Você está na página 1de 20

TRIGONOMETRIA

Introdução
A palavra trigonometria tem origem grega e significa “medida de triângulos” sendo
formada pelos radicais tri = três, gonos = ângulo, metron =
medir.
A trigonometria começou como uma Matemática prática, para determinar
distâncias que não podiam ser medidas diretamente. Serviu à navegação, à
agrimensura e à astronomia.
Existe a trigonometria plana que lida com figuras geométricas pertencentes a
um único plano, e a trigonometria esférica trata dos triângulos que são secções da
superfície de uma esfera.
Ao lidar com a determinação de pontos e distâncias em três dimensões, a
trigonometria esférica ampliou sua aplicação à Física, à Química e a quase todos os
ramos da Engenharia, em especial no estudo de fenômenos periódicos como a
vibração do som e o fluxo de corrente alternada.
Arcos de Circunferência – Se dois pontos, A e B são tomados sobre uma
circunferência, esta fica dividida em duas partes denominadas arcos de
circunferência sendo A e B as extremidades desses arcos.
A
A
arco linearizado
O

B
B

Medida de Arcos
Medir um arco é compará-lo com outro arco adotado como unidade. As unidades
adotadas são:

Grau (1º) – é o arco Grado (1 gr) – é o Radiano (1 rad) – é o


arco unitário igual a arco unitário cujo
1
unitário igual a 1 comprimento
360 da
400 é igual a um RAIO da
da circunferência.
circunferência. circunferência.

A medida (em graus) de um arco de circunferência é igual à medida do ângulo


central correspondente.

Alex Pereira
1
∗ O grau admite como subdivisões o minuto ( ‘ ) e o segundo ( “ ), de forma que:
∗ 1º = 60’ e 1’ = 60”
∗ 360º ⇔ 400 gr ⇔ 2 π rad ou 180º ⇔ 200 gr ⇔ π rad

Exercícios de Revisão

01. Se a medida de um arco, em graus, é igual a 128, sua medida em radianos é


igual a
a) (π /4) - 17
b) (64/15)π
c) (64/45)π
d) (16/25)π
e) (32/45)π

Comprimento de Arco
É o produto do raio da circunferência pela medida, em radianos, do ângulo central
correspondente.

α rad 
 =α.r
r

Exercícios de Revisão

01.Qual é o comprimento de um arco correspondente a um ângulo central de 60º


contido numa circunferência de raio 1,5cm?

Alex Pereira
2
02.Dados o comprimento C do arco AB e o raio da circunferência, calcule a medida
do arco em radianos.

a) C = 0,5m e r = 0,25m
b) C = 2cm e r = 0,04m
c) C = 6cm e r = 2cm

Ciclo Trigonométrico
Circunferência centrada na origem do plano cartesiano de raio unitário. Por
convenção o ponto A(1,0) é a origem dos arcos orientados dessa circunferência, ou
seja, para percorrer estes arcos A será sempre o ponto de partida e o sentido anti-
horário é considerado como positivo do percurso.

Os eixos cartesianos (x e y) determinam na circunferência quatro arcos


congruentes chamados quadrantes.
s
s
Q2 (2º quadrante) B Q1 (1º quadrante) +
1
A
A’ -1 1 A
O O

-1 -
Q3 (3º quadrante) Q4 (4º quadrante)
B’

Medida Algébrica de Arcos Orientados

Sendo AP um arco trigonométrico de medida x em graus ou radianos a medida


algébrica de AP é um número real dado por + x ou – x, respectivamente quando o
sentido de for anti-horário ou horário.

AP =
P y y


A A
 60° = 300°

x Alex
AP =-x
Pereira
P
3
y

60°
A x

Observe que, com extremidades no mesmo ponto P, existem dois arcos AP , com
medidas e sentidos diferentes. Por exemplo, os arcos 60º e – 300º têm as mesmas
origem e extremidade

Quando P coincide com A, temos três casos distintos:

P A P A P A
  

Arco nulo (0°) Arco de uma volta Arco de uma volta


negativa(-360° ou -
positiva(360° ou 2)
2)

