Você está na página 1de 5

CÓDIGO ELEITORAL - CRIMES ELEITORAIS Pena - pagamento de 15 a 30 dias-multa. Art. 318.

gamento de 15 a 30 dias-multa. Art. 318. Efetuar a mesa receptora a contagem dos votos da urna quando
CAPÍTULO II - DOS CRIMES ELEITORAIS Art. 307. Fornecer ao eleitor cédula oficial já assinalada ou por qualquer qualquer eleitor houver votado sob
Art. 289. Inscrever-se fraudulentamente eleitor: forma marcada: impugnação (art. 190):
Pena - Reclusão até cinco anos e pagamento de cinco a 15 dias-multa. Pena - reclusão até cinco anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa. Pena - detenção até um mês ou pagamento de 30 a 60 dias-multa.
Art. 290 Induzir alguém a se inscrever eleitor com infração de qualquer Art. 308. Rubricar e fornecer a cédula oficial em outra oportunidade que Art. 190. Não será efetuada a contagem dos votos pela mesa de esta não se
dispositivo dêste Código. não a de entrega da mesma ao eleitor. julgar
Pena - Reclusão até 2 anos e pagamento de 15 a 30 dias-multa. Pena - reclusão até cinco anos e pagamento de 60 a 90 dias-multa. suficientemente garantida, ou se qualquer eleitor houver votado sob
Art. 291. Efetuar o juiz, fraudulentamente, a inscrição de alistando. Art. 309. Votar ou tentar votar mais de uma vez, o em lugar de outrem: impugnação, devendo a mesa,
Pena - Reclusão até 5 anos e pagamento de até cinco a quinze dias-multa. Pena - reclusão até três anos. em um ou outro caso, proceder na forma determinada para as demais, das
Art. 292. Negar ou retardar a autoridade judiciária, sem fundamento zonas em que a contagem
legal, a inscrição requerida: Art. 310. Praticar, ou permitir membro da mesa receptora que seja não foi autorizada.
Pena - Pagamento de 30 a 60 dias-multa. praticada, qualquer irregularidade que determine a anulação de votação, Art. 319. Subscrever o eleitor mais de uma ficha de registro de um ou mais
Art. 293. Perturbar ou impedir de qualquer forma o alistamento: salvo no caso do art. 311: partidos:
Pena - Detenção de 15 dias a seis meses ou pagamento de 30 a 60 dias-multa. Pena - detenção até seis meses ou pagamento de 90 a 120 dias-multa. Pena - detenção até 1 mês ou pagamento de 10 a 30 dias-multa.
Art. 294 - Revogado pela Lei nº 8.868, de 14.4.1994 Art. 311. Votar em seção eleitoral em que não está inscrito, salvo nos casos Art. 320. Inscrever-se o eleitor, simultaneamente, em dois ou mais
Art. 295. Reter título eleitoral contra a vontade do eleitor: expressamente previstos, e permitir, o presidente da mesa receptora, que o partidos:
Pena - Detenção até dois meses ou pagamento de 30 a 60 dias-multa. voto seja admitido: Pena - pagamento de 10 a 20 dias-multa.
Art. 296. Promover desordem que prejudique os trabalhos eleitorais; Pena - detenção até um mês ou pagamento de 5 a 15 dias-multa para o eleitor e Art. 321. Colher a assinatura do eleitor em mais de uma ficha de registro
Pena - Detenção até dois meses e pagamento de 60 a 90 dias-multa. de 20 a 30 dias-multa para o presidente da mesa. de partido:
Art. 297. Impedir ou embaraçar o exercício do sufrágio: Art. 312. Violar ou tentar violar o sigilo do voto: Pena - detenção até dois meses ou pagamento de 20 a 40 dias-multa.
Pena - Detenção até seis meses e pagamento de 60 a 100 dias-multa. Pena - detenção até dois anos. Art. 322 - Revogado pela Lei nº 9.504, de 30.9.1997
Art. 298. Prender ou deter eleitor, membro de mesa receptora, fiscal, Art. 313. Deixar o juiz e os membros da Junta de expedir o boletim de Art. 323. Divulgar, na propaganda, fatos que sabe inverídicos, em relação
delegado de partido ou candidato, com violação do disposto no art. 236: apuração imediatamente após a apuração a partidos ou candidatos e capazes de
Pena - Reclusão até quatro anos. de cada urna e antes de passar à subseqüente, sob qualquer pretexto e exercerem influência perante o eleitorado:
Art. 299. Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para ainda que dispensada a expedição pelos Pena - detenção de dois meses a um ano, ou pagamento de 120 a 150 dias-
outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar fiscais, delegados ou candidatos presentes: multa.
voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja Pena - pagamento de 90 a 120 dias-multa. Parágrafo único. A pena é agravada se o crime é cometido pela imprensa, rádio
aceita: Parágrafo único. Nas seções eleitorais em que a contagem fôr procedida pela ou televisão.
