P. 1
PROTOZOARIOS

PROTOZOARIOS

|Views: 444|Likes:
Publicado porflortini

More info:

Published by: flortini on Nov 17, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/24/2012

pdf

text

original

PROTOZOÁRIOS

INTRODUÇÃO Pertencentes ao Reino Protoctista Unicelulares Eucariontes Heterótrofos Vida livre e parasitas

CLASSIFICAÇÃO De acordo com as estruturas de locomoção Protozoários amebóides (Rizopodas) Apresentam pseudópodes Vida livre e parasitas Reprodução assexuada - cissiparidade Ex: amebas, foraminíferos, radiolários...

cissiparidade .Protozoários flagelados Presença de flagelos Vida livre e parasitas Reprodução assexuada .

Protozoários ciliados Presença de cílios Vida livre e parasitas Protozoários mais complexos Macronúcleo .vegetativo Micronúcleo .reprodutivo Citóstoma ± entrada de alimento Citopígeo ± eliminação de resíduos .

.

Protozoários esporozoários Sem estruturas de locomoção (deslocamento por deslizamento) Exclusivamente parasitas Reprodução por divisão múltipla esporogonia esquizogonia .

.

FISIOLOGIA Equilíbrio osmótico Em protozoários dulcícolas o vacúolo contrátil elimina o excesso de água Trocas gasosas Difusão simples .

Alimentação .

divisão binária bipartição .Reprodução Cissiparidade.

Conjugação (sexuada) .

PROTOZOOSES .

fígado e cérebro Profilaxia: saneamento básico. cuidados com água e alimentos .AMEBÍASE Agente etiológico: Entamoeba histolytica (parasita intestinal) Transmissão: ingestão de cistos em água ou alimentos contaminados Sintomas: disenteria. lesões nos pulmões. higiene pessoal.

Ciclo .

transfusão sanguínea.DOENÇA DE CHAGAS Agente etiológico: Trypanosoma cruzi (histoparasita) Transmissão: contato das fezes do percevejo barbeiro com o local da picada. amamentação e através da placenta .

Sintomas: cardiomegalia. controle de qualidade em bancos de sangue . fibrose cardíaca. melhoria nas condições de moradias. taquicardia. redução da pressão cardíaca Profilaxia: combate ao vetor.

Trypanosoma cruzi (forma tripanossoma) Triatoma infestans (barbeiro) .

.

.

LEISHMANIOSE (ÚLCERA DE BAURU) Agente etiológico: Leishmania brasiliensis Transmissão: picada do mosquito palha (Phlebotomus sp. deformação de mucosas e cartilagens Profilaxia: combate ao vetor. e Lutzomiya sp. tratamento do doente e vacinas .) Sintomas: feridas de difícil cicatrização.

Phlebotomus sp. .

Ciclo .

hepatoeslenomegalia. redução do tecido hematopoiético .LEISHMANIOSE VISCERAL Agente etiológico: Leishmania chagasi Transmissão: picada do mosquito palha Sintomas: ulcerações intestinais.

roupas.TRICOMONOSE (TRICOMONÍASE) Agente etiológico: Trichomonas vaginalis Transmissão: contato sexual. uso comum de toalhas. prurido Profilaxia: preservativos. vaginite. leucorréia. cuidados higiênicos . piscina. sanitários Sintomas: uretrite.

T. vagialis ciclo .

duodenite. cuidado com água e alimentos .GIARDÍASE Agente etiológico: Giardia lamblia Transmissão: ingestão de cistos do parasita em água e alimentos Sintomas: diarréia. higiene pessoal. cólicas Profilaxia: saneamento básico.

lamblia ciclo .G.

BALANTIDIOSE Agente etiológico: Balantidium coli Transmissão: ingestão de cistos do parasita em água e alimentos Sintomas: lesões no intestino grosso. diarréia. cuidados com água e alimentos . higiene pessoal. cólicas Profilaxia: saneamento básico.

B. coli ciclo .

TOXOPLASMOSE Agente etiológico: Toxoplasma gondii Transmissão: ingestão de cistos. ingestão de carnes contaminadas Sintomas: cegueira. problemas neurológicos Profilaxia: cuidados com manipulação e destino das fezes de animais domésticos . aborto.

.

MALÁRIA Agente etiológico: Plasmodium vivax ± febre terça benigna Plasmodium falciparum ± febre terça maligna Plasmodium malariae ± febre quartã .

icterícia.Transmissão: picada do mosquito prego (Anopheles sp. evitar áreas endêmicas. tomar medicamentos anti-maláricos . lesões nos vasos sanguíneos. combate ao vetor.) Sintomas: anemia. degeneração de tecidos. febres intermitentes Profilaxia: tratamento do doente. calafrios.

.Anopheles sp.

.

.

Destruição das hemáceas Gráfico da malária .

Áreas endêmicas .

cegueira. ingestão de carnes contaminadas cruas ou malcozidas Picada da fêmea do mosquito prego (Anopheles sp. fígado. aborto. Espasmos musculares . uso de inseticidas e larvicidas. hábitos higiênicos TRICOMONÍASE Trichomonas vaginalis flagelado Uretrite.) Lesões no sistema nervoso Letargia (sonolência). prurido e leucorréia TOXOPLASMOSE Toxoplasma gondii esporozoário Ingestão de cistos expelidos em fezes de gatos. pulmonares e cerebrais Lesões no intestino grosso Diarréia (fezes com sangue) PROFILAXIA Higiene pessoal Saneamento básico Cuidado com água e alimentos BALANTIDIOSE Balantidium coli ciliado Ingestão de cistos em água e alimentos Higiene pessoal Saneamento básico Cuidado com água e alimentos Higiene pessoal Saneamento básico Cuidado com água e alimentos Combate ao vetor GIARDÍASE Giardia lamblia flagelado Ingestão de cistos em água e alimentos Diarréia (duodenite) LEISHMANIOSE TEGUMENTAR (úlcera de Bauru) LEISHMANIOSE VISCERAL (calazar) DOENÇA DO SONO Leishmania brasiliensis flagelado Picada do mosquito palha (Phlebotomus sp. problemas neurológicos (fetos) Adotar medidas higiênicas para o destino e manipulação de fezes de animais Combate ao vetor (eliminac criadouros. rins e intestinos Combate ao vetor Trypanosoma gambiense flagelado Picada da mosca tsé-tsé (Glossina sp. uso de sanitários e banheiras sem condições de higiene Uso de toalhasúmidas contaminadas Hipertrofia dos órgãos afetados (principalmente o coração) Combate ao vetor Melhoria nas moradias (casas de alvenaria) Controle de sangue para transfusões Uso de preservativos.DOENÇA AMEBÍASE AGENTE ETIOLÓGICO Entamoeba histolytica rizópoda TRANSMISSÃO Ingestão de cistos em água e alimentos SINTOMAS Disenteria (fezes com sangue) Anemia Ulcerações no intestino Necroses hepáticas. e uso de telas em portas e janelas) MALÁRIA Plasmodium spp. caquexia Combate ao vetor DOENÇA DE CHAGAS Trypanosoma cruzi flagelado Contato das fezes do percevejo barbeiro com o local da picada Transfusão sanguínea Amamentação e placenta Ingestão do protozoário Contato sexual.) Geralmente assintomática.) Lesões no baço. mucosas e cartilagens) Leishmania chagasi flagelado Picada do mosquito palha (Pheblotomus sp.) Úlcerações de difícil cicatrização (pele. esporozoário Febres intemitentes (cíclicas).

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->