova

A Arte nova (do francês Art nouveau [aR.nu'vo]), foi um estilo estético essencialmente de design e arquitetura que
também influenciou o mundo das artes plásticas. Era relacionado com o movimento arts & crafts e que teve grande
destaque durante a Belle époque, nas últimas décadas do século XIX e primeiras décadas do século XX. Relaciona-
se especialmente com a 2ª Revolução Industrial em curso na Europa com a exploração de novos materiais (como o
ferro e o vidro, principais elementos dos edifícios que passaram a ser construídos segundo a nova estética) e os
avanços tecnológicos na área gráfica, como a técnica da litografia colorida que teve grande influência nos cartazes.
Devido à forte presença do estilo naquele período, este também recebeu o apelido de modern style (do inglês,
estilo moderno).
O nome surgiu de uma loja parisiense (capital internacional do movimento), chamada justamente Art nouveau e que
vendia mobiliário seguindo o estilo.
Caracteriza-se pelas formas orgânicas, escapismo para a Natureza, valorização do trabalho artesanal, entre
outros. O movimento simbolista também influenciou o art nouveau.
Recebeu nomes diversos dependendo do país em que se encontrava: Flower art na Inglaterra, "Modern Style",
"Liberty" ou estilo "Floreale" na Itália. Os alemães criam sua própria vertente de Art Nouveau chamada Jugendstil.
No Brasil, teve fundamental participação na divulgação e realização da art nouveau o Liceu de Artes e Ofícios de
São Paulo. Um dos maiores nomes desse estilo, no Brasil, é o artista Eliseu Visconti, pioneiro do design no País.
Em Portugal, edifícios em estilo arte nova são particularmente comuns em Aveiro e Caldas da Rainha. Em Lisboa, a
Casa - Museu Dr. Anastácio Gonçalves é um bom exemplo da variante portuguesa do estilo, assim como no Porto o
Café Majestic. Em Portugal foi comum, mais que a arquitetura, a decoração de fachadas e interiores com azulejos
em estilo arte nova, como se comprova em muitos edifícios da virada dos séculos XIX e XX.

**********************
30
Dia dos Avós

Embora já tenha passado o dia, vamos aqui relembrar e falar um pouco deste dia muito especial para os nossos avós,
embora devessemos nos lembrar que todos os dias são importantes para os avós, pais, irmãos, familia em geral,
amigos, etc...

Os povos orientais dão muito valor aos idosos, pois eles são tidos como o simbolo da sabedoria e de experiencia de
vida. Dia 26 de Julho, comemora-se o Dia dos Avós, e é uma excelente oportunidade para você falar com o seu filho
sobre esse tema. Quem teve bisavós e avós e pôde conviver com eles, certamente sabe dar a devida importancia em
tudo que eles tem para nos ensinar. Ensine seu filho a respeitar os mais velhos, a ceder o lugar no auto carro para
que eles se sentem, a ouvi-los com educação, a ter paciência com eles. Lembre-se um dia você também será um idoso
e seu filho também. Aproveite este dia especial para demonstrar aos avós o quanto vocês gostam deles.

Esperamos ouvir notícias e saber as tuas


opiniões, dúvidas e sugestões.

Reflexos D’Arte
Participa
Como devem calcular uma revista não é uma coisa
fácil de se organizar e isso requer trabalho e
empenho da nossa parte e agradecemos a vossa
participação.
Neste momento somos poucos a ter esta
responsabilidade, e como tal, pedimos-te que te
juntes a nós participando com ideias, pensamentos e
trabalhos enviando-nos até ao final de cada mês para
sair no próximo.
Se quiseres participar na
revista com os teus trabalhos envia um
mail com fotografias e descrição do passo a
passo para :

Participa@reflexosdarte.com

31

Este espaço
pode ser seu!!!!
Contacte-nos
publi@reflexosdarte.com

Reflexos D’Arte
Reflexos D’Arte

Reflexos D’Arte