Você está na página 1de 526

Software para Computador

Edição do professor
manual por utilizador

Este manual do utilizador aplica-se ao software TI-Nspire™ versão 2.1.


Para obter a versão mais recente da documentação, visite
education.ti.com/guides.
Informações importantes
Excepto se indicado expressamente na Licença que acompanha um
programa, Texas Instruments não dá garantia, explícita ou implícita,
incluindo mas não se limitando a quaisquer garantias de comercialização
e adequação a um fim particular, relativamente a quaisquer programas
ou materiais de documentação e disponibiliza estes materiais
unicamente numa base “tal qual”. Em nenhum caso, a Texas Instruments
será responsável perante alguém por danos especiais, colaterais,
incidentais, ou consequenciais em ligação com a ou provenientes da
compra ou utilização destas matérias, e a responsabilidade única e
exclusiva da Texas Instruments, independentemente da forma de
actuação, não excederá a quantia estabelecida na licença do programa.
Além disso, a Texas Instruments não será responsável por qualquer
queixa de qualquer tipo apresentada contra a utilização destes materiais
por terceiros.

Licença
Consulte a íntegra da licença instalada em C:\Program Files\TI
Education\TI-Nspire CAS.
© 2006-2010 Texas Instruments Incorporated
Macintosh®, Windows®, Excel®, Vernier EasyLink®, EasyTemp®,
Go!®Link, Go!®Motion, e Go!®Temp são marcas registadas dos
respectivos proprietários.

ii
Índice
Informações importantes .............................................................. ii
Licença ..................................................................................... ii

TI-Nspire™ Clickpad to TI-Nspire™


Touchpad Keymap.............................................................1

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ ..............3


Utilizar a documentação................................................................ 3
Acerca do modo TI-84 ............................................................. 3
Compreender a operação de modo duplo ................................... 3
Alterar o teclado ..................................................................... 4
Teclas do dispositivo portátil TI-Nspire™ ...................................... 6
Atalhos do teclado ......................................................................... 7
Ligar a unidade portátil ............................................................... 10
Instalar as pilhas AAA ........................................................... 10
Introduzir a bateria recarregável TI-Nspire™...................... 12
Eliminação de pilhas usadas de forma segura
e adequada ......................................................................... 15
Ligar e desligar a unidade portátil....................................... 15
Utilizar a função Automatic Power Down™ para
prolongar a duração da bateria ........................................ 15
Ligar a unidade portátil TI-Nspire™ pela primeira vez.............. 16
Ajustar o contraste................................................................ 16
Escolher um idioma............................................................... 16
Seleccionar um tamanho de letra ........................................ 16
Utilizar o touchpad ...................................................................... 17
Obter o máximo proveito do touchpad............................... 18
Utilizar sugestões ......................................................................... 18
Explorar a unidade portátil TI-Nspire.......................................... 19
Utilizar o menu Página inicial .............................................. 19
Opções do menu Página inicial ............................................ 21
Compreender a Folha de rascunho ............................................. 23
Ecrã da unidade portátil TI-Nspire .............................................. 23
Definir as definições e ver o estado ............................................ 24
Abrir Definições e Estado ..................................................... 24
Alterar o idioma .................................................................... 25
Compreender as definições gerais ....................................... 25
Compreender as definições de Gráficos e Geometria......... 28
Compreender a configuração da unidade portátil ............. 30
Ver o estado da unidade portátil ......................................... 31
Iniciar sessão na turma.......................................................... 32
Compreender as ferramentas do TI-Nspire™ ............................. 34
Criar variáveis TI -Nspire ....................................................... 34

iii
Utilizar o catálogo ................................................................. 34
Introduzir caracteres especiais ou modelos matemáticos... 36
Partilhar ficheiros com um computador ou outro dispositivo ... 37
Ligar a unidade portátil com um cabo USB ......................... 38
Cabos do modo TI-84 Plus ..................................................... 38
Fazer cópias de segurança de ficheiros para outra
unidade portátil.................................................................. 38
Ligar duas unidades portáteis TI-Nspire™ com o
cabo de unidade a unidade USB........................................ 39
Enviar um documento ........................................................... 39
Ligar uma TI-Nspire™ com teclado TI-84 Plus a uma
unidade portátil TI-84 Plus ................................................. 40
Ligar uma unidade portátil TI-Nspire™ a um
computador ....................................................................... 40
Actualizar o sistema operativo da unidade portátil................... 40
Informações importantes sobre a transferência do
sistema operativo ............................................................... 41
Procurar actualizações do sistema operativo....................... 41
Fazer cópia de segurança de ficheiros para um computador .... 41

Trabalhar com documentos na unidade


portátil TI-Nspire™ ......................................................... 43
Criar um novo documento ........................................................... 43
Guardar um documento............................................................... 44
Trabalhar com aplicações ............................................................. 45
Adicionar uma aplicação....................................................... 45
Utilizar várias aplicações numa página ................................ 46
Agrupar aplicações ................................................................ 49
Desagrupar páginas............................................................... 49
Utilizar o menu Aplicação ............................................................ 50
Utilizar o menu Aplicação..................................................... 50
menu Contexto ............................................................................. 51
Utilizar o menu Contexto...................................................... 51
Trabalhar com problemas e páginas............................................ 51
Adicionar um problema a um documento.................................. 52
Copiar, colar e eliminar problemas .............................................. 53
Copiar e colar um problema ................................................. 53
Eliminar um problema........................................................... 53
Renomear um problema .............................................................. 53
Adicionar uma página a um problema ....................................... 54
Mover-se entre páginas num documento ................................... 54
Ver e reordenar as páginas num documento ............................. 55
Ver várias páginas com o Gestor de páginas ....................... 55
Abrir o Gestor de páginas de um documento ..................... 55
Reordenar páginas num problema....................................... 56

iv
Copiar uma página para outro problema ........................... 56
Copiar uma página para outro documento ........................ 57
Gerir documentos......................................................................... 58
Procurar ficheiros em Os meus documentos ....................... 58
Abrir documentos ................................................................. 59
Renomear pastas ou documentos ........................................ 59
Criar pastas ............................................................................ 60
Convenções de nomes de pastas e ficheiros........................ 60
Duplicar documentos e pastas.............................................. 61
Recuperar documentos eliminados...................................... 61
Fechar um documento ................................................................. 62
Enviar um documento ou uma pasta para outra
unidade portátil...................................................................... 62
Regras para envio de ficheiros ou pastas ............................ 62
Enviar um documento........................................................... 62
Receber um documento........................................................ 63
Enviar uma pasta................................................................... 63
Cancelar uma transmissão .................................................... 64
Resolver erros resultantes do envio de pastas..................... 64
Compreender a Folha de rascunho ............................................. 64
Bibliotecas..................................................................................... 64
Editor de programas .................................................................... 64

Transferir ficheiros................................................................67
Ligar duas unidades portáteis ..................................................... 67
Utilizar cabos de ligaço ................................................................ 67
Cabo USB ............................................................................... 67
Cabos do modo TI-84 Plus..................................................... 67
Ligar duas unidades portáteis TI -Nspire™ com o
cabo de unidade a unidade USB ....................................... 68
Ligar uma TI-Nspire™ con teclado TI-84 Plus a uma
unidade portátil TI-84 Plus utilizando o cabo de
unidade a unidade E/S ....................................................... 69
Ligar uma unidade portátil TI-Nspire™ a um
computador ....................................................................... 69
Fazer cópia de segurança de ficheiros para um
computador ........................................................................ 69
Transferir documentos e pastas ................................................... 69
Regras de transferência de ficheiros e pastas ..................... 69
Enviar um documento ou uma pasta................................... 70
Receber um documento ou uma pasta................................ 70
Cancelar uma transmissão .................................................... 71
Actualizar o sistema operativo .................................................... 75
Informações importantes sobre a transferência do
sistema operativo ............................................................... 75

v
Onde obter as actualizações do Sistema operativo............. 75
Transferir o sistema operativo .............................................. 76
Importante: ............................................................................ 76
Mensagens de actualização do SO ....................................... 77

Gestão de ficheiros e da memória....................................... 81


Verificar memória disponível ....................................................... 81
Mostrar o ecrã Handheld Status (Estado da
unidade portátil) ................................................................ 81
Libertar espaço de memória ........................................................ 81
Eliminar itens da memória .................................................... 82
Fazer cópias de segurança de ficheiros para outra
unidade portátil.................................................................. 82
Fazer cópia de segurança de ficheiros para um
computador ........................................................................ 83
Reiniciar a memória...................................................................... 83

Utilizar a Folha de rascunho ................................................ 85


Abrir e fechar a Folha de rascunho ...................................... 85
Calcular com a Folha de rascunho ............................................... 86
Introduzir expressões matemáticas simples ......................... 86
Inserir itens a partir do Catálogo.......................................... 87
Utilizar um modelo de expressão ......................................... 88
Introduzir expressões com um assistente............................. 89
Ver o histórico........................................................................ 92
Copiar um item do histórico para a linha de entrada......... 92
Apagar o histórico ................................................................. 92
Editar expressões da Folha de rascunho...................................... 93
Inserir elementos na linha de entrada ................................. 93
Seleccionar parte de uma expressão .................................... 93
Representar graficamente com a Folha de rascunho ................. 93
Ver a tabela de funções ........................................................ 94
Alterar o aspecto dos eixos ................................................... 95
Definir valores das variáveis com um selector ..................... 96
Traçar uma função representada graficamente .................. 96
Determinar pontos notáveis ................................................. 98
Guardar o conteúdo da Folha de rascunho ................................ 99

Como começar com o software TI-Nspire™ ...................... 101


Navegar nas hiperligações do ecrã de Boas-vindas ........... 102
Abrir o ecrã de Boas-vindas manualmente ........................ 102
Explorar o software .................................................................... 102
Compreender a barra de estado......................................... 103
Compreender as vistas do documento ............................... 104
Utilizar os painéis ................................................................ 104

vi
Compreender o espaço de trabalho.......................................... 106
Vantagens dos painéis ........................................................ 108
Utilizar ícones da barra de ferramentas e de menus ............... 110
Menus e ícones da barra de ferramentas no espaço
de trabalho ....................................................................... 110
Escolher definições ..................................................................... 119
Alterar idioma ..................................................................... 119
Alterar definições do documento ...................................... 120
Reiniciar as definições do documento para as
predefinições .................................................................... 122
Alterar definições de Gráficos e Geometria ...................... 122
Alterar as definições do TI-SmartView™ ........................... 124
Utilizar as ferramentas TI-Nspire™ ........................................... 125
Compreender as variáveis................................................... 125
Fazer e ver as capturas de ecrãs ......................................... 125
Actualizar bibliotecas.......................................................... 125
Actualizar o software do computador..................................... 127
Registar o produto e aceder às informações do
TI-Nspire™ ........................................................................ 128

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™........131


Criar um novo documento......................................................... 131
Guardar documentos ................................................................. 132
Guardar um documento com um nome novo ................... 133
Abrir um ficheiro................................................................. 133
Ligar e guardar numa unidade portátil .................................... 133
Seleccionar uma unidade portátil ...................................... 133
Abrir e guardar documentos da unidade portátil no
software ............................................................................ 134
Guardar documentos de outra origem numa
unidade portátil ............................................................... 134
Mover ficheiros e pastas com o Explorador de conteúdos ...... 135
Compreender que ficheiros e pastas pode transferir ....... 136
Copiar ficheiros e pastas suportados ................................. 136
Trabalhar com vários documentos............................................. 137
Utilizar a vista em separadores .......................................... 138
Utilizar a vista em mosaico ................................................. 138
Fechar documentos ............................................................. 139
Trabalhar com aplicações ........................................................... 139
Adicionar uma aplicação a uma página ............................ 139
Utilizar várias aplicações numa página.............................. 140
Alterar o esquema da página para várias aplicações........ 141
Trocar aplicações numa página .......................................... 142
Agrupar aplicações.............................................................. 142
Eliminar uma aplicação de uma página............................. 142

vii
menu Contexto ........................................................................... 142
Utilizar o menu Contexto.................................................... 143
Trabalhar com problemas e páginas.......................................... 143
Adicionar um problema a um documento......................... 143
Copiar, colar e eliminar problemas..................................... 143
Renomear um problema ..................................................... 143
Adicionar uma página a um problema .............................. 144
Seleccionar e mover páginas com o Gestor de páginas .... 144
Eliminar páginas .................................................................. 145
Utilizar os Utilitários nos documentos....................................... 145
Inserir itens a partir do painel Utilitários ........................... 147
Utilizar os assistentes........................................................... 148
Utilizar cores em documentos.................................................... 148
Adicionar cor de uma lista .................................................. 148
Adicionar cor de uma paleta .............................................. 148
Abrir ficheiros do LearningCheck™........................................... 149
Tipos de itens do LearningCheck™ que podem ser
convertidos........................................................................ 149
Abrir itens do LearningCheck™.......................................... 149
Informações importantes sobre a conversão de itens....... 150
Imprimir documentos ................................................................. 150
Utilizar a pré-visualização de impressão ............................ 151
Utilizar o painel Ajuda para obter mais informações .............. 151
Utilizar conjuntos de lições ........................................................ 153
Abrir os ficheiros do conjunto de lições............................. 153
Ver propriedades do documento e informações dos
direitos de autor ................................................................... 153
Ver informações dos direitos de autor ............................... 153
Proteger um documento (tornar um documento
só de leitura) ..................................................................... 154
Adicionar informações dos direitos de autor a um
documento ........................................................................ 154

Utilizar variáveis................................................................. 157


Ligar valores nas páginas ........................................................... 157
Criar variáveis.............................................................................. 157
Tipos de variáveis................................................................. 158
Criar uma variável a partir de um valor da aplicação
Gráficos e Geometria........................................................ 158
Criar uma variável a partir de um valor da célula da
aplicação Listas e Folha de Cálculo .................................. 159
Guardar um valor numa variável........................................ 159
Métodos alternativos para guardar uma variável ............. 160
Verificar valor da variável ................................................... 160
Regras para atribuir nomes às variáveis .................................... 160

viii
Bloquear e desbloquear variáveis ............................................. 162
Variáveis que não pode bloquear ...................................... 162
Informações importantes sobre variáveis bloqueadas...... 162
Exemplos de bloqueio......................................................... 163
Utilizar variáveis (ligar) .............................................................. 163
Ligar às variáveis partilhadas.............................................. 163
Ligar uma célula da aplicação Listas e Folha de
Cálculo a uma variável ..................................................... 164
Utilizar uma variável num cálculo...................................... 164
Introduzir várias instruções na linha de entrada .............. 165
Actualizar uma variável ...................................................... 165
Reutilizar a última resposta................................................ 166
Substituir temporariamente um valor por uma variável .. 167
Remover uma variável ligada ............................................. 167

Calculadora .........................................................................169
Como começar com a aplicação Calculadora............................ 169
Menu Calculadora ...................................................................... 170
Introduzir e avaliar expressões matemáticas............................ 176
Introduzir expressões matemáticas simples....................... 176
Controlar o formato de um resultado ............................... 177
Introduzir itens a partir do Catálogo................................. 178
Utilizar um modelo de expressão....................................... 179
Criar matrizes ...................................................................... 180
Introduzir uma linha ou uma coluna numa matriz........... 181
Introduzir expressões com um assistente .......................... 181
Criar uma função de múltiplas variáveis............................ 183
Criar um sistema de equações ............................................ 184
Diferir avaliação .................................................................. 184
Trabalhar com variáveis ............................................................. 184
CAS: Trabalhar com unidades de medida ................................. 185
CAS: Converter entre as unidades de medida ................... 185
CAS: Criar uma unidade definida pelo utilizador ............. 186
Criar programas e funções definidas pelo utilizador............... 187
Definir uma função de uma linha ...................................... 187
Definir uma função com várias linhas com modelos ........ 187
Definir uma função com várias linhas manualmente ....... 189
Definir um programa .......................................................... 190
Rechamar uma definição de programa ou função ........... 191
Editar expressões da Calculadora .............................................. 191
Posicionar o cursor numa expressão .................................. 191
Inserir uma expressão na linha de entrada ....................... 192
Seleccionar parte de um expressão.................................... 192
Eliminar uma expressão total ou parcialmente da
linha de entrada ............................................................... 192

ix
Cálculos financeiros .................................................................... 192
Utilizar o Gestor financeiro................................................. 192
Funções financeiras incluídas.............................................. 194
Trabalhar com o histórico da Calculadora................................. 194
Ver o histórico da Calculadora............................................ 194
Copiar um item do histórico da Calculadora para a
linha de entrada ............................................................... 195
Copiar um item do histórico para outra aplicação............ 195
Eliminar uma expressão do histórico.................................. 196
Apagar o histórico da Calculadora ..................................... 196

Gráficos e Geometria ......................................................... 197


Ficar familiarizado com Gráficos e Geometria.......................... 197
Menu da aplicação Gráficos e Geometria ................................. 198
Utilizar os atalhos das teclas ...................................................... 209
Utilizar o menu de contexto ...................................................... 210
Utilizar a área de trabalho ......................................................... 211
Capturar e largar itens na área de trabalho ...................... 211
Inclinar a área de trabalho.................................................. 212
Adicionar texto .................................................................... 212
Trabalhar com vários objectos ............................................ 213
Compreender os atributos .................................................. 215
Alterar um atributo de um objecto.................................... 218
Bloquear pontos e valores medidos ................................... 219
Vistas de Gráficos e Geometria .................................................. 220
Resumo de diferenças das vistas......................................... 220
Utilizar a vista Gráfico ......................................................... 222
Criar um objecto na vista Gráfico ....................................... 222
Personalizar a área de trabalho................................................. 222
Inclinar vistas........................................................................ 222
Mostrar/ocultar os eixos e outros elementos..................... 222
Alterar o aspecto dos eixos ................................................. 223
Zoom/redimensionar a área de trabalho ........................... 223
Ajustar os valores da variável com um selector ........................ 225
Inserir um selector ............................................................... 225
Configurar o selector........................................................... 226
Ajustar o valor actual da variável de um selector ............. 227
Reposicionar um selector na página .................................. 227
Minimizar um selector......................................................... 228
Aumentar um selector......................................................... 228
Animar um selector ............................................................. 228
Remover um selector........................................................... 228
Sugestões para utilizar os selectores .................................. 228
Utilizar as ferramentas Traçar .................................................... 229
Traçar um gráfico ou desenho ............................................ 229

x
Traçar todos os gráficos ...................................................... 231
Trabalhar com relações .............................................................. 231
Utilizar a linha de entrada.................................................. 231
Ver histórico da função....................................................... 234
Determinar pontos notáveis............................................... 234
Especificar uma função com restrições de domínio .......... 235
Representar graficamente uma família de funções.......... 236
Criar um gráfico da sucessão em teia ou de pontos ......... 237
Criar um gráfico personalizado para uma sucessão.......... 239
Utilizar a ferramenta Texto para introduzir funções ........ 241
Representar graficamente inequações .............................. 242
Renomear f(x)...................................................................... 243
Editar funções...................................................................... 244
Ocultar uma representação gráfica na área de trabalho . 244
Eliminar uma função........................................................... 245
Manipular funções .............................................................. 246
Manipular uma função linear............................................. 247
Manipular uma função quadrática .................................... 248
Manipular uma função de seno ou coseno ....................... 249
Determinar a derivada num ponto (declive) ..................... 249
Ver as tabelas de funções ................................................... 250
Utilizar a vista Geometria plana................................................ 251
Criar um objecto na vista Geometria plana....................... 251
Utilizar a janela analítica .................................................... 253
Trabalhar com ficheiros Cabri™ II Plus............................... 254
Utilizar o Traçado geométrico ............................................ 255
Agrupar objectos................................................................. 256
Fixar objectos....................................................................... 256
Trabalhar com pontos e rectas ........................................... 257
Trabalhar com pontos ......................................................... 257
Trabalhar com objectos lineares......................................... 262
Criar e trabalhar com formas ............................................. 267
Medir objectos..................................................................... 272
Transferir medições ............................................................. 277
Utilizar a ferramenta Calcular ............................................ 280
Transformar objectos .......................................................... 281
Efectuar outras investigações............................................. 285
Animar pontos..................................................................... 289

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo ....................293


Como começar com os dados tabulares.................................... 293
Menu e área de trabalho ........................................................... 294
Menu de Listas e Folha de Cálculo ..................................... 294
Partes de uma folha de cálculo .......................................... 297
Navegar numa folha de cálculo ......................................... 298

xi
Criar e partilhar dados da tabela como listas ........................... 299
Partilhar uma coluna da folha de cálculo como
uma variável da lista......................................................... 299
Ligar a uma variável da lista existente ............................... 300
Inserir um elemento numa lista.......................................... 300
Eliminar um elemento de uma lista ................................... 301
Criar dados da folha de cálculo ................................................. 301
Exemplos de dados .............................................................. 302
Escrever uma expressão matemática, um texto ou
uma fórmula da folha de cálculo .................................... 302
Inserir um intervalo de célula numa fórmula .................... 303
Trabalhar com células ................................................................. 304
Trabalhar com cor................................................................ 304
Compreender as referências de células nas fórmulas ....... 305
Escrever uma referência de célula numa fórmula ............. 305
Eliminar conteúdo das células ............................................ 306
Copiar células....................................................................... 306
Preencher células adjacentes .............................................. 306
Partilhar o valor de uma célula como uma variável .......... 307
Ligar uma célula a uma variável ......................................... 307
Trabalhar com linhas e colunas de dados.................................. 308
Seleccionar uma linha ou coluna........................................ 308
Redimensionar uma linha ou coluna.................................. 308
Inserir uma linha ou coluna vazia....................................... 309
Eliminar linhas ou colunas inteiras ..................................... 309
Copiar linhas ou colunas ..................................................... 309
Mover uma coluna............................................................... 310
Apagar dados da coluna ..................................................... 310
Ordenar dados ............................................................................ 310
Gerar colunas de dados .............................................................. 311
Criar valores da coluna baseados noutra coluna............... 312
Gerar uma coluna de números aleatórios.......................... 313
Gerar uma sequência numérica .......................................... 313
Representar graficamente dados da folha de cálculo.............. 314
Utilizar Gráfico rápido......................................................... 314
Criar um gráfico de frequência........................................... 315
Trocar dados com outro software do computador................... 317
Exemplo - copiar dados do TI DataEditor ......................... 318
Copiar células de uma folha de cálculo do Excel® ............ 319
Capturar dados de Gráficos e Geometria.................................. 319
Capturar dados manualmente............................................ 320
Capturar dados automaticamente ..................................... 321
Utilizar os dados da tabela para análise estatística.................. 323
Fazer gráficos de dados estatísticos ................................... 323
Descrições das entradas estatísticas........................................... 323
Cálculos estatísticos .................................................................... 325

xii
Efectuar um cálculo estatístico........................................... 325
Guardar resultados estatísticos .......................................... 326
Cálculos estatísticos suportados ......................................... 327
Distribuições ............................................................................... 329
Calcular distribuições .......................................................... 329
Funções de distribuição suportadas ................................... 331
Intervalos de confiança .............................................................. 335
Intervalos de confiança suportados ................................... 335
Testes estatísticosTestes estatísticos........................................... 337
Testes estatísticos suportados ............................................. 337
Trabalhar com as tabelas das funções ....................................... 342
Mudar para uma tabela...................................................... 343
Fazer alterações a partir de uma tabela ............................ 343

Utilizar Dados e Estatística.................................................345


Menu Dados e Estatística ........................................................... 346
Como começar a aplicação Dados e Estatística ........................ 352
Utilizar o gráfico de caixa predefinido .............................. 353
Navegar na aplicação Dados e Estatística.......................... 353
Utilizar os eixos ................................................................... 354
Utilizar o menu Contexto ................................................... 354
Seleccionar dados e ver informações resumidas ............... 354
Trabalhar com cor ............................................................... 355
Representar graficamente variáveis................................... 355
Trabalhar com texto ............................................................ 356
Ajustar os valores da variável com um selector ........................ 357
Inserir um selector............................................................... 358
Configurar o selector .......................................................... 358
Ajustar o valor actual da variável de um selector ............. 359
Reposicionar um selector na página .................................. 360
Minimizar um selector ........................................................ 360
Aumentar um selector ........................................................ 360
Animar um selector............................................................. 360
Remover um selector .......................................................... 360
Sugestões para utilizar os selectores.................................. 361
Manipular dados representados graficamente ................. 361
Trabalhar com tipos de gráficos numéricos .............................. 362
Criar gráficos de pontos...................................................... 363
Criar caixas de bigodes ....................................................... 363
Representar histogramas graficamente............................. 366
Criar um gráfico de distribuição normal............................ 369
Para criar um gráfico de dispersão..................................... 370
Criar um gráfico de linha X-Y............................................. 371
Trabalhar com tipos de gráficos de variáveis qualitativas ....... 372
Criar um gráfico de dados .................................................. 372

xiii
Criar um gráfico de barras .................................................. 374
Criar um gráfico de barras a partir de uma tabela de
frequências........................................................................ 375
Criar um gráfico circular...................................................... 376
Representar dados graficamente com uma divisão
categórica.......................................................................... 376
Explorar dados ............................................................................ 378
Mover pontos ou barras de dados...................................... 379
Seleccionar vários pontos.................................................... 379
Seleccionar um intervalo de pontos ................................... 380
Representar graficamente um valor................................... 381
Remover um valor desenhado ............................................ 382
Alterar o tipo de gráfico ..................................................... 382
Redimensionar um gráfico.................................................. 383
Adicionar uma recta móvel................................................. 384
Rodar uma recta móvel ....................................................... 384
Traçar uma recta móvel....................................................... 386
Mostrar uma recta de regressão......................................... 386
Mostrar quadrados dos resíduos ........................................ 387
Mostrar um gráfico dos resíduos ........................................ 387
Remover um gráfico dos resíduos ...................................... 388
Utilizar as ferramentas Janela/Zoom ......................................... 388
Fazer gráficos de funções........................................................... 389
Fazer gráficos de funções com a ferramenta
Função de desenho........................................................... 390
Introduzir funções noutras aplicações ............................... 391
Editar uma função ............................................................... 392
Utilizar as funções da aplicação Dados e Estatística
noutras aplicações ............................................................ 392
Utilizar a Função de Densidade de Probabilidade
Normal............................................................................... 392
Utilizar Sombrear região..................................................... 393
Utilizar Traçado do gráfico......................................................... 395
Utilizar ferramentas estatísticas................................................. 395

Utilizar a aplicação Notes (Notas) ..................................... 397


Como começar com a aplicação Notas ...................................... 397
Menu de ferramentas da aplicação Notes (Notas) ................... 398
Antes de começar ................................................................ 403
Área de trabalho da aplicação Notes (Notas) ........................... 403
Utilizar modelos da aplicação Notas ......................................... 403
Aplicar um modelo da aplicação Notas.............................. 404
Utilizar o modelo P/R........................................................... 404
Utilizar o modelo Prova ...................................................... 404
Inserir comentários ..................................................................... 405

xiv
Formatar texto da aplicação Notas ........................................... 406
seleccionar texto ................................................................. 406
Aplicar um formato de texto.............................................. 406
Inserir símbolos de formas geométricas ............................ 406
Introduzir expressões matemáticas ........................................... 407
Introduzir uma expressão ................................................... 407
Avaliar e aproximar expressões matemáticas ........................... 408
Avaliar ou aproximar uma expressão................................. 408
Avaliar parte de uma expressão ......................................... 408
Dividir cálculos longos ........................................................ 408
Mostrar avisos e erros ......................................................... 409
Converter itens seleccionados para caixas de
expressões matemáticas................................................... 409
Desactivar caixas de expressões matemáticas........................... 409
Desactivar uma caixa ou um grupo de caixas.................... 410
Desactivar todas as caixas da aplicação Notas................... 410
Alterar os atributos das caixas de expressões matemáticas..... 410
Anular as alterações das caixas de expressões
matemáticas...................................................................... 411
Informações importantes........................................................... 411
Explorar a aplicação Notas com exemplos................................ 412
Exemplo #1: Utilizar a aplicação Notas para explorar
as raízes de uma função quadrática................................ 412
Exemplo #2: Utilizar a aplicação Notas para explorar
a amostra de dados .......................................................... 413

Utilizar a aplicação Pergunta .............................................419


Compreender a barra de ferramentas da aplicação
Pergunta................................................................................ 419
Navegar na aplicação Pergunta................................................. 419
Responder a perguntas .............................................................. 420
Responder a perguntas de resposta única......................... 420
Responder a perguntas de escolha múltipla ..................... 420

Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor ......423


Compreender a barra de ferramentas da aplicação
Pergunta................................................................................ 423
Adicionar perguntas................................................................... 424
Adicionar uma pergunta de resposta aberta .................... 424
Adicionar uma pergunta de escolha múltipla
personalizada ................................................................... 425
Adicionar perguntas de escolha múltipla padrão ............. 427
Utilizar a lista de ferramentas do professor ............................. 427
Permitirrespostas correctas, individuais ou múltiplas ....... 427
Mostrar ou esconder respostas........................................... 429

xv
Definir propriedades das perguntas................................... 429

Bibliotecas .......................................................................... 433


O que é uma biblioteca? ............................................................ 433
Criar bibliotecas e objectos da biblioteca ................................. 434
Objectos de bibliotecas privadas e públicas.............................. 434
Utilizar nomes curtos e longos ........................................... 435
Utilizar objectos da biblioteca ................................................... 435
Actualizar as bibliotecas...................................................... 436
Utilizar um objecto da biblioteca pública.......................... 436
Utilizar um objecto da biblioteca privada ......................... 436
Criar atalhos para os objectos da biblioteca ............................. 437
Bibliotecas incluídas.................................................................... 437
Restaurar uma biblioteca incluída ............................................. 438
Mudar a localização da pasta da biblioteca
(apenas para o computador)................................................ 438

Programação....................................................................... 441
Apresentação do Editor de programas ..................................... 441
Menu Editor de programas ........................................................ 442
Definir um programa ou uma função ....................................... 446
Iniciar um novo Editor de programas................................. 446
Introduzir linhas numa função ou num programa............ 447
Inserir comentários .............................................................. 448
Verificar sintaxe ................................................................... 448
Guardar a função ou o programa ...................................... 449
Ver um programa ou uma função ............................................. 450
Abrir uma função ou um programa para edição...................... 450
Importar um programa de uma biblioteca ............................... 451
Criar uma cópia de uma função ou de um programa .............. 451
Renomear um programa ou uma função.................................. 452
Alterar o nível de acesso à biblioteca........................................ 452
Localizar texto............................................................................. 453
Localizar e substituir texto ......................................................... 453
Fechar o programa ou a função actual ..................................... 453
Executar programas e avaliar funções....................................... 454
Utilizar nomes curtos e longos ........................................... 454
Utilizar um programa ou uma função da
biblioteca pública ............................................................. 455
Utilizar um programa ou uma função da
biblioteca privada ............................................................. 455
Executar um programa ou uma função não
pertencentes à biblioteca................................................. 456
Interromper um programa em execução ........................... 456
Utilizar valores na execução de um programa ......................... 457

xvi
Integrar os valores no programa ou na função ................ 457
Deixar o utilizador atribuir os valores às variáveis............ 457
Deixar o utilizador fornecer os valores como
argumentos....................................................................... 457
Pedir os valores do utilizador (apenas para programas) .. 458
Ver informações.......................................................................... 459
Ver informações no histórico.............................................. 459
Ver informações numa caixa de diálogo ........................... 459
Utilizar variáveis locais ............................................................... 460
Exemplo de uma variável local........................................... 460
O que provoca uma mensagem de erro de variável
indefinida?........................................................................ 460
Iniciar as variáveis locais ..................................................... 461
CAS: Efectuar cálculos simbólicos....................................... 461
Diferenças entre funções e programas ..................................... 461
Chamar um programa a partir de outro................................... 462
Chamar um programa independente ................................ 462
Definir e chamar uma subrotina interna ........................... 462
Notas sobre a utilização das subrotinas............................. 463
Evitar erros de definições circulares................................... 463
Controlar o fluxo de uma função ou de um programa ........... 464
Utilizar If, Lbl e Goto para controlar o fluxo do programa ..... 464
Comando If .......................................................................... 464
Estruturas If...Then...EndIf .................................................. 465
Estruturas If...Then...Else... EndIf........................................ 465
Estruturas If...Then...ElseIf... EndIf ..................................... 466
Comandos Lbl e Goto.......................................................... 466
Utilizar ciclos para repetir um grupo de comandos ................. 467
Ciclos For...EndFor ............................................................... 467
Ciclos While...EndWhile ...................................................... 468
Ciclos Loop...EndLoop ......................................................... 469
Repetir um ciclo imediatamente ........................................ 470
Ciclos Lbl e Goto.................................................................. 470
Alterar as definições de modos ................................................. 470
Definir um modo................................................................. 471
Depurar programas e processar erros ....................................... 471
Técnicas de depuração........................................................ 471
Comandos de processamentos de erros............................. 472

Recolha de dados ................................................................473


Interfaces dos sensores compatíveis.......................................... 473
Analisar dados das experiências ................................................ 473
Iniciar a Consola de Recolha de dados...................................... 474
Utilizar o Início automático ................................................ 474
Iniciar manualmente a Consola de Recolha de dados ...... 475

xvii
Como começar com a Consola de Recolha de dados................ 477
Utilizar a Consola de Recolha de dados ............................. 478
Aceder ao menu de contexto ............................................. 479
Botões da Consola de Recolha de dados............................ 479
Menus da Consola de Recolha de dados ................................... 481
Efectuar uma experiência e recolher dados.............................. 484
Nomes das variáveis da Recolha de dados ................................ 486
Guardar dados recolhidos .......................................................... 486
Restaurar os resultados das experiências guardadas............... 487

Anexo: Assistência e Suporte ............................................ 489


Apoio técnico, manutenção e garantia dos produtos Texas
Instruments............................................................................ 489
Assistência ................................................................................... 489
Precauções com as pilhas............................................................ 489
Eliminação das pilhas .......................................................... 490

Índice remissivo.................................................................. 491

xviii
TI-Nspire™ Clickpad to TI-Nspire™
Touchpad Keymap

Clickpad Touchpad Clickpad Touchpad

/μ or
c9 / * º

c8 c5 / ( / (
/X /X / ) /)
/C /C /k /k
/V /V /k μ
/Z /Z
/k /=
/d /d
/Y /Y
/k /¹
gd gd
/ · /· /k º
/k /k /' º
/= /= /l / l

/_ /_ /m μ (Trig symbol
palette)

/r t /n μ (Trig symbol
palette)

/ ^ /^ /o μ (Trig symbol
palette)

/ . /. / " º
/ g /g /q /q
/ h / h /s /s
/u /u /6 /6

TI-Nspire™ Clickpad to TI-Nspire™ Touchpad Keymap 1


Clickpad Touchpad Clickpad Touchpad

/v /v / c ~
g p g p / b / b
* /= / # ~
/O /O / e /e
/W /W /¡ /¡
/N /N /¢ /¢
/K /K /£ /£
/ ~ or
/I ge ge
/I
/ S or
/S g@ g@

/7 /7 @ @
/1 /1 g+ g+
/9 /9 g- g-
/ r or / r or
/3 /3
/ ; /;
/£ /£ / p /p

2 TI-Nspire™ Clickpad to TI-Nspire™ Touchpad Keymap


Como começar com a unidade portátil
TI-Nspire™

Utilizar a documentação
Esta documentação abrange a unidade portátil TI-Nspire™ e a unidade
portátil TI-Nspire™ CAS. Embora funcionem identicamente de muitas
formas, existem algumas distinções.
Quando a operação da unidade portátil TI-Nspire™ CAS for diferente,
isto será realçado com a operação CAS descrita.

Acerca do modo TI-84


A unidade portátil TI-Nspire™ CAS não funciona no modo TI-84. Se a
unidade portátil for a versão CAS, ignore todas as referências à operação
no modo TI-84.

Compreender a operação de modo duplo


O dispositivo portátil TI-Nspire™ trabalhos dois teclados: o primeiro é o
teclado TI-Nspire™ e o segundo é o teclado TI-84 Plus.

Teclado TI-84 Plus (à esquerda) e teclado


TI-Nspire™ (ligado ao dispositivo portátil)

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 3


Alterar o teclado
Atenção: Quando alterar os teclados, certifique-se de que o dispositivo
portátil está completamente desligado antes de remover o teclado. A
remoção do teclado antes da desactivação do ecrã pode provocar a perda
de dados.

1. Retire a tampa e rode o


dispositivo portátil. Faça deslizar
a patilha para a direita.
2. O teclado liberta-se.

3. Volte a unidade portátil com o


ecrã para cima e deslize o
teclado do ecrã.

4. Retire o teclado do dispositivo


portátil.

5. Introduza outro teclado.


Certifique-se de que encaixa
confortavelmente nas guias na
parte inferior e nas partes
laterais do dispositivo portátil.
Nota: O teclado não desliza a
partir da extremidade inferior
da unidade. Em vez disso,
encaixe-o nas guias por cima das
pilhas.

4 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


6. Quando o teclado estiver
correctamente instalado no
dispositivo portátil, empurre o
teclado na direcção do ecrã.
O teclado faz clique quando
correctamente instalado e
completamente inserido no
dispositivo portátil.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 5


Teclas do dispositivo portátil TI-Nspire™

Utilize o touchpad
do TI-Nspire™ como
se fosse um
touchpad do
computador portátil.
Prima as
extremidades
exteriores para
d Remove os mover para a direita,
menus ou as caixas de esquerda, cima e
diálogo do ecrã. baixo.
Também pára um
cálculo em progresso.
c Liga a unidade
portátil. Se a unidade
portátil estiver ligada,
» Abre a Folha esta tecla mostra o
de rascunho para menu Página inicial.
efectuar cálculos
rápidos. ~ Abre o menu
Documento.
e Vai para o doc
campo de
introdução seguinte. b Mostra a
aplicação ou o
menu de contexto.
/ Fornece acesso à
função ou ao carácter
apresentado por cima . Elimina o
de cada tecla. carácter anterior.
Também permite
atalhos em
combinação com TI-Nspire Touchpad
outras teclas. h Mostra as
variáveis
g Apresenta o guardadas.
carácter seguinte
em maiúsculas.
· Avalia uma
expressão, executa
uma instrução ou
¢
Nota: Um símbolo numa tecla Utilize estas teclas selecciona um item
indica o acesso a várias opções. multiusos sozinhas de menu.
Para aceder a uma opção, prima ou em combinação
º várias vezes ou utilize as teclas com outras teclas,
de setas do touchpad. Prima · como, por exemplo,
ou clique para seleccionar a opção. Ctrl.

6 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Atalhos do teclado
Utilize os seguintes atalhos do teclado para efectuar tarefas comuns.

Obter ajuda
Abrir sugestões / μ or / º
Editar texto
Cortar /X
Copiar /C
Colar /V
Anular /Z
/d
Repetir /Y
gd
Alternar entre resultados aproximados e /·
exactos
Alterar tecla para incluir o acento correcto ;
Introduzir caracteres e símbolos num documento
Ver paleta de caracteres/símbolos /k
Carácter de sublinhado /_
Ver paleta de modelos matemáticos t
Barra invertida ( \ ) gp
Dado capturado manualmente /^
Apagar /.
Caps Lock /g
Guardar / h
Parêntesis rectos / (
Parêntesis curvos /)

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 7


Ver paleta de símbolos trigonométricos μ
Símbolo de igual =
Ver paleta de símbolos pi ¹
(p, ˆ, q, etc),

Ver paleta de igualdades/desigualdades /=


(>, <, ƒ, ‚, )
Ver paleta de símbolos de letras e marcas º
(? ! $ ¡ ' " : ; _ \)
Raiz quadrada /q
log /s
ln /u
ans /v
Gerir documentos
Abrir documento /O
Fechar documento /W
Criar documento novo /N
Inserir página nova /I
Seleccionar aplicação /K
Guardar documento actual /S
Navegação

Topo da página /7
Fim da página /1
Subir uma página /9
Descer uma página /3
Um nível superior na hierarquia /£
Um nível inferior na hierarquia /6

8 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Menu de contexto para selecção b
Alarga a selecção na direcção da seta g Qualquer seta
Navegar em documentos
Mostra a página anterior /¡
Mostra a página seguinte /¢
Mostra o Gestor de páginas /£
Sai do Gestor de páginas /6
Alternar entre aplicações numa página /e
dividida
Move o foco para trás na página ge
Assistentes e Modelos
Adicionar uma coluna a uma matriz após a g@
coluna actual
Adicionar uma linha a uma matriz após a @
coluna actual
Modelo de integração g+
Modelo de derivada g-
Paleta de modelos matemáticos t or / ;
Modelo de fracção /p
Modificar ecrã
Aumentar contraste /+
Diminuir contraste /-
Desligar /c
Utilizar atalhos específicos da aplicação
Seleccionar tudo nas Notas ou no Editor de /A
programas
Verificar sintaxe e guardar (no Editor de /B
programas)

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 9


Inserir consola de Recolha de dados /D
Localizar (no Editor de programas) /F
Esconder/Mostrar linha de entrada (em /G
Gráficos e Geometria)
Ir para (em Listas e Folha de cálculo, Editor
de programas)
Localizar e Substituir (no Editor de /H
programas)
Inserir caixa de expressões matemáticas (em /M
Notas)
Abrir Folha de rascunho »
Recalcular (em Listas e Folha de cálculo) /R
Adicionar tabela de funções (em Listas e /T
Folha de cálculo e em Gráficos e Geometria)
Agrupar/desagrupar /4 / /6

Ligar a unidade portátil


A unidade portátil é fornecida com quatro pilhas AAA alcalinas e um
cabo USB standard A macho - mini B macho. Pode também alimentar a
unidade portátil com a bateria recarregável TI-Nspire™ ou um
carregador de parede aprovado, que são vendidos separadamente.
Antes de poder utilizar a unidade portátil, tem de instalar as pilhas AAA
ou instale e carregue a bateria recarregável TI-Nspire™ (se adquirida).
Pode também ligar a unidade portátil a uma fonte de alimentação
externa se tiver um carregador de parede.

Instalar as pilhas AAA


1. Remova o teclado da parte frontal da unidade portátil.
2. Introduza as quatro pilhas alcalinas AAA fornecidas com a unidade
portátil no compartimento de pilhas. Coloque as pilhas de acordo
com o diagrama de polaridade (+ e -) no compartimento das pilhas.

10 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Substituir as pilhas AAA
Atenção: Quando remover o teclado para substituir as pilhas AAA,
certifique-se de que a unidade portátil está completamente desligada. A
remoção do teclado antes da desactivação do ecrã pode provocar a perda
de dados.

1. Guarde qualquer documento aberto e desligue a unidade portátil.


2. Remova o teclado da unidade portátil.
3. Remova as pilhas
cuidadosamente.
Atenção: Pode ser necessária
uma ferramenta para remover as
pilhas porque estão bem
encaixadas na unidade. Se utilizar
uma ferramenta, tenha cuidado
para não danificar as pilhas ou a
unidade portátil.
4. Instale pilhas novas.
Certifique-se de que o lado + de
cada pilha está virado para o ecrã.

5. Reinstale o teclado.

Precauções das pilhas AAA


Tome estas precauções quando substituir as pilhas AAA.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 11


• Utilize apenas pilhas alcalinas AAA.
• Não deixe as pilhas ao alcance das crianças.
• Não misture pilhas novas com pilhas usadas. Não misture marcas (ou
tipos) de pilhas.
• Não utilize pilhas recarregáveis AAA em nenhuma circunstância.
Utilize apenas pilhas AAA alcalinas ou a bateria recarregável TI-
Nspire™ opcional.
• Instale as pilhas de acordo com os diagramas de polaridade (+ e -).
• Elimine as pilhas usadas imediatamente.
• Não incinere nem desmonte as pilhas.
• Procure um médico imediatamente se engolir uma célula ou pilha.

Introduzir a bateria recarregável TI-Nspire™


Se adquirir a bateria recarregável, complete os seguintes passos para
introduzir a bateria recarregável TI-Nspire™ na unidade portátil.
1. Utilize uma chave de parafusos pequenas para libertar o painel da
parte posterior da unidade portátil.

2. Remova o painel.

12 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


3. Introduza o conector branco na ficha conforme mostrado.
Nota: O fio vermelho do conector deve estar virado para baixo.

4. Enfie o fio na caixa para o fixar. Introduza a bateria recarregável no


compartimento.

5. Instale o painel posterior e aperte os parafusos com uma chave de


parafusos.

Recarregar a unidade portátil


Para recarregar a bateria recarregável TI-Nspire™ na unidade portátil,
ligue-a a uma das seguintes fontes de alimentação:
• Um cabo USB standard ligado ao computador

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 13


• Um carregador de parede USB standard aprovado (vendido
separadamente)
O tempo necessário para carregar completamente a bateria pode variar,
mas a carga demora geralmente cerca de seis horas. Não é necessário
remover a bateria recarregável TI-Nspire™ da unidade portátil para a
recarregar. Pode operar a unidade portátil normalmente enquanto
estiver ligada a uma fonte de carregamento.
Verificar o estado da bateria
f Para verificar o estado da bateria recarregável TI-Nspire™ e das pilhas
AAA da unidade portátil, prima 5 4 no menu inicial. Num
documento aberto, prima ~ 7 4.

Recarregar a bateria a partir de um computador


Para recarregar uma unidade portátil a partir de um computador, deve
ter um controlador TI-Nspire™ USB instalado. Os controladores USB são
standard com qualquer software TI-Nspire™, que inclui:
• Software TI-Nspire™ Edição do Professor
• Software TI-Nspire™ CAS Edição do Professor
• Software TI-Nspire™ Edição do Estudante
• Software TI-Nspire™ CAS Edição do Estudante
• Software TI SmartView™
• Software TI-Nspire™ Computer Link
• Software TI Connect-to-Class™ Edição do Professor
• Software TI Connect™
Se for necessário transferir software que inclua um controlador, aceda a
education.ti.com/software.
Compreender a prioridade das fontes de alimentação
Depois de instalar e carregar a bateria recarregável, pode utilizar a
unidade portátil com ou sem pilhas AAA (não recarregáveis). A unidade
portátil gasta energia pela seguinte ordem:
• Primeiro, a partir de uma fonte de alimentação externa, como:
– Um computador ligado através de um cabo USB standard
– Um carregador de parede aprovado (vendido separadamente)
• Segundo, a partir da bateria recarregável TI-Nspire™ (vendida
separadamente)
• Por último, a partir de pilhas AAA (não recarregáveis)

14 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Eliminação de pilhas usadas de forma segura e adequada
Não mutile, fure ou exponha as pilhas ao fogo. As pilhas podem rebentar
ou explodir, libertando produtos químicos perigosos. Elimine as baterias
usadas de acordo com os regulamentos locais.

Ligar e desligar a unidade portátil


Para ligar a unidade portátil, prima c.

Para desligar a hibernação, prima / c. Da próxima vez que ligar a


unidade portátil, está exactamente como a deixou. As definições e o
conteúdo da memória são retidos.

Utilizar a função Automatic Power Down™ para prolongar


a duração da bateria
Para prolongar a duração da bateria, a função Automatic Power Down™
(APD™) desliga a unidade portátil após vários minutos de inactividade.
Após três minutos de inactividade, o menu inicial aparece quando ligar a
unidade portátil. Prima 4 para voltar ao documento actual.

Compreender as opções de hibernação e poupança de


energia
Pode alterar as opções de hibernação e poupança de energia para
aumentar a duração das pilhas.
Nota: Se operar no modo TI-84, não pode modificar as opções de
hibernação e poupança de energia. O modo TI-84 segue as mesmas
definições de energia definidas no modo nativo do TI-Nspire™.
Por predefinição, o sistema desliga-se automaticamente após três
minutos. Outras opções de poupança de energia disponíveis são:
• 1 minuto
• 5 minutos
• 10 minutos
• 30 minutos
Quando hibernar, o sistema guarda o trabalho actual na memória.
Quando voltar a ligar a unidade portátil, o sistema reinicia-se e abre o
trabalho guardado.
Por predefinição, o sistema hiberna após quatro dias. Pode também
alterar as definições para:
• 1 dia
• 3 dias

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 15


• 4 dias
• 5 dias
• Nunca
Para alterar a definição de poupança de energia ou hibernação, consulte
Definir o estado de visualização e as definições.

Ligar a unidade portátil TI-Nspire™ pela primeira


vez
f Depois de instalar as pilhas, prima c para ligar a unidade portátil.
Uma barra de progresso aparece durante o carregamento do sistema
operativo.

Ajustar o contraste
Para clarear o visor, prima sem soltar / e toque em -.

Para escurecer o visor, prima / e toque em +.

Escolher um idioma
Após o carregamento, a unidade portátil pede para seleccionar um
idioma do ecrã.
1. Prima 6 até realçar o idioma pretendido e, em seguida, prima
x ou · para o realçar.
2. Prima e para realçar o botão OK e prima x ou · para o
seleccionar.

Seleccionar um tamanho de letra


A unidade portátil pede para escolher um tamanho de letra do ecrã.

16 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


1. Prima 6 até o tamanho de letra pretendido estar realçado e, em
seguida, prima x ou · para o seleccionar.

2. Prima e para realçar o botão OK e prima x ou · para o


seleccionar.
Nota: Para reiniciar o tamanho da letra na unidade portátil consulte
Definir as definições e ver o estado.
Quando seleccionar o tamanho de letra, aparece o ecrã Bem-vindo .
Este ecrã descreve alguns pontos básicos de utilização do nova
unidade portátil.
Prima 6 no touchpad para percorrer o documento.

Assim que terminar o ecrã de boas vindas, prima e para realçar o


botão OK e, em seguida, prima x ou · para ver o menu Página
inicial.

Utilizar o touchpad
Utilize o touchpad para navegar das duas formas:
• Utilize-o como um touchpad do computador; ou seja, mova a ponta
do dedo num movimento deslizante na área central do touchpad e,
em seguida, clique ou toque no centro para executar. Na
documentação, quando é instruído para apontar para um item, isto
significa utilizar o touchpad para mover o apontador do rato.
• Utilize as teclas de setas na extremidade exterior para mover o
apontador do rato para cima, baixo, esquerda ou direita e, em
seguida, clique no botão x , toque ou prima · para executar.
Se premir sem soltar uma tecla de seta, o apontador do rato continua
a mover-se nessa direcção.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 17


Nota: Se o apontador do rato for visível num comando ou ficheiro e
clicar ou tocar na área x no centro do touchpad, a unidade portátil
selecciona esse comando ou ficheiro. Se o comando ou o ficheiro
pretendido estiver realçado, mova o apontador sobre esse item ou
prima · para o seleccionar.
Nas aplicações, o touchpad ajuda a obter mais informações sobre os
problemas. Por exemplo, a passagem sobre um objecto de Gráficos e
Geometria diz-lhe as variáveis utilizadas no objecto e as ferramentas
disponíveis.

Obter o máximo proveito do touchpad


• Para seleccionar um item, toque na área central ligeiramente com o
dedo ou prima para clicar.
• Para agarrar um item, toque duas vezes ou prima sem soltar na área
central.
Alguns utilizadores preferem personalizar as definições do touchpad;
para aumentar ou reduzir a velocidade do ponteiro, ou activar o toque.
Para alterar a velocidade do apontador ou desactivar a capacidade de
tocar/clicar do touchpad, consulte Definir as definições e ver o estado.
Pode utilizar o touchpad para navegar ou executar quase todas as tarefas
para as quais utiliza as teclas de setas e Enter.

Utilizar sugestões
As Sugestões são conselhos rápidos disponíveis no software da unidade
portátil. Existem várias formas fáceis para aceder às Sugestões:

• Prima / μ ou / º.
• Algumas caixas de diálogo da unidade portátil contêm o ícone do
ponto de interrogação. Clique neste ícone para abrir as Sugestões
para essa tarefa.
f Para percorrer as Sugestões, utilize o touchpad ou as teclas de setas:
– Para mover a página para baixo, prima / 3.

– Para mover a página para cima, prima / 9.

– Para ir para o fim do ficheiro das Sugestões, prima / 1.

– Para voltar para o início do ficheiro, prima / 7.

18 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Explorar a unidade portátil TI-Nspire
O menu Página inicial fornece um ponto inicial para todas as
actividades da unidade portátil. Utilize o menu Página inicial para
efectuar as seguintes tarefas:
• Criar documentos novos
• Abrir e e gerir documentos existentes
• Abrir a folha de rascunho para gráficos e cálculos rápidos
• Definir o estado de visualização e as definições
• Ver as sugestões para operar a unidade portátil
• Ver uma lista de documentos recentes
• Voltar para o documento actual

Utilizar o menu Página inicial


O menu Página inicial aparece quando ligar a unidade portátil pela
primeira vez.
Nota: Para voltar ao menu inicial a partir de qualquer local,
prima c.

• Por predefinição, o cursor não está activo. Para activar o cursor, toque
no touchpad com a ponta do dedo.
• Utilize o touchpad para clicar em qualquer dos ícones de aplicações
ou em qualquer uma das opções dos menus Folha de rascunho ou
Documentos.

• Prima as setas do touchpad (3, 4, 5 ou 6) para percorrer as opções


do menu inicial.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 19


Aparece uma breve descrição de cada opção à medida que passa com
o apontador do rato sobre a opção.

• Prima x ou · para seleccionar uma opção realçada ou prima o


número associado à opção. Pode também premir o centro do
touchpad.

20 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Opções do menu Página inicial
Opção do Objectivo Atalho do teclado
menu

Folha de Utilize as opções do menu » Na Folha de


rascunho Folha de rascunho para rascunho, prima esta
abrir uma aplicação opção para alternar
Calculadora ou Gráfico entre as aplicações da
sem afectar o documento. Folha de rascunho:
Calculadora e Gráfico.

Calculadora - Abre a »A
Folha de rascunho com
Nota: Se estiver no
uma aplicação
Calculadora activa. ecrã inicial, escreva A
.

Gráfico - Abre a Folha de »B


rascunho com uma
Nota: Se estiver no
aplicação Gráfico activa.
ecrã inicial, escreva B.

Documentos Os comandos incluem Novo documento, Os meus


documentos, Recente, Actual, Definições e Estado.
Nota: Se já estiver no ecrã inicial, não existe
necessidade de clicar em c para qualquer item
do menu Documentos; clique ou prima o número
relevante.

Novo documento - Abre ~1


um novo documento com
uma selecção de
aplicações.

Os meus documentos - ~2
Abre o browser de
ficheiros.

Recente - Veja a lista dos ~3


cinco documentos
guardados mais
recentemente.

Actual - Vá para o ~4
documento aberto.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 21


Opção do Objectivo Atalho do teclado
menu

Definições e Estado - ~5
Altere as definições e o
estado da unidade
portátil.

Ícones das Para adicionar uma nova página ao documento


aplicações actual, seleccione o ícone da aplicação pretendida.
Se não estiver nenhum documento aberto, uma
página nova com a aplicação seleccionada abre-se
num documento novo.

Calculadora Adicione uma página


nova com uma aplicação
Calculadora ao
documento aberto.

Gráfico Adiciona uma nova


página Gráficos e
Geometria na vista
Gráfico.

Geometria Adiciona uma nova


página Gráficos e
Geometria na vista
Geometria.

Listas e Folha Adiciona uma página


de Cálculo nova com uma aplicação
Listas e Folha de Cálculo
ao documento aberto

Dados e Adiciona uma página


Estatística nova com a aplicação
Dados e Estatística ao
documento aberto

Notas Adicione uma página


nova com uma aplicação
Notas ao documento
aberto.

22 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Para saber mais sobre as aplicações e os documentos, consulte o capítulo
Trabalhar com documentos.

Compreender a Folha de rascunho


A Folha de rascunho permite fazer gráficos e cálculos rápidos sem afectar
o documento actual. Pode abrir a aplicação Folha de rascunho, fazer o
cálculo e eliminá-lo ou guardar o conteúdo da Folha de rascunho no
documento actual ou num documento novo. Para mais informações
sobre a Folha de rascunho, consulte Utilizar a Folha de rascunho.

Ecrã da unidade portátil TI-Nspire


Os ícones do ecrã da unidade portátil permitem ver o estado das
operações do sistema, aceder e mudar facilmente as definições. Este ecrã
mostra os ícones que são descritos abaixo.

Á À Â ÃÄ ÆÇ
À
Å

Ícone Função

À 3 ~4 Setas de deslocação das páginas - Utilize o touchpad e


estas setas para percorrer as páginas do documento.

Á Separadores das páginas - Indique o número do


problema seguido pelo número da página. Se os
problemas tiverem nomes, pode ver o nome, passando o
ponteiro do touchpad sobre o separador.

 Nome do documento - Mostra o nome do documento


actual. Clique aqui para aceder ao menu Documentos.
Um asterisco no nome do documento indica que foram
efectuadas alterações desde que o documento foi
guardado pela última vez.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 23


Ícone Função

à Premir para testar - Indica que a unidade portátil está


no modo Premir para testar.

Ä Estado do início de sessão - Mostra se a unidade


portátil está à procura de um ponto de acesso
(intermitente), encontrou um ponto de acesso (sólido),
não está a comunicar, está ligada e preparada para
iniciar a sessão (uma seta intermitente), ou tem a sessão
iniciada e está carregada (uma seta sólida). Clique aqui
para ver Definições e Estado.

Å Estado g, /, ou Ê

Æ Definições e Estado - Mostra o nível actual da bateria


ou das pilhas. Pode também clicar aqui para alterar as
definições.

Ç Fechar documento - Clique aqui para fechar o


documento actual. Se as informações não estiverem
guardadas, é-lhe pedido para guardar ou rejeitar.

Definir as definições e ver o estado


Definições e Estado permitem alterar e ver as seguintes informações do
sistema:
• Alterar idioma
• Definições (Geral e Gráficos e Geometria)
– Definir ou restaurar as definições para documentos abertos e a
Folha de rascunho
– Definir ou restaurar as predefinições para a unidade portátil
• Configuração da unidade portátil
• Estado
• Iniciar sessão
Nem todas as opções estão sempre acessíveis. As opções indisponíveis
estão a cinzento.

Abrir Definições e Estado


f No menu inicial, prima 5 ou utilize o touchpad para seleccionar
Definições e Estado.
Aparece o menu Definições e Estado.

24 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Alterar o idioma
Para alterar o idioma, efectue os seguintes procedimentos:
1. Abra o menu Definições e Estado.

2. Prima 1.
3. Seleccione o idioma no menu pendente e clique em OK.
Nota: Se estiver a utilizar o software do Professor, pode ver as definições
do idioma, mas não pode alterar os idiomas com esta operação.

Compreender as definições gerais


As definições controlam como a unidade portátil mostra e interpreta as
informações nos documentos e na Folha de rascunho. Todos os números,
incluindo os elementos de matrizes e listas, aparecem de acordo com as
definições gerais Quando abrir Geral Definições a partir de um
documento aberto, as definições são aplicadas ao documento. Para
definir ou restaurar as predefinições para a unidade portátil aplicáveis
aos documentos futuros e à Folha de rascunho, feche qualquer
documento aberto e aceda às Definições gerais a partir do menu inicial.
Alterar as Definições gerais
A tabela seguinte lista as definições gerais e os valores possíveis.

Campo Valores

Ver dígitos Flutuante


Flutuante1 - Flutuante12
Fixo0 - Fixo12

Ângulo Radiano
Grau
Grado

Formato exponencial Normal


Científica
Engenharia

Real ou Complexo Real


Rectangular
Polar

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 25


Campo Valores

Modo de cálculo Automático


CAS: Exacto
Aproximado
Nota: O modo automático
apresenta uma resposta que não é
seja um número inteiro como uma
fracção, excepto quando utilizar um
decimal no problema. O modo
exacto (CAS) mostra uma resposta
que não é um número inteiro como
uma fracção ou no formato
simbólico, excepto quando um
decimal é utilizado no problema.

Formato vectorial Rectangular


Cilíndrica
Esférico

Base Decimal
Hexadecimal
Binário

Sistema de unidades (CAS) SI


Eng/EUA

Alterar as Definições gerais num documento


Complete os passos seguintes para alterar ou restaurar as definições para
os documentos.
1. Para aceder às Definições gerais a partir de um documento aberto,
prima c521.

26 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


2. Prima e para percorrer a lista de definições. Prima 3 para voltar
para trás na lista.
Uma linha a negrito à volta de uma caixa que está activa.

3. Quando alcançar a definição pretendida, prima 6 para expandir a


lista de selecção.

4. Prima as teclas 5 e 6 para realçar a opção pretendida e prima


x ou ·.
5. Realce e clique em OK ou prima x ou · para aplicar as novas
definições ao documento aberto e voltar no menu inicial.
Nota: Para aplicar as definições novas a todos os documentos:

• Realce Predefinir e prima x ou ·.


• Clique em OK para aplicar as definições a qualquer documento
aberto e guardar as definições como predefinições para os
documentos novos.
Alterar as Definições gerais para a unidade portátil
Complete os passos seguintes para definir ou restaurar as definições
gerais para a Folha de rascunho.
1. Guarde e feche qualquer documento aberto.

2. No menu inicial, prima 521 para abrir a caixa de diálogo


Definições gerais.

3. Prima e para percorrer a lista de definições. Prima ¡ para voltar


atrás na lista.
Uma linha a negrito à volta de uma caixa que está activa.

4. Prima as teclas £ e ¤ para realçar a opção pretendida e prima


x ou ·.
5. Clique em Predefinir para guardar as definições.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 27


Restaurar as definições gerais
Para restaurar as definições de fábrica originais para documentos novos
ou abertos e para a Folha de rascunho, clique em Restaurar e, em
seguida, em OK.
Utilizar as sugestões das definições gerais
f Clique no ponto de interrogação para obter ajuda rápida sobre as
Definições gerais.

Compreender as definições de Gráficos e Geometria


As alterações efectuadas nas definições de Gráficos e Geometria aplicam-
se às aplicações em problemas abertos e em novos problemas
subsequentes. Quando personalizar as definições da aplicação, as
selecções tornam-se nas predefinições para o trabalho na aplicação.
A tabela seguinte enumera as definições da aplicação Gráficos e
Geometria com os valores seleccionáveis e as descrições de
funcionamento das caixas de verificação activadas.

Campo Valores

Ver dígitos Automático


Flutuante
Flutuante1 - Flutuante12
Fixo0 - Fixo12

Ângulo do gráfico Automático


Radiano
Grau
Gradiano

Ângulo da geometria Automático


Radiano
Grau
Gradiano

Caixa de verificação Operação quando seleccionada

Esconder automaticamente As etiquetas do gráfico só aparecem


etiquetas dos gráficos quando passar com o rato,
seleccionar ou capturar um gráfico.

28 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Campo Valores

Mostrar valores dos extremos Apresenta uma etiqueta numérica


dos eixos com os valores menores e maiores
visíveis num eixo.

Mostrar sugestões para Mostra informações úteis à medida


manipulação de funções que manipula os gráficos das
funções.

Localizar ponto de interesse Mostra zeros, mínimo e máximo


automaticamente para os objectos e as funções
representados graficamente
enquanto traça os gráficos das
funções.

Alterar as definições de Gráficos e Geometria nos


documentos
1. Num documento aberto, prima c522. Aparece a caixa
de diálogo Definições de Gráficos e Geometria.

2. Clique na seta pendente para alterar as definições Ver dígitos, Ângulo


em gráfico ou Ângulo em geometria. Para seleccionar uma definição
num menu pendente, prima ·. Na metade inferior da caixa de
diálogo, clique numa caixa de verificação para activar ou desactivar as
opções.
3. Modifique as definições para satisfazer as suas necessidades e clique
em OK para guardar e voltar ao menu inicial.
Nota: Para aplicar as alterações a todos os novos documentos
subsequentes e à Folha de rascunho, clique em Predefinir. Clique em
OK para aceitar ou em Cancelar para abandonar.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 29


Utilizar as sugestões das Definições de Gráficos e
Geometria
f Clique no ponto de interrogação para obter ajuda rápida sobre as
definições de Gráficos e Geometria.
Alterar as Definições de Gráficos e Geometria para a
unidade portátil
Complete os seguintes passos para alterar as Definições de Gráficos e
Geometria e predefina estas definições para todos os documentos novos
e a Folha de rascunho.
1. Guarde e feche qualquer documento aberto e feche a Folha de
rascunho.