Pena - reclusão até quatro anos e pagamento de cinco a quinze dias-multa. mesa receptora incorrerão na mesma Art. 324. Caluniar alguém, na propaganda eleitoral, ou visando fins de
Art. 300. Valer-se o servidor público da sua autoridade para coagir alguém pena o presidente e os mesários que não expedirem imediatamente o respectivo propaganda, imputando-lhe falsamente
a votar ou não votar em determinado candidato ou partido: boletim. fato definido como crime:
Pena - detenção até seis meses e pagamento de 60 a 100 dias-multa. Art. 314. Deixar o juiz e os membros da Junta de recolher as cédulas Pena - detenção de seis meses a dois anos, e pagamento de 10 a 40 dias-multa.
Parágrafo único. Se o agente é membro ou funcionário da Justiça Eleitoral e apuradas na respectiva urna, fechá-la e § 1º Nas mesmas penas incorre que, sabendo falsa a imputação, a propala ou
comete o crime prevalecendo-se do cargo a pena é agravada. lacrá-la, assim que terminar a apuração de cada seção e antes de passar à divulga.
Art. 301. Usar de violência ou grave ameaça para coagir alguém a votar, subseqüente, sob qualquer pretexto e § 2º A prova da verdade do fato imputado exclui o crime, mas não é admitida:
ou não votar, em determinado candidato ou partido, ainda que os fins ainda que dispensada a providencia pelos fiscais, delegados ou candidatos I - se, constituindo o fato imputado crime de ação privada, o ofendido, não
visados não sejam conseguidos: presentes: condenado por sentença
Pena - reclusão até quatro anos e pagamento de cinco a quinze dias-multa. Pena - detenção até dois meses ou pagamento de 90 a 120 dias-multa. irrecorrível;
Art. 302. Promover, no dia da eleição, com o fim de impedir, embaraçar ou Parágrafo único. Nas seções eleitorais em que a contagem dos votos fôr II - se o fato é imputado ao Presidente da República ou chefe de governo
fraudar o exercício do voto a concentração de eleitores, sob qualquer procedida pela mesa receptora incorrerão estrangeiro;
forma, inclusive o fornecimento gratuito de alimento e transporte coletivo: na mesma pena o presidente e os mesários que não fecharem e lacrarem a urna III - se do crime imputado, embora de ação pública, o ofendido foi absolvido
Pena - reclusão de quatro (4) a seis (6) anos e pagamento de 200 a 300 dias- após a contagem. por sentença irrecorrível.
multa. Art. 315. Alterar nos mapas ou nos boletins de apuração a votação obtida
Art. 303. Majorar os preços de utilidades e serviços necessários à por qualquer candidato ou lançar
realização de eleições, tais como transporte e alimentação de eleitores, nesses documentos votação que não corresponda às cédulas apuradas:
impressão, publicidade e divulgação de matéria eleitoral. Pena - reclusão até cinco anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa.
Pena - pagamento de 250 a 300 dias-multa. Art. 325 - Difamar alguém, na propaganda eleitora, ou visando a fins de
Lei 6.996/82, art. 15 - Incorrerá nas penas do art. 315 do Código Eleitoral
Art. 304. Ocultar, sonegar açambarcar ou recusar no dia da eleição o propaganda, imputando-lhe fato ofensivo
quem, no
fornecimento, normalmente a todos, de utilidades, alimentação e meios de a sua reputação:
processamento eletrônico das cédulas, alterar resultados, qualquer que
transporte, ou conceder exclusividade dos mesmos a determinado partido Pena - detenção de três meses a um ano, e pagamento de 5 a 30 dias-multa.
seja o método utilizado.
ou candidato: Parágrafo único. A exceção da verdade somente se admite se ofendido é
Art. 316. Não receber ou não mencionar nas atas da eleição ou da
Pena - pagamento de 250 a 300 dias-multa. funcionário público e a ofensa é relativa
apuração os protestos devidamente
Art. 305. Intervir autoridade estranha à mesa receptora, salvo o juiz ao exercício de suas funções.
formulados ou deixar de remetê-los à instância superior:
eleitoral, no seu funcionamento sob qualquer pretexto: Art. 326. Injuriar alguém, na propaganda eleitoral, ou visando a fins de
Pena - reclusão até cinco anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa.
