Você está na página 1de 190

Academia SD – Conceitos e Processos

Navegação ____________________________________________________________________ 3
Estrutura Organizacional ________________________________________________________ 16
Dados Mestres - Materiais_______________________________________________________ 18
Dados Mestres - Clientes________________________________________________________ 47
Dados Mestres - Condições ______________________________________________________ 71
Dados Mestres – Condição de Pagamento __________________________________________ 76
Dados Mestres - Mensagens _____________________________________________________ 79
Fluxo - Processo ______________________________________________________________ 80
Fluxo – Ordem de venda ________________________________________________________ 81
Fluxo - Remessa _____________________________________________________________ 114
Fluxo - Transporte ____________________________________________________________ 130
Fluxo - Fatura _______________________________________________________________ 146
Fluxo – Nota Fiscal ___________________________________________________________ 154
Livros - Fiscal _______________________________________________________________ 159
Fluxo – Devolução / Recusa ____________________________________________________ 161

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 1 de 190


Chave para os símbolos utilizados nos exercícios e nas soluções:

Exercícios

Soluções

Objetivos do capítulo

Cenário empresarial

Dicas e sugestões

Advertência ou cuidado

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 2 de 190


Navegação

Menu Principal Comando / Seleção

Acesso a funções standards + Perfil


Workflow

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 3 de 190


Utilizar Pasta Favoritos – Objetivo – facilitar acesso as principais transações

Via Menu principal – Favoritos>>Inserir pasta ou Inserir Transação


Inserir Pasta :

Descrição – processo de Venda

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 4 de 190


Na Pasta – processo de Vendas – Inserir a transação VA01

Caso desconheça o código da transação, é possível arrastar a transação à Pasta desejada.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 5 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 6 de 190
Visualizar a transação no menu SAP

Menu Principal – Suplementos >> Configurações

Marcar – Exibir Nomes Técnicos

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 7 de 190


Verificar: Transação / Programa / Release / Suporte Package

Ex: Transação VA01

Menu Principal – Sistemas >> Status

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 8 de 190


Dados do sistema SAP

Esta informação é relevante na pesquisa de Notas de correção do release

Portal SAP - http://service.sap.com/

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 9 de 190


Menu do Usuário

Este Menu está associado ao perfil do usuário através de Funções pré-configuradas.

Através da transação SU01 é possível visualizar quais funções estão atribuídas ao perfil do
usuário:

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 10 de 190


Ex: ZBC_ALL_DISPLAY
Na tela inicial, ícone Outro Menu

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 11 de 190


Pesquisar uma transação no Menu: transação SEARCH_SAP_MENU

Indicar a transação – ex: VKM3

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 12 de 190


Existem três acessos, via Menu:

Comandos:
Nova Janela

Os seguintes comandos podem ser transferidos para este campo com ENTER:

• Chamar uma transação

o no mesmo modo (janela)


Entrar: /nxxxx (xxxx = código de transação).

o no mesmo modo (janela), a primeira tela é ignorada.


Entrar: /*xxxx (xxxx = código de transação).

o em um modo adicional
Entrar: /oxxxx (xxxx = código de transação).

• Encerrar a transação atual


Entrar: /n.
Atenção: modificações não gravadas são perdidas sem aviso.

• Eliminar o modo atual.


Entrar: /i.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 13 de 190


• Gerar uma lista de modos
Entrar: /o.

• Encerrar a transação atual e voltar ao menu inicial


Entrar: /ns000.

• Logoff do sistema
Entrar: /nend.

• Logoff do sistema sem consulta de segurança


Entrar: /nex.
Atenção: modificações não gravadas são perdidas sem aviso.

Lay-out

Ajustar Lay-out
OPÇÕES: Especialista

Durante apresentação das opções de um MATH-CODE é possível visualizar os códigos (Chaves)


e as respectivas descrições.

Ex: Transação VT01N – Criar Transporte

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 14 de 190


VT01N
Campo – Tipo de Transporte

As opções são apresentadas: código + descrição

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 15 de 190


Capítulo: Conceito - Estrutura Organizacional SD

Estrutura Organizacional

Para este curso será utilizada a estrutura organizacional existente:

EMPRESA - COMP

ORGANIZAÇÃO DE VENDAS - COMP

CANAL DE DISTRIBUIÇÃO - 01 Canal distrib.01 / 02 Canal distrib.02

SETOR DE ATIVIDADE - 00 Família produtos 00 / 01 Família produtos 01

CENTRO - COMP

LOCAL DE EXPEDIÇÃO - COMP

DEPÓSITO - 0001

Empresa COMP

Organização Vendas COMP

Canal Distribuição 01 01 02 02

Setor Atividade 00 01 00 01

Área de Vendas

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 16 de 190


Vendas e Distribuição

Dados Mestres

Principais Dados:

Parceiro de negócios – Cadastro de clientes, Hierarquia, Transportadora, atualização em Massa.


Produto – Cadastro de Material, Lista Técnica, Lotes.
Condições – Preço, impostos, Bonificação.
Mensagens – Associar tipos de mensagens a cada etapa do processo – Ex: Impressão Pciking List
Estipulações – Info Cliente-Material
Outros - Condição de Pagamento, Incoterms, Itinerários.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 17 de 190


Objetivos do capítulo - Dados Mestres - Materiais

Dados Mestres - Materiais

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 18 de 190


Criar material com cópia, transação MM01 conforme tela abaixo:

Setor industrial
Chave que indica a que ramo industrial o material está atribuído.

Utilização
Na criação de um registro mestre de material, o setor industrial determina

• quais telas surgem e em que seqüência

• quais campos específicos do setor industrial surgem nas telas individuais

Tipo de material
Chave que atribui o material a um grupo de materiais, como matérias-primas, materiais auxiliares e de consumo,
mercadorias comerciais etc.
O tipo de material determina certas características do material e tem funções de controle importantes.

Utilização
Na criação de um registro mestre de material, o tipo de material determina

• se o nº material é atribuído interna ou externamente,

• de qual intervalo consecutivo de numeração o nº material provém,

• quais telas são exibidas,

• em que seqüência as telas são exibidas,

• quais dados específicos de setor técnico são exibidos para a entrada.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 19 de 190


Material Modelo – COMP_XX, Substituir XX pelo código de cada Grupo.

MARCAR TODOS OS CAMPOS!

Avançar (enter)

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 20 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 21 de 190
Tela 1 – Dados Básicos 1

Alterar somente a descrição conforme Número de cada grupo XX

Avançar (Enter)

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 22 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 23 de 190
Visão de Vendas – Condições específicas definidas para área de vendas (COMP/01/00)

Unidade de medida básica


Unidade de medida, na qual os estoques do material são listados. Na unidade de medida básica, o sistema converte
todas as quantidades que são entradas em outras unidades de medida (unidades de medida alternativas).

Procedimento
A unidade de medida básica, bem como todas as unidades de medida alternativas, com os fatores de conversão
correspondentes são determinadas no registro mestre de material.

Administração de estoques
Na administração de estoques, a unidade de medida básica tem o mesmo significado que a unidade de gestão de
estoque.

Classificação fiscal do material


Código com o qual o sistema determina a taxa de imposto liquidado (IVA) para o material durante o processamento
dos documentos específicos para vendas e distribuição.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 24 de 190


Grupo de classificação contábil - material
Atua no sistema durante a criação de um documento contábil proveniente de um documento de faturamento para a
determinação da conta de receitas ou conta de redução de receita.