2. No menu inicial, prima 522.


Aparece a caixa de diálogo Gráficos e Geometria.

3. Clique na seta pendente para alterar as definições Ver dígitos, Ângulo


em gráfico ou Ângulo em geometria. Para seleccionar uma definição
num menu pendente, prima ·. Na metade inferior da caixa de
diálogo, clique numa caixa de verificação para activar ou desactivar as
opções.
4. Realce e clique em Predefinir.
5. Clique em OK para guardar as definições como predefinição para os
documentos novos e a Folha de rascunho.
Restaurar as Definições de Gráficos e Geometria
Para restaurar as definições de fábrica originais para documentos novos
ou abertos e para a Folha de rascunho, clique em Restaurar e, em
seguida, em OK.

Compreender a configuração da unidade portátil


Pode alterar os itens seguintes na configuração da unidade portátil:
• Tamanho da letra (pequeno, médio ou grande)

30 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


• Poupança de energia (1, 3, 5, 10 ou 30 minutos)
• Hibernação (1, 3, 4, 5 dias ou nunca)
• Velocidade do apontador (lento, normal ou rápido)
• Activar toque para clicar
Alterar a configuração da unidade portátil
1. Abra o menu Definições e Estado e prima 3. Aparece a caixa de
diálogo Configurar unidade portátil.

2. Prima e até realçar a categoria pretendida.

3. Prima 6 para ver a lista de definições possíveis.

4. Prima 6 para realçar a definição pretendida.

5. Prima x ou · para seleccionar a definição nova.


6. Quando alterar todas as definições para satisfazer as suas
necessidades, prima e até realçar OK e prima x or · para
aplicar as alterações.
Nota: Clique em Restaurar para voltar às definições de fábrica da
unidade portátil.

Ver o estado da unidade portátil


O ecrã Estado da unidade portátil mostra as seguintes informações:
• Estado da pilha
• Versão do software
• Espaço disponível
• Acerca de
• Rede (se existir)
• Nome do início de sessão do aluno e tem a sessão ligada

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 31


Abrir o caixa de diálogo Estado da unidade portátil
1. No menu inicial, prima 54.
Aparece a caixa de diálogo Estado da unidade portátil.

2. Clique em OK para fechar a caixa de diálogo e voltar ao menu inicial.


Ver detalhes da unidade portátil no ecrã Acerca de
O ecrã Acerca de mostra informações sobre o tipo de unidade portátil, a
versão do sistema operativo (SO) e a ID do produto.

1. No menu inicial, prima 54. Aparece a caixa de diálogo Estado


da unidade portátil.
2. Clique em Acerca de para ver os detalhes sobre a unidade portátil e
clique em OK para fechar o ecrã.

Iniciar sessão na turma


1. Abra o menu Definições e Estado e prima 5. Num documento
aberto, prima ~75.
2. Aparece a caixa de diálogo Iniciar sessão na turma.
3. Escreva o nome de utilizador e a palavra-passe e clique em Iniciar
sessão.

32 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Libertar espaço de memória
Se não tiver memória para guardar documentos na unidade portátil, tem
de libertar memória para criar o espaço necessário. Para libertar
memória, tem de eliminar documentos e/ou pastas da memória. Para
manter os documentos e as pastas para utilização futura, faça uma cópia
de segurança para outra unidade portátil ou computador com o software
TI-Nspire™ ou TI-Nspire™ Computer Link.
Se tiver documentos desnecessários guardados, pode eliminá-los da
memória para criar espaço adicional.
Antes de eliminar documentos da memória, considere a restauração da
memória disponível suficiente através da cópia de ficheiros para outra
unidade portátil.

1. Prima c 2 para abrir o browser de ficheiros Os meus


documentos.

2. Prima £ ou ¤ para seleccionar a pasta ou o documento que pretende


eliminar.

3. Prima ..

4. Prima x ou · para confirmar que pretende eliminar o ficheiro.

Nota: Prima d para cancelar a eliminação.

Reiniciar a memória
Esta acção permite eliminar todos os ficheiros e pastas da unidade
portátil.
Atenção: Antes de reiniciar todas as memórias, considere a restauração
da memória disponível suficiente através da eliminação dos dados
seleccionados. Se reiniciar a memória, as aplicações pré-instaladas na
unidade portátil permanecerão, mas qualquer aplicação que tenha sido
transferida no modo TI-84 será eliminada.
Para reiniciar todas as memórias da unidade portátil, efectue estes
procedimentos.

1. Quando quiser apagar todos os ficheiros, prima c 2 para abrir


o browser de ficheiros Os meus documentos.

2. Prima ~ para abrir o menu.

3. Seleccione Eliminar tudo ou prima C. Aparece uma caixa de diálogo


a pedir para confirmar a acção.
4. Prima OK para confirmar.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 33


A memória da unidade portátil é apagada.
Quando limpar a memória, o contraste muda por vezes. Se o ecrã
escurecer ou ficar branco, prima / + or / - para ajustar o
contraste.

Compreender as ferramentas do TI-Nspire™


Esta secção refere em especial as ferramentas utilizadas durante o
trabalho com documentos, incluindo variáveis, catálogo, símbolos e
modelos matemáticos. Existem detalhes adicionais sobre cada ferramenta
na documentação.

Criar variáveis TI -Nspire


As variáveis podem ser qualquer parte ou atributo de um objecto ou
função criada numa aplicação Os exemplos de atributos que podem ser
variáveis são a área de um rectângilo, o raio de um círculo, o valor
contido numa célula da folha de cálculo ou o conteúdo de uma coluna,
ou uma expressão da função. Quando criar uma variável, é guardada na
memória dentro do problema. Encontra mais informações sobre as
variáveis no capítulo Utilizar as variáveis.

Utilizar o catálogo
Utilize o catálogo para aceder a uma lista de comandos e funções,
símbolos e modelos de expressões do TI-Nspire™. Os comandos e as
funções são listados alfabeticamente. Os comandos ou as funções
nãoiniciados por uma letra estão no fim da lista (&, /, +, -, etc).
A janela Catálogo utiliza seis separadores para categorizar comandos,
caracteres especiais e modelos:

Contém todos os comandos e funções por ordem


alfabética

Contém todas as funções matemáticas

Fornece uma paleta de símbolos para adicionar caracteres


especiais
Contém modelos matemáticos para criar objectos
bidimensionais, incluindo produto, soma, raiz quadrada e
integral
Mostra objectos da biblioteca pública (BibPub)

34 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


CAS:
Contém todos os comandos e funções por ordem
alfabética

Contém todas as funções matemáticas

Fornece os valores para unidades de medição padrão

Fornece uma paleta de símbolos para adicionar caracteres


especiais

Contém modelos matemáticos para criar objectos


bidimensionais, incluindo produto, soma, raiz quadrada e
integral
Mostra objectos da biblioteca pública (BibPub)

Abrir o catálogo
1. Prima k para abrir o Catálogo.

2. Prima a tecla numérica correspondente ao separador adequado.

Por exemplo, prima 2 para mostrar uma lista de funções


matemáticas.
3. Prima 6 até realçar o item que pretende inserir.
Um exemplo de sintaxe para o item seleccionado aparece na parte
inferior do ecrã.
Nota: Para ver exemplos de sintaxe adicionais do item seleccionado,
prima e e, em seguida, prima · para maximizar ou minimizar a
Ajuda. Para voltar para o item seleccionado, prima g e.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 35


4. Prima · para inserir o item.

Utilizar os assistentes
Algumas funções têm um assistente para o ajudar a introduzir os
argumentos da função. Para utilizar o assistente, prima e até realçar a
caixa Assistentes ligados. Prima x ou · para seleccionar a caixa de
verificação.

Introduzir caracteres especiais ou modelos matemáticos


Introduzir caracteres especiais
A paleta de símbolos contém um subconjunto de objectos encontrados
no catálogo.

1. Para ver a paleta de símbolos, prima / k.

2. Prima 3, 4, 5oou 6 até realçar o símbolo pretendido.

3. Prima · para inserir o símbolo.

36 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Introduzir expressões matemáticas
Os modelos de expressões matemáticas ajudam a criar objectos
bidimensionais, incluindo soma, integral, derivada e raiz quadrada.

1. Para ver a paleta de expressões matemáticas, prima t.

2. Prima 3, 4, 5oou 6 até realçar o item que pretende inserir.

3. Prima x ou · para inserir o item.

Introduzir caracteres de idiomas internacionais


A tecla ; permite introduzir caracteres pontuados ou acentuados em
aplicações que permitam a introdução de texto.
1. Abra uma aplicação que permita a introdução de texto.
2. Escreva o texto pretendido.
3. Posicione o cursor após a letra que pretende acentuar. Por exemplo,
"e" quando estiver no Português.

4. Prima ; no teclado. Não se esqueça de que "e" muda para "é."


Continue a premir ; até encontrar a versão acentuada do e
pretendida. Prima _ ou a próxima letra do texto para aceitar o
carácter e continuar a escrever.

Partilhar ficheiros com um computador ou outro


dispositivo
Pode ligar a unidade portátil TI-Nspire™ a um computador ou a outro
dispositivo com um cabo USB. Permite partilhar ficheiros. Pode transferir
vários ficheiros de uma vez no computador. A unidade portátil traz dois
cabos do computador USB diferentes.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 37


Ligar a unidade portátil com um cabo USB
Pode utilizar os cabos USB para ligar duas unidades portáteis TI-Nspire™,
uma unidade portátil TI-Nspire™ a um computador ou uma unidade
portátil TI-Nspire™ com o teclado TI-Nspire™ TI-84 Plus a outra.

Cabo de ligação USB Cabo USB de unidade a


TI-Nspire™ para ligar uma unidade TI-Nspire™ para
unidade portátil a um ligar duas unidades
computador com o TI-Nspire™ portáteis TI-Nspire™
Computer Link Software.

Cabos do modo TI-84 Plus


Se já tiver unidades portáteis TI-84 Plus e utilizara porta I/O para
conectividade, pode utilizar os mesmos cabos para ligar a uma unidade
portátil TI-Nspire™ com o teclado TI-84.

Cabo de ligação USB para ligar a Cabo de ligação de unidade a


unidade portátil no modo TI-84 a um unidade E/S TI-84 Plus
computador com o software
TI-Connect.

Fazer cópias de segurança de ficheiros para outra unidade


portátil
Para fazer cópias de segurança de ficheiros para outra unidade portátil
TI-Nspire™, efectue os procedimentos abaixo. As instruções completas de
ligação de duas unidades portáteis estão incluídas na versão electrónica
do manual do utilizador da unidade portátil fornecido no CD que
acompanha a unidade portátil ou em http://education.ti.com.

38 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Ligar duas unidades portáteis TI-Nspire™ com o cabo de
unidade a unidade USB
A porta A USB da unidade portátil
TI-Nspire™ está no centro da
parte superior da unidade portátil.
1. Insira a extremidade do cabo
de unidade a unidade USB na
porta A USB.
2. Insira a outra extremidade do
cabo na porta A USB da
unidade receptora.

Enviar um documento
1. Prima c2 para abrir Os meus documentos na unidade
emissora.
2. Prima as teclas 5 e 6 para realçar o documento que pretende enviar.

3. Prima ~ e seleccione Enviar a partir do menu.


4. Quando a transferência de ficheiros estiver concluída, aparece uma
mensagem na unidade receptora.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 39


Ligar uma TI-Nspire™ com teclado TI-84 Plus a uma unidade
portátil TI-84 Plus
A porta de ligação E/S do teclado
TI-Nspire™ TI-84 Plus está localizada na
extremidade inferior do teclado. A
porta de ligação E/S da TI -84 Plus está
localizada na margem superior
esquerda da calculadora gráfica.
1. Insira a extremidade do cabo de
unidade -a -unidade E/S na porta.
2. Insira a outra extremidade do cabo
na porta E/S da calculadora gráfica.

Ligar uma unidade portátil TI-Nspire™ a um computador


1. Insira a extremidade mini USB
do cabo na parte existente na
parte superior da unidade
portátil.

2. Insira a extremidade USB do cabo na porta USB do


computador.

Actualizar o sistema operativo da unidade portátil


Pode actualizar o sistema operativo da unidade portátil TI-Nspire™ com
o computador e o Software TI-Nspire™ Software, TI-Nspire™ Computer
Link ou Connect-to-Class™. Pode também transferir o sistema operativo
de uma unidade portátil para outra.
As operações de actualização do sistema operativo não eliminam os
documentos do utilizador. Se não existir espaço suficiente na unidade
portátil receptora para a actualização, a unidade portátil emissora é
notificada. A única altura em que os documentos podem ser afectados
por uma instalação do sistema operativo é se a unidades portátil
receptora tiver um sistema operativo corrompido. Nesta situação, os
documentos podem ser afectados pela restauração do sistema operativo.
É uma boa prática fazer cópias de segurança dos documentos e das
pastas importantes antes de instalar um sistema operativo actualizado.
Consulte as informações importantes aqui e na documentação do
software TI-Nspire™ Computer Link ou Connect-to-Class™ antes de
efectuar uma actualização do sistema operativo.

40 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™


Informações importantes sobre a transferência do sistema
operativo
Antes de iniciar uma transferência do sistema operativo, deve certificar-
se de que as pilhas têm pelo menos 25% da carga. Prima c5 4
para abrir a caixa de diálogo Estado da unidade portátil, que mostra o
estado da bateria recarregável TI-Nspire™ e das pilhas alcalinas AAA.

Procurar actualizações do sistema operativo


O software TI-Nspire™ software, TI-Nspire™ Computer Link, Connect-to-
Class™ tem hiperligações convenientes a vários sítios Web úteis da Texas
Instruments, incluindo actualizações do sistema operativo da unidade
portátil. É necessária uma ligação à Internet e o cabo USB adequado para
transferir as actualizações.

Fazer cópia de segurança de ficheiros para um


computador
Utilize o software de ligação do computador TI-Nspire™ para fazer uma
cópia de segurança do conteúdo da unidade portátil para o computador.
Quando utilizar o teclado da TI-84 Plus, utilize o TI-Connect para fazer a
cópia de segurança. O software TI-Nspire™ Computer Link e o software
TI Connect estão disponíveis no CD do produto fornecido com a unidade
portátil.

Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™ 41


42 Como começar com a unidade portátil TI-Nspire™
Trabalhar com documentos na unidade
portátil TI-Nspire™
Todos os trabalhos efectuados com a unidade portátil TI-Nspire™ estão
num ou mais documentos, que pode partilhar com outros utilizadores de
unidades portáteis e com quem utilize o software informático.
• Cada documento é dividido em problemas, entre 1 e 30.
• Cada problema contém entre 1 e 50 páginas.
• Cada página pode ser dividida em quatro áreas de trabalho.
• Cada área de trabalho pode conter qualquer uma das aplicações
TI-Nspire™ (Calculadora, Gráfico, Geometria, Listas e Folha de
Cálculo, Dados e Estatística, Notas).

Criar um novo documento


1. Prima c 1 ou / N para abrir um documento no menu inicial.
Aparece um novo documento com uma lista de aplicações.

Nota: O separador na parte superior esquerda do ecrã indica que


esta é a primeira página do primeiro problema.

2. Utilize ¤ e £ para realçar a aplicação que pretende adicionar à


página e, em seguida, prima · para abrir a página.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 43


Guardar um documento
Para guardar o documento:

1. Prima / S ou / ».

Nota: Pode também premir ~14 para guardar um


documento ou prima ~15 para guardar o documento
noutra pasta.
Se estiver a guardar o documento pela primeira vez, é-lhe
perguntado em que pasta o pretende guardar e o nome.

2. Escreva um nome para o documento.


3. Para guardar o documento numa pasta diferente:

a) Prima g e.

b) Prima x para ver uma lista das pastas existentes.

c) Prima ¤ para realçar o nome da pasta e prima x para o


seleccionar.
• Para guardar o documento numa pasta nova:

a) Prima g e . g e·.
b) Escreva o novo nome da pasta.

c) Prima ·.

d) Prima e para avançar para Nome do ficheiro e, em


seguida, escreva um nome para o documento.

4. Separador para o botão Guardar e prima · para guardar o


documento.

44 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


Trabalhar com aplicações
Quando trabalhar com aplicações, as opções incluem:
• Criar um documento novo e seleccionar uma aplicação
• Adicionar uma página nova com uma aplicação a um documento
aberto.
• Adicionar várias aplicações a uma página num documento

Adicionar uma aplicação


Existem várias formas de adicionar uma aplicação a uma página:
• Quando criar um documento novo, utilize o touchpad ou os números
correspondentes para seleccionar uma aplicação na lista de
aplicações.
• Para adicionar uma aplicação e uma página nova a um documento
aberto, prima /~ e, em seguida, seleccione uma aplicação na
lista.

Por exemplo, prima 2 para adicionar a aplicação Gráfico à página.


A aplicação aparece na área de trabalho.

Pode também premir c e, em seguida, seleccionar uma aplicação no


menu inicial, clicando num dos seguintes ícones das aplicações:

Calculadora

Gráfico

Geometria

Listas e Folha de Cálculo

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 45


Dados e Estatística

Notas

Utilizar várias aplicações numa página


Pode adicionar até quatro aplicações para cada página.
Quando criar um documento novo, contém espaço para adicionar uma
aplicação. Se necessitar de adicionar mais do que uma aplicação a uma
página, pode alterar o esquema para acomodar até quatro aplicações.
Pode selecionar um esquema standard, fornecido como um item de
menu, ou pode personalizar um esquema para satisfazer as suas
necessidades.
Seleccionar um esquema de página standard
1. Prima ~ 5 2 para ver as opções de esquema.

2. Prima o número correspondente ao esquema pretendido.

Por exemplo, prima 2 para criar um esquema de dois painéis


dividido verticalmente na página.

3. Prima / e para mover entre painéis. As linhas a negrito à volta


do painel indicam que o painel está activo.

46 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


4. Prima b e, em seguida, prima o número da aplicação que
pretende adicionar ao painel novo. Por exemplo, prima 2 para
adicionar a aplicação Gráfico.

Nota: Se for necessário alterar o esquema da página para adicionar


ou eliminar aplicações, pode fazê-lo a qualquer momento.
Certifique-se de que seleccione a aplicação que pretende eliminar.
Criar um esquema de página personalizado
Se os esquemas standard não satisfizerem as suas necessidades, pode
personalizar o espaço atribuído às aplicações numa página.

1. Prima ~ 5 para ver as opções de esquema.

2. Prima 1 para seleccionar a opção de divisão personalizada.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 47


O esquema standard aparece com um divisor intermitente entre os
painéis das aplicações.

3. Prima £, ¤, ¡ or ¢ para mover o divisor para ajustar a altura ou a


largura dos painéis no esquema.

4. Prima + or - para seleccionar um esquema definido:

• Premir - volta para um esquema de página total.

• Premir + comuta o esquema de um esquema vertical para um


esquema horizontal. Prima - para voltar a um esquema
vertical.

• Premir + duas vezes adiciona um terceiro painel à página.


Premir + várias vezes permite seleccionar entre um esquema de
página vertical e horizontal com três painéis.

• Premir + cinco vezes adiciona um quarto painel à página. Prima


- para voltar para as opções de esquema anteriores.
5. Prima x ou · para aceitar as dimensões do esquema.
6. Para seleccionar um painel, utilize o touchpad para mover o ponteiro
e clique no interior do painel para o activar e, em seguida, pode
seleccionar uma aplicação.
Trocar aplicações numa página
Se quiser alterar a posição das aplicações numa página com várias
aplicações, pode fazê-lo, "trocando" as posições de duas aplicações.

1. Prima ~ 5 Esquema de página 4 Trocar aplicação.


A aplicação seleccionada é rodeada por um limite preto intermitente
espesso e o cursor Trocar aplicação é aparece no ecrã.

48 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


Nota: No esquema de página de dois painéis, a aplicação
seleccionada troca automaticamente de posição com o painel
oposto. Prima x ou · para completar a troca.

2. Prima £, ¤, ¡ ou ¢ para posicionar o cursor sobre a aplicação que


pretende trocar.

3. Prima x ou · para completar a troca.

Nota: Prima d para cancelar a troca.

Agrupar aplicações
Para agrupar até quatro páginas de aplicações numa página:
1. Seleccione a primeira página da série.
2. No menu Documento, seleccione Esquema de página > Agrupar.
Prima ~ 5 7.
A página seguinte é agrupada à primeira página. O esquema de
página ajusta-se automaticamente para mostrar todas as páginas do
grupo.

Desagrupar páginas
Para desagrupar as páginas:
1. Seleccione a página agrupada.
2. No menu Documento, seleccione Esquema de página >
Desagrupar.

Prima ~ 5 8.
O material passa para páginas individuais para cada aplicação.
Eliminar uma aplicação de uma página
1. Clique na aplicação que pretende eliminar.
2. No menu Documento, seleccione Esquema de página > Eliminar
aplicação.

Prima ~ 5 5.
A aplicação seleccionada é eliminada.
Se quiser anular a eliminação, escreva Ctrl-Z.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 49


Utilizar o menu Aplicação
O menu Aplicação permite seleccionar as ferramentas para trabalhar com
uma aplicação específica. Cada aplicação tem um menu único.

Utilizar o menu Aplicação


1. Numa página em branco, prima b para ver o menu Aplicação. O
menu mostra as aplicações que pode adicionar à página.

2. Prima o número da aplicação que pretende adicionar à página. Por


exemplo, prima 4 para adicionar a aplicação Listas e Folha de
Cálculo.

3. Prima b para ver o menu Aplicação, que lista as opções para


trabalhar com a aplicação actual.

50 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


O exemplo abaixo mostra o menu Aplicação para a aplicação Listas e
Folha de Cálculo.

menu Contexto
O menu Contexto mostra as opções específicas para o objecto
seleccionado ou o local do cursor actual.

Utilizar o menu Contexto


f Para aceder a um menu sensível ao contexto de uma aplicação, prima
/ b.
No exemplo abaixo, o menu Contexto mostra as opções disponíveis
para a célula seleccionada em Listas e Folha de Cálculo.

Trabalhar com problemas e páginas


As opções do menu Documentos permitem:
• Guardar um documento
• Aceder às funções de edição, como, por exemplo, anular, repetir,
cortar, copiar, colar e eliminar

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 51


• Mover entre páginas e abrir a vista Gestor de páginas para
documentos com várias páginas
• Modificar esquema de página, inserir páginas ou problemas,
eliminar páginas e alterar definições
• Adicionar problemas, páginas e aplicações a documentos abertos
• Aceder a opções de esquema de página

Adicionar um problema a um documento


Um documento pode conter até 30 problemas. Para adicionar um novo
problema:

1. Prima ~41 para abrir as opções Inserir.

Um problema novo com uma página é adicionado ao documento. O


separador no canto superior esquerdo do ecrã indica que esta é a
primeira página do segundo problema.

2. Prima b para abrir o menu Aplicação e, em seguida, prima o


número correspondente à aplicação que pretende adicionar à
página nova.

52 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


Copiar, colar e eliminar problemas
Pode copiar e colar um problema de um local para outro no mesmo
documento ou num documento diferente. Pode também eliminar um
problema do documento.

Copiar e colar um problema


Para copiar e colar um programa:
1. Abra o Gestor de páginas.

Prima / £ ou ~33.

2. Seleccione o problema. Se existirem vários problemas, pode premir


b2 para fechar o Gestor de páginas para listar os problemas
apenas por número e título.
3. Prima / C.
4. Vá para o local onde quer que o problema apareça.

5. Prima / V.
Um problema duplicado é colocado no novo local.

Eliminar um problema
Para eliminar um problema do documento:
1. Seleccione o problema no Ordenador de páginas.

2. Prima / X.
O problema é eliminado do documento.

Renomear um problema
Para renomear um problema:

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 53


1. Com o documento activo, abra o Gestor de páginas.

Prima / £.
2. Seleccione o nome do problema.

3. Prima / b.

4. Seleccione 7 Renomear e escreva o nome.

5. Prima / S para guardar a alteração.

Adicionar uma página a um problema


Cada problema pode conter até 50 páginas. Para adicionar uma página a
um problema:

f Prima / ~ or / I para seleccionar uma página em branco e


seleccionar uma aplicação
ou

f Prima c para ver o menu inicial e, em seguida, aponte para a


aplicação que pretende adicionar à página nova e clique ou toque.
É adicionado uma nova página ao problema actual.

Nota: O separador na parte superior esquerda do ecrã indica que


esta é a segunda página do segundo problema.

Mover-se entre páginas num documento


Os separadores mostram até três páginas múltiplas. Quando um
documento tiver mais de três páginas, as setas aparecem no lado
esquerdo e no lado direito dos separadores.
Utilize as teclas seguintes para percorrer os documentos.

54 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


• / 3 mostra a página anterior.

• / 4 mostra a página seguinte.

• / 5 mostra o Gestor de páginas.

• / ¤ mostra a vista anterior.


• Utilize o touchpad para clicar nas setas apresentadas em ambos os
lados dos separadores para mostrar páginas adicionais num
documento com mais de três páginas.

Ver e reordenar as páginas num documento


O Gestor de páginas mostra todos os problemas no documento e todas as
páginas de cada problema em formato de miniatura. Pode utilizar o
Gestor de páginas para reorganizar e eliminar páginas, copiar uma
página de um problema e colá-la noutra, e aplicar modelos às páginas.

Ver várias páginas com o Gestor de páginas


Apesar de a unidade portátil mostrar geralmente uma página do
documento de cada vez, o Gestor de páginas permite mostrar todos os
problemas no documento e todas as páginas de cada problema em
formato de miniatura. Pode utilizar o Gestor de páginas para reorganizar
e eliminar páginas, e copiar uma página de um problema e colá-la
noutra.

Abrir o Gestor de páginas de um documento


f Prima / £.
O ecrã Gestor de páginas mostra todos os problemas e páginas do
documento actual.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 55


Reordenar páginas num problema
Utilize o Gestor de páginas (prima / £) para mover uma página num
problema com várias páginas:
1. Prima a tecla 3 ou 4 para seleccionar a página que pretende mover.
Um limite espesso à volta da página indica que está seleccionada.

2. Prima sem soltar x ou prima / x até aparecer o cursor de


captura ÷ .
3. Prima 3 , 4, 5 ou 6 para mover a página para a posição pretendida.

4. Prima x ou · para terminar o movimento.

Nota: Pode premir d para cancelar.


A página vai para o novo local no problema e o contador ajusta-se
em conformidade.

Copiar uma página para outro problema


Para copiar uma página de um problema para outro no mesmo
documento:

56 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


1. Prima / £ para abrir o Gestor de páginas.
2. Prima 3 , 4, 5 ou 6 para seleccionar a página que pretende copiar.
Um limite forte à volta da página indica que está seleccionada.

3. Prima / C para copiar a página.


4. Prima 3 , 4, 5 ou 6 para seleccionar a posição pretendida no
problema onde cola a página. A página copiada é colocada após a
página seleccionada.

5. Prima / V para colar a página no local novo.


A página é copiada para o novo local no problema e o contador
ajusta-se em conformidade.
Nota: Se a página contiver variáveis com os mesmos nomes do novo
problema, pode ocorrer um conflito. Renomeie as variáveis se for
necessário.

Copiar uma página para outro documento


Para copiar uma página de um documento para outro documento:

1. Prima / £ para abrir o Gestor de páginas.


2. Prima 3 , 4, 5 ou 6 para seleccionar a página que pretende copiar.
Um limite forte à volta da página indica que está seleccionada.

3. Prima / C para copiar a página.

4. Prima c 2 para abrir Os meus documentos.


5. Prima 5 e 6 para realçar a pasta com o documento que pretende
copiar a página.

6. Prima 4 para abrir a pasta ou prima b 3.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 57


7. Prima as teclas 5 e 6 para realçar o documento.

8. Prima x ou · para abrir o documento.o

9. Prima / 5 para ver o Gestor de páginas.


10. Prima 3 , 4, 5 ou 6 para mover a página para a posição pretendida
no documento.

11. Prima / V para colar a página no local novo.


A página vai para o novo local no problema e o contador ajusta-se
em conformidade.

Gerir documentos
Os meus documentos são um gestor de ficheiros onde guarda e organiza
os documentos. O exemplo abaixo ilustra o ecrã Os meus documentos
com as partes principais indicadas. Pode encontrar descrições de cada
parte indicada no ecrã.

À Ä

Á
Â

À Pasta aberta
Á Documento não guardado actual
À Pasta fechada
à Indicadores do estado do sistema
Ä Tamanho do ficheiro

Procurar ficheiros em Os meus documentos


Para abrir Os meus documentos:

f Prima c 2.

58 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


Nota: Se estiver a trabalhar numa página, prima / 5 / 5.

Aparece o ecrã Os meus documentos com todos os ficheiros e


pastas existentes na unidade portátil.
• Para ordenar as colunas por nome ou tamanho, clique no
cabeçalho da coluna. Clique novamente para alterar a
ordenação de ascendente para descendente.
• Para percorrer Os meus documentos, clique ou agarre a barra de
deslocação.
• Para abrir uma pasta, aponte para a pasta e clique no ícone da
pasta ou prima / ¢. Para fechar, clique novamente ou prima
/¡.
• Para abrir todas as pastas, prima b 7. Para fechar todas as
pastas, prima b 8.

Abrir documentos
Para abrir um documento:
1. Se o documento não estiver listado, aponte para a pasta onde está
guardado.
2. Aponte para o documento e clique para o abrir.

Renomear pastas ou documentos


Para renomear uma pasta ou um documento:
1. Prima as teclas 5 e 6 para realçar o documento ou a pasta que
pretende renomear.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 59


2. Prima b 2.

O nome do documento ou da pasta está realçado.

3. Escreva um nome novo e prima · para completar a alteração.

Nota: Prima d para cancelar.

Criar pastas
Pode criar pastas de duas formas diferentes:
• Pode criar uma pasta quando guardar um documento novo: Os
comandos Guardar e Guardar como... permitem introduzir um
nome de pasta novo para o documento.
• Pode criar uma pasta directamente a partir do ecrã Os meus
documentos. Prima b 1. Escreva um nome para a pasta nova e
prima x ou · para o adicionar.

Convenções de nomes de pastas e ficheiros


Os nomes das pastas têm de ser únicos. Os nomes das pastas e dos
ficheiros podem ser muito longos e podem incluir quase todos os
caracteres, incluindo espaços e pontuação.
Nota: Se estiver a planear transferir estes documentos para o
computador para utilização no software TI-Nspire™, é melhor utilizar os
nomes aceites no computador. Evite pontuação, \, / ou símbolos.
Eliminar documentos e pastas
1. Prima as teclas 5 e 6 para realçar o documento ou pasta que
pretende eliminar.

60 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


2. Prima / b 6 ou prima ..

Aparece uma caixa de diálogo a perguntar se pretende eliminar o


ficheiro ou a pasta.

3. Prima x ou · para seleccionar Sim.


O documento é eliminado.

Duplicar documentos e pastas


Utilize Copiar / C e Colar / V para duplicar documentos e pastas.

Para copiar um documento para outra pasta, seleccione a pasta


pretendida e, em seguida, cole-a.

Recuperar documentos eliminados


A maioria das operações efectuadas em Os meus documentos pode ser
anulada. Prima / Z (Anular) para cancelar a última operação até
restaurar o último documento eliminado.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 61


Fechar um documento
1. Para fechar um documento, prima ~13 ou / W.
Se alterou o documento, é-lhe perguntado se quer guardar essas
alterações.
2. Clique em Sim para guardar o documento ou clique em Não para
abandonar as alterações.

Enviar um documento ou uma pasta para outra


unidade portátil
Pode enviar documentos, ficheiros do sistema operativo (SO) e pastas
para outra unidade portátil TI-Nspire™.

Regras para envio de ficheiros ou pastas


As regras de envio dos ficheiros aplicam-se também aos ficheiros nas
pastas enviadas.
• Se enviar um documento com o mesmo nome de um documento
existente na unidade portátil TI-Nspire™ receptora, o sistema
renomeia o documento enviado através da adição de um número ao
nome. Por exemplo, se enviar um documento chamado Mydata para
outra unidade portátil TI-Nspire™ que já contenha um documento
chamado Mydata, o documento enviado será renomeado
Mydata(2).
As unidades emissoras e receptoras mostram uma mensagem que
mostra o nome novo.
• Existe um comprimento máximo de 255 caracteres para um nome de
ficheiro, incluindo o caminho completo. Se um ficheiro transmitido
tiver o mesmo nome de um ficheiro existente na unidade receptora e
os nomes dos ficheiros contiverem 255 caracteres, o nome do ficheiro
transmitido é truncado para o software seguir o esquema de
renomeação descrito na marca anterior.
• Todas as variáveis associadas ao documento enviado são transferidas
com o documento.
• As transmissões param após 30 segundos.

Enviar um documento
1. Abra Os meus documentos.

Prima c 2.
2. Aponte para o documento que pretende enviar com o touchpad.

62 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


3. Seleccione Enviar a partir do menu Os meus documentos.

Prima b 6.
4. A transferência do ficheiro começa. Uma barra de progresso permite
acompanhar a transferência. Existe um botão de cancelamento na
caixa de diálogo A enviar... que permite cancelar a transmissão
enquanto está em progresso.
Quando a transferência estiver concluída, aparece uma mensagem.
Se o ficheiro tiver mudado de nome na unidade portátil receptora,
aparece o novo nome do ficheiro.

Receber um documento
O utilizador da unidade portátil TI-Nspire™ receptora não tem de
efectuar nenhuma acção. As unidades são alimentadas automaticamente
quando o cabo está ligado.

Enviar uma pasta


Quando enviar uma pasta de uma unidade portátil para outra, a
estrutura de ficheiros na pasta enviada é mantida. Se a pasta não existir
na unidade portátil receptora, é criada. Se a pasta existir, os ficheiros são
copiados para a pasta, com os nomes adicionados a qualquer ficheiro
duplicado que possa existir.
Para enviar uma pasta:
1. Abra Os meus documentos.

Prima c 2.
2. Aponte para a pasta que pretende enviar com o touchpad.
3. Seleccione Enviar a partir do menu Os meus documentos.
Prima b 6.
4. A transferência do ficheiro começa. Uma barra de progresso permite
acompanhar a transferência. Existe um botão Cancelar na caixa de
diálogo A enviar... que permite cancelar a transmissão em progresso.
Quando a transferência estiver concluída, aparece uma mensagem.
Se o ficheiro tiver mudado de nome na unidade portátil receptora,
aparece o novo nome do ficheiro.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 63


Cancelar uma transmissão
1. Para cancelar uma transmissão em progresso, prima Cancelar na
caixa de diálogo da unidade emissora.
Nota: Para cancelar uma transferência de ficheiros a partir da
unidade portátil receptora, prima d. No entanto, a unidade
portátil receptora não pode cancelar uma transferência de pastas.
2. Aparece uma mensagem de erro de transmissão.

3. Prima d ou · para cancelar a mensagem de erro da


transmissão.
Para mais informações, consulte a secção Transferir ficheiros.

Resolver erros resultantes do envio de pastas


Se receber uma mensagem de erro depois de tentar o envio, pode
significar que a unidade portátil receptora tem um sistema operativo que
não suporta a transferência. Para resolver este problema, actualize o SO
da unidade portátil receptora e tente enviar novamente.

Compreender a Folha de rascunho


A Folha de rascunho permite fazer cálculos rápidos sem afectar o
documento actual. Pode abrir a aplicação Folha de rascunho, efectue o
cálculo e rejeite-o ou guarde o conteúdo da Folha de rascunho no
documento actual ou num documento novo.

Bibliotecas
Uma biblioteca é um documento do TI-Nspire™ que contém uma
colecção de variáveis, funções e/ou programas definidos como objectos
da biblioteca.
Ao contrário das variáveis ordinárias, funções e dos programas, que só
podem ser utilizados num problema (o problema em que estão
definidos), os objectos da biblioteca são acessíveis a partir de qualquer
documento. Pode criar objectos da biblioteca pública que aparecem no
Catálogo do TI-Nspire™.
Para mais informações, consulte o capítulo Bibliotecas desta
documentação, disponível no CD fornecido com a unidade portátil ou no
sítio Web da Texas Instruments em http://education.ti.com.

Editor de programas
O Editor de programas ajuda a definir, editar e gerir programas e funções
definidas pelo utilizador.

64 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™


• O editor tem caixas de diálogo para ajudar a definir funções e
programas com a sintaxe correcta.
• O editor permite introduzir instruções de programação com várias
linhas sem requerer uma sequência de chave especial para adicionar
cada linha.
• Pode criar facilmente objectos de bibliotecas privadas e públicas
(variáveis, funções e programas).
Para mais informações, consulte o capítulo Programação desta
documentação, disponível no CD fornecido com a unidade portátil ou no
sítio Web da Texas Instruments em http://education.ti.com.

Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™ 65


66 Trabalhar com documentos na unidade portátil TI-Nspire™
Transferir ficheiros

Ligar duas unidades portáteis


Este capítulo descreve como ligar uma unidade portátil TI-Nspire™ a
outra unidade portátil e como transferir os ficheiros entre as unidades. A
unidade portátil TI-Nspire™ tem uma porta USB que permite comunicar
com outra unidade portátil TI-Nspire™.
Quando a unidade portátil TI-Nspire™ estiver a utilizar o teclado
TI-Nspire™ TI-84 Plus, pode ligar-se a outra unidade portátil TI-Nspire™
com o teclado TI-Nspire™ TI-84 Plus ou de uma TI-84 Plus com a porta
USB ou E/S.

Utilizar cabos de ligaço


A unidade portátil TI-Nspire™ é fornecida com cabos de ligação que
permitem partilhar ficheiros com um computador ou com outra unidade
portátil.

Cabo USB
Pode utilizar os cabos USB para ligar duas unidades portáteis TI-Nspire™ ,
uma unidade portátil TI-Nspire™ a um computador ou uma unidade
portátil TI-Nspire™ com o teclado TI-Nspire™ TI-84 Plus a outra.

Cabo de ligação USB Mini cabo USB da unidade


TI-Nspire™ para ligar uma portátil TI -Nspire™ para
unidade portátil a um ligar duas unidades
computador com o TI-Nspire™ portáteis TI-Nspire™.
Computer Link Software.

Cabos do modo TI-84 Plus


Se já tiver unidades portáteis TI-84 Plus e utilizar a porta E/S para
conectividade, pode utilizar os mesmos cabos para ligar uma unidade
portátil TI-Nspire™ com o teclado TI-84.

Transferir ficheiros 67
Cabo de ligação USB para Cabo de ligação de unidade a
ligar a unidade portátil a um unidade E/S TI-84 Plus
computador com o software
TI Connect.

Ligar duas unidades portáteis TI -Nspire™ com o cabo de


unidade a unidade USB
Pode ligar duas unidades portáteis desta forma desde que ambas as
unidades estejam a utilizar o mesmo teclado. Não pode ligar uma
unidade portátil com o teclado TI-Nspire™ TI-84 Plus a uma unidade
portátil com o teclado TI-Nspire™ original.
Nota: Utilize o cabo E/S para ligar uma unidade portátil com o teclado
TI-Nspire™ TI-84 Plus a uma TI-84 Plus.

A porta USB A da unidade portátil


TI-Nspire™ está localizada no
centro da parte superior da
unidade portátil TI-Nspire™.
1. Insira a extremidade do cabo
de unidade a unidade USB na
porta A USB.
2. Insira a outra extremidade do
cabo na porta A USB da
unidade receptora.

68 Transferir ficheiros
Ligar uma TI-Nspire™ con teclado TI-84 Plus a uma unidade
portátil TI-84 Plus utilizando o cabo de unidade a unidade
E/S
A porta de ligação E/S do teclado
TI-Nspire™ TI-84 Plus está localizada na
extremidade inferior do teclado. A
porta de ligação E/S da TI -84 Plus está
localizada na margem superior
esquerda da calculadora gráfico.
1. Insira a extremidade do cabo de
unidade -a -unidade E/S na porta.
2. Insira a outra extremidade do cabo
na porta E/S da calculadora gráfica.

Ligar uma unidade portátil TI-Nspire™ a um computador


1. Insira a extremidade mini USB
do cabo na parte existente na
parte superior da unidade
portátil.

2. Insira a extremidade USB do cabo na porta USB do


computador.

Fazer cópia de segurança de ficheiros para um computador


Utilize o TI-Nspire™ Computer Link Software ou o software TI Connect
para fazer cópias de segurança do conteúdo da unidade portátil para um
computador. O software TI-Nspire™ Computer Link e o software TI
Connect estão disponíveis no CD do produto fornecido com a unidade
portátil.

Transferir documentos e pastas


Regras de transferência de ficheiros e pastas
• Pode transferir documentos e ficheiros do sistema operativo (SO).
• Se já existir um documento com o mesmo nome do documento que
pretende enviar na unidade portátil TI-Nspire™ receptora, o nome do
documento é mudado. O sistema adiciona um número ao nome para
o tornar único. Por exemplo, se existir Mydata na unidade portátil
TI-Nspire™ receptora, seria renomeado Mydata(2).

Transferir ficheiros 69
As unidades emissoras e receptoras mostram uma mensagem com o
novo nome.
• Existe um comprimento máximo de 255 caracteres para o nome de
um ficheiro, incluindo o caminho inteiro. Se um ficheiro transmitido
tiver o mesmo nome de um ficheiro existente na unidade receptora e
os nomes dos ficheiros contiverem 255 caracteres, o nome do ficheiro
transmitido será truncado para permitir ao software seguir o
esquema de renomeação descrito na marca anterior.
• Todas as variáveis associadas ao documento a transmitir são
transferidas com o documento.
• As transmissões param passados 30 segundos.
Atenção: Algumas unidades portáteis TI-Nspire™ mais antigas não
conseguem receber pastas; apenas ficheiros. Se receber uma mensagem
de erro durante o envio para uma unidade portátil TI-Nspire™ mais
antiga, consulte Mensagens de erro e notificação comuns.

Enviar um documento ou uma pasta


1. Prima as teclas 5 e 6 no touchpad para realçar o documento ou a
pasta que pretende enviar.
2. Abra My Documents (Os meus documentos).

Prima ~.
3. Seleccione Send (Enviar) no menu My Documents (Os meus
documentos).

Prima 1 6.
4. A transferência de ficheiros começa. Aparece uma barra de progresso
para que possa acompanhar a transferência. Existe um botão de
cancelamento na caixa de diálogo Sending... (A enviar...) que permite
cancelar a transmissão em progresso.
No fim de uma transmissão bem-sucedida, aparece a mensagem
” <Pasta/Nome do ficheiro> transferido como <Pasta/Nome do
ficheiro >.” Se o ficheiro tiver sido renomeado na unidade receptora,
a mensagem mostra o novo nome do ficheiro.

Receber um documento ou uma pasta


Não é requerida nenhuma acção ao utilizador da unidade portátil
TI-Nspire™ receptora. As unidades ligam-se automaticamente quando o
cabo for ligado.
No fim de uma transmissão bem-sucedida, aparece a mensagem ”
<Pasta/Nome do ficheiro> recebido.” Se o ficheiro tiver sido renomeado,
a mensagem mostra o novo nome do ficheiro.

70 Transferir ficheiros
Atenção: Algumas unidades portáteis TI-Nspire™ mais antigas não
conseguem receber pastas; apenas ficheiros. Se receber uma mensagem
de erro durante o envio para uma unidade portátil TI-Nspire™ mais
antiga, consulte Mensagens de erro e notificação comuns.

Cancelar uma transmissão


1. Para cancelar uma transmissão em progresso, prima Cancel (Cancelar)
na caixa de diálogo da unidade emissora. O utilizador de uma das
unidades pode também premir d.
2. Aparece uma mensagem de erro da transmissão e ligação.

3. Prima d ou · para cancelar a mensagem de erro de transmissão.

Mensagens de notificação e erro comuns


Apresentada em: Mensagem e Descrição
Unidade emissora
“Esta estrutura de pastas não é
na unidade portátil
receptora. O SO da unidade por
receptora pode necessitar
de ser actualizado, o que pode
fazer através da selecção de Env
no menu
Os meus documentos.”
OK

Se receber uma mensagem de erro durante o


envio de uma pasta para uma unidade portátil
TI-Nspire™ mais antiga, tente actualizar o SO na
unidade portátil receptora. Se o erro persistir,
pode ter de enviar os ficheiros individualmente.

Transferir ficheiros 71
Apresentada em: Mensagem e Descrição
Unidade emissora
”Transferência falhada. Verifique o cabo
e tente novamente.”

OK

Esta mensagem aparece se um cabo não estiver


ligado à porta de ligação da unidade emissora.
Remova e reintroduza o cabo e tente a
transmissão de documentos novamente.

Prima d ou · para cancelar a mensagem de


transmissão.
Nota: A unidade emissora pode não mostrar
sempre esta mensagem. Em vez disso, pode
permanecer OCUPADA até cancelar a transmissão.
Unidade emissora
”O receptor não tem espaço de armazenamento
suficiente para a transferência de ficheiros.”

OK

Esta mensagem aparece quando a unidade


receptora não tiver memória suficiente para
aceitar o ficheiro em transmissão.
O utilizador da unidade receptora tem de libertar
espaço para obter o novo ficheiro. Para fazer isto:
• Elimine os ficheiros desnecessários.
• Guarde os ficheiros num computador para
recuperação posterior e, em seguida, elimine-
os da unidade portátil TI-Nspire™.

72 Transferir ficheiros
Apresentada em: Mensagem e Descrição
Unidade emissora
” <pasta >/ <nome do ficheiro>
transferido como
<pasta >/ <nome do ficheiro(#).”

Esta mensagem aparece no fim de uma


transferência bem-sucedida quando o ficheiro
tiver sido renomeado porque já existe um ficheiro
na unidade receptora com o nome original. O
ficheiro transmitido é renomeado, adicionando
um número ao fim do nome. A numeração da
renomeação começa sempre com (2) e pode ser
incrementada por um, conforme necessário.
Unidade emissora
” <pasta >/ <nome do ficheiro>
transferido como
<pasta >/ <novo nome do ficheiro >.”

Esta mensagem aparece quando for criada uma


nova pasta na unidade receptora para conter o
documento transmitido.
Unidade receptora
” <pasta >/ <nome do ficheiro(x)>
recebido.”

Esta mensagem aparece se a unidade receptora


tiver um documento com o mesmo nome do
documento a enviar.

Transferir ficheiros 73
Apresentada em: Mensagem e Descrição
Unidade receptora

” <nova pasta >/ <novo nome do ficheiro>


recebido.”

Esta mensagem aparece quando for criada uma


nova pasta para conter o documento transmitido.
Unidade receptora
”Transferência falhada. Verifique o cabo
e tente novamente.”
OK

Esta mensagem aparece se um cabo não estiver


ligado à porta de ligação da unidade receptora.
Remova e reintroduza o cabo e tente a
transmissão novamente.
Prima d ou · para cancelar a mensagem de
transmissão.

74 Transferir ficheiros
Actualizar o sistema operativo
Pode actualizar o SO da unidade portátil TI -Nspire™ com o computador
e o TI-Nspire™ Computer Link Software. Pode também transferir o SO de
uma unidade para outra.
Aviso: A actualização do sistema operativo elimina as aplicações e os
ficheiros da TI-84. Antes de instalar uma actualização do SO, deve utilizar
o TI<[#1]>Connect para fazer cópias de segurança de todos os ficheiros e
aplicações da TI-84 para um computador. Pode copiá-los novamente para
a unidade portátil quando a actualização do SO estiver concluída.
CAS: As operações de actualização do SO não eliminam os documentos
do utilizador.
Se não existir espaço suficiente na unidade portátil receptora para a
actualização, a unidade portátil emissora é notificada. Os documentos só
podem ser afectados por uma instalação do SO se a unidade portátil
receptora tiver um SO corrompido. Nesta situação, os documentos
podem ser afectados pela restauração do SO. Deve fazer uma cópia de
segurança dos documentos e das pastas importantes antes de instalar um
sistema operativo actualizado.
Consulte as informações importantes relacionadas com as pilhas antes de
efectuar uma actualização do SO.

Informações importantes sobre a transferência do sistema


operativo
É sempre boa prática instalar pilhas novas antes de iniciar a transferência
de um SO.
Quando estiver no modo de transferência do SO, a função Automatic
Power Down ™ (APD™ ) não funciona. Se deixar a unidade portátil no
modo de transferência durante um longo período de tempo antes de
iniciar o processo de transferência, as pilhas podem gastar-se. É
necessário substituir as pilhas por pilhas novas antes da transferência.

Onde obter as actualizações do Sistema operativo


Para mais informações sobre as actualizações do SO disponíveis, consulte
o sítio Web da Texas Instruments em http://education.ti.com.
Pode transferir uma actualização do SO do sítio Web da Texas
Instruments para um computador e utilizar o cabo USB do computador
para instalar o SO na unidade portátil TI-Nspire™.
Para obter informações completas, consulte as instruções no capítulo do
TI-Nspire™ Computer Link Software.

Transferir ficheiros 75
Transferir o sistema operativo
Para transferir o SO de unidade para unidade:
1. Ligue as duas unidades. (Para mais informações, consulte as instruções
de ligação no início deste capítulo.) Qualquer documento aberto na
unidade receptora deve ser fechado antes de iniciar a transferência.
2. Na unidade emissora, abra My Documents (Os meus documentos).

Prima ~.
3. No menu, seleccione Send OS (Enviar SO).

Prima b B.
4. Na unidade receptora, aparece a mensagem ”Está a receber uma
actualização do SO. As alterações guardadas serão perdidas. Deseja
continuar?” juntamente com os botões de resposta Yes (Sim) e No
(Não). Seleccione Yes (Sim) para receber a actualização do SO.
Notas:
• Se não seleccionar Yes (Sim) em 30 segundos, a unidade responde
automaticamente No (Não) e a transmissão é cancelada.
• É importante guardar e fechar todos os documentos abertos antes
de efectuar uma actualização do SO. A continuação de uma
actualização do SO numa unidade com um documento aberto não
guardado resultará na perda desses dados.
5. Enquanto a actualização estiver em progresso, a unidade receptora
apresenta a mensagem ”A receber SO. Não desligue o cabo.” A
unidade emissora apresenta a mensagem ”A enviar SO. Não desligue
o cabo.”
6. Após a conclusão da transferência, a unidade emissora recebe uma
mensagem de conclusão e pode desligar o cabo. Na unidade
receptora, tem de instalar o SO. Isto acontece automaticamente.
Durante o processo de instalação, a unidade receptora apresenta a
mensagem ”A instalar SO <número da versão >.”
7. Quando a instalação terminar, a unidade mostra a seguinte
mensagem ”SO <número da versão> foi instalado. A unidade será
reiniciada.” A reinicialização é iniciada. Se a unidade emissora ainda
estiver ligada ao cabo, a mensagem de transmissão bem-sucedida
continua a aparecer no ecrã dessa unidade.

Importante:
• Para cada unidade receptora, não se esqueça de fazer cópias de
segurança das informações, conforme necessário, e instalar pilhas
novas.

76 Transferir ficheiros
• Certifique-se de que a unidade emissora está no ecrã Send OS (Enviar
SO).

Mensagens de actualização do SO
Esta secção lista as mensagens de erro e informação que podem ser
apresentadas nas unidades durante uma Actualização do SO.

Apresentada em: Mensagem e Descrição


Unidade emissora
”O receptor não tem espaço de
armazenamento suficiente.
Disponibilize
<xxxK >."

Esta mensagem aparece quando a unidade


receptora não tiver memória suficiente para o
novo SO. O requisito de espaço aparece para que
saiba quanto espaço da memória tem de ser limpo
para o novo sistema operativo. Os ficheiros podem
ser movidos para um computador para
armazenamento para libertar o espaço necessário.
Unidade emissora

”O receptor tem de mudar as


pilhas antes da actualização do
SO.”

Esta mensagem aparece quando for necessário


substituir as pilhas da unidade receptora. Envie a
actualização do SO assim que as pilhas forem
substituídas.

Transferir ficheiros 77
Apresentada em: Mensagem e Descrição
Unidade emissora
”O receptor tem um SO mais recente
e não pode carregar este SO.”

OK

Esta mensagem aparece quando a unidade


receptora tiver uma versão do SO mais recente do
que a versão transmitida. Não pode voltar a uma
versão anterior do SO.
Unidade emissora
”Actualização não aceite pelo
receptor.”

OK

Esta mensagem aparece quando a unidade


receptora recusa a actualização.
Unidade emissora
”O SO foi transferido.
Pode desligar.”

OK

Esta mensagem aparece quando a transferência


estiver concluída e for seguro desligar o cabo da
unidade emissora.
Unidade emissora
”A enviar SO. Não
desligue o cabo.”

Esta mensagem, juntamente com uma barra de


progresso, aparece enquanto a Actualização do SO
está a ser transferida.

78 Transferir ficheiros
Apresentada em: Mensagem e Descrição
Ambas as unidades
”Transferência falhada. Verifique o cabo
e tente novamente.”
OK

A unidade emissora e/ou receptora não estão


ligadas correctamente. Reinsira o cabo em cada
unidade portátil e, em seguida, tente a
transmissão novamente.
Unidade receptora
”Está a receber uma Actualização do
SO. As alterações não guardadas
serão perdidas. Deseja
continuar?”
Sim Não

Esta mensagem aparece quando uma Actualização


do SO está quase a começar. Se não seleccionar Yes
(Sim) em 30 segundos, a unidade responde
automaticamente No (Não)
Unidade receptora
”A receber SO. Não
desligue o cabo.”

Esta mensagem, juntamente com uma barra de


progresso, aparece enquanto a Actualização do SO
está a ser transferida.
Unidade receptora
”A instalar SO.”

Esta mensagem aparece quando a transferência


estiver concluída. Aparece para o manter
informado sobre o estado da unidade.

Transferir ficheiros 79
Apresentada em: Mensagem e Descrição
Unidade receptora
”O SO foi instalado.
A unidade portátil será reiniciada.”

OK

Esta mensagem de informação aparece


brevemente antes de a unidade se reiniciar
automaticamente.
Unidade receptora
”A instalação estava corrompida.
A unidade portátil será reiniciada. Necessita
de repetir a actualização do
SO.”

OK

Ocorreu um erro durante a transmissão e a


instalação foi corrompida. A unidade será
reiniciada. Depois da reinicialização, reinstale a
Actualização do SO.

80 Transferir ficheiros
Gestão de ficheiros e da memória

Verificar memória disponível


O ecrã Handheld Status (Estado da unidade portátil) mostra a memória
(em bytes) utilizada por todos os documentos e variáveis na unidade
portátil TI-Nspire™. O ecrã Handheld Status (Estado da unidade portátil)
mostra as seguintes informações:
• Storage Capacity (Capacidade de armazenamento)
• Space Used (Espaço utilizado)
• Free space (Espaço livre)
• Battery Status (Estado da bateria)

Mostrar o ecrã Handheld Status (Estado da unidade


portátil)
f Seleccione Estado da unidade portátil no menu Definições e
Estado.

Prima c 5 4.
Aparece a janela Handheld Status (Estado da unidade portátil).

Libertar espaço de memória


Se não tiver memória para guardar documentos na unidade portátil, tem
de libertar memória para criar o espaço necessário. Para libertar
memória, tem de eliminar documentos e/ou pastas da memória. Se quiser
manter os documentos e as pastas para utilização futura, pode fazer uma
cópia de segurança para outra unidade portátil ou para um computador.

Gestão de ficheiros e da memória 81


Eliminar itens da memória
Se tiver documentos desnecessários na unidade portátil TI-Nspire™, pode
eliminá-los da memória para criar espaço adicional.
Antes de eliminar documentos da memória, considere a restauração da
memória disponível suficiente através da cópia de ficheiros para outra
unidade portátil.
1. Abra Os meus documentos.
Prima c 2.

2. Prima £ ou ¤ para seleccionar a pasta ou o documento que pretende


eliminar.
3. Seleccione Eliminar.

Prima / b 6.
Aparece a caixa de diálogo, pedindo para confirmar a eliminação.

Prima · para confirmar ou d para cancelar.


A pasta/documento é removido permanentemente da unidade
portátil.

Fazer cópias de segurança de ficheiros para outra unidade


portátil
Para fazer cópias de segurança de ficheiros para outra unidade portátil
TI-Nspire™, efectue os procedimentos abaixo referidos. São fornecidas
instruções completas para ligar duas unidades portáteis no capítulo
Conectividade.
1. Ligue as duas unidades portáteis com o cabo de conectividade USB-
USB.
2. Abra My Documents (Os meus documentos) na unidade emissora.

Prima c 2.
3. Prima as teclas 5 e 6 para realçar o documento que pretende enviar.
4. Seleccione Send (Enviar) no menu Document (Documento).

Prima / b 2.
5. Quando a transferência de ficheiros estiver concluída, aparece uma
mensagem na unidade receptora.

82 Gestão de ficheiros e da memória


Fazer cópia de segurança de ficheiros para um computador
Utilize o software de ligação do computador TI-Nspire™ para fazer uma
cópia de segurança do conteúdo da unidade portátil para o computador.
O software de ligação do computador TI-Nspire™ está disponível no CD
do produto fornecido com a unidade portátil.

Reiniciar a memória
Atenção: Antes de reiniciar todas as memórias, considere a restauração
da memória disponível suficiente através da eliminação dos dados
seleccionados.
Para reiniciar todas as memórias da unidade portátil, efectue estes
procedimentos:
1. Depois de confirmar a eliminação de todos os ficheiros, abra o
browser de ficheiros Os meus documentos.

Prima c 2.
2. Seleccione Eliminar tudo. Aparece a caixa de diálogo, pedindo para
comfirmar a acção.
3. Prima Sim para confirmar.
A memória da unidade portátil é apagada.
Quando limpar a memória, o contraste muda por vezes. Se o ecrã estiver
difícil de visualizar ou em branco, ajuste o contraste, premindo / + ou
/-.

Gestão de ficheiros e da memória 83


84 Gestão de ficheiros e da memória
Utilizar a Folha de rascunho
A Folha de rascunho é uma função da unidade portátil TI-Nspire™ que
permite:
• Avaliar expressões matemáticas.
• Representar graficamente funções.

Abrir e fechar a Folha de rascunho


f Prima » para abrir a Folha de rascunho.
Quando abrir a Folha de rascunho pela primeira vez, aparece a
página Calcular da Folha de rascunho.

Pode também aceder à Folha de rascunho a partir do menu Página


inicial (prima c).

f Prima » várias vezes para alternar entre as páginas Calcular e


Gráfico.

Utilizar a Folha de rascunho 85


f Prima b para ver o menu Calcular ou Gráfico da Folha de
rascunho. Estes menus são subconjuntos dos menus TI-Nspire™ para
as aplicações Calculadora e Gráficos e Geometria. Para obter listas
completas desses menus, consulte a documentação para essas
aplicações.
f Prima d para fechar a Folha de rascunho.

Calcular com a Folha de rascunho


Na página Calcular da Folha de rascunho, introduza uma expressão
matemática na linha de entrada e, em seguida, prima · para avaliar a
expressão. As expressões aparecem em notação matemática standard à
medida que as introduz.
Os resultados e as expressões avaliadas tornam-se parte do histórico da
Folha de rascunho apresentado por cima da linha de entrada.

Introduzir expressões matemáticas simples


Nota: Para introduzir um número negativo, prima v e, em seguida,
introduza o número.

Por exemplo, suponha que pretende avaliar

1. Seleccione a linha de entrada na área de trabalho.

86 Utilizar a Folha de rascunho


2. Escreva 2 l 8 para iniciar a expressão.

3. Prima ¢ para colocar o cursor na base e, em seguida, complete a


expressão, escrevendo:
r 43 p 12

4. Prima · para avaliar a expressão.


A expressão aparece em notação matemática standard e o resultado
aparece no lado direito da página.

Nota: Pode forçar uma aproximação decimal num resultado,


premindo / · em vez de ·.

Premir / · força o resultado


aproximado.

Inserir itens a partir do Catálogo


Pode utilizar o Catálogo para inserir funções e comandos, símbolos e
modelos de expressões na linha de entrada.
1. Para abrir o Catálogo e ver a lista alfabética das funções, prima
k 1.

Utilizar a Folha de rascunho 87


(CAS)
2. Se o item que está a inserir estiver visível na lista, seleccione-o e prima
· para o inserir.
3. Se o item não estiver visível:
a) Prima uma tecla de letra para saltar para as entradas que
comecem por essa letra.

b) Prima ¤ ou £ conforme necessário para realçar o item que está a


inserir.

c) Prima · para inserir o item na linha de entrada.

Utilizar um modelo de expressão


Os modelos ajudam a introduzir matrizes, funções por ramos, sistemas de
equações, integrais, derivadas, produtórios e outras expressões
matemáticas.

88 Utilizar a Folha de rascunho


Por exemplo, suponha que pretende avaliar

1. Prima t para abrir a paleta Modelo.

2. Seleccione para inserir o modelo da soma algébrica.


O modelo aparece na linha de entrada com pequenos blocos que
representam elementos que pode introduzir. Um cursor aparece junto
a um dos elementos para mostrar que pode escrever um valor para
esse elemento.

3. Utilize as teclas de setas para mover o cursor para a posição de cada


elemento e escreva um valor ou uma expressão para cada elemento.

4. Prima · para avaliar a expressão.

Introduzir expressões com um assistente


Pode utilizar um assistente para simplificar a introdução de algumas
expressões. O assistente contém as caixas definidas para o ajudar a
introduzir os argumentos na expressão.
Suponha que quer encaixar um modelo de regressão linear y=mx+b nas
duas listas seguintes:
{1,2,3,4,5}
{5,8,11,14,17}

Utilizar a Folha de rascunho 89


1. Prima k 1 para abrir o Catálogo e mostrar a lista alfabética de
funções.

2. Clique na lista e, em seguida, prima L para saltar para as entradas


que comecem por “L.”

3. Prima ¤ conforme necessário para realçar LinRegMx.


4. Se a opção Assistentes ligados não estiver seleccionada: Prima
e e para realçar Assistentes ligados, prima · para alterar a
definição e, em seguida, prima e e para realçar LinRegMx
novamente.

(CAS)

5. Prima ·.
Aparece um assistente, oferecendo-lhe uma caixa para escrever cada
argumento.

90 Utilizar a Folha de rascunho


6. Escreva { 1,2,3,4,5 } como Lista X.

7. Prima e para ir para a caixa Lista Y .


8. Escreva {5,8,11,14,17} como Lista Y.
9. Se quiser guardar a equação de regressão numa variável específica,
prima e e, em seguida, substitua Guardar RegEqn em pelo nome
da variável.
10. Seleccione OK para fechar o assistente e insira a expressão na linha de
entrada.
A expressão é introduzida juntamente com as declarações para copiar
a equação de regressão e apresentar a variável stat.results, que
conterá os resultados.
LinRegMx {1,2,3,4,5},{5,8,11,14,17},1: CopyVar stat.RegEqn,f1:
stat.results
A Folha de rascunho mostra as variáveis stat.results.

Utilizar a Folha de rascunho 91


Nota: Pode copiar valores das variáveis stat.results e colá-las na linha
de entrada.

Ver o histórico
Os resultados e as expressões avaliadas tornam-se parte do histórico da
Folha de rascunho apresentado por cima da linha de entrada.

f Prima £ ou ¤ para percorrer o histórico.

À
À Entrada ctual/entradas totais

Copiar um item do histórico para a linha de entrada


Pode copiar rapidamente uma expressão, uma subexpressão ou um
resultado do histórico para a linha de entrada.

1. Prima £ ou ¤ para percorrer o histórico e seleccionar o item que


pretende copiar.
2. Opcionalmente, seleccione parte da expressão ou do resultado com
Shift juntamente com as teclas de setas.

3. Prima · para copiar a selecção e inseri-la na linha de entrada.

Apagar o histórico
Quando apagar o histórico, todas as variáveis e funções do histórico
retêm os valores actuais. Se apagar o histórico por engano, utilize a
função Anular.

92 Utilizar a Folha de rascunho


f No menu Acções, seleccione Apagar histórico.
(Prima b 1 5.)
Todos os resultados e expressões são removidos do histórico.