Pena - detenção até seis meses e pagamento de 60 a 90 dias-multa. propaganda, ofendendo-lhe a dignidade
Art. 317. Violar ou tentar violar o sigilo da urna ou dos invólucros.
Art. 306. Não observar a ordem em que os eleitores devem ser chamados a ou o decôro:
Pena - reclusão de três a cinco anos.
votar: Pena - detenção até seis meses, ou pagamento de 30 a 60 dias-multa.
§ 1º O juiz pode deixar de aplicar a pena:
I - se o ofendido, de forma reprovável, provocou diretamente a injúria; Pena - reclusão de dois a seis anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa. do art. 347 da Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965 - Código Eleitoral, cópia
II - no caso de retorsão imediata, que consista em outra injúria. Parágrafo único. Se o agente é membro ou funcionário da Justiça Eleitoral e da fita da
§ 2º Se a injúria consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou comete o crime prevalecendo-se do transmissão, que será devolvida após a decisão;
meio empregado, se considerem cargo, a pena é agravada. Art. 348. Falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou alterar
aviltantes: Art. 340. Fabricar, mandar fabricar, adquirir, fornecer, ainda que documento público verdadeiro, para fins
Pena - detenção de três meses a um ano e pagamento de 5 a 20 dias-multa, gratuitamente, subtrair ou guardar urnas, eleitorais:
além das penas objetos, mapas, cédulas ou papéis de uso exclusivo da Justiça Eleitoral: Pena - reclusão de dois a seis anos e pagamento de 15 a 30 dias-multa.
correspondentes à violência prevista no Código Penal. Pena - reclusão até três anos e pagamento de 3 a 15 dias-multa. § 1º Se o agente é funcionário público e comete o crime prevalecendo-se do
Art. 327. As penas cominadas nos artigos. 324, 325 e 326, aumentam-se de Parágrafo único. Se o agente é membro ou funcionário da Justiça Eleitoral e cargo, a pena é agravada.
um terço, se qualquer dos crimes é comete o crime prevalecendo-se do § 2º Para os efeitos penais, equipara-se a documento público o emanado de
cometido: cargo, a pena é agravada. entidade paraestatal inclusive Fundação do
I - contra o Presidente da República ou chefe de governo estrangeiro; Art. 341. Retardar a publicação ou não publicar, o diretor ou qualquer Estado.
II - contra funcionário público, em razão de suas funções; outro funcionário de órgão oficial federal, Art. 349. Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou alterar
III - na presença de várias pessoas, ou por meio que facilite a divulgação da estadual, ou municipal, as decisões, citações ou intimações da Justiça documento particular verdadeiro, para
ofensa. Eleitoral: fins eleitorais:
Art. 328 a 330. (Revogados pela Lei nº 9.504, de 30.9.1997) Pena - detenção apresentar o órgão do Ministério Público, no prazo legal, Pena - reclusão até cinco anos e pagamento de 3 a 10 dias-multa.
Art. 331. Inutilizar, alterar ou perturbar meio de propaganda devidamente denúncia ou deixar de promover a Art. 350. Omitir, em documento público ou particular, declaração que dêle
empregado: execução ou deixar de promover a execução de sentença condenatória: devia constar, ou nele inserir ou fazer
Pena - detenção até seis meses ou pagamento de 90 a 120 dias-multa. Pena - detenção até dois meses ou pagamento de 60 a 90 dias-multa. inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, para fins
Art. 332. Impedir o exercício de propaganda: eleitorais:
Pena - detenção até seis meses e pagamento de 30 a 60 dias-multa. Pena - reclusão até cinco anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa, se o
Art. 333. (Revogado pela Lei nº 9.504, de 30.9.1997) documento é público, e reclusão até três
Art. 334. Utilizar organização comercial de vendas, distribuição de anos e pagamento de 3 a 10 dias-multa se o documento é particular.
mercadorias, prêmios e sorteios para Art. 343. Não cumprir o juiz o disposto no § 3º do art. 357: Parágrafo único. Se o agente da falsidade documental é funcionário público e
propaganda ou aliciamento de eleitores: Pena - detenção até dois meses ou pagamento de 60 a 90 dias-multa. comete o crime prevalecendo-se do
Pena - detenção de seis meses a um ano e cassação do registro se o responsável Art. 344. Recusar ou abandonar o serviço eleitoral sem justa causa: cargo ou se a falsificação ou alteração é de assentamentos de registro civil, a
fôr candidato. Pena - detenção até dois meses ou pagamento de 90 a 120 dias-multa. pena é agravada.
