Você está na página 1de 2

COMO ELABORAR UM PORTFÓLIO

A elaboração do portfólio é um momento de auto-avaliação e reflexão, que permite


desenvolver habilidades de avaliar o próprio trabalho e experiências pessoais. É
importante ressaltar que todas as informações contidas no portfólio devem ser seguidas
de análises e comentários.

O portfólio deve conter alguns elementos, como: capa, folha de rosto, dedicatória,
agradecimentos, sumário, introdução, desenvolvimento e conclusão. Acompanhando
cada um deles.

Capa. Deve conter informações como instituição, título, nome completo do autor, local
(cidade da instituição) e ano.

Folha de rosto. Apresenta os elementos necessários à identificação do trabalho e deve


conter nome do autor, nome do professor orientador, título, finalidade do portfólio, local
(cidade), data (mês e ano).

Dedicatória. Folha opcional, na qual o autor dedica o seu trabalho.

Agradecimentos. É opcional, nesta folha são registrados os agradecimentos às pessoas


ou instituições que colaboraram na realização do trabalho.

Sumário. É a enumeração das divisões e capítulos, na ordem em que se encontram no


trabalho e com indicação da página inicial correspondente.

Introdução. É uma justificativa em que o autor explica o que é o trabalho, a importância


e a finalidade da elaboração deste documento.

Desenvolvimento. Pode ser dividido em três partes: pessoal, acadêmica e profissional.

(1) Desenvolvimento Pessoal.

Nesta etapa, é válido compor um perfil. É importante descrever como é a vida pessoal,
falar da família, dos amigos, o que gosta de fazer nos fins de semana, personalidade,
fatos que foram significativos e expectativas pessoais. Uma outra maneira de traçar o
perfil é pedir à família e aos amigos que escrevam relatos ou depoimentos sobre o autor
do portfólio. Também pode mencionar a realização de trabalhos voluntários em
organizações não-governamentais – ONGs – e instituições de assistência social, pois há
uma crescente preocupação por parte das organizações com o envolvimento em
programas e projetos sociais.

(2) Desenvolvimento Acadêmico.

É importante descrever todas as participações em eventos durante esta fase, como


congressos, seminários, cursos, pesquisas desenvolvidas e atividades acadêmicas. Deve
expor também as expectativas acadêmicas. Pode-se anexar uma variedade de avaliações
de disciplinas que tenha maior grau de afinidade, pois essa variedade de avaliações
indica que o autor tem uma visão generalista e amplo conhecimento. Lembre que o
portfólio é um documento para desenvolver uma reflexão crítica com relação às
próprias experiências e resultados, portanto não deve conter apenas avaliações,
certificados de cursos, congressos e seminários, é necessário que se relatem a
importância e o que acrescentou à vida acadêmica a participação nessas atividades.

(3) Desenvolvimento profissional.

Nesta etapa, devem-se relatar as experiências profissionais mais significativas, o que as


atividades desempenhadas trouxeram de benefícios e resultados para a organização, as
homenagens recebidas, certificados, prêmios e promoção. Apresente as expectativas
profissionais, estabelecendo objetivos de curto, médio e longo prazos, planos de
desenvolvimento e de carreira.

Considerações Finais. É a parte na qual se devem fazer as avaliações finais com relação
ao processo de construção do portfólio, expor o que acrescentou e a importância da
elaboração deste trabalho para os desenvolvimentos pessoal, acadêmico e profissional.

As vidas pessoal, acadêmica e profissional das pessoas estão sempre em constante


desenvolvimento, e o portfólio é um documento que revela todas essas mudanças e
expectativas. É um documento dinâmico, está sempre num processo de mudanças e
aperfeiçoamento, portanto deve ser atualizado com freqüência.