Editar expressões da Folha de rascunho


Apesar de não ser possível editar uma expressão Calcular da Folha de
rascunho no histórico, pode copiar uma expressão (parcial ou completa)
do histórico e colá-la na linha de entrada. Pode editar a linha de entrada.

Inserir elementos na linha de entrada


1. Prima e, ¡, ¢, £ ou ¤ para posicionar o cursor na expressão. O
cursor move-se para a posição válida mais próxima na direcção que
prima.
2. Escreva os elementos e introduza-os a partir do Catálogo.

Seleccionar parte de uma expressão


Pode eliminar, cortar ou copiar uma parte seleccionada de uma
expressão.

1. Prima ¡, ¢, £ ou ¤ para mover o cursor para um ponto inicial na


expressão.

2. Prima sem soltar g e prima ¡, ¢, £ ou ¤ para seleccionar.

– Para eliminar a selecção, prima ..

– Para cortar a selecção para a Área de transferência, prima / X.

– Para copiar a selecção para a Área de transferência, prima / C.

Representar graficamente com a Folha de


rascunho
Na página Gráfico da Folha de rascunho, clique no botão Expandir linha
de entrada para ver a linha de entrada e escreva uma expressão para
representar graficamente. A linha de entrada mostra o formato
requerido para escrever uma função. O tipo de gráfico predefinido é
Função, por conseguinte, aparece o formato f1(x)=.
1. Seleccione Tipo de gráfico no menu e seleccione um tipo de gráfico.
Por exemplo,

Utilizar a Folha de rascunho 93


• Para representar graficamente um gráfico de dispersão, prima
b 3 4. Clique em var para seleccionar a variável a
representar graficamente como x e y para sn.

• Para representar graficamente uma função, prima b 3 1.


A linha de entrada muda para mostrar o formato da expressão para o
tipo de gráfico especificado. Pode especificar várias funções de cada
tipo de gráfico.
2. Escreva uma expressão e quaisquer outros parâmetros necessários
para o tipo de gráfico.

3. Prima · para representar graficamente a função ou prima ¤ para


adicionar outra função. Se for necessário, pode premir b 4
para seleccionar uma ferramenta no menu Janela/Zoom e ajustar a
área de visualização.
Quando representar graficamente a expressão, a linha de entrada
desaparece para mostrar uma vista organizada do gráfico. Se
seleccionar ou traçar uma função, essa função aparece na linha de
entrada. Pode alterar uma função, editando a expressão ou
capturando e alterando o gráfico.
À medida que representa graficamente várias funções nos eixos, a
definição com a expressão aparece cada uma. Pode definir e traçar
graficamente um máximo de 99 funções de cada tipo.

4. Utilize a tecla b para explorar e analisar a função representada


graficamente, traçando-a, determinando os pontos notáveis ou
atribuindo uma variável na expressão a um selector.

Ver a tabela de funções


f Para ver uma tabela de valores para a função actual, prima
b 2 5.

94 Utilizar a Folha de rascunho


f Para ocultar a tabela de funções, clique no gráfico e, em seguida,
prima b 2 5.

Alterar o aspecto dos eixos


À medida que trabalha com os gráficos, os eixos cartesianos aparecem
por predefinição. Pode alterar o aspecto dos eixos das seguintes formas:

1. Prima b 4 e seleccione a ferramenta Zoom para utilizar.

2. Seleccione os eixos e prima / b 3 para activar a ferramenta


Atributos.
a) Prima 9 ou : para ir para o atributo para alterar. Por exemplo,
seleccione o atributo do estilo final.
b) Prima 7 ou 8 para seleccionar o estilo a aplicar.
c) Altere quaisquer outros atributos dos eixos conforme requerido
para o trabalho e, em seguida, prima d para sair da ferramenta
Atributos.
3. Ajuste a escala dos eixos e o espaçamento da marca de selecção
manualmente.
a) Clique sem soltar uma marca de selecção e mova-a no eixo. O
espaçamento e o número de marcas aumenta (ou diminui) em
ambos os eixos.
b) Para ajustar a escala e o espaçamento da marca de selecção num
eixo, prima sem soltar g e, em seguida, capture e arraste uma
marca de selecção nesse eixo.
4. Altere os valores dos extremos dos eixos, fazendo duplo clique neles e
escrevendo novos valores.

Utilizar a Folha de rascunho 95


5. Ajuste a localização dos eixos. Para mover os eixos existentes sem
redimensionar ou escalar novamente os eixos, clique e arraste uma
região vazia do ecrã até os eixos estarem na localização pretendida.

6. Altere as escalas dos eixos, premindo b 4 1.


Escreva os valores seleccionados sobre os valores actuais para x-mín,
x-máx, y-mín e y-máx e clique em OK.
7. Prima b 2 1 para ocultar ou mostrar os eixos.
• Se os eixos aparecerem na página, a selecção desta ferramenta
oculta-os.
• Se os eixos estiverem ocultados na página, a selecção desta
ferramenta volta a apresentá-los.

Definir valores das variáveis com um selector


O controlo de um selector permite ajustar ou animar a atribuição de
valores para uma variável numérica. A inserção de um selector permite
representar vários valores das variáveis num intervalo contínuo.

1. Prima b 1 7 para inserir um selector.

O selector aparece na área de trabalho. Se for necessário ajustar ou


animar a selecção de valores para mais de uma variável, pode repetir
este passo e inserir vários selectores.
Nota: Pode aceder ao menu Contexto para fixar um selector no local
e impedir o movimento não intencional.

2. Clique no selector para o activar e prima e para percorrer entre a


escala do selector e o valor da variável.
3. Aceda ao menu Contexto e seleccione Definições para ver ou alterar
as predefinições do selector.

Traçar uma função representada graficamente


A opção Traçado do gráfico permite percorrer os pontos de uma
representação gráfica de uma função, paramétrica, polar, sucessão ou
gráfico de dispersão. Para activar a ferramenta do traçado:

1. Prima b 5 1 para percorrer os dados numa função


representada graficamente no modelo Traçar.

96 Utilizar a Folha de rascunho


2. (Opcional) Para alterar o incremento do passo para o traçado, prima
b 5 3.
Depois de escrever um incremento do passo diferente, a ferramenta
Traçado do gráfico percorre o gráfico em passos desse tamanho, em
vez de avançar o passo predefinido definido automaticamente com
uma função.
3. Utilize o Traçado do gráfico para explorar uma função representada
graficamente das seguintes formas:
• Vá para um ponto e passe para mover o cursor do traçado para
esse ponto.

• Prima 7 ou 8 para mover de ponto para ponto no gráfico de


função. Aparecem as coordenadas de cada ponto traçado.
• Prima 9 ou : para mover de um gráfico de função para outro ou
para um gráfico de dispersão. As coordenadas dos pontos
actualizam-se para reflectir a nova localização do traçado. O
cursor do traçado é posicionado no ponto do novo gráfico ou
desenho com o valor x mais próximo para o último ponto
identificado no gráfico ou na função traçada previamente. Pode
traçar várias funções conforme descrito em Traçar todos os
gráficos.

• Escreva um número e prima ·para mover o cursor do traçado


para esse valor no gráfico de função.
• Crie um ponto persistente que permaneça no gráfico enquanto
estiver no modo Traçado do gráfico, premindo · quando o
ponto do traçado atingir o ponto que pretende definir.
• Trace e identifique os pontos em que a função não tem nenhum
valor x ou y definido(uma descontinuidade). A cadeia undef

Utilizar a Folha de rascunho 97


aparece em vez de um valor quando passar sobre um ponto que
não está definido para a função.
Notas:
• Quando seleccionar ou traçar uma função na área de trabalho,
essa função aparece em Editar linha.
• Quando traçar para além do gráfico visível inicialmente, o ecrã
ajusta-se para mostrar a área a ser tracejada.

4. Saia de Traçado do gráfico, premindo d ou seleccionando outra


ferramenta.

Determinar pontos notáveis


Pode utilizar as ferramentas do menu Analisar gráfico para determinar
um ponto notável num intervalo especificado de qualquer função
representada graficamente. Seleccione uma ferramenta para determinar
o zero, o mínimo ou o máximo, o ponto de intersecção ou inflexão, ou
derivada numérica (dy/dx) ou integral no gráfico.
1. Seleccione o ponto notável que pretende determinar o menu
Analisar gráfico. Por exemplo, para determinar um zero, prima
b 6 1.
O ícone da ferramenta seleccionada aparece na parte superior
esquerda da área de trabalho. Aponte para o ícone para ver uma
sugestão sobre como utilizar a ferramenta seleccionada.
2. Clique no gráfico em que pretende procurar o ponto notável e, em
seguida, clique uma segunda vez para indicar o início da procura do
ponto.
O segundo clique marca o limite inferior da região da procura e
aparece uma linha ponteada.
Nota: Se determinar a derivada (dy/dx), clique no gráfico no ponto
(valor numérico) a utilizar para determinar derivada.

3. Prima 3 ou 4 para ir para a linha ponteada que marca a região da


procura e, em seguida, clique no ponto em que pretende parar a
procura (limite superior da região da procura).

98 Utilizar a Folha de rascunho


4. Prima · no ponto para iniciar a procura. A ferramenta sombreia o
intervalo.
Se a região da procura especificada incluir um ponto notável, aparece
uma definição para o ponto. Se alterar um gráfico com pontos
notáveis identificados, procure as alterações nos pontos notáveis. Por
exemplo, se editar a função na linha de entrada ou manipular um
gráfico, pode alterar o ponto em que o gráfico intercepta o zero.
Os pontos notáveis definidos permanecem visíveis no gráfico. Pode
sair da ferramenta, premindo d ou seleccionando outra
ferramenta.

Guardar o conteúdo da Folha de rascunho


Pode guardar a página Calcular da Folha de rascunho, a página Gráfico
da Folha de rascunho ou ambas como um documento TI-Nspire™.

1. Prima ~ e seleccione Ficheiro > Guardar para documento.


2. Seleccione a página ou as páginas para guardar.
3. Se um documento estiver aberto, seleccione Novo documento ou
Documento actual.
4. Introduza um novo nome do documento, se aplicável.

Utilizar a Folha de rascunho 99


100 Utilizar a Folha de rascunho
Como começar com o software TI-Nspire™
Para o ajudar a começar rapidamente quando abrir o software, o ecrã de
Boas-vindas aparece com algumas das opções de tarefas comuns.
Nota: Para começar a trabalhar com os documentos, clique numa
hiperligação ou feche este ecrã manualmente como se estivesse a fechar
qualquer outra janela do software. Qualquer acção normal realizada
automaticamente, como, por exemplo, pedidos de actualização ou a
capacidade para começar a utilizar as unidades portáteis ligadas, aparece
depois de fechar o ecrã de Boas-vindas.

Á
Æ

Ã
Ç

À Nome. Mostra o nome do software.


Á Hiperligações de início rápido. Clique numa destas opções para
fazer uma das seguintes operações:
• Abrir um novo documento com a aplicação seleccionada
• Abrir um documento existente
• Criar um documento novo
 Documentos recentes. Mostra os documentos mais recentes.
à Ferramentas do Professor. (Estas ferramentas só estão disponíveis no
software TI-Nspire™ Edição do Professor.) Os professores podem ir
directamente para as seguintes hiperligações:

Como começar com o software TI-Nspire™ 101


• Ver conteúdo. Encontrar conteúdos no computador, na Web ou
nas unidades portáteis ligadas.
• Gerir unidades portáteis. Utilize o espaço de trabalho Conteúdo
para ver todas as unidades portáteis ligadas ao computador, bem
como o estado de cada uma delas.
• Transfira os documentos. Utilize o espaço de trabalho Conteúdo
para enviar os documentos, as pastas ou os novos ficheiros do
sistema operativo da unidade portátil para as unidades portáteis
ligadas.
Ä Mostrar sempre esta no arranque. Desseleccione esta caixa de
verificação para ignorar este ecrã quando abrir o software.
Å Feche o ecrã de Boas-vindas. Clique aqui ou numa das hiperligações
apresentadas para fechar este ecrã e começar a trabalhar no
software.
Æ Pré-visualização. Se o rato passar sobre uma área da aplicação, uma
imagem mostra essa área.
Ç Descrição da pré-visualização. Mostra uma descrição breve da
imagem na área de pré-visualização.

Navegar nas hiperligações do ecrã de Boas-vindas


f Prima Tab para navegar nas hiperligações.
f Prima Shift + Tab para voltar atrás nas hiperligações.
f Prima Enter ou a barra de espaço para actuar na hiperligação
seleccionada.
À medida que navega nas hiperligações, a área Pré-visualização do lado
direito ilustra a hiperligação.

Abrir o ecrã de Boas-vindas manualmente


O ecrã de Boas-vindas abre-se automaticamente quando abrir o
software. Para abrir o ecrã manual, efectue as seguintes operações:
f Clique em Ajuda > Ecrã de Boas-vindas.

Explorar o software
Depois de fechar o ecrã de Boas-vindas, verá o espaço de trabalho
predefinido.
Nota: O software abre-se com o último esquema utilizado.

102 Como começar com o software TI-Nspire™


À
Á
Â

Ã
À Barra de menus. Contém as ferramentas para trabalhar com
documentos e modificar as definições do sistema.
Á Barra de ferramentas do espaço de trabalho. Mostra as tarefas mais
frequentes.
 Menu das ferramentas da aplicação. A página do documento
aberto mostra o menu das ferramentas da aplicação actual.
à Barra de estado. Consulte os detalhes adicionais abaixo.

Compreender a barra de estado


A barra de estado fornece informações sobre as tarefas actuais e as
unidades portáteis ligadas. A barra de estado contém também as
ferramentas Dimensionamento e Vista do documento, que permitem
alterar a vista entre Unidade portátil e Computador.

À Á Â Ã
À Número de página e problema. Faz referência ao documento actual.
Á Definições do documento. Definições actuais para Ângulo, Auto ou
Aproximado, e Real ou Complexo. Clique aqui para alterar as
definições de Gráficos e Geometria ou Geral.

Como começar com o software TI-Nspire™ 103


 Selector de vista Documento. Seleccione entre as vistas Unidade
portátil e Computador.
à Cursor de dimensionamento. Permite redimensionar rapidamente o
ecrã na vista Unidade portátil.
Nota: A documentação contém instruções para os utilizadores do
Windows® para fazerem clique com o botão direito do rato para
efectuar várias tarefas. Os utilizadores dos computadores Macintosh®
devem utilizar Controlo-clique.

Compreender as vistas do documento


Pode ver o trabalho em duas vistas. Ambas as vistas recordarão o último
tamanho e o local do ficheiro utilizados.
À Unidade portátil permite ver os documentos à medida que aparecem
no ecrã da unidade portátil. O tamanho do ecrã está limitado ao ecrã
da unidade portátil.
Á Computador. É a vista predefinida do software.
 Dimensionamento. Permite alterar facilmente o tamanho do ecrã do
documento na vista Unidade portátil.
A barra de estado mostra a vista actual do documento.

À Á Â

Alterar a vista Documento


f Na barra de estado, clique no ícone da vista pretendida. Pode
também clicar em Vista > Computador ou Unidade portátil.
Definição de dimensionamento.
O Dimensionamento permite controlar o tamanho do ecrã do
documento na vista Unidade portátil.
f Na linha de estado, utilize o cursor para seleccionar uma escala. Mova
para a esquerda para a vista do documento ficar menor. Mova para a
direita para a vista do documento ficar maior.

Utilizar os painéis
Pode personalizar os painéis para aceder às ferramentas e funções do
software de uma forma fácil e rápida. Pode mover, fechar, redimensionar,
ancorar, espalhar ou redimensionar os painéis.

104 Como começar com o software TI-Nspire™


O software tem aplicações e ferramentas para criar documentos e
trabalhar com problemas. Estas ferramentas aparecem em painéis. Em
seguida, estão alguns exemplos de como pode controlar estes painéis:
• Mostre, oculte ou redimensione estes painéis para gerir o espaço no
ecrã. Os separadores lembram-lhe que os painéis ocultos estão
disponíveis para utilização.
• Reorganize os painéis utilizados para que fiquem espalhados pela
área de trabalho. O ecrã apresentado aqui é um exemplo de como o
software pode parecer quando o abrir. Despenda alguns momentos e
clique nas diferentes áreas do ecrã para ver como é fácil aceder aos
diferentes painéis.
• Para voltar ao esquema predefinido se fechar os painéis sem
intenção, clique em Janela > Reiniciar esquema do espaço de
trabalho.
Painéis flutuantes e amovíveis
f Para espalhar e mover um painel, clique no cabeçalho e arraste-o para
a localização pretendida. Quando espalhar um painel, pode aceder-
lhe rapidamente sem afectar o tamanho do espaço de trabalho.
Nota: Os painéis definidos para Mostrar automaticamente, como, por
exemplo, os painéis do lado direito, têm de ser alternados para
Esconder automaticamente antes de poderem ser movidos.
Esconder e mostrar painéis
Os painéis Ajuda e Ligações são "escondidos automaticamente" ou
minimizados, por predefinição. Pode alternar esta definição para manter
um ou ambos os painéis abertos. Para alterar a definição actual de
Esconder automaticamente:
1. Clique ou passe o separador do painel.
2. Clique no ícone Alternar esconder automaticamente.

Ancorar painéis
• Para ancorar os painéis no lado direito ou esquerdo do ecrã, clique no
cabeçalho do painel e arraste-o para a área onde pretende ir.
Nota: Se ancorar um painel Ferramenta do lado direito, é minimizado
automaticamente. Clique no separador do painel para abrir o painel.

Como começar com o software TI-Nspire™ 105


Fechar e restaurar painéis
f Para fechar um painel individual, clique em X no lado direito do
cabeçalho painel.
f Para restaurar um painel, clique em Janela e seleccione o painel
Ferramentas pretendido; por exemplo, o painel Gestor de páginas ou
Explorador de conteúdos.
f Para fechar todos os painéis abertos, clique em Janela > Fechar
painéis.
f Para restaurar todos os painéis abertos, clique em Janela > Restaurar
painéis.

Compreender o espaço de trabalho


Utilize este espaço de trabalho para trabalhar em documentos.

À
Á
Ã
Ä

À Menu. Efectue as tarefas com o menu ou os atalhos do teclado.


Á Barra de ferramentas. Acesso rápido às ferramentas para trabalhar
com os documentos.
 Área esquerda do painel. Utilize os painéis disponíveis para abrir e
editar documentos. A área contém painéis de ferramentas, como, por
exemplo, Gestor de páginas, Explorador de conteúdos, Utilitários,
Teclado e painel de ferramentas TI-SmartView™.

106 Como começar com o software TI-Nspire™


• Os painéis das ferramentas podem ser colocados do lado esquerdo
ou do lado direito, ou podem ser espalhados numa janela
separada. Mova os painéis flutuantes para aceder rapidamente a
áreas do computador.
• Clique com o botão direito do rato em qualquer um destes
separadores ou no cabeçalho para mostrar, esconder, espalhar ou
fechar o painel.
• Reordene os separadores, clicando no separador e arrastando-os
pela ordem pretendida.
• Clique na margem direita desta área para a redimensionar.
à Barra de ferramentas da aplicação. Contém ícone e menus para a
aplicação activa, como, por exemplo, Calculadora, Gráficos e
Geometria, etc.
Ä Ajuda. Clique aqui para obter mais ajuda sobre a aplicação ou a área
do software utilizada.
Å Área de trabalho do documento. Esta área mostra apenas
documentos abertos, apesar de apenas um documento de cada vez
estar activo (seleccionado). Vários documentos aparecem como
separadores, excepto se utilizar a vista em mosaico. A área
Ferramentas do lado esquerdo ajusta-se automaticamente para
acomodar a área de trabalho.
Nota: Se utilizar o software TI-Nspire™ do professor, consulte também o
capítulo Gerir conteúdo no software TI-Nspire™ Edição do Professor.

Como começar com o software TI-Nspire™ 107


Vantagens dos painéis
Painel O que pode fazer com o painel

Painel • Consulte e utilize um clickpad ou o TI-Nspire™


TI-SmartView™ Touchpad. O software TI-Nspireé Edição do
/ Teclado Professor permite utilizar a ferramenta
TI-SmartView™ para demonstrar conceitos na
unidade portátil à turma. A ferramenta
TI-SmartView™ funciona como na unidade
portátil, incluindo os respectivos atalhos.
Nota: O pequeno ecrã do TI-SmartView™
apresenta o conteúdo apenas quando o
documento está na vista Unidade portátil.

Gestor de • Consulte o número de problemas do


páginas documento e onde está.
• Abra para ver as páginas mais detalhadamente
nas miniaturas ou reduza para aumentar a
área de trabalho. Para redimensionar, clique
na margem direita do Painel do Gestor de
páginas e arraste para a esquerda ou para a
direita.
• Mova de uma página para a outra, clicando na
página pretendida.
• Adicione, corte, copie e cole páginas—no
mesmo problema ou entre problemas e
documentos.
• Adicione, corte, copie e cole problemas—no
mesmo documento ou entre documentos.
Nota: Se os documentos estiverem na vista
Documentos em mosaico, só aparecem as páginas
do documento activo.

108 Como começar com o software TI-Nspire™


Painel O que pode fazer com o painel

Painel • Consultar uma lista de ficheiros de computador


Explorador de e uma lista de ficheiros de qualquer unidade
conteúdos portátil ligada.
• Fechar, abrir, flutuar ou ancorar um dos painéis
Explorador de conteúdos.
• Criar e administrar os conjuntos de lições.
As pessoas que utilizam o software TI-Nspireé
Edição do Professor para trabalhar em documentos
podem utilizar o painel Explorador de conteúdos
para enviar ou recolher documentos entre o
computador e as unidades portáteis sem alterar os
espaços de trabalho. Estão disponíveis mais
informações sobre a utilização do painel
Explorador de conteúdos em Trabalhar com
documentos.

Utilitários Contém os utilitários seguintes por predefinição:


• Modelos matemáticos
• Símbolos
• Catálogo
• Operadores matemáticos
• Conversões de unidades
• bibliotecas

Ajuda O painel Ajuda contém duas formas para encontrar


informações sobre o software e a unidade portátil:
• A Ajuda contém mais passos detalhados. Para
utilizar a Ajuda, escreva uma palavra ou tópico
no campo de procura da palavra-chave.
• As Sugestões são instruções breves para o
orientar na tarefa actual. Clique em Ctrl + Shift
+ ? (Macintosh®: “ + Shift + ?) para abrir as
Sugestões. Se abrir as Sugestões da vista
Unidade portátil, aparecem as Sugestões do
sistema. Se as abrir a partir de uma aplicação,
aparecem as Sugestões sobre a aplicação
aberta.

Como começar com o software TI-Nspire™ 109


Utilizar ícones da barra de ferramentas e de
menus
Menus e ícones da barra de ferramentas no espaço de
trabalho
Nota: Alguns dos itens dos menus abaixo só estão disponíveis no
software TI-Nspireé Edição do Professor.

ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do


barra de fazer teclado
ferramentas

Ficheiro

Novo documento - Cria um novo Windows®:


documento. Se outro documento Ctrl + N
estiver aberto, é-lhe pedido para Macintosh®:
o guardar antes de iniciar um “+N
documento.

Abrir documento - Mostra uma Windows®:


janela do browser de ficheiros Ctrl + O
para permitir abrir um ficheiro Macintosh®:
TI-Nspire™ existente. Os ficheiros “+O
de LearningChecké e Cabrié II
Plus podem também ser abertos
com a opção Abrir documento.

Fechar - Fecha o documento. Windows®:


Ctrl + W
Macintosh®:
“+N

Guardar documento - Guarda o Windows®:


documento activo na área de Ctrl + S
trabalho. Macintosh®:
“+S

Guardar como - Guarde o


documento actual numa pasta
nova ou com um nome novo.

Guardar na unidade portátil -


Guarda o documento actual
numa unidade portátil ligada.

110 Como começar com o software TI-Nspire™


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Enviar para turma - Quando o


software TI-Nspireé Navigator™
ou o software Connect-to-Class™
estiver aberto e uma sessão da
turma estiver activa, envia os
documentos para a turma se
estiver a utilizar o software
TI-Nspireé Edição do Professor.

Exportar - Exporta um ficheiro


como um ficheiro Cabrié II Plus
.fig.

Imprimir - Imprime uma ou mais Windows®:


páginas do documento aberto. Ctrl + P
Macintosh®:
“+P

Definições 8 Utilize para alterar


definições dos idiomas,
documento, painel
TI-SmartView™ ou painel do
teclado.

Propriedades dos documentos 8


Utilize esta opção do software
TI-Nspireé Edição do Professor
para editar as informações dos
direitos de autor e tornar os
documentos só de leitura.

Ver informações dos direitos de


autor - Mostra as informações dos
direitos de autor para o
documento activo.

Documentos recentes 8 Lista os


10 documentos activos mais
recentemente.

Sair - Fecha todas as aplicações Alt + F4


com um pedido para guardar o
documento actual.

Como começar com o software TI-Nspire™ 111


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Editar

Anular - Cancela a acção mais Windows®:


recente e mostra a área de Ctrl + Z
trabalho como estava antes da Macintosh®:
acção. “+Z

Repetir - Repete a acção anulada Windows®:


pelo comando Anular. A opção Ctrl + Y
Repetir só está disponível depois Macintosh®:
de efectuar um comando Anular. “+Y

Cortar - Retira o texto ou os Windows®:


objectos seleccionados. Ctrl + X
Macintosh®:
“+X

Copiar - Copia as informações Windows®:


seleccionadas. Ctrl + C
Macintosh®:
“+C

Colar - Introduz o conteúdo Windows®:


cortado ou copiado num local Ctrl + V
seleccionado. Macintosh®:
“+V

Renomear - Permite renomear o F2


ficheiro seleccionado.

Eliminar - Elimina os objectos Tecla Eliminar


seleccionados, texto, aplicações,
páginas ou problemas.

Esquema da página 8

Seleccionar esquema 8
Seleccione um dos oito
esquemas de página.

112 Como começar com o software TI-Nspire™


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Seleccionar aplicação- O Windows®:


limite é realçado para indicar Ctrl + K
que a aplicação está Macintosh®:
seleccionada “+K

Trocar aplicação - Troca o


local da aplicação
seleccionada com a aplicação
actual.

Eliminar aplicação - Elimina a


aplicação actual.

Eliminar página - Elimina a


página actual.

Agrupar - Adiciona a página Windows®:


seguinte à página actual num Ctrl + 4
esquema dividido. Macintosh®:
“+4

Desagrupar - Separa todas as Windows®:


aplicações da página actual Ctrl + 6
em páginas individuais. Macintosh®:
“+6

Cor 8 Permite aplicar cor a uma


linha, texto ou à área de um
objecto.
Nota: Quando utilizar os ícones
da barra de ferramentas, aparece
uma paleta. Clique para
seleccionar uma cor.

Cor de enchimento 8
Seleccione numa lista
pendente de cores para aplicar
ao objecto actual.

Cor da linha 8 Seleccione


numa lista pendente de cores
para aplicar à linha actual.

Como começar com o software TI-Nspire™ 113


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Cor do texto 8 Seleccione


numa lista pendente de cores
para aplicar ao texto
seleccionado.

Ver

Computador - Mostra o
documento no modo
Computador.

Unidade portátil - Mostra o


documento na vista Unidade
portátil.

Dimensionamento 8 Se estiver
na vista Unidade portátil, utilize
Dimensionamento para ampliar o
documento. Seleccione entre
100%, 150% ou 200%.

Página anterior - Vai para a Windows®:


página anterior de um Ctrl + Esquerda
documento. Macintosh®:
“ + Esquerda

Página seguinte - Vai para a Windows®:


página seguinte de um Ctrl + Direita
documento. Macintosh®:
“ + Direita

Inserir

Introduz um problema, uma


página ou uma aplicação na
página actual.

Problema - Adiciona um
problema novo ao documento
actual.

114 Como começar com o software TI-Nspire™


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Página - Adiciona uma página Windows®:


nova ao problema actual. Ctrl + I
Macintosh®:
“+I

Calculadora - Adiciona esta


aplicação à página seleccionada.

Gráficos - Adiciona esta aplicação


à página seleccionada.

Geometria - Adiciona esta


aplicação à página seleccionada.

Listas e Folha de cálculo -


Adiciona esta aplicação à página
seleccionada.

Dados e Estatística - Adiciona


esta aplicação à página
seleccionada.

Notas - Adiciona esta aplicação à


página seleccionada.

Pergunta 8 - Cria vários tipos de


perguntas para adicionar à
página seleccionada.
Nota: Esta aplicação só está
disponível no software TI-Nspireé
Edição do Professor.

Editor de programas 8 - Utilize o


Editor de programas para criar,
ver, abrir ou importar um
programa.

Como começar com o software TI-Nspire™ 115


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Recolha de dados - Recolhe Windows®:


dados experimentais de um Ctrl + D
sensor e apresenta-os Macintosh®:
automaticamente numa lista ou “+D
num gráfico para análise.

Ferramentas

Variáveis - Liga uma variável a Windows®:


outra página no problema actual. Ctrl + L
Pode encontrar mais informações Macintosh®:
sobre as variáveis em Utilizar “+L
Variáveis.

Fazer captura de ecrãs 8 - Faz Windows®:


captura de ecrãs da área de Ctrl + J
trabalho da aplicação actual. Macintosh®:
“+J

Ver ecrãs... - Mostra a captura de


ecrã da área de trabalho da
aplicação actual.

Actualizar bibliotecas - Actualiza


a lista de bibliotecas guardadas e
aquelas cujos documentos das
bibliotecas foram guardados.

Instalar SO da unidade portátil -


Instala um sistema operativo na
unidade portátil seleccionada.

Janela

Reiniciar esquema do espaço de


trabalho - Devolve o espaço de
trabalho para o esquema original.

Fechar painéis / Restaurar Ctrl + Alt + H


painéis - Alterna para mostrar ou Macintosh®:
esconder todos os painéis. “ + Alt + H

116 Como começar com o software TI-Nspire™


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Gestor de páginas - Mostra o Ctrl + Alt + P


painel Gestor de páginas. Macintosh®:
“ + Alt + P

Painel TI-SmartView™ / Teclado Ctrl + Alt + E


Mostra o painel TI-SmartView™ Macintosh®:
(no Software TI-Nspireé Edição “ + Alt + E
do Professor) ou painel do
teclado.

EXplorador de conteúdo - Ctrl + Alt + F


Mostra o painel Explorador de Macintosh®:
conteúdos. “ + Alt + F

Utilitários - Mostra o painel Ctrl + Alt + U


Utilitários, incluindo modelos Macintosh®:
matemáticos, paleta de símbolos, “ + Alt + U
Catálogo A-Z, operadores
matemáticos, conversões e
bibliotecas.
Nota: Encontra mais informações
sobre a utilização destes
utilitários na documentação da
aplicação.

Ajuda - Mostra o painel Ajuda Ctrl + Alt + R


para ver as Sugestões ou a Ajuda. Macintosh®:
“ + Alt + R

Mostrar documentos em
mosaicos / Mostrar documentos
em separadores - Altera a vista
do documento entre mostrar em
mosaicos ou em separadores.
Inclui a lista seguinte de
documentos abertos.

Ajuda

Ajuda do TI-Nspire™ - Fornece F1


informações de ajuda para este
software.

Como começar com o software TI-Nspire™ 117


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Activar... cópia de demonstração


do software. Esta função só está
disponível apenas se utilizar uma
versão de demonstração do
software.
— OU —
Gerir subscrição - Renove a
licença ou altere as definições do
lembrete, se o software já estiver
activado.

Registar - Quando estiver ligado


à Internet, abre-se uma página
onde pode efectuar o registo do
produto.

Transferir manual do utilizador


mais recente - Quando estiver
ligado à Internet, abre-se uma
página em que pode transferir os
manuais do utilizador dos
produtos mais recentes.

Visitar education.ti.com -
Quando estiver ligado à Internet,
abre-se o site da Texas
Instruments Education
Technology.

Visitar Activities Exchange -


Quando estiver ligado à Internet,
abre-se o sítio Activities
Exchange.

Explorar resolução de
problemas online - Quando
estiver ligada à Internet, abre o
sítio de resolução de problemas
online.

118 Como começar com o software TI-Nspire™


ícone da Opção do menu e o que pode Atalho do
barra de fazer teclado
ferramentas

Procurar actualizações do
software - Localiza as
actualizações do software. As
actualizações do sistema
operativo da unidade portátil só
estão disponíveis no software
Connect-to-Class™ e no software
TI-Nspire™ Computer Link™.

Procurar actualização do
sistema operativo da unidade
portátil - Esta opção está activa
quando seleccionar uma unidade
portátil.

Acerca de - Mostra as
informações do produto
TI-Nspire™.

Ecrã de Boas-vindas - Abre o ecrã


de Boas-vindas, que fornece
hiperligações rápidas ao
conteúdo.

Escolher definições
Pode alterar as definições utilizadas pelo sistema, incluindo idioma,
definições gerais e de Gráficos e Geometria, e as opções do TI-
SmartView™.
Nota: Pode também alterar as definições gerais e de Gráficos e
Geometria através do emulador TI-SmartView™ ou do teclado, com o
procedimento descrito na documentação da unidade portátil. No
entanto, não pode alterar as definições da Configuração da unidade
portátil.

Alterar idioma
1. Seleccione Ficheiro > Definições > Alterar idioma.
Aparece a caixa de diálogo Seleccionar idioma.

Como começar com o software TI-Nspire™ 119


2. Utilize o menu pendente para seleccionar o idioma pretendido.
3. Reinicie a aplicação para activar as alterações do idioma
Nota: Se seleccionar Chinês simplificado ou Chinês tradicional como o
idioma do software TI-Nspire™, deve ver os caracteres chineses nos
menus e nas caixas de diálogo. Se o computador utilizar o sistema
operativo Windows® XP e não vir os caracteres chineses, pode ser
necessário instalar o pacote Windows® XP East Asian Language Support.

Alterar definições do documento


Pode alterar as definições do documento para um conjunto específico de
problemas. As definições do documento aplicam-se ao documento em
que está a trabalhar, e podem também ser aplicadas como as
predefinições do sistema. Quando personalizar estas definições, as novas
opções tornam-se nas predefinições do trabalho.
Na tabela seguinte encontra listadas as definições do documento e os
valores seleccionáveis.

Campo Valores

Ver dígitos Flutuante


Flutuante1 - Flutuante12
Fixo0 - Fixo12

Ângulo Radiano
Grau
Grado

Formato exponencial Normal


Científica
Engenharia

Real ou Formato completo Real


Rectangular
Polar

Auto ou Aproximado Automático


CAS: Exacto
Aproximado

120 Como começar com o software TI-Nspire™


Campo Valores

Formato vectorial Rectangular


Cilíndrica
Esférico

Base Decimal
Hexadecimal
Binário

Sistema de unidades SI
Eng/EUA

1. Seleccione Ficheiro > Definições > Definições do documento >


Geral.

2. Utilize os menus pendentes para ver e seleccionar a opção pretendida


para cada categoria.
3. Quando tiver alterado as definições de acordo com as suas
necessidades, clique em OK para guardar as alterações e fechar a
janela.
- OU -
Para aplicar esta alteração ao documento actual e torná-la na
predefinição para todos os documentos, clique em Marcar como
predefinição.
Aparece um pedido, pedindo-lhe para confirmar se isto é que
pretende fazer.
Clique em OK para aplicar ou em Cancelar para abandonar.
Nota: Deve ter um documento aberto para aceder às definições.

Como começar com o software TI-Nspire™ 121


Reiniciar as definições do documento para as predefinições
Para apagar qualquer alteração efectuada nas definições do documento:
1. Clique em Ficheiro > Definições > Definições do documento.
Aparece a caixa de diálogo Definições do documento.
2. Clique em Restaurar. A caixa de diálogo "Restaurar" aparece,
permitindo continuar ou cancelar.
3. Clique em OK para restaurar as predefinições ou em Cancelar para
deixar as definições como estão.

Alterar definições de Gráficos e Geometria


As alterações efectuadas nas definições de Gráficos e Geometria aplicam-
se às aplicações em problemas abertos e em novos problemas
subsequentes.
As definições da aplicação mudam como a aplicação opera em cada
página ou problema. Quando personalizar as definições da aplicação, as
selecções tornam-se nas predefinições para o trabalho na aplicação.
A tabela seguinte enumera as definições da aplicação Gráficos e
Geometria com os valores seleccionáveis e as descrições de
funcionamento das caixas de verificação activadas.

Campo Valores

Ver dígitos Automático


Flutuante
Flutuante1 - Flutuante12
Fixo0 - Fixo12

Ângulo do gráfico Automático


Radiano
Grau
Grado

Ângulo em geometria Automático


Radiano
Grau
Grado

Caixa de verificação Operação quando seleccionada

122 Como começar com o software TI-Nspire™


Campo Valores

Mostrar valores dos extremos Apresenta uma etiqueta numérica


dos eixos com os valores menores e maiores
visíveis num eixo.

Esconder automaticamente As etiquetas do gráfico só aparecem


etiquetas dos gráficos quando passar com o rato,
seleccionar ou capturar um gráfico.

Mostrar sugestões para Mostra informações úteis à medida


manipulação de funções que manipula os gráficos das
funções.

Localizar pontos de interesse Mostra zeros, mínimo e máximo


automaticamente para os objectos e as funções
representados graficamente
enquanto traça os gráficos das
funções.

Para alterar as definições de Gráficos e Geometria:


1. Seleccione Ficheiro > Definições > Gráficos e Geometria.
Aparece a janela Definições do documento.
2. Clique em Gráficos e Geometria no painel esquerdo.
A janela Definições das aplicações apresenta as predefinições para
Gráficos e Geometria.

3. Efectue as alterações pretendidas. Para aplicar estas alterações ao


documento actual e torná-las na predefinição para todos os
documentos, clique em Marcar como predefinição.
- OU -

Como começar com o software TI-Nspire™ 123


4. Para aplicar esta alteração apenas ao documento actual, clique em OK
para guardar as alterações.
f Para restaurar as predefinições, clique em Restaurar e, em seguida,
em OK.

Alterar as definições do TI-SmartView™


Nota: Esta opção só está disponível no software TI-Nspireé Edição do
Professor.
Pode utilizar esta opção para alterar os seguintes aspectos:
• A pasta de raiz para Os meus documentos
• Clickpad ou Touchpad
• Opções de vista
• Seleccionar a vista actual para estar sempre na frente
Nota: Sempre na frente só está disponível apenas com a vista Unidade
portátil.
Para alterar as definições do TI-SmartView™:
1. Seleccione Ficheiro > Definições > Definições do documento >
Opções do TI-SmartView .

2. Efectue as alterações pretendidas.


3. Clique em OK para aplicar as alterações ou em Cancelar para
abandonar.
Nota: Certifique-se de que coloca a pasta A minha biblioteca (bibliotecas)
no destino definido aqui.

124 Como começar com o software TI-Nspire™


Utilizar as ferramentas TI-Nspire™
Compreender as variáveis
As variáveis podem ser qualquer parte ou atributo de um objecto ou
função criada numa aplicação. Exemplos de atributos que se podem
tornar variáveis são a área de um rectângulo, o raio de uma
circunferência, o valor contido numa célula da folha de cálculo ou o
conteúdo de uma linha ou coluna, ou uma expressão da função.
Consulte Utilizar variáveis para obter mais informações.

Fazer e ver as capturas de ecrãs


Para fazer uma captura de ecrã ou
fotografia, clique em
Ferramentas > Fazer captura de ecrã,
no ícone da barra de ferramentas de
Captura de ecrã ou em Ctrl + J
(Macintosh®: “ + J). A captura de ecrã
mostra a vista activa.
• Pode copiar uma imagem para a área de transferência ou guardá-la
como um ficheiro de imagem. Pode colar as imagens do TI-Nspire™
directamente em qualquer outra aplicação.
• Se fizer várias capturas de ecrãs, pode ver e utilizar qualquer uma
destas imagens. O limite das capturas de ecrãs depende do tamanho
de cada uma. Recebe um aviso quando tiver atingido este limite.
Depois de atingir o limite, tem de eliminar algumas capturas de ecrãs
ou guardar as imagens primeiro e, em seguida, eliminar as capturas
de ecrãs do menu activo.
Nota: As imagens da vista Computador utilizam mais memória.
• Se quiser guardar as imagens para utilização futura, certifique-se de
que as guarda antes de terminar uma sessão do TI-Nspire™. As
imagens não guardadas são rejeitadas quando terminar a sessão.
• Não pode colar ou introduzir imagens num documento do
TI-Nspire™.

Actualizar bibliotecas
Utilize este comando para actualizar a lista de bibliotecas guardadas e
aquelas cujos documentos da biblioteca foram guardados.Instalar o
sistema operativo da unidade portátil
Utilize este comando para instalar uma actualização do sistema operativo
numa unidade portátil seleccionada e ligada.

Como começar com o software TI-Nspire™ 125


Barra de Opção do menu e o que pode Atalho do
ferramentas fazer teclado
ícone

Ficheiro

Guardar ecrãs seleccionados - Windows®:


Guarda o ecrã no formato gráfico Ctrl + S
seleccionado (.gif, .jpg ou .tif). Macintosh®:
Utilize o gráfico guardado como “+S
faria com qualquer outro ficheiro
de imagem na aplicação de destino.

Guardar todos os ecrãs - Guarda


as capturas de ecrãs efectuadas em
ficheiros gráficos separados numa
pasta a que atribui nome.

Fechar - Fecha o documento. Windows®:


Ctrl + W
Macintosh®:
“+N

Editar

Copiar - Seleccione a imagem que Windows®:


pretende copiar e clique neste Ctrl + C
ícone. Vá para a aplicação para Macintosh®:
onde quer copiar a captura de ecrã “+C
e seleccione Colar.

Eliminar - Elimina os objectos Tecla Eliminar


seleccionados, texto, aplicações,
páginas ou problemas.

Seleccionar tudo - Seleccione Ctrl + A


todos os itens. Macintosh®:
“+A

Remover (Adicionar) limite -


Clique para activar ou desactivar o
limite da imagem seleccionada.

Ver

126 Como começar com o software TI-Nspire™


Barra de Opção do menu e o que pode Atalho do
ferramentas fazer teclado
ícone

Vista Miniatura - Clique para ver


vários ecrãs em simultâneo.

Vista Ecrã individual - Clique para


ver um dos vários ecrãs numa vista
mais larga.

Anterior - Veja as capturas de ecrãs Seta esquerda


anteriores, especialmente útil
quando utilizar a vista Ecrã
individual. Os números mostram o
ecrã actualmente na vista.

Seguinte - Desloque-se para a Seta direita


frente através das captura de ecrãs.
Os números mostram o ecrã
actualmente na vista.

Aumentar zoom - Veja a captura Ctrl + Plus


de ecrã mais larga. Macintosh®:
“ + Plus

Reduzir zoom - Veja a captura de Ctrl + Menos


ecrã mais pequena.

Actualizar o software do computador


No menu Ajuda, pode efectuar as tarefas e obter informações úteis para
o ajudar a utilizar o produto de uma forma mais produtiva. Pode:
• Registar ou activar o produto.
• Transferir os manuais do utilizador mais recentes.
– Localizar informações de forma mais rápida e simples.
– Aprender a efectuar as tarefas novas de forma mais simples e
eficiente.
• Visitar sítios de conhecimento na Internet para melhorar a eficiência
com o produto. Nestes sítios, pode encontrar informações sobre como

Como começar com o software TI-Nspire™ 127


utilizar produtos da TI, assim como lições, jogos e outras actividades
educacionais partilhadas pelos educadores.
Nota: As actividades podem variar, dependendo do idioma
geográfico.
• Procurar actualizações do software e do sistema operativo da unidade
portátil.
• Encontrar informações sobre a versão actual do software.
Nota: À parte de ver a versão actual do software, tem de estar ligado à
Internet para efectuar qualquer uma destas tarefas. Não é necessário
estar ligado à Internet para ver a versão actual do software conforme
mostrado no comando Acerca de.

Registar o produto e aceder às informações do TI-Nspire™


1. Inicie o software do computador. Certifique-se de que está ligado à
Internet.
2. Clique em Ajuda.
O menu Ajuda abre-se, a partir do qual pode registar o produto,
transferir manuais do utilizador, visitar sítios de conhecimento,
actualizar o software ou verificar a versão actual do software.
3. Seleccione a tarefa pretendida.
O browser da Internet abre-se, abrindo uma ligação para efectuar a
tarefa.
Transferir actualizações de software automaticamente
Eis algumas notas importantes sobre a actualização do software:
• Se estiver ligado à Internet e tiver a notificação automática activada,
o sistema notifica qualquer actualização do software TI-Nspire™
quando abrir o software do computador. Pode também procurar
actualizações manualmente.
• A verificação automática ocorre sempre que abrir o software.
• Se o sistema estiver actualizado, não receberá nenhuma notificação.
• Pode desligar esta funcionalidade se não quiser receber notificações
automaticamente.
Depois de procurar uma actualização do sistema operativo, o sistema
apresenta a seguinte caixa de diálogo se uma versão mais recente estiver
disponível:

128 Como começar com o software TI-Nspire™


Para instalar a actualização do software e gerir as notificações de
actualização:
1. Certifique-se de que está ligado à Internet.
2. Para desligar as notificações automáticas, desseleccione “Procurar
actualizações automaticamente.“
3. Clique em “Actualizar“ para guardar as definições e iniciar a
transferência..
Aparece uma caixa de mensagem de progresso para mostrar o
progresso da transferência.
Nota: Se receber um erro de ligação, verifique a ligação à Internet e
tente novamente.
Transferir actualizações do software manualmente
Para procurar actualizações do software:
1. Certifique-se de que está ligado à Internet.
2. Abra o software TI-Nspire™.
3. Clique em Ajuda > Procurar actualizações de software.

Como começar com o software TI-Nspire™ 129


O software procura actualizações. Se o software estiver actualizado,
aparece a caixa de diálogo seguinte.

4. Clique em OK para fechar a caixa.


5. Se estiver disponível uma nova versão, aparece uma caixa de diálogo
a indicar este facto.
6. Clique em Actualizar para iniciar a transferência ou em Cancelar para
abandonar a actualização.
Aparece uma caixa de mensagem de progresso para mostrar o
progresso da transferência.
Nota: Se receber um erro de ligação, verifique a ligação à Internet e
tente novamente.

130 Como começar com o software TI-Nspire™


Trabalhar com documentos no software
TI-Nspire™
Esta secção descreve como trabalhar com os documentos com o espaço
de trabalho Documentos. O que é descrito aqui é verdadeiro
independentemente do tipo de software TI-Nspire™ utilizado.
Todos os trabalhos criados e guardados com o software do computador
são guardados como um documento. Um documento é composto por um
ou mais problemas. Cada problema contém uma ou mais páginas. Uma
página individual aparece na área de trabalho do ecrã. Todo o trabalho é
feito nas aplicações dentro de páginas.
Nota: Um documento TI-Nspire™ pode conter até 30 problemas e cada
problema pode conter um máximo de 50 páginas.

Criar um novo documento


Quando abrir o software do computador pela primeira vez, um
documento vazio com um problema aparece automaticamente. Aparece
uma página em branco na área de trabalho do computador. Pode
adicionar aplicações e conteúdo a esta página para criar um documento.
Pode criar um novo documento a qualquer momento com os seguintes
passos.

f Seleccione Ficheiro > Novo ou clique em .


O novo documento aparece na área de trabalho e mostra uma página
em branco. Os novos documentos abrem-se na vista actual. Para
alterar a vista, utilize o menu Ver.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 131


Guardar documentos
Para guardar um novo documento:

1. Seleccione Ficheiro > Guardar documento ou prima .


2. Seleccione (ou crie) uma pasta para guardar o documento.

3. Escreva um nome para o documento novo.


4. Clique em Guardar para guardar o documento.

132 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Os documentos são guardados com a extensão .tns.
Nota: Quando guardar um ficheiro, o software procura primeiro na
mesma pasta da próxima vez que abrir um ficheiro.

Guardar um documento com um nome novo


Pode guardar um documento numa pasta nova e/ou com um nome novo.
Para fazer isto:
1. Seleccione Ficheiro > Guardar como... .
Aparece a caixa de diálogo Guardar como.... Seleccione (ou crie) uma
pasta para guardar o documento.
2. Escreva um nome novo para o documento.
3. Clique em Guardar para guardar o documento com um novo nome.

Abrir um ficheiro
Existem várias formas para abrir um ficheiro suportado:
1. Clique em Ficheiro > Abrir, Janela > Explorador de conteúdos ou no
separador do painel Explorador de conteúdos.
2. Utilize o browser de ficheiros para localizar o ficheiro pretendido.
f Para seleccionar um dos 10 documentos mais recentes, clique em
Ficheiro > Documentos recentes e seleccione na lista pendente.

Ligar e guardar numa unidade portátil


Pode ligar uma unidade portátil ao computador e guardar os
documentos abertos na unidade portátil.

Seleccionar uma unidade portátil


Se utilizar um cabo USB standard para ligar uma unidade portátil ao
computador enquanto utiliza o espaço de trabalho Documentos, o
software TI-Nspire™ selecciona automaticamente esta unidade portátil.
Quando tiver mais do que uma unidade portátil ligada, efectue os
seguintes procedimento para aceder à unidade portátil com o software
TI-Nspire™.
1. Certifique-se de que a unidade portátil pretendida está activada e
ligada ao computador com um cabo USB.
Seleccione uma unidade portátil ligada disponível em Unidades
portáteis ligadas no painel Explorador de conteúdos. Deve ver a ID do
produto para a unidade portátil apresentada com quaisquer outras
unidades portáteis ligadas.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 133


2. Clique em Ficheiro > Seleccionar unidade portátil. No menu
expandido, faça duplo clique na unidade portátil pretendida.

Abrir e guardar documentos da unidade portátil no


software
Pode abrir documentos de uma unidade portátil directamente no
software. Pode trabalhar com os documentos e guardá-los com os
comandos comuns de guardar.
Para abrir um documento na unidade portátil, efectue um dos seguintes
procedimentos:
f No Explorador de conteúdos, seleccione o documento no painel do
browser Unidades portáteis ligadas.
— OU —
f Clique com o botão direito do rato, seleccione Abrir, vá para o
documento e clique em OK.
Para guardar um documento da unidade portátil editado no software,
efectue um dos seguintes procedimentos:
f Escreva Ctrl + S (Macintosh®: “ + S).
— OU —
f Clique em Ficheiro > Guardar documento.

Guardar documentos de outra origem numa unidade


portátil
Pode guardar qualquer documento aberto na unidade portátil, com
origem no computador, dispositivo externo ou noutra unidade portátil.
Para guardar um documento numa unidade portátil, efectue um dos
seguintes procedimentos:
1. Clique em Ficheiro > Guardar na unidade portátil.
Aparece a caixa de diálogo Guardar na unidade portátil.
2. Utilize o browser de ficheiros para ir para o local em que pretende
guardar o documento.
3. Clique em Guardar para guardar o ficheiro ou em Cancelar para não
guardar.
Se escolher o nome de um ficheiro existente, aparece uma caixa de
diálogo a perguntar se quer substituir o ficheiro.
f Para substituir o ficheiro, clique em Substituir. Para não guardar,
clique em Cancelar.
4. Uma caixa de diálogo mostra que o ficheiro está a ser guardado.

134 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Nota: Quando guardar um documento na unidade portátil, o documento
principal só está activo na unidade portátil até guardar o documento
noutro local. Qualquer ficheiro guardado numa unidade portátil é
guardado como um ficheiro .tns.

Mover ficheiros e pastas com o Explorador de


conteúdos
O Explorador de conteúdos é um painel do browser de ficheiros que
mostra os ficheiros no computador e em qualquer unidade portátil
ligada. Utilize o Explorador de conteúdos para efectuar os seguintes
procedimentos:
• Transferir ficheiros e pastas entre o computador e qualquer unidade
portátil ligada.
• Copiar e colar ficheiros, conjuntos de lições e pastas.
Nota: Consulte também a documentação disponível para a estação de
ancoragem TI-Nspire™.

Å
À
Á

Â
Æ
Ã

À Browser de ficheiros do computador - Contém ficheiros e pastas do


computador.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 135


Á Pasta actual de nível superior - Mostra a pasta actual utilizada.
Clique na seta para ir para a pasta pretendida. A pasta predefinida é
Os meus documentos.
 Pastas - Faça duplo clique no ícone da pasta para ver os ficheiros
numa pasta.
à Filcheiros - Ficheiros na pasta de nível superior.
Ä Browser de ficheiros da unidade portátil - Esta secção do painel
contém ficheiros e pastas da unidade portátil.
Å Ícones Flutuante, Pino e Fechar - Ajuda a manipular o painel
Æ Setas duplas de abrir/fechar - Clique aqui para abrir ou fechar o
browser de ficheiros do Computador ou da Unidade portátil.
Pode seleccionar ficheiros e pastas no painel do browser de ficheiros
Explorador de conteúdos e arraste e largue-os noutro local do ficheiro.

Compreender que ficheiros e pastas pode transferir


• Pode utilizar o painel do browser de ficheiros para transferir os
seguintes tipos de ficheiros:

– .tns – .edc – .fig


– .tnc – .tno – .tilb

• As pastas de ficheiros que pode transferir podem ser limitadas


consoante a versão do software da unidade portátil e a estrutura de
pastas, como, por exemplo, o número de níveis que existem na pasta.
• Se mover as pastas de ficheiros com ficheiros não suportados, os
ficheiros suportados são transferidos e os ficheiros não suportados
são ignorados.
• Todos os ficheiros num conjunto de lições aparecem no Explorador de
conteúdos.

Copiar ficheiros e pastas suportados


Para copiar os ficheiros e as pastas suportados, efectue os seguintes
procedimentos:
1. Clique sem soltar no ficheiro que pretende copiar. Para seleccionar
vários ficheiros, utilize Ctrl + Click (Macintosh®: “ + Click).
2. Arraste os ficheiros para o destino pretendido e liberte o rato.
3. Se existir um ou mais ficheiros no destino com os mesmos nomes, é-
lhe perguntado se quer substituir os ficheiros.

136 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


4. Clique em Sim para substituir o ficheiro apresentado, Sim para todos
para substituir todos os ficheiros ou Não para parar.
5. Quando estiver no processo de cópia de um grupo de ficheiros, clique
em Cancelar para cancelar a operação. Apenas os ficheiros não
transferidos para o destino serão cancelados. Os outros ficheiros já
foram transferidos.
Nota: Se copiar para uma unidade portátil ligada, apenas são
copiados os documentos .tns suportados.
Criar novas pastas
1. Em Computador ou Unidades portáteis ligadas, clique no ícone do
menu Contexto e seleccione Nova pasta.
2. Escreva um nome para a pasta e prima Enter.
Eliminar documentos
As eliminações de ficheiros das unidades portáteis são permanentes e
não podem ser anuladas, por conseguinte, certifique-se de que pretende
eliminar o ficheiro seleccionado. As eliminações de ficheiros do
computador são enviadas para a Reciclagem, por conseguinte, pode
recuperá-los se não tiver esvaziado a Reciclagem.
1. Seleccione o documento que pretende eliminar.
2. Clique em Editar > Eliminar ou prima a tecla Delete.
Aparece uma caixa de diálogo para confirmar que quer eliminar o
ficheiro.
3. Seleccione Sim.
O documento é eliminado.

Trabalhar com vários documentos


Quando abrir vários documentos, pode utilizar diferentes opções para os
ver:
• Em separadores
• Em mosaico
Nota: Para ir de um documento para outro, certifique-se de que o espaço
de trabalho está focada e clique no documento (ou no separador de
documentos).

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 137


Utilizar a vista em separadores
Nesta vista, todos os documentos são representados como separadores
na parte inferior da área de trabalho. O nome do documento aparece no
separador. Só está activo um documento de cada vez e apenas este
documento é afectado pelos comandos dos menus ou das ferramentas.
f Para abrir a vista em separadores, clique em Janela > Documentos
em separadores.
Só está activo um documento. Aparece um separador para cada um
dos outros documentos abertos.
Nota: Se não vir "Documentos em separadores", já está na vista
Separador.
Para alternar entre documentos, efectue um dos seguintes
procedimentos:
f Clique no separador para o documento pretendido.
f Pode também clicar no ícone Mostrar lista (abaixo) no canto inferior
do documento para ver os documentos visíveis. Isto é útil quando
tiver muitos documentos abertos e os nomes dos documentos dos
separadores puderem estar truncados.
Utilize as setas direita e esquerda (abaixo) para percorrer a lista de
documentos.
Nota: Estas setas só estão activas quando existirem demasiados
documentos para ajustar na janela.

Utilizar a vista em mosaico


f Para abrir a vista em mosaico, clique em Janela > Documentos em
mosaico.
Os documentos serão organizados numa grelha, com o nome do
documento no cabeçalho do documento. Um documento está activo,
o que é indicado pela linha grossa à volta do documento.
f Para alternar entre os documentos, clique num documento ou na
área de definição.
Nota: Se não vir "Documentos em mosaico", já está nesta vista.

138 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Fechar documentos
f Para fechar um documento, clique em Ficheiro > Fechar ou clique no
ícone Fechar no separador de documentos na parte inferior do
documento.

Trabalhar com aplicações


Quando abrir um documento pela primeira vez, ou adicionar uma nova
página a um documento, pode clicar na página para ver o menu da
aplicação, e seleccionar uma aplicação para adicionar à página.
Esta ilustração é um exemplo de como uma aplicação aparece numa
página.

Á
À Barra da ferramenta Aplicação - Esta área contém as ferramentas
e os menus das ferramentas específicos para a aplicação activa na
página.
Á Contador de problemas/páginas - O primeiro valor representa o
número do problema da página activa, enquanto o segundo valor diz
o número da página do problema. Para o exemplo acima, o contador
lê 1.1, a primeira página do primeiro problema do documento.

Adicionar uma aplicação a uma página


Para adicionar uma aplicação a uma página:
1. Clique na área de trabalho para ver a lista de aplicações.
2. Clique para seleccionar a aplicação que pretende adicionar à página.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 139


Utilizar várias aplicações numa página
Pode utilizar até quatro aplicações em cada página. Este exemplo mostra
uma página com três aplicações.

Quando tiver várias aplicações numa página, aparece a barra de


ferramentas da aplicação utilizada. A utilização de várias aplicações
envolve dois passos:
• Alterar o esquema da página para acomodar várias aplicações
• Adicionar aplicações

140 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Pode adicionar várias aplicações a uma página mesmo se já tiver uma
aplicação activa na página.

Alterar o esquema da página para várias aplicações


Por predefinição, cada página contém espaço para adicionar uma
aplicação. Clique em Editar > Esquema da página > Seleccionar
esquema ou clique em para ver o menu Esquema da página.

1. Realce o esquema que pretende adicionar à página e clique para o


seleccionar.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 141


A página apresenta o novo esquema.
2. Seleccione uma aplicação para cada secção nova da página.

Trocar aplicações numa página


Para alterar a posição das aplicações numa página com várias aplicações,
pode fazê-lo, “trocando“ as posições de duas aplicações.
1. Clique em Editar > Esquema da página > Trocar aplicação.
Nota: A última aplicação activa em que trabalhou é seleccionada
automaticamente como a primeira aplicação a ser trocada.
2. Clique na segunda aplicação a trocar. Esta acção efectua a troca.
Nota: Quando existirem apenas duas áreas de trabalho, a aplicação
seleccionada troca automaticamente de posição com a outra
aplicação na área de trabalho.
Para cancelar uma troca, prima Esc.

Agrupar aplicações
Para agrupar até quatro páginas de aplicações numa página:
1. Seleccione a primeira página da série.
2. Seleccione Editar > Esquema da página > Agrupar.
A página seguinte é agrupada à primeira página. O esquema de
página ajusta-se automaticamente para mostrar todas as páginas do
grupo.
Para desagrupar as páginas:
1. Seleccione a página agrupada.
2. Seleccione Editar > Esquema da página > Desagrupar.
O material é separado em aplicações e páginas individuais.

Eliminar uma aplicação de uma página


1. Seleccione a aplicação que pretende eliminar.
2. Seleccione Editar> Esquema da página > Eliminar app.
A aplicação é eliminada.
Se quiser anular a eliminação, escreva Ctrl-Z (Macintosh®: “ + Z).

menu Contexto
O menu Contexto mostra as opções específicas para o objecto
seleccionado ou para a localização actual do cursor.

142 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Utilizar o menu Contexto
f Para aceder a um menu sensível ao contexto a partir de uma
aplicação, clique com o botão direito do rato na área de trabalho.

Trabalhar com problemas e páginas


Adicionar um problema a um documento
Um documento pode conter até 30 problemas. Para adicionar um novo
problema:
1. Seleccione Inserir > Problema ou clique no ícone da barra de

ferramentas e seleccione Problema.


Um novo problema com uma nova página é adicionado ao
documento.

Copiar, colar e eliminar problemas


Pode copiar e colar um problema de um local para outro no mesmo
documento ou num documento diferente. Pode também eliminar o
problema do documento.
Copiar e colar um problema
Para copiar e colar o problema:
1. Clique no separador Gestor de páginas, se o Gestor de páginas não
estiver visível.
2. Clique no problema para o seleccionar.
3. Prima Editar > Copiar ou Ctrl + C (Macintosh®: “ + C).
4. Vá para o local onde quer que o problema apareça.
5. Prima Editar > Colar ou Ctrl + V (Macintosh®: “ +V).
Um problema duplicado é colocado no novo local.
Eliminar um problema
Para eliminar um problema do documento:
1. Seleccione o problema.
2. Prima Editar > Eliminar ou Ctrl+X (Macintosh®: “ + X).
O problema é eliminado do documento.

Renomear um problema
Para renomear um problema:
1. Seleccione o nome do problema no painel Gestor de páginas.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 143


2. Clique com o botão direito do rato e seleccione Renomear.
A caixa do nome do problema é apagada.
3. Escreva o nome e clique em Enter.
O novo nome aparece a negrito para indicar que foi alterado.
Para anular, clique na tecla Anular ou clique em Editar > Anular.

Adicionar uma página a um problema


Cada problema pode conter até 50 páginas. Para adicionar uma página a
um problema:
f Seleccione Inserir > Página ou clique no ícone da barra de

ferramentas e seleccione Página.


Aparece uma nova página. Seleccione uma aplicação para adicionar à
página.

Seleccionar e mover páginas com o Gestor de páginas


O Gestor de páginas é a área do lado esquerdo do ecrã. Mostra vistas em
miniatura de todas as páginas do documento. Utilize o Gestor de páginas
para percorrer diferentes páginas do documento, mover e reorganizar
páginas.

Â
À Gestor de páginas - Mostra miniaturas de todas as páginas em
todos os problemas no documento actual. Utilize a barra de
deslocamento para ver as páginas fora do ecrã.
Á Página activa - Página realçada actualmente no Gestor de páginas e
activa na área de trabalho.
 Contador de problemas/páginas - Mostra o número do probelma e
o número da página.

144 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Seleccionar páginas
O Gestor de páginas indica a página activa na área de trabalho.
• Se estiver a trabalhar na área de trabalho, esta página é indicada no
Gestor de páginas por um limite preto forte.
• Se estiver a utilizar o Gestor de páginas, a página activa apresentada
na área de trabalho tem um limite azul no painel Gestor de páginas.
f Se clicar em qualquer página no Gestor de páginas, torna-a na página
activa e aparece na área de trabalho.
Reorganizar páginas
Utilize o Gestor de páginas para alterar a ordem das páginas num
problema.
1. Clique para seleccionar a vista em miniatura da página no Gestor de
páginas.
2. Prima sem soltar o botão do rato e arraste a página para a posição
pretendida e liberte-a na nova localização.

Eliminar páginas
Pode eliminar uma página inteira com as ferramentas de eliminação da
barra de ferramentas.
1. Seleccione a página que pretende eliminar.

2. Seleccione Editar > Eliminar ou clique no ícone Eliminar .

Utilizar os Utilitários nos documentos


Utilize o painel Utilitários para acesso rápido aos seguintes itens:
• Modelos matemáticos. Contém modelos matemáticos para criar
objectos bidimensionais, incluindo produto, soma, raiz quadrada e
integral.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 145


• Símbolos. Fornece uma paleta de símbolos para adicionar caracteres
especiais.