Art. 335. Fazer propaganda, qualquer que seja a sua forma, em língua Art. 345. Não cumprir a autoridade judiciária, ou qualquer funcionário Art. 351. Equipara-se a documento (348,349 e 350) para os efeitos penais, a
estrangeira: dos órgãos da Justiça Eleitoral, nos prazos fotografia, o filme cinematográfico, o disco
Pena - detenção de três a seis meses e pagamento de 30 a 60 dias-multa. legais, nos prazos legais, os deveres impostos por êste Código, se a infração fonográfico ou fita de ditafone a que se incorpore declaração ou imagem
Parágrafo único. Além da pena cominada, a infração ao presente artigo importa não estiver sujeita a outra destinada à prova de fato juridicamente
na apreensão e perda do material penalidade: relevante.
utilizado na propaganda. Pena - pagamento de trinta a noventa dias-multa. Art. 352. Reconhecer, como verdadeira, no exercício da função pública,
Art. 336. Na sentença que julgar ação penal pela infração de qualquer dos Art. 346. Violar o disposto no art. 377: firma ou letra que o não seja, para fins
artigos. 322, 323, 324, 325, 326,328, 329, Pena - detenção até seis meses e pagamento de 30 a 60 dias-multa. eleitorais:
331, 332, 333, 334 e 335, deve o juiz verificar, de acôrdo com o seu livre Parágrafo único. Incorrerão na pena, além da autoridade responsável, os Pena - reclusão até cinco anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa se o
convencionamento, se diretório local do partido, servidores que prestarem serviços e os documento é público, e reclusão até três
por qualquer dos seus membros, concorreu para a prática de delito, ou dela se candidatos, membros ou diretores de partido que derem causa à infração. anos e pagamento de 3 a 10 dias-multa se o documento é particular.
beneficiou conscientemente. Art. 377 - O serviço de qualquer repartição, federal, estadual, municipal, Art. 353. Fazer uso de qualquer dos documentos falsificados ou alterados,
Parágrafo único. Nesse caso, imporá o juiz ao diretório responsável pena de autarquia, fundação a que se referem os artigos 348 a 352:
suspensão de sua atividade eleitoral do Estado, sociedade de economia mista, entidade mantida ou Pena - a cominada à falsificação ou à alteração.
por prazo de 6 a 12 meses, agravada até o dôbro nas reincidências. subvencionada pelo poder público, Art. 354. Obter, para uso próprio ou de outrem, documento público ou
Art. 337. Participar, o estrangeiro ou brasileiro que não estiver no gôzo dos ou que realiza contrato com êste, inclusive o respectivo prédio e suas particular, material ou ideologicamente
seus direitos políticos, de atividades dependências não poderá falso para fins eleitorais:
partidárias inclusive comícios e atos de propaganda em recintos fechados ser utilizado para beneficiar partido ou organização de caráter político. Pena - a cominada à falsificação ou à alteração.
ou abertos: Art. 347. Recusar alguém cumprimento ou obediência a diligências, ordens CAPÍTULO III - DO PROCESSO DAS INFRAÇÕES
Pena - detenção até seis meses e pagamento de 90 a 120 dias-multa. ou instruções da Justiça Eleitoral ou Art. 355. As infrações penais definidas neste Código são de ação pública.
Parágrafo único. Na mesma pena incorrerá o responsável pelas emissoras de opor embaraços à sua execução:
rádio ou televisão que autorizar Pena - detenção de três meses a um ano e pagamento de 10 a 20 dias-multa.
transmissões de que participem os mencionados neste artigo, bem como o Lei 9.504/97, art. 58, § 3º - Observar-se-ão, ainda, as seguintes regras no
diretor de jornal que lhes divulgar os caso de pedido de
pronunciamentos. resposta relativo a ofensa veiculada: Art. 356. Todo cidadão que tiver conhecimento de infração penal dêste Código
Art. 338. Não assegurar o funcionário postal a prioridade prevista no art. II - em programação normal das emissoras de rádio e de televisão: deverá comunicá-la ao juiz eleitoral da
239: a) a Justiça Eleitoral, à vista do pedido, deverá notificar imediatamente o zona onde a mesma se verificou.
Pena - Pagamento de 30 a 60 dias-multa. responsável § 1º Quando a comunicação fôr verbal, mandará a autoridade judicial reduzi-la
Art. 339 - Destruir, suprimir ou ocultar urna contendo votos, ou pela emissora que realizou o programa para que entregue em vinte e a têrmo, assinado pelo apresentante
documentos relativos à eleição: quatro horas, sob as penas e por duas testemunhas, e a remeterá ao órgão do Ministério Público local, que
procederá na forma dêste Código.