Outras opções:

01 Materiais comercial.
02 Prestações
03 Serviços
04 Brindes / Bonific

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 25 de 190


Grupo de ctgs.item do mestre de material
Agrupamento de materiais utilizado pelo sistema durante o processamento dos documentos de vendas para
determinar as categorias de item.

No caso de um grupo específico do canal de distribuição estar atualizado, este tem prioridade se a operação for
dependente do canal de distribuição.

Procedimento
O sistema propõe automaticamente uma categoria de item no documento, dependendo do grupo de categorias de
item utilizado e do tipo de documento de vendas processado pelo usuário.

Exemplo
No sistema standard existem, por exemplo, itens normais, itens que representam prestações de serviços (e por isso,
não requerem um processamento de remessas) e itens que representam o material de embalagem.

Dicas e sugestões – Determinar Ctg do Item no documento de Vendas

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 26 de 190


Grupo de transporte
Agrupamento de materiais que têm as mesmas exigências acerca da determinação do itinerário e do transporte.

Utilização
O grupo de transporte é utilizado para a determinação automática de itinerário durante o processamento de ordens
de cliente e de fornecimentos.

Exemplo
Partindo do princípio que o usuário venda gêneros alimentícios dos quais alguns se estragam facilmente e têm de ser
mantidos frescos é necessário criar um grupo de transportes que contenha todos os produtos que têm de ser
fornecidos num caminhão frigorífico.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 27 de 190


Grupo de carregamento
Agrupamento de materiais com as mesmas exigências no que diz respeito o carregamento.

Utilização
O sistema determina automaticamente o local de expedição para o item a partir do grupo de carregamento, das
condições de expedição e do centro fornecedor.

Exemplo
São possíveis por exemplo os seguintes agrupamentos:

• Itens que necessitam sempre o mesmo equipamento para o carregamento (p.ex., uma empilhadeira)

• Itens que necessitam sempre o mesmo tempo para serem carregados

• Itens que são sempre carregados no mesmo local (p.ex., rampa de carga 6)

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 28 de 190


Material: categoria CFOP
Categoria CFOP de um material.

Utilização
A categoria CFOP é utilizada para determinar o CFOP real.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 29 de 190


Texto de vendas e distribuição – É possível entrar com um texto complementar para uma melhor
identificação do produto. Pode-se utilizar este texto em sapscripts.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 30 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 31 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 32 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 33 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 34 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 35 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 36 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 37 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 38 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 39 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 40 de 190
Código de controle de preço
Código para o controle de preço segundo o qual o estoque de um material é avaliado. Existem as seguintes opções:

• preço standard

• preço médio móvel

Dependências
Caso o ledger de materiais esteja ativo para o material, o código determinará, juntamente com o código
determinação do preço do material, para qual dos seguintes preços o material é avaliado:

• preço standard

• preço médio móvel

• preço interno periódico

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 41 de 190


Produção interna
Este código indica se o material foi produzido por esta sociedade ou por uma outra sociedade.
Utilização para determinação CFOP.
Se o código estiver definido, o material foi produzido por esta sociedade. Se o código não estiver definido, foi
produzido por outra sociedade.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 42 de 190


CFOP

Utilização do material
Este indicador mostra a utilização prevista de um determinado material em estoque.
Tenha em atenção que cada utilização de material necessita de uma avaliação individual. Se um material for utilizado
mais de uma vez em uma área de avaliação será possível utilizar tipos de avaliação.

Valores de entrada
Utilização do material:

• 0 Revenda

• 1 Industrialização

• 2 Consumo

• 3 Imobilizado

Dicas e sugestões – Determinação CFOP

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 43 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 44 de 190
Classe de avaliação
Valor proposto para a classe de avaliação para estoques avaliados para este material.

Utilização
A classe de avaliação permite,

• por um lado, o lançamento dos valores de estoque de materiais do mesmo tipo de material em contas do
Razão diferentes,

• por outro lado, o lançamento dos valores de estoque de materiais de tipos de material diferentes na mesma
conta do Razão.

Em conjunto com outros fatores, a classe de avaliação determina as contas do Razão que são atualizadas no caso
de uma operação relevante para avaliação (p.ex. movimento de mercadoria).

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 45 de 190


Dicas e sugestões – Determinação das contas para baixa de estoque –
Transação 0BYC (MM) – GBB (Lçto.de contrapart.p/registro
estoque)

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 46 de 190


Objetivos do capítulo - Dados Mestres - Clientes

Dados Mestres - Clientes

Criar cliente com cópia, transação XD01 conforme tela abaixo:

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 47 de 190


VD03

XD03
COMPARE

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 48 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 49 de 190
Matrícula da empresa a nível estatal (parte 1)
Entrar aqui os primeiros 7 números do número internacional de localização.
O número internacional de localização (NIL) é atribuído por ocasião da fundação da empresa (na Alemanha, é
atribuído pela Central de Coorganização GmbH). Ele é composto de 13 números, o último é o dígito de controle.
Existem dois tipos de números internacionais de localização:

• Os participantes que só necessitam de um NIL para se identificarem univocamente na comunicação com o


parceiro de negócios recebem um NIL de tipo 1. Este não pode ser usado para identificação de artigos
mediante o número europeu de artigos (EAN).

• Os participantes que pretendem atribuir números de localização para áreas empresariais próprias, recebem
um NIL de tipo 2. As posições de 1 a 7 do NIL de tipo 2 são denominadas como número de base. Este
número é a base para a formação de números de artigo (EAN).

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 50 de 190


Número internacional de localização (parte 2)
Entrar aqui as posições 8 a 12 do nº de localização internacional de 13 posições.
O número internacional de localização (ILN) é atribuído na fundação de empresa (na Alemanha pela Centrale für
Coorganisation GmbH). Ele é constituído por 13 dígitos, sendo o último dígito o dígito de controle. Existem dois tipos
de número internacional de localização:

• Os participantes que precisam de um ILN, para se identificarem univocamente na comunicação com o


parceiro de negócios, obtêm um ILN do tipo 1. Este não pode ser utilizado para a identificação de artigos por
intermédio do EAN.

• Participantes, que querem atribuir números de localização para áreas da empresa próprias, obtêm um ILN
do tipo 2. Os dígitos de 1 a 7 do ILN do tipo 2 são designados por número base. Este número base é a base
para a formação do número do artigo (EAN).

Dígito de controle da matrícula internacional da empresa


O dígito de verificação resulta mediante um procedimento de dígito de verificação especial dos dígitos anteriores do
nº de localização internacional. Mediante este procedimento verifica-se se o nº de localização internacional entrado é
válido.