• Catálogo. Contém todos os comandos e funções por ordem


alfabética.

• Operadores matemáticos. Contém todas as funções matemáticas.

146 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


• CAS: Conversões de unidades. Fornece os valores para as unidades
de medição padrão.

• Bibliotecas. Mostra objectos da Biblioteca pública (BibPúb) definidos


nos documentos localizados na pasta A minha biblioteca.
Nota: Para mais informações sobre as bibliotecas, consulte a secção
Biblioteca da documentação.

f Para abrir qualquer item no painel Utilitários, clique no separador


Utilitários e, em seguida, clique no item pretendido.

Inserir itens a partir do painel Utilitários


1. Clique no separador do painel Utilitários.
2. Seleccione o cabeçalho que contém a função, o símbolo ou a
expressão que quer inserir no problema.
3. Clique no item ou arraste e largue-o na expressão. Pode também
seleccionar o item e prima ·.
A Ajuda, como, por exemplo, as informações de sintaxe ou uma breve
descrição do item seleccionado, aparece na parte inferior da maioria
das ferramentas.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 147


Utilizar os assistentes
f Para utilizar assistentes para aqueles itens que o suportam, como, por
exemplo, LinRegMx e OneVar, seleccione a caixa Utilizar assistente na
parte inferior do painel. Quando iniciar um comando ou uma função,
a caixa de diálogo pede ajuda para efectuar a tarefa.

Utilizar cores em documentos


Pode utilizar cores nas seguintes aplicações do computador:
• Dados e Estatística
• Gráfico
• Geometria
• Listas e Folha de Cálculo
Pode utilizar cor em áreas preenchidas de um objecto, linhas ou texto,
dependendo da aplicação utilizada e da selecção do item.
A cor só aparece quando apresentada no computador. Se abrir um
documento com cor numa unidade portátil, aparece sem cor. Os
documentos coloridos aparecem em tons de cinzento na vista Unidade
portátil e no painel de ferramentas do TI-SmartView™ .
Nota: Para mais informações sobre como utilizar a cor em objectos
específicos (como, por exemplo, uma área sombreada em Dados e
Estatística), consulte a documentação da aplicação.

Adicionar cor de uma lista


Para adicionar a cor a uma área de preenchimento, linha ou texto,
efectue os seguintes procedimentos:
1. Seleccione o item.
2. Clique em Editar > Cor e seleccione onde quer adicionar a cor
(preenchimento, linha ou texto).
3. Seleccione a cor da lista.

Adicionar cor de uma paleta


Para adicionar cor com a paleta, efectue os seguintes procedimentos:
1. Seleccione o objecto.
2. Clique no ícone da barra de ferramentas adequada.
3. Seleccione a cor da paleta.

148 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Nota: Se o ícone ou o item do menu que pretende utilizar não estiver
disponível (acinzentado) depois de seleccionar um item, a coloração não
é uma opção para a selecção efectuada.

Abrir ficheiros do LearningCheck™


O software TI-Nspire™ pode converter muitos tipos de perguntas criados
no LearningCheck™ Creator. Depois de abrir um ficheiro
LearningCheck™, o sistema converte os itens do LearningCheck™ para o
formato da aplicação Pergunta do TI-Nspire™ e guarda-os como um
documento TI-Nspire™.
Com alguns ficheiros LearningCheck™, pode ser necessário definir
determinadas características do ficheiro como faria quando guarda um
documento TI-Nspire™. Se o nome do ficheiro LearningCheck™ for
muito longo, por exemplo, o software pede para renomear o ficheiro.

Tipos de itens do LearningCheck™ que podem ser


convertidos
• Os itens de resposta aberta e escolha múltipla convertem-se para os
documentos de tipo Pergunta do TI-Nspire™ correspondentes.
• Os itens de preenchimento seguintes convertem-se na aplicação
Pergunta do TI-Nspire™ como descrito aqui:
– Os itens numéricos e de texto convertem-se no tipo de Resposta
aberta.
– Os itens pendentes convertem-se no tipo de Escolha múltipla.
• O sistema tenta converter a sintaxe matemática do LearningCheck™
para o formato TI-Nspire™. Certifique-se de que revê o texto depois
da conversão.
Se existir uma resposta correcta ou sugerida no item do LearningCheck™,
é convertida e guardada com a aplicação Pergunta.

Abrir itens do LearningCheck™


1. Para converter um ficheiro LearningCheck™, clique em Ficheiro >
Abrir documento.
Aparece a caixa de diálogo do browser de ficheiros.
2. Clique na caixa pendente Ficheiros de tipo para seleccionar o tipo do
ficheiro LearningCheck™.
3. Vá para a pasta onde está o ficheiro.
4. Seleccione o ficheiro e clique em Abrir.
O ficheiro é convertido para um documento TI-Nspire™.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 149


Informações importantes sobre a conversão de itens
• Alguns itens do LearningCheck™ não podem ser convertidos. Estes
ficheiros aparecem numa página Notas indicando que o item não foi
convertido:
– Itens de preenchimento no espaço vazio
– Ordenar os itens em sequência
– Escolha dos itens de imagens
• As imagens dos itens do LearningCheck™ não são convertidos. Nos
itens com imagem, uma página Notas informa que a imagem não foi
convertida.
• Os documentos TI-Nspire™ podem conter 30 problemas (secções),
com 50 páginas por problema. O software não abre ficheiros
LearningCheck™ maiores do que este.
• Num computador Macintosh®, se aparecer uma página Gráfico em
branco após a conversão do ficheiro .fig, seleccione Menu > Ver >
Vista Gráfico nessa página.

Imprimir documentos
Se o computador estiver ligado a uma impressora, pode imprimir o
conteúdo de um documento aberto.

1. Clique no ícone Impressora na barra de ferramentas para abrir a


caixa de diálogo Imprimir.
2. Assim que seleccionar os detalhes do trabalho de impressão, clique
em Imprimir.
A caixa de diálogo Imprimir permite controlar os seguintes itens do
trabalho de impressão:
• Impressora
• Imprimir:
– Ecrã visualizável — imprime tudo o que está visível no documento
activo
– Imprimir tudo — imprime todos os dados e páginas em todos os
documentos abertos, incluindo tudo o que não está visível no ecrã
• Formato do papel
• Intervalo de páginas do TI-Nspire™
• Número de cópias impressas até 100

150 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


• Esquema:
– Orientação (vertical ou horizontal)
– Número de páginas do TI-Nspire™ a imprimir em cada folha (1, 4
ou 8) (disponível apenas na opção Ecrã visualizável)
– Para permitir espaço na parte inferior de cada página impressa do
TI-Nspire™ para comentários (disponível apenas na opção Ecrã
visualizável)
• Margens (de 0,62 cm a 5 cm)
• Opção para incluir informações da documentação na impressão:
– Definições do problema e da página
– Cabeçalho (até duas linhas)
– Nome do documento no rodapé
• Capacidade de agrupamento das páginas por problema
• Pré-visualizar
Para restaurar as predefinições de Imprimir, clique em Reiniciar.

Utilizar a pré-visualização de impressão


Pode também pré-visualizar o documento a partir da caixa de diálogo
Imprimir.
f Com a caixa de verificação Ver pré-visualização seleccionada, utilize as
setas na parte superior do painel direito para ver as páginas na pré-
visualização.

Utilizar o painel Ajuda para obter mais


informações
O painel Ajuda, localizada na extremidade direita do ecrã, contém dois
recursos: Ajuda e Sugestões.
Nota: O painel Ajuda está ocultado ou minimizado por predefinição.
Para mais informações sobre ocultar, mostrar e suspender painéis,
consulte Ocultar e mostrar painéis e Painéis flutuantes e móveis em Como
começar.
f Para abrir o painel Ajuda, passe o apontador ou clique no separador
na extremidade direita do ecrã.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 151


À
Â
Ã

Å
Á

À Ajuda permite procurar informações detalhadas adicionais. Escreva


uma ou duas palavras-chave na caixa Procurar e os tópicos
relacionados são mostrados. Clique no cabeçalho para alternar entre
Ajuda e Sugestões.
Á Sugestões são sugestões rápidas sobre a tarefa ou aplicação que está
a efectuar actualmente.
Nota: Para acesso rápido às Sugestões enquanto estiver num
documento, prima Ctrl+Shift+? (Macintosh®: “ + Shift + ?). Aparece
uma caixa com sugestões rápidas relacionadas com a tarefa actual.

 Clique nas setas duplas para fechar ou abrir o conteúdo.

à Estas ferramentas permitem efectuar o seguinte nos Tópicos da ajuda:

Ferramenta Função
Procurar tópicos no documento actual.

Mostrar ou ocultar o painel apresentado no


painel Procurar.
Nota: Quando clicar no botão Procurar, aparece
este painel. Após a procura, aparecem os
resultados. Clique no tópico pretendido para abrir
essa secção do documento. Para ver o tópico,
clique neste botão.

152 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Ä Documentação da ajuda do software, apresentada por tópico.
Å Clique em qualquer uma destas opções de visualização para o painel
Ajuda. Experimente estas vistas para ver a que gosta mais.
– Vista Página individual não contínua
– Vista Página individual contínua
– Vista Página frontal não contínua
– Vista Página frontal contínua

Utilizar conjuntos de lições


Um conjunto de lições é uma colecção de ficheiros necessários para uma
lição. Os conjuntos de lições permitem distribuir facilmente lições pelas
unidades portáteis ligadas ou partilhar com outros professores que
utilizem o software TI-Nspire™ Edição do Professor.

Abrir os ficheiros do conjunto de lições


Quando receber um conjunto de lições, aparece no Conteúdo local. Para
abrir os ficheiros do conjunto de lições:
1. No espaço de trabalho Documentos, seleccione o painel do
Explorador de conteúdos.

2. Vá para o local do conjunto de lições.


3. Faça duplo clique no conjunto de lições. Pode também clicar uma vez
para ver uma lista de ficheiros pendente do lado direito do conjunto
de lições.
4. Abra o ficheiro pretendido.

Ver propriedades do documento e informações


dos direitos de autor
Ver informações dos direitos de autor
Se um professor adicionar informações dos direitos de autor a um
documento, pode ver essas informações.
f Para ver as informações dos direitos de autor, clique em Ficheiro >
Informações dos direitos de autor.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 153


Proteger um documento (tornar um documento só de
leitura)
Nota: Esta secção aplica-se apenas ao software da Edição do Professor.
Pode proteger os documentos para criar um documento "original" para
distribuição para os alunos ou para outra utilização. É solicitado a um
aluno que recebe um documento só de leitura e faz alterações para
guardar o documento como um ficheiro novo.
Para tornar um documento só de leitura, efectue os seguintes
procedimentos:
1. Abra o documento.
2. Clique em Ficheiro > Propriedades do documento.

3. Clique no separador Protecção.


4. Seleccione a caixa de verificação junto a Tornar este documento só
de leitura.
5. Clique em OK.

Adicionar informações dos direitos de autor a um


documento
Nota: Esta secção aplica-se apenas ao software da Edição do Professor.

154 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™


Pode adicionar as informações dos direitos de autor a documentos
criados ou aplicar as mesmas informações dos direitos de autor a todos os
documentos novos.
Para adicionar informações dos direitos de autor a um documento,
efectue os seguintes procedimentos:
1. Com o documento aberto, clique em Ficheiro > Ver informações dos
direitos de autor.

A caixa de diálogo Propriedades do documento aparece com o


separador Direitos de autor visível. Pode editar os seguintes campos:
• Autor
• Direitos de autor (Domínio público ou Direitos de autor).
Nota: Se seleccionar Domínio público, não pode introduzir um
ano ou um proprietário.
• Ano
• Proprietário
• Comentários
Para adicionar as informações fornecidas a todos os documentos
novos a partir deste ponto, seleccione Aplicar estes direitos de autor
a todos os documentos novos.
2. Edite os campos pretendidos com as informações correctas e clique
em OK.

Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™ 155


156 Trabalhar com documentos no software TI-Nspire™
Utilizar variáveis
As variáveis de um problema são partilhadas pelas aplicações da
tecnologia de aprendizagem de ciências e matemáticas do TI -Nspire™.
Por exemplo, pode criar uma variável na Calculadora e, em seguida,
utilizá-la ou modificá-la em Gráficos e Geometria ou Listas e Folha de
Cálculo no mesmo problema.
Excepção: As variáveis criadas com o comando Local num programa ou
função definida pelo utilizador não estão acessíveis fora desse programa
ou função.

Ligar valores nas páginas


A ligação de variáveis é uma ferramenta potente para construir e
explorar modelos matemáticos. Os valores e as funções criados ou
definidos numa aplicação podem interagir com outras aplicações para
partilha de dados. (A relação entre Gráficos e Geometria e Recolha de
dados é especial e é discutida no capítulo Recolha de dados.)
Existem algumas funcionalidades que deve ter em atenção quando
utilizar itens ligados:
• Os valores podem ser ligados entre aplicações numa página ou entre
diferentes páginas do mesmo problema.
• Como todas as aplicações estão ligadas aos mesmos dados actuais, se
a eliminar de qualquer aplicação, todas as referências aos dados são
perdidas.
• Se o valor ligado for alterado na aplicação original, a alteração é
reflectida em todas as utilizações ligadas.
Cada aplicação permite definir um valor ou uma função como uma
variável. A definição de uma variável é o primeiro passo da ligação de
valores.

Criar variáveis
As variáveis podem ser qualquer parte ou atributo de um objecto ou uma
função criado numa aplicação. Exemplos de atributos que se podem
tornar variáveis são a área de um rectângulo, o raio de uma
circunferência, o valor contido numa célula da folha de cálculo ou o
conteúdo de uma coluna ou linha, ou uma expressão da função. Quando
criar uma variável, é guardada na memória.

Utilizar variáveis 157


Tipos de variáveis
Pode guardar os seguintes tipos de dados como variáveis:

Tipo de dados Exemplos


Expressão

2.54 1.25 E 6 2 p xmin/10 2+3i (x N 2)2


Lista {2, 4, 6, 8} {1, 1, 2}

Matriz 1 23 Este pode ser introduzido como:


3 69
[1,2,3;3,6,9]

Cadeia de “Hello” “xmin/10” “A resposta é:”


caracteres
Função, programa myfunc(arg) elipse(x, y, r1, r2)
Medição área, perímetro, comprimento, declive, ângulo

Criar uma variável a partir de um valor da aplicação


Gráficos e Geometria
1. Clique para seleccionar o valor para guardar como uma variável.

2. Prima h:
As opções das Variáveis a considerar aparecem realçadas.

3. Prima ·. VAR := aparece antes do valor seleccionado.


Este é o nome predefinido da variável. Escreva VAR com o nome da
variável que pretende dar o valor.

4. Quando o nome da variável estiver escrito, prima ·.

158 Utilizar variáveis


O valor é guardado para esse nome da variável e o valor guardado ou
o nome aparece a negrito para indicar que é um valor guardado.

Nota: Pode também partilhar um valor do extremo do eixo de Gráficos e


Geometria com outras aplicações. Se for necessário, clique em Acções,
Mostrar/Esconder valores dos extremos dos eixos ver os valores dos
extremos nos eixos verticais e horizontais. Clique no número para um
valor do extremo para o realçar no campo de entrada. Nomeie a variável
e guarde-a para utilização com outras aplicações, utilizando algum dos
métodos descritos no Passo 2.

Criar uma variável a partir de um valor da célula da


aplicação Listas e Folha de Cálculo
Pode partilhar um valor da célula com outras aplicações. Quando definir
ou fizer referência a uma célula partilhada na aplicação Listas e Folha de
Cálculo, preceda o nome com um apóstrofo (‘).
1. Clique na célula que pretende partilhar.

2. Prima h.
Uma fórmula é inserida na célula com var como um marcador de
posição para o nome de uma variável.

3. Substitua as letras “ var ” por um nome para a variável e prima ·.


O valor está disponível como uma variável para outras aplicações no
mesmo problema.
Nota: Se já existir uma variável com o nome especificado no espaço do
problema actual, a aplicação Listas e Folha de Cálculo apresenta uma
mensagem de erro.

Guardar um valor numa variável


Este exemplo cria uma variável chamada num e guarda o resultado da
expressão 5+ 8 3 nessa variável.
1. Na linha de entrada da Calculadora, escreva a expressão 5+8^3.

2. Prima ¢ para expandir o cursor para a linha base.

Utilizar variáveis 159


3. Prima / h e escreva o nome da variável num.

Isto significa: Calcule 5+ 8 3 e guarde o resultado como uma variável


chamada num.

4. Prima ·.
A Calculadora cria a variável num e guarda o resultado.

Métodos alternativos para guardar uma variável


Como alternativas à utilização de & (guardar), pode utilizar “ := ” ou o
comando Define. Todas as instruções seguintes são equivalentes.

5+ 8 3 & num

num := 5+ 8 3

Define num =5+83

Verificar valor da variável


Pode verificar o valor de uma variável existente, introduzindo o nome na
linha de entrada da Calculadora.
f Na linha de entrada de Calculadora, escreva o nome da variável num e
prima ·.
O valor guardado mais recentementenum aparece como o resultado.

Regras para atribuir nomes às variáveis


Os nomes das variáveis e das funções criados têm de satisfazer as
seguintes regras de atribuição de nomes.

160 Utilizar variáveis


Nota: Na eventualidade de criar uma variável com o mesmo nome de
uma variável utilizada para análise estatística ou pelo Modo Financeiro,
pode ocorrer uma condição de erro. Se começar a introduzir o nome de
uma variável que já esteja a ser utilizada no problema actual, o software
mostra a a entrada a negrito para que saiba.
• Os nomes das variáveis têm de ter um dos formatos, xxx ou xxx.yyy.
A parte xxx pode ter de 1 a 16 caracteres. A parte yyy, se utilizada,
pode ter de 1 a 15 caracteres. Se utilizar o formato xxx.yyy, xxx e yyy
são ambos necessários; não pode começar ou terminar um nome de
variável com um ponto “.”
• Os caracteres podem ser compostos por letras, dígitos e underscore
(_). As letras podem ser letras do nosso alfabeto ou Gregas (mas não
Π ou p), letras acentuadas e letras internacionais.
• Não utilize c ou n da lista de símbolos para construir um nome de
variável, como, por exemplo, c1 ou n12. Estes podem parecer letras,
mas são tratados internamente como símbolos especiais.
• Pode utilizar letras maiúsculas e minúsculas. Os nomes AB22, Ab22,
aB22 e ab22 referem-se à mesma variável.
• Não pode utilizar um dígito como o primeiro carácter de xxx ou yyy.
• Não utilize espaços.
• Se quiser tratar uma variável como um número complexo, utilize um
carácter de sublinhado como o último carácter do nome.
• CAS: Se quiser tratar uma variável como um tipo de unidade (como _m
ou _ft ), utilize um carácter de sublinhado como o primeiro carácter do
nome. Não pode utilizar os caracteres sublinhados subsequentes no
nome.
• Não pode utilizar um carácter de sublinhado como o primeiro
carácter do nome.
• Não pode utilizar o nome de uma variável, função ou nome pré-
atribuído, como Ans, min ou tan.
• Nota: Para obter uma lista completa de funções doTI-Nspire™,
consulte o Manual de Referência.
• Os documentos e os objectos da biblioteca estão sujeitas a novas
restrições de nomes. Para mais informações, consulte a secção
“Bibliotecas” da documentação.
Eis alguns exemplos:

Nomes das variáveis Válido?


Myvar, my.var Sim

Utilizar variáveis 161


Nomes das variáveis Válido?
My var, list 1 Não. Contém um espaço.
a, b, c Sim
Log, Ans Não. Pré-atribuído a uma variável ou função
do sistema.
Log1, list1.a, list1.b Sim
3rdTotal, list1.1 Não. xxx ou yyy começa com um dígito.

Bloquear e desbloquear variáveis


O bloqueio permite proteger as variáveis da modificação ou da
eliminação. O bloqueio impede as alterações não intencionais a uma
variável.

As listas de tempo e atitude podem A função de referência f1 pode ser


ser bloqueadas para garantir a bloqueada para impedir
fidelidade do problema alterações não intencionais

Variáveis que não pode bloquear


• Variáveis do sistema Ans
• stat. e tvm. grupos de variáveis

Informações importantes sobre variáveis bloqueadas


• Para bloquear variáveis, utilize o comando Bloquear.
• Para modificar ou eliminar uma variável bloqueada, tem de
desbloquear primeiro o item.
• As variáveis bloqueadas têm um ícone de fecho na lista dos menus das
variáveis.
• O comando Bloquear (Lock) apaga o histórico de Anular/Repetir
quando aplicado a variáveis desbloqueadas.

162 Utilizar variáveis


Exemplos de bloqueio
Lock a,b,c Bloqueia as variáveis a, b e c da aplicação
Calculadora.
Lock mystats. Bloqueia todos os membros do grupo de
variáveis mystats.
Unlock func2 Desbloqueia a variável func2.
lm:=getLockInfo(var2) Recupera o estado do bloqueio actual de var2 e
atribui esse valor a lm na aplicação Calculadora.

Para mais informações sobre Lock, Unlock e getLockInfo(), consulte a


secção do Guia de Referência da documentação.

Utilizar variáveis (ligar)


Partilhar ou ligar as variáveis criadas é uma potente ferramenta para
exploração matemática. O ecrã das variáveis ligadas é actualizado
automaticamente quando o valor da variável mudar.

Ligar às variáveis partilhadas


Para utilizar uma variável guardada:
1. Visualize a página e seleccione a localização ou o objecto que
pretende ligar a uma variável.

2. Seleccione a ferramenta Variáveis h.


3. As opções das Variáveis a considerar aparecem realçadas.
4. Utilize 9 e : para percorrer a lista ou escrever parte do nome da
variável.
À medida que escreve, o sistema apresenta uma lista de variáveis que
começam pelas letras escritas. A escrita de parte do nome permite
localizar uma variável mais rapidamente se a lista for longa.
5. Quando localizar e realçar o nome da variável que pretende utilizar,
clique no nome ou prima ·.
O valor da variável seleccionada é ligado.

Utilizar variáveis 163


Ligar uma célula da aplicação Listas e Folha de Cálculo a
uma variável
Quando ligar uma célula a uma variável, a aplicação Listas e Folha de
Cálculo mantém o valor da célula actualizado para reflectir o valor actual
da variável. A variável pode ser qualquer variável do espaço do problema
actual e pode ser definida nas aplicações Gráficos e Geometria,
Calculadora ou Listas e Folha de Cálculo.
Nota: Não ligue a uma variável do sistema. Este procedimento pode
impedir a actualização da variável pelo sistema. As variáveis do sistema
incluem ans, StatMatrix e resultados estatísticos (como RegEqn, dfError e
Resid).
1. Clique na célula que pretende ligar à variável.
2. Abrir o menu VarLink:

– Clique em e clique em Célula.


– Unidade portátil: Prima h:

Aparece o menu VarLink.

3. Em Link To (Ligar a), percorra o nome da variável e clique nele.


A célula mostra o valor da variável.

Utilizar uma variável num cálculo


Depois de guardar um valor numa variável, pode utilizar o nome da
variável numa expressão como substituto do valor guardado.
1. Introduzir a expressão:
– Escreva 4*25*num^2 na linha de entrada e prima Enter.
– Unidade portátil: Escreva 4 r 25 r num^2 na linha de entrada e
prima ·.
A aplicação Calculadora substitui 517, o valor atribuído actualmente a
num, e avalia a expressão.

2. Introduzir a expressão:
– Escreva 4*25*nonum^2 e prima Enter.

164 Utilizar variáveis


– Unidade portátil: Escreva 4 r 25 r nonum^2 na linha de entrada
e prima ·.

CAS: Como a variável nonum não foi definida, é tratada


algebricamente no resultado.

Como a variável nonum não foi definida, a expressão devolve uma


mensagem de erro.

Introduzir várias instruções na linha de entrada


Para introduzir várias instruções numa linha, separe-as com dois pontos
(“:”). Só aparece o resultado da última expressão.

Actualizar uma variável


Se quiser actualizar uma variável com o resultado de um cálculo, tem de
guardar o resultado explicitamente.

Entrada Resultado Comentário


a := 2 2

a3 8 Resultado não guardado na variável


a.
a 2

a := a
3 8 Variável a actualizada com resultado.

a 8

a 2&a 64 Variável a actualizada com o


resultado.
a 64

Utilizar variáveis 165


Reutilizar a última resposta
Cada instância da Calculadora guarda automaticamente o último
resultado calculado como uma variável chamada Ans. Pode utilizar Ans
para criar uma cadeia de cálculos.
Nota: Não ligue a Ans ou a qualquer variável do sistema.
Este procedimento pode impedir a actualização da variável pelo sistema.
As variáveis do sistema incluem resultados estatísticos (como Stat.RegEqn,
Stat.dfError e Stat.Resid ) e as variáveis do Resolutor financeiro (como tvm.n,
tvm.pmt e tvm.fv ).
Como exemplo de utilização de Ans, calcule a área de um jardim com 1,7
metros por 4,2 metros. Utilize a área para calcular a produção por metro
quadrado se produzir um total de 147 tomates.
1. Calcular a área:
– Na linha de entrada de Calculadora, escreva 1.7*4.2, e prima
Enter.
– Unidade portátil: Na linha de entrada de Calculadora, escreva 1.7
r 4.2, e prima ·.

2. Reutilizar a última resposta para calcular o rendimento por metro


quadrado:
– Escreva 147/ans, e prima Enter para saber o resultado.

– Unidade portátil: Escreva 147 p ans, e prima · para saber o


resultado.

3. Como um segundo exemplo, calcule e adicione de seguida

2*log(45).

– Escreva 3.76/(-7.9+sqrt(5)), e prima Enter.

– Unidade portátil: Escreva 3.76 p (v7.9+sqrt(5)), e prima


·.

166 Utilizar variáveis


4. Reutilizar a última resposta.
– Escreva ans+2*log(45) e prima Enter.

– Unidade portátil: Escreva ans+2 r log(45) e prima ·.

Substituir temporariamente um valor por uma variável


Utilize o operador “|” para atribuir um valor a uma variável apenas para
execução simples da expressão.

Remover uma variável ligada


Para remover uma variável ligada de uma página:
1. Seleccione a variável ligada.

2. Prima h:
Aparecem as opções Variables (Variáveis).
3. Seleccione Unlink (Desligar).
A ligação é removida do valor e o valor aparece sem negrito.

Utilizar variáveis 167


168 Utilizar variáveis
Calculadora

Como começar com a aplicação Calculadora


A aplicação Calculadora oferece um lugar para introduzir e avaliar
expressões matemáticas. Pode também utilizá-lo para definir variáveis,
funções e programas. Quando definir ou editar uma variável, função ou
programa, este fica disponível para qualquer aplicação de aprendizagem
TI-Nspire™, de Matemática e Ciências, como a aplicação Gráficos e
Geometria™ que reside no mesmo problema.
Pode também utilizar a aplicação Calculadora para definir objectos da
biblioteca, como, por exemplo, variáveis, funções e programas, que são
acessíveis a partir de qualquer problema de qualquer documento. Para
mais informações sobre como criar objectos da biblioteca, consulte a
secção “Bibliotecas” da documentação.

Á Â

Calculadora 169
À Menu Calculadora – Este menu está disponível sempre que estiver na
área de trabalho do Editor de programas utilizando o modo de vista
Normal. O menu neste instantâneo do ecrã pode não corresponder
exactamente ao menu do seu ecrã.
Á Área de trabalho Calculadora
– Introduza uma expressão matemática na linha de entrada e prima
· para avaliar a expressão.
– As expressões aparecem em notação matemática standard à
medida que as introduz.
– As expressões introduzidas e os resultados aparecem no histórico
da Calculadora.
 Exemplo das variáveis da Calculadora utilizadas noutra aplicação do
TI-Nspire™

Menu Calculadora
Utilize o menu Calculadora para introduzir e avaliar várias expressões
matemáticas.

Acções

Definir Insere o comando Define.


Chamar definição Permite ver, reutilizar ou modificar uma
função ou um programa definido.
Eliminar variável Insere o comando delVar.
Apagar a-z Elimina todas as variáveis com nome de
uma letra.
Apagar histórico Elimina todas as expressões do histórico
da Calculadora.
Inserir comentário Permite inserir texto.
Biblioteca Permite actualizar todas as bibliotecas,
definir o acesso a LibPub ou LibPriv,
inserir um carácter “\” ou criar um
atalho da biblioteca.
Bloquear Insere Lock, unLock ou getLockInfo().

170 Calculadora
Número

Converter para Decimal Insere o comando ¢ Decimal (Decimal).

Aproximado para Introduz ¢FracçãoAprox().


Fracção
Factorizar Insere factor().
Mínimo múltiplo Insere lcm().
comum
Máximo divisor comum Insere a função gcd().
Resto Insere remain().
Ferramentas de fracções Permite seleccionar propFrac(),
getNum(), getDenom().
CAS: comDenom()
Ferramentas Permite seleccionar round(), iPart(),
numéricas fPart(), sign(), mod(), floor() ou
ceiling().

Complexo Permite seleccionar conj(), real(),


imag(), angle(), ¢Polar, ¢Rect ou o
modelo do valor absoluto.

Álgebra

Resolução numérica Insere nSolve().


Resolver sistema de Abre o assistente Resolver um sistema
equações lineares de equações lineares.

Ferramentas dos Permite abrir o assistente Calcular as


polinómios raízes de um polinómio ou seleccionar
PolyRoots() ou cPolyRoots().

CAS: Álgebra

Resolver Insere solve().


Factorizar Insere factor().
Expandir Insere expand().

Calculadora 171
CAS: Álgebra

Zeros Insere zeros().


Resolução numérica Insere nSolve().
Resolver sistema de Permite abrir o assistente Resolver um
equações sistema de equações ou Resolver um
sistema de equações lineares.

Ferramentas dos Permite abrir o assistente Calcular as


polinómios raízes de um polinómio ou seleccionar
polyRemainder(), polyQuotient(),
polyGcd(), polyCoeffs(), polyDegree(),
PolyRoots() ou cPolyRoots().

Ferramentas de fracções Permite seleccionar propFrac(),


getNum(), getDenom() ou
comDenom().

Converter expressão Permite seleccionar ¢cos, ¢sin ou ¢Exp.


Trigonometria Permite seleccionar tExpand() ou
tCollect().

Complexo Permite seleccionar cSolve(), cFactor()


ou cZeros().
Extrair Permite seleccionar left() ou right().

Cálculo

Derivada numérica num Abre o assistente Derivada num ponto.


ponto
Integral numérico Insere o modelo do integral definido.
Soma Insere o símbolo Soma.
Produto Insere o símbolo Produto.
Função numérica Insere nfMin().
mínima
Função numérica Insere nfMax().
máxima

172 Calculadora
CAS: Cálculo

Derivada Insere o símbolo Derivada.


Derivada num ponto Abre o assistente Derivada num ponto.
Integral Insere o símbolo Integral.
Limite Insere o símbolo Limite.
Soma Insere o símbolo Soma.
Producto Insere o símbolo Produto.
Função mínima Insere fMin().
Função máxima Insere fMax().
Recta tangente Insere tangentLine().
Recta normal Insere normalLine().
Comprimento do arco Insere arcLen().
Séries Permite seleccionar taylor(), series() ou
dominantTerm().

Solucionador de Insere deSolve().


equações diferenciais
Diferenciação implícita Insere impDif().
Cálculos numéricos Permite seleccionar nDerivative(),
centralDiff(), nInt(), nfMin() ou
nfMax()

Probabilidade

Factorial (!) Insere !.


Permutações Insere nPr().
Combinações Insere nCr().
Aleatório Permite seleccionar rand(), randInt(),
randBin(), randNorm(), randSamp() ou
RandSeed.

Calculadora 173
Probabilidade

Distribuições Permite seleccionar várias distribuições,


como Densidade de probabilidade
normal, Densidade de probabilidade
binomial, e Inversa F.

Estatística

Cálculos estatísticos Permite seleccionar vários cálculos


estatísticos, como estatísticas de uma ou
duas variáveis e regressões.
Resultados estatísticos Insere a variável stat.results.
Lista Permite seleccionar vários cálculos da
lista, como mínimo, máximo e média.
Operações sobre listas Permite seleccionar várias operações da
lista, como ordenar, preencher e
converter para uma matriz.
Distribuições Permite seleccionar várias distribuições,
como Pdf normal, Cdf binomial e
Inversa F.

Intervalos de confiança Permite seleccionar vários intervalos de


confiança, como o intervalo t e o
intervalo z.
Testes estatísticos Permite seleccionar vários testes, como,
por exemplo, ANOVA, teste t, teste z.

Matriz e Vector

Criar Permite abrir o assistente Criar matriz


ou introduzir newMat(), identity(),
diag(), randMat(), Fill,
subMat(),augment(), colAugment() ou
constructMat().

Transpor Insere T
Determinante Insere det().

174 Calculadora
Matriz e Vector

Forma triangular Insere ref().


superior
Forma triangular Insere rref().
superior reduzida
Sistema de equações Insere simult().
Normas Permite seleccionar norm(), rowNorm()
ou colNorm().
Dimensões Permite seleccionar dim(), rowDim() ou
colDim().

Operações sobre linhas Permite seleccionar rowSwap(),


rowAdd(), mRow() ou mRowAdd().

Operações sobre Insere operadores “ponto”, como .+


entradas (ponto adicionar) e .^ (ponto potência).
Avançadas Insere trace(), LU, QR, eigVl(), eigVc()
ou charPoly(),
Vector Insere unitV(), crossP(), dotP(), 8 Polar,
8 Rect, 8 Cylind ou 8 Sphere.

Finanças

Gestor financeiro Mostra o Gestor financeiro.


Funções TVM Introduz tvmN(), tvmI(), tvmPV(),
tvmPmt() ou tvmFV().

Amortização Introduz amortTbl(), bal(), GInt() ou


GPrn().
Fluxos de fundos Introduz npv(), irr() ou mirr().
Conversão de juros Introduz nom() ou eff().
Dias entre datas Introduz dbd().

Funções e Programas

Editor de programas Permite ver, abrir para edição, importar


ou criar um novo programa ou função.

Calculadora 175
Funções e Programas

Func...EndFunc Insere um símbolo para criar uma


função.
Prgm...EndPrgm Insere um símbolo para criar um
programa.
Local Insere o comando Local.
Controlo Permite seleccionar uma lista de funções
e os símbolo s de controlo do programa,
como If...Then...EndIf,
While...EndWhile, Try...Else...EndTry e
outros.
Transferir Insere os comandos de transferência
Return (Voltar), Cycle (Ciclo), Exit
(Sair), Lbl (Lbl), Stop (Parar) ou Goto
(Ir para).

Entrada/Saída Insere os comandos de entrada/saída


Disp, Request, RequestStr ou Text.

Modo Insere comandos para definir ou ler


modos, como, por exemplo, visualização
do número de dígitos, modo de ângulo,
modo base e outros. Permite também
obter informações no idioma actual.
Adicionar nova linha Inicia uma linha nova numa definição
do programa ou da função.

Sugestões Mostra informações para utilização da


aplicação Calculadora.

Introduzir e avaliar expressões matemáticas


Introduzir expressões matemáticas simples
Nota: Para introduzir um número negativo na unidade portátil,
prima v. Para introduzir um número negativo num teclado do
computador, prima a tecla do hífen ( - ).

Suponha que pretende avaliar

176 Calculadora
1. Seleccione a linha de entrada na área de trabalho da Calculadora.
2. Escreva 2^8 para iniciar a expressão.

3. Prima ¢ para colocar o cursor na base da linha.


4. Completar a expressão:
– Escreva *43/12.
Unidade portátil: Escreva r 43 p 12.

5. Prima · para avaliar a expressão.


A expressão aparece em notação matemática standard e o resultado
aparece no lado direito do Calculator.

Nota: Se um resultado não couber na mesma linha com a expressão,


aparece na linha seguinte.

Controlar o formato de um resultado


Podia estar à espera de ver um resultado decimal em vez de 2752/3 no
exemplo anterior. Um equivalente decimal próximo é 917.33333..., mas
isso é apenas uma aproximação.
Por predefinição, a Calculadora retém o formato mais preciso: 2752/3.
Qualquer resultado que não seja um número inteiro aparece em formato
fraccional ou (CAS) simbólico. Isto reduz os erros de arredondamento que
possam ser introduzidos pelos resultados intermédios nos cálculos em
cadeia.
Pode forçar uma aproximação decimal num resultado:
• Premir teclas de atalho.
– Windows®: Prima Ctrl+Enter para avaliar a expressão.
– Macintosh®: Prima “+Enter para avaliar a expressão.

– Unidade portátil: Prima / · em vez de · para avaliar a


expressão.

Calculadora 177
Premir /· força o resultado
aproximado.

• Incluir um decimal na expressão (por exemplo, 43. em vez de 43 ).

• Envolver a expressão na função approx().

• Alterando a definição do modo Auto ou Aproximado do documento


para Aproximado.
– No menu Ficheiro, seleccione Definições > Definições do
documento.

Unidade portátil: Prima ~ 1 7.


Não se esqueça de que este método força todos os resultados em
todos os problemas do documentos para aproximado.

Introduzir itens a partir do Catálogo


Pode utilizar o Catálogo para introduzir comandos e funções do sistema,
símbolos e modelos de expressões na linha de entrada da Calculadora.

1. Clique no separador Utilitários e clique em para ver o Catálogo.

Unidade portátil: Prima k 1.

178 Calculadora
Nota: Algumas funções têm um assistente que pede cada argumento.
Essas funções aparecem com um indicador. Para receber os pedidos,
seleccione Assistentes ligados.
2. Se o item que está a introduzir estiver visível na lista, seleccione-o e
prima · para o introduzir.
3. Se o item não estiver visível:
a) Clique na lista de funções e, em seguida, prima uma tecla de letra
para saltar para as entradas que comecem por essa letra.

b) Prima ¤ ou £ conforme necessário para realçar o item que está a


introduzir.
A Ajuda, como, por exemplo, as informações de sintaxe ou uma
breve descrição do item seleccionado, aparece na parte inferior do
Catálogo.

c) Prima · para introduzir o item na linha de entrada.

Utilizar um modelo de expressão


A Calculadora tem modelos para introduzir matrizes, funções
segmentadas, sistemas de equações, integrais, derivadas, produtos e
outras expressões matemáticas.

Calculadora 179
Por exemplo, suponha que pretende avaliar

1. No separador Utilitários, clique em para ver os modelos.

Unidade portátil: Prima t.

2. Seleccione para introduzir o modelo da soma algébrica.


O modelo aparece na linha de entrada com pequenos blocos que
representam elementos que pode introduzir. Um cursor aparece junto
a um dos elementos para mostrar que pode escrever um valor para
esse elemento.

3. Utilize as teclas de setas para mover o cursor para a posição de cada


elemento e escreva um valor ou uma expressão para cada elemento.

4. Prima · para avaliar a expressão.

Criar matrizes

1. No separador Utilitários, clique em para ver os modelos.

Unidade portátil: Prima t.

2. Seleccione .

180 Calculadora
Aparece a caixa de diálogo Criar matriz.

3. Escreva o Número de linhas.


4. Escreva o Número de colunas e seleccione OK.
A Calculadora mostra um modelo com espaços para as linhas e as
colunas.
Nota: Se criar uma matriz com um grande número de linhas e
colunas, pode demorar alguns momentos a aparecer.

5. Escreva os valores da matriz no modelo e prima · para definir a


matriz.

Introduzir uma linha ou uma coluna numa matriz


f Para introduzir uma nova linha, prima sem soltar Alt e prima Enter.
f Para introduzir uma nova coluna, prima sem soltar Shift e prima
Enter.
Unidade portátil:

f Para introduzir uma linha nova, prima @.


f Para introduzir uma coluna nova, prima g ·.

Introduzir expressões com um assistente


Pode utilizar um assistente para simplificar a introdução de algumas
expressões. O assistente contém as caixas definidas para o ajudar a
introduzir os argumentos na expressão.
Por exemplo, suponha que quer encaixar um modelo de regressão linear
y=mx+b nas duas listas seguintes:
{1,2,3,4,5}
{5,8,11,14,17}

1. No separador Utilitários, clique em para ver o Catálogo.

Calculadora 181
Unidade portátil: Prima k 1.
2. Clique numa entrada do Catálogo e, em seguida, prima L para ir para
as entradas que comecem por “L.”

Unidade portátil: Prima L.

3. Prima ¤ conforme necessário para realçar LinRegMx.


4. Clique na opção Assistentes ligados, se ainda não estiver
seleccionada:

Unidade portátil: Prima e e para realçar Assistentes ligados,


prima · para alterar a definição e, em seguida, prima e e
para realçar LinRegMx novamente.

5. Prima ·.
Aparece um assistente, oferecendo-lhe uma caixa para escrever cada
argumento.

6. Escreva { 1,2,3,4,5 } como Lista X.


7. Prima e para ir para a caixa Lista Y.
8. Escreva {5,8,11,14,17} como Lista Y.
9. Se quiser guardar a equação de regressão numa variável específica,
prima e e substitua Guardar RegEqn em com o nome da variável.
10. Seleccione OK para fechar o assistente e insira a expressão na linha de
entrada.
A Calculadora insere a expressão e adiciona declarações para copiar a
equação de regressão e ver a variável stat.results, que contém os
resultados.

182 Calculadora
LinRegMx {1,2,3,4,5},{5,8,11,14,17},1: CopyVar stat.RegEqn,f2:
stat.results
A Calculadora mostra as variáveis stat.results.

Nota: Pode copiar valores das variáveis stat.results e colá-las na linha


de entrada.

Criar uma função de múltiplas variáveis


1. Inicie a definição da função. Por exemplo, escreva o seguinte.
Define f(x,y)=

2. No separador Utilitários, clique em para ver os modelos.

Unidade portátil: Prima t.

3. Seleccione .
Aparece a caixa de diálogo Função segmentada.

4. Escreva o Número de partes da função e seleccione OK.


A Calculadora mostra um modelo com espaços para as partes.

5. Escreva as expressões no modelo e prima · para definir a função.


6. Introduza uma expressão para avaliar ou fazer o gráfico da função.
Por exemplo, introduza a expressão f(1,2) na linha de entrada da
Calculadora.

Calculadora 183
Criar um sistema de equações

1. No separador Utilitários, clique em para ver os modelos.

Unidade portátil: Prima t.

2. Seleccione .
Aparece a caixa de diálogo Criar sistema de equações.

3. Escreva o Number of Equations (Número de equações) e seleccione


OK.
A Calculadora mostra um modelo com espaços para as equações.

4. Escreva as equações no modelo e prima · para definir o sistema.

Diferir avaliação
Não tem de completar e avaliar uma expressão à medida que a começa a
escrever. Pode escrever parte de uma expressão, sair para verificar um
trabalho noutra página e voltar posteriormente para completar a
expressão.

Trabalhar com variáveis


Quando guardar um valor numa variável pela primeira vez, dê um nome
a uma variável.
• Se a variável ainda não existir, a Calculadora cria-a.
• Se a variável já existir, a Calculadora actualiza-a.
As variáveis de um problema são partilhadas pelas aplicações da
tecnologia de aprendizagem de ciências e matemáticas do TI-Nspire™.
Por exemplo, pode criar uma variável na Calculadora e, em seguida,
utilizá-la ou modificá-la em Gráficos e Geometria ou Listas e Folha de
Cálculo no mesmo problema.
Para mais informações sobre as variáveis, consulte o capítulo do manual
escolar “Utilizar as variáveis.”

184 Calculadora
CAS: Trabalhar com unidades de medida
Uma lista de unidades de medida e constantes predefinidas está
disponível no Catálogo. Pode também criar as suas próprias unidades.
Nota: Se souber o nome de uma unidade, pode escrever a unidade
directamente. Por exemplo, pode escrever _qt para especificar quartos
de galão. Para escrever o símbolo underscore na unidade portátil, prima
/ _.
CAS: Converter entre as unidades de medida
Pode converter um valor entre duas unidades da mesma categoria (como,
por exemplo, o comprimento).
Exemplo: Com o Catálogo, converta 12 metros para pés. A expressão
pretendida é 12·_m¢_pés.
1. Escreva 12 na linha de entrada.

2. No separador Utilitários, clique em para ver as conversões das


unidades.

Unidade portátil: Prima k 3.

3. Seleccione a categoria Comprimento para expandir a lista de


unidades de comprimento predefinidas.

Unidade portátil: Vá para a categoria Comprimento e prima ·.


4. Vá para metro.
Unidade portátil: Vá para _m (indicando metros na janela Ajuda).

Calculadora 185
5. Prima · para colar _m na linha de entrada.

6. Seleccione o Operador de conversão (¢) na parte superior da lista


Unidades e prima · para o colar na linha de entrada.

7. Seleccione _ft na categoria Comprimento e prima ·.

8. Prima · para avaliar a expressão.

CAS: Criar uma unidade definida pelo utilizador


Tal como as unidades predefinidas, os nomes das unidades definidas pelo
utilizador têm de começar por um underscore.
Exemplo: Com as unidades predefinidas _pés e _min, defina uma unidade
chamada _fpm que lhe permita introduzir os valores da velocidade e
converter os resultados de velocidade para pés por minuto.

186 Calculadora
Pode utilizar a nova unidade de velocidade _fpm.

Criar programas e funções definidas pelo


utilizador
Pode utilizar o comando Define para criar os seus próprios programas e
funções. Pode criá-los na aplicação Calculadora ou no Editor de
programas e utilizá-los noutras aplicações do TI-Nspire™.
Para mais informações sobre a programação com o Editor de programas,
consulte as secções “Programação” e “Bibliotecas” da documentação.

Definir uma função de uma linha


Suponha que quer definir uma função chamada cube() que calcula o
cubo de um número ou variável.
1. Na linha de entrada de Calculadora, escreva Define cube(x)=x^3 e
prima ·.

A mensagem “Efectuado” confirma que a função foi definida.

2. Escreva cube(2) e prima · para testar a função.

Definir uma função com várias linhas com modelos


Pode definir uma função composta por várias instruções introduzidas em
linhas separadas. Uma função com várias linhas pode ser mais fácil de ler
que várias instruções separadas por dois pontos.
Nota: Pode criar funções com várias linhas apenas com o comando
Define. Não pode utilizar os operadores := ou & para criar definições
com várias linhas. O modelo Func...EndFunc serve como um contentor
para as instruções.
Como exemplo, defina uma função chamada g( x, y ) que compara dois
argumentos x e y. Se argumento x > argumento y, a função deve devolver
o valor de x. Caso contrário, deve devolver o valor de y.

Calculadora 187
1. Na linha de entrada de Calculadora, escreva Define g(x,y)=.
Não prima ainda ·.

2. Insere o modelo Func...EndFunc.


– No menu Funções e Programas, seleccione Func...EndFunc.
A Calculadora insere o modelo.

3. Insere o modelo If...Then...Else...EndIf.


– No menu Funções e Programas, seleccione Controlo e, em
seguida, seleccione If...Then...Else...EndIf.
A Calculadora insere o modelo.

4. Escreva as restantes partes da função, utilizando as teclas de setas


para mover o cursor de linha para linha.

5. Prima · para completar a definição.


6. Avalie g(3,-7) para testar a função.

188 Calculadora
Definir uma função com várias linhas manualmente
f Para iniciar cada linha nova sem completar a definição da função,
prima sem soltar Alt e prima Enter
Unidade portátil: Prima @ em vez de premir ·.
Como exemplo, defina uma função sumIntegers( x ) que calcule a soma
cumulativa de números inteiros de 1 a x.
1. Na linha de entrada de Calculadora, escreva
Define sumIntegers(x)=. Não prima ainda ·.

2. Insere o modelo Func...EndFunc.


– No menu Funções e Programas, seleccione Func...EndFunc.
A Calculadora insere o modelo.

3. Escreva as linhas seguintes, premindo @ ou Alt+Enter no fim de cada


linha.

4. Depois de escrever Return tmpsum, prima · para completar a


definição.
5. Avalie sumIntegers(5) para testar a função.

Calculadora 189
Definir um programa
A definição de um programa é similar à definição de uma função com
várias linhas. O modelo Prgm...EndPrgm serve como um contentor para
as instruções do programa.
Como exemplo, crie um programa chamado g( x, y ) que compara dois
argumentos. Com base na comparação, o programa deve apresentar o
texto “ x > y ” ou “ x  y ” (mostrar os valores de x e y no texto).
1. Na linha de entrada de Calculadora, escreva Define prog1(x,y)=.
Não prima ainda ·.

2. Insere o modelo Prgm...EndPrgm.


– No menu Funções e Programas, seleccione Prgm...EndPrgm.

3. Insere o modelo If...Then...Else...EndIf.


– No menu Funções e Programas, seleccione Controlo e, em
seguida, seleccione If...Then...Else...EndIf.

4. Escreva as restantes partes da função, utilizando as teclas de seta para


mover o cursor de linha para linha. Utilize a lista de símbolos para
escrever o símbolo ““.

190 Calculadora
5. Prima · para completar a definição.
6. Execute prog1(3,-7) para testar o programa.

Rechamar uma definição de programa ou função


Pode querer reutilizar ou modificar uma função ou um programa
definido.
1. Veja a lista de funções definidas.
– No menu Acções, seleccione Rechamar definição.
2. Seleccione o nome da lista.
A definição (Por exemplo, Define f(x)=1/x+3 ) é colado na linha de
entrada de edição.

Editar expressões da Calculadora


Apesar de não ser possível editar uma expressão no histórico da
Calculadora, pode copiar toda ou parte de uma expressão do histórico e
colá-la na linha de entrada. Pode editar a linha de entrada.

Posicionar o cursor numa expressão


f Prima e, ¡, ¢, £ ou ¤ para mover o cursor através da expressão. O
cursor move-se para a posição válida mais próxima na direcção que
prima.
Nota: Um modelo de expressão pode forçar o cursor a mover-se pelos
parâmetros, embora alguns parâmetros possam não estar exactamente
no caminho do movimento do cursor. Por exemplo, o movimento
ascendente a partir do argumento principal de um integral move sempre
o cursor para o limite superior.

Calculadora 191
Inserir uma expressão na linha de entrada
1. Posicione o cursor no ponto onde pretende inserir os elementos
adicionais.
2. Escreva os elementos que pretende inserir.
Nota: Quando inserir um parêntesis aberto, a Calculadora adiciona um
parêntesis fechado temporário, apresentado a cinzento. Pode sobrepor o
parêntesis temporário, escrevendo o mesmo parêntesis manualmente ou
introduzindo algo após o parêntesis temporário (validando
implicitamente a posição na expressão). Depois de sobrepor o parêntesis
cinzento temporário, é substituído por um parêntesis preto.

Seleccionar parte de um expressão


1. Posicione o cursor no ponto inicial na expressão.

Unidade portátil: Prima ¡, ¢, £ ou ¤ para mover o cursor.

2. Prima sem soltar g e prima ¡, ¢, £ ou ¤ para seleccionar.

Eliminar uma expressão total ou parcialmente da linha de


entrada
1. Seleccione a parte da expressão a eliminar.

2. Prima ..

Cálculos financeiros
Várias funções do TI-Nspire™ fornecem cálculos financeiros, valorização.
amortização e de retorno do investimento.
A aplicação Calculadora inclui também um Resolutor Financeiro. Permite
resolver dinamicamente vários tipos de problemas, como empréstimos e
investimentos.

Utilizar o Gestor financeiro


1. Abra o Gestor financeiro.
– No menu Finanças, seleccione Gestor financeiro.
O resolutor mostra os valores predefinidos (ou valores anteriores, se
já tiver utilizado o resolutor no problema actual).

192 Calculadora
2. Introduza cada valor conhecido, utilizando e para percorrer os
itens.
– As informações da ajuda na parte inferior do resolutor descrevem
cada item.
– Pode ser necessário ignorar temporariamente o valor que quer
calcular.
– Certifique-se de que definiu PpY, CpY e PmtAt para as definições
correcta (12, 12 e FIN neste exemplo).

3. Prima e conforme necessário para seleccionar o item que pretende


calcular e, em seguida, prima ·.
O resolutor calcula o valor e guarda todos os valores nas variáveis
“tvm.”, como tvm.n e tvm.pmt. Estas variáveis são acessíveis a todas as
aplicações do TI-Nspire™ no mesmo problema.

Calculadora 193
Funções financeiras incluídas
Além do Resolutor Financeiro, as funções financeiras integradas do
TI-Nspire™ incluem:
• Funções TVM para calcular valor futuro, valor actual, número de
pagamentos, taxa de juros e montante do pagamento.
• Informações de amortização, como tabelas de amortização, saldo,
soma de pagamentos de juros e soma de pagamentos principais.
• Valor líquido actual, taxa de retorno interna e taxa de retorno
modificada.
• Conversões entre taxas de juros efectivas e nominais, e cálculo de dias
entre datas.
Notas:
• As funções financeiras não guardam automaticamente os resultados
ou os valores dos argumentos nas variáveis TVM.
• Para obter uma lista completa de funções do TI-Nspire™, consulte o
Manual de Referência.

Trabalhar com o histórico da Calculadora


À medida que introduz e avalia expressões na aplicação Calculadora,
cada par de entrada/resultado é guardado no histórico da Calculadora. O
histórico oferece uma forma para rever os cálculos, repetir um conjunto
de cálculos e copiar expressões para reutilização noutras páginas ou
documentos.

Ver o histórico da Calculadora


O histórico das expressões introduzidas acumula-se por cima da linha de
entrada com a expressão mais recente no fundo. Se o histórico não
couber na área de trabalho da Calculadora, pode percorrer o histórico.
Nota: Pode sentir um abrandamento no processamento quando o
histórico contiver muitas entradas.

f Prima £ ou ¤ para percorrer o histórico.

194 Calculadora
À
À Entrada actual/entradas totais

Copiar um item do histórico da Calculadora para a linha de


entrada
Pode copiar rapidamente uma expressão, uma subexpressão ou um
resultado do histórico para a linha de entrada.

1. Prima £ ou ¤ para percorrer o histórico e seleccionar o item que


pretende copiar.
2. Opcionalmente, seleccione parte da expressão ou do resultado com
Shift juntamente com as teclas de setas.

Nota: A definição flutuante para o documento actual pode limitar o


número de casas decimais apresentadas num resultado. Para capturar
o resultado com a precisão total, seleccione-o, percorrendo com as
teclas de setas para cima e para baixo ou fazendo triplo clique no
resultado.

3. Prima · para copiar a selecção e inseri-la na linha de entrada.

Copiar um item do histórico para outra aplicação


1. Prima £ ou ¤ para percorrer o histórico e seleccionar o item que
pretende copiar.
2. Opcionalmente, seleccione parte da expressão ou do resultado com
Shift juntamente com as teclas de setas.
3. Utilize um atalho de teclas standard para copiar uma selecção:

Calculadora 195
– Windows®: Prima Ctrl+C.
– Macintosh®: Prima “+C.
– Unidade portátil: Prima / C.
4. Coloque o cursor na localização onde pretende a cópia.
5. Cole a cópia.
– Windows®: Prima Ctrl+V.
– Macintosh®: Prima “+V.

– Unidade portátil: Prima / V.


Nota: Se copiar uma expressão que utilize variáveis para um problema
diferente, os valores dessas variáveis não são copiados. Tem de definir as
variáveis do problema onde cola a expressão.

Eliminar uma expressão do histórico


Quando eliminar uma expressão, todas as variáveis e funções da
expressão retêm os valores actuais.
1. Arraste ou utilize as teclas de setas para seleccionar a expressão.
Unidade portátil: Utilize as teclas de setas.

2. Prima ..
A expressão e o resultado são removidos.

Apagar o histórico da Calculadora


Quando apagar o histórico, todas as variáveis e funções do histórico
retêm os valores actuais. Se apagar o histórico por engano, utilize a
função Anular.
f Para apagar o histórico,
– No menu Acções, seleccione Apagar histórico.
Todos os resultados e expressões são removidos do histórico.

196 Calculadora
Gráficos e Geometria

Ficar familiarizado com Gráficos e Geometria


A aplicação Gráficos e Geometria permite efectuar as tarefas seguintes.
• Fazer gráficos e explorar funções.
• Criar e explorar formas geométricas.
• Animar pontos em objectos ou gráficos e explorar o seu
comportamento.
• Fazer gráficos de dados recolhidos pela ferramenta de Recolha de
dados.
• Explorar transformações gráficas e geométricas.
• Explorar e investigar conceitos de cálculos.
• Ligar dados criados noutras aplicações e utilizá-los em
Gráficos e Geometria.

À Á Â

Ä Æ
Å

À O menu das ferramentas de Gráficos e Geometria aparece quando


uma área de trabalho de Gráficos e Geometria estiver activa
Á Área de trabalho da amostra da aplicação Gráficos e Geometria na
vista Gráfico
 O ícone da ferramenta Amostra (Ferramenta Traçar) apresenta uma
sugestão quando passar
à Gráfico da função da amostra (da expressão da função na linha de
entrada)

Gráficos e Geometria 197


Ä Linha de entrada da amostra da aplicação Gráficos e Geometria (para
a função Tipo de gráfico)
Å Botão Expandir linha de entrada (clicar para mostrar/ocultar a linha
de entrada)
Æ Botão Histórico da função (clicar para mostrar/ocultar todas as
funções representadas graficamente do tipo e da função seguinte
disponível)

Â
Á
Ã

À O menu das ferramentas de Gráficos e Geometria aparece quando


uma área de trabalho de Gráficos e Geometria estiver activa
Á Área de trabalho da amostra da aplicação Gráficos e Geometria na
vista Geometria plana
 O ícone da ferramenta Amostra (Ferramenta Polígono regular)
mostra a sugestão quando passar
à Forma da amostra (polígono regular com vários lados)

Menu da aplicação Gráficos e Geometria


O menu de ferramentas da aplicação Gráficos e Geometria aparece por
cima da área de trabalho. Para ver o menu na unidade portátil, prima
b.
Quando seleccionar uma ferramenta no menu, o ícone da ferramenta
aparece no canto superior esquerdo da área de trabalho da aplicação
Gráficos e Geometria. Pode passar sobre o ícone da ferramenta para ver
as sugestões.

198 Gráficos e Geometria


Acções

Ponteiro Selecciona, move e manipula


objectos.
Seleccione Permite seleccionar os objectos na
parte da área de trabalho, colocando
uma moldura ponteada à volta dos
objectos.
Ocultar/Mostrar Permite ocultar ou mostrar os
objectos seleccionados na área de
trabalho.
Atributos Permite alterar as características de
um objecto seleccionado na área de
trabalho. Os atributos dependem do
objecto seleccionado.
Eliminar tudo Remove todos os objectos (como, por
exemplo, gráficos, formas, pontos e
texto) da área de trabalho.
Texto Permite escrever texto alfanumérico
na área de trabalho. Pode escrever
valores numéricos para aplicar aos
objectos e escrever expressões para
funções gráficas.
Coordenadas e Equações Mostra as coordenadas de um ponto
ou da equação de uma linha ou de
uma circunferência.
Calcular Abre a calculadora para efectuar os
cálculos com medidas, valores
numéricos ou resultados dos cálculos.
Esta ferramenta é diferente da
aplicação Calculadora.
Redefinir Redefine um ponto definido
anteriormente para um novo local.
Por exemplo, pode redefinir um
ponto no espaço livre para um local
num objecto ou redefinir um ponto
de um objecto para outro.

Gráficos e Geometria 199


Acções

Inserir selector Adiciona um selector para permitir


facilmente a modificação uma
variável numérica. Um selector
permite também animar a atribuição
de diferentes valores numéricos à
variável.

Ver

Vista de gráfico Coloca a área de trabalho no modo


gráfico e apresenta os eixos cartesianos
na área de trabalho com uma linha de
entrada por baixo.
Vista de geometria Coloca a área de trabalho no modo de
plana geometria e apresenta uma área de
trabalho com uma escala, mas sem eixos,
grelha ou linha de entrada até
seleccionar Mostrar janela analítica no
menu Ver.
Ocultar (Mostrar) Abre uma pequena janela de gráfico
janela analítica numa área de trabalho de geometria
plana. Coloca a área de trabalho Gráficos
e Geometria no modo de modelagem.
Esta ferramenta só pode ser utilizada
depois de selecciona a Geometria plana.
Ocultar (Mostrar) eixos Oculta os eixos se estiverem
apresentados na página. Mostra os eixos
se não aparecer nenhum eixo na página.
Mostrar (Ocultar) Liga ou desliga a grelha para a área de
grelha trabalho ou a janela analítica. Os
objectos podem ser anexados à grelha
quando a grelha aparece.
Ocultar (Mostrar) recta Oculta ou mostra a linha de entrada da
desenhada página.

200 Gráficos e Geometria


Ver

Mostrar (Ocultar) Alterna entre mostrar e ocultar a


escala legenda da escala na área de trabalho.
Quando a escala aparecer, o valor e/ou as
unidades podem ser alterados para os
valores/unidades pretendidos. Apenas é
aplicável a construções geométricas.
Mostrar (Ocultar) Alterna entre mostrar e esconder o valor
valores dos extremos mais baixo e o valor mais alto nos eixos
dos eixos horizontal e vertical.
Mostrar (Ocultar) Alterna entre mostrar e ocultar uma
tabela tabela de valores associados a cada
gráfico.
Ocultar (Mostrar) Alterna entre mostrar e ocultar as
guias de selecção dos informações da definição para objectos
objectos na área de trabalho. Oculta as guias de
selecção dos objectos para manter um
ecrã organizado à medida que trabalha
junto a objectos com definições de
informação.

Tipo de gráfico

Função Mostra a linha de entrada do modo de


função na parte inferior da área de
trabalho.
Paramétrica Mostra a linha de entrada do modo
paramétrico na parte inferior da área de
trabalho. Este ecrã mostra os valores t-mín,
t-máx e t-passo As predefinições são 0-2p
para t-mín, t-máx e p/24 para t-passo.
Polar Mostra a linha de entrada do modo Polar na
parte inferior da área de trabalho. Este visor
mostra os valores de q-min, q-máx e q-passo.
As predefinições são 0-2p para q-mín e q-
máx e p/24 para q-passo.

Gráficos e Geometria 201


Tipo de gráfico

Gráfico de dispersão Mostra a linha de entrada do modo Gráfico


de dispersão na parte inferior da área de
trabalho.
Sucessão Mostra a linha de entrada do modo
Sucessão para um gráfico de pontos ou um
gráfico em teia, ou mostra uma linha de
entrada para um gráfico personalizado.

Janela/Zoom

Definições da janela Permite especificar os valores


mínimos e máximos para o eixo x e o
eixo y. Pode também definir o
incremento da escala do eixo entre
as marcas.
Zoom - Caixa Permite definir uma área que
pretende alargar.
Aumentar zoom Permite definir o ponto central do
local de aumento do zoom. O factor
Aumentar zoom é de cerca de 2.
Reduzir zoom Permite definir o ponto central do
local de redução do zoom. O factor
Reduzir zoom é de cerca de 2.
Zoom - Standard Define automaticamente x-mín, x-
máx, y-mín e y-máx para centrar a
origem. Os factores de escala x e y
são iguais. Esta é a predefinição dos
eixos quando a aplicação Gráficos e
Geometria é adicionada a uma
página
Zoom - Quadrante 1 Define automaticamente x-mín e x-
máx,
y-mín e y-máx para realçar o
primeiro quadrante. Os factores de
escala x e y são iguais.

202 Gráficos e Geometria


Janela/Zoom

Zoom - Utilizador Se modificar qualquer definição da


janela (como x-mín), Zoom -
Utilizador guarda as definições
actuais. Se não modificar nenhuma
definição da janela desde a última
selecção de Zoom-Utilizador, Zoom -
Utilizador restaura as últimas
definições guardadas
Zoom - Trig Define automaticamente x-mín e x-
máx para números inteiros múltiplos
de p. Os factores de escala x e y são
iguais.
Zoom - Dados Redefine os eixos para que todos os
pontos de dados estatísticos
apareçam.
Zoom - Ajustar Recalcula y-mín e y-máx para incluir
os valores y mínimos e máximos
entre o x-mín e o x-máx actuais. As
funções ocultas não estão incluídas.
Zoom - Quadrado Recalcula o y-mín e o y-máx para que
a escala vertical seja igual à escala
horizontal.
Zoom - Decimal Recalcula x-mín, x-máx, y-mín e y-
máx para que a origem fique
centrada e a resolução fique definida
para .1 (um décimo).

