Você está na página 1de 20

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

Escola Politécnica da USP PCC 2515 – Alvenaria Estrutural BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES Prof. Dr.
Escola
Politécnica da
USP
PCC
2515 – Alvenaria Estrutural
BLOCOS,
ARGAMASSAS
E
GRAUTES
Prof. Dr. Luiz Sérgio Franco
aula 8
CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO 3 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CARACTERÍSTICAS
DA
PRODUÇÃO
3
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
IMPORTÂNCIA DOS BLOCOS ! DETERMINA CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES DA PRODUÇÃO ! peso e dimensões -
IMPORTÂNCIA
DOS
BLOCOS
! DETERMINA
CARACTERÍSTICAS
IMPORTANTES
DA
PRODUÇÃO
! peso e dimensões -
produtividade
! formato - técnica de execução
! precisão dimensional - revestimentos e
demais componentes
2
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO 4 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CARACTERÍSTICAS DA
PRODUÇÃO
4
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO 5 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CARACTERÍSTICAS
DA
PRODUÇÃO
5
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
IMPORTÂNCIA DOS BLOCOS ! DETERMINA AS CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES PARA O PROJETO ! modulação ! coordenação
IMPORTÂNCIA
DOS
BLOCOS
! DETERMINA
AS
CARACTERÍSTICAS
IMPORTANTES PARA
O PROJETO
! modulação
! coordenação dimensional
! passagem de tubulações
7
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO 6 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CARACTERÍSTICAS
DA
PRODUÇÃO
6
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CARACTERÍSTICAS DO PROJETO
CARACTERÍSTICAS
DO
PROJETO

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

CARACTERÍSTICAS DO PROJETO
CARACTERÍSTICAS
DO
PROJETO
CARACTERÍSTICAS DO PROJETO
CARACTERÍSTICAS
DO
PROJETO
CARACTERÍSTICAS DO PROJETO 10 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CARACTERÍSTICAS
DO
PROJETO
10
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
COMPONENTES DE ALVENARIA - BLOCOS E TIJOLOS ! COMPONENTE INDUSTRIAL) (DE PRODUÇÃO DE DIMENSÕES E
COMPONENTES
DE
ALVENARIA -
BLOCOS
E TIJOLOS
! COMPONENTE
INDUSTRIAL)
(DE PRODUÇÃO
DE DIMENSÕES
E PESO
QUE O TORNAM MANUSEÁVEL,
DE
GEOMETRIA REGULAR (FORMATO
PARALELEPIPEDAL) E ADEQUADO
PARA COMPOR UMA ALVENARIA
12
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

CLASSIFICAÇÕES DOS COMPONENTES DE ALVENARIA (segundo norma ISO) ! dimensões ! percentual de vazios !
CLASSIFICAÇÕES
DOS
COMPONENTES
DE
ALVENARIA
(segundo norma
ISO)
! dimensões
! percentual de vazios
! materiais
! resistência à compressão
13
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÕES DOS COMPONENTES DE ALVENARIA De acordo com os materiais: ! DE CONCRETO ! CERÂMICO
CLASSIFICAÇÕES
DOS
COMPONENTES
DE
ALVENARIA
De acordo
com
os
materiais:
! DE CONCRETO
! CERÂMICO
! DE CONCRETO AERADO AUTO-
CLAVADO
! SÍLICO-CALCÁRIO
15
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PERFURADO e VAZADO 14 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PERFURADO
e
VAZADO
14
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO: BLOCOS DE CONCRETO 16 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO:
BLOCOS
DE
CONCRETO
16
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

CLASSIFICAÇÃO: BLOCOS DE CONCRETO 17 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO:
BLOCOS
DE
CONCRETO
17
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO: BLOCOS CERÂMICOS 19 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO:
BLOCOS
CERÂMICOS
19
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO: BLOCOS CERÂMICOS 18 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO:
BLOCOS
CERÂMICOS
18
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO: BLOCOS SÍLICO-CALCÁRIOS 20 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO:
BLOCOS
SÍLICO-CALCÁRIOS
20
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