N° ID fiscal 1 – CNPJ

País Número de identificação fiscal


Argentina CUIT ou CUIL
Bélgica Número de registro comercial
Brasil CNPJ
Bulgária Unified identification code
Chile RUT
China Número de identificação fiscal de IVA (shui wu deng ji hao)
Colômbia NIT

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 51 de 190


N° ID fiscal 2 – CPF

País Número de identificação fiscal


Argentina NIP ou CM
Bélgica Número de identificação do IVA
Brasil CPF
Bulgária Pessoas jurídicas: número de identificação fiscal
Pessoas físicas: número de identificação pessoal
República Checa ICO
França SIREN

N° ID fiscal 3 – Inscrição Estadual

País Número de identificação fiscal


Argentina Withholding agent number
Brasil Inscrição estadual
Bulgária Número da segurança social
México CURP
Ucrânia Número de identificação do IVA

N° ID fiscal 4 – Inscrição Municipal

Procedimento
Este campo só é relevante para o Brasil. Entrar o número de identificação fiscal local.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 52 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 53 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 54 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 55 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 56 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 57 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 58 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 59 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 60 de 190
Esquema cliente (p/determinação do esquema de cálculo)
Especifica qual esquema de cálculo deve ser automaticamente utilizado pelo sistema quando o usuário cria um
documento de vendas para o cliente.

Utilização
O usuário poderá definir diferentes esquemas de cálculo para o seu sistema. O esquema de cálculo indica o tipo e a
seqüência das condições que o sistema utiliza para a determinação do preço (por exemplo, em uma ordem do
cliente).

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 61 de 190


Dicas e sugestões – Customizing – transação OVKK

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 62 de 190


Condição de expedição
Estratégia geral de expedição, através da qual mercadorias de fornecedores são fornecidas aos clientes.

Utilização
No sistema é possível definir as condições de expedição que correspondem às exigências da empresa. É possível
indicar no mestre de clientes uma condição de expedição.

Determinação do local de expedição:


Em combinação com o grupo de carregamento e o centro, as condições de expedição determinam o local de
expedição que o sistema propõe na ordem.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 63 de 190


Dicas e sugestões – Customizing

Determinação de itinerário (entrega):


Em combinação com o país e a zona geográfica do local de expedição e do recebedor da mercadoria e do grupo de
transporte, a condição de expedição determina o itinerário que o sistema propõe na ordem para o transporte da
mercadoria. Adicionalmente, o grupo de peso é considerado para a proposta do itinerário.

Determinação de itinerário (recebimento):


No recebimento, o itinerário pode ser determinado através da geografia (zona de transporte em um país) do
fornecedor e do local de recebimento, do grupo de transporte e da condição de expedição. O grupo de peso pode ser
considerado adicionalmente.

Exemplo
Existe um determinado cliente que deseja um fornecimento imediato. Entrar a respectiva condição de expedição no
registro mestre de cliente. Agora, sempre que o usuário processe ordens para este cliente, o sistema propõe
automaticamente o serviço de correio expresso como local de expedição e propõe como itinerário o caminho mais
rápido para o aeroporto.

Procedimento
No caso de, no menu do customizing, uma condição de expedição estar atribuída a um tipo de documento de
vendas, esta condição será proposta no respectivo documento de vendas. No caso de não haver uma atribuição, o
sistema copia os dados do respectivo registro mestre de clientes do emissor da ordem. Não é possível modificar este
valor durante o processamento de fornecimento. A condição de expedição não é copiada do fornecimento para o
transporte. A condição de seleção é um dos critérios de seleção para os fornecimentos durante a criação de um
transporte. No transporte é possível entrar manualmente uma condição de expedição que somente serve como
característica de classificação.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 64 de 190


Fornecimento completo por ordem: obrigatório ?
Indica se uma ordem de cliente tem de ser fornecida por completo num único fornecimento ou se a ordem ou o
pedido pode ser efetuado através de vários fornecimentos parciais.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 65 de 190


Incoterms parte 1
Fórmulas de contrato utilizadas que correspondem às regras da Câmara de Comércio e Indústria Internacional (CCI).

Utilização
Incoterms determinam certas regras reconhecidas internacionalmente, as quais os vendedores e compradores
devem respeitar, para que a expedição da mercadoria possa ser efetuada com sucesso.

Exemplo
Se as mercadorias são enviadas por um porto de embarque, a cláusula incoterm correspondente poderia ser "FOB"
(Free on Bord). É possível efetuar maiores informações (p.ex.: sobre a denominação do porto de embarque) no
segundo campo incoterm. Por exemplo: FOB Santos.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 66 de 190


Grupo de classificação contábil do cliente
Grupo de classificação contábil no qual o sistema lança o documento de vendas automaticamente.

Utilização
O sistema utiliza o grupo de classificação contábil como um dos critérios para a determinação automática de contas
de receita.

Procedimento
O sistema propõe automaticamente o grupo de classificação contábil a partir do registro mestre de clientes do
pagador. O usuário poderá modificar o valor proposto no documento de vendas e no documento de faturamento.

Dicas e sugestões – Determinação contas receita

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 67 de 190


Analisar relações com o parceiro
Em vendas e distribuição, o usuário mantém contato com diferentes parceiros como, por exemplo, clientes
potenciais, clientes ou transportadores.
Especificar as relações entre os parceiros da empresa do usuário de acordo com as funções SAP e determinar quais
características estas funções apresentam. O usuário também deverá analisar os critérios que diferenciam estes
parceiros e determinar quais parceiros podem ser agrupados.
É importante considerar as diferentes funções do parceiro no registro mestre de clientes e as funções da
determinação do parceiro durante o processamento de uma transação comercial.

Emissor da ordem
Cliente que efetua o pedido de mercadorias ou de prestações de serviço. O emissor da ordem assume a
responsabilidade contratual da ordem do cliente.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 68 de 190


Dicas e sugestões – Determinação do Parceiro

Definir determinação do parceiro


Utilização
Nesta etapa são definidas as regras, segundo as quais a determinação automática do
parceiro deve ser efetuada.
1. Definir as funções do parceiro que distinguem as funções dos parceiros no
sistema do usuário.
2. Definir os esquemas do parceiro e atribuí-los à chave do objeto parceiro atual.
3. Atribuir as funções do parceiro definidas aos grupos de contas.
Na criação de um registro mestre do cliente, o sistema SAP propõe as funções do
parceiro permitidas para atualização. De acordo com as regras definidas, os parceiros
são transferidos dos registros mestre do cliente do emissor da ordem para documentos
de vendas e distribuição.
Para a determinação do parceiro é necessário processar os seguintes pontos:

• Função do parceiro

Com a ajuda da função do parceiro, o usuário define que funções de parceiros


(clientes, fornecedores, empregados, etc.) existem em seu sistema.

• Parceiros permitidos por grupo de contas

A cada grupo de contas 'cliente' devem ser atribuídas as funções do parceiro


permitidas.

• Conversão de funções

A chave das funções do parceiro pode ser definida em função do idioma.

• Objeto parceiro

Os parceiros são possíveis no registro mestre do cliente e nos documentos de


vendas e distribuição, os chamados objetos parceiros. Selecionar um objeto
parceiro e definir as regras da determinação do parceiro para este objeto.

• Esquemas do parceiro

Para cada objeto parceiro devem ser definidos esquemas do parceiro que
contenham todas as funções do parceiro permitidas.

• Atribuição do esquema

Cada esquema do parceiro é atribuído a um objeto parceiro concreto, por meio


de uma chave, ou seja, a um grupo de contas 'cliente' ou a um tipo de
documento de vendas.

