P. 1
Novas OPORTUNIDADES PARA AS ÁREAS RURAIS

Novas OPORTUNIDADES PARA AS ÁREAS RURAIS

|Views: 595|Likes:
Publicado porQat Marley

More info:

Published by: Qat Marley on Dec 03, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPTX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/04/2013

pdf

text

original

Colégio Liceal Sta.

Maria Lamas Geografia A

« As Culturas Energéticas em Portugal e a importância da Rede Natura 2000 e do programa comunitário LEADER »

NOVAS OPORTUNIDADES PARA AS ÁREAS RURAIS

Catarina Carmo & Kevin Soares Prof.: José E.Pascoal
1

Colégio Liceal Sta Maria Lamas Geografia A

COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER: 
      

Noção de Culturas Energéticas; Objectivos a nível europeu à cerca das culturas energéticas; Principais culturas energéticas implementadas em Portugal; Significado e objectivos da Rede Natura 2000; Áreas de Portugal cobertas pela rede de conservação de habitats; Significado e objectivos do programa LEADER; Noção do Grupo de Acção Local; Exemplos em Portugal da aplicação do LEADER.
2

Obrigado 3 . assim como os programas neste tema expostos. Esperemos que fiquem esclarecidos em ambas as matérias e que façam silêncio.Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A INTRODUÇÃO ´ Neste trabalho iremos tentar dar uma percepção das Culturas Energéticas em Portugal. porque é um tema bastante teórico.

Colégio Liceal Sta Maria Lamas Geografia A Plantação de Colza Plantação de Soja O QUE SÃO AS CULTURAS ENERGÉTICAS 4 .

através de biocombustíveis e biomassa .Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A NOÇÃO DE CULTURAS ENERGÉTICAS ´ Culturas que se destinam à produção de energia eléctrica e térmica. Produção de biomassa a partir de óleo de micro algas 5 .

Produção de Culturas Energéticas 6 .Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A OBJECTIVOS : ´ ´ ´ ´ ´ ´ Cultura permanente de sequeiro com elevada resistência à secura Cultura elegível em áreas de RPU e de Pousio Apoio técnico garantido durante a exploração da cultura Apoio financeiro à instalação da cultura Escoamento garantido do produto final Promover a multifuncionalidade agrícola. permitindo melhores rendimentos.

Requisitos necessários para a instalação da cultura do Cardo: Solos com boa drenagem.CARDO ´ Dentro dos biocombustíveis. PH de solo neutro ou alcalino. esta parceria fez uma forte aposta na produção de biomassa através da cultura do cardo e encontra-se também integrada no programa INTERREG (Programa de Iniciativa Comunitária para o Intercâmbio de Experiências entro os países da União Europeia). Ciclo Evolutivo do Cardo Semente Germinação Desenvolvimento Radicular Estado Vegetativo ´   Cardo em fase de corte Cardo em flor Produto Final BIOMASSA 7 .Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A BIOMASSA AGRÍCOLA . Estas culturas plurianuais têm evidenciado resultados muito interessantes para este fim conciliando elevadas produções por hectare.

Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A QUAIS AS CULTURAS ENERGÉTICAS IMPLEMENTADAS EM PORTUGAL? 8 .

milho. batata. Cardo. Plantação de sorgo sacarino purgueira 9 . Girassol. Bioetanol: trigo. sorgo sacarino. Purgueira.PRINCIPAIS CULTURAS ENERGÉTICAS: ´ ´ - Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A Biodiesel: Colza.

Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A O QUE É A REDE NATURA 2000? 10 .

que resulta da aplicação de duas directivas: a Directiva Aves e a Directiva Habitats.NOÇÃO E OBJECTIVOS DA REDE NATURA ´ Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A A Rede Natura 2000 é uma rede ecológica coerente cujo objectivo é a conservação da diversidade biológica e ecológica dos Estados Membros da Comunidade Europeia atendendo às exigências económicas. Habitats 11 . sociais e culturais das diferentes regiões que a constituem.

desde há um quarto de século.ÁREAS DE PORTUGAL COBERTAS PELA REDE DE CONSERVAÇÃO DE HABITATS ´ Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A ´ As Áreas Protegidas são insígnias da conservação da natureza e as preocupações que. Criar uma Área Protegida é apenas o princípio de uma longa história que não deixará de reflectir a complexidade e as contradições em que este mundo é fértil. simultaneamente. motivo de reflexão e um incentivo à procura de novas soluções. Áreas protegidas em Portugal Continental 12 . não deixam de suscitar são. bem como o estreito relacionamento das coisas entre si e o de cada um e de cada grupo com os demais.

Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A O QUE É O PROGRAMA LEADER? 13 .

sublinhando a importância das populações locais tomarem consciência do valor dos seus territórios. da riqueza das suas identidades e da qualidade das suas paisagens e nesta perspectiva apontam para a necessidade de se criarem condições para a aquisição de competências e intervenção activa dos actores locais nos seus territórios. económica.Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A PROGRAMA LEADER ´ O Programa LEADER+ é um instrumento que permite experimentar outras abordagens de intervenção no espaço rural. Imagem Programa Leader+ 14 . social e cultural dos territórios rurais. respeitando a dimensão ambiental.

constitui um elemento fundamental do programa. no sentido de contribuir para a criação de postos de trabalho. 15 . melhoria da capacidade organizacional das respectivas comunidades. Os objectivos são incitar e apoiar os agentes rurais a reflectir sobre o potencial dos respectivos territórios numa perspectiva de mais longo prazo.Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A OBJECTIVOS : ´ O programa LEADER+ promove abordagens integradas. A iniciativa visa incentivar a aplicação de estratégias originais de desenvolvimento sustentável. integradas e de grande qualidade. reforço do ambiente económico. concebidas e postas em prática por parcerias activas que operem à escala local. cujo objecto seja a experimentação de novas formas de: valorização do património natural e cultural. O aspecto da «cooperação». em sentido lato.

Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A NOÇÃO DE «GRUPO DE ACÇÃO SOCIAL» 16 .

Açores.Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A « GRUPO DE ACÇÃO SOCIAL » ´ Os Grupos de Acção Local (GAL) são parcerias organizadas entre entidades públicas e privadas que entre si. consubstanciada num Plano de Desenvolvimento Local (PDL) Os Grupos de Acção Local (GAL) tem competências para gerir o Plano de Desenvolvimento Local com autonomia. acordaram uma estratégia comum de intervenção para o território. Madeira GAL Continente 17 . Territórios abrangidos: Continente. respeitando os normativos nacionais e comunitários em vigor.

Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A GAL Açores Gal Madeira 18 .

Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A LEADER EM PORTUGAL 19 .

o que o torna não menos interessante mas sim mais monótono. 20 . Pedimos desculpa por não ser tão ilustrativo como os restantes.Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A CONCLUSÃO ´ Após a realização deste trabalho espero que tanto vocês como nós tenham ficado com a ideia do que quisemos transmitir: a biomassa. mas o nosso trabalho era mais teórico. o LEADER+ e a Rede Natura 2000.

pt.logistica-florestal. ´ 21 .Colégio Liceal Stª Maria Lamas Geografia A WEBLIOGRAFIA http://www.leader.pt.pt.icnb. ´ http://portal. ´ http://www.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->