Traçar

Traçado do gráfico Activa um ponto de traçado no gráfico,


permitindo traçar funções. Só é
aplicável a gráficos de função.
Traçar tudo Activa os pontos de traçado em todos
os gráficos na área de trabalho,
permitindo traçar várias funções
simultaneamente.

Gráficos e Geometria 203


Traçar

Ponto de traçado Permite definir o incremento do


Traçado do gráfico automaticamente
ou através da especificação de um valor
numérico do passo do traçado.
Traçado geométrico Permite ver o caminho de um objecto
geométrico ou analítico (como um
gráfico da função) na área de trabalho.
As primeiras partes do caminho são
removidas automaticamente para
reduzir a desorganização do ecrã.
Apagar traçado Interrompe o traçado geométrico e
geométrico apaga todos os caminhos persistentes
da área de trabalho.

AnalisarAnalisar
Gráfico
Zero Determina os zeros de uma função (se
existir no intervalo especificado.)
Mínimo Determina o mínimo num intervalo
especificado.
Máximo Determina o máximo no intervalo
especificado.
Intersecção Determina um ponto em que a função
seleccionada intersecta outra (se existir
um ponto no intervalo especificado).
dy/dx Determina a derivada no ponto clicado
num gráfico da função.
Inflexão (CAS) Determina um ponto de inflexão no
intervalo especificado.
Integral Determina o integral num limite
especificado.
dy/dx (CAS) Determina a derivada no ponto clicado
num gráfico da função.
Integral (CAS) Determina o integral num limite
especificado.

204 Gráficos e Geometria


Pontos e Rectas

Ponto Constrói um ponto definido no espaço,


num objecto ou na intercessão de dois
objectos.
Ponto em Constrói um ponto definido num ponto
definido num objecto. Quando o objecto
for um gráfico de uma função, aparecem
as coordenadas.
Ponto(s) de intersecção Constrói um ponto em cada intersecção
de dois objectos seleccionados.
Recta Constrói uma recta definida por dois
pontos ou por um ponto e uma direcção.
Pode premir g durante a criação de
uma recta para limitar a orientação,
relativamente a um eixo, em
incrementos de 15-.
Segmento Constrói um segmento, definido por dois
extremos, que pode ser criado ou
definido no espaço livre ou num objecto
definido. Pode premir g durante a
criação de um segmento para limitar a
orientação, relativamente a um eixo, em
incrementos de 15-.
Semi-recta Constrói uma semi-recta, definida por
dois pontos ou por um ponto e uma
direcção, estendendo infinitamente.
Pode premir g durante a criação da
semi-recta para limitar a orientação,
relativamente a um eixo, em
incrementos de 15-.
Tangente Cria uma linha tangente.
Vector Constrói um vector com comprimento e
direcção definidas por dois pontos. Pode
premir g durante a criação do vector
para limitar a orientação, relativamente
a um eixo, em incrementos de 15-.
Arco de circunferência Cria um arco definido por três pontos.

Gráficos e Geometria 205


Medição

Comprimento Mostra a distância entre dois pontos


seleccionados ou o comprimento de um
segmento, perímetro, circunferência ou
raio.
Área Mostra a área de uma circunferência ou
um polígono seleccionado.
Declive Mostra o declive de uma linha ou de um
segmento seleccionado. Um declive
vertical é representado por %.
Ângulo Mostra a medição de um ângulo
definido por três pontos seleccionados.

Formas

Circunferência Constrói uma circunferência através da


definição do centro, no primeiro clique, e
do raio, no segundo clique. Pode premir
g durante a criação da circunferência
para limitar o raio para valores inteiros.
Triângulo Constrói um triângulo, definido por três
pontos (vértices), que podem ser criados
ou definidos no espaço livre ou num
objecto definido. Pode premir g
durante a criação de um triângulo para
limitar a orientação, relativamente a um
eixo, em incrementos de 15-.
Rectângulo Constrói um rectângulo. Pode premir
g durante a criação de um rectângulo
para limitar a orientação, relativamente a
um eixo, em incrementos de 15-.

206 Gráficos e Geometria


Formas

Polígono Constrói um polígono de n lados. Cada


clique define um vértice e o polígono é
concluído, clicando no vértice inicial ou
premindo ·. Pode premir g
durante a criação de um polígono para
limitar a orientação, relativamente a um
eixo, em incrementos de 15-.
Polígono regular Constrói um polígono regular de n lados.

Construção

Perpendicular Constrói uma linha perpendicular a


uma linha, segmento, semi-recta,
vector, eixo ou lado de um polígono
seleccionado, e que passa através de
um ponto criado ou seleccionado.
Paralela Constrói uma linha paralela a uma
linha, segmento, semi-recta, vector,
eixo ou lado de um polígono
seleccionado, e que passa através de
um ponto criado ou seleccionado.
Mediatriz Constrói uma linha perpendicular que
bissecta dois pontos, um segmento ou
o lado de um polígono.
Bissectriz do ângulo Constrói uma linha que bissecta um
ângulo identificado por três pontos
seleccionados em que o segundo
ponto é o vértice.
Ponto médioPonto Constrói um ponto médio de dois
médio pontos seleccionados, um segmento ou
de um lado de um polígono.
Lugar geométrico Constrói o lugar geométrico de um
ponto ou objecto definido pelo
movimento de um ponto condutor ao
longo de um caminho.

Gráficos e Geometria 207


Construção

Compasso Constrói uma circunferência a partir de


um ponto central com um raio
definido por um segmento
seleccionado ou a distância entre dois
pontos.
Transferência de Transfere um valor introduzido ou
medição medido para um objecto, eixo ou
gráfico da função seleccionado Se o
valor original mudar, a alteração é
reflectida na medição transferida.

Transformação

Simetria Cria a imagem de um objecto rodado


180- à volta de um ponto.
Reflexão Cria a imagem de um objecto reflectido
através de uma linha, segmento, raio,
vector, eixo ou de um lado de um
polígono.
Translação Cria a imagem de um objecto convertido
por um vector especificado.
Rotação Cria a imagem de um objecto rodado à
volta de um ponto por um valor angular
especificado.
Ampliação Cria a imagem de um objecto
dahomotetia transformado a partir de um ponto por
um factor especificado.

Sugestões Fornece instruções breves úteis sobre a


conclusão de tarefas de Gráficos e
Geometria.

208 Gráficos e Geometria


Utilizar os atalhos das teclas
Utilize os atalhos das teclas para simplificar as tarefas que pode efectuar
na aplicação Gráficos e Geometria.

Teclas: Tarefa concluída:


. Remove um objecto seleccionado da área de
trabalho.
g Limita determinados objectos à medida que
desenha. Prima durante o desenho de uma
circunferência com a ferramenta Circunferência ou
o desenho de objectos com componentes lineares.
Por exemplo, pode limitar um seno a múltiplos de
15 graus ou limitar uma circunferência a valores
inteiros do raio.
+ (+) - (-) Quando um número estiver debaixo do ponteiro,
as teclas + e - permitem alterar o número de
dígitos apresentados.
<> Quando um número estiver debaixo do ponteiro,
as teclas < e > reduzem ou aumentam um valor.
/μ Mostra sugestões da aplicação na unidade portátil
TI-Nspire™ .
e Move para áreas funcionais da aplicação pela
seguinte ordem: linha de entrada, botão Expandir
linha de entrada, selector, painel de animação ou
Consola de Recolha de Dados (quando existir) e,
em seguida, para a área de trabalho. As edições (se
existirem) são confirmadas quando e stiver fora
de um campo. Prima g epara percorrer as
áreas de paragem dos separadores pela ordem
inversa ou prima d para saltar para um gráfico
na área de trabalho.
£¤ Percorre para cima e para baixo as opções dos
menus e as funções na lista do histórico de
funções. Quando utilizar a ferramenta Traçar,
pode ir para um gráfico diferente quando na
página estiver mais do que um gráfico.

Gráficos e Geometria 209


Teclas: Tarefa concluída:
¡¢ Percorre a recta de entrada, um espaço ou um
botão de cada vez. Quando utilizar a ferramenta
Traçar, move o cursor de traçado ao longo do
gráfico, para a direita ou para a esquerda. Quando
visualizar uma lista de atributos, percorre as
opções para um atributo.
Nota: Quando utilizar o TI-Nspire™, pode premir
Alt enquanto prime uma tecla de seta para mover
os objectos seleccionados um pixel na área de
trabalho.

Utilizar o menu de contexto


O menu de contexto permite aceder às ferramentas mais utilizadas com
os objectos seleccionados. Podem aparecer diferentes opções no menu de
contexto consoante o objecto activo ou a tarefa que está a efectuar.
Pode ver o menu de contexto para um objecto de uma das seguintes
formas.

f Unidade portátil: Mova o cursor para o objecto e prima / b.


f Windows®: Clique com o botão direito do rato no objecto.
f Macintosh®: Prima sem soltar “ e clique no objecto.
Muitas das opções apresentadas no menu de contexto fornecem acesso
conveniente à funcionalidade que também está disponível nos menus. O
menu de contexto pode incluir as opções seguintes não disponíveis nos
menus das aplicações.
• Clique em Recente para ver e aceder às 9 ferramentas mais utilizadas
recentemente. Recente mostra as ferramentas utilizadas por qualquer
aplicação Gráficos e Geometria, independentemente do documento
em que foram utilizadas.
• A opção Definição permite mostrar uma definição persistente junto a
um objecto seleccionado.
• A opção Cor permite alterar a cor da linha ou a cor de preenchimento
dos objectos seleccionados (como, por exemplo, um gráfico de
função, forma ou ponto).
Nota: A cor é suportada para o software TI-Nspire™ na vista
Normal/Ambiente de trabalho. Se estiver a trabalhar na vista Unidade
portátil ou a utilizar a unidade portátil TI-Nspire™, as cores aparecem
como uma escala de cinzentos.

210 Gráficos e Geometria


• A opção Editar relação vai para a linha de entrada para editar a
função seleccionada.
• As opções Converter para analítico e Converter para geométrico
mudam o texto criado numa vista para o texto que aparece no outro.
Por exemplo, seleccione a caixa de texto e clique em Converter para
geométrico no menu de contexto para alterar o texto criado na vista
Gráfico para o texto que aparece na vista Geometria plana.
• A opção Anexar permite criar uma cadeia de texto para limitar a
posição horizontal ou vertical relativa de um objecto de texto em
relação a outro objecto de texto do mesmo tipo (analítico ou
geométrico).
• A opção Grupo permite agrupar vários objectos e movê-los
simultaneamente. Uma definição (em vez de várias apresentações de
definições) reduz a desorganização do ecrã
• A opção Fixar permite fixar objectos para impedir movimentos
acidentais à medida que faz outras alterações na área de trabalho.
Pode fixar pontos, formas, ângulos, valores, texto, funções
representadas graficamente, eixos e o fundo da área de trabalho.
Outras opções adequadas para vários objectos também aparecem no
menu de contexto. Consulte Trabalhar com documentos no software
TI-Nspire™ para obter mais informações sobre a utilização da cor em
documentos e a alteração das definições da aplicação Gráficos e
Geometria para o ecrã da definição do gráfico predefinido.

Utilizar a área de trabalho


A área de trabalho fornece um espaço para desenhar e trabalhar com
objectos, como, por exemplo, funções representadas graficamente,
formas ou pontos e linhas.
Quando seleccionar um gráfico ou posicionar o rato sobre uma função
representada graficamente na área de trabalho, a expressão
correspondente ao gráfico aparece na área de trabalho. Pode seleccionar
vários gráficos para ver as expressões.
Aparece um ícone da ferramenta no canto superior esquerdo da área de
trabalho quando activar a maior parte das ferramentas. Pode passar
sobre o ícone da ferramenta para ver as sugestões para o ajudar a utilizar
a ferramenta.

Capturar e largar itens na área de trabalho


O arrastamento permite mover e manipular itens. Por exemplo, pode
arrastar uma definição de texto para a mover ou arrastar o perímetro de
um círculo para o redimensionar.

Gráficos e Geometria 211


1. Aponte para o item.
O ponteiro muda para mostrar que pode capturar ou manipular o
item.
2. Utilize o rato para capturar e arrastar o item.

Unidade portátil: Prima sem soltar x para capturar o item, utilize o


touchpad ou o clickpad para o arrastar e, em seguida, prima x
novamente para o libertar.

Inclinar a área de trabalho


f Para ver as diferentes partes da área de trabalho, clique sem soltar
numa região vazia até o ponteiro mudar para ù e, em seguida,
arraste.

Adicionar texto
Pode adicionar texto à área de trabalho para definir objectos ou resumir
os resultados da análise de um gráfico. Utilize a ferramenta Texto para
escrever valores numéricos, fórmulas ou outras informações na área de
trabalho.
1. No menu Acções, seleccione Texto.
2. Na área de trabalho, clique na localização para adicionar texto. Pode
anexar texto a um objecto, clicando no objecto.
Uma caixa de texto com um cursor intermitente aparece na
localização seleccionada.
3. Escreva o texto.

4. Prima · para ancorar o texto na área de trabalho.


Pode criar uma cadeia de texto com a ferramenta Anexar no menu de
contexto para ligar objectos de texto do mesmo tipo uns aos outros.
Destacar desassocia o texto encadeado de uma cadeia de texto. O
espaçamento, o alinhamento e a actualização do texto do valor
calculado são processados automaticamente para o texto em cadeia.

212 Gráficos e Geometria


Nota: Não pode incluir texto fixo, texto ocultado com a ferramenta
Mostrar/Ocultar ou valores da escala geométrica numa cadeia de
texto.
5. Pode personalizar os objectos de texto para satisfazer as suas
necessidades.
• Utilize as opções do menu de contexto para alterar os objectos de
texto.
– Converta o texto criado na vista Gráfico para texto
geométrico.
– Converta o texto criado na vista Geometria plana (fora da
janela analítica) para texto analítico.
– Anexe texto analítico ou geométrico ao texto do mesmo tipo.
• Utilize a ferramenta Texto para introduzir valores numéricos que a
aplicação Gráficos e Geometria possam interpretar como
números. Pode utilizar estas entradas de texto numérico para
cálculos ou especificar medidas.

6. Prima d ou escolha outra ferramenta para sair da ferramenta Texto.

Trabalhar com vários objectos


Pode seleccionar vários objectos com a ferramenta Ponteiro ou
Seleccionar e, em seguida, utilizar outras ferramentas para efectuar
determinadas acções em vários objectos de uma só vez. À medida que se
move à volta ou sobre os objectos, aparecem detalhes úteis, como, por
exemplo, informações sobre o tipo de objecto, o estado do objecto (por
exemplo, fixo, bloqueado ou agrupado).
Notas:
• Não seleccione um objecto fixo se quiser mover ou agrupar todos os
objectos seleccionados. Não pode mover objectos fixos, incluindo
objectos fixos num grupo.
• A sugestão e aparece quando passar sobre um objecto do
componente. Isto indica que pode premir e para percorrer os
objectos dos componentes e seleccioná-los individualmente.
• Leia as definições dos objectos para garantir que não selecciona os
objectos sem intenção.
Seleccionar objectos com a ferramenta Ponteiro
1. Clique no primeiro objecto que pretende seleccionar.

Gráficos e Geometria 213


O objecto pisca para indicar a selecção e apresenta um estilo de linha
mais grosso (negrito) quando passa sobre o objecto.

2. Clique no segundo objecto da translação.


Pode continuar a clicar nos objectos para seleccionar todos os
objectos que lhe interessam. À medida que selecciona cada objecto,
pisca com os outros na selecção. Pode desseleccionar um objecto
individual, clicando nesse objecto novamente, ou a selecção
completa, premindo d ou clicando numa parte da área de trabalho
sem objectos.
Seleccionar objectos com a ferramenta Seleccionar
1. No menu Acções, seleccione Seleccionar.
2. Clique num ponto junto ao limite da parte da área de trabalho que
contém os objectos que pretende seleccionar.
3. Mova o ponteiro na região da selecção pretendida. Aparece um
contorno da caixa ponteado à volta da área de selecção à medida que
se move.
4. Clique no ponto no limite oposto para completar a selecção.
Os objectos da caixa de selecção piscam. Pode fazer duplo clique na
área de trabalho para iniciar a marcação de outra selecção ou prima
d para sair da ferramenta Seleccionar.
Cancelar selecção
f Cancele a selecção de objectos numa caixa de selecção das seguintes
formas.
• Cancele a selecção de todos os objectos, premindo d ou
clicando num espaço sem objectos.
• Cancele a selecção de um objecto, clicando no objecto outra vez.
Eliminar selecções
f Para eliminar um ou mais objectos seleccionados, prima ..
Não pode eliminar a origem, os eixos ou os valores e os pontos
bloqueados, mesmo que tenham sido seleccionados. Pode eliminar os
objectos fixos e/ou agrupados.

214 Gráficos e Geometria


Mover selecções
1. Passe sobre um objecto intermitente numa selecção de vários
objectos.
2. Capture e arraste o objecto. Todos os objectos da selecção movem-se
em conjunto.
3. Clique na localização pretendida para completar o movimento.
Notas:
• Se incluir um objecto imóvel numa selecção, tem de mover os objectos
individualmente. Não pode mover a origem, os eixos ou um objecto
fixo como parte de uma selecção de vários objectos.
• Os movimentos específicos são suportados para determinados
objectos. Por exemplo, pode premir uma tecla de seta para mover um
objecto anexado à grelha um ponto de cada vez.

Compreender os atributos
A tabela seguinte lista os atributos disponíveis para os objectos. A lista de
atributos disponíveis depende do objecto seleccionado. Para ver os
atributos, seleccione a ferramenta Atributos. Quando seleccionar um
objecto, aparece uma lista dos atributos disponíveis para esse objecto na
área de trabalho. Pode escolher um atributo e seleccionar uma opção
para alterar o aspecto do objecto seleccionado. Os atributos indicados
com um asterisco suportam a introdução de um número para indicar um
valor para o atributo.

Nome Ícone(s) Opções Disponível para


utilização em
Espessura Fina, Média, Recta, Tangente,
da linha Grossa Segmento, Semi-
recta, Vector,
Circunferência,
Triângulo, Polígono,
Polígono regular,
Rectângulo, Funções
representadas
graficamente,
Integrais

Gráficos e Geometria 215


Nome Ícone(s) Opções Disponível para
utilização em
Estilo da Contínua, Recta, Tangente,
linha Ponteada, Segmento, Semi-
Tracejada recta, Vector,
Circunferência,
Triângulo, Polígono,
Polígono regular,
Rectângulo,
representações
gráficas de funções,
Integrais, Equações
em coordenadas
polares, Paramétricas
Animação Velocidade de Ponto, Ponto em
animação
unidireccional*,
Velocidade de
animação
alternativa*
Bloquear/D O objecto está Ponto, Ponto em,
esbloquear desbloqueado, o Ponto de intersecção,
objecto está Comprimento, Área,
bloqueado Ângulo, Arco da
circunferência
Precisão Valor actual: n* Comprimento, Área,
personaliza Ângulo, Declive
da
Estilo do Circulo, Ponto, Ponto em,
ponto Circunferência, Ponto de intersecção,
Quadrado, Arco da
Quadrado vazio, circunferência
Cruz, Mais,
Pequeno
(pequena
circunferência),
Grande, Grande
vazia
Activação Ponto activado, Elementos do gráfico
Ponto de dispersão
desactivado

216 Gráficos e Geometria


Nome Ícone(s) Opções Disponível para
utilização em
Aspecto do Gráfico contínuo, Funções
gráfico Gráfico discreto, representadas
Número de graficamente,
pontos*, gráficos polares e
Tamanho do paramétricos
passo*, T
Mínimo*, T
Máximo*, q
Mínimo*, q
Máximo*,
Estilo dos Grelha, Sem Eixos
eixos grelha

Definições Definições Eixos


dos eixos personalizadas
dos eixos,
Definições do
quadrante 1 dos
eixos, Definições
da trigonometria
dos eixos,
Definições da
estatística dos
eixos, Definições
standard dos
eixos, Definições
decimais dos
eixos
Estilo final Sem setas, Setas Eixos
dos eixos no sentido
positivo, Todas as
setas

Definições Os valores da Eixos


de tique dos marca de escala
eixos são apresentadas,
os valores da
marca de escala
são escondidas

Gráficos e Geometria 217


Nome Ícone(s) Opções Disponível para
utilização em
Valores dos Os valores dos Eixos
extremos extremos são
dos eixos apresentados, os
valores dos
extremos são
escondidos
Tipo de Cartesiana (y=_), Recta, Tangente,
equação da Canónica (_=0) Segmento, Semi-
recta recta, Vector
Tipo de Canónica (...=0), Circunferência
equação Cartesiana (...=r
2
)
Pontos do Pontos não Gráficos de dispersão
gráfico ligados, Pontos
ligados
Definições f, f( ), f( )=, Funções
y=f( ), y=, representadas
graficamente

Tipo de Gráfico de Gráfico da sucessão


sucessão pontos, Gráfico
em teia

Alterar um atributo de um objecto


Pode alterar atributos para alterar o aspecto dos objectos, como, por
exemplo, formas, linhas, funções representadas graficamente e eixos.
1. No menu Acções, seleccione a ferramenta Atributos.
2. Seleccione o objecto que pretende alterar. Aparece a lista dos
atributos para o objecto seleccionado.
3. Utilize 9 e : para percorrer a lista de ícones para os atributos.
4. Realce o ícone para o atributo que pretende alterar e utilize 7 ou 8
para percorrer as opções. Por exemplo, realce a opção Espessura da
linha e utilize 7 ou 8 para ir para Grosso, Fino ou Médio.

218 Gráficos e Geometria


À medida que percorre as opções, pode rever as alterações na área de
trabalho. Por exemplo, pode ver a espessura da linha para o objecto
seleccionado mudar de Fino para Médio à medida que pré-visualiza as
opções de espessura da linha.
Nota: Pode introduzir um valor numérico em vez de seleccionar uma
opção para alterar um atributo de velocidade da animação para um
objecto suportado, ou definir o tamanho do passo, número de
pontos, valores mínimos ou valores máximos para os tipos de gráficos
suportados.

5. Prima · para aplicar a opção ao atributo.

Bloquear pontos e valores medidos


O bloqueio de pontos e valores medidos pode ser útil quando necessitar
de impedir alterações involuntárias, ou para explorações em que as
manipulações dos objectos são limitadas para que a medição bloqueada
permaneça constante.
1. No menu Acções, seleccione Atributos.
2. Seleccione o valor ou ponto que pretende bloquear.
3. Utilize 9 e : para localizar o atributo Bloquear.
4. Utilize 7 ou 8 para seleccionar Bloquear.

Rectângulo inicial com o


perímetro bloqueado

5. Clique ou prima · para bloquear o valor ou o ponto.


Um ícone de bloqueio aparece junto ao ponto ou ao valor bloqueado

Gráficos e Geometria 219


Neste caso, um rectângulo é criado com o perímetro pretendido e, em
seguida, aparecem os valores da área e do perímetro. O valor do
perímetro é bloqueado. À medida que manipula o rectângulo, o
perímetro permanece inalterável, mas a área muda. Quando a área
óptima aparecer, pode medir os lados para obter as dimensões
necessárias.

Vistas de Gráficos e Geometria


Pode seleccionar Gráfico para adicionar a aplicação Gráficos e Geometria
a uma página na vista Gráfico ou Geometria para adicionar a aplicação
na vista Geometria plana.
Na vista Gráfico, a área de trabalho contém os eixos para funções
gráficas. A vista também inclui a linha de entrada para expressões que
representa graficamente como vários tipos de gráficos. Na vista
Geometria plana, aparece uma área de trabalho vazia com uma escala.
Pode utilizar opcionalmente a vista Geometria plana no modo de
modelagem. O modo de modelagem pode incluir opcionalmente uma
janela analítica para trabalhar com objectos num sistema de eixos.

Resumo de diferenças das vistas


A tabela seguinte descreve algumas diferenças das áreas de trabalho
entre a vista Geometria plana e a vista Gráfico.

Funcionalidade Área do gráfico Área de geometria


plana
Rácio de aspecto Ajustável; inicialmente Sempre 1:1 (estático)
1:1
unidades de Genérica (apresentada Definido pelo utilizador
medida como u) (por escala)
Tipo de gráfico Cartesiana Euclidiano
da área (predefinição) ou Polar

220 Gráficos e Geometria


Funcionalidade Área do gráfico Área de geometria
plana
Utilizações • Definir, • Construir,
representar manipular,
graficamente e transformar e medir
manipular funções objectos euclidianos
para: • Mostrar definições
– Representar e texto informativo
graficamente
funções do
tipo f (x)
– Criar gráficos
de dispersão
– Representar
graficamente
funções em
coordenadas
polares
– Representar
graficamente
equações
paramétricas
– Representar
graficamente
sequências
• Construir,
manipular e medir
objectos analíticos
• Mostrar
coordenadas,
equações,
definições e texto
informativo
Comportamento Os objectos analíticos Pode apresentar os
têm de permanecer na objectos geométricos
área analítica como uma camada por
trás da área analítica,
mas permanecem
geométricas na
realidade.

Gráficos e Geometria 221


Utilizar a vista Gráfico
Os itens seguintes aparecem inicialmente quando inicia a vista Gráfico.
• Eixos cartesianos no formato Zoom Standard (escala 1:1)
• Linha de entrada a partir da qual pode fazer gráficos até 100 funções
Pode mostrar ou ocultar os eixos, a linha de entrada e a grelha. Todos os
objectos criados na vista Gráfico são objectos analíticos, para que não
apareça nenhuma escala para as formas desenhadas (como um círculo ou
triângulo). A ferramenta Mostrar escala não tem efeito.

Criar um objecto na vista Gráfico


Quando criar um objecto na vista Gráfico, é um objecto analítico e todos
os pontos do objectos residem no plano do gráfico. Quando alterar a
escala dos eixos, afecta automaticamente o aspecto do objecto. Se
calcular um valor associado ao objecto, como, por exemplo, a área,
apenas unidades genéricas são atribuídas (u para unidade). Estes
objectos permanecem associados ao plano das coordenadas até eliminar
ou redefinir os objectos na área de geometria plana.
Nota: Quando trabalhar com uma área de trabalho da vista Modelagem
(Vista Geometria plana com a janela analítica), não pode mover um
objecto analítico para a área da geometria plana.

Personalizar a área de trabalho


Inclinar vistas
A inclinação permite explorar objectos vizinhos, partes de gráficos ou
desenhos.
f Capture qualquer espaço vazio na área de trabalho e arraste-o.
O ponteiro muda para ù à medida que inclina.
Nota: A inclinação funciona na vista Gráfico e na vista Geometria plana.
Na vista Geometria plana com a Janela analítica apresentada, pode
inclinar cada vista independentemente.

Mostrar/ocultar os eixos e outros elementos


Na vista Gráfico ou na Janela analítica da vista Geometria plana, pode
mostrar ou ocultar selectivamente os eixos, a grelha, a linha de entrada e
os valores dos extremos dos eixos. Pode mostrar ou ocultar o indicador
Escala em qualquer vista.
Nota: Pode também ocultar ou mostrar a linha de entrada, clicando em
ou em no canto inferior esquerdo da área de trabalho.

222 Gráficos e Geometria


f No menu Ver, seleccione os elementos que pretende mostrar ou
ocultar. Neste exemplo, a grelha é mostrada, os eixos e a linha de
entrada são ocultados.

Alterar o aspecto dos eixos


A ferramenta de atributos dos eixos permite alterar os atributos do ecrã,
como, por exemplo, setas finais, valores dos extremos, definições de
marcas de selecção e definições do zoom.
1. No menu Acções, seleccione Atributos.
2. Clique num dos eixos.
3. Prima 9 e : para ir para o atributo pretendido e, em seguida, prima
7 e 8 para escolher a opção a aplicar.

Zoom/redimensionar a área de trabalho


Utilize um dos seguintes métodos para alterar a escala da vista Gráfico ou
a Janela analítica da vista Geometria plana.
f No menu Janela / Zoom , seleccione uma das ferramentas Zoom
(Zoom - Caixa, Zoom - Aumentar ou Zoom - Reduzir), ou seleccione

Gráficos e Geometria 223


uma das predefinições de Zoom. A definição inicial é Zoom -
Standard.

f Seleccione um valor do extremo do eixo, prima · para o editar e


escreva um valor novo.
f Capture qualquer marca de selecção e arraste-a para redimensionar a
vista.
A proporção do aspecto dos eixos é retida à medida que arrasta. Para
modificar a escala de apenas um eixo, prima sem soltar g à
medida que arrasta.
f No menu Janela / Zoom , seleccione Definições da janela. Na
ferramenta Definições da janela, escreva os valores dos extremos
XMín, XMáx, YMín ou YMáx. Para definir o espaçamento
personalizado das marcas de selecção e da grelha, clique na seta para
baixo para EscalaX ou EscalaY e escreva um valor.

Domínio e intervalo predefinidos

Domínio alargado

224 Gráficos e Geometria


Nota: Pode guardar um valor do extremo do eixo como uma variável e,
em seguida, aceder--lhe fora da aplicação Gráficos e Geometria.
Seleccione o valor do extremo na área de trabalho e, em seguida, clique
em (ou prima h) para guardar o valor.

Ajustar os valores da variável com um selector


Um selector permite explorar os efeitos do ajuste de uma variável
numérica através de um conjunto de valores. Pode controlar o aspecto
visual e a localização de um selector, o intervalo de ajuste e o tamanho
do passo.

À
Á
Â
Ã

À Selector horizontal que mostra o nome da variável, o valor actual e o


intervalo.
Á Selector vertical
 “Miniatura” do selector que pode arrastar para ajustar o valor actual
da variável
à Faixa do selector
Ä Selectores minimizado com setas para ajustar o valor actual da
variável

Inserir um selector
Pode inserir selectores numa página Gráficos, numa página Geometria
ou numa página Dados e Estatística.
1. No menu Acções, seleccione Inserir selector.
Uma imagem cinzenta de um selector horizontal com as predefinições
anexa-se ao ponteiro.

Gráficos e Geometria 225


2. Arraste para posicionar o ponteiro e clique para o libertar.

3. Prima · para aceitar o nome predefinido (como V1) ou escreva o


nome de uma variável numérica que pretende atribuir e, em seguida,
prima ·.

Configurar o selector
Pode alterar muitas definições do selector, como Mínimo e Máximo,
clicando em partes do selector. Algumas definições, como Tamanho do
passo, só são acessíveis através da caixa de diálogo Definições do selector.
1. Clique com o botão direito do rato no selector para ver o menu de
contexto e seleccione Definições para ver a caixa de diálogo
Definições do selector.

Unidade portátil: Aponte para o selector, prima / b e


seleccione Definições.
2. Utilize a caixa de diálogo Definições do selector para introduzir as
definições para o selector. Cada definição é descrita abaixo. As
definições que aceitam um valor numérico também aceitam uma
expressão que avalia para um valor numérico.
Variável Especifica que variável está atribuída ao selector.
Escreva o nome de uma variável numérica disponível
ou clique na seta pendente e seleccione um nome da
lista.
Valor Define o valor actual da variável.
Mínimo Define o valor mais baixo do intervalo do selector
(ponto final esquerdo ou inferior da faixa).
Máximo Define o valor mais elevado do intervalo do selector
(ponto final direito ou superior da faixa).

226 Gráficos e Geometria


Tamanho do passoDefine o tamanho do incremento entre valores. A
predefinição é Automático. Para introduzir um
tamanho específico, clique na seta pendente,
seleccione Introduzir tamanho e escreva um valor
numérico positivo.
Estilo Clique na seta pendente para seleccionar Horizontal
ou Vertical.

Ver dígitos Especifica o formato de visualização do valor actual


da variável. Seleccione Auto para ver o valor de
acordo com a opção Definições do documento
Clique na seta pendente para seleccionar entre
formatos fixos ou de ponto flutuante.
Mostrar variávelMostra ou oculta o nome da variável no selector.
Mostrar escala Mostra ou oculta a escala num selector maximizado.

Ajustar o valor actual da variável de um selector


f Depois de configurar um selector, utilize um destes métodos para
ajustar o valor actual:

– Capture a miniatura do selector ( ou ) e arraste-a.


– Clique na miniatura do selector e,e m seguida, prima 9, :, 7 ou 8.

– Clique após “=” ou prima e conforme necessário para


seleccionar o valor actual e escreva um valor numérico.
– Clique numa posição nova na faixa.
Nota: Sempre que o valor actual da variável estiver fora do
intervalo definido do selector, a miniatura não aparece. Para
colocar o valor dentro do intervalo do selector, clique nas setas ou
na faixa do selector.

Reposicionar um selector na página


f Capture e arraste qualquer espaço vazio no rectângulo de selecção do
selector ou clique num espaço vazio no selector e, em seguida, prima
9, :, 7 ou 8.

Gráficos e Geometria 227


Minimizar um selector
f Para minimizar um selector e ver apenas o nome da variável, o valor
actual e as setas de direcção, aceda ao menu de contexto do selector e
seleccione Minimizar.

f Para minimizar mais um selector e mostrar apenas as setas, aceda ao


menu de contexto e desseleccione Mostrar variável.

Aumentar um selector
f Capture o ponto final Mínimo e Máximo na faixa e arraste-o.

Nota: O aumento ou diminuição de um selector só afecta o


comprimento da faixa. Os valores Mínimo e Máximo não mudam.

Animar um selector
Um selector animado muda repetidamente no intervalo através da
utilização do Tamanho do passo.
f Aceda ao menu de contexto do selector e seleccione Animar.
Nota: Para parar a animação, clique em Parar animação. A animação
também pára se bloquear a variável associada ao selector.

Remover um selector
A remoção de um selector não elimina a variável associada ao selector.
1. Clique no rectângulo de selecção do selector para o seleccionar.

2. Prima ·.

Sugestões para utilizar os selectores


Utilizar vários selectores para uma variável.
• Pode atribuir a mesma variável a vários selectores. Permite ver o
efeito de ajuste de uma variável em vários tamanhos de passo ou em
diferentes intervalos.

228 Gráficos e Geometria


Desseleccionar um selector
• Para desseleccionar um selector, clique noutra parte da área de
trabalho, prima d ou prima e e para ir para outro elemento
da área de trabalho.
Associar uma variável diferente a um selector
• Clique na caixa de texto para o nome da variável e escreva o nome da
variável numérica a utilizar.

• Com o selector activo, clique no botão h para seleccionar uma


variável da lista

Utilizar as ferramentas Traçar


A aplicação Gráficos e Geometria fornece duas ferramentas de
tracejamento:
• Traçado do gráfico - traçado ponto a ponto do gráfico de uma
função, equação polar ou paramétrica, gráfico de dispersão ou
sucessão.
• Traçado geométrico - caminho de funções ou objectos.
Consulte Utilizar a vista Geometria plana para obter mais informações
sobre a utilização da ferramenta Traçado geométrico.

Traçar um gráfico ou desenho


A opção Traçado do gráfico move-se sobre os pontos de um gráfico ou
desenho e mostra as informações dos valores.
1. No menu Traçar, seleccione Traçado do gráfico:

Gráficos e Geometria 229


2. (Opcional) No menu Traçar, seleccione Passo do traçado para alterar
o incremento do passo.
3. Utilize o Traçado do gráfico para explorar um gráfico ou desenho das
seguintes formas:
– Vá para um ponto e passe para mover o cursor do traçado para
esse ponto.

– Prima 7 ou 8 para mover o ponto do traçado ao longo de cada


gráfico na área de trabalho simultaneamente.
– Prima 9 ou : para mover de um gráfico para outro. As
coordenadas dos pontos actualizam-se para reflectir a nova
localização do traçado. O cursor do traçado é posicionado no
ponto do novo gráfico ou desenho com o valor x mais próximo
para o último ponto identificado no gráfico traçado previamente.
Pode traçar várias funções conforme descrito em Traçar todos os
gráficos.

– Escreva um número e prima · para mover o cursor do traçado


para esse valor independente no gráfico ou desenho.
– Crie um ponto persistente que permaneça no gráfico enquanto
estiver no modo Traçado do gráfico , premindo · quando o
ponto do traçado atingir o ponto que pretende definir.
– Trace e identifique os pontos em que o gráfico não tem nenhum
valor definido (uma descontinuidade) para uma coordenada. O
par de coordenadas (x, não definida) aparece quando traçar um
ponto com uma coordenada x indefinida.

230 Gráficos e Geometria


Notas:
– Quando seleccionar ou traçar um gráfico ou desenho na área de
trabalho, essa relação aparece na linha de entrada.
– Quando traçar para além do gráfico visível inicialmente, o ecrã
ajusta-se para mostrar a área a ser tracejada.

4. Saia de Traçado do gráfico, premindo d ou escolhendo outra


ferramenta.

Traçar todos os gráficos


A ferramenta Traçar tudo funciona como o Traçado do gráfico, mas
permite traçar várias funções simultaneamente. Com várias funções
representadas graficamente na área de trabalho, efectue os seguintes
passos:
Nota: A ferramenta Traçar tudo só traça gráficos de funções, não
desenhos de outras relações (polar, paramétrica, dispersão, sucessão).
1. Seleccione Traçar tudo no menu Traçar.
Uma linha vertical indica o valor x do traçado e aparece um ponto de
traçado em cada função representada graficamente na área de
trabalho.
2. Prima 7 ou 8 para mover o ponto do traçado ao longo de cada gráfico
na área de trabalho simultaneamente.

3. Saia de Traçar tudo, premindo d ou seleccionando outra


ferramenta.

Trabalhar com relações


A linha de entrada debaixo da área de trabalho permite especificar as
relações no formato suportado por cada tipo de gráfico.

Utilizar a linha de entrada


A linha de entrada aparece na parte inferior da área de trabalho. Pode
especificar várias relações para cada tipo de gráfico. O tipo de gráfico
predefinido é Função, por conseguinte, aparece o formato f1(x)=.
1. Para representar graficamente uma função, seleccione um tipo de
gráfico.
– Para representar graficamente uma função, seleccione Função no
menu Tipo de gráfico .

Gráficos e Geometria 231


Linha de entrada do modo

A área de trabalho e a linha de entrada mudam para o modo


Função. Escreva uma expressão para a função após o sinal de
igual.
– Para representar graficamente uma equação paramétrica,
seleccione Paramétrico no menu Tipo de gráfico.

Linha de entrada do modo


Paramétrico

Escreva expressões para xn(t) e yn(t). A especificação de valores


alternativos para os t-mínimo, t-máximo e t-passo predefinidos
apresentados é opcional.
– Para representar graficamente uma equação polar, seleccione
Polar no menu Tipo de gráfico.

Linha de entrada do modo Polar

Escreva uma expressão para rn(q). A especificação de valores


alternativos para os q-mínimo, q-máximo e q-passo predefinidos
apresentados é opcional.
– Para representar graficamente um gráfico de dispersão, seleccione
Gráfico de dispersão no menu Tipo de gráfico.

Linha de entrada do modo


Gráfico de dispersão

A área de trabalho e a linha de entrada mudam para o modo do


gráfico de dispersão. Clique em var para seleccionar a variável a
representar graficamente como x e y para sn. Pode também
escrever o nome de uma variável existente ou definir uma lista
como elementos separados por vírgulas entre parêntesis, por
exemplo: {1,2,3}.

232 Gráficos e Geometria


– Seleccione a opção para o tipo de sucessão que pretende
representar graficamente.
Para fazer um gráfico em teia ou um gráfico de pontos de uma
sucessão, seleccione Sucessão no menu Tipo de gráfico e
seleccione Sucessão.

Linha de entrada do modo Sucessão

Para fazer um gráfico de fase de uma sucessão, seleccione


Sucessão no menu Tipo de gráfico e seleccione Personalizado.

Modo de sucessão - Linha de


entrada personalizada

A área de trabalho e a linha de entrada mudam para mostrar os


parâmetros necessários para o modo de sucessão seleccionado.
Especifique os parâmetros necessários para tipo de gráfico. Pode
utilizar a ferramenta Atributos para alternar entre o gráfico em
teia e de pontos de uma sucessão.

2. Prima · para representar graficamente a função.

Quando premir · para representar graficamente a expressão, a


aplicação Gráficos e Geometria oculta a linha de entrada e apresenta
uma vista organizada do gráfico.
3. Efectue uma das seguintes acções para continuar o trabalho:
– Para representar graficamente a relação e, em seguida, especificar
outra função, prima :.
– Para representar graficamente a relação e activar o botão
Expandir linha de entrada , prima e.
Depois de representar graficamente f1(x) e voltar a apresentar a
linha de entrada, a linha de entrada apresenta f2(x)= para
permitir a introdução de outra função. Se seleccionar ou traçar
uma função, essa função aparece na linha de entrada.

Gráficos e Geometria 233


À medida que representa graficamente várias soluções nos eixos
dos gráficos, a aplicação Gráficos e Geometria define cada um
deles, excepto se seleccionar a definição "Ocultar
automaticamente definições do gráfico" de Gráficos e Geometria.
Pode definir e representar graficamente um máximo de 99 de
cada tipo. Por exemplo, pode utilizar o modo de função para
especificar as funções (f1(x) - f99(x) ). Pode renomear as relações
com os nomes personalizados, por exemplo, g1(x).
Nota: A linha de entrada é ocultada automaticamente quando não
estiver a introduzir ou editar relações. Para a ver a qualquer
momento, prima / G.

Ver histórico da função


Mostre a linha de entrada e, em seguida, clique no botão Histórico da
função para ver um histórico das relações escritas na linha de entrada.
A lista apresenta as relações por ordem de entrada (de cima para baixo),
com a entrada mais recente junto à linha de entrada. Utilize 9 e : para
percorrer a lista.

Utilize a lista do histórico de funções para editar ou eliminar relações.

Determinar pontos notáveis


Pode utilizar as ferramentas do menu AnalisarAnalisar gráfico para
determinar um ponto notável num intervalo especificado de qualquer
função representada graficamente. Seleccione uma ferramenta para
determinar o zero, o mínimo ou o máximo, o ponto de intersecção, a
derivada (dy/dx) ou o integral.
Nota (CAS): Pode também determinar o ponto de inflexão.
1. Seleccione o ponto notável no menu AnalisarAnalisar gráfico. Por
exemplo, seleccione Mínimo para determinar o ponto mínimo.

234 Gráficos e Geometria


O ícone da ferramenta seleccionada aparece na parte superior
esquerda da área de trabalho. Aponte para o ícone para ver uma
sugestão sobre a utilização da ferramenta seleccionada.
2. Clique no gráfico em que pretende procurar o ponto notável.
Quando apontar para o gráfico, uma linha ponteada aparece para
marcar a parte do gráfico para procurar o ponto notável.
Notas:
– Se determinar a derivada, clique no gráfico no ponto no qual quer
determinar a derivada.
– Pode seleccionar as ferramentas para determinar os pontos
notáveis no menu de contexto. Se seleccionar a ferramenta
Integral ou Derivada no menu de contexto com um gráfico de
função seleccionado, essa função é utilizada para determinar o
ponto notável.

3. Prima 3 ou 4 para mover a linha ponteada no limite inferior da região


da procura.
Nota: Pode também escrever um número para utilizar como o limite
inferior para a região da procura e prima ·.

4. Prima · para marcar o limite inferior para a região da procura. A


ferramenta sombreia o intervalo.
5. Repita os passos 3 e 4 para definir o limite superior da região da
procura.
Se a região da procura especificada incluir um ponto notável, aparece
uma definição para o ponto. Se alterar um gráfico com pontos
notáveis identificados, procure as alterações nos pontos notáveis. Por
exemplo, se editar a função na linha de entrada ou manipular um
gráfico, pode alterar o ponto em que o gráfico intercepta o eixo y.

Pode sair da ferramenta, premindo d ou seleccionando outra


ferramenta. Os pontos notáveis definidos permanecem visíveis no
gráfico.

Especificar uma função com restrições de domínio


Pode utilizar a linha de entrada ou a aplicação Calculadora para
especificar uma função com restrições de domínio. Para restrições de
domínios múltiplos numa função, utilize a função por ramos, por
ramos().
No exemplo seguinte, é especificada uma função com um domínio menor
que e 2 e maior que -2 na lista de entrada:

Gráficos e Geometria 235


1. Prima / G para apresentar a linha de entrada.
2. Escreva piecewise(3, x > -2 e x < 2) na linha de entrada.
3. Prima · para representar graficamente a função.
A aplicação Gráficos e Geometria reformata a expressão na linha de
entrada e representa graficamente a expressão:

Representar graficamente uma família de funções


Uma família de funções difere por um ou mais parâmetros e pode ser
especificada com uma expressão. Para representar graficamente uma
família de funções:
1. Escrever uma expressão para uma família de funções na linha de
entrada. Para especificar uma família de funções:
– Especifique os parâmetros como uma expressão para várias
funções com o formato
f1(x) = {-1,0,1,2} * x + {2,4,6,8}
ou
f1(x) = m*x | m = {1,2,3}.
– Coloque as listas de números ou as listas de variáveis entre
chavetas. Especifique os parâmetros para representar
graficamente uma família até 16 funções.

236 Gráficos e Geometria


Por exemplo, as quatro funções são indicadas com a expressão:
f1(x) = {-1,0,1,2} * x + {2,4,6,8}. A primeira função a avaliar é y = -1 * x
+ 2 e a segunda é 0 * x + 4.

2. Prima · para representar graficamente a família de funções


especificadas.
A aplicação Gráficos e Geometria cria e apresenta um objecto de
gráfico separado para cada membro da família de funções.
Cada função é definida (f1_1, f1_2) para indicar a sequência na
expressão. Pode seleccionar, analisar ou traçar os gráficos para os
explorar.
Nota: A edição de um gráfico de função para o alterar para uma família
de funções não é suportada.

Criar um gráfico da sucessão em teia ou de pontos


Pode utilizar o modo de gráfico Sucessão para representar graficamente
uma sucessão com pontos ou em teia a partir da linha de entrada.
• Um gráfico de pontos representa graficamente n no eixo horizontal
em relação ao valor da sucessão em cada termo, u1(n), no eixo
vertical. Um gráfico de pontos é útil para identificar padrões nos
valores da sucessão.
• Um gráfico em teia representa graficamente o valor da sucessão para
um índice anterior, como, por exemplo,
u1(n-1), no eixo horizontal em relação ao valor da sucessão para o
índice actual, como, por exemplo, u1(n), no eixo vertical. Um gráfico
em teia é útil para analisar o comportamento de longo prazo de uma
sucessão recursiva (como uma convergência ou oscilação).
1. Especifique os parâmetros necessários para o tipo de gráfico da
sucessão pretendido:

Gráficos e Geometria 237


– O campo da expressão u1(n)= é o local onde introduz ou edita a
sucessão. Escreva a expressão que define a sucessão. O índice de
termos, n é uma série de números inteiros consecutivos que
começa pelo zero ou qualquer número inteiro positivo. O nome
da sucessão pode incluir letras, números e parêntesis nos
formatos: u1, u1(n), u1(), myseq, myseq(n) ou myseq(). (Se escrever
o nome da sequência no formato u1() ou myseq(), a aplicação
adiciona automaticamente o n.)
– A expressão escrita para uma sucessão pode referenciar uma
variável atribuída para trabalhar com um selector.
– O parâmetro Termos iniciais é o primeiro termo para avaliar uma
sucessão recursiva. Se a expressão da sucessão referenciar mais de
um termo anterior, como, por exemplo, u1(n-1) e u1(n-2), tem de
escrever os termos iniciais adicionais. Separe os vários termos com
vírgulas.
– O intervalo nPasso é o índice mínimo, o índice máximo e o
incremento utilizado para os gráficos.
Por exemplo, no campo u1(n), escreva a expressão 2*u1(n-1) + 1. Não
é necessário nenhum termo inicial ou entrada do intervalo de passos
neste caso.

2. Depois de introduzir os parâmetros, prima · para representar


graficamente a sucessão especificada.

O gráfico da sucessão inclui um ponto para cada termo da sucessão.


Nota: Se representar graficamente uma sucessão e a variável
utilizada para especifica que será alterada posteriormente para outro
tipo (como, por exemplo, para uma Função), a sucessão representada
graficamente é eliminada automaticamente.
3. Clique no gráfico da sucessão e utilize as ferramentas da aplicação
Gráficos e Geometria para explorar a sucessão representada
graficamente.

238 Gráficos e Geometria


– Clique no gráfico da sucessão para ver a expressão e a definição
para o gráfico.
– Anime um selector atribuído para utilizar uma variável incluída
numa expressão da sucessão para observar as alterações no
gráfico.
– Clique com o botão direito do rato na área de trabalho e
seleccione Traçado do gráfico no menu de contexto para
percorrer e realçar os valores para a sucessão.

Unidade portátil: Prima / b e seleccione Traçado do


gráfico para percorrer e realçar os valores no gráfico da sucessão.

– Prima / T para ver uma tabela dos valores encontrados para


avaliar as sucessões nos valores dos números inteiros consecutivos.

– Capture e arraste o ponto que representa um termo inicial. À


medida que arrasta o termo, o valor muda. A definição da
sucessão na linha de entrada é actualizada automaticamente com
as alterações efectuadas através da manipulação de um termo.

Criar um gráfico personalizado para uma sucessão


Um gráfico personalizado permite mostrar a relação entre duas
sucessões, representando graficamente uma sucessão no eixo x e a outra
no eixo y .

Gráficos e Geometria 239


Quando definir um gráfico personalizado, especifique os nomes das
variáveis de duas sucessões definidas (a partir da aplicação
Gráficos e Geometria) e atribua cada um deles a um eixo. Esta secção
demonstra como criar um gráfico personalizado com o modelo Predador-
Presa da biologia para determinar o número de coelhos e raposas que
mantêm o equilíbrio populacional.
coelho(n) = coelho(n-1) * (1 +.05-.001 * raposa(n-1))
raposa(n) = raposa(n-1) * (1 +.0002* coelho(n-1) -.03), em que:
.05 = taxa de crescimento dos coelhos se não existirem raposas,
.001 = taxa em que as raposas podem matar coelhos,
.0002 = taxa de crescimento das raposas se existirem coelhos,
.03 = taxa de mortalidade das raposas se não existirem coelhos.
1. No menu Tipo de gráfico, escolha Sucessão e seleccione Sucessão.
Utilize a equação do modelo para definir as sucessões de coelhos e
raposas num ciclo de 400 gerações. Parta do princípio que existem 200
coelhos e 50 raposas inicialmente.

Nota: Para uma vista menos organizada, seleccione Ocultar/Mostrar


no menu Acções para ocultar as sucessões coelho(n) e raposa(n) na
área de trabalho.
2. No menu Tipo de gráfico, escolha Sucessão e seleccione
Personalizado.
3. Escreva coelho(n) como a sucessão do eixo x e, em seguida, prima
e e escreva raposa(n) como a sucessão do eixo y.

Nota: Pode também clicar h para seleccionar o nome de uma


sucessão definida previamente ou especificar o nome de uma
sucessão nova que pode definir posteriormente.

240 Gráficos e Geometria


4. Prima e para ir para a linha seguinte e defina o passo n e o
intervalo para n. Neste exemplo, n é definido entre 1 e 400 e o passo n
é o valor predefinido, 1.

5. Prima · para criar o gráfico personalizado.


Nota: Seleccione Zoom - Ajustar no menu Janela/Zoom para ajustar
as definições da janela.

6. Explore o gráfico personalizado, capturando e arrastando o ponto


que representa o termo inicial.

À medida que arraste o ponto, o valor muda e os termos iniciais dos


coelhos e das raposas são actualizados automaticamente.

Neste exemplo, a manipulação do termo inicial demonstra que o


ponto de equilíbrio nas populações de coelhos e raposas no ciclo de
400 gerações = (150, 50).

Utilizar a ferramenta Texto para introduzir funções


Pode fazer o gráfico de uma função, incluindo uma função no formato
“y=”, escrevendo a expressão numa caixa de texto. Para fazer o gráfico
de uma função desta forma:
1. No menu Acções, seleccione Texto:
2. Clique na área de trabalho para colocar a caixa de texto. Escreva a
expressão analítica da função que pretende representar
graficamente.

Gráficos e Geometria 241


3. Arraste a caixa de texto para o eixo e largue-a.
A aplicação Gráficos e Geometria faz o gráfico da função

Independentemente de como especifica uma função, cada função é


definida para identificação.

Representar graficamente inequações


Pode utilizar a linha de entrada para o tipo de gráfico Função para
definir uma função que utiliza um símbolo diferente do sinal de igual.
1. Posicione o cursor à direita do sinal de igual.

2. Prima . ou Backspace para eliminar o sinal de igual.


Aparece uma lista de símbolos.
3. Seleccione ou escreva os sinais pretendidos para expressar a
inequação.
Nota: Pode também escrever dois símbolos, como, por exemplo, > e
= para expressar maior ou igual, ou utilize a Paleta de Símbolos do
Catálogo para seleccionar os símbolos da inequação: >, +, { e |.

242 Gráficos e Geometria


4. Escreva o resto da expressão da inequação e prima · para
representar graficamente a expressão.
A expressão, conforme escrita, aparece quando passar sobre o limite
do gráfico. O sombreamento dos gráficos de inequações mostra os
valores que satisfazem a inequação. Se fizer o gráfico de duas
inequações sobrepostas, a área de sobreposição fica com um
sombreado mais escuro que os gráficos das inequações individuais.

Renomear f(x)
A convenção de nomes predefinidos para as funções é fn(x). (O número
representado por n aumenta à medida que especifica mais funções.)
Pode substituir o nome predefinido por um nome à sua escolha.
1. Coloque o cursor à direita do sinal = na linha de entrada.
2. Seleccione os caracteres predefinidos.

3. Escreva as letras/números para o sistema que pretende utilizar e, em


seguida, escreva a função que pretende representar graficamente.

4. Prima · para representar graficamente a função.


Não se esqueça de que a definição apresentada junto ao gráfico é
idêntica a que introduziu.

Nota: Para continuar a convenção de nomes personalizados, tem de


renomear manualmente cada função à medida que a introduz.

Gráficos e Geometria 243


Editar funções
Pode editar funções representadas graficamente, uma função de cada
vez. Para editar uma função:
1. Utilize um dos seguintes métodos para aceder à função:

– Prima d e faça duplo clique na definição da função no gráfico.

– Clique no botão Expansão da linha de entrada ou prima £


para ir para a função.
A expressão aparece numa caixa de texto ou na linha de entrada.

2. Mova o cursor para a parte da função que pretende alterar.


3. Se estiver a adicionar à expressão, escreva os novos caracteres para a
função.
Se necessitar de eliminar uma parte da função, remova os caracteres
desnecessários e escreva os caracteres novos.

4. Prima · para fazer o gráfico da função revista.

Ocultar uma representação gráfica na área de trabalho


1. No menu Acções, seleccione Ocultar/Mostrar.

244 Gráficos e Geometria


O ícone da ferramenta Ocultar/Mostrar aparece na parte superior da
área de trabalho.
2. Clique no gráfico de qualquer função que pretenda ocultar. Pode
também clicar em qualquer outro tipo de objecto que pretenda
ocultar.
Os objectos em que clicar enquanto a ferramenta está activa
aparecem desactivados.

3. Prima d para sair de Ocultar/Mostrar ferramenta.


A função ocultada desaparece. Para voltar a mostrar os objectos
ocultados, repita os passos acima.

Eliminar uma função


1. Seleccione a função, clicando no gráfico.

2. Elimine a função, premindo Backspace ou ..

Gráficos e Geometria 245


A função é removida da área de trabalho e da lista de funções
representadas graficamente.

Manipular funções
Algumas funções permitem transladar, esticar e/ou rodá-los, capturando
e manipulando o gráfico.
f No menu Acções, seleccione Ponteiro e, em seguida, vá para o
gráfico que pretende manipular.
O cursor muda para indicar a manipulação suportada (por exemplo,
para õ , ö ou é) quando passar sobre uma função representada
graficamente que possa capturar e manipular.
À medida que altera o gráfico, a expressão para o gráfico é
actualizada para reflectir as alterações. Pode manipular os seguintes
tipos de funções:
• Função linear; y=b
• Função linear; y=ax+b

• Função quadrática; y=a(x-b)2+c

• Função quadrática; y=ax2+bx+c


• Função exponencial; y=exp(ax+b)+c
• Função exponencial; y=b†exp(ax)+c
• Função exponencial; y=d†exp(ax+b)+c
• Função logarítmica; y=a†ln(cx+b)+d
• Função sinusoidal; y=a†sin(cx+b)+d
• Função co-sinusoidal; y=a†cos(cx+b)+d

246 Gráficos e Geometria


Manipular uma função linear

Gráfico da função inicial Função transladada no eixo x. (Note a


definição da função revista) Para
transladar, capture junto ao meio do
gráfico e arraste.

Função rodada manualmente. Para rodar, capturar e arrastar


junto às extremidades do gráfico.

Gráficos e Geometria 247


Manipular uma função quadrática

Função quadrática original Função rodada manualmente.


Para esticar, remova do vértice do
gráfico e arraste.

Função transladada no eixo x Função transladada no eixo y

Para transladar, capture e arraste junto ao vértice do gráfico.

248 Gráficos e Geometria


Manipular uma função de seno ou coseno

Função de seno original Manipulação da rotação da função de


seno. Para esticar, remova do eixo de
simetria vertical do gráfico e arraste.

Manipulação da translação ao longo do Manipulação da translação ao longo do


eixo y-. eixo x-.

Para transladar, capture e arraste junto ao eixo de simetria vertical do gráfico.

Determinar a derivada num ponto (declive)


Este método utiliza o menu AnalisarAnalisar gráfico. Alternativamente,
pode criar uma tangente no gráfico para ajudar a visualizar o declive e,
em seguida, utilize o menu Medição para o medir.
1. No menu AnalisarAnalisar gráfico, seleccione dy/dx.
2. Clique no ponto do gráfico no qual quer determinar a derivada.

Gráficos e Geometria 249


O valor da derivada no ponto seleccionado aparece no gráfico.

Nota: Para determinar a derivada num valor específico de x ou y,


utilize o menu de contexto do ponto para mostrar as coordenadas e,
em seguida, edite a coordenada x ou y.

Ver as tabelas de funções


Pode mostrar uma tabela de valores das funções para qualquer função
do problema actual.
Enquanto vê a tabela, pode alterar as definições da tabela, eliminar
colunas, adicionar valores para várias funções e editar a expressão que
define uma função. Para mais informações, consulte Utilizar Listas e
Folha de Cálculo.
Mostrar a tabela
f No menu Ver, seleccione Mostrar tabela.
A tabela aparece num ecrã dividido, mostrando colunas de valores
para as funções definidas actualmente.

No topo de cada coluna, pode seleccionar a função a apresentar na


coluna.

250 Gráficos e Geometria


Ocultar a tabela
f Clique na janela Gráficos e Geometria para ver o menu e seleccione
Ocultar tabela no menu Ver.

Utilizar a vista Geometria plana


A vista Geometria plana inclui uma escala por predefinição, mas não
inclui eixos ou linha de entrada na área de trabalho.
f Mude para a vista Geometria plana no menu Ver, seleccionando Vista
Geometria plana.
O ecrã actualiza-se para eliminar os eixos e a linha de entrada e
aparece uma escala predefinida. Qualquer gráfico ou desenho criado
na vista Gráfico não aparece na área de geometria plana.
Nota: Qualquer construção geométrica criada na vista Geometria
plana é retida e apresentada juntamente com qualquer gráfico criado
previamente.

Criar um objecto na vista Geometria plana


Pode seleccionar Geometria numa página vazia do documento para
trabalhar na vista Geometria plana. As formas, os pontos e as linhas
criados nesta vista são objectos geométricos. Os objectos geométricos
podem ter uma escala atribuída, como, por exemplo, centímetros, em vez
de u para unidades (como utilizado com a vista Gráfico).
Quando trabalhar no modo de modelação (ou seja, na vista Geometria
plana com uma janela analítica), pode mover um objecto geométrico
para a área de trabalho do gráfico. O objecto permanece um objecto
geométrico, e não está associado aos eixos. Por exemplo, pode mover um
vértice de um triângulo, mas como o objecto não está ligado a um plano
de coordenadas, não aparecem coordenadas para o vértice.
Os exemplos seguintes mostram uma área de trabalho de modelagem e
os dois tipos de objectos: A é um objecto analítico enquanto B é um
objecto geométrico.

Gráficos e Geometria 251


Apesar de os dois círculos parecerem idênticos, não se comportam da
mesma forma. Os objectos analíticos são afectados quando a área do
gráfico é alterada. No exemplo seguinte, os eixos foram alterados. Não se
esqueça de que apenas o aspecto do círculo A é afectado pela alteração.

Se criar um objecto com o eixo ocultado, é um objecto geométrico No


entanto, se criar um objecto analítico e ocultar o eixo posteriormente, o
objecto permanece analítico.

Triângulo como aparece na vista Gráfico. O vértice


indefinido permanece um ponto geométrico.

252 Gráficos e Geometria


Utilizar a janela analítica
A janela (gráfica) analítica está disponível na vista Geometria plana.
Adiciona uma janela (gráfica) analítica no topo de uma parte da área de
trabalho de geometria plana. Esta fornece uma área de trabalho de
combinação que permite utilizar ambos os tipos de área de trabalho sem
mudar a vista.
1. Verifique se a área de trabalho está na vista Geometria plana.
2. No menu Ver, seleccione Mostrar janela analítica.
Aparece uma janela de gráfico pequena no canto inferior esquerdo
da área de trabalho da geometria plana Consulte Trabalhar com
funções para obter mais informações sobre gráficos.

Área do gráfico

Área de
geometria
plana

Vista de modelagem - apresenta as duas vistas


anteriores e o trabalho efectuado em ambas.

3. Utilize a vista de modelação para trabalhar com objectos analíticos e


geométricos. Pode editar as seguintes acções:
– Utilize o menu Ver para mostrar ou ocultar os eixos, os valores dos
extremos dos eixo, a escala e a grelha.
– Redimensione os eixos, utilizando as ferramentas Janela > Zoom
ou arrastando as marcas de verificação.
– Capture uma área vazia do ecrã e arraste para a inclinar na área
de trabalho.
4. Seleccione Ocultar janela analítica para remover a janela analítica da
área de texto:

Gráficos e Geometria 253


Trabalhar com ficheiros Cabri™ II Plus
Pode abrir os ficheiros Cabri™ II Plus Figures (.fig) em Gráficos e
Geometria e abrir os ficheiros TI-Nspire™ .tns no software Cabri™ II Plus.
Os ficheiros Cabri™ II Plus abertos em Gráficos e Geometria convertem-se
para uma página Gráficos e Geometria com os números convertidos e
uma página Notas com as mensagens de conversão. Cada página Gráficos
e Geometria converte-se para um ficheiro Cabri™ II Plus quando abrir um
documento .tns no software Cabri™ II Plus.
Abrir um ficheiro Cabri™ II Plus
Para abrir um ficheiro Cabri™ II Plus figures (.fig) em Gráficos e
Geometria:
1. No menu Ficheiro, seleccione Abrir documento.
2. Na caixa de diálogo Abrir documento TI Nspire, clique em Tipo de
ficheiro e seleccione Cabri™ II Plus Figures (*.fig).
3. Clique no ficheiro .fig que pretende abrir em Gráficos e Geometria e
clique em Abrir.
Os ficheiros Cabri™ II Plus convertidos aparecem numa página
Gráficos e Geometria e as mensagens de conversão aparecem numa
página Notas. O ficheiro é guardado como um documento .tns.
Nota: Para ver objectos em ficheiros convertidos num computador
Macintosh®, pode ser necessário alterar a vista, seleccionando Vista
do gráfico no menu Ver.

