Você está na página 1de 5
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade Reflexão de Deontologia e Princípios Éticos O

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade

Reflexão de Deontologia e Princípios Éticos

O modelo de Deontologia e Princípios Éticos leccionado pelos Formadores

Joaquim Carvalho e Rita Couto teve uma carga horária de 50 horas.

Abordamos vários tema relacionados com a Deontologia (teoria do dever) o termo moral, ética; Código Deontológico, Ética na Política de uma organização; a dimensão Ética a nível pessoal. Visualizamos o filme “ Mar a Dentro”; a construção de uma Ética mundial Ética na antiga Grécia; a gestão Ética de responsabilidade social económica e ambiental e por fim elaborei um código de ética que será fulcral na minha empresa.

A ética é uma reflexão critica dos princípios que devem orientar toda a acção

humana, por outro lado, a Deontologia e a teoria do dever, sendo um termo da teoria moral sobre o que ,deve ser feito ou não, mas com carácter de obrigatoriedade de norma e regra instituída socialmente com a capacidade da consciência de reconhecer os princípios Éticos e Deontológicos que se impõem como orientadores de toda uma acção humana, ou seja ,é todo um processo de exercício emocional de análise e reflexão crítica

acerca dos problemas que nos possam afectar , reflectido para depois decidir .

A Ética surgiu na Antiga Grécia por volta 500 a 300 a .c através de Sócrates e dos seus discípulos discutiam a natureza do bem e do mal na busca de uma conduta para a acção humana .

Uma das formulações mais conhecidas é »conhece te a ti mesmo »,ou seja ,conhecendo-se a ele próprio nos seus actos e acções tornamos melhores se creremos que o nosso dever venha a seguir a busca de uma verdade desconhecida .

O código Deontológico trata-se um conjunto de princípios e regras de conduta.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade O dever de ser inerente a uma

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade

O dever de ser inerente a uma determinada profissão, assim cada profissional

está sujeito a uma deontologia própria que regula o exercício da sua profissão conforme

o código de ética da sua categoria.

A visualização do filme “Mar a dentro” permitiu-me reflectir sobre a vida como um direito quando á condições de vida, mas em circunstâncias consequentes de um acidente como o caso do protagonista do filme Ramom, pleno da sua consciência que ficou paraplégico.

A construção de uma Ética mundial é fundamental para responder a todos os

critérios, independentemente, da cultura, religião sem excluir nenhum extracto social.

Salvaguardando os direitos do homem numa cidadania inclusiva na igualdade de género e numa política de equidade e desenvolvimento sustentável.

Assim tendo estudado adquiri conhecimentos sobre o código de ética para a minha empresa, como inserir normas e regras, mas também dando benefícios sociais aos meus colaboradores para, que a minha empresa seja sustentável e viável na sociedade.

Dando condições de trabalho como higiene e segurança no trabalho, cuidados de saúde acções de formação continua para que a minha empresa progrida a médio e longo prazo.

Ponta Delgada, 4 de Outubro de 2010

Formadora: Rita Couto

UC/UFCD: DPE

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade CÓDIGO ÉTICO O código ético da minha

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade

CÓDIGO ÉTICO

O código ético da minha empresa que irá situar-se nas Feteiras, sendo um lar de idosos Santa Luzia inserindo as seguintes normas e regras, mas também dando benefícios sociais aos meus colaboradores para que a actividade económica da minha empresa seja sustentável

Assim, consigo dar condições de trabalho como higiene e segurança no trabalho cuidados de saúde e formação profissional contínua, impondo as seguintes normas:

1-

Pontualidade e Assiduidade

Todo o colaborador tem de ter uma conduta de pontualidade e assiduidade.

2-

Certificação profissional

Todo o colaborador deve ter certificação profissional legalmente reconhecida considerando aspectos deontológicos de conduta profissional no exercício da profissão de acordo com os princípios éticos do código ético deste lar.

3-

Confidencialidade

Nos limites da confidencialidade o colaborador, deve informar os idosos quando considerar apropriado, acerca dos limites legais da confidencialidade, só divulga informação a terceiros dos relatórios clínicos quando lhe seja imposto a legitimidade jurídica e, neste caso informa, obrigatoriamente, o idoso.

De forma fundamentada que é respeitada a liberdade e autonomia de escolha do idoso estabelecendo uma relação profissional. O idoso limitado pelas suas capacidades mentais ao nível de desenvolvimento de saúde condicionada por uma terceira parte relevante.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade 4- Competência Todos os colaboradores (Agente

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade

4-

Competência

Todos os colaboradores (Agente geriatria) devem assegurar elevados níveis de competência na sua prática profissional reconhecendo os limites das suas competências em particular conhecimentos proporcionando aos serviços técnicos o que estão qualificados mediante a educação, treino e experiência.

Ao exercer a profissão todo o colaborador deve ter conhecimento actualizado do código de ética.

5-

Responsabilidade

O colaborador deve assumir a responsabilidade de uma difusão adequada da profissão quando se dirige ao público em geral e aos médios.

6-

Integridade

O colaborador deve colocar-se no lugar do idoso para melhor compreender o que ele sente, aceitar e respeitar, sendo um ser humano, cujo o potencial é necessário conhecer a objectividade de espírito critico qualidades que permitem aos profissionais uma visão dor problemas ligados ao envelhecimento e á morte que possam estabelecer soluções adequadas.

7-

Honestidade e Regro

Ao exercer a profissão todo o colaborador deve reger-se por princípios de honestidade e verdade com objectivos relevantes assegurar-se das partes envolvidas e que estão consciente dos seus direitos e responsabilidade para com o idoso devendo fornecer informação sobre objectivos de forma clara e exacta nos limites profissionais do seu serviço.

8- Conflito de interesses

Todo o colaborador não deve utilizar interesses pessoais nas relações profissionais com o idoso.

9-Relações com os colegas ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade Nas relações com

9-Relações com os colegas

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Curso Técnico de Contabilidade

Nas relações com os colegas profissionais devem basear-se nos princípios de respeito, lealdade, solidariedade sempre que necessário solicitando ajuda em situações relacionadas com a profissão quando tenho conhecimento de um acto ou acção incorrecta por parte de um colega deve chama-lhe atenção de forma a corrigir, se esta conduta continuar deve informar a instituição dando sete conhecimento ao colega.

10-Potualidade /Assiduidade

Todo o colaborador tem de ter uma conduta de sigilo na devida actividade da empresa.

Ponta Delgada, 4 de Outubro de 2010

Formadora: Rita Couto

UC/UFCD: DPE