P. 1
TRIGONOMETRIA NO CÍRCULO

TRIGONOMETRIA NO CÍRCULO

5.0

|Views: 24.923|Likes:
Publicado poresteatose

More info:

Published by: esteatose on Nov 18, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/09/2014

pdf

text

original

TRIGONOMETRIA

Introdução A palavra trigonometria tem origem grega e significa “medida de triângulos” sendo formada pelos radicais tri = três, gonos = ângulo, metron = medir. A trigonometria começou como uma Matemática prática, para determinar distâncias que não podiam ser medidas diretamente. Serviu à navegação, à agrimensura e à astronomia. Existe a trigonometria plana que lida com figuras geométricas pertencentes a um único plano, e a trigonometria esférica trata dos triângulos que são secções da superfície de uma esfera. Ao lidar com a determinação de pontos e distâncias em três dimensões, a trigonometria esférica ampliou sua aplicação à Física, à Química e a quase todos os ramos da Engenharia, em especial no estudo de fenômenos periódicos como a vibração do som e o fluxo de corrente alternada. Arcos de Circunferência – Se dois pontos, A e B são tomados sobre uma circunferência, esta fica dividida em duas partes denominadas arcos de circunferência sendo A e B as extremidades desses arcos.
A A arco linearizado O B B

Medida de Arcos Medir um arco é compará-lo com outro arco adotado como unidade. As unidades adotadas são:
Grau (1º) – é o arco 1 360 da circunferência. unitário igual a Grado (1 gr) – é o arco unitário igual a
1 da 400 circunferência.

Radiano (1 rad) – é o arco unitário cujo comprimento é igual a um RAIO da circunferência.

A medida (em graus) de um arco de circunferência é igual à medida do ângulo central correspondente.

Alex Pereira
1

∗ O grau admite como subdivisões o minuto ( ‘ ) e o segundo ( “ ), de forma que: ∗ 1º = 60’ e 1’ = 60” ∗ 360º ⇔ 400 gr ⇔ 2 π
rad ou 180º ⇔ 200 gr ⇔

π

rad

Exercícios de Revisão
01. Se a medida de um arco, em graus, é igual a 128, sua medida em radianos é igual a a) (π /4) - 17 b) (64/15)π c) (64/45)π d) (16/25)π e) (32/45)π

Comprimento de Arco
É o produto do raio da circunferência pela medida, em radianos, do ângulo central correspondente.

r
α rad

 =α.r

r

Exercícios de Revisão
01.Qual é o comprimento de um arco correspondente a um ângulo central de 60º contido numa circunferência de raio 1,5cm?

Alex Pereira
2

5m e r = 0.Dados o comprimento C do arco AB e o raio da circunferência.02. ou seja. respectivamente quando o sentido de for anti-horário ou horário.04m c) C = 6cm e r = 2cm Ciclo Trigonométrico Circunferência centrada na origem do plano cartesiano de raio unitário. Os eixos cartesianos (x e y) determinam na circunferência quatro arcos congruentes chamados quadrantes. s Q2 (2º quadrante) A’ -1 O Q3 (3º quadrante) -1 B’ Q4 (4º quadrante) B 1 1 A O Q1 (1º quadrante) A s + Medida Algébrica de Arcos Orientados Sendo AP um arco trigonométrico de medida x em graus ou radianos a medida algébrica de AP é um número real dado por + x ou – x.25m b) C = 2cm e r = 0. Por convenção o ponto A(1. P  y AP =  A y A  60° = 300°  x P AP = . a) C = 0. calcule a medida do arco em radianos. para percorrer estes arcos A será sempre o ponto de partida e o sentido antihorário é considerado como positivo do percurso. Alex Pereira x 3 .0) é a origem dos arcos orientados dessa circunferência.

com extremidades no mesmo ponto P.y P 60° A x Observe que. com medidas e sentidos diferentes. os arcos 60º e – 300º têm as mesmas origem e extremidade Quando P coincide com A. Por exemplo. temos três casos distintos:  P A P A  P A  Arco nulo (0°) Arco de uma volta positiva(360° ou 2 ) Arco de uma volta negativa(-360° ou 2) Arcos com mais de uma volta Em trigonometria. por exemplo quando um móvel dá duas voltas em uma pista circular o mesmo percorre um arco de 720º. Esta notação é comum ao nosso cotidiano. pois cada volta corresponde a um arco de 360º. existem arcos com medidas maiores que 360º (ou menores que – 360º) para representar mais de uma volta no sentido positivo (ou negativo). Observe as seqüências de arcos abaixo: 60° 420° 780° Alex Pereira 4 . existem dois arcos AP .