Os parceiros estão incluídos tanto em registros mestre do cliente, como em


documentos de vendas e distribuição. A determinação do parceiro deve ser
definida à parte para cada um destes objetos.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 69 de 190


Existem os seguintes objetos parceiros:

• Registro mestre do cliente

• Documento de vendas

o Cabeçalho

o Item

• Fornecimento

o Cabeçalho

o Transporte

o Cabeçalho

• Documento de faturamento

o Cabeçalho

o Item

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 70 de 190


Dados Mestres - Condições

Transações – VK11 / VK12 E VK13

VK11

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 71 de 190


A Condição PR00 possui três níveis para determinação

Dicas e sugestões – Determinação de Preço

Configuração:
É possível definir quais são os parâmetros necessários para
determinação do preço, bem como a seqüência de dados que deve ser
analisada até a obtenção correta deste valor;

No SAP é possível configurar regras para determinação do preço;


normalmente o preço é definido através da combinação de dados,
cliente x material x preço, ou mesmo independente do cliente:
material x preço.

Ex: Podemos definir dois níveis para determinação do preço

1° ....
2° nível – Cliente A x Material A – 10,00 caixa
3° nível – Material A – 12,00
4°....
.... (podem haver N níveis, conforme a necessidade)

Para uma ordem de venda aberta para o cliente A e material A, será


determinado o valor de 10,00 a caixa. (a primeira combinação
localizada na seqüência de acesso).

Para um cliente B será determinado o valor de 12,00

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 72 de 190


Entrar na transação VK11 e cadastrar um preço de venda para o material

Marcar 3° nível

Indicar a Organização – COMP, Canal de distribuição – 01, Material COMP_XX e o valor, ex:
10,00 / CX.

Confirmar, o sistema propõe a data de validade conforme configuração.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 73 de 190


É possível definir limites para este valor:

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 74 de 190


Definir Escala

Gravar a condição; verificar durante a criação da ordem de venda a consistência das regras acima.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 75 de 190


Dados Mestres – Condição de Pagamento

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 76 de 190


Verificar a condição de Pagamento Z015:

Pagamento com prestações – Ex: Z100

Prestações são definidas na transação OBB9

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 77 de 190


A condição Z100 possui duas condições – Z030 e Z060 definidas na transação OBB8.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 78 de 190


Dados Mestres - Mensagens

Durante a criação dos documentos de SD (Ordem, remessa, transporte, fatura) é possível atribuir
tipos de mensagens.

Para cada tipo de Mensagem é possível configurar o meio de transmissão:

Meio de transmissão de uma mensagem


Indica como a mensagem deve ser criada.

Exemplos
É possível, por exemplo, indicar que a mensagem deve ser impressa ou criada e enviada via correio electrônico,
telefax ou EDI (intercâmbio electrônico de dados).

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 79 de 190


Objetivos do capítulo – Criar uma ordem de venda, verificar a
integração dos dados mestre (Cliente, Material, Preços, Impostos) no
processo. Integração da ordem com FI (Análise de Crédito,
Lançamento contábil -baixa de estoque e Receita), integração com PP
(Gerar Necessidade), integração com MM (Análise de
Disponibilidade), integração com CO-PA.
Cenário empresarial – Criar um processo de venda, Ordem de venda
+ Remessa + Transporte + Fatura + NF.

Fluxo – Processo de Vendas


Fluxo - Processo

Controle de Controle de
cópia cópia

ORDEM REMESSA FATURA

ZORB ZLF ZF2B N1

0001
Transp
WL RV

Saída de mercadoria por remessa Transf.docs.fatura

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 80 de 190


Fluxo – Ordem de venda

Caminho:

TRANSAÇÃO: VA01

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 81 de 190


Visualização de um fluxo de documento concluído

A compensação é realizada pelo depto FI

Dicas e sugestões – Localização Brasil


Durante a criação da ordem de venda os seguintes dados são
determinados:

CFOP
Direito Fiscal – ICMS / IPI
Código do Imposto – Define quais impostos são relevantes e a
escrituração fiscal no caso de isenção/suspensão.
Cálculo dos impostos - Normal, Exceção Material, Exceção Dinâmica

Criar Ordem de Venda – Definir tipo ZORB + enter

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 82 de 190


Indicar o cliente, caso seja necessário pesquisar o código

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 83 de 190


Match-code!

Para análise do cadastro de clientes, existem várias formas de pesquisa...

Em nosso exemplo utilizaremos o código 1900000000 para área de vendas COMP / 01


/ 01.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 84 de 190


Pesquisa por Grupo de Contas

Dicas e sugestões – Grupo de Contas

Através do Grupo de Contas é possível definir quais campos são


relevantes para o cadastro de determinado cliente / grupo. Ex: Pessoa
Física / Pessoa Jurídica...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 85 de 190


Exemplo de um grupo de contas - 0001

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 86 de 190


Uma vez definido o cliente, preencher os outros campos necessários/obrigatórios da
ordem de venda.

“Enter”

O sistema envia mensagem através do controle de dados incompletos (configuração)

Dicas e sugestões – Controle de Dados Incompletos

No SAP é possível configurar regras para controlar os dados que


devem ser obrigatórios em uma ordem de venda. Este controle está
disponível tanto no cabeçalho como para os itens...

....Continuar com a criação da ordem....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 87 de 190


Indicar um código para Pedido

Nº pedido do cliente
Número que o cliente utiliza para a identificação unívoca de seu documento de vendas (por exemplo, sua solicitação
de cotação ou seu pedido)

Utilização
O número estabelece a ligação entre o pedido do cliente e o documento de vendas gerado pelo usuário. O número
utilizado pelo usuário pode servir para a localização de determinadas informações do documento durante a
correspondência com o cliente. Se o número referir-se a um pedido, ele poderá ser impresso também nos
documentos a serem enviados ao cliente (por exemplo, na nota de remessa).

.....Continuar com a criação da ordem....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 88 de 190


Verificar que a Ordem, nesta etapa, já possui todas as informações relacionadas ao
cadastro de clientes.

Data desejada Remessa – é possível configurar para cada tipo de ordem se o sistema
deve propor a data de remessa (data atual).

Cond.Pagamento e Incoterms do cadastro de clientes...

Neste Momento não informamos os dados dos materiais, porém os dados de cabeçalho
já forma definidos.

Acessar Cabeçalho >> existem duas maneiras

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 89 de 190


Via Menu

Ir para >> Cabeçalho

Observe que existem diversas “pastas”, cada uma relacionada a uma atividade /
“módulo”...

Vendas – Está definido : área de vendas, dados comerciais, pricing....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 90 de 190


Condição de Expedição

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 91 de 190


Data doc.faturamento p/índice de docs.faturamento e impressão
Data na qual o faturamento deverá ser executado e lançado na contabilidade.

Utilização
Durante o processamento de documentos de faturamento no processamento coletivo, o usuário poderá utilizar a data
de faturamento como critério de seleção.

Procedimento
Se as datas de faturamento estiverem definidas para o cliente, o sistema irá propor a data de faturamento do
calendário de faturamento. Se não houver nenhuma data de faturamento estipulada, a data real de saída da
mercadoria formará a base para a data de faturamento no faturamento com base no fornecimento; no faturamento
com base na ordem, a data da ordem formará a base para a data do faturamento. No caso de faturamento de
prestações de serviço, o sistema irá propor a data de criação do serviço. A data poderá ser modificada manualmente
no documento de vendas.
Se o usuário utilizar um programa de faturamento para o faturamento de um projeto, o sistema poderá propor datas
de faturamento para o programa de faturamento, com base nas datas reais e planejadas do respectivo faturamento
parcial. No programa de faturamento de um contrato de manutenção ou aluguel, o usuário poderá indicar as regras
para a determinação de datas de faturamento com base em outros dados do contrato.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 92 de 190


Grupo de classificação contábil, definida no cadastro do cliente.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 93 de 190


Função do Parceiro definidas no cadastro de cliente.

