P. 1
Carecteristica, Aplicações e Processamento dos Polimeros

Carecteristica, Aplicações e Processamento dos Polimeros

|Views: 1.531|Likes:
Publicado porrabelofonseca

More info:

Published by: rabelofonseca on Nov 25, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/30/2014

pdf

text

original

Trabalho de TM1

CARACTERÍSTICAS, APLICAÇÕES E PROCESSAMENTO DOS POLÍMEROS Grupo N° 04

Prof. Marcos Teixeira

INTRODUÇÃO
Olá! Seja bem vindo ao mundo dos polímeros. Você já imaginou de onde vem o plástico? E a borracha? Como eles são feitos? E do que eles são feitos? Nossos descendentes, no futuro, talvez se refiram à nossa época como sendo a era dos plásticos. Muitos dos utensílios domésticos, automóveis, embalagens e até mesmo roupas são feitas de um material que revolucionou o nosso século. E tudo isso faz parte dos polímeros. É o polímero que forma todo esse plástico de que tanto falamos e utilizamos em nosso cotidiano. E para ser apreciado por um público mais jovem, em sua maioria estudantes, foi utilizada uma linguagem mais simplificada, sem deixar, porém, de explicar com detalhes as técnicas aqui apresentadas, para que não falte entendimento do assunto. Esperamos que gostem. Da apresentação!

Segundo elas. os polímeros podem ser divididos em três categorias: Termoplástico Termorrígido (termofixo) Elastômero (borracha) .Características: Uma das principais e mais importantes características dos polímeros são as propriedades mecânicas.

e são os mais encontrados no mercado. Estrutura molecular: moléculas lineares dispostas na forma de cordões soltos. alguns podem até dissolver-se em vários solventes. podem ser maleáveis.Termoplásticos Termoplástico é um dos tipos de plásticos mais encontrados no mercado. Logo. Pode ser fundido diversas vezes. . Sob temperatura ambiente. sua reciclagem é possível. característica bastante desejável atualmente. como num novelo de lã. São também chamados plásticos. rígidos ou mesmo frágeis. mas agregados.

.Exemplos: Polietileno (PE). Policarbonato (PC). Policloreto de vinila (PVC). Polimetilmetacrilato (PMMA).. . Politereftalato de etileno (PET). Poliestireno (PS). Polipropileno (PP).

.

não mais se fundem. . O aquecimento do polímero acabado promove decomposição do material antes de sua fusão. tornando sua reciclagem complicada. sendo muito estáveis a variações de temperatura. Estrutura molecular: os cordões estão ligados fisicamente entre si. Pode-se fazer uma analogia com uma rede de malha fina.Termorrígidos (Termofixos) São rígidos e frágeis. Uma vez prontos. não se movimentando com tanta liberdade os termoplásticos. formando uma rede. presos entre si através de numerosas ligações.

Exemplos de Termorrígidos (Termofixos) .

mas apresentam alta elasticidade. mas há menor número de ligações entre os "cordões". Como se fosse a rede.Elastômero (Borrachas) Classe intermediária entre os termoplásticos e os termorrígidos: não são fusíveis. Reciclagem complicada pela incapacidade de fusão. Estrutura molecular: a estrutura é similar à do termorrígido. não sendo rígidos como os termofixos. mas com malhas bem mais largas .

Exemplos de Elastômero (Borrachas) .

equipamentos de esporte. Ex: PE é 3 vezes mais leve que o alumínio e 8 vezes mais leve que o aço. . embalagens. Motivação para uso na indústria de transportes.PROPRIEDADES FÍSICAS DOS POLÍMEROS Mais leves que metais ou cerâmica...

Aplicações dos Polímeros As aplicações dos polímeros são as mais diversas. A Tabela a seguir mostra vários tipos de polímeros e suas principais aplicações. fazendo parte de nosso cotidiano. .

roupas. filmes. roupas isolantes Tubos e conexões Pneus. tapetes Borrachas Espumas. carpetes Rins artificiais Revestimentos Uso medicinal na reconstituição de ossos e cartilagens Lentes de contato Lentes oftálmicas Adesivos. adesivos Antiaderente . utensílios e peças diversas Tereftalato embalagens Metacrilato tintas. isolantes térmicos Embalagens. utensílios. calçados. peças diversas. filmes. gaxetas Detetores contra explosivos Embalagens. roupas Embalagens. vitrais Embalagens.Polímero ABS Kevlar Nylon PHEMA Poliacetato de vinila Poli (ácido glicólico) Poliacriloamida Policarbonato Policloropreno Polidimetil siloxano Poliester Poliestireno Polietileno Polietileno Polimetil Polipropileno Polisopreno Poliuretano PVC SBR Teflon Aplicações Partes automotivas Roupas anti-chamas Fibras. utensílios domésticos. balcões. freios.