Arcos com mais de uma volta


Em trigonometria, existem arcos com medidas maiores que 360º (ou menores que –
360º) para representar mais de uma volta no sentido positivo (ou negativo). Esta
notação é comum ao nosso cotidiano, por exemplo quando um móvel dá duas
voltas em uma pista circular o mesmo percorre um arco de 720º, pois cada volta
corresponde a um arco de 360º.
Observe as seqüências de arcos abaixo:
420° 780°
60°

Alex Pereira
4
60º + 360º . 0 60º + 360º . 1
60º + 360º . 2 Um ponto P da ciclo
trigonométrico é
extremidade de uma
coleção de arcos cuja
- expressão geral é:x +
- 300°
660° 360º⋅ k ou x + 2kπ
(k∈Z) ;onde x é chamado
primeira determinação
positiva se
60º – 360º . 1 60º – 360º 0 .< 2
x ≤ 2π

Arcos Côngruos
Arcos que diferem de um número inteiro de voltas, ou seja têm a mesma
extremidade.

1ª determinação positiva


20º, 380º, 740º, 110º, -340º (ARCOS CÔNGRUOS)

1ª determinação negativa

Expressão geral:
s
x = x 0 + 2kπ
P
x0
Expressão geral:
O A r AP = x0 + 2kπ
(k∈Z)

Alex Pereira
5
Exercícios de Revisão

01.Determine a MDP (menor ou 1a determinação positiva) e a MDN (maior ou 1a


determinação negativa) para cada arco a seguir:
a)1400º
b)– 1200º
c) 17 π
3
83 π
d)
4
23 π
e)
4
02. Indique a expressão geral dos arcos cujas extremidades são os pontos indicados
nas figuras abaixo:

a) b) c)

150°

45° 45°
d) e)
Os pontos destacados
A B
representam os
vértices de um
D 45° C   hexágono regular

Razões Trigonométricas no Ciclo


Trigonométrico
Seno e Cosseno
No plano cartesiano cada ponto P corresponde a um par de números reais
denominados abscissa e ordenada.

Alex Pereira
6
P(sen,
1 cos}
 
sen()
o seno do arco é a ordenada de P

cos() o cosseno do arco é a abscissa de P

Preencha os espaços em branco do quadro ao lado com os valores do seno e


cosseno dos seguintes arcos trigonométricos indicados no círculo
se co
(0,1)
arco
90º ou n s
0 1

180º ou 1
π (1,0)
(-
1,0) 360º ou

(0,-
1) 0
270º ou
Sinal do Seno e do Cosseno 360º ou 2π
Como sen x e cos x são as coordenadas de um ponto do plano cartesiano então os
sinais do seno e do cosseno dependem do quadrante do ponto.

O valor máximo assumido


pelo seno ou cosseno é 1 e o
mínimo é -1, ou seja,

- 1 ≤ senx, cosx ≤ 1
SINAIS DO SINAIS DO
SENO COSSENO

Exercícios de Revisão

Alex Pereira
7
π
01. Se a medida x de um arco é tal que < x < π , então
2
a) sen (x + π ) > 0
b) cos (x + π ) < 0
c) tg (x + π ) > 0
d) cos (x + 2π ) > 0
e) sen (x + 2π ) > 0
π 3π
02.. Se x é a medida de um ângulo em radianos e <x< , então
2 2
a) cos x > 0.
b) cos 2x < 0.
c) tgx > 0.
d) sen x < 0.
e) sen 2x > 0.
2 m −1
03.Para que valores reais de m existe a relação senx = ?
3
a) -1 ≤ m≤ 1
b) -2 ≤ m≤ 2
c) -1 ≤ m≤ 2
d) -2 ≤ m≤ 1
e) -3 ≤ m≤ 1

Tangente
O eixo das tangentes é a reta paralela ao eixo dos cossenos pela origem dos arcos.
Para se obter a tangente de um arco basta prolongar radialmente a reta que passa
pela origem do plano cartesiano e pela extremidade do arco até interceptar o eixo
das tangentes.