CLASSIFICAÇÃO: BLOCOS CONCRETO CELULAR AUTOCLAVADO 21 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CLASSIFICAÇÃO:
BLOCOS
CONCRETO
CELULAR
AUTOCLAVADO
21
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA DOS BLOCOS NBR 6136 – Blocos de Concreto Vazado Simples para Alvenaria Estrutural RESISTÊNCIA
RESISTÊNCIA
DOS
BLOCOS
NBR 6136 – Blocos de Concreto Vazado
Simples
para Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA
CLASSE
CARACTERÍSTICA
fbk (MPa)
alvenaria externa sem
A 6,0
revestimeno
B 4,5
alvenaria com
revestimento
23
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PRINCIPAIS PRINCIPAIS PRINCIPAIS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS CARACTERÍSTICAS CARACTERÍSTICAS CARACTERÍSTICAS
PRINCIPAIS
PRINCIPAIS
PRINCIPAIS
PRINCIPAIS
CARACTERÍSTICAS
CARACTERÍSTICAS
CARACTERÍSTICAS
CARACTERÍSTICAS
FUNCIONAIS
FUNCIONAIS
FUNCIONAIS
FUNCIONAIS
DOS
DOS
DOS
DOS
COMPONENTES
COMPONENTES
COMPONENTES
COMPONENTES
- Resistência
Mecânica
- Absorção
total
- Absorção inicial
- Dimensões reais
e nominais
- Área líquida
- Peso unitário
- Estabilidade Dimensional
- Isolamento térmico
- Isolamento acústico
- Durabilidade
22
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA DOS BLOCOS NBR 7171 – Blocos Cerâmico para Alvenaria RESISTÊNCIA CLASSE CARACTERÍSTICA fbk (MPa)
RESISTÊNCIA
DOS
BLOCOS
NBR 7171 – Blocos Cerâmico
para Alvenaria
RESISTÊNCIA
CLASSE
CARACTERÍSTICA
fbk (MPa)
1
1,0
alvenaria de vedação
2
2,0
alvenaria
portante
10
10,0
24
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

RESISTÊNCIA DOS BLOCOS 25 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA
DOS
BLOCOS
25
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PRECISÃO DIMENSIONAL ! FORMATO E DIMENSÕES ! PERFEIÇÃO DIMENSIONAL E PRECISÃO GEOMÉTRICA MAXIMIZADAS 27 PCC
PRECISÃO
DIMENSIONAL
! FORMATO E DIMENSÕES
! PERFEIÇÃO DIMENSIONAL
E PRECISÃO
GEOMÉTRICA MAXIMIZADAS
27
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA DOS BLOCOS 26 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA
DOS
BLOCOS
26
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PRECISÃO DIMENSIONAL 28 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PRECISÃO
DIMENSIONAL
28
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

PRECISÃO DIMENSIONAL 29 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PRECISÃO
DIMENSIONAL
29
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE DIMENSIONAL QUANDO TENSÕES FISSURAS OCORREM RESTRIÇÕES 31 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
QUANDO
TENSÕES
FISSURAS
OCORREM
RESTRIÇÕES
31
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PRECISÃO DIMENSIONAL ± 3,0 mm BRASIL (concreto e cerâmico) 30 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PRECISÃO
DIMENSIONAL
± 3,0
mm
BRASIL
(concreto e
cerâmico)
30
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE DIMENSIONAL COEFICIENTES DE EXPANSÃO LINEAR 16,00 14,00 12,00 10,00 8,00 6,00 4,00 2,00 0,00
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
COEFICIENTES
DE EXPANSÃO
LINEAR
16,00
14,00
12,00
10,00
8,00
6,00
4,00
2,00
0,00
CERÂMICO
SÍLICO CALCÁRIO
CONCRETO
BLOCOS
32
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
(por oCx10-4)