Exportar um ficheiro Cabri™ II Plus


Para exportar páginas Gráficos e Geometria de um documento
TI-Nspire™ .tns para o software Cabri™ II Plus:
1. Abra o ficheiro .tns que contém as páginas de Gráficos e Geometria
para exportar.
2. No menu Ficheiro, seleccione Exportar.
3. Na caixa de diálogo Exportar para Cabri, navegue para a
localização pretendida se não quiser exportar ficheiros para a
localização predefinida.
4. Escreva um nome para a pasta que ficará com os ficheiros exportados
e clique em OK para guardar os ficheiros.
Cada aplicação Gráficos e Geometria no documento será convertida
para um ficheiro Cabri™ II Plus independente dentro dessa pasta Os
ficheiros .log e .fig exportados utilizam os nomes standard que
incluem Documenton, em que n é um número de sequência utilizado
com vários ficheiros.

254 Gráficos e Geometria


Utilizar o Traçado geométrico
A ferramenta Traçado geométrico permite deixar um caminho visível de
um objecto quando é movido da área de trabalho. Pode efectuar o
movimento manualmente ou com a ferramenta Animação.
Nota: O caminho do traçado não pode ser seleccionado ou manipulado.
1. Crie um objecto ou uma função.
2. No menu Traçar, seleccione Traçado geométrico.
3. Clique no objecto ou na função e capture manualmente e mova o
objecto, ou seleccione um ponto e utilize a ferramenta Atributos para
definir a animação.
Se utilizar a animação, tem de seleccionar o ponto para o Traçado
geométrico e a animação. Consulte Alterar um atributo de um
objecto para obter mais informações.
4. Observe os resultados do Traçado geométrico.
No exemplo seguinte, um segmento de recta foi desenhado e
seleccionado para Traçado geométrico. O movimento do segmento
foi efectuado manualmente.

A faixa do traçado apresentado na área de trabalho depende do


movimento.
• Se mover pouco o objecto, a faixa completa continua a aparecer
até apagá-lo.
• Se mover muito o objecto, a faixa pode obscurecer uma parte
significativa da área de trabalho. Neste caso, as partes mais
antigas da faixa desaparecem para evitar que a área de trabalho
seja obscurecida pela faixa.
Apagar o Traçado geométrico
A forma mais fácil de remover os traçados da área de trabalho é
seleccionar a ferramenta Apagar traçado geométrico.

Gráficos e Geometria 255


f No menu Traçar, seleccione Apagar traçado geométrico.
Quando seleccionada, esta ferramenta remove imediatamente todas
as faixas do traçado da área de trabalho.

Agrupar objectos
Pode agrupar objectos na área de trabalho para manter o
posicionamento dos objectos e efectuar determinadas acções em todos
os objectos do grupo. Pode arrastar e mover os objectos num grupo.
1. Seleccione os objectos para agrupar.
Nota: Não inclua objectos fixos se quiser mover o grupo. A inclusão
de um objecto fixo num grupo cria um grupo fixo.
Para mais informações sobre a selecção de objectos para agrupar,
consulte Seleccionar objectos com a ferramenta Ponteiro ou
Seleccionar objectos com a ferramenta Seleccionar.
2. Com os objectos seleccionados intermitentes, seleccione Agrupar no
menu de contexto.

Unidade portátil: Prima / b.


Macintosh®: Prima sem soltar “ e clique no grupo.
Windows®: Clique com o botão direito do rato num objecto
seleccionado no grupo.
Os objectos são agrupados na área de trabalho. Quando passar sobre
ou clicar num objecto do grupo de objectos, aparece a definição
“grupo”. Pode desagrupar os objectos, clicando em qualquer objecto
do grupo e seleccionando Desagrupar no menu de contexto.

Fixar objectos
Pode fixar pontos, formas, ângulos, valores, texto, funções representadas
graficamente, eixos e o fundo da área de trabalho para impedir
movimentos acidentais à medida que manipula outros objectos na área
de trabalho.
1. Seleccione um ou mais objectos para fixar.
Para mais informações sobre a selecção de vários objectos para fixar,
consulte Seleccionar objectos com a ferramenta Ponteiro ou
Seleccionar objectos com a ferramenta Seleccionar.
2. Seleccione Fixar no menu de contexto.

Unidade portátil: Prima / b.


Macintosh®: Prima sem soltar “ e clique no objecto.

256 Gráficos e Geometria


Windows®: Clique com o botão direito do rato no objecto.
Os objectos fixos são definidos com o tipo de objecto
(“circunferência” ou “eixos”) e apresentam um ícone de fixação. Pode
seleccionar o objecto e escolher Libertar no menu de contexto para
devolver o objecto ao estado original.
Notas:
– A área de trabalho não mostra uma definição fixa. Não pode
capturar a área de trabalho para dar uma panorâmica da vista se a
área de trabalho estiver fixa.
– A fixação de um objecto noutro objecto não impede a
manipulação do objecto “fixo”. Por exemplo, um ponto fixado a
uma representação gráfica de uma função não impede a
manipulação da função representada.
– Pode ainda editar um objecto fixo em alguns casos. Por exemplo,
pode editar as coordenadas x e y de um ponto fixo. O ponto pode
mover-se para reflectir uma edição de valores, mas não em
resposta à manipulação.
– Para um objecto que inclua um atributo Bloquear, o bloqueio é
desactivado depois de fixar o objecto.
– Quando apontar para um objecto fixo, o ponteiro não muda para
permitir as acções de transladação ou captura e arrastamento.

Trabalhar com pontos e rectas


Utilize as ferramentas Pontos e Rectas para desenhar os tipos de pontos e
rectas seguintes. As ferramentas de pontos e rectas permitem também
nomear, definir ou redefinir pontos.
• Pontos: Ponto, Ponto em, Pontos de intersecção
• Rectas
• Segmentos
• Semi-rectas
• Tangente
• Vectores
• Arcos de circunferência

Trabalhar com pontos


Existem três ferramentas para criar pontos:
• Ponto
• Ponto em

Gráficos e Geometria 257


• Ponto de intersecção
criar um ponto
Pode criar um ponto com a ferramenta Ponto. Crie um ponto na área de
trabalho ou num objecto, como, por exemplo, um gráfico ou uma forma.
1. No menu Pontos e Rectas, seleccione a ferramenta Ponto.
2. Vá para a área de trabalho e clique para criar um ponto.
3. Trabalhe com o ponto com a ferramenta Ponteiro a partir do menu
Acções.
Por exemplo, seleccione o ponto com a ferramenta Ponteiro e arraste-
o para o mover.

Notas:
– Um ponto fixo mostra o ícone de fixação e não é móvel.
– Pode também criar um ponto, escrevendo um parêntesis de
abertura e coordenadas separadas por vírgulas. Por exemplo,
active a ferramenta Ponto, escreva (3,5) e, em seguida, prima ·
para criar um ponto com a abcissa 3 e a ordenada 5.
Criar um ponto num objecto
1. No menu Pontos e Rectas, seleccione Ponto em.
2. Clique no objecto pretendido para criar um ponto específico e, em
seguida, clique para colocar o ponto.

258 Gráficos e Geometria


3. Trabalhe com o ponto a com a ferramenta Ponteiro do menu Acções.
Por exemplo, utilize a ferramenta Atributos do menu Acções para
animar o ponto no objecto.
Definir pontos de intersecção
Utilize esta ferramenta para determinar pontos em que dois gráficos
intersectam.
1. No menu Pontos e Rectas, seleccione a ferramenta Ponto de
intersecção.
2. Clique em cada gráfico para determinar os pontos de intersecção.
O primeiro ponto de intersecção entre os dois gráficos é desenhado.
Se os gráficos se intersectarem em mais de um local, todos os pontos
de intersecção são desenhados.

Gráficos e Geometria 259


Definir (identificar) as coordenadas de um ponto
Pode identificar as coordenadas de qualquer ponto analítico com a
ferramenta Coordenadas e Equações.
Nota: Um ponto analítico é criado na vista Gráfico ou na janela analítica
da vista Geometria plana.
1. Crie um ponto.
Pode também criar um ponto num objecto com a ferramenta Ponto
em.
2. No menu Acções, seleccione Coordenadas e Equações.
3. Move o ponteiro para o local do ponto. Aparecem as coordenadas.
4. Clique para seleccionar o ponto. O ponto pisca para indicar a
selecção.
5. Vá para o local em que pretende ancorar as coordenadas do ponto e
prima ·.

Se mover o ponto para uma localização diferente, as novas


coordenadas são actualizadas para a nova posição.

260 Gráficos e Geometria


Nomear um ponto
Pode nomear pontos e vértices na vista Gráfico ou Geometria plana.
Como não estão ligados a uma coordenada específica, os nomes
permanecem inalteráveis se alterar a localização de qualquer parte de
um objecto.
1. Clique com o botão direito do rato no item para ver o menu de
contexto e seleccione Definição para ver a caixa de diálogo
Definições do selector.

Unidade portátil: Passe sobre o ponto, prima / b e seleccione


Definição.
2. Escreva o nome para o ponto na caixa de texto.
(Opcional) Pode nomear um ponto à medida que o cria, escrevendo
uma letra ou um nome imediatamente após definir o ponto. Por
exemplo, quando criar um triângulo, escreva a letra “x” depois de
criar o primeiro vértice. Escreva “y” e “z”para os restantes dois
vértices à medida que os cria.
Redefinir um ponto
Pode redefinir um ponto de um ponto na área de trabalho para um
objecto, de um objecto para outro, ou da janela analítica para área de
trabalho da vista Geometria plana (ou da área de trabalho geométrica
para a janela analítica).
1. Crie um ponto ou decida que ponto existente quer redefinir.

2. No menu Acções, seleccione a ferramenta Redefinir.


3. Clique no ponto que pretende redefinir e clique no objecto ou na
área de trabalho no local para redefinição.
O ponto move-se para o objecto ou a nova localização.

Gráficos e Geometria 261


Trabalhar com objectos lineares
Os objectos lineares que pode criar e explorar estão localizados no menu
Pontos e Rectas. A aplicação Gráficos e Geometria cria semi-rectas e
rectas “inteligentes. Isto significa que aparece apenas uma parte da recta
ou da semi-recta. Esta função reduz a desordem na área de trabalho.
Criar uma recta
1. No menu Pontos e Rectas, seleccione a ferramenta Recta.
2. Clique numa localização para iniciar a recta.
Este clique define um ponto na recta.

Nota: Se premir sem soltar g durante a criação da recta, limita a


orientação (relativamente ao eixo x ou ao aspecto horizontal do
ecrã), em incrementos de 15-.
3. Mova e clique novamente para definir a direcção e o segundo ponto
da recta
A aplicação Gráficos e Geometria desenha a recta.

Criar uma semi-recta


1. No menu Pontos e Rectas, seleccione a ferramenta Semi-recta.
2. Clique para definir o ponto final da semi-recta.

262 Gráficos e Geometria


Nota: Se premir g durante a criação da semi-recta, limita a
orientação, relativamente ao eixo x ou ao aspecto horizontal do ecrã,
em incrementos de 15-.
3. Mova o ponteiro e clique novamente para definir a direcção da semi-
recta.
A aplicação Gráficos e Geometria desenha a semi-recta.

Aumentar a parte visível de uma recta ou semi-recta


1. No menu Acções, seleccione Ponteiro.
2. Capture a extremidade da recta ou semi-recta visível e arraste para a
aumentar ou reduzir.
Criar um segmento
1. No menu Pontos e Rectas, seleccione a ferramenta Segmento.
2. Clique para definir o primeiro ponto final do segmento.

Nota: Se premir sem soltar g durante a criação do segmento,


limita a orientação (relativamente ao eixo x ou ao aspecto horizontal
do ecrã), em incrementos de 15-.
3. Mova o ponteiro e clique novamente para definir o segundo final do
segmento.
A aplicação Gráficos e Geometria desenha o segmento na página.
Criar um segmento com um ponto médio definido
Com a ferramenta Ponto médioPonto médio, pode definir um ponto
médio num segmento de recta existente, entre dois pontos especificados
numa recta, ou entre dois pontos à medida que cria os pontos. (Quando
seleccionar o segundo ponto, é criado o ponto médio.)
1. No menu Construção, seleccione Ponto médioPonto médio.
2. Clique na localização para iniciar o segmento.

Gráficos e Geometria 263


À medida que move o ponteiro, aparece um segundo ponto, o ponto
médio.
3. Pode mover o segmento em qualquer direcção até clicar na área de
trabalho uma segunda vez.
Com o segundo clique, o segmento é ancorado e o ponto médio
permanece identificado.
4. Se definir o ponto médio de um segmento já existente, clique no
segmento.
O ponto médio é criado.
Modificar segmentos com pontos médios
1. No menu Acções, seleccione Ponteiro.
2. Seleccione o segmento e arraste-o para uma nova localização sem
alterar a orientação ou o comprimento, ou seleccione um ponto final
e arraste-o para uma nova localização.
Se mover apenas um ponto final e se o comprimento do segmento
mudar, o ponto médio é reposicionado para continuar no meio do
segmento.
Criar uma recta paralela
Pode criar uma recta paralela em relação a qualquer recta existente na
área de trabalho, incluindo os eixos, e o lado de qualquer triângulo,
quadrado, rectângulo e polígono.
1. No menu Construção, seleccione Paralela.
2. Na área de trabalho, clique numa recta, segmento ou eixo existente.
Este clique identifica a recta de referência para a nova recta paralela
que está a criar.
3. Afaste o ponteiro do segmento, eixo ou da recta de referência.

Ponteiro da recta paralela

264 Gráficos e Geometria


Não se esqueça de que aparece uma recta ponteada, representando a
recta paralela.
4. Quando a recta ponteada estiver na posição pretendida, clique
novamente para a ancorar na área de trabalho.

recta paralela ancorada

Nota: Pode também clicar primeiro na área de trabalho e, em


seguida, seleccionar a recta de referência para criar a recta paralela.
Criar uma recta perpendicular
Pode criar uma recta perpendicular em relação a qualquer segmento ou
recta existente na área de trabalho, incluindo os eixos, e o lado de
qualquer triângulo, quadrado, rectângulo ou polígono.
1. No menu Acções, seleccione a ferramenta Perpendicular.
2. Clique num ponto na área de trabalho através do qual a recta
perpendicular deve passar. Uma linha ponteada mostra a posição da
linha perpendicular.

recta perpendicular antes de ancorar na


página

3. Clique novamente para ancorar a recta perpendicular. A linha


ponteada muda para uma linha sólida.

Gráficos e Geometria 265


recta perpendicular ancorada

Nota: Em alternativa, pode fazer duplo clique na recta ou no


segmento para criar o ponto onde quer uma recta perpendicular para
interceptar.
4. (Opcional) No menu Acções, seleccione o Ponteiro para mover a
recta perpendicular para uma localização diferente na recta de
referência.
5. (Opcional) Clique no ponto de intersecção e arraste o ponto e a recta
perpendicular para a nova localização.
Criar um vector
1. No menu Pontos e Rectas, seleccione a ferramenta Vector .
2. Na área de trabalho, clique no ponto a partir do qual o vector é
originário.
3. Mova o ponteiro na direcção do vector.
Uma recta ponteada segue o ponteiro à medida que se move sobre a
área.

Ponteiro do vector depois da identificação do


ponto final

266 Gráficos e Geometria


4. Quando o vector estiver na posição correcta, clique para ancorar o
vector na área de trabalho.
A linha ponteada muda para uma linha sólida.
Mover um vector
1. No menu Acções, seleccione Ponteiro.
2. Clique em qualquer ponto diferente do ponto final e arraste o vector
para a localização pretendida.
Redimensionar um vector
f Seleccione um ponto final e arraste-o para aumentar ou reduzir a
magnitude do vector.
Nota: Se o ponto final estiver localizado num eixo ou noutro objecto, só
pode mover o ponto de final do vector ao longo desse objecto.
Criar uma tangente
Pode criar uma tangente, identificando um ponto específico numa
função ou num objecto existente. Para criar uma recta tangente:
1. No menu Pontos e Rectas, seleccione Tangente.
2. Na área de trabalho, seleccione o ponto em que quer desenhar a
tangente.
Uma recta tangente ponteada pisca na área de trabalho.

3. Prima · para ancorar o texto na área de trabalho.

Tangente de um objecto

Criar e trabalhar com formas


Pode utilizar as ferramentas Forma para desenhar várias formas
geométricas.
• Círculos

Gráficos e Geometria 267


• Triângulos
• Rectângulos
• Polígonos
• Polígonos regulares
Quando utilizar uma ferramenta Forma, o ponteiro torna-se num lápis. À
medida que cria qualquer forma que inclua uma parte linear (por
exemplo, uma semi-recta, um segmento ou um triângulo), pode activar o
alinhamento personalizado.
• Alinhe uma parte linear da forma para o eixo horizontal ou vertical.

• Prima g para orientar a parte linear em incrementos de 15 graus


em relação ao eixo x.
Para uma definição precisa da forma, pode escrever as coordenadas dos
pontos de definição da forma entre parêntesis em vez de clicar. Por
exemplo, para criar um círculo com um ponto central em (-1,4) escreva (-
1,4) quando solicitado para o ponto central.

Ferramenta Prima · após estes passos:

Circunferência 1. Clique na área de trabalho para posicionar o


centro da circunferência.
2. Mova para o exterior a partir do ponto central
para dimensionar a circunferência. Aparece uma
circunferência ponteada.
Triângulo 1. Na área de trabalho, clique para estabelecer o
primeiro vértice do triângulo.
2. Mova para o local do segundo vértice e clique
novamente na área de trabalho. O lado do
triângulo aparece uma linha ponteada.
3. Mova para o local do último vértice. À medida que
avança, todos os lados do triângulo aparecem
como rectas ponteadas.
4. Clique uma terceira vez na área de trabalho para
criar o vértice final e ancorar o triângulo na área
de trabalho. Os lados são definidos pelas rectas
sólidas.

268 Gráficos e Geometria


Ferramenta Prima · após estes passos:

Rectângulo 1. Clique para estabelecer o primeiro canto do


rectângulo.
2. Mova para o local do segundo vértice e clique
novamente na área de trabalho. Aparece um lado
do rectângulo.
3. Afaste-se do lado do rectângulo. Move-se na
direcção correspondente à orientação do
rectângulo pretendida. O contorno do rectângulo
aparece na área de trabalho.
4. Quando o rectângulo tiver o tamanho correcto,
clique novamente para ancorar o rectângulo na
área de trabalho.
Polígono 1. Na área de trabalho, clique para estabelecer o
primeiro ponto do polígono.
2. Mova para o local do segundo vértice e clique
novamente na área de trabalho. O lado do
polígono aparece como uma recta ponteada.
3. Mova para o local do ponto seguinte. À medida
que move o ponteiro, os lados do polígono
aparecem como rectas ponteadas.
4. Continue a mover e clique para criar o número de
lados necessários. Depois de premir · para
completar o polígono, os lados aparecem como
rectas sólidas.

Gráficos e Geometria 269


Ferramenta Prima · após estes passos:
Polígono 1. Clique na área de trabalho para estabelecer o
regular ponto central do polígono regular.
2. Afaste o ponteiro do ponto central e clique na área
de trabalho novamente para estabelecer o
primeiro vértice e o raio.
É formado um polígono regular de 16 lados O
número de lados aparece junto ao ponto central
entre parêntesis; por exemplo, {16}.
– Para reduzir o número de lados, seleccione
um vértice e mova o ponteiro para a direita à
volta do perímetro do polígono.
– Para aumentar o número, seleccione um
vértice e mova o ponteiro para a esquerda.
O número de lados do polígono aparece à medida
que move o ponteiro
Arco de 1. Clique na área de trabalho para estabelecer o
circunferência primeiro ponto do arco.
2. Mova na direcção pretendida para o arco e clique
novamente na área de trabalho para definir o
segundo ponto.
3. Afaste-se do segundo ponto para estabelecer o
comprimento do arco do circunferência e clique na
área de trabalho uma terceira vez. Aparece um
arco.

Criar uma forma


1. No menu Formas, seleccione a ferramenta para a forma que
pretende desenhar.
O ponteiro aparece como um lápis para indicar que a ferramenta
Forma está activa. Pode passar sobre o ícone da ferramenta para ver
sugestões para desenhar uma forma.
2. Mova o ponteiro para a localização pretendida na área de trabalho.
Uma recta ponteada, uma forma ou uma forma parcial aparece para
o ajudar a visualizar a forma completa.
3. Clique para estabelecer o primeiro ponto da forma.
Nota: Pode premir as teclas para afectar o tamanho de algumas
formas à medida que as desenha. Por exemplo, se premir sem soltar

270 Gráficos e Geometria


g durante a criação da circunferência, o raio está limitado em
comprimento aos números inteiros.
4. Afaste o ponteiro do primeiro ponto conforme necessário para
posicionar o segundo ponto da forma.
A direcção e o movimento do ponteiro podem estabelecer a altura, a
orientação ou os ângulos para uma forma. Uma representação
esbatida da forma ou de uma forma parcial aparece para o orientar.
5. Clique novamente na área de trabalho para estabelecer o segundo
ponto ou completar a forma. É necessário mover e posicionar o
ponteiro as vezes que forem necessárias para a forma que está a
desenhar.
Pode mover o ponteiro para o ícone da ferramenta de forma na parte
superior da área de trabalho para ler sugestões para criar uma forma.
6. Quando todos os pontos ou ângulos estiverem em posição, prima
· para completar a forma.
Pode efectuar as acções para explorar as formas desenhadas. Por
exemplo, pode mover uma forma à volta da área de trabalho,
redimensione-a, altere os atributos e fixa-a na área de trabalho ou
num eixo. Pode explorar e analisar as formas com as ferramentas,
como, por exemplo, as ferramentas de medição ou transformação.
Dimensionar e posicionar formas
1. No menu Acções, seleccione Ponteiro.

2. Passe sobre uma forma para alterar o ponteiro para ÷. Pode clicar e
arrastar o perímetro de uma circunferência para o redimensionar, ou
clique e arraste um ponto para redimensionar um polígono, um
rectângulo ou um triângulo.

3. Clique sem soltar na área seleccionada para alterar o ponteiro para {


.
4. Arraste para redimensionar a selecção.
5. Mova uma forma, capturando e arrastando o centro (circunferência)
ou um lado (triângulo, rectângulo ou polígono).
Identificar equações para círculos e rectas
Pode ver a equação de qualquer objecto analítico (construído na vista
Gráfico, ou na janela analítica da vista Geometria plana) e defini-la no
ecrã.
1. No menu Acções, seleccione Coordenadas e Equações.
2. Clique no círculo ou na recta para o seleccionar.

Gráficos e Geometria 271


A equação do círculo ou da recta aparece e o objecto pisca no ecrã.

3. Prima · para ancorar a equação no ecrã.

Nota: Se se aproximar de um ponto definido na recta ou do ponto


central de um círculo, as coordenadas para esse ponto aparecem em
vez da equação. Afaste o ponteiro do ponto definido para obter a
equação do objecto.

Medir objectos
Pode obter várias medições a partir de objectos desenhados. Estas
medições incluem o cálculo de áreas, comprimentos, ângulos e declives.
Os valores das medições são dinâmicos. Se medir os lados e os ângulos de
um triângulo, por exemplo, e alterar o triângulo, os valores das medições
actualizam-se automaticamente.
Para alterar a precisão apresentada da medição de uma área,
comprimento, ângulo ou declive, aponte para uma medição e prima +
ou -.
Medir comprimento
Pode utilizar a ferramenta Comprimento para medir o comprimento de
um segmento, arco do círculo ou vector. A ferramenta Comprimento
pode também medir o lado ou o perímetro de um polígono, a
circunferência de um círculo, a distância entre dois pontos, distância de
um ponto a uma recta/semi-recta/segmento/vector e a distância de um
ponto a um círculo.
Nota: As medições efectuadas nas rectas e nos objectos da vista Gráfico
têm unidades genéricas, u. As medições efectuadas nas rectas e nos
objectos da vista Geometria plana têm o valor da unidade criada. O valor
da unidade predefinida é centímetros (cm).
Medir o comprimento de um segmento, arco do círculo ou

272 Gráficos e Geometria


vector
1. No menu Medição, seleccione a ferramenta Comprimento.

2. Clique ou prima · para seleccionar o objecto. O segmento alvo, o


arco do círculo ou o vector fica intermitente

3. Clique ou prima · para ancorar a medição na área de trabalho.


Não se esqueça de que um segmento de recta pode ser parte de um
triângulo, rectângulo ou polígono.

Medir a distância entre dois pontos, um ponto e uma recta


ou um ponto e um círculo:
1. No menu Medição, seleccione a ferramenta Comprimento.
2. Seleccione o primeiro ponto.
3. Seleccione o segundo ponto ou um ponto da recta ou do círculo. O
comprimento seleccionado fica intermitente.

4. Clique ou prima · para ancorar o valor na área de trabalho.

Neste exemplo, o comprimento é


medido a partir do centro do círculo
para o vértice esquerdo superior do
polígono.

Determinar a circunferência de um círculo ou o perímetro

Gráficos e Geometria 273


de um polígono, rectângulo ou triângulo
1. No menu Medição, seleccione a ferramenta Comprimento.
2. Clique no objecto para medir a circunferência ou o perímetro.

3. Prima · para ancorar o valor medido na área de trabalho.

Circunferência e perímetro medidos

Medir um lado de um triângulo, rectângulo ou polígono:


1. No menu Medição, seleccione a ferramenta Comprimento.
2. Aponte para o lado que pretende medir.
O perímetro do objecto aparece inicialmente, juntamente com um
lembrete visual que pode utilizar e para medir o lado.

3. Prima e para ver o comprimento do lado e clique para o anexar ao


ponteiro.

4. Posicione a medição e clique ou prima · para a ancorar na área de


trabalho.
Determinar a área de um círculo, polígono, rectângulo ou
triângulo
1. No menu Medição, seleccione Área.
2. Clique no objecto para medir a área.

3. Prima · para ancorar o valor medido na área de trabalho.

274 Gráficos e Geometria


Áreas de um círculo e um polígono

Determinar a medição de um ângulo


1. No menu Medição, seleccione Ângulo.
2. Clique num ponto de um lado do ângulo para medir.
3. Clique no vértice do ângulo que pretende medir.
Quando mover o ponteiro, a medição do ângulo aparece junto ao
segundo ponto clicado.

4. Clique num ponto no segundo lado do ângulo que pretende medir


para ancorar o valor na área de trabalho.
Definir um ângulo com três pontos
Pode definir e medir um ângulo, seleccionando três pontos na área de
trabalho.
1. No menu Medição, seleccione a ferramenta Ângulo.
2. Clique na área de trabalho e vá para o ponto seguinte. O primeiro
clique representa um lado do ângulo. À medida que vai para o ponto
seguinte, uma linha ponteada mostra o caminho utilizado para medir
o ângulo.
3. Clique uma segunda vez na área de trabalho. O segundo clique
representa o vértice. À medida que vai para o ponto seguinte, a
aplicação Gráficos e Geometria calcula a medição do ângulo e
apresenta-a na área de trabalho.

Gráficos e Geometria 275


Se definir um ângulo com uma medição específica, pode alterar o
caminho para ajustar o tamanho do ângulo.

4. Clique uma terceira vez na área de trabalho ou prima ·. O terceiro


clique representa o segundo lado do ângulo e ancora os três pontos.

A medição permanece visível e próxima ao ângulo mesmo que altere


o tamanho do ângulo. Se alterar o ângulo, a medição actualiza-se
para reflectir o novo valor.
Notas:
– O valor de qualquer ângulo estará sempre entre 0- e 180 - no
modo de graus e entre 0 - e p no modo de radianos.
– A medição do ângulo predefinido é em radianos para medições na
vista Gráfico ou na Janela analítica, e em graus para medições na
vista Geometria plana. Para a alterar, altere as definições do
documento.
reposicionar um valor medido
1. No menu Acções, seleccione Ponteiro.
2. Seleccione e arraste a medição para a localização pretendida.
Determinar o declive de uma recta, semi-recta, segmento
ou vector
1. No menu Medição, seleccione Declive.

2. Na área de trabalho, prima · para seleccionar o objecto.

3. Prima · para ancorar o valor na área de trabalho.

276 Gráficos e Geometria


O declive permanece visível e próximo ao objecto mesmo que altere o
declive. Não se esqueça de que o valor muda à medida que o objecto
é movido.
Nota: Se o objecto for vertical, o valor do declive é - % ou +%. Se o
objecto for horizontal, o valor do declive é 0.

Transferir medições
A ferramenta Transferência de medição permite transferir um valor
numérico para um objecto. O valor transferido permanece ligado ao
valor original. Se ajustar o comprimento da medição inicial, todos os
objectos criados são ajustados automaticamente para reflectir a
alteração.
A ferramenta pode utilizar qualquer valor medido ou entrada de texto
numérico como o valor a transferir.
Pode transferir o valor para:
• Um eixo - Cria um ponto no eixo a uma distância igual ao valor
transferido.
• Um círculo novo - Cria um círculo com um raio igual ao valor
transferido. Se eliminar o valor original posteriormente, o círculo
também é eliminado.
• Um círculo existente - Define um arco no círculo. Defina o ponto
inicial e o valor transferido é utilizado para criar o ponto final.
• Um vector ou a semi-recta - Cria um segundo ponto na semi-recta ou
no vector no valor transferido, como medido a partir do ponto final
do objecto.
Exemplo: Transferir uma entrada de texto numérica para

Gráficos e Geometria 277


um eixo
1. No menu Acções, seleccione Texto e, em seguida, clique para criar
uma caixa de texto na área de trabalho.

2. Escreva o número que pretende transferir e, em seguida, prima ·


para o ancorar.

3. Prima d para sair da ferramenta Texto.


4. No menu Construção, seleccione Transferência de medição.
5. Clique no número a transferir e, em seguida, clique no eixo
pretendido.
O valor é marcado pela adição de um ponto no eixo. Neste exemplo,
o ponto foi definido para mostrar as coordenadas.

Exemplo: Criar um círculo com uma medição transferida


1. Crie um triângulo a partir do menu Formas e, em seguida, utilize o
menu Medições para medir o comprimento de um lado. Este
comprimento será utilizado como o raio para um novo círculo.
2. No menu Construção, seleccione Transferência de medição.

278 Gráficos e Geometria


3. Clique no valor medido que criou no passo 1.
4. No menu Formas, seleccione Círculo.
Um círculo novo é criado com um raio igual ao valor transferido.
5. Mova o ponteiro para posicionar o círculo e clique para o ancorar.

6. Prima d para sair da ferramenta e, em seguida, redesenhe o


triângulo para explorar o efeito no círculo.
Exemplo: Transferir uma medição para uma circunferência
1. Crie um círculo com a ferramenta Círculo no menu Formas.
2. Crie um segmento de recta com o menu Pontos e utilize o menu
Medições para criar uma medição do comprimento. Este
comprimento será utilizado como o comprimento de um arco no
círculo.
3. No menu Construção, seleccione Transferência de medição.
4. Clique no valor medido que criou no passo 2.
5. Clique no círculo.
Um ponto que representa o início do arco segue o ponteiro à medida
que se move à volta do círculo.
6. Posicione o ponto inicial e, em seguida, clique para ancorar o arco.
A medição é transferida numa direcção contrária à dos pontos do
relógio e os pontos iniciais e finais do valor são marcados pelos
pontos.

Gráficos e Geometria 279


7. Prima d para sair da ferramenta e, em seguida, mova os pontos
finais do segmento de recta original para explorar o efeito no arco.
Pode também mover o arco, arrastando o ponto inicial.
Nota: Se medir a distância entre os dois pontos do círculo, o valor
será inferior à medição transferida Isto deve-se ao facto de estar a
medir uma linha recta entre os pontos, não o arco formado entre os
pontos. O comprimento do arco é a medição transferida.

Utilizar a ferramenta Calcular


A ferramenta Calcular permite efectuar cálculos aritméticos com os
valores introduzidos e medidos. Um exemplo mostra a melhor forma de
utilizar esta ferramenta.
1. Crie um objecto e apresente as medições do objecto. Neste exemplo,
um triângulo é construído e os ângulos são medidos com a
ferramenta Ângulo no menu Medições.

2. No menu Acções, seleccione Texto.


3. Escreva a fórmula para cálculo. Neste exemplo, a fórmula adiciona as
medições dos três ângulos.

280 Gráficos e Geometria


4. No menu Acções, seleccione a ferramenta Calcular.
5. Clique na fórmula criada.
É-lhe pedido para seleccionar um valor para cada termo na fórmula.
6. Clique na medição de cada ângulo quando pedido.
Nota: Se guardar uma medição como uma variável, pode seleccioná-
la quando pedido, clicando em . Se o nome de uma medição
guardada corresponder a um termo na fórmula, pode premir “L”
quando pedido para esse termo.
Quando as variáveis da fórmula tiverem valores, a resposta aparece
na área de trabalho.

7. Prima · para ancorar o resultado.

Transformar objectos
Pode aplicar transformações para desenhar objectos e alguns podem ser
aplicados a funções Quando trabalhar com funções, os eixos estão mais
frequentemente envolvidos e podem ser necessários As transformações
dos objectos podem ocorrer sem a utilização dos eixos como um ponto
de referência
As transformações suportadas pela aplicação Gráficos e Geometria são
• Simetria em relação a qualquer ponto, incluindo a origem
• Reflexões em relação a qualquer recta, incluindo os eixos

Gráficos e Geometria 281


• Translações ao longo de qualquer vector, incluindo os vectores nos
eixos
• Rotações sobre qualquer ponto, incluindo a origem, e qualquer
ângulo
• Ampliações dashomotetias a partir de qualquer ponto, incluindo a
origem, com qualquer factor
O primeiro passo em qualquer transformação é criar um objecto ou
gráfico de uma função
Explorar a simetria
1. Crie um objecto.
2. No menu Pontos e Rectas, seleccione Ponto.
3. Clique na área de trabalho para criar o ponto de simetria.
4. No menu Transformação, seleccione Simetria.
5. Seleccione o objecto e, em seguida, o ponto.
Aparece a imagem simétrica.

Explorar a reflexão
1. Crie um objecto.
2. Crie uma recta ou um segmento sobre o qual o objecto será
reflectido.
3. No menu Transformação, seleccione Reflexão.
4. Na área de trabalho, seleccione o segmento ou a recta de reflexão.
5. Seleccione o objecto.
Aparece a reflexão do objecto.

282 Gráficos e Geometria


6. Para ancorar a reflexão, clique na página ou prima ·.

Explorar a transladação
1. Crie um objecto para transladar (duplicar).
2. (Opcional) Crie um vector para indicar a distância e a direcção de
translação.
3. No menu Transformação, seleccione Transladar.
4. Indique a distância e a direcção da translação através da execução de
uma das seguintes acções.
– Clique no vector ou
– Clique na área de trabalho para indicar a distância entre o objecto
e o objecto da translação e, em seguida, clique novamente para
indicar a direcção da translação.
5. Clique no objecto da translação. Aparece o objecto transladado.

Gráficos e Geometria 283


Explorar a rotação
1. Crie a forma ou represente graficamente a função para rodar.
2. (Opcional) Pode criar opcionalmente o ponto para rodar e o ângulo
para especificar o ângulo da rotação.
3. No menu Transformações, seleccione Rotação.
4. Se definir o ponto de rotação e o ângulo de rotação antes de activar a
ferramenta, inicie a rotação, clicando no objecto, no ponto de
rotação e, em seguida, no ângulo de rotação.
Ou
Com a ferramenta Rotação activa e sem ponto e ângulo predefinidos,
especifique o ponto para rodar e o ângulo de rotação.
a) Escreva o parêntesis de abertura e escreva as coordenadas x e y do
ponto para rodar o objecto e prima ·.
b) Escreva a medição a utilizar para o ângulo de rotação e
prima ·.

O objecto é recriado na posição rodada conforme definido pelo


ponto e o ângulo de rotação.
Explorar a Ampliação dahometetia
1. Crie um objecto para ampliar por homotetia.
2. Crie um ponto que é o centro para a Ampliação dahomotetia.
3. No menu Acções, seleccione Texto e escreva um valor para
estabelecer o tamanho da Ampliação dahomotetia. Pode também
medir um comprimento existente para estabelecer o tamanho para a
Ampliação dahomotetia.
Nota: Se especificar um valor de tamanho grande, pode utilizar as
ferramentas Zoom ou inclinar o ecrã para o objecto
alargadotransformado.

284 Gráficos e Geometria


4. Prima · para ancorar o valor do tamanho na área de trabalho.
5. No menu Transformação , seleccione Ampliação dahomotetia.
6. Clique no objecto, no ponto central e no valor do tamanho antes de
mover para o objecto.
Nota: Pode também especificar as coordenadas do ponto central e o
valor do tamanho da Ampliação dahomotetia, escrevendo os
números após um parêntesis de abertura.

A Ampliação dahomotetia aparece na área de trabalho.

Efectuar outras investigações


Pode investigar outros cenários através da determinação da mediatriz
dos segmentos, rectas e ângulos ou da criação de um lugar geométrico.
• Determinar a bissectriz de um segmento
• Determinar a bissectriz de um ângulo
• Determinar o lugar geométrico
Determinar a bissectriz de um segmento
1. No menu Construção, seleccione Mediatriz.
2. Clique no segmento.
Aparece a mediatriz.
Nota: Se já não existir nenhum segmento na área de trabalho, pode
criar um, seleccionando dois pontos diferentes.

Gráficos e Geometria 285


Determinar a bissectriz de um segmento existente
(bissectriz não ancorada na página)

3. Clique uma vez mais para ancorar a bissectriz na área de trabalho.


Nota: Um segmento pode ser um lado de um triângulo, um
rectângulo ou um polígono.
Determinar a bissectriz de um ângulo
1. No menu Construção, seleccione Bissectriz do ângulo.
Nota: Se não existir nenhum ângulo na área de trabalho, pode criar
um, seleccionando três pontos diferentes
2. Clique para definir o primeiro lado do ângulo.
3. Clique para definir o vértice do ângulo.
4. Clique para definir o segundo lado do ângulo.

286 Gráficos e Geometria


Criar uma bissectriz do ângulo através da
definição de três pontos. O segundo ponto
representa o vértice do ângulo.

A recta da bissectriz aparece e é ancorada na área de trabalho


quando seleccionar o terceiro ponto.
Nota: Se seleccionar a ferramenta Ponteiro e mover um ponto do
ângulo criado, a bissectriz do ângulo move-se para que determine
sempre a bissectriz do ângulo.
Criar um lugar geométrico
A ferramentas Lugar geométrico permite explorar o intervalo de
movimento de um objecto em relação a outro objecto como limitado por
um ponto partilhado.
1. Crie um segmento, uma recta ou um círculo.
2. Crie um ponto no segmento, na recta ou no círculo.

Ponto definido no segmento de recta.

3. Crie outro objecto que utilize o ponto definido criado no passo


anterior.

Gráficos e Geometria 287


Círculo criado para utilizar o
ponto de definido no
segmento.

4. No menu Construção, seleccione a ferramenta Lugar geométrico.


5. Na área de trabalho, seleccione o objecto definido para partilhar o
ponto (este é o objecto para variar).
6. Seleccione o ponto partilhado pelos objectos (este é o objecto para
limitar).
Aparece o lugar geométrico contínuo.

7. Mova o ponto na primeira construção.


A segunda construção deforma-se para seguir o ponto do lugar
geométrico.

Dois exemplos da alteração do


raio da circunferência à medida
que o lugar geométrico se move
ao longo do segmento de recta.
O raio é definido para mostrar
melhor a alteração.

288 Gráficos e Geometria


Pode criar e explorar outros designs com a ferramenta Lugar
geométrico.

Lugar geométrico criado com um ponto e um


segmento.

Animar pontos
Pode animar um ponto numa recta, semi-recta, eixo, gráfico, segmento
ou circunferência. Além disso, pode também animar pontos em vários
objectos na área de trabalho de uma vez.
Animar um ponto num objecto
1. No menu Pontos e Rectas, seleccione Ponto em.
2. Clique no objecto para criar o ponto e, em seguida, clique na
localização para o ponto.
3. No menu Acções, seleccione Atributos. Aparece a ferramenta
Atributos.

Gráficos e Geometria 289


4. Prima £ ou ¤ para mover para o atributo de animação e prima
¡ ou ¢ para mover para o atributo de velocidade de animação
unidireccional ou alternada.
5. Escreva um número de 1 a 9 para definir a velocidade. A velocidade
predefinida é 0.
Quanto maior for o número escrito, mais rápida é a velocidade da
animação.

6. A animação começa automaticamente quando seleccionar a


velocidade e a direcção.

Prima + e - no teclado do computador ou na unidade portátil para


aumentar/reduzir a velocidade da animação contínua
incrementalmente.
Painel de controlo da animação
Assim que um ponto estiver animado, um painel de controlo flutuante
aparece na página Pode mover este painel, arrastando-o para um novo
local.

Quando a animação estiver activa, o painel contém um botão Reset e


um botão Pause . Quando premir um botão e a animação for
reiniciada ou interrompida, o botão Pause muda para um botão
Start . Estes controlos afectam todos os pontos animados numa
página.

290 Gráficos e Geometria


Painel quando a animação está
activa

Painel com animação


parada/reiniciada

Alterar a animação de um ponto em movimento


Para alterar a velocidade do movimento de um ponto ou da direcção da
animação.
1. Reinicie ou interrompa a animação.
a) Seleccione a ferramenta Atributos.
b) Seleccione o ponto que pretende alterar.
c) Quando aparecer a lista de atributos, seleccione um atributo de
animação.
2. Para alterar a velocidade, escreva um novo número.
3. Para alterar a direcção de animação, prima 78 para seleccionar a
direcção pretendida.

4. Prima o botão Start .


O ponto move-se à nova velocidade e/ou na nova direcção
seleccionada.
Interromper e retomar a animação
1. Para interromper a animação numa página, seleccione o botão Pause
.

2. Para reiniciar a animação, seleccione o botão Start .

Reiniciar a animação
A selecção do botão Reset interrompe a animação e devolve o ponto
animado para a posição da coordenada inicial do objecto quando a
animação foi iniciada. Se existirem vários pontos animados na página,
todos são devolvidos às localizações originais quando seleccionar Reset.
Parar animação
Para parar a animação de um objecto:

1. Seleccione o botão Pause ou Reset na barra de controlo.

Gráficos e Geometria 291


2. Visualize o atributo de Animação para o ponto.
3. Mude a velocidade para 0 (zero).
4. Clique numa área vazia do ecrã para aplicar a alteração ou prima
·.
5. Seleccione Start para retomar a animação se outros pontos animados
estiverem temporariamente parados.
Se não existirem outros pontos animados na página, a caixa de
controlo da animação não reaparece quando a velocidade estiver
definida para 0.
Nota: Se existirem vários pontos em movimento numa página e
quiser parar permanentemente a animação de todos os objectos,
quando o movimento é interrompido ou parado, veja a lista de
atributos para cada ponto e mude a velocidade para 0.

292 Gráficos e Geometria


Utilizar a aplicação Listas e Folha de
Cálculo

Como começar com os dados tabulares


A aplicação Listas e Folha de Cálculo oferece um local para trabalhar com
dados tabulares.
• Guardar dados numéricos, texto ou expressões matemáticas.
• Definir uma célula da tabela em relação a conteúdos de outras
células.
• Definir uma coluna inteira com base no conteúdo de outra coluna.
• Partilhar colunas de dados como lista de variáveis com outras
aplicações de tecnologia de aprendizagem de matemática e ciências
TI-Nspire™. Partilhar também células individuais como variáveis.
• Trabalhar com as variáveis criadas nas aplicações Gráficos e Geometria
e Calculadora.
• Recolher tabelas de dados reais a partir de sensores.
• Gerar colunas de dados com base nas sequências definidas.
• Fazer tabelas de dados com a aplicação Dados e Estatística.
• Gerar uma tabela de valores para uma função.
• Copiar e colar dados de tabelas da aplicação Listas e Folhas de Cálculo
para outras aplicações informáticas, como, por exemplo, o software TI
Connect™ e o software de folha de cálculo Excel®.
• Efectuar análise estatística em listas de dados.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 293


Menu e área de trabalho
À Á Â Ã

Ä
À Menus de Listas e Folha de Cálculo (disponível quando uma área de
trabalho de Listas e Folha de Cálculo estiver activa).
Á Área de trabalho de amostra de Listas e Folha de Cálculo
 Clique nas barras de deslocação horizontal e vertical para ver mais
linhas e colunas
à Dados de Listas e Folha de Cálculo representados graficamente na
aplicação Dados e Estatísticas
Ä Linha de entrada
Menu de Listas e Folha de Cálculo

Acções

Mover coluna Permite reposicionar a coluna actual.

294 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Acções

Redimensionar Para uma coluna seleccionada, permite


definir a largura para máxima, mínima
ou personalizada.
Para uma linha seleccionada, permite
definir uma altura de linha.
Seleccione Selecciona uma coluna ou uma linha
completa, ou ajuda a inserir a
designação de um intervalo de células
numa fórmula da célula.
Ir para Vai para a célula especificada, como, por
exemplo, d16 ou g20.
Recalcular Volta a calcular os resultados de todas as
fórmulas da célula e gera novos
resultados de funções aleatórias, como,
por exemplo, rand(), randInt() e
randSamp().

Ordenar Permite ordenar as colunas


seleccionadas da folha de cálculo com
base no conteúdo de uma coluna.

Inserir

Inserir célula Insere uma célula.


Inserir linha Insere uma linha por cima da linha
actual.
Inserir coluna Insere uma coluna antes da coluna
actual.

Dados

Gerar sucessão Apresenta uma caixa de diálogo para


criar uma sucessão.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 295


Dados

Captura de dados Permite a captura manual ou


automática de dados das variáveis das
aplicações Gráficos e Geometria,
Calculadora, Dados e Estatística ou
Listas e Folhas de Cálculo. Prima
/ ^ (ponto ).
Macintosh®: “+ . (ponto)
Preencher Permite duplicar o conteúdo de uma
célula ou de um grupo de células
seleccionadas numa coluna.
Apagar dados Remove os dados da coluna ou das
colunas seleccionadas. Não apaga
nomes da lista ou fórmulas da coluna.
Depois de apagar os dados, as
fórmulas da coluna voltam a ser
calculadas nas colunas seleccionadas.
Gráfico de frequência Utiliza a aplicação Dados e Estatística
para representar graficamente uma
distribuição de frequência para duas
colunas de dados, uma lista de dados e
uma lista de frequências (contagem).
Uma lista de dados categóricos é
representada graficamente como
gráfico de barras e a lista de dados
numéricos como um histograma.
Gráfico rápido Utilize a aplicação Dados e Estatística
para fazer o gráfico de uma ou duas
colunas de dados como pontos, gráfico
de pontos ou de dispersão.

Estatística

Cálculos estatísticos Permite seleccionar vários cálculos


estatísticos, como a análise de uma
variável, a análise de duas variáveis e
regressões.

296 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Estatística

Distribuições Permite calcular e definir várias


distribuições, como, por exemplo,
Densidade de Probabilidade Normal,
Densidade de Probabilidade
Cumulativa Binomial e Inverso da
distribuição F.

Intervalos de confiança Permite calcular vários intervalos de


confiança, como, por exemplo,
intervalo t e intervalo z .
Testes estatísticosTestes Permite efectuar e desenhar vários
estatísticos testes de hipóteses, como, por
exemplo, teste t, teste z e ANOVA.

Tabela

Mudar para Tabela/Mudar Alterna a vista Tabela quando premir


para Listas e Folha de / T. (Macintosh®: “+T.)
Cálculo
Eliminar coluna Remove a coluna actual.
Seleccionar Permite seleccionar uma função
disponível para visualizar na coluna
actual.
Editar expressão Permite alterar a expressão associada à
tabela de valores sem sair da tabela.
Editar definições da tabela Permite alterar os parâmetros de
visualização da tabela.

Sugestões Fornece instruções breves úteis sobre a


conclusão de tarefas de Listas e Folha
de Cálculo.

Partes de uma folha de cálculo


Uma folha de cálculo inclui uma letra da coluna na parte superior de
cada coluna e um número da linha no lado esquerdo de cada linha. As
duas linhas superiores e os números das linhas permanecem no lugar à
medida que as percorre. Pode nomear uma coluna de dados para a
disponibilizar como uma variável da lista nas aplicações TI-Nspire™.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 297


ÀÁÂ
Æ

Ç
Ä
À Letra de referência da coluna
Á Célula do nome da coluna para definir uma coluna como uma variável
da lista
 Célula da fórmula da coluna para gerar uma coluna de dados
à Número de referência da linha
Ä Linha de entrada (inclui a referência da célula para a célula actual)
Å Células - Qualquer elemento vazio numa lista aparece como um
underscore (“_”). Qualquer valor que não seja ajustável à largura de
uma célula é truncado. Passe sobre a célula para ver o valor completo.
Æ Zona de nome (primeira paragem da tabulação - nomes das colunas e
fórmulas)
Ç Zona de dados (segunda paragem da tabulação - células do corpo)
Navegar numa folha de cálculo
Pode seleccionar qualquer célula para ver ou editar o conteúdo. Quando
uma folha de cálculo for maior que a área de trabalho da aplicação
Listas e Folha de Cálculo, pode ir para diferentes partes da folha de
cálculo, utilizando a tecla e e premindo as teclas de atalho.

• Prima e para mover entre o corpo da folha de cálculo (zona de


dados) e os nomes das colunas e as fórmulas (zona de nome).

• Prima ¡, ¢, £ e ¤ para percorrer uma célula da folha de cálculo de


cada vez (mover entre células numa zona). As teclas de setas movem o
cursor de uma célula para a outra e deslocam-se conforme necessário
para manter a célula seleccionada na vista.
• Percorra várias células de uma só vez, premindo Page up, Page Dn,
Home e End.

298 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Unidade portátil: Prima as teclas / 9 (Page up), / 3
(Page Dn), / 7 (Home) e / 1 (End).
• Utilize o comando Ir para no menu Acções para seleccionar uma
célula específica. Escreva a letra da coluna da célula e o número da
linha (como, por exemplo, G16).
• Prima · para colocar a célula seleccionada no Modo de edição.
• Arraste a barra de deslocação para mover verticalmente sem alterar a
célula ou o bloco de células seleccionado.

Criar e partilhar dados da tabela como listas


Pode definir uma coluna como uma lista de elementos com nome do
mesmo tipo de dados. Depois de definir uma lista, pode ligá-la a partir
das aplicações Gráficos e Geometria, Calculadora ou Dados e Estatística, e
a partir de outras instâncias da aplicação Listas e Folha de Cálculo no
problema actual.
Nota: A aplicação Listas e Folha de Cálculo pode apresentar um máximo
de 2500 elementos numa lista.

Partilhar uma coluna da folha de cálculo como uma


variável da lista
Partilhe uma coluna de dados, atribuindo um nome como uma variável
da lista.
Nota: Evite definir variáveis que utilizem os mesmos nomes das variáveis
utilizadas para análise estatística. Em alguns casos, pode ocorrer um erro
de condição.
Os nomes das variáveis utilizados para análise estatística são listados no
Guia de Referência do TI-Nspire™ na entrada stat.results.
1. Vá para a célula do nome da coluna (célula superior da coluna),
clicando na célula ou premindo £ conforme necessário.

2. Escreva um nome para a variável da lista e prima ·.


A coluna está disponível como uma variável da lista para outras
aplicações do TI-Nspire™.
3. Crie elementos na lista da mesma forma que cria dados nas células da
folha de cálculo. Por exemplo, pode escrever os dados em cada célula
ou utilizar uma fórmula para gerar uma coluna de dados.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 299


Notas:
• Se uma variável com o nome especificado já existir no problema
actual, a aplicação Listas e Folha de Cálculo apresenta uma mensagem
de erro.
• Quando seleccionar a célula da fórmula da coluna de uma lista,
aparece o nome da lista numa expressão similar a largura:=.
• As listas podem conter elementos vazios (indicados por “_”) .
• Pode referir-se a um elemento específico numa lista nomeada a partir
da aplicação Calculadora. Utilize o nome da lista e a posição do
elemento na lista. Numa lista chamada Alturas, por exemplo, refira-se
ao primeiro elemento como Alturas[1]. A expressão Alturas[2] refere-
se ao segundo elemento, etc.

Ligar a uma variável da lista existente


A ligação de uma coluna a uma variável da lista existente permite ver e
editar facilmente os valores na lista. A lista pode ser qualquer lista
partilhada do problema actual e pode ser definida nas aplicações
Gráficos e Geometria, Calculadora ou Listas e Folha de Cálculo.
Depois de ligar uma coluna a uma lista, a aplicação Listas e Folha de
Cálculo mostra automaticamente qualquer alteração efectuada na lista
com as outras aplicações TI-Nspire™.
1. Clique a célula da fórmula da coluna (a segunda célula do topo) da
coluna que quer ligar à variável.
2. Escreva o nome da variável da lista que pretende ligar.
—ou—
Clique na barra de ferramentas (prima h na unidade portátil),
clique em Ligar a e seleccione a variável que pretende ligar.
3. Prima ·.
A coluna mostra os elementos da lista.
Notas:
• Não pode ligar à mesma variável várias vezes na mesma página.
• Tenha cuidado se estabelecer ligação a uma variável do sistema. Esta
ligação pode impedir a variável de ser actualizada pelo sistema. As
variáveis do sistema incluem ans e resultados estatísticos (como, por
exemplo, stat.results, stat.RegEqn e stat.Resid).

Inserir um elemento numa lista


Quando inserir um elemento numa lista, os restantes elementos descem
para criar espaço. Nenhuma coluna é afectada.

300 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


f No menu Inserir, seleccione Inserir célula.

Eliminar um elemento de uma lista


Quando eliminar um elemento, os restantes elementos da lista sobem
para preencher o intervalo. O movimento ascendente afecta apenas a
coluna seleccionada.
1. Seleccione a célula do elemento a eliminar.
2. Veja o menu de contexto para a célula e seleccione Eliminar célula.

Nota: Se premir . ou Backspace para apagar o conteúdo da célula


em vez de eliminar o elemento da lista, ao elemento é atribuído um
valor de 0 (zero). Os restantes elementos da lista não se movem.

Criar dados da folha de cálculo


Pode inserir valores numéricos, texto ou fórmulas nas células. As células
das fórmulas das colunas podem conter apenas fórmulas. (As fórmulas
das colunas são descritas em Gerar colunas de dados.)

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 301


Exemplos de dados
Entrada Notas
1.234 Entrada numérica simples
"Verde" Texto - Coloque os dados categóricos (como os
nomes das cores utilizadas num estudo) para os
distinguir dos nomes das variáveis. Prima / r
para inserir os dados citados na unidade portátil.
=a3*comprim Fórmula - Consiste num símbolo “=” seguido por
ento uma expressão.
Pode escrever a expressão ou utilizar o Catálogo e
os modelos de expressões para a construir. Para
mais informações, consulte a secção Calculadora.
Para garantir um resultado decimal em vez de uma
fracção, escreva um dos números inteiros na
expressão como um decimal. Por exemplo, escreva
1.0 em vez de 1.

Escrever uma expressão matemática, um texto ou uma


fórmula da folha de cálculo
1. Faça duplo clique na célula para a seleccionar e colocar no modo de
edição.

Nota: Se a célula já estiver seleccionada, pode premir · ou clicar


na linha de entrada.
2. Escreva a expressão, o texto ou a fórmula. Certifique-se de que coloca
as entradas de texto entre aspas e comece as entradas das fórmulas
com um símbolo “=”.
À medida que introduz os dados, aparecem na célula e na linha de
entrada simultaneamente.

3. Prima · para completar a entrada e mover-se para baixo para a


célula seguinte.
—ou—
Prima e para completar a entrada e vá para a direita para a célula
seguinte.

302 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


A aplicação Listas e Folha de Cálculo recalcula automaticamente
quaisquer células dependentes da célula introduzida. Se partilhar a
célula e outras aplicações TI-Nspire™ estiverem ligadas à célula, as
outras aplicações são também actualizadas.
Nota: As células vazias de uma folha de cálculo aparecem como um
espaço vazio representado por um carácter de sublinhado (_). O
carácter de sublinhado é adicionado automaticamente às células
vazias quando uma lista é nomeada ou uma célula vazia é
referenciada numa fórmula. Quando quiser efectuar cálculos num
intervalo de células, não se esqueça de anotar a localização das
células vazias. As células sem um valor podem afectar os cálculos. Por
exemplo, se incluir uma célula vazia no intervalo para uma soma,
como, por exemplo, “=b2+c2,” o resultado do cálculo fica vazio (_).

Inserir um intervalo de célula numa fórmula


A função Seleccionar intervalo permite introduzir um intervalo de células
(como a1:b3) numa fórmula, seleccionando o intervalo em vez de
escrever endereços de células num argumento.
Suponha que quer calcular a média de um intervalo de células.
1. Escreva “ =média( “ na célula que conterá o resultado.

2. No menu Acções, seleccione Seleccionar > Seleccionar intervalo.


Um rectângulo de selecção ponteado aparece à volta da célula que
contém a fórmula.
3. Seleccione o intervalo de valores para os quais quer calcular a média.
Vá para a primeira célula no intervalo e, em seguida, prima sem soltar
g enquanto prime as teclas de setas.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 303


O rectângulo de selecção ponteado move-se para fechar as células
especificadas para o intervalo. A fórmula é actualizada à medida que
selecciona.

4. Prima · para completar a fórmula, avaliar a fórmula e apresentar


o resultado.

Trabalhar com células


Trabalhar com cor
A aplicação Listas e Folha de Cálculo apresenta o texto preto e as células
com um fundo branco por predefinição. Pode alterar a cor das células e
do texto para realçar ou distinguir os dados. As cores e a ordem de
atribuição da cor são baseadas na paleta de cores do TI-Nspire-™.
Consulte Alterar a cor das células e Alterar a cor do texto para obter mais
informações.
As alterações de cores efectuadas no software aparecem em tons de
cinzento quando trabalhar em documentos da unidade portátil
TI-Nspire™. A cor é preservada quando mover os documentos para o
software.
Alterar a cor de preenchimento das células
1. Seleccione as células para preencher com cor. Pode seleccionar uma
ou mais células em quaisquer células, colunas ou linhas adjacentes.
2. Aceda ao menu Contexto e seleccione Cor > Preencher cor.
3. Seleccione a cor para aplicar às células. Muda a cor das células
seleccionadas.
Nota: Se combinar texto colorido com células coloridas, seleccione as
cores cuidadosamente para garantir a visibilidade à medida que trabalha
com os documentos no software e na unidade portátil.
Alterar a cor do texto
1. Seleccione as células que contêm o texto para alterar. Pode
seleccionar uma ou mais células em quaisquer células, colunas ou
linhas adjacentes.

304 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


2. Aceda ao menu Contexto e seleccione Cor > Cor do texto.
3. Seleccione a cor para aplicar ao texto. As células vazias na área de
selecção mostram a alteração da cor quando o texto é adicionado.

Compreender as referências de células nas fórmulas


Utilize uma referência de célula para utilizar dados de uma célula ou de
um intervalo de células numa fórmula. Os resultados do cálculo
actualizam-se automaticamente quando os valores das células mudam.
As referências relativas incluem apenas a letra da coluna e o número da
linha da célula (por exemplo, E7). Uma referência relativa descreve onde
uma célula está em relação a outras células da folha de cálculo. A
aplicação Listas e Folha de Cálculo controla as referências de células
relativas e ajusta a referência automaticamente durante a deslocação das
células circundantes (devido às acções efectuadas, como, por exemplo,
eliminações das colunas ou inserções das células).
Siga estas directrizes para especificar as referências de células:
• Inclua a letra de uma coluna e o número de uma linha numa
referência relativa.
• Inclua o símbolo $ antes da letra da coluna e do número da linha para
especificar uma referência absoluta.
• Inclua dois pontos (:) entre duas referências de células para especificar
um intervalo de células.
As referências absolutas incluem o símbolo $ antes da letra da coluna e
do número da linha (por exemplo, $B$16). As referências absolutas
referem-se sempre à célula numa posição específica na folha de cálculo.
A aplicação não ajusta automaticamente a referência de célula quando
as posições da célula mudarem.

Escrever uma referência de célula numa fórmula


1. Faça duplo clique na célula e escreva a fórmula. Consulte a secção
Calculadora para obter mais informações sobre a inserção de símbolos
e operadores do Catálogo.
2. Vá para a posição adequada na fórmula e escreva a referência de
célula. Utilize o formato para uma referência relativa (B3), referência
absoluta ($B$2) ou um intervalo de células (A1:A4).
Nota: Pode seleccionar Recalcular no menu Acções para actualizar
todas as referências e os resultados das fórmulas numa folha de
cálculo.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 305


Eliminar conteúdo das células
1. Clique na célula para a seleccionar ou utilize as teclas de setas para
mover a célula.
Nota: Se estiver a eliminar um intervalo de células, seleccione uma
célula numa extremidade ou canto do intervalo e, em seguida, utilize
g com as teclas de setas para seleccionar as restantes células no
intervalo.

2. Prima ·.
Nota: Qualquer célula que utilize uma fórmula com uma referência
absoluta aos dados eliminados mostra um erro. Uma célula que utilize
uma fórmula com uma referência absoluta aos dados eliminados é
actualizada para utilizar os dados actualmente na posição
referenciada.

Copiar células
Quando copiar células, quaisquer fórmulas nas células originais são
copiadas para as células de destino.
1. Clique na célula para a seleccionar ou utilize as teclas de setas para
mover para a célula.
Nota: Se estiver a copiar um intervalo de células, seleccione uma
célula numa extremidade ou canto do intervalo e, em seguida, utilize
g com as teclas de setas para seleccionar as restantes células no
intervalo.

2. Copie as células seleccionadas, premindo / C (Macintosh®: “+C).


3. Seleccione a célula onde pretende duplicar a célula copiada. Se estiver
a copiar um bloco de dados, seleccione a célula que será o canto
superior esquerdo do bloco copiado.

4. Cole as células seleccionadas, premindo / V (Macintosh®: “+V).


Importante: Cole os dados copiados numa célula que esteja no
mesmo modo da célula a partir da qual os dados foram copiados
originalmente. Caso contrário, pode colar uma fórmula como uma
cadeia entre aspas em vez de uma fórmula.

Preencher células adjacentes


Pode repetir o valor ou a fórmula de uma célula nas células adjacentes
numa coluna. Pode também repetir uma sequência simples que ocorre
em várias células (como, por exemplo, 2, 4, 6).

306 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


1. Seleccione a célula que contém o valor ou a fórmula para repetir.
Nota: Se estiver a preencher com um padrão repetido de um
intervalo de células, seleccione uma célula numa extremidade do
intervalo e utilize g com £ ou ¤ para seleccionar as restantes
células do intervalo.
2. No menu Dados, seleccione Preencher.

3. Prima ¤ várias vezes para ir para baixo, seleccionando o intervalo das


células que suportará as repetições.

4. Prima ·.
O valor, a fórmula ou o padrão seleccionado para duplicação é
repetido no intervalo seleccionado.

Partilhar o valor de uma célula como uma variável


Pode partilhar o valor de uma célula com outras aplicações TI-Nspire™,
guardando-o como uma variável. Quando definir ou fizer referência a
uma variável ou célula partilhada na aplicação Listas e Folha de Cálculo,
preceda o nome com um apóstrofo (‘)
1. Seleccione a célula que quer partilhar.

2. Clique em na barra de ferramentas e clique em Guardar Var para


guardar o valor da célula.

Unidade portátil: Prima / h (ou prima h e seleccione


Guardar Var).
Uma fórmula é inserida na célula com var como um marcador de
posição para o nome de uma variável.

3. Escreva sobre as letras “var” um nome para a variável e prima ·.


Utilize o nome de uma variável que não existem no problema actual.
O valor é apresentado a negrito para indicar que está disponível
como uma variável nas aplicações do TI-Nspire™.

Ligar uma célula a uma variável


Quando ligar uma célula a uma variável, a aplicação Listas e Folha de
Cálculo mantém o valor da célula actualizado para reflectir o valor actual
da variável. A variável pode ser qualquer variável do espaço do problema
actual e pode ser definida nas aplicações Gráficos e Geometria,
Calculadora, Dados e Estatística ou Listas e Folha de Cálculo.
1. Seleccione a célula que pretende ligar a uma variável.