Etapas da Extrusão: O polímero é fundido. O produto extrusado é resfriado progressivamente em água até permanecer sólido. cortado em peças de dimensões especificadas. É um dos métodos mais importantes para produção de materiais termoplásticos. ou cortado em grânulos regulares com faca rotativa. Depois é forçado através da abertura de uma matriz ou estampo metálico. O extrusado pode ser enrolado em bobinas.Técnicas de processamento de polímeros Extrusão É um processo de produção caracterizado por forçar o material através de um orifício ou ferramenta. A palavra "extrusão" vem do Latim "ex= fora" e "trudere = empurrar. . forçar.

.

acima de sua fusão. preencher a cavidade do molde e assumir a forma desejada do moldado É empregada quando a quantidade de peças termoplásticas a serem produzidas é de grande quantidade e é necessária uma boa exatidão dimensional. e pressões para que o polímero fundido possa fluir pelos canais do molde.Injeção O material termoplástico granulado é forçado a altas temperaturas. Etapas da injeção: -Aquecimento e fusão da resina -Homogeneização do material fundido -Injeção do extrusado no interior da cavidade do molde -Resfriamento e solidificação do material na cavidade -Ejeção da peça moldada .

.

enquanto o molde está aquecido é empregado para fabricação de produtos elastoméricos. .Compressão Consiste em comprimir o material. como pneumáticos e solados de borracha. dentro da cavidade do molde deve prover dispositivos para retirada de rebarbas e ejeção da peça. amolecido ou fundido por aquecimento.

como frascos e garrafas. através da insuflação de ar no interior de uma pré forma inserida no molde. adequado para obtenção de peças ocas. . Aplicável a materiais termoplásticos.Sopro Processo descontínuo. na industria de embalagens.

bandejas. geralmente de OS. até seu amolecimento. peças de grandes dimensões e artefatos descartáveis. PMMA ou PC. pela sua aproximação a um conjunto de resistências elétricas. utiliza o aquecimento de folhas ou placas plásticas. pratos. Utilizada na fabricação de protótipos industriais.Termoformação ou moldagem a vácuo Processo de moldagem descontínuo. sem exigências especiais de acabamento como copos. etc. revestimentos para interiores de geladeira. .

com espessura regulada. T ou Z Permite a obtenção de lâminas e lençóis plásticos.Calandragem A composição moldável passa entre rolos superpostos. Empregada na produção em larga escala de materiais termoplásticos como cortinas de PVC para banheiro. interligados na forma de L . sucessivos. .

etc.. .Imersão Permite a obtenção de peças ocas por imersão do molde em solução viscosa. Balões de aniversário. ou em emulsão do polímero seguida de coagulação A espessura do artefato é determinada pelo nº de vezes que o procedimento é repetido. seguida de remoção do solvente. Aplicações: Luvas de borracha ou PVC..

Reciclagem .

Somente plásticos consumidos em massa. como o PE e PET. como o PVC e o PTFE. como termofixis e borrachas. Na maioria das vezes a reciclagem de termoplásticos não é economicamente viável devido ao seu baixo preço e baixa densidade. Outro problema é o fato de os plásticos reciclados serem encarados como material de segunda classe. Quando a reciclagem não é possível a alternativa é queimar os plásticos. transformando-os em energia. não podem ser reciclados de forma direta. pois não existe uma forma de refundí-los ou depolimerizá-los. apresentam bom potencial econômico. Porém os que apresentam halogênio.Alguns polímeros. geram gases tóxicos na queima. Para que isso não ocorra esse material deve ser encaminhado para dehalogenação antes da queima .

.

Depois REUTILIZAR tudo que pudermos e RECICLAR.No seu dia a dia. pratique os 5 R s: ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ Reduzir Reutilizar Reciclar Repensar Recusar O primeiro passo é REDUZIR a quantidade de lixo que a gente produz. . REPENSAR nosso comportamento diário e RECUSAR produtos que agridem a saúde e o meio ambiente também é colaborar com o processo de conservação.

PENSE NISSO!!!!!!! .

Autores 25 Natan Kim 28 Rogério Fonseca 29 Sandoval da Hora 30 Tiago Silva 31 Ulisses de Paula 32 .Vagner .

portalsaofrancisco.Bibliografia: http://pt.com.php http://www.br/introducao-aos-polimeros-ppt-a51052.com.portalsaofrancisco.br/processamento-de-polimeros-docx-a72248.org/wiki/Pol%C3%ADmero http://www.br/alfa/polimeros/polimeros-4.com.html .ebah.ebah.ebah.com.html http://www.com.php http://www.br/polimeros-21-pdf-a43797.html# http://www.wikipedia.br/alfa/polimeros/polimeros-18.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->