-340º (ARCOS CÔNGRUOS) 1ª determinação negativa Expressão geral: s P O x = x 0 + 2kπ x0 A r Expressão geral: AP = x0 + 2kπ (k∈Z) Alex Pereira 5 . 1ª determinação positiva  20º.300° 660° 60º – 360º . 0 60º + 360º . 2 60º + 360º .60º + 360º . 740º. ou seja têm a mesma extremidade. 380º. 1 Arcos Côngruos Arcos que diferem de um número inteiro de voltas.onde x é chamado primeira determinação positiva se 0<x 60º – 360º . 1 Um ponto P da ciclo trigonométrico é extremidade de uma coleção de arcos cuja expressão geral é:x + 360º⋅ k ou x + 2kπ (k∈Z) . 2 ≤ 2π . 110º.

Determine a MDP (menor ou 1a determinação positiva) e a MDN (maior ou 1a determinação negativa) para cada arco a seguir: a)1400º b)– 1200º 7 c) 1 π 3 83 π d) 4 23 π e) 4 02. Alex Pereira 6 . Indique a expressão geral dos arcos cujas extremidades são os pontos indicados nas figuras abaixo: a) 150° b) c) 45° 45° d) A D 45° C B  e) Os pontos destacados representam os vértices de um hexágono regular  Razões Trigonométricas no Ciclo Trigonométrico Seno e Cosseno No plano cartesiano cada ponto P corresponde a um par de números reais denominados abscissa e ordenada.Exercícios de Revisão 01.

ou seja.1   sen() P(sen.1) 270º ou 360º ou 2π 0 Como sen x e cos x são as coordenadas de um ponto do plano cartesiano então os sinais do seno e do cosseno dependem do quadrante do ponto. O valor máximo assumido pelo seno ou cosseno é 1 e o mínimo é -1. cosx ≤ 1 Exercícios de Revisão Alex Pereira 7 .0) (1.0) 360º ou 2π Sinal do Seno e do Cosseno (0. SINAIS DO SENO SINAIS DO COSSENO . cos} o seno do arco é a ordenada de P cos() o cosseno do arco é a abscissa de P Preencha os espaços em branco do quadro ao lado com os valores do seno e cosseno dos seguintes arcos trigonométricos indicados no círculo se co arco (0.1) n s 90º ou 0 180º ou π 1 1 (1.1 ≤ senx.

e) sen 2x > 0. Eixo das tangentes 90º (não existe tg) tg 60º tgx tg 220º 155º tg 30º x 1  220º tg 155º 180º (não existe tg) tg 310º Alex Pereira 8 . Se x é a medida de um ângulo em radianos e a) cos x > 0. d) sen x < 0.Para que valores reais de m existe a relação senx = a) -1 ≤ b) -2 ≤ c) -1 ≤ d) -2 ≤ e) -3 ≤ m≤ m≤ m≤ m≤ m≤ 1 2 2 1 1 2 m −1 ? 3 Tangente O eixo das tangentes é a reta paralela ao eixo dos cossenos pela origem dos arcos. Para se obter a tangente de um arco basta prolongar radialmente a reta que passa pela origem do plano cartesiano e pela extremidade do arco até interceptar o eixo das tangentes.01. Se a medida x de um arco é tal que a) sen (x + π ) > 0 b) cos (x + π ) < 0 c) tg (x + π ) > 0 d) cos (x + 2π ) > 0 e) sen (x + 2π ) > 0 π 2 < x < π . então 02. então 2 03. π 2 <x< 3π . b) cos 2x < 0.. c) tgx > 0.