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

Juntas de trabalho (de controle) 33 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
Juntas de
trabalho
(de
controle)
33
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE DIMENSIONAL EXEMPLOS DE DISTANCIAMENTO DE JUNTAS deformação linear para distância entre blocos e
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
EXEMPLOS DE
DISTANCIAMENTO
DE JUNTAS
deformação
linear
para
distância entre
blocos e tijolos
variação de
20 o C
juntas
(arg
1:1:6)
cerâmicos
0,25 mm/m
8,3 m
sílico-calcário
0,50 mm/m
4,5 m
concreto
0,45 mm/m
5,0 m
35
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE DIMENSIONAL EXEMPLOS DE DISTANCIAMENTO DE JUNTAS deformação linear para distância entre blocos e
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
EXEMPLOS DE
DISTANCIAMENTO
DE JUNTAS
deformação
linear
para
distância entre
blocos e tijolos
variação de
20 o C
juntas
(arg
1:1:6)
cerâmicos
0,10 mm/m
22
m
sílico-calcário
0,20 mm/m
11
m
concreto
0,18 mm/m
12
m
34
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE DIMENSIONAL TEMPO SATURADO SECO 36 PCC 2515 Alvenaria Estrutural MEGACESANOÃÇARTER LEVÍSREVER
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
TEMPO
SATURADO
SECO
36
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
MEGACESANOÃÇARTER
LEVÍSREVER
OÃÇACIRBAF

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

ESTABILIDADE DIMENSIONAL AMPLITUDE NA RETRAÇÃO POR SECAGEM 1,2 1 0,8 0,6 0,4 0,2 0 TIJOLO
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
AMPLITUDE
NA RETRAÇÃO POR
SECAGEM
1,2
1
0,8
0,6
0,4
0,2
0
TIJOLO
ARGAM. DE
BLOCO DE
BLOCO
ARGAM.
CONCRETO
CONCRETO
PLACA
DE
CERÂMICO
GESSO
CONCRETO
SÍLICO
CIMENTO
CELULAR
GESSO
CALCÁRIO
37
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
variação devida à umidade (mm/m)
ESTABILIDADE DIMENSIONAL 39 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
39
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE DIMENSIONAL 38 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
38
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE DIMENSIONAL 40 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
40
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

ESTABILIDADE DIMENSIONAL 41 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ESTABILIDADE
DIMENSIONAL
41
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
JUNTA DE ARGAMASSA FUNÇÃO E FORMA DEFINIDAS TAMBÉM PODE SER CONSIDERADA UM COMPONENTE DA ALVENARIA
JUNTA
DE
ARGAMASSA
FUNÇÃO
E FORMA
DEFINIDAS
TAMBÉM PODE SER
CONSIDERADA UM
COMPONENTE DA ALVENARIA
43
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RETRAÇAO POR SECAGEM LIMITES DE UMIDADE DO BLOCO DA NORMA AMERICANA Condições de umidade do
RETRAÇAO
POR
SECAGEM
LIMITES DE
UMIDADE
DO BLOCO
DA
NORMA AMERICANA
Condições
de
umidade
do ar
no local de emprego
RETRAÇÃO
(mm/m)
ÚMIDO
MÉDIO
ÁRIDO
(Hr>75%)
(50%<Hr<75%)
(Hr<50%)
<0,3
45
40
35
0,3 – 0,45
40
35
30
0,45 – 0,65
35
30
25
42
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
FUNÇÕES DAS ARGAMASSAS ! UNIR SOLIDAMENTE OS COMPONENTES ! DISTRIBUIR UNIFORMEMENTE AS TENSÕES ! ACOMODAR
FUNÇÕES
DAS
ARGAMASSAS
! UNIR SOLIDAMENTE
OS
COMPONENTES
! DISTRIBUIR UNIFORMEMENTE
AS
TENSÕES
! ACOMODAR AS DEFORMAÇÕES
! SELAR AS JUNTAS
44
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