§ 2º Se o Ministério Público julgar necessários maiores esclarecimentos e Parágrafo único. Se o órgão do Ministério Público deixar de promover a § 1º - Excetuam-se do disposto neste artigo os veículos e embarcações em
documentos complementares ou outros execução da sentença serão aplicadas as número
elementos de convicção, deverá requisitá-los diretamente de quaisquer normas constantes dos parágrafos 3º, 4º e 5º do Art. 357. justificadamente indispensável ao funcionamento de serviço público
autoridades ou funcionários que possam fornecêlos. Art. 364. No processo e julgamento dos crimes eleitorais e dos comuns que insusceptível de
Art. 357. Verificada a infração penal, o Ministério Público oferecerá a lhes forem conexos, assim como nos interrupção.
denúncia dentro do prazo de 10 (dez) dias. recursos e na execução, que lhes digam respeito, aplicar-se-á, como lei III - descumprir a proibição dos artigos 5º, 8º e 10:
§ 1º Se o órgão do Ministério Público, ao invés de apresentar a denúncia, subsidiária ou supletiva, o Código de Lei 6.091/74, art. 5º - Nenhum veículo ou embarcação poderá fazer
requerer o arquivamento da comunicação, Processo Penal. transporte de eleitores desde
o juiz, no caso de considerar improcedentes as razões invocadas, fará remessa Lei 6.091/74 o dia anterior até o posterior à eleição, salvo:
da comunicação ao Procurador Art. 11 - Constitui crime eleitoral: I - a serviço da Justiça Eleitoral;
Regional, e êste oferecerá a denúncia, designará outro Promotor para oferecê- I - descumprir, o responsável por órgão, repartição ou unidade do serviço II - coletivos de linhas regulares e não fretados;
la, ou insistirá no pedido de arquivamento, público, o dever imposto no art. 3º, ou III - de uso individual do proprietário, para o exercício do próprio voto e
ao qual só então estará o juiz obrigado a atender. prestar informação inexata que vise a elidir, total ou parcialmente, a dos membros da
§ 2º A denúncia conterá a exposição do fato criminoso com todas as suas contribuição de que ele trata: sua família;
circunstâncias, a qualificação do acusado Pena - detenção de quinze dias a seis meses e pagamento de 60 a 100 dias- IV - o serviço normal, sem finalidade eleitoral, de veículos de aluguel não
ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, a classificação do crime multa; atingidos pela
e, quando necessário, o rol das Lei 6.091/74, art. 3º - Até cinqüenta dias antes da data do pleito, os requisição de que trata o Art. 2º.
testemunhas. responsáveis por todas Art. 8º - Somente a Justiça Eleitoral poderá, quando imprescindível, em
§ 3º Se o órgão do Ministério Público não oferecer a denúncia no prazo as repartições, órgãos e unidades do serviço público federal, estadual e face da absoluta
legal representará contra êle a municipal oficiarão à carência de recursos de eleitores da zona rural, fornecer-lhes refeições,
autoridade judiciária, sem prejuízo da apuração da responsabilidade penal. Justiça Eleitoral, informando o número, a espécie e lotação dos veículos e correndo, nesta
§ 4º Ocorrendo a hipótese prevista no parágrafo anterior o juiz solicitará ao embarcações de sua hipótese, as despesas por conta do Fundo Partidário.
(Procurador Regional a designação de propriedade, e justificando, se for o caso, a ocorrência da exceção prevista Art. 10 - É vedado aos candidatos ou órgãos partidários, ou a qualquer
outro promotor, que, no mesmo prazo, oferecerá a denúncia. no § 1º do Art. 1º pessoa, o fornecimento
§ 5º Qualquer eleitor poderá provocar a representação contra o órgão do desta Lei. de transporte ou refeições aos eleitores da zona urbana.