2. Clique em na barra de ferramentas e clique em Ligar a.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 307


Unidade portátil: Prima / h (ou prima h e seleccione Ligar).
Aparece o menu VarLink.
3. Em Ligar a, prima £ e ¤ para ir para o nome da variável.

4. Prima ·.
A célula mostra o valor da variável.
Nota: Tenha cuidado se estabelecer ligação a uma variável do sistema. A
ligação pode impedir a variável de ser actualizada pelo sistema. As
variáveis do sistema incluem os resultados estatísticos (como, por
exemplo, Stat.RegEqn, Stat.dfError e Stat.Resid) e as variáveis de
resolução financeira (como, por exemplo, tvm.n, tvm.pmt e tvm.fv).

Trabalhar com linhas e colunas de dados


Seleccionar uma linha ou coluna
f Para seleccionar uma linha, mova para a parte superior da coluna e
clique na letra de referência da coluna. Para seleccionar uma linha,
mova para a célula mais à esquerda da linha e clique na letra de
referência da coluna. Prima d para cancelar a selecção.
Unidade portátil: Prima sem soltar £ para mover para além da
célula superior ou prima sem soltar ¡ para mover para além da célula
mais à esquerda.
f Para alargar uma selecção às colunas ou linhas adjacentes, prima sem
soltar g e prima ¡, ¢, £ ou ¤.

Redimensionar uma linha ou coluna


1. Seleccione a linha ou a coluna que pretende redimensionar.
2. No menu Acções, seleccione Redimensionar e, em seguida, uma
opção.
3. Seleccione uma opção de redimensionamento para uma coluna ou
linha.
– Para uma coluna, seleccione Redimensionar largura da coluna,
Maximizar largura da coluna ou Minimizar largura da coluna.
– Para uma linha, pode seleccionar Redimensionar altura da linha.
As ferramentas que minimizam e maximizam a largura da coluna
trabalham automaticamente. Tem de ajustar manualmente o
tamanho para utilizar as ferramentas Redimensionar largura da
coluna e Redimensionar altura da linha.

308 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


4. Para redimensionar manualmente, utilize ¡ e ¢ para redimensionar a
coluna ou utilize £ e ¤ para redimensionar a linha e, em seguida,
prima ·.

Inserir uma linha ou coluna vazia


1. Seleccione uma coluna ou uma linha que pretende inserir nos dados
novos.
2. No menu Inserir, seleccione Linha ou Coluna.
– Se estiver a inserir uma linha, as restantes linhas deslocam-se para
baixo para criar espaço para a linha nova.
– Se inserir uma coluna, as restantes colunas deslocam-se para a
direita para criar espaço.
Nota: Se outras células contiverem fórmulas com referências relativas
a uma coluna ou linha deslocada, essas referências ajustam-se em
conformidade.

Eliminar linhas ou colunas inteiras


Pode eliminar uma linha, uma coluna, um grupo de linhas ou de colunas.
Quando eliminar uma linha ou coluna, as restantes linhas ou colunas
movem-se para cima ou para a esquerda para preencher o espaço.
1. Seleccione a linha ou a coluna que pretende eliminar.
2. (Opcional) Para seleccionar as linhas ou colunas adjacentes a eliminar,
prima sem soltar g e prima ¡, ¢, £ ou ¤.

3. Prima ·.
As linhas ou as colunas seleccionadas são eliminadas.
Nota: Se outras células contiverem fórmulas referentes à linha ou
coluna eliminada, essas células apresentam um erro. As referências
relativas a células cujas posições foram alteradas devido a uma
eliminação ajustam-se em conformidade.

Copiar linhas ou colunas


1. Seleccione a linha ou a coluna que pretende copiar.
Pode clicar na letra da coluna para copiar uma coluna ou no número
da linha para copiar uma linha.
2. (Opcional) Para seleccionar as linhas ou colunas adjacentes a copiar,
prima sem soltar g e prima ¡, ¢, £ ou ¤.

3. Copie a coluna ou a linha, premindo / C (Macintosh®: “+C).

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 309


4. Mova o cursor para qualquer célula da coluna ou da linha onde quer
colocar os itens copiados.

5. Cole a linha ou a coluna seleccionada, premindo / V


(Macintosh®: “+V.).
A linha ou a coluna copiada é colada no lugar, substituindo o
conteúdo anterior.
Nota: Se copiar uma coluna nomeada, é colada sem o nome para
evitar um conflito de variáveis.

Mover uma coluna


1. Seleccione a coluna que pretende mover.
2. No menu Acções, seleccione Mover coluna.
Aparece uma barra de inserção.

3. Prima ¡ ou ¢ para colocar a barra de inserção na nova posição da


coluna e, em seguida, prima ·.
Nota: As referências relativas a qualquer célula afectada pelo
movimento ajustam-se em conformidade.

Apagar dados da coluna


O comando Apagar dados permite remover os dados das colunas
seleccionadas. Apagar dados não elimina a coluna e não apaga uma
fórmula ou o nome de uma coluna.
Depois de apagar os dados, Lists & Spreadsheet recalcula as fórmulas das
colunas para as colunas seleccionadas. Isto torna o comando Apagar
dados útil para capturar um novo conjunto de dados de outra aplicação
ou gerar selectivamente uma nova coluna de números aleatórios.
1. Seleccione a coluna ou as colunas que pretende apagar.
2. No menu Dados , seleccione Apagar dados.
Nota: Se uma fórmula recalculada produzir os mesmos dados que
anteriormente, pode parecer que o comando Apagar dados falhou.

Ordenar dados
Pode ordenar uma área seleccionada da folha de cálculo por ordem
ascendente ou descendente. Seleccione a coluna principal na área
seleccionada para a ordenação. Quando a ordenação mover os dados
para cima ou para baixo na coluna principal, os dados correspondentes
nas outras colunas seleccionadas são também movidos para cima ou para
baixo. Este procedimento preserva a integridade de cada linha.

310 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Nota: A ordenação é baseada em valores numéricos. Se seleccionar uma
coluna principal com texto, pode obter resultados imprevistos.
1. Seleccione a região das células.

2. No menu Acções, seleccione Ordenar.


Aparece a caixa de diálogo Ordenar.
3. Seleccione a letra da coluna para utilizar para ordenação.
4. Seleccione Descendente ou Ascendente como o método de
ordenação e, em seguida, seleccione OK.

Nota: A ordenação de uma coluna definida por uma fórmula remove a


fórmula, porque pode não ser válida após a ordenação.

Gerar colunas de dados


Pode criar uma coluna de valores baseada nos conteúdos de outra
coluna. Pode também criar uma coluna em qualquer um dos vários tipos
de dados sequenciais.
A introdução de uma fórmula numa célula da fórmula da coluna informa
a aplicação Listas e Folha de Cálculo que quer aplicar a fórmula a todas as
células da coluna, não apenas a uma única célula.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 311


À Á Â

À Fórmula da coluna baseada numa variável


À Fórmula da coluna baseada noutra coluna
 Fórmula da coluna que gera uma sucessão

Notas:

• Se gerar dados numa coluna que já contenha um ou mais valores de


células, a aplicação Listas e Folha de Cálculo pede confirmação antes
de substituir os valores existentes. Se avançar, remove todos os valores
existentes da coluna.
• Se editar uma célula manualmente numa coluna de dados gerados, a
aplicação Listas e Folha de Cálculo pede confirmação antes de
substituir os dados gerados Se avançar, remove os dados gerados para
a coluna inteira.

Criar valores da coluna baseados noutra coluna


1. Clique na célula da fórmula da coluna (a segunda célula do topo) da
coluna em que quer utilizar uma fórmula.
A aplicação Listas e Folha de Cálculo insere o sinal de igual à esquerda
(=) para a fórmula. Se a lista for uma lista com nome, a aplicação
Listas e Folha de Cálculo insere listname:= seguido pelo cursor.

2. Escreva a expressão para a fórmula após o = e prima ·. Utilize os


parêntesis ([]) após qualquer letra da coluna que inclua na fórmula.
Por exemplo, escreva =a[]^2 para criar uma coluna de valores em que
cada célula é o quadrado da célula correspondente da coluna A
A aplicação Listas e Folha de Cálculo mostra a fórmula na célula da
fórmula e preenche a coluna com os resultados.

312 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Gerar uma coluna de números aleatórios
1. Clique na célula da fórmula da coluna (a segunda célula do topo) da
coluna.
A aplicação Listas e Folha de Cálculo insere o sinal de igual à esquerda
(=) para a fórmula. Se a lista for uma lista com nome, a aplicação
Listas e Folha de Cálculo insere listname:= seguido pelo cursor.
2. Escreva a expressão para gerar os números aleatórios. Pode utilizar o
catálogo para introduzir uma expressão em vez de escrever os
números.
RandInt(1,6,20)
Este exemplo coloca 20 números inteiros aleatórios na coluna.

3. Prima · para gerar os números.


4. Para gerar (Recalcular) um novo conjunto de números aleatórios,
prima / R (Macintosh®: “+R).

Gerar uma sequência numérica


1. Seleccione qualquer célula na coluna em que quer gerar a sequência.
2. No menu Dados, seleccione Gerar sucessão.
Aparece a caixa de diálogo Sucessão.
3. Escreva a fórmula aplicável aos valores da coluna no campo Fórmula.
4. Escreva os números iniciais requeridos pela sequência no campo
Termos iniciais e separe-os com vírgulas.
5. (Opcional) Escreva qualquer valor máximo para a sequência no campo
Valor máximo.
6. Escreva o número máximo de valores a gerar, se quiser especificar um
máximo.
7. Seleccione OK.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 313


A aplicação Listas e Folha de Cálculo mostra a fórmula na célula da
fórmula e preenche a coluna com os resultados.

Representar graficamente dados da folha de


cálculo
Pode representar graficamente os dados numa folha de cálculo com o
Gráfico rápido e o Gráfico de frequência. As células de Listas e Folha de
cálculo sem dados não são representadas por pontos em gráficos.

Utilizar Gráfico rápido


Pode criar facilmente um gráfico de pontos dos dados de uma coluna ou
um gráfico de dispersão das duas colunas adjacentes com a função
Gráfico rápido. Esta função mostra os dados representados graficamente
com a aplicação Dados e Estatística.
Para criar um gráfico de dispersão:
1. Nomeie as duas colunas para as declarar como listas.

2. Seleccione ambas as colunas.

314 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


3. No menu Dados, seleccione Gráfico rápido.
É adicionada uma aplicação Listas e Folha de Cálculo à página com os
dados representados graficamente. A parte mais à esquerda das duas
listas é desenhada no eixo x e outra lista é desenhada no eixo y.

4. (Opcional) Utilize as funcionalidades de Dados e Estatística para


analisar ou melhorar visualmente o gráfico.
Nota: Consulte Utilizar Dados e Estatísticas para obter informações
sobre a análise e a exploração de gráficos.

Criar um gráfico de frequência


Pode utilizar a aplicação Listas e Folha de cálculo para configurar uma
tabela de frequência e criar um gráfico de frequência. Uma tabela de
frequência utiliza uma lista de dados (categoria) e uma lista de
frequências.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 315


• A lista de dados é uma coluna de valores numéricos ou letras que
fornecem categorias para um histograma ou um gráfico de barras.
• A lista de frequências é composta por números inteiros ou decimais
que mostram uma contagem de dados para cada categoria na lista de
dados.
Para criar um gráfico de frequência:
1. Crie a lista de dados para as categorias de dados. Por exemplo,
nomeie as “respostas” da lista e introduza as cadeias para as
categorias de respostas para uma pergunta de consulta. Coloque as
cadeias de categorias entre aspas.

2. Crie a lista de frequência. Por exemplo, nomeie as “contagens” da


lista e introduza uma contagem de respostas para cada categoria na
lista de dados das “respostas”.

3. Seleccione uma das listas, clicando na célula superior da coluna e


premindo £.
4. No menu Dados, seleccione Gráfico de frequência.
Aparece a caixa de diálogo Gráfico de frequência.

316 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


5. Se for necessário, utilize e e as teclas de setas para seleccionar as
listas correctas para Lista de dados e Lista de frequências.
6. No campo Visualizar em, seleccione como visualizar o gráfico de
frequência na aplicação Dados e Estatísticas.
• Seleccione Página dividida para colocar a página Dados e
Estatística na metade da página actual.
• Seleccione Nova página para adicionar o gráfico de frequência a
uma nova página.
O gráfico de frequência apresenta os nomes das listas ao longo dos
eixos.

Nota: Neste exemplo, a lista de dados contém dados das cadeias, por
conseguinte, o gráfico de frequência aparece como um gráfico de
barras. As cadeias das categorias da lista de dados aparecem debaixo
das barras.

Trocar dados com outro software do computador


Pode utilizar o software informático TI-Nspire™ para copiar dados da
tabela para e do software fora das aplicações TI-Nspire™, como, por
exemplo, o TI DataEditor (no software TI Connect™) e o software da
folha de cálculo Excel®.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 317


Por exemplo, pode copiar:
• Os valores das células individuais, um intervalo de células ou uma lista
inteira do TI DataEditor.
• Os valores (não as fórmulas subjacentes) das células individuais, um
intervalo de células ou uma coluna inteira de uma folha de cálculo do
Excel®.
• Um número do TI DataEditor.
• O valor de uma matriz do TI DataEditor.

Exemplo - copiar dados do TI DataEditor


1. Abra o software TI Connect™.
2. Veja o TI DataEditor.
3. Se for necessário, abra o ficheiro com o número, a lista ou a matriz
que pretende copiar.

4. Arraste para seleccionar os valores que pretende copiar. Para copiar


uma lista inteira, clique na célula superior da lista.

5. Clique em Editar > Copiar.


6. Na aplicação Listas e Folha de Cálculo, clique na célula onde quer
colar os dados.

318 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Se copiou um intervalo de células, serão coladas de forma a que o
canto superior esquerdo do intervalo fique posicionado na célula
seleccionada. Qualquer dado dessas células será substituído.
7. Clique em Editar > Colar.

Copiar células de uma folha de cálculo do Excel®


Pode copiar até 26 colunas e 2500 linhas de uma folha de cálculo do
Excel® para uma aplicação Listas e Folha de Cálculo.
1. Arraste para seleccionar os valores que pretende copiar da folha de
cálculo do Excel®. Para copiar uma coluna inteira, clique no
identificador da coluna no topo da coluna.
Nota: Se seleccionar colunas não contíguas na folha de cálculo
Excel®, serão coladas como colunas contíguas em Listas e Folha de
Cálculo.

2. Prima / C para copiar as células.


3. Na aplicação Listas e Folha de Cálculo, clique nas células em que quer
colar os dados.
Se estiver a copiar um intervalo de dados, serão colados de forma a
que o canto superior esquerdo fique posicionado na célula
seleccionada. Qualquer dado dessas células será substituído.

4. Prima / V para colar as células copiadas na aplicação Listas e Folha


de Cálculo.
Nota: Tem de colocar os dados categóricos entre aspas (“ “) depois de
colar os dados.

Capturar dados de Gráficos e Geometria


Pode utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo para capturar
informações sobre objectos da aplicação Gráficos e Geometria. Por
exemplo, pode controlar as alterações na área de um triângulo à medida
que altera o comprimento de um lado na aplicação Gráficos e Geometria.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 319


Os valores capturados substituirão valores na coluna. Se preferir, pode
remover todos os dados de uma coluna antes de iniciar uma nova
captura, seleccionando Apagar dados no menu Dados.
Pode seleccionar captura manual ou automática como método de
captura de dados.
• Com a captura manual, acciona a captura de cada elemento dos
dados com uma combinação de teclas específica. Prima / ^ para
capturar num sistema operativo Windows® ou prima “ ^ para
capturar num sistema operativo Macintosh®.
• Com a captura automática, a captura de cada valor de dados é
accionado automaticamente quando mover ou animar o alvo em
Gráficos e Geometria.

Capturar dados manualmente


1. Certifique-se de que o valor dos dados que pretende capturar está
ligado ao nome de uma variável.
2. Seleccione a célula da fórmula da coluna (a segunda célula do topo)
da coluna em que quer capturar os valores.
Nota: Os valores capturados substituirão valores na coluna.
3. No menu Dados, seleccione Captura de dados e, em seguida,
seleccione Captura manual de dados.
É inserida uma expressão capturada na célula da fórmula da coluna
com var como um marcador de posição para o nome da variável que
está a capturar

4. Substitua as letras “ var ” pelo nome da variável a capturar em


Gráficos e Geometria. Por exemplo, escreva área.
A célula do cabeçalho contém uma expressão similar a
=captura(área,0).

320 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Nota: O argumento “ 0 ” informa a aplicação Listas e Folha de Cálculo
que quer accionar cada captura manualmente.

5. Prima ·.
6. Na aplicação Gráficos e Geometria, altere o objecto por um valor
medido guardado como a variável (área, neste exemplo) referenciada
na expressão da captura de dados.
7. Sempre que estiver pronto para capturar o valor actual da área ,
prima as teclas de captura.

Windows®: Prima sem soltar / e prima . (a tecla de ponto).


Macintosh®: Prima sem soltar “ e prima . (a tecla de ponto).

Unidade portátil: Prima / ^.


O valor actual da área é adicionado ao fim da lista como um elemento
da lista.

Capturar dados automaticamente


Quando capturar dados automaticamente, pode especificar que quer
accionar as capturas por:
• Alterações apenas na variável capturada.
• Alterações apenas na variável capturada ou nas variáveis adicionais.
Permite configurar várias colunas de capturas sincronizadas, como, por
exemplo, as coordenadas x e y de um objecto móvel.
Para capturar automaticamente
1. Apague todas as colunas que utilizará para os dados capturados.
2. Certifique-se de que quaisquer valores dos dados que pretende
capturar estão ligados ao nomes das variáveis.
3. Seleccione a célula da fórmula da coluna (a segunda célula do topo)
da coluna em que quer capturar os valores.
4. No menu Dados, seleccione Captura de dados e, em seguida,
seleccione Captura automática de dados.
É inserida uma expressão capturada na célula da fórmula da coluna
com var como um marcador de posição para o nome da variável que
está a capturar.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 321


5. Substitua as letras “var” pelo nome da variável que pretende
capturar. Por exemplo, escreva objpathX. Em alternativa, pode
seleccionar o nome da variável no menu Variáveis.
A célula da fórmula contém uma expressão similar a
=captura(‘objpathX,1).

Nota: O argumento “1” dá indicação à aplicação Listas e Folha de


Cálculo de que pretende accionar as capturas através da alteração da
variável.
6. Se quiser accionar a captura pelas alterações numa variável adicional
ou variáveis, escreva uma vírgula após o 1 e, em seguida, escreva o
nome da variável ou o nome de uma lista que liste as variáveis.
A célula da fórmula contém uma expressão similar a
=captura(‘objpathX,1,objpathY).

7. Prima · para completar a fórmula.


8. Se estiver a capturar várias colunas de dados sincronizados, configure
as colunas adicionais. Por exemplo, pode configurar uma segunda
variável da captura com
=captura(‘objpathY,1,objpathX).

9. Quando estiver pronto para capturar os valores, comece a mover o


objecto ou inicie a animação que a afecta em Gráficos e Geometria.
Cada valor capturado é adicionado ao fim da lista.

322 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Utilizar os dados da tabela para análise estatística
Ferramentas no menu Estatística permite aceder a assistentes que o
ajudam a efectuar análises estatísticas nos dados das colunas da tabela
Especifique a localização dos dados e a aplicação Listas e Folha de Cálculo
guarda os resultados em duas colunas: uma para os nomes dos resultado
e uma para os valores correspondentes.

Fazer gráficos de dados estatísticos


Alguns assistentes estatísticos incluem uma caixa de verificação
Desenhar. Por predefinição, a caixa não está seleccionada. A selecção
desta caixa cria uma área de trabalhos de Dados e Estatística, apresenta
os resultados calculados em Listas e Folha de Cálculo e desenha os
resultados da análise estatística na área de trabalho de Dados e
Estatística.
Nota: Para funções que suportam a opção Desenhar, a opção só está
disponível se introduzir a função numa célula da fórmula da coluna.

Caixa de verificação
Desenhar (como
mostrada no assistente
Teste z).

Descrições das entradas estatísticas


A tabela seguinte descreve as diferentes entradas utilizadas nos
assistentes da aplicação Listas e Folha de Cálculo

Entrada Descrição
m0 Valor da hipótese da média da população que está a
testar.
s O desvio padrão da população conhecida tem de ser
um número real > 0.
Lista O nome da lista que contém os dados que está a
testar.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 323


Entrada Descrição
Lista de Nome da lista que contém os valores da frequência
frequências para os dados em Lista. Predefinição=1. Todos os
elementos têm de ser números inteiros | 0. Pode
também escrever os valores das frequências como
uma lista no formato {1, 1, 3, 2}.
v , Sx , n Estatística de resumo (média, desvio padrão e
tamanho da amostra) para intervalos e testes de 1
amostra.
s1 O desvio padrão da população conhecido da
primeira população para os intervalos e os testes de
2 amostras. Tem de ser um número real > 0.
s2 O desvio padrão da população conhecido da
segunda população para os intervalos e os testes de
2 amostras. Tem de ser um número real > 0.
Lista 1, Lista 2 Os nomes das listas que contêm os dados que está a
testar para os intervalos e os testes de 2 amostras.
Frequência 1 Os nomes das listas que contêm as frequências para
Frequência 2 os dados na Lista 1 e Lista 2 para os intervalos e os
testes de 2 amostras. Predefinições=1. Todos os
elementos têm de ser números inteiros | 0.
v1, Sx1, n1, v2, Estatística de resumo (média, desvio padrão e
Sx2, n2 tamanho da amostra) para a amostra um e a
amostra dois em intervalos e testes de 2 amostras.
Combinado Especifica se as variações têm de ser combinadas
para Teste-t de 2 amostras e Intervalo-t de
2 amostras.
p0 A proporção da amostra prevista para Teste-z de
1 Prop. Tem de ser um número real, como, por
exemplo, 0 < p0 < 1.

x A contagem de sucessos da amostra para o


Teste-z de 1 Prop e o Intervalo z-de 1 Prop Tem de
ser um número inteiro | 0.
n A contagem de observações na amostra para o
Teste-z de 1 Prop e o Intervalo-z de 1 Prop. Tem de
ser um número inteiro > 0.

324 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Entrada Descrição
x1 A contagem de sucessos da amostra um para o
Teste-z de 2 Prop e o Intervalo-z de 2 Prop. Tem de
ser um número inteiro | 0.
x2 A contagem de sucessos da amostra um para o
Teste-z de 2 Prop e o Intervalo-z de 2 Prop. Tem de
ser um número inteiro | 0.
n1 A contagem de observações na amostra um para o
Teste-z de 2 Prop e o Intervalo-z de 2 Prop. Tem de
ser um número inteiro> 0.
n2 A contagem de observações na amostra dois para o
Teste-z de 2 Prop e o Intervalo-z de 2 Prop. Tem de
ser um número inteiro> 0.
Nível-C O nível de confiança para as instruções de intervalo.
Tem de ser ‚ 0 e < 100. Se for ‚ 1, é assumido ser
dado como uma percentagem e é dividido por 100.
Predefinição=0,95.
RegEQ A linha de comandos para o nome da função em
que a equação de regressão calculada deve ser
guardada.

Cálculos estatísticos
Efectuar um cálculo estatístico
Pode efectuar cálculos estatísticos para analisar dados. O exemplo
seguinte ajusta um modelo de regressão linear y=mx+b a duas listas.
1. Seleccione a célula da fórmula da coluna (segunda célula a partir do
topo) na coluna A.
2. No menu Estatística, seleccione Cálculo estatístico e Regressão
linear (mx+b) para escolher o modelo de regressão.
A caixa de diálogo Regressão linear (mx+b) abre-se e apresenta os
campos para escrever ou seleccionar cada argumento. Como
seleccionou uma célula antecipadamente, a coluna para Lista X já
está preenchida com a letra da coluna da lista com uma célula
seleccionada.

3. Prima e para ir para a caixa Lista Y e clique na seta pendente para


seleccionar uma lista nomeada.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 325


4. Para guardar a equação de regressão numa variável específica, prima
e e substitua Guardar RegEqn em pelo nome da variável.
5. Prima e conforme necessário para mover para a caixa 1º Resultado
e escreva c[] como a letra da coluna para a coluna do primeiro
resultado.
6. Seleccione OK.
A aplicação Listas e Folha de Cálculo insere duas colunas: uma com os
nomes dos resultados e uma com os valores correspondentes.

Nota: Os resultados estão ligados aos dados de origem. Por exemplo,


pode mudar um valor na coluna A e a equação de regressão é
actualizada automaticamente.

Guardar resultados estatísticos


A aplicação Listas e Folha de Cálculo guarda resultados estatísticos com o
nome de um grupo de variáveis com o formato stat.nnn , em que nnn é o
nome do resultado (por exemplo, stat.RegEqn e stat.Resid) A utilização
de nomes padrão para as variáveis torna mais fácil identificar e utilizar as
variáveis estatísticas mais tarde. Se quiser utilizar um grupo de variáveis
personalizadas em vez do nome padrão, pode editar a fórmula na célula
da fórmula da coluna.
Pode utilizar a seguinte fórmula para guardar os resultados no grupo de
variáveis MystatsB.
=LinRegMx(a[],b[],1 ): CopyVar Stat., MystatsB.
Posteriormente, pode ver os resultados, introduzindo a seguinte
expressão na aplicação Calculadora ou noutra coluna da aplicação
Listas e Folha de Cálculo:
Resultados MystatsB.

326 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Cálculos estatísticos suportados
O menu Cálculos estatísticos permite seleccionar a partir dos cálculos
descritos abaixo Para uma descrição completa de entradas e saídas,
consulte os detalhes do Manual de referência do TI-Nspire™ para o nome
da função que está entre parêntesis.
A Estatística de uma variável (OneVar) analisa os dados com
uma variável medida. Pode especificar uma lista de frequências
opcionais. Os dados estatísticos devolvidos com esta técnica de análise
são:

• média da amostra, x

• soma dos dados, Σx

• soma dos quadrados dos dados, Σx 2

• desvio padrão da amostra, s x

• desvio padrão da população, s x


• tamanho da amostra, n
• X-mín
• primeiro quartil, Q1
• mediana
• terceiro quartil, Q3
• X-máx

• soma de quadrados dos desvios, SSx = Σ ( x – x ) 2


A Estatística de duas variáveis (TwoVar) analisa os dados
emparelhados. Lista 1 é a lista da variável independente. Lista 2 é a lista
da variável dependente. Pode especificar uma lista de frequências
opcionais. Os dados estatísticos devolvidos com esta técnica de análise
são:
Para cada lista:

• média da amostra, x ou y

• soma dos dados, Σx ou Σy

• soma dos quadrados dos dados, Σx 2 ou Σy 2


• desvio padrão da amostra, sx = s n-1 x ou sy = s n-1y
• desvio padrão da população, sx = snx ou sy = sny

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 327


• X -mín ou Y-mín
• primeiro quartil, Q 1 X ou Q 1Y
• mediana
• terceiro quartil, Q 3 X ou Q 3Y
• X -máx ou Y-máx

• soma de quadrados dos desvios, Sex = Σ ( x – x ) 2 ou Say = Σ ( y – y ) 2


Dados adicionais:
• tamanho da amostra para cada conjunto de dados, n
• Σxy
• coeficiente de correlação, R.
A Regressão linear (mx+b) (LinRegMx) ajusta a equação do
modelo y=ax+b nos dados com um ajuste de quadrados menores. Mostra
os valores para m (declive) e b (y-intersecção).
A Regressão linear (a+bx) (LinRegMx) ajusta a equação do
modelo y=a+bx nos dados com um ajuste de quadrados menores. Mostra
os valores para a (y-intersecção), b (declive), r2 e r.
A linha de mediana-mediana (MedMed) ajusta a equação do
modelo y=mx+b aos dados com a técnica da linha de mediana-mediana
(linha resistente), calculando os pontos x1, y1, x2, y2, x3 e y3. A linha de
mediana-mediana mostra os valores para m (declive) e
b (y-intersecção).

A Regressão quadrática (QuadReg) ajusta um polinómio de


segundo grau y=ax2+bx+c aos dados. Mostra os valores para a, b, c e R2.
Para três pontos de dados, a equação é um ajuste polinomial; para
quatro ou mais, é uma regressão polinomial. São necessários pelo menos
três pontos de dados.
A Regressão cúbica (CubicReg) ajusta o polinómio de terceiro
grau y=ax 3+bx 2+cx+d aos dados. Mostra os valores para a, b, c, d e R2.
Para quatro pontos de dados, a equação é um ajuste polinomial; para
cinco ou mais, é uma regressão polinomial. São necessários pelo menos
quatro pontos.

328 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


A Regressão quártica (QuartReg) ajusta o polinómio de quarto
grau y=ax 4+bx 3+cx 2+dx+e aos dados. Mostra os valores para a, b, c, d, e e
R2. Para cinco pontos de dados, a equação é um ajuste polinomial; para
seis ou mais, é uma regressão polinomial. São necessários pelo menos
cinco pontos.
A Regressão potencial (PowerReg) ajusta a equação do modelo
y=axb aos dados com um ajuste de quadrados menores e valores
transformados ln(x) e ln(y). Mostra os valores para a, b, r2 e r.
A Regressão exponencial (ExpReg) ajusta a equação do modelo
y=abx aos dados com um ajuste de quadrados menores e valores
transformados ln(x) e ln(y). Mostra os valores para a, b, r2 e r.
A Regressão logarítmica (LogReg) ajusta a equação do modelo
y=a+b ln(x) aos dados com um ajuste de quadrados menores e valores
transformados ln(x) e y. Mostra os valores para a, b, r2 e r.
A Regressão sinusoidal (SinReg) ajusta a equação do modelo
y=a sin(bx+c)+d aos dados com um ajuste de quadrados menores
iterativo. Mostra os valores para a , b , c e d. São necessários pelo quatro
pontos. São necessários pelo menos dois pontos por ciclo para evitar
previsões de frequências falsas.
Nota: A saída da SinReg é sempre em radianos, independentemente da
definição do modo Radianos/Graus.
A Regressão logística (d=0) (Logistic) ajusta a equação do
modelo y=c/(1+a…eLbx) aos dados com um ajuste de quadrados menores
iterativo. Mostra valores para a, b e c.
A Regressão logística (dƒ0) (LogisticD) ajusta a equação do
modelo y=c/(1+a…e(Lbx))+d aos dados com um ajuste de quadrados
menores iterativo. Mostra os valores para a, b, c e d.
A Regressão linear múltipla(MultReg) calcula a regressão linear
múltipla da lista Y nas listas X1, X2, …, X10.

Distribuições
Calcular distribuições
Pode calcular uma distribuição para ajustar ao modelo de Distribuição de
probabilidade Normal.
1. Seleccione a célula da fórmula da coluna (segunda célula a partir do
topo) na coluna A.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 329


2. No menu Estatística, seleccione Distribuições e seleccione
Distribuição de probabilidade Normal para seleccionar o modelo de
distribuição.
A caixa de diálogo Distribuição de probabilidade Normal abre-se e
mostra os campos para escrever ou seleccionar os argumentos para o
cálculo.

– Prima e conforme necessário de campo para campo e forneça


cada argumento. Pode escrever os valores ou seleccioná-los na
lista pendente:
– Valor X: Clique na seta pendente para seleccionar qualquer lista
no problema para fornecer os valores x para o cálculo.
– Média: Escreva um valor para a média ou clique na seta pendente
para seleccionar uma variável que contenha a média.
– Desvio padrão: Escreva um valor para o desvio padrão ou
seleccione uma variável que contenha o desvio padrão.
3. Clique na caixa de verificação Desenhar para ver a distribuição
representada graficamente em Dados e Estatística.
Nota: A opção Desenhar não está disponível para todas as
distribuições.
4. Seleccione OK.
A aplicação Listas e Folha de Cálculo insere duas colunas: uma com os
nomes dos resultados e uma com os valores correspondentes. Os
resultados são representados graficamente em Dados e Estatística.

Nota: Os resultados estão ligados aos dados de origem. Por exemplo,


pode alterar um valor na Coluna A e a equação actualiza-se
automaticamente.

330 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Funções de distribuição suportadas
As distribuições seguintes estão disponíveis na aplicação Listas e Folha de
Cálculo. Para obter informações completas relacionadas com estas
funções, consulte os detalhes do Manual de referência do TI-Nspire™
para o nome da função que está entre parêntesis.
• Para devolver um resultado de distribuição baseado num valor,
introduza a função numa célula.
• Para devolver uma lista de resultados de distribuição baseada numa
lista de valores, introduza a função numa célula da fórmula da
coluna. Neste caso, especifique uma lista (coluna) que contenha os
valores. Para cada valor na lista, a distribuição devolve um resultado
correspondente.
Nota: Para funções de distribuição com suporte para a opção de
desenho (normPDF, t PDF, c2 Pdf e Ü Pdf), a opção só está disponível
se introduzir a função de distribuição numa célula da fórmula.
A distribuição de probabilidade normal (normPdf) calcula a
função de densidade da probabilidade ( pdf ) para a distribuição normal
num valor x especificado. As predefinições são a média m=0 e o desvio
padrão s=1. A função de densidade de probabilidade (pdf) é:

– ( x – μ )2
1 – ------------------
-
f ( x ) = -------------- e 2σ ,σ
2
>0
2πσ
Esta distribuição é utilizada para determinar a probabilidade da
ocorrência de um determinado valor numa distribuição normal. A opção
de desenho está disponível quando a Densidade de Probabilidade
Normal é chamada a partir de uma fórmula da célula.
Quando aceder às distribuições a partir da fórmula da célula, tem de
seleccionar uma lista válida no menu pendente para evitar resultados
imprevistos. Se aceder a partir de uma célula, tem de especificar um
número para o valor x. A distribuição devolve a probabilidade de
ocorrência do valor especificado.
A distribuição de probabilidade normal (normCdf) calcula a
probabilidade de distribuição normal entre o Limite inferior e o
Limite superior para a média especificada, m (predefinição=0) e o desvio
padrão, s (predefinição=1). Pode clicar na caixa de verificação Desenhar
(Sombrear área) para sombrear a área entre os limites inferior e
superior. As alterações ao Limite inferior e ao Limite superior iniciais
actualizam automaticamente a distribuição.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 331


Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade de uma
ocorrência de qualquer valor entre os limites inferior e superior na
distribuição normal. É equivalente a calcular a área sob a curva normal
especificada entre os limites.
Normal inversa (invNorm) calcula a função de distribuição normal
cumulativa inversa para uma determinada área na curva de distribuição
normal especificada pela média m e o desvio padrão s.
Esta distribuição é útil para determinar o valor x dos dados na área de 0 a
x<1 quando o percentil é conhecido.
t Pdf (tPdf) calcula a função de densidade da probabilidade (pdf) para
a distribuição-t num valor x especificado. df (graus de liberdade) tem de
ser > 0. A função de densidade da probabilidade (pdf) é:

2 – ( df + 1 )/2
(---------------------------------------------
1 + x /df )
f(x) = Γ [ ( df + 1 )/2 -]
-------------------------------- -
Γ ( df ⁄ 2 ) πdf
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade de uma
ocorrência de um valor quando o desvio padrão da população não é
conhecido e o tamanho da amostra é pequeno. A opção de desenho está
disponível quando chamar t Pdf a partir de uma célula da fórmula.
t Cdf (tCdf) calcula a probabilidade de distribuição Student-t entre o
Limite inferior e o Limite superior para o df (graus de liberdade)
especificado. Pode clicar na caixa de verificação Desenhar (Sombrear
área) para sombrear a área entre os limites. As alterações ao
Limite inferior e ao Limite superior iniciais actualizam automaticamente a
distribuição.
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade da ocorrência de
um valor num intervalo definido pelos limites inferior e superior para
uma população distribuída normalmente quando o desvio padrão da
população não for conhecido.
t inverso (invt) calcula a função de probabilidade de distribuição-t
cumulativa inversa especificada por graus de liberdade, df, para uma
determinada área debaixo da curva.
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade de uma
ocorrência dos dados na área de 0 a x<1. Esta função é utilizada quando
a média da população e/ou o desvio padrão da população não é
conhecido.

332 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


c2 Pdf (c2 Pdf()) calcula a função de densidade da probabilidade (pdf)
para a distribuição c2 (chi-quadrado) num valor x especificado. df (graus
de liberdade) tem de ser um número inteiro > 0. A função de densidade
de probabilidade (pdf) é:

1 df/2 df ⁄ 2 – 1 – x/2
f ( x ) = -------------------- ( 1/2 ) x e ,x ≥ 0
Γ ( df ⁄ 2 )
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade da ocorrência de
um determinado valor a partir de uma população com uma distribuição
c2 . A opção de desenho está disponível quando chamar c2 Pdf a partir de
uma célula da fórmula.

c2 Cdf (c2 Cdf()) calcula a probabilidade da distribuição c2


(chi-quadrado) entre o LimiteInferior e o LimiteSuperior para o df (graus de
liberdade) especificado. Pode clicar na caixa de verificação Desenhar
(Sombrear área) para sombrear a área entre os limites inferior e
superior. As alterações ao LimiteInferior e ao LimiteSuperior iniciais
actualizam automaticamente a distribuição.
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade da ocorrência do
valor em determinados limites de uma população com uma distribuição
c2 .
Û Pdf (Û Pdf()) calcula a função de densidade da probabilidade (pdf)
para a distribuição Ü num valor x especificado. df do numerador (graus de
liberdade) e df do denominador têm de ser números inteiros > 0. A função
de densidade da probabilidade (pdf) é:

Γ [ ( n + d )/2 ] n n/2 n/2 – 1


f ( x ) = ---------------------------------- ⎛ --- ⎞ x
– ( n + d )/2
( 1 + nx/d ) ,x ≥ 0
Γ ( n/2 )Γ ( d/2 ) ⎝ d ⎠

em que n = graus de liberdade do numerador


n = graus de liberdade do denominador

Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade de duas amostras


terem a mesma variância. A opção de desenho está disponível quando
chamar Ü Pdf a partir de uma célula da fórmula.
Û Cdf (Û Cdf()) calcula a probabilidade da distribuição Ü entre o
LimiteInferior e o LimiteSuperior para os dfnumer (graus de liberdade) e
dfDenom especificados. Pode clicar na caixa de verificação Desenhar
(Sombrear área) para sombrear a área entre os limites inferior e
superior. As alterações ao LimiteInferior e ao LimiteSuperior iniciais
actualizam automaticamente a distribuição.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 333


Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade de uma
observação individual ficar no intervalo entre o limite inferior e o limite
superior.
A função de densidade de probabilidade binomial
(binomPdf()) calcula uma probabilidade em x para a distribuição
binomial discreta com o numtrials especificado e a probabilidade de
sucesso (p) em cada tentativa. O parâmetro x pode ser um número inteiro
ou uma lista de números inteiros. 0p1 tem de ser verdadeiro. numtrials
tem de ser um número inteiro > 0. Se não especificar x, é devolvida uma
lista de probabilidades de 0 a numtrials. A função de densidade de
probabilidade (pdf) é:

n x
f ( x ) = ⎛ ⎞ p ( 1 – p ) ,x = 0,1,...,n
n–x
⎝x ⎠
em que n = numtrials
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade de sucesso numa
tentativa de sucesso/falha, na tentativa n. Por exemplo, pode utilizar esta
distribuição para prever a probabilidade de obter coroas quando atirar a
moeda ao ar pela quinta vez.
A distribuição cumulativa binomial (binomCdf()) calcula uma
probabilidade cumulativa para a distribuição binomial discreta com o n
número de tentativas e a probabilidade p de sucesso em cada tentativa.
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade de um sucesso
numa experiência antes da conclusão de todas as experiências. Por
exemplo, se sair coroa no lançamento de uma moeda for um sucesso e
planear lançar a moeda 10 vezes ao ar, esta função dará a probabilidade
de obter coroas pelo menos uma vez em 10 nesses 10 lançamentos.
A função de distribuição de probabilidade Poisson
(poissPdf()) calcula uma probabilidade em x para a distribuição
Poisson discreta com a média especificada, m, que tem de ser um número
real > 0. x pode ser um número inteiro ou uma lista de números inteiros.
A função de densidade de probabilidade (pdf) é:
–μ x
f ( x ) = e μ ⁄ x! ,x = 0,1,2,...
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade de obter um
determinado número de sucessos antes do início de uma experiência. Por
exemplo, pode utilizar este cálculo para prever o número de coroas que
ocorreriam em 8 tentativas.

334 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


A função de distribuição cumulativa Poisson (poissCdf())
calcula uma probabilidade cumulativa para a distribuição Poisson
discreta com a média especificada, l.
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade que um
determinado número de sucessos ocorram entre os limites superior e
inferior de uma experiência. Por exemplo, pode utilizar este cálculo para
prever o número de coroas apresentadas entre o lançamento da moeda
número 3 e o lançamento da moeda nº 8.
A função de distribuição de probabilidade geométrica
(geomPdf()) calcula uma probabilidade em x, o número da tentativa
em que ocorre o primeiro sucesso para a distribuição geométrica discreta
com a probabilidade de sucesso especificada p. 0p1 tem de ser
verdadeiro. x pode ser um número inteiro ou uma lista de números
inteiros. A função de densidade de probabilidade (pdf) é:

x–1
f(x) = p(1 – p) ,x = 1,2,...
Esta distribuição é útil para determinar o número de tentativas mais
provável antes de obter um sucesso. Por exemplo, pode utilizar este
cálculo para prever quantos lançamentos de uma moeda são necessários
para obter coroa.
A função de distribuição cumulativa geométrica
(geomCdf()) calcula uma probabilidade geométrica cumulativa de
LimiteInferior a LimiteSuperior com a probabilidade de sucesso
especificada, p.
Esta distribuição é útil para determinar a probabilidade associada ao
primeiro sucesso que ocorre durante as tentativas 1 a nPor exemplo,
pode utilizar este cálculo para determinar a probabilidade que a coroa
apareça na tentativa #1, #2, #3, ..., # n.

Intervalos de confiança
Intervalos de confiança suportados
Os intervalos de confiança seguintes estão disponíveis a partir da
aplicação Listas e Folha de Cálculo. Para obter informações completas
relacionadas com estas funções, consulte os detalhes do Manual de
referência do TI-Nspire™ para o nome da função que está entre
parêntesis.
Intervalo z (zInterval) calcula um intervalo de confiança para uma
média desconhecida da população, m, quando conhecer o desvio padrão
da população, s, . O intervalo de confiança calculado depende do nível
de confiança especificado pelo utilizador.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 335


Este teste é útil para determinar quão distante da média da população
uma média da amostra pode ficar antes de indicar um desvio
significativo.
Intervalo t (tInterval) calcula um intervalo de confiança para uma
média desconhecida da população, m, quando desconhecer o desvio
padrão da população, s, . O intervalo de confiança calculado depende do
nível de confiança especificado pelo utilizador.
Este teste é útil para examinar se o intervalo de confiança associado a um
nível de confiança contém o valor assumido na hipótese. Tal como o
Intervalo z, este teste ajuda a determinar quão distante da média da
população uma média da amostra pode ficar antes de indicar um desvio
significativo quando a média da população for desconhecida.
Intervalo z de 2 amostras (zInterval_2Samp) calcula um
intervalo de confiança para a diferença entre as médias das 2 populações
(m1Nm2) quando conhecer os desvios padrões das duas populações (s1 e
s2). O intervalo de confiança calculado depende do nível de confiança
especificado pelo utilizador.
Este teste é útil para determinar se existe um significado estatístico entre
as médias das duas amostras a partir da mesma população. Por exemplo,
este teste pode determinar se existe significância entre os resultados
médios dos testes de entrada para a universidade das estudantes e os
resultados médios dos testes de entrada para a universidade dos
estudantes na mesma escola.
Intervalo t de 2 amostras (tInterval_2Samp) calcula um
intervalo de confiança para a diferença entre as médias das 2 populações
(m1Nm2) quando desconhecer os desvios padrões das duas populações (s1
e s2). O intervalo de confiança calculado depende do nível de confiança
especificado pelo utilizador.
Este teste é útil para determinar se existe um significado estatístico entre
as médias das duas amostras a partir da mesma população. É utilizado em
vez do intervalo de confiança z de 2 amostras em situações em que é
impossível contar a população para determinar o desvio padrão.
Intervalo z de 1 prop (zInterval_1Prop) calcula um intervalo de
confiança para uma proporção desconhecida de sucessos. Utiliza a
contagem de sucessos na amostra x e a contagem de observações na
amostra n como entrada. O intervalo de confiança calculado depende do
nível de confiança especificado pelo utilizador.

336 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Este teste é útil para determinar a probabilidade de um determinado
número de sucessos expectáveis para um determinado número de
tentativas. Por exemplo, os inspectores dos casinos podem utilizar este
teste para determinar se os pagamentos de uma slot machine
demonstram uma taxa de pagamento razoável.
Intervalo z de 2 prop (zInterval_2Prop) calcula um intervalo de
confiança para a diferença entre a proporção de sucessos nas duas
populações (p1-p2). Utiliza a contagem de sucessos em cada amostra
(x1 e x2) e a contagem de observações em cada amostra (n1 e n2) como
entrada. O intervalo de confiança calculado depende do nível de
confiança especificado pelo utilizador.
Este teste é útil para determinar se duas taxas de sucessos variam por
causa de algo diferente do erro da amostragem e do desvio padrão. Por
exemplo, um apostador pode utilizar este teste para determinar se existe
uma vantagem a longo prazo em jogar um jogo numa máquina ou jogar
outro jogo ou noutra máquina.
Intervalos t da regressão linear (LinRegtIntervals) calcula um
intervalo de confiança t da regressão linear para o coeficiente do declive
b. Se o intervalo de confiança contiver 0, isto é uma evidência
insuficiente para indicar que os dados exibem uma relação linear.
Vários intervalos de regressões (MultRegIntervals) calcula o
intervalo de confiança da previsão de regressão múltipla para o y
calculado e um intervalo de confiança para y.

Testes estatísticosTestes estatísticos


Testes estatísticos suportados
Os testes de hipóteses estão disponíveis na aplicação Listas e Folha de
Cálculo. Para obter informações completas relacionadas com estas
funções, consulte os detalhes do Manual de referência do TI-Nspire™
para o nome da função que está entre parêntesis.
Alguns assistentes de Testes estatísticosTestes estatísticos apresentam
uma caixa de verificação Desenhar. Por predefinição, a caixa não está
seleccionada. A selecção da caixa cria uma área de trabalho Dados e
Estatística na página e desenha os resultados nessa área de trabalho.
Teste z (zTest) efectua um teste de hipótese para uma média da
população desconhecida, m, quando conhecer o desvio padrão da
população, s. Testa a hipótese nula H0: m=m0 em relação a uma das
alternativas abaixo.
• Ha: mƒm0

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 337


• Ha: m<m0
• Ha: m>m0
Este teste é utilizado para populações grandes que estão distribuídas
normalmente. O desvio padrão tem de ser conhecido.
Este teste é útil para determinar se a diferença entre a média de uma
amostra e a média de uma população é estatisticamente significativa
quando se souber o verdadeiro desvio de uma população.
Teste t (tTest) efectua um teste de hipótese para uma média da
população desconhecida, m, quando desconhecer o desvio padrão da
população,s. Testa a hipótese nula H0: m=m0 em relação a uma das
alternativas abaixo.
• Ha: mƒm0
• Ha: m<m0
• Ha: m>m0
Este teste é similar ao teste z, mas é utilizado quando a população é
pequena e distribuída normalmente. Este teste é utilizado mais
frequentemente que o teste z porque as populações de amostras
pequenas são encontradas mais frequentemente que as populações
grandes.
Este teste é útil para determinar se duas populações distribuídas
normalmente têm médias iguais, ou quando for necessário determinar se
a média de uma amostra varia da média de uma população
significativamente e o desvio padrão da população é desconhecido.
Teste z de 2 amostras (zTest_2Samp) testa a igualdade das médias
das duas populações (m1 e m2) baseadas nas amostras independentes
quando conhecer os desvios padrões das populações (s1 e s2). A hipótese
nula H0: m1=m2 é testada em relação a uma das alternativas abaixo.

• Ha: m1ƒm2
• Ha: m1<m2
• Ha: m1>m2

Teste t de 2 amostras (tTest_2Samp) testa a igualdade das médias


das duas populações (m1 e m2) baseadas nas amostras independentes
quando desconhecer os desvios padrões das populações (s1 ou s2). A
hipótese nula H0: m1=m2 é testada em relação a uma das alternativas
abaixo.

338 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


• Ha: m1ƒm2
• Ha: m1<m2
• Ha: m1>m2

Teste z de 1 prop (zTest_1Prop) calcula um teste para uma


proporção de sucessos desconhecida (prop) Utiliza a contagem de
sucessos na amostra x e a contagem de observações na amostra n como
entrada. Teste z de 1-prop testa a hipótese nula H0: prop=p0 em relação
a uma das alternativas abaixo.
• Ha: propƒp 0
• Ha: prop<p0

• Ha: prop>p 0
Este teste é útil para determinar se a probabilidade do sucesso vista
numa amostra é significativamente diferente da probabilidade da
população ou se é devida ao erro de amostragem, desvio ou outros
factores.
Teste z de 2 prop (zTest_2Prop) calcula um teste para comparar a
proporção de sucessos (p1 e p2) de duas populações. Utiliza a contagem
de sucessos de cada amostra (x1 e x2) e a contagem de observações em
cada amostra (n1 e n2) como entrada. Teste z de 2-prop testa a hipótese
nula H0: p1=p2 (com a proporção da amostra combinada Ç) em relação a
uma das alternativas abaixo.
• Ha: p1ƒp2
• Ha: p1<p2

• Ha: p1>p2
Este teste é útil para determinar se a probabilidade de sucessos vista nas
duas amostras é igual.

GOF c2 (c2GOF) efectua um teste para confirmar que os dados da amostra


são de uma população em conformidade com uma distribuição
especificada. Por exemplo, GOF c2 pode confirmar que os dados da
amostra vêm de uma distribuição normal.

Teste c2 bidireccional (c2bidireccional) calcula um teste de chi


quadrado para associação à tabela bidireccional de contagens na matriz
Observado especificada. A hipótese nula H 0 para uma tabela bidireccional
é: não existe nenhuma associação entre as variáveis das linhas e das
colunas. A hipótese alternativa é: as variáveis estão relacionadas.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 339


Teste Û de 2 amostras (ÛTest_2Samp) calcula um teste Ü-para
comprar os desvios padrões de duas populações normais (s1 e s2). As
médias das populações e os desvios padrões são desconhecidos. Teste Ü
de 2-amostras, que utiliza a proporção das variâncias das amostras
Sx12/Sx22, testa a hipótese nula H0: s1=s2 em relação a uma das
alternativas abaixo.
• Ha: s1ƒs2
• Ha: s1<s2
• Ha: s1>s2
A definição de Teste Ü de 2-amostras é descrita abaixo.

Sx1, Sx2 = Desvios padrões das amostras com n 1 – 1 e


n 2 – 1 graus de liberdade df,
respectivamente.
2
⎛ ⎞Sx1
F = F-statistic = ⎝ ---------⎠
Sx2

df(x, n 1 – 1 , n 2 – 1 ) = Fpdf( ) com graus de liberdade df, n 1 – 1 e


n2 –1

p = valor p comunicado

Teste Ü de 2-amostras para a hipótese alternativa σ1 > σ2 .


α
p = ∫ f ( x ,n 1 – 1 ,n 2 – 1 )dx
F

Teste Ü de 2-amostras para a hipótese alternativa σ1 < σ2 .


F
p = ∫ f ( x ,n 1 – 1 ,n 2 – 1 )dx
0
Teste Ü de 2-amostras para a hipótese alternativa s1 ƒ s2. Os limites têm
satisfazer o seguinte:

L bnd ∞
p
--- =
2 ∫ f ( x ,n 1 – 1 ,n 2 – 1 ) dx = ∫ f ( x ,n 1 – 1 ,n 2 – 1 ) d x
0 Ubnd

340 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


em que: [ Lbnd,Ubnd ] = limites inferior e superior
A estatística Ü- é utilizada como o limite que produz o integral mais
pequeno O limite restante é seleccionado para alcançar a relação de
igualdade do integral precedente.
Teste t da regressão linear (LinRegtTest) calcula uma regressão
linear de determinados dados e um teste t do valor do declive b e o
coeficiente de correlação r para a equação y=a+bx. Testa a hipótese nula
H0: b=0 (equivalentemente, r=0) em relação a uma das alternativas
abaixo.
• Ha: bƒ0 e rƒ0
• Ha: b<0 e r<0
• Ha: b>0 e r>0

Testes de regressões múltiplas (MultRegTest) calcula uma


regressão linear de determinados dados e fornece a estatística do teste F
para linearidade
Consulte o Manual de referência do TI-Nspire™ para obter informações
sobre MultRegTests.
ANOVA (ANOVA) calcula uma análise de variação de uma via para
comparar as médias de 2 a 20 populações. O procedimento ANOVA de
comparação de médias envolve a análise da variação dados da amostra. A
hipótese nula H0: m1=m2=...=mk é testada em relação à alternativa Ha:
nem todos os m1...mk são iguais.

O teste ANOVA é um método para determinar se existe uma diferença


significativa entre os grupos em comparação com a diferença ocorrida
em cada grupo.
Este teste é útil para determinar se a variação dos dados de amostra para
amostra apresenta uma influência significativa estatisticamente de
alguns factores diferentes da variação existente dentro dos conjuntos de
dados. Por exemplo, um comprador de caixas para uma empresa de
transporte pretende avaliar três fabricantes de caixas diferentes. Obtém
caixas de amostras dos três fabricantes. A ANOVA pode ajudar a
determinar se as diferenças entre cada grupo de amostras são
significativas quando comparadas com as diferenças dentro de cada
grupo de amostras.
ANOVA bidireccional (ANOVA2way) calcula uma análise de
variância bidireccional para comparar os meios de 2 a 20 populações. Um
resumo dos resultados é guardado na variável stat.results.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 341


A análise de variância ANOVA bidireccional examina os efeitos de duas
variáveis independentes e ajuda a determinar se estas interagem com a
variável dependente. (Por outras palavras, se duas variáveis
independentes interagem, o efeito combinado pode ser igual ou maior
ao impacto de qualquer variável independente adicionalmente.)
Este teste é útil para avaliar as diferenças similares à análise ANOVA, mas
com a adição de outra influência potencial. Para continuar com o
exemplo da caixa ANOVA, a ANOVA bidireccional examina a influência
do material da caixa nas diferenças vistas.
Seleccionar hipótese alternativa (ă < >)
A maioria dos editores estatísticos inferenciais para os testes de hipóteses
pede para seleccionar uma de três hipóteses alternativas.
• A primeira é uma hipótese alternativa ƒ, como, por exemplo, mƒm0
para o Teste z.
• A segunda é uma hipótese alternativa <, como, por exemplo, m1<m2
para o Teste t de 2-amostras.
• A terceira é uma hipótese alternativa >, como, por exemplo, p1>p2
para o Teste z de 2-prop.
Para seleccionar uma hipótese alternativa, mova o cursor para a
alternativa adequada e prima ·.

Seleccionar a opção Combinado


Combinado (Teste t de 2-amostras e Intervalo t de 2-amostras
apenas) especifica se as variâncias devem ser combinadas para o cálculo.
• Seleccione Não se não quiser as variações combinadas. As variações
das populações podem ser desiguais.
• Seleccione Sim se quiser as variações combinadas. As variações das
populações são assumidas como iguais.
Para seleccionar a opção Combinado, seleccione Sim na caixa pendente

Trabalhar com as tabelas das funções


A aplicação Listas e Folha de Cálculo permite mostrar uma tabela de
valores das funções para qualquer função do problema actual. Pode
alterar as definições da tabela, eliminar colunas, adicionar valores para
várias funções e editar a expressão que define uma função sem sair da
aplicação Listas e Folha de Cálculo.

342 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Mudar para uma tabela
1. Durante o trabalho na aplicação Listas e Folha de Cálculo, prima / T
(Macintosh®: “ T) para mudar para uma tabela.
A aplicação Listas e Folha de Cálculo desaparece e uma tabela vazia
aparece com uma lista das funções disponíveis no problema.
Nota: Se tiver apresentado previamente uma tabela para uma função
da aplicação Listas e Folha de Cálculo, a tabela inclui essa função por
predefinição.
2. Seleccione o nome da função para a qual pretende apresentar
valores.
Os valores da função seleccionada aparecem na primeira coluna da
tabela.

3. Para ir para as células adjacentes da tabela, prima £ ou ¤ . Prima


e para ir do corpo da tabela (células) para as duas linhas
superiores (células para os nomes das colunas e fórmulas).
4. Para ocultar a tabela de valores e voltar à aplicação Listas e Folha de
Cálculo, repita o passo 1.

Fazer alterações a partir de uma tabela


1. Pode alterar a tabela de valores das funções com as ferramentas do
menu Tabela.
a) Seleccione qualquer célula e escolha Eliminar coluna para
remover uma coluna da tabela.
b) Clique numa célula da coluna e seleccione Seleccionar para ver a
lista das funções. Seleccione uma célula numa coluna vazia,
excepto se estiver a substituir valores já apresentados. Clique
numa função da lista para adicionar os valores à coluna.
Nota: Pode também clicar na seta pendente na célula superior
para ver a lista de funções do problema.
c) Seleccione Editar expressão para alterar a expressão que define
uma função. Pode também editar a expressão directamente na
linha de entrada debaixo da tabela.
Nota: Quando editar a expressão para uma função, essa função
muda automaticamente na aplicação utilizada para definir a
função. Por exemplo, uma função de Gráficos e Geometria
editada na tabela apresenta a expressão editada e um gráfico
actualizado.
d) Seleccione Editar definições da tabela para alterar as
predefinições da tabela.

Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo 343


Aparece a caixa de diálogo Tabela. Prima e para ir de campo
para campo e escreva ou seleccione novos valores para as
predefinições da tabela:
– Início da tabela: Escreva o valor a utilizar como o primeiro
valor na tabela de valores.
– Intervalo: Escreva um valor indicar o intervalo entre valores.
– Independente e Dependente: Clique na seta pendente para
seleccionar Auto ou Perguntar como o método para
preencher uma coluna com os valores das variáveis
independentes e dependentes. Auto preenche a tabela a
partir do valor inicial da tabela definido e apresenta um valor
independente e dependente para cada passo. Perguntar
permite seleccionar uma célula e prima · para gerar um
valor para uma célula.

344 Utilizar a aplicação Listas e Folha de Cálculo


Utilizar Dados e Estatística
A aplicação Dados e Estatística fornece ferramentas para:
• Visualizar conjuntos de dados em diferentes tipos de gráficos.
• Manipular directamente as variáveis para explorar e visualizar as
relações entre dados. As alterações de dados numa aplicação são
aplicadas dinamicamente a todas as aplicações ligadas
• Explorar a tendência central e outras técnicas de resumos estatísticos.
• Ajustar as funções aos dados.
• Criar linhas de regressão para gráficos de dispersão.
• Fazer gráficos de resultados e testes de hipóteses (testes z e t) com
base nos dados ou nas definições estatísticas dos resumos.

Á
Ä
Ã

À Menu da ferramenta Dados e Estatística


Á Área de trabalho
 Adicionar regiões de variáveis aos eixos x e y
à Gráfico da probabilidade normal com expressão (clicar na linha para
ver)
Ä Dados com coordenadas (passar sobre para ver os dados das variáveis
listax com o z previsto)

Utilizar Dados e Estatística 345


Menu Dados e Estatística
O menu Dados e Estatística fornece ferramentas para fazer gráficos e
explorar dados, modificar as representações de dados com diferentes
gráficos, efectuar e desenhar análises estatísticas.

Unidade portátil: Prima b para abrir o menu Ferramentas.

Tipo de gráfico

Gráfico de pontos Representa dados num gráficos de pontos.


Este é o tipo de gráfico predefinido para
uma só variável numérica.
Caixa de bigodes Mostra os dados numa caixa de bigodes.
Histograma Mostra os dados num histograma.
Gráfico de Apresenta os dados num gráfico de
probabilidade distribuição normal. Os dados são
normal agrupados em relação ao valor z que
corresponde ao resultado normal/quartil.
Este tipo de gráfico é útil para verificar a
normalidade e determinar a adequação de
um modelo normal.
Gráfico de dispersão Apresenta os dados em formato de gráfico
de dispersão. Este é o tipo de gráfico
predefinido para duas variáveis numéricas.
Gráfico da linha X-Y Mostra os dados como um gráfico de linha
x-y.
Gráfico de pontos Apresenta os dados num gráfico de pontos.
Este é o tipo de gráfico predefinido para os
dados em categorias.
Gráfico de barras Apresenta as barras verticais ou horizontais
para representar as caixas em categorias de
dados.
Gráfico circular Apresenta um círculo com sectores para
representar as caixas em cada categoria de
dados.

346 Utilizar Dados e Estatística


Propriedades do
desenho
Ligar pontos Desenha uma recta entre cada ponto num
gráfico de dispersão. As linhas são unidas
pela ordem em que os dados aparecem
para a variável no eixo horizontal. É igual
ao tipo de gráfico de linha X-Y.
Propriedades do Determina o modo como os dados do
histograma histograma aparecem na área de trabalho.
Escala do histograma permite ajustar as
propriedades Frequência, Percentagem e
Densidade do histograma.
• Frequência - mostra os dados do
histograma por ocorrência no
conjunto de dados.
• Percentagem - mostra os dados do
histograma por cada valor percentual
do grupo do conjunto de dados
completo.
• Densidade - mostra os dados por
densidade de dados.
Barras mostra uma caixa de diálogo para
definir os valores do histograma para o
alinhamento e a largura das barras.
Alargar desenho da A opção Alargar desenho da caixa dos
caixa dos bigodes alarga os bigodes para o mínimo e
bigodes/Mostrar o máximo dos dados.
desenho de caixa A opção Mostrar desenho de caixa anormal
anormal pára os bigodes no intervalo interquartil
de 1,5 * e apresenta os valores extremos
como pontos individuais.
Nota: Se não existirem pontos fora do
intervalo de interquartil de 1,5 * , pode
parecer não existir alterações nos bigodes.
Adicionar variável X Adiciona uma variável ao eixo horizontal
quando não for atribuída nenhuma
variável.

Utilizar Dados e Estatística 347


Propriedades do
desenho
Adicionar variável X Permite adicionar um gráfico de
com frequência frequência ao eixo x.

Remover variável X Remove o ecrã da variável atribuída ao


eixo horizontal sem alterar o eixo vertical.
Adicionar variável Y Adiciona uma variável ao eixo vertical para
suportar a representação gráfica de várias
variáveis.
Adicionar variável Y Permite adicionar um gráfico de
com frequência frequência ao eixo y.

Remover variável Y Remove a visualização da variável


atribuída ao eixo vertical sem alterar o eixo
horizontal
Forçar numérico X Trata a variável no eixo x como numérica
apesar de a predefinição ser por categorias
(lista de nomes). A definição de dados em
categorias é substituída por um eixo com
números.
Nota: O forçar de uma variável numérica
só é suportado quando existirem números
na lista.
Forçar categórico X Trata a variável no eixo x como uma
variável por categorias (lista de nomes). O
eixo numérico é substituído por etiquetas
para dados em categorias.
Forçar numérico Y Trata a variável no eixo y como numérica
apesar de a predefinição ser em categorias
(lista de nomes). A definição de dados em
categorias é substituída por um eixo com
números.
Nota: O forçar de uma variável numérica
só é suportado quando existirem números
na lista.

348 Utilizar Dados e Estatística


Propriedades do
desenho
Forçar categórico Y Faz com que a aplicação Dados e Estatística
trate uma variável numérica atribuída ao
eixo y-como uma variável categórica (lista
de nomes). O eixo numérico é substituído
por etiquetas para dados em categorias.
Eliminar tudo Remova a atribuições das variáveis dos
eixos. Permite reiniciar o trabalho.