PROPRIDADES DESEJÁVEIS DAS ARGAMASSAS ! TRABALHABILIDADE ! CAPACIDADE DE RETENÇÃO DE ÁGUA ! CAPACIDADE DE
PROPRIDADES
DESEJÁVEIS
DAS ARGAMASSAS
! TRABALHABILIDADE
! CAPACIDADE DE
RETENÇÃO
DE
ÁGUA
! CAPACIDADE DE
SUSTENTAR OS
BLOCOS
! RESISTÊNCIA INICIAL ADEQUADA
! CAPACIDADE (POTENCIAL) DE
ADERÊNCIA
45
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
FATORES QUE INFLUENCIAM A TRABALHABILIDADE e RETENÇÃO DE ÁGUA ! FORMATO DOS GRÃOS ! GRANULOMETRIA
FATORES
QUE
INFLUENCIAM
A
TRABALHABILIDADE
e RETENÇÃO
DE
ÁGUA
! FORMATO
DOS GRÃOS
! GRANULOMETRIA
DA AREIA
! PROPORÇÃO E
NATUREZA
DOS
FINOS PLASTIFICANTES
! NATUREZA DO PLASTIFICANTE
! COMPOSIÇÃO MINERALÓGICA
! RELAÇÃO ÁGUA/AGLOMERANTE
47
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
PROPRIDADES DESEJÁVEIS DAS JUNTAS DE ARGAMASSA ! RESISTÊNCIA MECÂNICA ADEQUADA ! CAPACIDADE DE ABSORVER (OU
PROPRIDADES
DESEJÁVEIS
DAS
JUNTAS
DE
ARGAMASSA
! RESISTÊNCIA
MECÂNICA
ADEQUADA
! CAPACIDADE DE
ABSORVER (OU
ACOMODAR) DEFORMAÇÕES
! DURABILIDADE
46
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
APLICAÇÃO DA ARGAMASSA DE ASSENTAMENTO CAL CH-I CAL CH-III 48 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
APLICAÇÃO
DA
ARGAMASSA
DE ASSENTAMENTO
CAL CH-I
CAL
CH-III
48
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

POTENCIAL DE ADERÊNCIA RESISTÊNCIA DE ADERÊNCIA À TRAÇÃO DIRETA RESISTÊNCIA DE ADERÊNCIA AO CISALHAMENTO
POTENCIAL
DE
ADERÊNCIA
RESISTÊNCIA
DE
ADERÊNCIA À
TRAÇÃO DIRETA
RESISTÊNCIA DE
ADERÊNCIA AO
CISALHAMENTO
EXTENSÃO DE ADERÊNCIA
49
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
POTENCIAL DE ADERÊNCIA 51 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
POTENCIAL
DE
ADERÊNCIA
51
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
POTENCIAL DE ADERÊNCIA 50 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
POTENCIAL
DE
ADERÊNCIA
50
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
POTENCIAL DE ADERÊNCIA 52 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
POTENCIAL
DE
ADERÊNCIA
52
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

POTENCIAL DE ADERÊNCIA CARACTERÍSTICAS DA ARGAMASSA ! TRABALHABILIDADE ! TEOR DE AR INCORPORADO ! RETENÇÃO
POTENCIAL
DE
ADERÊNCIA
CARACTERÍSTICAS
DA
ARGAMASSA
! TRABALHABILIDADE
! TEOR DE AR INCORPORADO
! RETENÇÃO DE ÁGUA
! RESISTÊNCIA MECÂNICA
CARACTERÍSTICAS DOS BLOCOS
! SUCÇÃO INICIAL
! CONDIÇÕES SUPERFICIAIS
! RETRAÇÃO POR SECAGEM
53
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA BLOCO-ARGAMASSA 55 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA
BLOCO-ARGAMASSA
55
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
POTENCIAL DE ADERÊNCIA QUALIDADE DA EXECUÇÃO ! PREENCHIMENTO DA JUNTA VERTICAL ! TÉCNICA DE ASSENTAMENTO
POTENCIAL
DE
ADERÊNCIA
QUALIDADE
DA
EXECUÇÃO
! PREENCHIMENTO
DA JUNTA
VERTICAL
! TÉCNICA DE ASSENTAMENTO
! DEMORA NO ASSENTAMENTO
! PERTURBAÇÕES DOS BLOCOS
(AJUSTE)
! CONDIÇÕES DE CURA
54
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA BLOCO-ARGAMASSA 56 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA
BLOCO-ARGAMASSA
56
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