ou seja: π a tangente de x só existe se : x ≠ + k . podemos obter o sinal da tangente através dos sinais do seno e do cosseno. cotg x Cotg 160° 160º 90 º cotg 50° 50 º x  180º (cotg não existe) 0 (cotg não existe) Alex Pereira 9 .π 2 Sinal da Tangente Usando que tg(x) = sen(x)/cos(x) e a regra de sinais para a divisão. Para se obter a cotangente de um arco basta prolongar radialmente a reta que passa pela origem do plano cartesiano e pela extremidade do arco até interceptar o eixo das cotangentes. Sinal do seno Sinal do cosseno Sinal do tangente Cotangente O eixo das cotangentes é a reta paralela ao eixo dos senos pela extremidade do arco de 90º. bem como todos os seus côngruos.Note que a tangente não está definida para os arcos 90º. 270º.

as razões inversas do seno e do cosseno. ou seja cotg x eixo cotangente x a cotangente de x existe se : x ≠ k .π Sinal da Cotangente A cotangente possui o mesmo sinal da tangente. cossec x existe se x ≠ k . Cossecante e Secante Representam. sendo positiva nos quadrantes ímpares (1o Q e 3o Q) e negativa nos pares (2o Q e 4o Q).π O sinal da cossecante coincide com o sinal do seno da mesma forma que o da secante coincide com o do cosseno. 180º.π sec x existe se x ≠ π 2 + k . respectivamente. Para obtê-las basta prolongar a reta tangente ao ciclo trigonométrico que passa pela extremidade do arco até encontrar os eixos coordenados.Note que a cotangente não está definida para os arcos 0º. Alex Pereira 10 . bem como todos os seus côngruos. pois é a sua razão inversa.

então Alex Pereira 11 .Interpretação Geométrica de todas as Razões Trigonométricas cotg 1 cossec  sen tg  cos sec RELAÇÕES IMPORTANTES: Do triângulo retângulo acima tiramos que: TRIGONOMÉTRICAS sen2 α + cos2 α = 1 (Dividindo esta ralação por cos2 α e por sen2 α . tgx é igual a a) √2/3 b) 2/3 c) 1/2 d) √5/2 e) √3/2 π 2 ]. Se secx = 3/2.Seja x um número real pertencente ao intervalo [0. respectivamente temos as seguintes relações derivadas tg2α + 1 = sec2α e tg2α + 1 = sec2α Exercícios de Revisão 01.

calcular o valor da expressão y = sen2 x + 2 tg2 x 05. então tg x vale: 2 a) b) c) d) e) -4/3. -7/4.Sendo x um arco do 2º quadrante e sec x = .02. 5/3.Simplifique a expressão E = 2 − sen 2 x − tg 2 x cos 2 x Redução ao 1o Quadrante Dado um arco qualquer do 2oQ. 04. -3/4.Se senx = 2 . 3oQ ou 4oQ podemos determinar um arco do 1oQ que tem as mesmas razões trigonométricas do arco dado.4/5. então cossec x é: 06. 7/4. Se o cos x = 3/5 e < x < 0.Sabendo que sec x = 3.3. calcule o valor da expressão 2 y= sec 2 x −1 tg 2 x + 1 07. então cossecx é igual a a) -5/3 b) -3/5 c) 3/5 d) 4/5 e) 5/3 π 03. Alex Pereira 12 . em valor absoluto (o sinal pode não ser o mesmo).Se x é um arco do 3o quadrante e cosx = .

sen 1 2 2 2 3 2 cos 3 2 2 2 tg 1oQ 3 3 sen e cos e tg e cotg cossec sec + + – – + – – + + – + – 2oQ 3oQ 4oQ 30º 45º 60º 1 3 1 2 Sendo x um arco do 1oQ ( 0 < x < π ).x)  cos(x) tg(180°.É importante lembrar dos valores das razões trigonométricas dos ângulos notáveis do 1oQ e que os sinais destas razões dependem do quadrante do arco a ser substituído. temos: 2 180º – x ∈ 2oQ 180° .x  tg(180º – x) = – tg x tg(x)  Sen(180°sen(x) x) x x cos(180°.x)  cossec(180º – x) = cossec x  sec(180º – x) = – sec x  cotg(180º – x) = – cotg x Alex Pereira 13 . 180º + x ∈ 3oQ 360º – x ∈ 4oQ  180° +   sen(180º – x) = sen x  cos(180º – x) = – cos x Redução do 2oQ para o 1oQ 180° .        360° .