Na ordem é possível definir outras funções, ex: Vendedor, Transportadora (agente de


Frete), ...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 94 de 190


É possível definir tipos de textos necessários para um tipo de ordem e utilizá-los
durante o processo:

Ex: Textos relacionados à expedição informados pelo cliente, compras Via WEB, EDI,
etc..

Ex: Textos adicionais obrigatórios que devem ser impressos na NF

Ex: Textos adicionais do cadastro de clientes / Material

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 95 de 190


Status

É possível visualizar a situação do processo (crédito, bloqueio, remessa) e a


consistência de dados da ordem (cabeçalho e item).

Os dados do item estão em branco porque não foram indicados até o momento

Dados de cabeçalho estão completos

.....Continuar com a criação da ordem....

Voltar a tela inicial....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 96 de 190


Indicar o código do material e a quantidade a ser fornecida.

De maneira análoga, os dados do cadastro do material são importados, completando a


ordem de venda.

Durante a criação da ordem de venda, mensagens poderão ser apresentadas no


rodapé, com intuito de orientar o término da mesma (W....warning – aviso – pemite dar
continuidade), em alguns casos mensagens de Erro (E...error – erro – não permite dar
continuidade, falta de dados mestre, configuração, etc...).

Em nosso exemplo, Falta condição de preço PR00, ou seja, não há um preço pré-
definido, considerando os dados desta ordem de venda, cliente, material, área de
vendas, centro,.....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 97 de 190


Pesquisar o código de material

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 98 de 190


Acessar dados relacionados ao Item

Três acessos possíveis...

1 - Via Menu – Ir para >> Item

2 - Marcar o Item + lupa abaixo

3 - Duplo click na linha do material.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 99 de 190


Observe que existem diversas “pastas”, cada uma relacionada a uma atividade /
“módulo”...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 100 de 190


Na Tela de expedição são determinados os campos Centro e Local de expedição,
conforme informações contidas no cadastro de cliente / Material.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 101 de 190


Dicas e sugestões – Localização Brasil

Nesta tela são definidos os campos relacionados a NF e tributação

CFOP

Definir determinação CFOP p/saídas de mercadoria e


devoluções
Utilização
Aqui são definidas as indicações na tabela de determinação CFOP para os movimentos
de saída (saídas de mercadorias) e seus respectivos retornos. O sistema utiliza estas
indicações em Vendas e Distribuição (SD) e na Administração de Materiais -
Administração de Estoques (MM-MI).

• Direção do movimento de mercadorias

• Categoria do local de destino (por exemplo, o mesmo estado)

• Categoria do material CFOP (por exemplo, material ou transporte)

• Tipo de item NF

• Caso especial NF (determinação CFOP com ou sem substituição tributária)

• Se o material interno foi produzido

• Utilização de material

• Categoria CFOP do cliente

• Origem do material

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 102 de 190


• Versão CFOP

Direito fiscal: ICMS


Cálculo de impostos para o Brasil:

O direito fiscal para o ICMS é constituído por um código para a situação fiscal e um texto
de “4 linhas”. Ambos são gravados na Nota Fiscal. Cada transação que origine o cálculo
de ICMS ou de IPI necessita de um direito fiscal para ICMS.

Isenção do ICMS-Rem. para exposições/feiras (Geral-60 dias):


ISENTO DO ICMS CONF. ART. 5 INC.XXVI, DO
RICMS/PB,DEC.18930/97

Ex:

CFOP vigentes a partir


de 01.01.03
DESCRIÇÃO DA OPERAÇÃO OU PRESTAÇÃO
Grupo 1 Grupo 2 Grupo 3
5 6 7
5.100 6.100 7.100 VENDAS DE PRODUÇÃO PRÓPRIA OU DE TERCEIROS
5.101 6.101 7.101 Venda de produção do estabelecimento

Classificam-se neste código as vendas de produtos industrializados no estabelecimento.


Também serão classificadas neste código as vendas de mercadorias por estabelecimento
industrial de cooperativa destinadas a seus cooperados ou a estabelecimento de outra
cooperativa.

5 – Mesmo Estado
6 – Outro estado
7 – País diferente

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 103 de 190


PRICING

Definir tipos de condição


Nesta etapa, o usuário define os tipos de condição.
Os elementos de preço são representados no sistema SAP através dos tipos de condição. Os elementos de preço
podem ser preços, acréscimos, deduções, impostos ou fretes e são criados nos registros de condição no sistema.
Com o tipo de condição, o usuário especifica por exemplo, se as deduções deverão ser percentuais ou absolutas.
É preciso indicar uma seqüência de acesso em cada tipo de condição. Desta maneira, o usuário determina os
campos a serem verificados pelo sistema SAP durante a pesquisa de um registro de condição válido.
Nota

• No esquema de cálculo de custos, o usuário agrupa todos os tipos de condição que devem ser
automaticamente considerados pelo sistema SAP ao determinar o preço de uma operação comercial.

É importante observar que somente os tipos de condição contidos no esquema de cálculos de custos
poderão ser indicados manualmente pelo usuário no documento.

• É permitido modificar manualmente o resultado da determinação do preço e o usuário também poderá


delimitar as opções destinadas à modificação de um tipo de condição.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 104 de 190


Lógica do cálculo

Preço 1000,00
Base 1219,51
IPI 5% 60,98
ICMS 18% 219,51
Total Impostos 280,49

Dicas e sugestões – Contabilização


Na pricing é possível definir quais condições são relevantes para
lançamento contábil...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 105 de 190


Ctg.item da divisão
Classificação que diferencia os tipos diferentes de divisões de remessa. A categoria de divisão de remessa
determina como o sistema processa a divisão da remessa.

Utilização
A categoria de divisão de remessa determina, p.ex., se o sistema transfere necessidades à administração de
materiais (planejamento de necessidades de material).

Dados comerciais

• Tipo de movimento

Com esta especificação, o usuário indica um tipo de movimento para registrar as modificações de
quantidades e valores na contabilidade de materiais. O tipo de movimento somente é relevante para os itens
ou para as divisões de remessa que provocam um movimento de estoque.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 106 de 190


• Necessidade

A transferência de necessidades pode ser controlada a nível da divisão de remessa. Ao definir este código,
uma transferência de necessidades é efetuada para a operação. Este código corresponde às opções
definidas para a transferência de necessidades para cada categoria de divisão de remessa e
,alternativamente, também poderá ser definida nesta etapa.

• Disponibilidade

A verificação de disponibilidade pode ser controlada a nível da distribuição de remessa. Ao definir este
código, uma verificação de disponibilidade é efetuada para a operação. Este código corresponde às opções
definidas para a verificação de disponibilidade para cada categoria de divisão de remessa e,
alternativamente, também poderá ser definida nesta etapa.

Dicas e sugestões – Análise de crédito

Caso uma ordem esteja bloqueada por crédito, a qtd. Confirmada na


ordem permanece nula até a sua liberação.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 107 de 190


STATUS

Pendente – Não há documento subseqüente a este processo (Remessa / Fatura)


Pendente – Não há Motivo de Recusa para este item

Teste – Insira um motivo qualquer e verifique o status global/remessa.