Ministério Público se o juiz, no prazo de 10 § 1º - Os veículos e embarcações à disposição da Justiça Eleitoral deverão, Pena - reclusão de quatro a seis anos e pagamento de 200 a 300 dias multa (art.
dez) dias, não agir de ofício. mediante 302 do Código Eleitoral);
Art. 358. A denúncia, será rejeitada quando: comunicação expressa de seus proprietários, estar em condições de ser IV - obstar, por qualquer forma, a prestação dos serviços previstos nos
I - o fato narrado evidentemente não constituir crime; utilizados, pelo menos, artigos 4º e 8º desta Lei, atribuídos à
II - já estiver extinta a punibilidade, pela prescrição ou outra causa; vinte e quatro horas antes das eleições e circularão exibindo de modo bem Justiça Eleitoral:
III - fôr manifesta a ilegitimidade da parte ou faltar condição exigida pela lei visível, dístico em Pena - reclusão de 2 (dois) a 4 (quatro) anos;
para o exercício da ação penal. letras garrafais, com a frase: "A serviço da Justiça Eleitoral". V - utilizar em campanha eleitoral, no decurso dos 90 (noventa) dias que
Parágrafo único. Nos casos do número III, a rejeição da denúncia não obstará antecedem o pleito, veículos e
ao exercício da ação penal, desde embarcações pertencentes à União, Estados, Territórios, Municípios e
que promovida por parte legítima ou satisfeita a condição. respectivas autarquias e sociedades de
Art. 359. Recebida a denúncia, o juiz designará dia e hora para o economia mista:
depoimento pessoal do acusado, ordenando a § 2º - A Justiça Eleitoral, à vista das informações recebidas, planejará a Pena - cancelamento do registro do candidato ou de seu diploma, se já houver
citação deste e a notificação do Ministério Público. (Redação dada pela Lei execução do sido proclamado eleito.
nº 10.732, de 5.9.2003) serviço de transporte de eleitores e requisitará aos responsáveis pelas Parágrafo único. O responsável, pela guarda do veículo ou da embarcação, será
Parágrafo único. O réu ou seu defensor terá o prazo de 10 (dez) dias para repartições, órgãos ou punido com a pena de detenção, de
oferecer alegações escritas e arrolar unidades, até trinta dias antes do pleito, os veículos e embarcações 15 (quinze) dias a 6 (seis) meses, e pagamento de 60 (sessenta) a 100 (cem)
testemunhas. necessários. dias-multa.
Art. 360. Ouvidas as testemunhas da acusação e da defesa e praticadas as II - desatender à requisição de que trata o art. 2º: Lei Complementar 64/90 (Lei das Inelegibilidades)
diligências requeridas pelo Ministério Público Pena - pagamento de 200 a 300 dias-multa, além da apreensão do veículo para Art. 25. Constitui crime eleitoral a argüição de inelegibilidade, ou a
e deferidas ou ordenadas pelo juiz, abrir-se-á o prazo de 5 (cinco) dias a cada o fim previsto; impugnação de registro de candidato feito por
uma das partes - acusação e defesa - Lei 6.091/74, art. 2º - Se a utilização de veículos pertencentes às entidades interferência do poder econômico, desvio ou abuso do poder de
para alegações finais. previstas no art. autoridade, deduzida de forma temerária ou de
Art. 361. Decorrido esse prazo, e conclusos os autos ao juiz dentro de quarenta 1º não for suficiente para atender ao disposto nesta Lei, a Justiça Eleitoral manifesta má-fé:
e oito horas, terá o mesmo 10 (dez) dias requisitará Pena: detenção de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa de 20 (vinte) a 50
para proferir a sentença. veículos e embarcações a particulares, de preferência os de aluguel. (cinqüenta) vezes o valor do Bônus do
Art. 362. Das decisões finais de condenação ou absolvição cabe recurso para o OBS: art. 1º - Os veículos e embarcações, devidamente abastecidos e Tesouro Nacional (BTN) e, no caso de sua extinção, de título público que o
Tribunal Regional, a ser interposto no tripulados, pertencentes à substitua.
prazo de 10 (dez) dias. União, Estados, Territórios e Municípios e suas respectivas autarquias e Lei 9.504/97 (Lei Eleitoral)
Art. 363. Se a decisão do Tribunal Regional fôr condenatória, baixarão sociedades de economia Art. 33, § 4º - A divulgação de pesquisa fraudulenta constitui crime,
imediatamente os autos à instância inferior para a mista, excluídos os de uso militar, ficarão à disposição da Justiça Eleitoral punível com detenção de seis meses a um
execução da sentença, que será feita no prazo de 5 (cinco) dias, contados da para o transporte ano e multa no valor de cinqüenta mil a cem mil UFIR.