ADERÊNCIA BLOCO-ARGAMASSA 57 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA
BLOCO-ARGAMASSA
57
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA BLOCO-ARGAMASSA 59 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA
BLOCO-ARGAMASSA
59
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA BLOCO-ARGAMASSA 58 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
ADERÊNCIA
BLOCO-ARGAMASSA
58
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA MECÂNICA ADEQUADA 120 100 80 60 40 20 0 1 : 0 : 3
RESISTÊNCIA
MECÂNICA
ADEQUADA
120
100
80
60
40
20
0
1 : 0 : 3
1 : 1/2 : 3
1
:
1
: 6
1 : 2 : 9
1 : 3 : 12
Resistência da ARGAMASSA
Resistencia da ALVENARIA
60
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
Resistência à compressão relativa (%)

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

CAPACIDADE DE ABSORVER (ACOMODAR) DEFORMAÇÕES ACOMODAR AS DEFORMAÇÕES EM MICRO-FISSURAS NÃO PREJUDICIAIS
CAPACIDADE
DE
ABSORVER
(ACOMODAR)
DEFORMAÇÕES
ACOMODAR AS
DEFORMAÇÕES
EM
MICRO-FISSURAS NÃO
PREJUDICIAIS
COMO DEVE SER ESTA
ARGAMASSA?
61
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CAPACIDADE DE ACOMODAR DEFORMAÇÕES-EXEMPLOS ! FATORES ! MÓDULO DE DEFORMAÇÃO DO COMPONENTE ! MÓDULO DE
CAPACIDADE
DE ACOMODAR
DEFORMAÇÕES-EXEMPLOS
! FATORES
! MÓDULO DE DEFORMAÇÃO
DO
COMPONENTE
! MÓDULO DE DEFORMAÇÃO
DA
ARGAMASSA
! ADERÊNCIA BLOCO-ARGAMASSA
63
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CAPACIDADE DE ACOMODAR DEFORMAÇÕES-EXEMPLOS ! PROJETO EPUSP/SICAL 62 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CAPACIDADE
DE ACOMODAR
DEFORMAÇÕES-EXEMPLOS
! PROJETO
EPUSP/SICAL
62
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CAPACIDADE DE ACOMODAR DEFORMAÇÕES CONCENTRAÇÃO ARGAMASSA FISSURAS DE TENSÕES FORTE MICROFISSURA ARGAMASSA
CAPACIDADE
DE ACOMODAR
DEFORMAÇÕES
CONCENTRAÇÃO
ARGAMASSA
FISSURAS
DE
TENSÕES
FORTE
MICROFISSURA
ARGAMASSA
REDISTRIBUIÇÃO
(não
FRACA
DE TENSÕES
prejudiciais)
64
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

GRAUTE O graute é um concreto ou argamassa fluidos lançados nos vazios dos blocos, com
GRAUTE
O graute
é
um
concreto
ou
argamassa
fluidos
lançados
nos
vazios
dos
blocos, com a finalidade
de
solidarizar
as ferragens à alvenaria,
preenchendo
as cavidades onde elas
se
encontram
e
aumentando
a
capacidade
de
resistência à compressão da parede.
65
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE 67 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE
67
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
grauteamento 66 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
grauteamento
66
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE 68 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE
68
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