.....Continuar com a criação da ordem....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 108 de 190


Voltar a tela Inicial

Verificar a consistência de Dados da ordem através do controle: Ctrl + F8

Via Menu – Processar >> Log de dados Incompletos

Observe mensagem no rodapé

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 109 de 190


Simular a falta de uma informação na ordem de venda:

Apagar o campo Cond. Pago “0001”

Observe que o sistema apresenta uma mensagem (W – aviso) que está faltando a
condição de pagamento!

Continuar processando, enter + Verificar novamente os dados incompletos Ctrl + F8

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 110 de 190


Como a condição de pagamento está definida tanto no cabeçalho quanto no item são
apresentadas duas linhas, observe que para o cabeçalho não existe definição do nr. do
Item.

Para Corrigir este documento;

Marcar todas as linhas e executar “completar Dados“

O sistema direciona o cursor sobre o campo a ser preenchido.

Seguir com este processo através da seta até terminar com todos os campos
pendentes.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 111 de 190


Outro campo muito importante” Data Fix.preço” , através deste campo o sistema valida
todas as condições na pricing para esta data, ou seja, preço de venda, descontos
validos, impostos, etc..

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 112 de 190


Gravar a Ordem de Venda

Ordem Nr. 480

Visualizar a ordem através da transação VA02 – fluxo de documentos

Menu Principal : Exibir fluxo de documentos (F5) ou pelo ícone

Visualizar no cabeçalho da ordem a pasta Status

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 113 de 190


.....Continuar com o processo - criação da remessa....

Fluxo - Remessa

É possível criar remessas a partir das seguintes transações:

VA02 – Modificar à ordem – processo individual

Menu principal >> Documento de vendas >> Fornecer

VL01N – Criar Entrega com referência à ordem

VL10....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 114 de 190


.....Continuar com o processo - criação da remessa....

Via - VA02

Durante a criação da ordem de venda, via configuração, “pode-se” executar a análise


de crédito, neste exemplo foi customizado para que ocorra esta análise.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 115 de 190


Dicas e sugestões – Análise de crédito

Este cliente possui uma classe de risco onde é possível definir as


regras para verificação do crédito e como esta análise deve ser
apresentada (mensagem)

Regras possíveis

Tipos de verificação de crédito

Podem ser executados os tipos de verificação de crédito seguintes:

• Verificação estática do limite de crédito

A concessão de crédito depende do valor total de ordens em aberto, de


fornecimentos, de documentos de faturamento e de itens em aberto.

• Verificação dinâmica do limite de crédito

A verificação dinâmica abrange tanto uma parte estática que verifica todos os
itens em aberto, fornecimentos e faturas, como uma parte dinâmica que verifica
todos os valores da ordem em aberto, ou seja todas as ordens ainda não
fornecidas ou fornecidas parcialmente. O valor resultante da verificação é
acumulado até à data de expedição na estrutura de informação "S066" em
unidades de tempo selecionáveis de forma livre ou em períodos (dia, semana,
mês). A entrada desta estrutura de informação é efetuada no controlling
logístico e descrita na seção "executar opções preliminares para a
administração de créditos".
Indicar para a definição da verificação de crédito, um número determinado de
períodos relevantes a partir do qual resultará uma data no futuro (p.ex. 10 dias,
2 meses dependendo do período selecionado). Isto permite que as ordens que
ainda se encontram em um futuro longínquo, não sejam utilizadas para a
determinação da utilização de um crédito.
O total da parte estática e dinâmica da verificação não deve exceder o limite de
crédito selecionado.

• Verificação de crédito com base no valor máximo do documento

O valor da ordem ou do fornecimento não deve exceder um determinado valor


definido para a verificação de crédito. O valor é gravado na moeda da área de
controle de crédito. Esta verificação só fará sentido, se o limite de crédito de
novos clientes ainda não tiver sido determinado. Através de uma classe de risco
reservada aos novos clientes, esta verificação pode ser selecionada de forma
explícita.

• Verificação de crédito durante a modificação de campos críticos

A verificação de crédito é acionada através de modificações de campos de


documento relevantes para o crédito, de forma a que os valores destes campos
sejam diferentes dos valores propostos pelo registro do mestre de clientes
(condições de pagamento, dias valor e data valor).

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 116 de 190


• Verificação de crédito no momento da próxima verificação interna

A verificação de crédito é acionada automaticamente em uma data determinada.


Todas as ordens criadas até este

• Verificação de crédito baseada em partidas em aberto atrasadas

A relação entre as partidas em aberto, que estão em atraso há mais de um


determinado número de dias, e o saldo do cliente não deve ultrapassar uma
porcentagem determinada.

• Verificação de crédito baseada nas partidas em aberto mais antigas

A partida em aberto mais antiga deve estar em atraso apenas por um


determinado número de dias.

• Verificação de crédito contra o nível de reclamação de pagamento máximo


permitido

O nível de reclamação de pagamento do cliente deve aceitar apenas um valor


máximo determinado.

• Verificações de crédito adaptadas ao cliente

Caso haja necessidade de executar ainda mais verificações diferentes das


executadas no standard, é possível definir as próprias verificações nos user exit
(LVKMPTZZ e LVKMPFZ1) correspondentes.

.....Continuar com o processo - criação da remessa....

Para criar a remessa o depto financeiro deve liberar a ordem de venda

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 117 de 190


Transações possíveis

Utilizar a transação VKM3

Executar F8

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 118 de 190


Marcar + Liberar ( Ctrl + F10) + Gravar

Verificar que, na ordem, na Divisão de Remessa, a QTD confirmada está OK!

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 119 de 190


.....Continuar com o processo - criação da remessa....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 120 de 190


Tela Inicial na criação da Entrega

Do mesmo modo que a Ordem de Venda, a remessa possui dados de Cabeçalho /


Item, com acessos similares, via menu principal (cabeçalho/item) / via “lupa” (item)...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 121 de 190


Dados de cabeçalho

Tela de processamento: Verificar as datas e o status global.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 122 de 190


Tela - Administração

O local de expedição está definido no cabeçalho do documento!

Voltar para tela inicial...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 123 de 190


Dados Item

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 124 de 190


Localização Brasil

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 125 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 126 de 190
Tipo de Movimento – Define as contas que serão lançadas, como neste exemplo
estamos executando uma ordem de venda, será lançado CPV (custo de produto
vendido X estoque produto acabado ).

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 127 de 190


Voltar a tela inicial

Selecionar a pasta “Picking” = Separação

Dicas e sugestões – Picking

Relevante para picking ou entrada em depósito


Indica se os itens de remessa deste tipo são relevantes para o picking ou a entrada em
depósito.

Utilização
Nas entregas, apenas os itens de remessa relevantes para picking são transferidos para
o componente de administração de depósito (WM). Determinados itens como os itens de
texto ou os itens de prestação de serviço (p.ex.: serviços de consultoria) não são
relevantes para o picking.

Nos recebimentos, este código controla se o item é relevante para a entrada em


depósito. O código definido é a condição necessária para que o item possa ser
armazenado, através de uma ordem de transferência Warehouse Management.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 128 de 190


Neste exemplo o item é relevante para picking, preencher a quantidade e gravar a
remessa.