x) Alex Pereira 14 .x) x  tg(360°.Redução do 3oQ para o 1oQ sen(180º + x) = – sen x cos(180º + x) = – cos x tg(180º + x) = tg x sen(x) cos(180° + x) x x  tg(x)  cos(x) sen(180° + x) 180° + x cossec(180º+x) = – cossec x sec(180º + x) = – sec x cotg(180º + x) = cotg x  sen(360º – x) = – sen x  cos(360º – x) = cos x  tg(360º – x) = – tg x  Redução do 4oQ para o 1oQ senx x tg(x)  cossec(360º – x) = – cossec x  sec(360º – x) = sec x  cotg(360º – x) = – cotg x sen(360° .

Localize o quadrante do arco a ser reduzido.x  x x x  360° . Encontre o arco(x) correspondente no 1oQ. Encontre o sinal da razão trigonométrica no referido quadrante. 180° .x x 180° + x x  2oQ ⇒ quanto falta para 180º 3oQ ⇒ quanto passa de 180º 4oQ ⇒ quanto falta para 360º Exercícios de Revisão 01. 3.Determine o valor de: a) sen 120º b) tg 240º c) cos 150º Alex Pereira 15 .Regra Prática 1. 2.

.x) = b) cos (π + x) = d) cos (2π + x) = f) sen (3π + x) = h) sec (π . conserva-se a razão trigonométrica e o sinal é o mesmo da razão trigonométrica no quadrante em que está kπ ± x. sem perda de generalidade. sem perda de generalidade.x) = i) sen (11π . que x é um arco do 1oQ.x) = j) cos( 14π + x) = Simplificação de razões Trigonométricas arcos da forma (kπ /2) ± x. Exemplo: a) sen (π + x) = c) sen (2π + x) = e) sen (3π + x) = g) tg (π . expressã o sen tg sec co-função cos cotg cossec Alex Pereira 16 . que x é um arco do 1oQ. k inteiro ímpar dos Supondo. troca-se a razão trigonométrica pela co-expressão e o sinal é o mesmo da razão trigonométrica no quadrante em que está (kπ /2) ± x.d) sen 300º e) cos 2490º Simplificação de razões Trigonométricas arcos da forma kπ ± x (k∈Z) dos Supondo.

x) = c) sen ( π 2 + x) = d) cos ( π 2 + x) = 3π .Exemplo: Simplifique as seguintes expressões: a) sen ( π 2 .De acordo com as relações de redução ao 1 o quadrante.sec 300º é igual a: a) 5 2 3 − 2 3 1 2 3 − 2 3 3 2 b)c) − d) 3 2 3 2 e)2 - 02.A expressão sen 270º . calcule o valor da expressão.x) = 2 e) tg ( 3π + x) = 2 e) cossec ( Exercícios de Revisão 01.x) = b) cos ( π 2 .cos 150º . 2 cos x + cos( π − x ) 4 sen  π  − x  + cos( 2π − x ) 2  a)1/5 b) 2/5 c)3/8 d)5/2 e)6 Alex Pereira 17 .tg 135º .

é equivalente a: sen – x  2  a)5 sen x b) 8 tg x c)2 tg x d)7 sec x e)8 cos x 04. para todo x real.A expressão .Resolva as expressões trigonométricas: a) sen 840 º +tg 135 º = cos 420 º b) sen 13π 9π + tg 6 4 = cos( π ) 05.Calcule o valor da expressão : E= sen 2 x + cos 8 x π para x = 2 2 sen 3 x Alex Pereira 18 .sen( π – x ) + 7 ⋅ senx π  03.

Alex Pereira 19 .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->