Eixo das tangentes


tg 60º
90º (não
existe tg)
tg 220º
tgx 155º
tg 30º

x

1

tg 155º
220º
tg 310º
180º (não
existe tg)
Alex Pereira
8
Note que a tangente não está definida para os arcos 90º, 270º, bem como todos
os seus côngruos, ou seja:
π
a tangente de x só existe se : x ≠ + k .π
2

Sinal da Tangente
Usando que tg(x) = sen(x)/cos(x) e a regra de sinais para a divisão, podemos obter
o sinal da tangente através dos sinais do seno e do cosseno.

Sinal do Sinal do
Sinal do tangente
seno cosseno

Cotangente
O eixo das cotangentes é a reta paralela ao eixo dos senos pela extremidade do
arco de 90º. Para se obter a cotangente de um arco basta prolongar radialmente a
reta que passa pela origem do plano cartesiano e pela extremidade do arco até
interceptar o eixo das cotangentes.

cotg
cotg
Cotg 160° 50°
x 90 50
º º
x 160º

 180º (cotg não 0 (cotg não


existe) existe)

Alex Pereira
9
Note que a cotangente não está definida para os arcos 0º, 180º, bem como todos os
seus côngruos, ou seja

cotg x eixo cotangente

a cotangente de x existe se : x ≠ k .π

Sinal da Cotangente
A cotangente possui o mesmo sinal da tangente, pois é a sua razão inversa, sendo
positiva nos quadrantes ímpares (1o Q e 3o Q) e negativa nos pares (2o Q e 4o Q).

Cossecante e Secante
Representam, respectivamente, as razões inversas do seno e do cosseno. Para
obtê-las basta prolongar a reta tangente ao ciclo trigonométrico que passa pela
extremidade do arco até encontrar os eixos coordenados.

cossec x existe se x ≠ k .π

π
sec x existe se x ≠ + k .π
2

O sinal da cossecante coincide com o sinal do seno da mesma forma que o da


secante coincide com o do cosseno.

Alex Pereira
10
Interpretação Geométrica de todas as Razões Trigonométricas

cotg

1
cossec

tg
sen


cos
sec

RELAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS
IMPORTANTES:
Do triângulo retângulo acima tiramos que:

sen2 α + cos2 α = 1 (Dividindo esta ralação por cos2 α e por sen2 α ,


respectivamente temos as seguintes

relações derivadas tg2α + 1 = sec2α e tg2α + 1 = sec2α

Exercícios de Revisão
π
01.Seja x um número real pertencente ao intervalo [0, ]. Se secx = 3/2, então
2
tgx é igual a
a) √2/3
b) 2/3
c) 1/2
d) √5/2
e) √3/2

Alex Pereira
11
02.Se x é um arco do 3o quadrante e cosx = - 4/5, então cossecx é igual a
a) -5/3
b) -3/5
c) 3/5
d) 4/5
e) 5/3
π
03. Se o cos x = 3/5 e - < x < 0, então tg x vale:
2
a) -4/3.
b) -3/4.
c) 5/3.
d) 7/4.
e) -7/4.

04.Sabendo que sec x = 3, calcular o valor da expressão y = sen2 x + 2 tg2 x

05.Sendo x um arco do 2º quadrante e sec x = - 3, então cossec x é:

2 sec 2 x −1
06.Se senx = , calcule o valor da expressão y=
2 tg 2 x + 1

2 − sen 2 x
07.Simplifique a expressão E = − tg 2 x
cos 2 x

Redução ao 1o Quadrante
Dado um arco qualquer do 2oQ, 3oQ ou 4oQ podemos determinar um arco do 1oQ
que tem as mesmas razões trigonométricas do arco dado, em valor absoluto (o
sinal pode não ser o mesmo).

Alex Pereira
12
É importante lembrar dos valores das razões trigonométricas dos ângulos notáveis
do 1oQ e que os sinais destas razões dependem do quadrante do arco a ser
substituído.

sen e cos e
tg e cotg
sen cos tg cossec sec
1oQ + + +
1 3 3
30º 2 2 3 2oQ + – –
2 2 3oQ – – +
45º 2 2 1
3 1 4oQ – + –
60º 2 2 3