Remessa Gravada – 80000291

Verificar o fluxo de documentos através da remessa VL03N ou através da Ordem VA03

Ordem - Concluída ( o total de itens solicitados foram entregues).


Entrega – Criada, porém em processo, falta fazer a baixa de estoque e Faturar.
Ordem de picking – A data em que foi realizada a separação Ano/Mês/Dia.

.....Continuar com o processo - criação do transporte ....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 129 de 190


TRANSPORTE

Fluxo - Transporte

Definir Local Org. Transporte e Tipo de Transporte

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 130 de 190


Local de organização de transportes
Um grupo de funcionários responsáveis pela organização das atividades relacionadas ao transporte.

Utilização
Cada transporte será atribuído a um determinado local de organização do transporte. O local de organização do
transporte serve para determinar a competência no âmbito do processamento de transportes. O local de organização
do transporte poderá ser utilizado, por exemplo, para criar uma lista dos transportes que ainda devem ser
processados.

Exemplos
É possível que exista um local de organização do transporte responsável pelo transporte marítimo e um outro local
de organização de transporte que seja responsável pelo transporte rodoviário. Os locais de organização do
transporte também poderão ser definidos geograficamente.

Dependências
O local de organização do transporte precisa primeiro ser definido no customizing antes que a organização do
transporte possa ser efetuada.

___________________________________________________________________

Tipo de transporte
Um tipo de transporte representa um determinado modo de processamento para um transporte.

Utilização
O tipo de transporte permite definir certas características de controle para o processamento de transportes como, por
exemplo:
- o intervalo de numeração para a atribuição do número de transporte
- as especificações do documento como, por exemplo, o tipo de
processamento para o transporte ou o controle do processamento para o
transporte.
- os dados de controle como, por exemplo, os esquemas de mensagens,
os esquemas de textos, etc.
- valores default como, por exemplo, o tipo de expedição, o tipo de transporte, o código de percurso, etc.

Procedimento
O usuário deverá indicar um determinado tipo de transporte ao criar um transporte.

Exemplos
Transporte rodoviário:
- os trajetos do transporte devem ser determinados pelo sistema de
acordo com uma regra no âmbito de um transporte coletivo
- transporte individual como percurso preliminar para um transporte marírimo.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 131 de 190


Transporte marítimo:
Determinadas mensagens são necessárias para o processamento do
transporte.
Transporte ferroviário:
Determinados textos são necessários para que o conhecimento de
transporte ferroviário possa ser impresso de forma correta.

Dependências
Um transporte será atribuído a um determinado tipo de transporte de forma unívoca.

.....Continuar com o processo - criação do transporte ....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 132 de 190


Selecionar Fornecimentos – Existem “N” parâmetros para selecionar remessas
pendentes, normalmente são definidas “Variantes” para auxiliar a seleção, conforme
necessidades específicas de cada processo; vendas internas, exportação, cliente,
transportadora, itinerário, etc...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 133 de 190


Em nosso exemplo, indicar a remessa como seleção, observe que os status de Mov.
Mercadoria (“A”) e org. Transporte (“A” e “B”) estão pendentes.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 134 de 190


Lembre-se, a baixa da mercadoria ainda não foi executada!!!

VL03N – Cabeçalho >> Processamento

.....Continuar com o processo - criação do transporte ....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 135 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 136 de 190
Verificar a síntese do transporte atual

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 137 de 190


Durante a execução do transporte as datas são inseridas no documento (manualmente,
interface)

Dicas e sugestões – Perfis de Atividade

Definir e atribuir perfis de atividade


O perfil de atividade auxilia na definição de atividades possíveis que devem ser
executadas no documento de transporte, assim que o transporte tiver atingido um
determinado status. O usuário poderá definir o seu próprio perfil de atividades para cada
status.
As atividades possíveis incluem:

• registrar a saída de mercadorias para fornecimentos atuais do transporte

• faturar fornecimentos atuais do transporte

• imprimir determinadas mensagens

O usuário deverá definir uma variante de seleção que por sua vez, poderá ser atribuída a
um tipo de transporte. Desta forma, as atividades de transporte a serem executadas são
definidas para o tipo de transporte assim que o determinado status tiver sido definido.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 138 de 190


Situação atual

O transporte está definido com “N” remessas e o carregamento já foi realizado (picking,
packing). Através do perfil, poderíamos ativar a Baixa de estoque e criação das
respectivas faturas.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 139 de 190


Utilização de listas para auxiliar na execução dos transportes pendentes

Transação VT12

Permite selecionar transportes pendentes

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 140 de 190


Neste exemplo temos 3 transportes pendentes:

Os transportes 1000 e 1001 estão com status atual “0”


O transporte 1010 está com status 4, aguardando a liberação para processamento do
transporte.

Marcar transporte e processar

Observe que o status foi atualizado “5”

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 141 de 190


Verificar o transporte

Demais status são atualizados conforme confirmações de saída / entrega,


manualmente, Interfaces, desenvolvimentos,...

Confirmar manualmente os últimos status.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 142 de 190


Verificar o fluxo de documentos

A entrega está em processamento, aguardando a baixa de estoque e criação da Fatura.

Transação VL02N

Indicar a entrega e Registrar a SM

Após confirmação da gravação sem erros, verificar novamente o fluxo de documentos.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 143 de 190


Para visualizar qualquer documento, marcar o documento e “Exibir documento”

Visualizar o doc. “RM remessa mercador.”

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 144 de 190


Objetivos do capítulo – Movimento

Através do movimento define-se qual o lançamento contábil deverá ser


executado, considerando que o mesmo é relevante para lançamentos.

Doações, Amostras, Brindes... Utilizam contabilizações específicas.


Embalagem retornável – Não relevante para contabilização

Documento Contábil

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 145 de 190


Criar Fatura

Fluxo - Fatura

VF01

Indicar a remessa para executar a criação da fatura com referência.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 146 de 190


Dicas e sugestões – Fatura

Configuração:

Quem define, se a fatura deve ser criada com referência a Ordem


ou através da Remessa, é a Categoria do Item, combinado com as
regras dos controles de cópia:

Neste exemplo : TAN

Ex:
Ordem de serviço – Fatura c/ referência a Ordem
Ordem item Não estocável – Fatura c/ referência a Ordem
Ordem item estocável – Fatura c/ referência a Remessa

Neste momento todos os dados devem estar OK, com necessidade, praticamente nula,
de qualquer interferência do usuário, seja na inserção de um novo dado ou mesmo
correção de alguma informação. Considerando que a ordem de venda e a remessa já
forma processadas, sem erros, podemos considerar que todos os dados comerciais,
tributação, textos legais e demais dados estão de acordo com a necessidade do
processo em questão.

Eventualmente podem ser inseridos textos adicionais para impressão em NF ou no


próprio sapscript da fatura.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 147 de 190


Em comparação com os outros documentos já criados, a fatura também possui dados
tanto de cabeçalho quanto de item.

Verificar os acessos disponíveis através do menu principal / “Lupa”...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 148 de 190


Verificar a tela “Detalhe do Cabeçalho”

Campo – Referência

Após a impressão da NF, ou seja , após definir o Número da NF, este campo é
atualizado.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 149 de 190


Gravar a Fatura

Observe no rodapé a mensagem enviada:

Neste momento ocorre a liberação contábil (receita + Impostos); pode ocorrer


lançamentos no CO-PA(análise de rentabilidade, caso esteja ativo)

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 150 de 190


Verificar os lançamentos: Transação VF03

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 151 de 190


Voltar e Verificar o fluxo de documentos

Observe que os documentos de transporte, baixa de estoque e picking não estão


aparecendo, procure sempre visualizar o fluxo através do primeiro documento gerado.