GRAUTE 69 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE
69
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
USO O graute pode ser usado como material de enchimento em reforços estruturais, em zonas
USO
O graute pode
ser
usado
como material
de
enchimento em
reforços
estruturais,
em zonas de concentração
de tensões
e quando
se
necessita
armar
as
estruturas.
71
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE 70 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE
70
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE •Caracterïsticas gerais •materiais: •areia grossa ou •areia grossa + pedrisco •Slump = 20 e
GRAUTE
•Caracterïsticas
gerais
•materiais:
•areia grossa
ou
•areia grossa
+ pedrisco
•Slump = 20 e 28 cm
•a/c = 0,8 e 1,1
•adição de plastificante ou cal
72
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS ! CONSISTÊNCIA ! RETRAÇÃO ! RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO 73 PCC 2515 Alvenaria
PRINCIPAIS
CARACTERÍSTICAS
! CONSISTÊNCIA
! RETRAÇÃO
! RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO
73
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE 75 PCC 2515 Alvenaria Estrutural
GRAUTE
75
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
CONSISTÊNCIA A MISTURA DEVE APRESENTAR COESÃO E TER FLUIDEZ SUFICIENTE PARA PREENCHER TODOS OS FUROS
CONSISTÊNCIA
A MISTURA
DEVE
APRESENTAR
COESÃO
E TER
FLUIDEZ
SUFICIENTE PARA PREENCHER
TODOS OS FUROS
DOS
BLOCOS
74
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RETRAÇÃO A RETRAÇÃO NÃO DEVE SER TAL QUE POSSA OCORRER SEPARAÇÃO ENTRE O GRAUTE E
RETRAÇÃO
A RETRAÇÃO
NÃO
DEVE
SER
TAL
QUE POSSA
OCORRER
SEPARAÇÃO ENTRE
O GRAUTE E
AS PAREDES INTERNAS DOS
BLOCOS
76
PCC 2515 Alvenaria Estrutural

PCC 2515 – AULA 8

BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES

RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO A RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO DO GRAUTE, COMBINADA COM AS PROPRIEDADES MECÂNICAS
RESISTÊNCIA
À
COMPRESSÃO
A RESISTÊNCIA
À COMPRESSÃO
DO GRAUTE,
COMBINADA
COM AS
PROPRIEDADES
MECÂNICAS
DOS
BLOCOS E DA ARGAMASSA
DEFINIRÃO A RESISTÊNCIA À
COMPRESSÃO DA ALVENARIA
77
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
Proporções Recomendadas para a Dosagem do Graute MATERIAIS CONSTITUINTES cimento areia brita 0 sem agregado
Proporções Recomendadas
para
a Dosagem do
Graute
MATERIAIS
CONSTITUINTES
cimento
areia
brita 0
sem agregado
1 3
a
4
---
graúdo
com agregado
1 2
a
3
1 a 2
graúdo
79
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO ! A NORMA SUGERE ESPECIFICAR A MESMA RESISTÊNCIA NA ÁREA LÍQUIDA DO
RESISTÊNCIA
À COMPRESSÃO
! A NORMA
SUGERE
ESPECIFICAR
A MESMA RESISTÊNCIA
NA ÁREA
LÍQUIDA DO BLOCO
! PARA BLOCOS VAZADOS
COM
A liq =A bruta /2
" f gk ~ 2* f bk
78
PCC 2515 Alvenaria Estrutural
EXERCÍCIO EM GRUPO Em função das (PARA características dos blocos CASA) pesquisados na iternet, :
EXERCÍCIO
EM
GRUPO
Em função das
(PARA
características dos blocos
CASA)
pesquisados
na
iternet, :
1 – Escolha e justifique o tipo dos
blocos
ou
tijolos
a serem
empregados.
2 – Faça uma descrição, justificando,
das principais
características da argamassa e do graute que sejam
adequados ao bloco escolhido (resistência,
aderência,
retenção de água, etc.).
3 - Proponha um traço piloto para a argamassa que atenda
a essas características.
80
PCC 2515 Alvenaria Estrutural