π
Sendo x um arco do 1oQ ( 0 < x < ), temos:
2

180º – x ∈ 2oQ
180° - 
 
180º + x ∈ 3oQ
 
180° +  
360° - 
 360º – x ∈ 4oQ

 sen(180º – x) = sen x

 cos(180º – x) = – cos x

Redução do 2oQ para o 1oQ


180° - x  tg(180º – x) = – tg x

Sen(180°-
sen(x) tg(x)
x)  cossec(180º – x) =
x x
cossec x
cos(180°- x) cos(x)
tg(180°- x)
 sec(180º – x) = – sec x

 cotg(180º
Alex Pereira – x) = – cotg x
13
Redução do 3oQ para o 1oQ
sen(180º + x) = – sen x

cos(180º + x) = – cos x
x

tg(180º + x) = tg x
sen(x) tg(x)
cos(180° + x) x  cossec(180º+x) = –
cos(x) cossec x
sen(180° +
x)
180° + x sec(180º + x) = – sec x

cotg(180º + x) = cotg x

 sen(360º – x) = – sen x

 cos(360º – x) = cos x

 tg(360º – x) = – tg x

Redução do 4oQ para o 1oQ
senx tg(x)  cossec(360º – x) = – cossec x
x

 sec(360º – x) = sec x
sen(360° - x) tg(360°- x)
x
  cotg(360º – x) = – cotg x
Alex Pereira
14
Regra Prática
1. Localize o quadrante do arco a ser reduzido.

2. Encontre o sinal da razão trigonométrica no referido


quadrante.

3. Encontre o arco(x) correspondente no 1oQ.

180° - x
 x
2oQ ⇒ quanto falta para 180º
x x
3oQ ⇒ quanto passa de 180º
180° + x x x
360° - x 4oQ ⇒ quanto falta para 360º

Exercícios de Revisão

01.Determine o valor de:


a) sen 120º

b) tg 240º

c) cos 150º

Alex Pereira
15
d) sen 300º

e) cos 2490º

Simplificação de razões Trigonométricas dos


arcos da forma kπ ± x (k∈Z)

Supondo, sem perda de generalidade, que x é um arco do 1oQ, conserva-se a


razão trigonométrica e o sinal é o mesmo da razão trigonométrica no quadrante em
que está kπ ± x.

Exemplo:
a) sen (π + x) = b) cos (π + x) =

c) sen (2π + x) = d) cos (2π + x) =

e) sen (3π + x) = f) sen (3π + x) =

g) tg (π - x) = h) sec (π - x) =
i) sen (11π - x) = j) cos( 14π + x) =

Simplificação de razões Trigonométricas dos


arcos da forma (kπ /2) ± x, k inteiro ímpar
Supondo, sem perda de generalidade, que x é um arco do 1oQ, troca-se a razão
trigonométrica pela co-expressão e o sinal é o mesmo da razão trigonométrica no
quadrante em que está (kπ /2) ± x,.

expressã
co-função
o
sen cos

tg cotg

cossec Alex Pereira


sec 16
Exemplo: Simplifique as seguintes expressões:

π π
a) sen ( - x) = b) cos ( - x) =
2 2

π π
c) sen ( + x) = d) cos ( + x) =
2 2

3π 3π
e) tg ( + x) = e) cossec ( - x) =
2 2

Exercícios de Revisão

01.A expressão sen 270º - cos 150º - tg 135º - sec 300º é igual a:
5 2 3
a) −
2 3
1 2 3
b)- −
2 3
3
c) −
2
3
d)
2
3
e)2 -
2
02.De acordo com as relações de redução ao 1 o quadrante, calcule o valor da
expressão.
2 cos x + cos( π − x )
π 
4 sen  − x  + cos( 2π − x )
2 
a)1/5
b) 2/5
c)3/8
d)5/2
e)6

Alex Pereira
17
sen( π – x ) + 7 ⋅ senx
03.A expressão π  , para todo x real, é equivalente a:
sen – x 
2 
a)5 sen x
b) 8 tg x
c)2 tg x
d)7 sec x
e)8 cos x

04.Resolva as expressões trigonométricas:

sen 840 º +tg 135 º


a) =
cos 420 º

13π 9π
sen + tg
b) 6 4 =
cos( π )

05.Calcule o valor da expressão :


sen 2 x + cos 8 x π
E= 2 para x =
sen 3 x 2

Alex Pereira
18
Alex Pereira
19

Você também pode gostar