Marcar a ordem de Venda, via Menu principal, Ir Para >> Fluxo de Documentos

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 152 de 190


Neste momento, o doc. contábil é o único documento pendente, porque sua
compensação está condicionada a forma de pagamento atribuída a este cliente e está
atividade diz respeito ao depto Financeiro.

Dicas e sugestões – Erros

Erros mais comuns apresentados nesta Etapa:

- Falta de atribuição de conta para alguma condição na


pricing
- Dados mestres – cliente / material - incompletos
- Conta atribuída, porém não cadastrada na empresa
- Falta de cálculo de custo para material.
- Eventuais erros associados ao CO-PA, novas
condições criadas na pricing.
- Configuração da conta não permite lançamentos
diretos.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 153 de 190


LOCALIZAÇÃO BRASIL:

Fluxo – Nota Fiscal

Seguindo o processo, falta a impressão da NF, neste momento o SAP já possui todas
as informações, gravadas em tabelas especificas para impressão.

Transação: J1B3N (Esta transação não possui caminho no menu SAP)

Para cada fatura o sistema registra um número interno para NF, neste exemplo 622.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 154 de 190


Observe que a NF não possui Nr., ainda não foi impressa

Para impressão, voltar a tela Inicial, Menu principal Nota fiscal >> Saída.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 155 de 190


Nota - Número 79, série 1

Verificar a impressão – Em nosso ambiente de teste é possível visualizar as NFs via


transação SP01 / SP02

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 156 de 190


Formulário standard

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 157 de 190


Voltar a Transação VF03 e visualizar o campo Referência

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 158 de 190


Verificação dos livros Fiscais

Livros - Fiscal

Registro de Saída (Modelo2)

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 159 de 190


Os valores apresentados devem estar de acordo com as condições do processo, valor
contábil, base de cálculo, taxas, imposto debitado.

Para situações com isenção/exclusão, o valor contábil deve estar definido na coluna 2
(isentos ou não tributáveis).

Para situações com Suspensão dos impostos, o valor contábil deve estar definido na
coluna 3 (outras)

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 160 de 190


Objetivos do capítulo – Devolução / Recusa

Fluxo – Devolução / Recusa

- Devolução – Há recepção das mercadorias pelo cliente, todavia pode ocorrer a


devolução Total/parcial.

- Recusa – Não há recepção das mercadorias, retorna com própria NF.

Fluxo – Processo de Vendas – Devolução

Nesta situação o cliente deve emitir uma Nota fiscal de devolução

Controle de Controle de
cópia cópia

ORDEM REMESSA FATURA

ZORB ZLF ZF2B N1

0001
Transp
WL RV

Saída de mercadoria por remessa Transf.docs.fatura


Controle de
cópia

ORDEM REMESSA FATURA

ZREB LR REB N4

0001
Transp
WL RV

Saída de mercadoria por remessa Transf.docs.fatura

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 161 de 190


As Ordens de devolução(ZREB) e Recusa(ZROB) são criadas com referência a Fatura
de Vendas, desta maneira as condições comerciais são transferidas para ordem sem
alterações.

Transação – VA01

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 162 de 190


Todos os dados foram transferidos para ordem de venda com exceção:

Para Devolução ZREB – o campo Referência deve ser obrigatório; este campo está
localizado no cabeçalho da ordem de venda e deve ser indicado o Número da NF
emitida pelo cliente, desta maneira o SAP consegue escriturar a NF do cliente.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 163 de 190


Para analisar os campos pendentes – Log de Dados Incompletos – Ctrl+F8

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 164 de 190


Dicas e sugestões – Dados Incompletos

Para cada tipo de ordem (cabeçalho / item ) é possível definir qual(is)


campos são relevantes para o processo em questão.

Neste exemplo foi utilizado o Esquema JH

Este Flag permite visualizar a mensagem


durante a criação da ordem de venda.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 165 de 190


.....Continuar com o processo - criação da “devolução”....

Marcar o(s) campo(s) e “Completar os Dados”

Ex: Nota fiscal de devolução do cliente Nr. 123456

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 166 de 190


Verificar Mensagem no rodapé

Salvar a ordem de Devolução

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 167 de 190


Dicas e sugestões – Criar remessa automaticamente

Na configuração do Tipo de ordem de venda (Ex: ZROB) é possível


definir se a remessa será criada imediatamente após a criação da ordem.

Em nosso exemplo a remessa deverá ser criada manualmente; como já foi visto, no
processo de venda, existem algumas transações para esta criação:

Utilizar - VL01N

Definir o local de Expedição – COMP

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 168 de 190


Tela atual – Síntese de itens

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 169 de 190


Tela de Picking

Nesta tela é possível definir qual o centro / depósito de entrada.

Para itens de devolução não há necessidade de considerar a etapa de picking.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 170 de 190


Dicas e sugestões – Categoria de item na remessa

Na configuração do Tipo da ctg do item na remessa é possível definir a


relevância para picking, análise de disponibilidade, determinação de
depósito...

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 171 de 190


Ir para cabeçalho – via Menu principal

Nesta tela é possível verificar o status global da remessa

Neste caso, apenas relevante para “saída de mercadoria”

Status atual – “A”

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 172 de 190


Na tela de administração – possível visualizar o tipo de remessa utilizado para
devolução

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 173 de 190


Voltar a tela inicial - Ir para detalhes do Item

Acesso via menu principal e “lupa”

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 174 de 190


Tela de picking define a quantidade recebida / unidade.

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 175 de 190


Dados relacionados à Localização Brasil

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 176 de 190


Movimento a ser utilizado na devolução

Normalmente as empresas utilizam o procedimento: Movimento 655

Devolução 655 Qualidade

Utilização Sucata
651
Livre

.....Continuar com o processo - criação da Remessa....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 177 de 190


Tela Inicial

Os dados foram verificados e não há dados incompletos:

Menu Principal >> Processar >> Dados Incompletos

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 178 de 190


Registrar Saída

.....Continuar com o processo - criação da Fatura....

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 179 de 190


Transação - VF01

Indicar o número da Ordem de venda – 60000038

Dicas e sugestões – Categoria de item Devolução

Na ctg do item standard RBN está definido que a fatura deverá ser criada
com referência a Ordem de venda
Esta configuração pode ser alterada, desde que utilizada em uma nova
CTG, ex: ZRBN

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 180 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 181 de 190
Dados de cabeçalho – Campo Referência – Número da NF do Cliente

Gravar a Fatura

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 182 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 183 de 190
Visualizar documento Contábil – VF03

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 184 de 190


Visualizar a NF criada – 123456

Transação – J1B3N

Numeração Interna

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 185 de 190


Livro de entradas

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 186 de 190


SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 187 de 190
SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 188 de 190
Visualizar o fluxo do processo

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 189 de 190


Homework :

Gerar um novo processo de venda e Recusa (documento ZROB)


Gerar um processo de venda, porém o faturamento deverá ser estornado e a NF Cancelada
(transação VF11)

SAP CONCEITOS & PROCESSOS Página 190 de 190