Você está na página 1de 9

Em todas as cidades é possível identificar uma área central.

Nas de maior dimensão, atribui-se,


geralmente, a designação de CBD (Central Business District) à área mais central que, quase sempre, é a
mais importante da cidade. Trata-se de uma área muito atractiva para os visitantes, mas que fornece,
igualmente, emprego a muita gente (Doc. 1).
Actividades terciárias:
Comerciais, que vão desde o comércio especializado e de bens raros, frequentemente
importados, aos artigos de luxo, como a confecção de alta-costura, aos grandes armazéns,
ou mesmo ao comércio banal, que se destina a servir os residentes ou as pessoas que aí
trabalham;

De serviços:

- associadas ao governo e à administração pública, como ministérios, tribunais superiores,


sedes do governo ou do município;

- relacionadas com a vida económica, como sedes de bancos, companhias de seguros,


sociedades de investimento e bolsas de valores;

- de apoio às empresas, como os de contabilidade e apoio jurídico;

- pessoais, como médicos especialistas, exames de diagnóstico e recolha de análises;

- animação lúdica e cultural de qualidade, como teatros, cinemas, museus, ou a simples


animação das ruas de circulação pedonal;

- hotéis e restauração, desde os restaurantes de luxo aos cafés e restaurantes mais banais.
Características do CBD

• intensidade de tráfego, de veículos e peões, devido à concentração de funções raras


que atraem um grande número de pessoas;

• numerosa população flutuante, presente apenas durante o dia;

• diminuta população residente, que é constituída sobretudo por idosos residentes em


casas mais antigas de rendas baixas, mas também por uma população mais jovem que
ocupa edifícios novos ou renovados destinados a habitação.

Rua de Santa Catarina -Porto

As características do CBD podem ser mais ou menos acentuadas,


consoante a dimensão da cidade e as relações de
interdependência e complementaridade que estabelece com a
Avenida dos Aliados - Porto área envolvente e com outras cidades.
Diferenciação espacial do CBD

Plano vertical

A forte concentração de actividades numa área


relativamente restrita leva a uma intensa competição
pelo espaço e ao elevado valor do solo. Este facto
tem conduzido ao desenvolvimento dos edifícios em
altura, sendo esta uma das características
morfológicas.
A figura 3 mostra o zonamento vertical na Rua
Augusta (em Lisboa), ou seja, a distribuição da
função terciária e residencial. No rés-do-chão e 1º
andar correspondem a actividades que necessitam de
grande contacto com o consumidor.
Diferenciação espacial do CBD
Plano horizontal

A análise da organização/tipologia das actividades no


plano horizontal revela a existência de áreas de forte
especialização no interior do CBD (zonamento
horizontal): destacam-se o centro financeiro e
administrativo, a área de comércio a retalho, a área
de comércio grossista, a área de hotéis e
restauração, a área de diversão. (fig4 e Doc 2)
Dinâmica funcional

No centro das cidades as funções e a sua organização espacial não se


mantêm sempre iguais, verificando-se uma constante dinâmica de
sucessão das diversas funções. Na segunda metade do século xx, deu-se
a substituição da função industrial e residencial pelo comércio e outras
actividades terciárias. Mais recentemente, a tendência é para uma
descentralização desse tipo de funções.

Factores que contribuem para a descentralização

•Especulação fundiária

•O congestionamento do centro (área mais antiga, ruas estreitas)

•Diminuição das acessibilidades


Assim, as funções associadas ao CBD tendem a deslocalizar-se para outras
áreas que, devido à acessibilidade, se vão constituindo como novas
centralidades.
Estagnação/revitalização do CBD

Como resposta a esta tendência, actualmente, procura-se promover o centro das cidades, através de
medidas como:

• A organização do trânsito;

• O melhoramento dos transportes públicos;

• A criação de novos espaços de estacionamento, geralmente subterrâneos;

• A renovação dos edifícios;

• O encerramento ao trânsito de certas ruas ou áreas, onde os visitantes podem circular mais à
vontade, sentar-se numa esplanada ou apreciar a animação lúdica e cultural que surge nestes
espaços (fig).

Você também pode gostar