data da vista ao Ministério Público. gratuito de eleitores em zonas rurais, em dias de eleição. Art. 34. (VETADO)
§ 1º Mediante requerimento à Justiça Eleitoral, os partidos poderão ter acesso I - confecção de material impresso de qualquer natureza e tamanho; alterar, gravar ou transmitir dado, instrução ou programa ou provocar qualquer
ao sistema interno de controle, II - propaganda e publicidade direta ou indireta, por qualquer meio de outro resultado diverso do esperado em
verificação e fiscalização da coleta de dados das entidades que divulgaram divulgação, sistema de tratamento automático de dados usados pelo serviço eleitoral;
pesquisas de opinião relativas às eleições, destinada a conquistar votos; III - causar, propositadamente, dano físico ao equipamento usado na
incluídos os referentes à identificação dos entrevistadores e, por meio de III - aluguel de locais para a promoção de atos de campanha eleitoral; votação ou na totalização de votos ou a
escolha livre e aleatória de planilhas IV - despesas com transporte ou deslocamento de pessoal a serviço das suas partes.
individuais, mapas ou equivalentes, confrontar e conferir os dados publicados, candidaturas; Art. 74. Configura abuso de autoridade, para os fins do disposto no art. 22 da
preservada a identidade dos V - correspondência e despesas postais; Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de
respondentes. VI - despesas de instalação, organização e funcionamento de Comitês e 1990, a infringência do disposto no §1º do art. 37 da Constituição Federal,
§ 2º O não-cumprimento do disposto neste artigo ou qualquer ato que vise serviços necessários ficando o responsável, se candidato, sujeito ao
a retardar, impedir ou dificultar a às eleições; cancelamento do registro de sua candidatura.
ação fiscalizadora dos partidos constitui crime, punível com detenção, de VII - remuneração ou gratificação de qualquer espécie a pessoal que Crimes Eleitorais – pág. 8 de 8
seis meses a um ano, com a alternativa de preste serviços às
prestação de serviços à comunidade pelo mesmo prazo, e multa no valor de dez candidaturas ou aos comitês eleitorais; Art. 76. O ressarcimento das despesas com o uso de transporte oficial pelo
mil a vinte mil UFIR. VIII - montagem e operação de carros de som, de propaganda e Presidente da República e sua comitiva em
assemelhados; campanha eleitoral será de responsabilidade do partido político ou coligação a
IX - produção ou patrocínio de espetáculos ou eventos promocionais de que esteja vinculado.
§ 3º A comprovação de irregularidade nos dados publicados sujeita os candidatura; § 3º A falta do ressarcimento, no prazo estipulado, implicará a comunicação do
responsáveis às penas mencionadas no X - produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, inclusive os fato ao Ministério Público Eleitoral,
parágrafo anterior, sem prejuízo da obrigatoriedade da veiculação dos dados destinados à pelo órgão de controle interno.
corretos no mesmo espaço, local, horário, propaganda gratuita; § 4º Recebida a denúncia do Ministério Público, a Justiça Eleitoral
página, caracteres e outros elementos de destaque, de acordo com o veículo XI - pagamento de cachê de artistas ou animadores de eventos apreciará o feito no prazo de trinta dias,
usado. relacionados a campanha aplicando aos infratores pena de multa correspondente ao dobro das
Art. 35. Pelos crimes definidos nos arts. 33, § 4º e 34, §§ 2º e 3º, podem ser eleitoral; despesas, duplicada a cada reiteração de
responsabilizados penalmente os XII - realização de pesquisas ou testes pré-eleitorais; conduta.
representantes legais da empresa ou entidade de pesquisa e do órgão XIII - confecção, aquisição e distribuição de camisetas, chaveiros e outros Art. 87. Na apuração, será garantido aos fiscais e delegados dos partidos e
veiculador. brindes de coligações o direito de observar diretamente,
Art. 39, § 5º Constituem crimes, no dia da eleição, puníveis com detenção, campanha; a distância não superior a um metro da mesa, a abertura da urna, a abertura e a
de seis meses a um ano, com a XIV - aluguel de bens particulares para veiculação, por qualquer meio, de contagem das cédulas e o
alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e propaganda preenchimento do boletim .
multa no valor de cinco mil a quinze eleitoral; § 1º O não-atendimento ao disposto no caput enseja a impugnação do resultado
mil UFIR: XV - custos com a criação e inclusão de sítios na Internet; da urna, desde que apresentada
I - o uso de alto-falantes e amplificadores de som ou a promoção de comício XVI - multas aplicadas aos partidos ou candidatos por infração do antes da divulgação do boletim.
ou carreata; disposto na legislação § 2º Ao final da transcrição dos resultados apurados no boletim, o Presidente da
II - a distribuição de material de propaganda política, inclusive volantes e eleitoral. Junta Eleitoral é obrigado a
outros impressos, ou a prática de Art. 68, § 1º O Presidente da Mesa Receptora é obrigado a entregar cópia do entregar cópia deste aos partidos e coligações concorrentes ao pleito cujos
aliciamento, coação ou manifestação tendentes a influir na vontade do eleitor. boletim de urna aos partidos e coligações representantes o requeiram até uma hora após sua expedição.
