Você está na página 1de 1

INTRODUÇÃO

O seguinte estudo relatado tem por finalidade objetivar o conteúdo pratico
proposto para a disciplina, o que levou a realização de trabalho de campo nos dias 26,27
e 28 de outubro, no trecho Alfenas (Sul de MG) – Rio Claro (centro-oeste SP)
localizado entre as BR () O trajeto citado e caracterizado pela diferenciação do relevo
regional, devido a transição do escudo cristalino para a bacia sedimentar do Paraná,
possuindo diversos tipos de formações de relevos à serem observados e analisados.
Dentre os principais objetivos da atividade, estao a interpretação das taxonomias
presentes, a identificação, descrição e dimensionamento dos diversos compartimentos e
feições de relevo , bem como o levantamento de dados com relacao a localização,
coordenadas, altitude e condicionantes erosivos verificados.
Ao longo do trajeto foram realizadas paradas para observação e embasamento
teórico – pratico apoiados dos instrumentos de campo, GPS e cartas topográficas. Isto
permitiu o acesso a dados precisos quanto a morfogênese, morfodinamica, morfologia e
morfocronologia, ao compreendimento quanto aos processos modificantes endógenos e
exógenos, e também dados com relação a datação que pode ser realizada a partir das
formas de cada ponto analisado.

Com base no modelo de evolução do relevo proposto por (Davis?) foi possível
observar a ocorrência das transformações sofridas por este; os diversos tipos de relevo
presentes no percurso, com destaque para a formação das Cuestas, características nas
formações sedimentares, possibilitou uma grande gama de informações fundamentais a
compreensão da geomorfologia.