Art. 40. O uso, na propaganda eleitoral, de símbolos, frases ou imagens, concorrentes ao pleito cujos representantes o requeiram até uma hora após a § 3º Para os fins do disposto no parágrafo anterior, cada partido ou coligação
associadas ou semelhantes às expedição. poderá credenciar até três fiscais
empregadas por órgão de governo, empresa pública ou sociedade de § 2º O descumprimento do disposto no parágrafo anterior constitui crime, perante a Junta Eleitoral, funcionando um de cada vez.
economia mista constitui crime, punível punível com detenção, de um a três § 4º O descumprimento de qualquer das disposições deste artigo constitui
com detenção, de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de meses, com a alternativa de prestação de serviço à comunidade pelo mesmo crime, punível com detenção de um a três meses, com a alternativa de
serviços à comunidade pelo mesmo período, período, e multa no valor de um mil a cinco prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período e multa, no valor de
e multa no valor de dez mil a vinte mil UFIR. mil UFIR. um mil a cinco mil UFIR.
Art. 41-A. Ressalvado o disposto no art. 26 e seus incisos, constitui captação Art. 70. O Presidente de Junta Eleitoral que deixar de receber ou de mencionar Art. 90. Aos crimes definidos nesta Lei, aplica-se o disposto nos arts. 287 e 355
de sufrágio, vedada por esta Lei, o em ata os protestos recebidos, ou ainda, a 364 da Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965 - Código Eleitoral.
candidato doar, oferecer, prometer, ou entregar, ao eleitor, com o fim de impedir o exercício de fiscalização, pelos partidos ou coligações, deverá ser § 1º Para os efeitos desta Lei, respondem penalmente pelos partidos e
obter-lhe o voto, bem ou vantagem imediatamente afastado, além de responder coligações os seus representantes legais.
pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública, desde pelos crimes previstos na Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965 - Código § 2º Nos casos de reincidência, as penas pecuniárias previstas nesta Lei
o registro da candidatura até o dia da Eleitoral. aplicam-se em dobro.
eleição, inclusive, sob pena de multa de mil a cinqüenta mil Ufir, e cassação do Art. 72. Constituem crimes, puníveis com reclusão, de cinco a dez anos: Art. 91. Nenhum requerimento de inscrição eleitoral ou de transferência será
registro ou do diploma, observado o I - obter acesso a sistema de tratamento automático de dados usado pelo recebido dentro dos cento e cinqüenta dias
procedimento previsto no art. 22 da Lei Complementar no 64, de 18 de maio de serviço eleitoral, a fim de alterar a anteriores à data da eleição.
1990. apuração ou a contagem de votos; Parágrafo único. A retenção de título eleitoral ou do comprovante de
Lei 9.504/97, art. 26 - São considerados gastos eleitorais, sujeitos a registro II - desenvolver ou introduzir comando, instrução, ou programa de computador alistamento eleitoral constitui crime,
e aos limites capaz de destruir, apagar, eliminar, punível com detenção, de um a três meses, com a alternativa de prestação de
fixados nesta Lei, dentre outros: serviços à comunidade por igual período,
e multa no valor de cinco mil a dez mil UFIR. exercício das funções regulares. Art. 97. Poderá o candidato, partido ou coligação representar ao Tribunal
Art. 94. Os feitos eleitorais, no período entre o registro das candidaturas até § 2º O descumprimento do disposto neste artigo constitui crime de Regional Eleitoral contra o Juiz Eleitoral que
cinco dias após a realização do segundo responsabilidade e será objeto de anotação descumprir as disposições desta Lei ou der causa ao seu descumprimento,
turno das eleições, terão prioridade para a participação do Ministério Público e funcional para efeito de promoção na carreira. inclusive quanto aos prazos processuais;
dos Juízes de todas as Justiças e § 3º Além das polícias judiciárias, os órgãos da receita federal, estadual e neste caso, ouvido o representado em vinte e quatro horas, o Tribunal
instâncias, ressalvados os processos de habeas corpus e mandado de municipal, os tribunais e órgãos de ordenará a observância do procedimento que
segurança. contas auxiliarão a Justiça Eleitoral na apuração dos delitos eleitorais, explicitar, sob pena de incorrer o Juiz em desobediência.
§ 1º É defeso às autoridades mencionadas neste artigo deixar de cumprir com prioridade sobre suas atribuições
qualquer prazo desta Lei, em razão do regulares.