Acções

Remover Remove os itens seleccionados da área de


trabalho.
Ocultar/Mostrar Oculta ou mostra o texto seleccionado.
texto
Inserir texto Adiciona uma caixa de texto com várias
linhas para escrever notas na área de
trabalho. Pode editar, mover,
redimensionar, remover e ocultar caixas de
texto.
Para ir para a linha seguinte numa caixa de
texto, prima Alt ·. Prima @ na
unidade portátil.
Inserir selector Insere um selector para alterar
dinamicamente o valor de uma variável
numérica.
Seleccionar todos os Selecciona todos os pontos da área de
pontos trabalho.

AnalisarAnalisar

Remover Remove uma Linha móvel seleccionada,


Regressão, Valor desenhado ou Função
desenhada.

Utilizar Dados e Estatística 349


AnalisarAnalisar

Adicionar recta Adiciona uma recta que pode posicionar e


móvel reposicionar na área de trabalho. Pode ser
utilizada para ajuste manual.
Bloquear intersecção Bloqueia a intersecção de uma recta móvel
a zero/Desbloquear com o eixo vertical.
intersecção da recta Nota: Esta ferramenta só está disponível
móvel quando existe uma recta móvel na área de
trabalho.
Função de desenho Permite representar graficamente uma
função na área de trabalho.
Sombra debaixo da Permite seleccionar e sombrear uma região
função sob uma curva de distribuição ou gráfico de
uma função.
Regressão As ferramentas de regressão calculam e
mostram um modelo de regressão
seleccionado para os dados representados.
A regressão só está disponível para gráficos
de dispersão ou gráficos de linha X-Y.
Pode mostrar ou ocultar os seguintes
modelos de regressão:
Linear (mx+b)
Linear (a+bx)
Mediana-Mediana
Quadrática
Cúbica
Quártica
Potência
Exponencial
Logarítmica
Sinusoidal
Logística (d=0)
Logística (dƒ0)

350 Utilizar Dados e Estatística


AnalisarAnalisar

Resíduos As ferramentas dos resíduos apresentam


informações sobre os resíduos do modelo
seleccionado. Estas ferramentas estão
disponíveis quando um gráfico de
dispersão e uma ou mais linhas, regressões
ou funções desenhadas estão na área de
trabalho.
Mostrar/Ocultar quadrados de resíduos
mostra os quadrados dos resíduos.
Mostrar/Ocultar gráfico dos resíduos
desenha os resíduos em relação à variável
de explicação. O resíduo é a diferença entre
o valor observado (dados) e o valor
calculado por uma regressão ou função.
Valor do desenho Permite representar graficamente um valor
estatístico no eixo. Exemplos de valores que
podem ser representados graficamente são
a média, a mediana e o desvio padrão.
Mostrar Densidade Substitui a função de densidade de
de Probabilidade probabilidade normal utilizando a média e
Normal o desvio padrão dos dados do histograma.
Nota: Esta ferramenta está disponível
quando existir um histograma.
Traçado do gráfico Permite traçar o gráfico a partir da função
de Desenho, Mostrar Densidade de
Probabilidade Normal, Adicionar recta
móvel, curvas de distribuição, regressões,
gráficos de caixas, gráficos de pontos,
gráficos de dispersão, gráficos de linha X-Y,
caixas de bigodes, histogramas, gráficos de
barras, gráficos circulares ou de diferentes
tipos.

Utilizar Dados e Estatística 351


Janela/Zoom

Definições da janela Mostra uma caixa de diálogo Definições da


janela que permite introduzir valores que
definem a janela da área de trabalho. Os
valores que se podem considerar incluem
os valores x-mín, x-máx, y-mín e y-máx
para os eixos.
Zoom - Dados Ajusta o factor de zoom para que todos os
dados representados graficamente
apareçam na área de trabalho.
Aumentar zoom Permite aumentar o zoom num gráfico
com base na selecção de um ponto central
O factor Zoom - Aumentar é de cerca de 2.
Reduzir zoom Permite reduzir o zoom num gráfico com
base na selecção de um ponto central. O
factor Zoom - Reduzir é de cerca de 2.

Sugestões Fornece instruções breves úteis sobre a


conclusão de tarefas de
Dados e Estatística.

Como começar a aplicação Dados e Estatística


A aplicação Dados e Estatística permite explorar e visualizar dados
através de gráficos de estatísticas inferenciais. A aplicação Listas e Folha
de cálculo pode trabalhar em conexão com a aplicação Dados e
Estatística. As ferramentas Gráfico rápido e Gráfico de frequência da
aplicação Listas e Folha de cálculo adicionam automaticamente uma
aplicação Dados e Estatística para mostrar gráficos. Uma lista criada num
problema (utilizando as aplicações Listas e Folha de cálculo ou
Calculadora) pode ser acedida como uma variável em qualquer aplicação
TI-Nspire® nesse problema.
Pode representar os dados de variáveis em vários tipos de gráficos. Os
dados de um gráfico aparecem a cores. Para distinguir os dados de uma
variável dos dados de outra variável, a aplicação Dados e Estatística aplica
automaticamente uma cor diferente para os dados em cada variável
representada graficamente.

352 Utilizar Dados e Estatística


Utilizar o gráfico de caixa predefinido
A aplicação Dados e Estatística faz gráficos de dados numéricos e de
nomes (categórico) a partir de variáveis. Quando adicionar uma aplicação
Dados e Estatística a um problema que inclua listas, um gráfico de caixa
predefinido aparece na área de trabalho. O gráfico de caixa mostra os
dados esbatidos para elementos de uma variável da lista disponível na
área de trabalho.

f Clique no nome da variável apresentado após o Título dalegenda


para utilizar o gráfico de caixa.
– Seleccione <Nenhum> para remover o gráfico de caixa
predefinido.
– Seleccione o nome de uma variável para substituir o nome da
variável do gráfico de caixa actual.
– Passe sobre qualquer dado para ver as informações do resumo.
– Arraste qualquer dado na direcção de um eixo para ver o
agrupamento dos pontos.

– Active a ferramenta Traçado do gráfico e prima 7 ou 8 para


percorrer os pontos.
Quando adicionar uma variável a um dos eixos, o gráfico dessa variável
substitui o gráfico de caixa predefinido. O gráfico de caixa predefinido
reaparece se retirar a variável representada graficamente de cada eixo.

Navegar na aplicação Dados e Estatística


Pode representar graficamente as variáveis, clicando na região Adicionar
variável no centro dos eixos verticais e horizontais. A área de trabalho
mostra os dados para representar os valores em variáveis. Pode premir
e para percorrer estas áreas funcionais.

Utilizar Dados e Estatística 353


Se os dados estiverem representados graficamente na área de trabalho, o
gráfico é activado quando o mover. A navegação muda quando a área de
trabalho incluir um controlo, como, por exemplo, um selector ou uma
Consola de Recolha de Dados activa. Pode premir e para mover um
selector ou uma Consola de Recolha de Dados. Premir sucessivamente
e permite percorrer as áreas funcionais do selector ou a Consola de
Recolha de Dados.

Utilizar os eixos
Os eixos horizontais e verticais incluem uma região Adicionar variável
junto ao centro. Pode clicar na região Adicionar variável de um eixo para
ver uma lista de todas as variáveis disponíveis no problema ou ver o
menu de contexto para utilizar as ferramentas que o ajudam a trabalhar
com os dados.

Utilizar o menu Contexto


O menu de contexto fornece acesso às ferramentas mais utilizadas com o
objecto seleccionado. O menu de contexto mostra as diferentes opções
consoante o objecto activo e a tarefa que está a efectuar.
f Para ver o menu de contexto de um objecto.
Windows®: Clique com o botão direito do rato no objecto.
Macintosh®: Prima sem soltar “ e clique no objecto.

Unidade portátil: Aponte para o objecto e prima / b.


O menu de contexto inclui a opção Cor. Por predefinição, é atribuída
uma cor automaticamente pela variável, mas pode utilizar a opção Cor
para alterar a cor escolhida.
Outras opções adequadas para vários gráficos também aparecem no
menu de contexto.

Seleccionar dados e ver informações resumidas


Quando passar sobre parte de um gráfico, a aplicação Dados e Estatística
apresenta informações do resumo dos dados representados.
1. Passe sobre uma área de interesse num gráfico para ver os valores dos
dados ou informações do resumo. Por exemplo, pode passar sobre o
centro de uma caixa de bigodes para ver a mediana do conjunto de
dados.
2. Clique para seleccionar uma representação de dados num gráfico.
Os dados piscam e mudam de cor para indicar a selecção. Pode clicar
num ponto uma segunda vez para o desseleccionar ou clicar em
pontos adicionais para adicionar à selecção.

354 Utilizar Dados e Estatística


Trabalhar com cor
Todos os dados de uma variável representada graficamente aparecem
com a mesma cor para os distinguir dos dados das outras variáveis. Os
dados representados graficamente por categoria e os gráficos divididos
aparecem automaticamente em cores diferentes para o ajudar a
distinguir os dados.
Para realçar ou distinguir determinadas partes do trabalho, pode alterar
a cor predefinida dos dados de uma variável.
• Aplique as cores de preenchimento a objectos, como, por exemplo,
sombreamento, ou altere a cor para os pontos de uma variável.
• Aplique cor a linhas de gráficos (como, por exemplo, linhas de
regressão) ou linhas móveis.
A unidade portátil TI-Nspire™ mostra os objectos coloridos com sombras
de cinzento. Como trabalha em documentos que utilizam cor na unidade
portátil, a cor é preservada, excepto se mudar a cor da unidade portátil.
Se quiser, pode trabalhar no modo de escala de cinzentos no software
informático do mesmo modo que na unidade portátil.

Representar graficamente variáveis


Para representar graficamente variáveis com um problema que inclua
uma aplicação Dados e Estatística e as listas criadas na aplicação
Calculadora ou Listas e Folha de Cálculo.
1. Clique na região Adicionar variável junto ao centro de um eixo.
Se não existir nenhuma variável representada graficamente no eixo,
aparece a sugestão Clique ou Enter para adicionar variável .
2. Clique na sugestão Clique ou Enter para adicionar variável.
Uma lista mostra os nomes das variáveis disponíveis.

3. Clique no nome da variável para a representar graficamente.


Nota: Por convenção, a variável independente aparece no eixo x-.
O gráfico predefinido para uma variável é um gráfico de dados. Os
dados da caixa de bigodes predefinida reposicionam-se para
representar os elementos da variável seleccionada num gráfico de
dados.
4. (Opcional) Clique na área Adicionar variável junto ao centro do eixo
restante para representar uma segunda variável graficamente.

Utilizar Dados e Estatística 355


O gráfico predefinido para duas variáveis é um gráfico de dispersão.
Os dados deslocam-se para representar os elementos de ambas as
variáveis como um gráfico de dispersão.
5. (Opcional) Repita os passos 1, 2 e 3 para seleccionar as variáveis
adicionais para representar graficamente no eixo vertical.

O nome de cada variável adicionada é acrescentado à definição do


eixo. A forma predefinida dos pontos muda para o ajudar a distinguir
os dados e aparece uma legenda para identificar as formas.
6. Altere, analise ou explore os dados representados graficamente.
– Retire ou altere a variável num eixo, clicando novamente na
região Adicionar variável.
– Veja os dados representados graficamente noutro tipo de gráfico
suportado, seleccionando uma ferramenta no menu Tipos de
gráficos .
– Seleccione a ferramenta Traçado do gráfico no menu
AnalisarAnalisar e prima 7 ou 8tpara percorrer os pontos do
gráfico.o
– As listas representadas graficamente como variáveis podem incluir
caixas incompletas ou inexistentes. (As caixas têm os dados
contidos numa fila de células na aplicação Listas e Folha de
Cálculo.) A aplicação Listas e Folha de Cálculo apresenta um
espaço vazio como um underscore (“_”) e a aplicação
Dados e Estatística não representa graficamente nenhum ponto
para uma célula vazia.

Trabalhar com texto


A ferramenta Inserir texto permite escrever o texto para descrever os
detalhes relacionados com os gráficos na área de trabalho.
1. No menu Acções, seleccione Inserir texto.
Aparece uma caixa de texto.

356 Utilizar Dados e Estatística


2. Escreva notas ou descrições na caixa de texto.

3. Personalize o texto para satisfazer as suas necessidades.


– Mova o cursor sobre as extremidades da caixa de texto para
arrastar os limites e alterar a largura ou a altura.
– Clique e capture a caixa de texto para a mover para junto dos
objectos relacionados com o texto.
– Percorra para ver o texto adicional numa caixa, clicando nas setas
nas margens superior e inferior.
– Clique na parte exterior da caixa de entrada de texto para sair da
ferramenta Texto.
– Seleccione menu Acções e Ocultar texto para ocultar o texto.

Ajustar os valores da variável com um selector


Um selector permite explorar os efeitos do ajuste de uma variável
numérica através de um conjunto de valores. Pode controlar o aspecto
visual e a localização de um selector, o intervalo de ajuste e o tamanho
do passo.

À
Á
Â
Ã

À Selector horizontal que mostra o nome da variável, o valor actual e o


intervalo.

Utilizar Dados e Estatística 357


Á Selector vertical
 Selector “miniatura” que pode arrastar para ajustar o valor actual da
variável
à Caminho do selector
Ä Selectores minimizado com setas para ajustar o valor actual da
variável

Inserir um selector
Pode inserir selectores numa página Gráficos, numa página Geometria
ou numa página Dados e Estatística.
1. No menu Acções, seleccione Inserir selector.
Uma imagem cinzenta de um selector horizontal com as predefinições
anexa-se ao apontador.

2. Arraste para posicionar o apontador e clique para o libertar.

3. Prima · para aceitar o nome predefinido (como V1) ou escreva o


nome de uma variável numérica que pretende atribuir e, em seguida,
prima ·.

Configurar o selector
Pode alterar muitas definições do selector, como Mínimo e Máximo,
clicando em partes do selector. Algumas definições, como Tamanho do
passo, só são acessíveis através da caixa de diálogo Definições do selector.
1. Clique com o botão direito do rato no selector para ver o menu de
contexto e seleccione Definições para ver a caixa de diálogo
Definições do selector.

Unidade portátil: Aponte para o selector, prima / b e


seleccione Definições.

358 Utilizar Dados e Estatística


2. Utilize a caixa de diálogo Definições do selector para introduzir as
definições para o selector. Cada definição é descrita abaixo. As
definições que aceitam um valor numérico também aceitam uma
expressão que avalia para um valor numérico.
Variável Especifica que variável está atribuída ao selector.
Escreva o nome de uma variável numérica disponível
ou clique na seta pendente e seleccione um nome da
lista.
Valor Define o valor actual da variável.
Mínimo Define o valor mais baixo do intervalo do selector
(ponto final esquerdo ou inferior do caminho).
Máximo Define o valor mais elevado do intervalo do selector
(ponto final direito ou superior do caminho).
Tamanho do passoDefine o tamanho do incremento entre valores. A
predefinição é Automático. Para introduzir um
tamanho específico, clique na seta pendente,
seleccione Introduzir tamanho e escreva um valor
numérico positivo.
Estilo Clique na seta pendente para seleccionar Horizontal
ou Vertical.

Ver dígitos Especifica o formato de visualização do valor actual


da variável. Seleccione Auto para ver o valor de
acordo com a opção Definições do documento
Clique na seta pendente para seleccionar entre
formatos fixos ou de ponto flutuante.
Mostrar variávelMostra ou oculta o nome da variável no selector.
Mostrar escala Mostra ou oculta a escala num selector maximizado.

Ajustar o valor actual da variável de um selector


f Depois de configurar um selector, utilize um destes métodos para
ajustar o valor actual:

– Capture a miniatura do selector ( ou ) e arraste-a.


– Clique na miniatura do selector e, em seguida, prima 9, :, 7 ou 8.

– Clique após “=” ou prima e conforme necessário para


seleccionar o valor actual e escreva um valor numérico.

Utilizar Dados e Estatística 359


– Clique numa posição nova no caminho.
Nota: Sempre que o valor actual da variável estiver fora do
intervalo definido do selector, a miniatura não aparece. Para
colocar o valor dentro do intervalo do selector, clique nas setas ou
na faixa do selector.

Reposicionar um selector na página


f Capture e arraste qualquer espaço vazio no rectângulo de selecção do
selector ou clique num espaço vazio no selector e, em seguida, prima
9, :, 7 ou 8.

Minimizar um selector
f Para minimizar um selector e ver apenas o nome da variável, o valor
actual e as setas de direcção, aceda ao menu de contexto do selector e
seleccione Minimizar.

f Para minimizar mais um selector e mostrar apenas as setas, aceda ao


menu de contexto e desseleccione Mostrar variável.

Aumentar um selector
f Capture o ponto final Mínimo e Máximo na faixa e arraste-o.

Nota: O aumento ou diminuição de um selector só afecta o


comprimento da faixa. Os valores Mínimo e Máximo não mudam.

Animar um selector
Um selector animado muda repetidamente no intervalo através da
utilização do Tamanho do passo.
f Aceda ao menu de contexto do selector e seleccione Animar.
Nota: Para parar a animação, clique em Parar animação. A animação
também pára se bloquear a variável associada ao selector.

Remover um selector
A remoção de um selector não elimina a variável associada ao selector.
1. Clique no rectângulo de selecção do selector para o seleccionar.

360 Utilizar Dados e Estatística


2. Prima ..

Sugestões para utilizar os selectores


Utilizar vários selectores para uma variável.
• Pode atribuir a mesma variável a vários selectores. Permite ver o
efeito de ajuste de uma variável em vários tamanhos de passo ou em
diferentes intervalos.
Desseleccionar um selector
• Para desseleccionar um selector, clique noutra parte da área de
trabalho, prima d ou prima e e para ir para outro elemento
da área de trabalho.
Associar uma variável diferente a um selector
• Clique na caixa de texto para o nome da variável e escreva o nome da
variável numérica a utilizar.

• Com o selector activo, clique no botão h para seleccionar uma


variável da lista

Manipular dados representados graficamente


Pode manipular os pontos na área de trabalho Dados e Estatística para
explorar os efeitos. Por exemplo, pode explorar como um grupo
específico de valores afecta a mediana.
Pode mover um ponto apenas nas direcções permitidas pela definição. Se
uma lista for definida com uma fórmula em Listas e Folha de Cálculo, os
pontos de Dados e Estatística podem não mover-se devido às restrições
da fórmula. Por exemplo, pode manipular um gráfico que represente o
resultado de y=x, mas só pode mover-se ao longo de uma recta.
Não pode mover pontos que representam dados numa variável
bloqueada ou dados que representam um valor categórico.

Utilizar Dados e Estatística 361


Para mover dados representados graficamente:
1. Na área de trabalho Dados e Estatística, clique numa representação
de dados, como, por exemplo, as barras de um histograma ou os
bigodes de uma caixa de bigodes, que não esteja bloqueada ou
limitada por uma fórmula.

O apontador muda para uma mão aberta para mostrar que dados
podem mover.
2. Arraste a selecção para explorar como os diferentes valores do ponto
afectam o gráfico.
À medida que arrasta, o valor em alteração aparece na área de
trabalho.

Trabalhar com tipos de gráficos numéricos


Os gráficos podem representar os dados de uma variável de várias
formas. A escolha do gráfico adequado pode ajudar a visualizar os dados.
Por exemplo, pode observar a forma e a propagação dos dados num tipo
de gráfico e outro tipo pode ser útil para determinar o melhor método
para avaliar os dados estatisticamente. Utilize Dados e Estatística para
criar os tipos seguintes de gráficos numéricos.
• Gráfico de pontos
• Gráfico de caixa
• Histograma
• Probabilidade normal
• Gráfico de dispersão
• Linha X-Y

362 Utilizar Dados e Estatística


Criar gráficos de pontos
Os gráficos de pontos, também conhecidos por gráficos estatísticos,
representam uma variável unidimensional. Os gráficos de pontos são o
tipo de gráfico predefinido para os dados numéricos. Quando
representar uma variável graficamente como um gráfico de dados, um
ponto representa um valor da lista. Cada ponto do dado aparece no eixo
num ponto correspondente ao valor.
1. Para criar um gráfico de dados, clique na região Adicionar variável no
centro de um eixo e clique no nome de uma variável numérica. Para
mais informações, consulte Representar variáveis graficamente.
2. (Opcional) Para dividir um gráfico de dados por categoria, clique na
região Adicionar variável noutro eixo e seleccione a lista que contém
os dados da categoria correspondente.
3. (Opcional) Para representar graficamente vários gráficos de pontos,
seleccione Adicionar variável X no menu Propriedades do gráfico e
seleccione uma variável numérica na lista apresentada.
Aparece um segundo gráfico de dados na área de trabalho e o nome
da variável representada graficamente é adicionado a ambas as
etiquetas do eixo.
4. Explore os dados representados graficamente.
– Passe sobre um dado para ver os valores dos dados.
– Clique e arraste um ponto para o mover. À medida que mover um
ponto, os valores associados ao ponto mudam na área de trabalho
e na lista da variável.
– Active a ferramenta Traçado do gráfico e prima 7 ou 8 para
percorrer os pontos no gráfico pela ordem da lista. Os pontos
aumentam e apresentam um contorno negro à medida que os
percorre no modo Traçado.

Criar caixas de bigodes


A ferramenta Caixa de bigodes representa dados de uma variável
graficamente numa caixa de bigodes modificada. “Bigodes”alarga a
partir de cada extremidade da caixa, o intervalo interquartil 1,5 vezes ou
até ao fim dos dados, o que acontecer primeiro. Os pontos que estão
1,5 * amplitude interquartis são desenhados individualmente para além
da caixa de bigodes. Estes pontos são os valores extremos potenciais.
Quando não existirem valores extremos, x-mín e x-máx são os pedidos
para a extremidade de cada caixa de bigodes.

Utilizar Dados e Estatística 363


As caixas de bigodes são úteis para comparar dois ou mais conjuntos de
dados que utilizam a mesma escala. Se um conjunto de dados for grande,
uma caixa de bigodes pode também ser útil para explorar a distribuição
de dados.
1. Clique na região Adicionar variável no centro de um eixo. O gráfico
predefinido para uma variável numérica é um gráfico de dados.
Consulte Representar variáveis graficamente para obter mais
informações sobre a representação gráfica de dados.

Nota: Se estiverem duas variáveis representadas graficamente na


área de trabalho, pode criar um gráfico de dados com a remoção de
uma variável. Seleccione Remover variável X ou Remover variável Y
no menu Tipo de gráfico.
2. No menu Tipo de gráfico, seleccione Caixa de bigodes.

Uma caixa de bigodes modificada aparece na área de trabalho


Dados e Estatística.
Nota: Pode dividir uma caixa de bigodes por categoria com a adição
de uma lista que contenha os dados das categorias correspondentes
ao eixo y.

364 Utilizar Dados e Estatística


3. (Opcional) Para adicionar caixas de bigodes adicionais, clique em
Adicionar variável X no menu Propriedades do gráfico.

Por exemplo, pode utilizar várias caixas de bigodes para comparar as


distribuições de proporções de amostras. No exemplo, a verdadeira
proporção é .5 e o tamanho da amostra varia de n=20 a n=40 e n=90.
Notas:
– Pode criar uma caixa de bigodes com frequência através da
selecção de Adicionar variável X com Frequência ou Adicionar
variável Y com Frequência no menu Propriedades do gráfico.
– Pode especificar uma variável várias vezes à medida que escolhe
variáveis para representar graficamente como caixas de bigodes.
– A variável utilizada para fornecer informações da frequência é
adicionada à definição no eixo horizontal no formato:
x_variablename{frequencylist_name}.
4. Aponte e clique nas regiões da caixa de bigodes para explorar e
analisar os dados representados.
– Passe sobre uma região ou um bigode para ver os detalhes da
parte do gráfico que lhe interessa. Aparece a definição para o
quartil correspondente à selecção.
– Clique numa região da caixa de bigodes para seleccionar os
pontos ou os bigodes. Clique novamente para remover a selecção.
– Pode seleccionar qualquer caixa de bigodes que não inclua os
dados da frequência e seleccionar Gráfico de dados no menu de
contexto para alterar o tipo de gráfico.
– Arraste uma selecção para a mover e explore outras possibilidades
para os dados.
– Utilize as teclas de setas para mover um ponto um pixel de cada
vez.

Utilizar Dados e Estatística 365


– Active a ferramenta Traçado do gráfico e prima 7 ou 8 para
percorrer pontos e regiões do gráfico. À medida que o cursor do
traçado avança, aparece os valores de Q1, a mediana, Q3 e os
valores extremos/extremidades dos bigodes.
5. Altere o gráfico de uma caixa de bigodes modificada para uma caixa
de bigodes padrão, seleccionando Alargar desenho da caixa dos
bigodes no menu Propriedades do gráfico.
A caixa de bigodes é redesenhada como uma caixa de bigodes padrão
com os bigodes alargados.
A caixa de bigodes padrão utiliza os pontos mínimos e máximos na
variável e os valores extremos não são identificados. Os bigodes do
gráfico vão do ponto mínimo no conjunto (x-mín) para o primeiro
quartil (Q1) e do terceiro quartil (Q3) para o ponto máximo (x-máx). A
caixa é definida por Q1, Med (mediana) e Q3.
Nota: Pode seleccionar Mostrar valores extremos da caixa de
bigodes no menu Propriedades do gráfico para voltar à caixa de
bigodes modificada.
Quando tiver uma lista numérica com uma lista de categorias
correspondente, pode criar uma divisão de caixas de bigodes por
categoria. A adição da lista de categorias divide a caixa de bigodes por
categoria. Uma caixa de bigodes dividida é útil para comparar a
dispersão de várias populações.

Representar histogramas graficamente


Um histograma representa graficamente dados de uma variável e
representa a distribuição de dados. O número de barras apresentadas
depende do número de dados e da distribuição destes pontos. Um valor
que ocorra na extremidade de uma barra é considerado na barra da
direita.
Criar um histograma sem frequência
1. Seleccione os dados que pretende representar graficamente como um
histograma.
– Para uma orientação horizontal, seleccione Adicionar variável X.
– Para uma orientação vertical, seleccione Adicionar variável Y.
2. No menu Tipo de gráfico , seleccione a ferramenta Histograma.
Neste exemplo, os dados da caixa de bigodes separam-se em pontos e
movem-se para formar as barras de um histograma.

366 Utilizar Dados e Estatística


O histograma desenha-se na área de trabalho Dados e Estatística.

3. Explore os dados nas barras do histograma.


– Passe sobre uma barra para ver as informações.
– Ajuste a largura e o número, arrastando o lado de uma barra.
– Clique numa barra para a seleccionar. Clique novamente na barra
para a desseleccionar.
– Arraste uma selecção para a mover.
Nota: As barras não são móveis nos gráficos de variáveis
qualitativas.
– Active a ferramenta Traçado do gráfico e prima 7 ou 8 tpara
percorrer as barras e ver valores.
Criar um histograma com frequência
1. Represente um histograma graficamente através da adição de uma
variável com dados da frequência.
– Para uma orientação horizontal, seleccione Adicionar variável X
com Frequência.
– Para uma orientação vertical, seleccione Adicionar variável Y
com Frequência.
Aparece a caixa de diálogo Gráfico de frequência.
Nota: Com uma variável numérica representada graficamente num
dos eixos, pode representar um histograma graficamente através da
selecção da ferramenta Histograma no menu Tipo de gráfico.
2. Clique na seta pendente da Lista de dados e utilize as teclas de seta
para seleccionar o nome da variável para os quais pretende
representar os dados da frequência graficamente.

Utilizar Dados e Estatística 367


3. Clique na seta pendente da Lista de frequências e utilize as teclas de
seta para escolher o nome da variável que contém as informações das
frequências da lista de dados.
Nota: Pode dividir um histograma por categoria com a adição de uma
lista que contenha os dados das categorias correspondentes ao eixo y.
4. Clique em OK.
O histograma representa-se graficamente com a variável de dados no
eixo seleccionado e a variável de frequência no outro eixo.
Os pontos do gráfico formam as barras de um histograma e os eixos
são etiquetados com o nome da variável da lista de dados e
frequências. Quando a variável da lista de dados contiver informações
qualitativas (palavras ou caracteres), o eixo da lista de dados é
etiquetada com o formato datalistname{nome da lista de
frequências}.

5. Explore os dados nas barras do histograma.


– Passe sobre uma barra para ver as informações.
– Ajuste a largura e o número, arrastando o lado de uma barra.
– Clique numa barra para a seleccionar. Clique novamente na barra
para a desseleccionar.
– Active a ferramenta Traçado do gráfico e prima 7 ou 8 tpara
percorrer as barras e ver valores.
Modificar as barras do histograma
1. Para modificar as barras do histograma, seleccione Propriedades do
histograma no menu Propriedades do gráfico e seleccione
Definições do histograma.
Aparece a caixa de diálogo Definições do histograma.
2. Escreva os valores para definir a largura e o alinhamento das barras
que representam os dados do histograma:

368 Utilizar Dados e Estatística


– Para especificar a largura da barra, escreva um valor em Largura.
– Para especificar o alinhamento do histograma, escreva um valor
em Alinhamento.
Nota: Pode também modificar as barras, clicando e agarrando a
extremidade de qualquer barra e arrastando-a para o tamanho
desejado.
3. Clique em OK para aplicar as alterações.
As barras do histograma são redesenhadas com os valores definidos.
Os valores representados pelas barras e o valor escrito para o
alinhamento afectam a colocação das barras na escala.
Ajustar a escala do histograma
1. No menu Propriedades do gráfico, seleccione Propriedades do
histograma e Escala do histograma.
Aparece a caixa de diálogo Escala do histograma.
2. Seleccione o formato para a escala do histograma.
– Frequência - mostra os dados baseados no número de valores que
ocorrem em cada barra (intervalo) do histograma. Esta é a
representação de dados predefinida quando criar um histograma.
– Percentagem - mostra os dados do histograma por cada valor
percentual do grupo do conjunto de dados completo.
– Densidade - mostra os dados baseados na densidade de cada
valor da variável.
3. Clique em OK para completar a alteração da escala.

Criar um gráfico de distribuição normal


Um gráfico de probabilidade normal mostra um conjunto de dados em
relação ao quartil correspondente (z) da distribuição normal padrão.
Pode utilizar os gráficos de distribuição normal para decidir da
adequação do modelo normal para os dados.
1. Seleccione ou crie os dados que pretende utilizar para um gráfico de
probabilidade normal. Utilize uma lista nomeada a partir da aplicação
Listas e Folha de Cálculo ou Calculadora.
2. Represente graficamente os dados de uma das seguintes formas:
– Crie um gráfico de pontos através da selecção de uma coluna e de
Gráfico rápido.
– Adicione uma área de trabalho Dados e Estatística. Clique na
região Adicionar variável num eixo e seleccione o nome da lista de
dados para representar a variável graficamente.

Utilizar Dados e Estatística 369


3. No menu Tipo de gráfico, seleccione Gráfico de probabilidade
normal.
Gráficos de dados na área de trabalho Dados e Estatística. Pode
examinar o gráfico para comparar a variável normal em relação ao
quartil.
4. Explore os dados representados no gráfico de probabilidade normal.
– Passe sobre um ponto de dados para ver o valor.
– Clique para seleccionar um ponto. Clique novamente para o
desseleccionar.
– Clique em vários pontos para os seleccionar.

– Active a ferramenta Traçado do gráfico e prima ¡ ou ¢ para


percorrer os pontos e ver os valores.

Para criar um gráfico de dispersão


Um gráfico de dispersão mostra a relação entre dois conjuntos de dados.
Pode também criar um gráfico de dados através da utilização da
ferramenta Gráfico rápido na aplicação Listas e Folha de Cálculo.
1. Na área de trabalho de aplicação Dados e Estatística, clique na região
Adicionar variável e seleccione a variável que contém os dados que
pretende representar num eixo.
O gráfico da variável seleccionada aparece no eixo.
2. Clique na região Adicionar variável do outro eixo e seleccione a
variável que contém os dados que pretende representar
graficamente.
Os pontos mudam para representar os dados na variável seleccionada.

3. Analise e explore os dados no gráfico.


– Clique num ponto para a seleccionar.
– Passe sobre um ponto de dados para ver um resumo dos dados.

370 Utilizar Dados e Estatística


– Trabalhe com os dados nas ferramentas disponíveis no menu
AnalisarAnalisar. Por exemplo, seleccione a ferramenta Traçado
do gráfico e prima ¡ ou ¢ tpara percorrer o gráfico.
4. Opcional: Para representar listas adicionais graficamente em relação
ao eixo-x, clique com o botão direito do rato no eixo-y e seleccione
Adicionar variável.

Criar um gráfico de linha X-Y


Um gráfico de linha X-Y é um gráfico de dispersão em que os pontos são
representados graficamente e ligados pela ordem de aparecimento nas
duas variáveis. Tal como os gráficos de dispersão, estes gráficos
representam a relação entre os dois conjuntos de dados.
Por convenção, a coluna de dados mais à esquerda é representada no
eixo horizontal.
1. Crie um gráfico de dispersão. Consulte Criar um gráfico de dispersão
para obter informações.
2. No menu Tipo de gráfico , seleccione a ferramenta Gráfico de
linha XY.
Os pontos de cada conjunto estão ligados através de uma recta.

Nota: Os pontos são ligados pela ordem em que aparecem na variável


da lista no eixo horizontal. Para alterar a ordem, utilize a ferramenta
de ordenação em Listas e Folha de Cálculo.
3. Analise e explore os dados no gráfico.
– Passe sobre um ponto de dados para ver um resumo dos dados.
– Trabalhe com os dados nas ferramentas disponíveis no menu
AnalisarAnalisar. Por exemplo, seleccione a ferramenta Traçado
do gráfico e prima as teclas de seta para percorrer os pontos do
gráfico e ver os valores.

Utilizar Dados e Estatística 371


Trabalhar com tipos de gráficos de variáveis
qualitativas
Pode ordenar e agrupar dados com os tipos de gráficos de categorias:
• Gráfico de pontos
• Gráfico de barras
• Gráfico circular
Os tipos de gráficos de categorias podem ser utilizados para comparar as
representações de dados em diferentes gráficos. Quando utilizar a
mesma variável (lista) para um gráfico de pontos, de barras ou circular
num problema, a selecção de um ponto de dados ou segmento num dos
gráficos selecciona o ponto de dados correspondente, segmento, ou
barra em todos os outros gráficos que incluam a variável.

Criar um gráfico de dados


O tipo de gráfico predefinido para os dados qualitativos é o gráfico de
pontos.
Quando representar uma variável graficamente, o valor de cada célula é
representado como um ponto, e os pontos são empilhados no ponto do
eixo correspondente ao valor da célula.
1. Na aplicação Listas e Folha de Cálculo, crie uma folha de cálculo que
inclua pelo menos uma coluna de valores de cadeias que possam ser
utilizados como categorias para dados.

Nota: Para escrever um nome em Listas e Folha de Cálculo, coloque os


caracteres entre aspas.
2. Adicione uma página Dados e Estatística ao problema.
Notas:

372 Utilizar Dados e Estatística


– Pode também utilizar a ferramenta Gráfico rápido de Listas e
Folha de Cálculo para adicionar automaticamente uma página
Dados e Estatística e representar graficamente a coluna
seleccionada.
– A nova área de trabalho da aplicação Dados e Estatística
apresenta uma caixa de bigodes predefinida com um título
delegenda, o nome da variável e os pontos não representados
graficamente para a variável. Pode clicar no nome da variável no
título delegenda para seleccionar outra variável para pré-
visualização ou arrastar um ponto de dados predefinido para um
eixo para representar graficamente a variável actual..
3. Vá para próximo do centro de um dos eixos e clique na região
Adicionar variável. Aparece a lista de variáveis.

4. Clique na variável que contém as categorias que pretende utilizar


para ordenar os dados.

Utilizar Dados e Estatística 373


Um gráfico de dados é desenhado na área de trabalho. A aplicação
define o eixo com o nome da variável e apresenta um ponto para
cada instância de uma categoria.
5. Explore os dados representados graficamente.
– Passe sobre um ponto no gráfico para ver os valores dos dados.
– Clique num ponto para o seleccionar. Clique uma segunda vez
num ponto para o desseleccionar ou remover de uma selecção de
vários pontos.
– Active a ferramenta Traçado do gráfico e prima 7 ou 8 para
percorrer os pontos pela ordem da lista. Os pontos apresentam um
contorno negro à medida que os percorre no modo Traçado.

Criar um gráfico de barras


Tal como os gráficos de dados, os gráficos de barras apresentam os dados
por categorias. A altura de um barra representa o número de ocorrências
para a categoria.
1. Clique na região Adicionar variável de um dos eixos e seleccione o
nome de uma variável da categoria. Consulte Criar um gráfico de
dados para obter informações.
2. No menu Tipo de gráfico, seleccione Gráfico de barras .
O gráfico de dados muda para uma representação de barras dos
dados.

3. Explore os dados do gráfico.


– Passe sobre uma barra para ver um resumo da categoria (o
número de casos e a percentagem entre todas as categorias).
– Active a ferramenta Traçado do gráfico e prima 7 ou 8 para
percorrer as barras e ver as informações do resumo.

374 Utilizar Dados e Estatística


Criar um gráfico de barras a partir de uma tabela de
frequências
1. Numa página Dados e Estatística nova, crie um gráfico de barras com
a frequência através da selecção de Adicionar variável X com
Frequência no menu Propriedades do gráfico.
Aparece a caixa de diálogo Frequência.
Nota: Pode também criar um gráfico de barras com frequência
através da selecção de Adicionar variável com Frequência no menu
de contexto da região Adicionar variável de um eixo.
2. Clique na seta pendente da Lista de dados e seleccione uma variável
para fornecer categorias e prima e para ir para o campo seguinte.
3. Clique na seta pendente da Lista de frequências e seleccione uma
variável para fornecer dados numéricos para as categorias.

4. Clique em OK para representar graficamente as variáveis


seleccionadas.

Utilizar Dados e Estatística 375


O gráfico de barras é desenhado na área de trabalho. A definição
“Frequência” do eixo vertical mostra que a altura das barras
representa os dados da frequência. O eixo horizontal é definido com
os nomes das variáveis utilizados como a Lista de dados e a Lista de
frequências no formato: plottedvariable{frequencyvariable}.
5. Passe sobre uma barra para ver um resumo da categoria ou utilize a
ferramenta Traçado do gráfico no menu AnalisarAnalisar para
percorrer todas as barras com resumos. O resumo mostra o número de
casos e a percentagem entre todas as categorias.

Criar um gráfico circular


Um gráfico circular representa os dados por categorias num sector
circular e utiliza um sector com as proporções adequadas para cada
categoria.
1. Crie um gráfico de pontos na área de trabalho.
2. No menu Tipo de gráfico, seleccione Gráfico circular .
Os pontos movem-se por categoria para os segmentos do gráfico
circular.

3. Passe sobre um segmento para ver o resumo da categoria ou utilize a


ferramenta Traçado do gráfico no menu AnalisarAnalisar para
percorrer cada segmento com todos os resumos. O resumo apresenta
o número de casos da categoria e a percentagem relativamente a
todas as ocorrências.

Representar dados graficamente com uma divisão


categórica
Pode utilizar uma divisão categórica para ordenar os valores
representados graficamente num eixo.

376 Utilizar Dados e Estatística


1. Abra um problema que inclua uma página da aplicação Listas e Folha
de Cálculo ou crie dados para representar graficamente na aplicação
Listas e Folha de Cálculo.
Neste exemplo, as listas contêm informações de peso e da criação de
cães.

2. Clique a letra da coluna (A) para realçar a coluna criação.


3. No menu Dados de Listas e Folha de Cálculo, seleccione a ferramenta
Gráfico rápido.
A ferramenta Gráfico rápido adiciona uma página de Dados e
Estatística. A aplicação Dados e Estatística representa graficamente a
variável e define o eixo horizontal.

4. Para representar graficamente os dados numéricos para cada


categoria, passe sobre a região Adicionar variável junto ao centro do
eixo vertical e clique na sugestão Clique ou Enter para
adicionar variável.
Aparece a lista de variáveis disponíveis.

Utilizar Dados e Estatística 377


5. Na lista de variáveis, clique no nome da variável numérica.

A aplicação Dados e Estatística define o eixo vertical e representa


graficamente os dados numéricos para cada categoria.

Explorar dados
Pode manipular e explorar dados representados graficamente.
• Seleccionar e mover os pontos ou as barras de dados
• Alterar o tipo de desenho
• Redimensionar o gráfico
• Adicionar uma recta móvel
• Mostrar as linhas de regressão
• Mostrar quadrados dos resíduos
• Mostrar um gráfico dos resíduos

378 Utilizar Dados e Estatística


Mover pontos ou barras de dados
1. Clique e fixe a barra ou o ponto pretendido.

O cursor muda para ÷.

Movimentar o
ponto muda os
valores para x e y

2. Arraste o ponto ou a barra para o novo local e liberte-o.

Se estiver a trabalhar com dados da aplicação Listas e Folha de


Cálculo, os dados correspondentes à barra ou ao ponto original
actualizam-se automaticamente nas colunas originais na aplicação
Listas e Folha de Cálculo à medida que move o ponto.
Pode também mover pontos ou barras, alterando os números na
aplicação Listas e Folha de Cálculo) ou Calculadora. Os dados
actualizam-se em todas as representações.

Seleccionar vários pontos


1. Posicione o cursor sobre cada ponto que pretende seleccionar. O
cursor muda para ÷.
2. Clique para adicionar o ponto à selecção.

Utilizar Dados e Estatística 379


3. Assim que seleccionar os pontos pretendidos, suspenda-se sobre um
dos pontos. O cursor muda para {. Para mover os pontos à volta da
área de trabalho, clique e fixe um ponto ou prima / e clique para
capturar um ponto.

Seleccionar um intervalo de pontos


1. Seleccione um intervalo de pontos com um movimento de clicar e
arrastar para colocar moldura (caixa de linha ponteada) à volta dos
pontos que pretende seleccionar.
2. Para mover os pontos seleccionados, clique em qualquer ponto da
selecção.

Quando libertar o botão do rato, os pontos são seleccionados.


3. Assim que seleccionar os pontos pretendidos, clique num dos pontos.

O cursor muda para { e pode mover o grupo de pontos na área de


trabalho.

380 Utilizar Dados e Estatística


Nota: Quando uma lista estiver definida na aplicação Listas e Folha
de cálculo como uma fórmula, o movimento de pontos está
restringido apenas aos pontos que satisfazem essa fórmula

Representar graficamente um valor


Pode representar um valor graficamente num gráfico existente. Aparece
como uma recta vertical na área de trabalho.
1. No menu AnalisarAnalisar, seleccione Valor do gráfico.
Aparece uma caixa de texto com uma expressão predefinida na área
de trabalho.

Caixa de
entrada

2. Escreva o valor que pretende representar graficamente e prima ·.


Neste exemplo, o valor é v1:= média(custo).
A recta é desenhada nesse valor, perpendicular ao eixo. Se tiver vários
gráficos na área de trabalho, aparece um segmento do valor do
gráfico para cada gráfico.
Nota: Se utilizar uma tabela de frequências para gerar um
histograma, consulte a lista de frequência da expressão. Por exemplo,
escreva a expressão "v1:= média(custo, frequência)" na caixa de
entrada do valor do gráfico.

Utilizar Dados e Estatística 381


3. Clique na recta para ver o valor.
Nota: Faça duplo clique no valor para editar a expressão.

Linha do valor do gráfico com valor


apresentado

Pode utilizar Valor do gráfico para um número ou qualquer expressão


que se avalie para um número. Se o valor depender dos dados, como
a média, quando arrastar um ponto ou fizer alterações na aplicação
Listas e Folha de Cálculo, a recta actualiza-se para reflectir a
alteração, permitindo a investigação da influência dos pontos no
cálculo.

Remover um valor desenhado


1. Seleccione a recta do valor representado graficamente.
2. No menu Acções, seleccione Remover valor representado
graficamente.

Alterar o tipo de gráfico


Pode alterar o tipo de gráfico, para ver diferentes representações de
dados.
f No menu Tipo de gráfico, seleccione um novo tipo de gráfico. Só
estão disponíveis os tipos de gráficos suportados. Por exemplo,
apenas os tipos de gráficos de uma variável estão disponíveis quando
estiver uma variável representada graficamente num eixo.
A representação de dados muda para o novo formato de gráfico.
Nota: As opções estão indisponíveis no menu, se não for possível
representar os dados pelo tipo de gráfico. Por exemplo, se aparecer
um gráfico de dispersão na área de trabalho, não pode criar uma
caixa de bigodes sem remover primeiro a variável do eixo y.

382 Utilizar Dados e Estatística


Redimensionar um gráfico
Pode alterar a escala dos eixos com a translação e a Ampliação
dahometetia:

Região da Ampliação
dahomotetia

Região da translação

Região da Região da Região da


Ampliação translação Ampliação
dahomotetia dahomotetia

O cursor muda para indicar se a translação (ö) ou a Ampliação


dahomotetia (ô) está disponível em zonas nos eixos.

Translação
Uma translação desliza um conjunto de eixos uma distância fixa numa
determinada direcção. Os eixos originais têm o mesmo tamanho e forma.
1. Posicione o cursor sobre uma definição ou marca de selecção no terço
intermédio do eixo. O cursor muda para ö.

2. Clique para capturar. O cursor muda para ù. Arraste o cursor para a


posição pretendida e liberte.
Ampliação dahomotetia
Ampliação dahomotetia retém a formas dos eixos, mas alarga ou reduz o
tamanho.

Utilizar Dados e Estatística 383


1. Posicione o cursor sobre uma marca de selecção ou uma definição
junto às extremidades do eixo. O cursor muda para ó no eixo vertical
ou para ô no eixo horizontal.

2. Clique para capturar. O cursor muda para ÷. Arraste o cursor para a


posição pretendida e liberte.

Adicionar uma recta móvel


Pode adicionar uma recta móvel a um gráfico. Mover e rodar a recta na
área de trabalho muda a função que a descreve.
f No menu AnalisarAnalisar, seleccione Adicionar recta móvel.
A recta móvel aparece e está definida com uma função que a
descreve. Para este exemplo, a aplicação Dados e Estatística guarda a
expressão para a recta móvel na variável m1.

Rodar uma recta móvel


1. Clique e capture uma das extremidades da recta.

384 Utilizar Dados e Estatística


O cursor muda para é.
2. Arraste para rodar e alterar o declive da recta.

A função m1(x) é actualizada para as alterações na posição da recta


móvel.
Alterar a intersecção
1. Clique no meio da recta móvel.

O cursor muda para ö.


2. Arraste para alterar a intersecção.

O número no fim da equação muda para mostrar a alteração na


intersecção com o eixo vertical.
Nota: A recta móvel é guardada como uma função que pode ser
utilizada para a previsão na aplicação Calculadora.
Bloquear ordenada na origem
Pode bloquear a intersecção da recta móvel na origem.

Utilizar Dados e Estatística 385


f No menu AnalisarAnalisar, seleccione Bloquear intersecção no zero.
Pode desbloquear a intersecção com Desbloquear intersecção da
recta móvel no menu AnalisarAnalisar.

Traçar uma recta móvel


Pode traçar uma recta móvel para prever e analisar os valores.
1. Clique na recta.
O cursor muda.
2. No menu AnalisarAnalisar, seleccione Traçado do gráfico para
activar o modo Traçar para a recta. A rotação da recta não é
suportada no modo Traçar.

3. Prima ¡ ou ¢ (teclas de seta esquerda ou direita) para traçar a recta


móvel.
Se as variáveis representadas graficamente mudarem, os pontos do
gráfico e da recta são actualizados automaticamente.

Mostrar uma recta de regressão


Pode apresentar uma linha de regressão quando tiver um gráfico de
dispersão ou uma linha X-Y na área de trabalho. O estudo da linha de
regressão pode ajudá-lo a compreender a relação entre duas variáveis.
1. Com um gráfico de dispersão ou um gráfico de linha X-Y de duas
variáveis na área de trabalho, seleccione o menu AnalisarAnalisar,
seleccione Regressão e veja a lista de regressões.
2. Clique no tipo de linha de regressão para mostrar. Por exemplo,
seleccione Mostrar linear (mx+b) para desenhar uma linha de
regressão linear conforme apresentado no exemplo seguinte.

Quando seleccionar a linha de regressão, a aparece a expressão para a


linha.

386 Utilizar Dados e Estatística


Mostrar quadrados dos resíduos
Pode ver os quadrados dos resíduos num gráfico. Os quadrados dos
resíduos podem ajudar a avaliar a adequação do modelo aos dados.
Nota: Esta ferramenta só está disponível quando existir uma
regressão ou recta móvel na área de trabalho.
f No menu AnalisarAnalisar, seleccione Resíduos > Mostrar
quadrados dos resíduos.

A soma dos quadrados é actualizada à medida que altera os dados ou


a linha.

Mostrar um gráfico dos resíduos


Pode apresentar um gráfico dos resíduos para determinar o quanto uma
linha se ajusta aos dados. A área de trabalho tem de incluir um gráfico de
dispersão e uma ou mais linhas móveis, regressões, ou funções
representadas graficamente para Mostrar gráfico dos resíduos estar
disponível.
f Com um gráfico de dispersão, a linha de regressão e/ou a recta móvel
na área de trabalho, seleccione o menu AnalisarAnalisar e seleccione
Mostrar gráfico dos resíduos > Resíduos.

Utilizar Dados e Estatística 387


Notas:
• Com as várias funções ou regressões e as rectas móveis representadas
graficamente, pode seleccionar cada uma delas para apresentar o
gráfico dos resíduos.
• Clique sem soltar num ponto no gráfico dos resíduos para ver o
resíduo.
• O gráfico dos resíduos para a função ou regressão seleccionada
aparece na área de trabalho.
• Para existir consistência na comparação dos conjuntos de dados, os
gráficos dos resíduos não se redimensionam quando for de uma
função ou regressão para outra.
• Seleccione uma função ou regressão antes de apresentar um gráficos
dos resíduos. Se não seleccionar nenhuma função ou regressão e
existirem várias desenhadas, a aplicação Dados e Estatística selecciona
arbitrariamente a função ou a regressão para apresentar o gráfico
dos resíduos.
• Os eixos podem ser ajustados, clicando e arrastando.

Remover um gráfico dos resíduos


f Com um gráfico de dispersão, a linha de regressão e/ou a recta móvel
na área de trabalho, seleccione o menu AnalisarAnalisar e seleccione
Ocultar gráfico dos resíduos.

Utilizar as ferramentas Janela/Zoom


Utilize as ferramentas Janela/Zoom para redefinir o gráfico para ver
melhor os pontos notáveis. A ferramenta Janela/Zoom inclui:
• Definições da janela: mostra uma caixa de diálogo Definições da
janela que permite introduzir os valores x-mín, x-máx, y-mín e y-máx
para os eixos.

388 Utilizar Dados e Estatística


• Zoom - Dados: ajusta o factor de zoom para mostrar todos os dados
representados graficamente.
• Zoom - Aumentar: permite definir o ponto central do zoom no local.
O factor Zoom - Aumentar é de cerca de 2.
• Zoom - Reduzir: permite definir o ponto central do zoom fora do
local. O factor Zoom - Reduzir é de cerca de 2.
Utilizar a ferramenta Definições da janela
1. No menu Janela/Zoom, seleccione Definições da janela.
2. Aparece a caixa de diálogo Definições da janela. Os valores actuais
de x-mín, x-máx, y-mín e y-máx aparecem nos campos.
Nota: Apenas as caixas adequadas são editáveis, dependendo se
existem um ou dois eixos na área de trabalho.
3. Escreva os novos valores sobre os antigos.
4. Seleccione OK para aplicar as alterações e redesenhar o gráfico.
Utilizar a ferramenta Zoom - Dados
f No menu Janela/Zoom, seleccione Zoom - Dados.
A área de trabalho redimensiona-se para mostrar todos os dados
representados graficamente.
Utilizar a ferramenta Aumentar zoom
1. No menu Janela/Zoom, seleccione Aumentar zoom.
2. Na área de trabalho, clique no ponto central da área de interesse.
Este será o centro da acção do aumento do zoom.
O gráfico redesenha-se para focar e ampliar a parte do gráfico
centrada sobre o ponto seleccionado no passo anterior.
Utilizar a ferramenta Reduzir zoom
1. No menu Janela/Zoom, seleccione Reduzir zoom.
2. Na área de trabalho, clique no ponto central da área de interesse.
Este será o centro da acção da redução do zoom.
O gráfico redesenha-se para mostrar uma parte maior do gráfico
centrada sobre o ponto seleccionado no passo anterior.

Fazer gráficos de funções


Pode fazer gráficos de funções, escrevendo-as na aplicação Dados e
Estatística, ou pode fazer gráficos de funções definidos noutras
aplicações.

Utilizar Dados e Estatística 389


Fazer gráficos de funções com a ferramenta Função de
desenho
Pode utilizar a ferramenta Função de desenho para fazer gráficos de
funções numa área de trabalho que já inclua um gráfico nos eixos. A
Função de desenho permite especificar e fazer gráficos de uma função
para comparação com um gráfico existente.
Para utilizar a ferramenta Função de desenho:
1. Crie ou abra um problema que inclua variáveis (de Listas e Folha de
Cálculo) que tenham sido desenhadas numa área de trabalho Dados e
Estatística. Certifique-se de que a área de trabalho contém uma escala
do eixo horizontal e uma escala do eixo vertical.
2. No menu AnalisarAnalisar, seleccione Função de desenho.
Um campo de entrada da função aparece na área de trabalho.

Campo de
entrada

Fazer
gráficos de

Nota: Pode editar a expressão da função escrita no campo de


entrada. No entanto, a função representada graficamente em Dados
e Estatística não pode ser manipulada ou movida à volta da área de
trabalho. Para fazer isso, tem de utilizar Gráficos e Geometria.

3. Escreva a função no campo de entrada e prima ·.


Nota: Pode renomear a função, escrevendo sobre f1(x): outro nome,
se quiser.
A função representa-se graficamente na área de trabalho e é
guardada como uma variável para utilizar noutras aplicações.

390 Utilizar Dados e Estatística


Gráfico da
função

Equação
da função

Introduzir funções noutras aplicações


Pode introduzir uma função definida como uma variável noutra
aplicação, como, por exemplo, Listas e Folha de Cálculo, Gráficos e
Geometria ou Calculadora.
1. Adicione uma variável para cada eixo. Pode aceder a qualquer
variável definida numa aplicação Listas e Folha de Cálculo ou
Calculadora no problema da lista de variáveis.
2. No menu AnalisarAnalisar, seleccione Função de desenho.
Um campo de entrada da função aparece na área de trabalho.

3. Clique em h.
Aparece uma lista de variáveis disponíveis no problema.
4. Clique para seleccionar a variável que contém a função que pretende
desenhar.

Utilizar Dados e Estatística 391


No exemplo abaixo, a variável a contém a função f(x)=x2.

5. Prima ·.
A função é representada graficamente na área de trabalho.

Editar uma função


Pode editar uma função e actualizá-la na área de trabalho.
1. Pode editar uma função, fazendo duplo clique na equação e
efectuando as alterações necessárias.

2. Prima · depois de fazer todas as alterações e as actualizações


aparecem na área de trabalho.

Utilizar as funções da aplicação Dados e Estatística noutras


aplicações
As funções da aplicação Dados e Estatística são guardadas como variáveis
e podem ser utilizadas noutras aplicações, da mesma forma que qualquer
outra variável. O suporte para todos os tipos de funções está incluído.
Nota: Os números das funções aumentam para utilizar a função seguinte
disponível. Se tiver definido f1(x) e f2(x) em Gráficos e Geometria, a
primeira função criada em Dados e Estatística será f3(x).

Utilizar a Função de Densidade de Probabilidade Normal


Pode aproximar os dados desenhados na área de trabalho Dados e
Estatística em relação à função de densidade de probabilidade normal. A
ferramenta substitui a função de densidade de probabilidade normal
utilizando a média e o desvio padrão dos dados do histograma.
Para mostrar a função de densidade normal para os dados desenhados:
1. Adicione uma variável ao eixo x.
2. No menu Tipo de gráfico , seleccione Histograma.

392 Utilizar Dados e Estatística


Nota: Mostrar Densidade de Probabilidade Normal só está
disponível quando o histograma for o tipo de gráfico.
3. No menu AnalisarAnalisar, seleccione Mostrar Densidade de
Probabilidade Normal.

A Densidade de Probabilidade Normal para o gráfico é representada


graficamente na área de trabalho. A expressão utilizada para calcular
a Densidade de Probabilidade aparece quando seleccionada.
Pode seleccionar Ocultar Densidade de Probabilidade Normal no
menu AnalisarAnalisar para remover a Densidade de Probabilidade.

Utilizar Sombrear região


Utilize Sombrear região para encontrar a área de uma região numa
função representada graficamente na área de trabalho.
1. Seleccione qualquer função representada graficamente na área de
trabalho Dados e Estatística. Por exemplo, seleccione uma
representação gráfica anterior de uma Densidade de Probabilidade
Normal.
2. No menu AnalisarAnalisar, seleccione Sombrear debaixo da função.

Utilizar Dados e Estatística 393


O cursor transforma-se numa linha vertical ponteada e o limite +/- ˆ
aparece quando posicionar o rato junto ao limite à esquerda ou à
direita. Pode clicar quando ˆ aparecer para o definir como um limite.

3. Seleccione um ponto na curva e clique para indicar onde será iniciada


a sombra da região abaixo da curva. A direcção em que se move a
seguir determina se a região sombreada está à esquerda, à direita ou
ao centro da curva.
4. Seleccione um ponto na curva e clique para indicar o limite final da
área sombreada. Uma região é sombreada com base nos pontos
seleccionados.
Pode trabalhar com Sombrear região das seguintes formas:
– Seleccione a região para ver os valores para os pontos na área
sombreada.
– Para remover o sombreado, clique com o botão direito do rato ou
/-clique na região sombreada e seleccione Remover região
sombreada.
– Para alterar a cor de preenchimento da área sombreada, clique
com o botão direito do rato ou /-clique na região sombreada,
seleccione Cor, seleccione Preencher e clique numa cor.
– Utilize o valor do gráfico para definir o limite para um número
exacto. Quando definir um limite para o sombreamento para um
valor traçado, pode alterar o valor traçado para actualizar o
sombreamento.
– Edite uma região sombreada, clicando e arrastando a margem no
limite inicial ou final.

394 Utilizar Dados e Estatística


Utilizar Traçado do gráfico
A opção Traçado do gráfico permite mover-se de um ponto num gráfico
para outro para analisar as variações dos dados. Pode utilizar o modo
Traçado do gráfico para explorar os dados para os gráficos seguintes.
• Gráficos da Função de desenho e Mostrar Densidade de Probabilidade
Normal
• Curvas de distribuição (criadas na aplicação Listas e Folha de Cálculo)
• Rectas móveis
• Regressões
• Caixas de bigodes
• Gráficos de pontos
• Gráficos de dispersão e gráficos de linha X-Y
• Caixa de bigodes
• Histogramas
• Gráficos de barras
• Gráficos circulares
1. No menu AnalisarAnalisar, seleccione Traçado do gráfico.

2. Prima ¡ ou ¢ para percorrer o gráfico.


As representações dos dados aumentam e apresentam um contorno
negro à medida que os percorre no modo Traçar.

Utilizar ferramentas estatísticas


Assim que desenhar uma ou mais variáveis na aplicação Dados e
Estatística, pode manipular e explorar os dados com cálculos, técnicas de
ajuste de dados, ferramentas de teste de hipóteses e distribuições. Para
mais informações sobre estas funções, consulte o Manual de referência.
Para mais informações sobre a utilização das variáveis, consulte Utilizar
as variáveis.

Utilizar Dados e Estatística 395


396 Utilizar Dados e Estatística
Utilizar a aplicação Notes (Notas)

Como começar com a aplicação Notas


A aplicação Notes (Notas) fornece funções de edição de texto que
permitem criar e partilhar documentos com outros através do dispositivo
portátil e do software para computador T-Nspire™.
• Pode utilizar a aplicação Notes como uma ferramentas para criar
notas de estudo para reforçar a compreensão dos conceitos da sala de
aulas e para rever para os exames.
• A aplicação Notes (Notas) permite atribuir diferentes perfis aos
indivíduos com o documento, para que qualquer edição apareça num
formato de texto diferente, tornando-o mais fácil de editar
colaborativamente.
• Crie expressões matemáticas.
• Efectue cálculos com caixas de expressões matemáticas.

Á
À Menu de ferramentas da aplicação Notes (Notas) – Este menu está
disponível sempre que estiver na área de trabalho da aplicação Notes
(Notas).

f Prima b para ver o menu.


Á Área de trabalho do Notes – A área em que introduz e formata o
texto.

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 397


Menu de ferramentas da aplicação Notes (Notas)
O menu de ferramentas da aplicação Notas permite seleccionar um
modelo da aplicação Notas, formatar texto e avaliar expressões. A tabela
abaixo descreve os itens dos menus e as respectivas funções.

Nome Opção do menu Função


do
menu

1: Acções
Avalia a expressão.
1: Avaliar - ·

Aproxima a expressão.
2: Aproximado / ·

Substitui a parte seleccionada


3: Avaliar e substituir da expressão pelo resultado.

Desactiva o item actual ou


4: Desactivar seleccionado (caixa ou caixas)

Desactiva todas as caixas da


5: Desactivar todos aplicação Notas actual.

Activa o item desactivado


6: Activar anteriormente seleccionado
ou actual.
Activa todas as caixas da
7: Activar todos aplicação Notas actual.

2: Modelos
Cria um modelo para
1: P/R introduzir o texto da
pergunta e da resposta.
Cria um modelo para
2: Prova introduzir o texto da
afirmação e do motivo.
Permite introduzir texto em
3: Predefinição formato livre.

398 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


Alterna para mostrar ou
4:Ocultar resposta (P/R) ocultar a Resposta no formato
P/R.

3: Inserir
Permite inserir uma expressão
1: Caixa matemática - matemática.
/M
Marca o texto seleccionado
2: Forma como ângulo, triângulo,
círculo, recta, segmento, semi-
recta ou vector.
Permite introduzir texto em
itálico e prefaciado pelo
3: Comentário Professor ou Revisor.

4: Formatar

Alterna o texto seleccionado


2: Negrito entre negrito e não negrito,
remove a restante
formatação.
Alterna o texto seleccionado
3: Itálico entre itálico e não itálico,
remove a restante
formatação.
Alterna o texto seleccionado
4: Sublinhado entre sublinhado e não
sublinhado, remove a restante
formatação.
Alterna o texto seleccionado
5: Índice entre índice e não índice, e
remove a restante
formatação.
Alterna o texto seleccionado
6: Expoente entre expoente e não
expoente, e remove a restante
formatação.

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 399


5: Opções da caixa
matemática
Quando seleccionar uma caixa
matemática, esta opção abre
1: Atributos da caixa uma caixa de diálogo, que
matemática permite personalizar a caixa
matemática. Pode ocultar ou
mostrar a entrada ou a saída,
desligar o cálculo para a caixa,
inserir símbolos, alterar as
definições de visualização e
dos ângulos e autorizar ou
rejeitar a ocultação de
expressões e a visualização do
indicador de aviso após a
rejeição. Pode alterar os
atributos de várias caixas
matemáticas seleccionadas
simultaneamente.
Mostra um indicador de aviso
2: Mostrar informações após a rejeição do aviso.
de aviso
Mostrar um erro após a
3: Mostrar erro rejeição do erro.

6: Cálculos
Defina uma variável numa
Nota com a aplicação
1: Definir variáveis Calculadora.

400 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


Utilize as ferramentas do
menu Número da Calculadora,
2: Número incluindo Converter para
decimal, Aproximado para
fracção, Factor, Mínimo
múltiplo comum, Maior
divisor comum, Resto,
Ferramentas das fracções,
Ferramentas de números e
Ferramentas de números
complexos.
Utilize as ferramentas do
menu Álgebra da Calculadora,
3: Álgebra incluindo Resolução numérica,
Resolução se sistema de
equações lineares,
Ferramentas de polinómios.
Utilize as ferramentas do
menu Cálculo, incluindo
4: Cálculo Derivada numérica num
ponto, Integral definido
numérico, Soma, Produto,
mínimo de uma função e
máximo de uma função.
Utilize as ferramentas do
menu Álgebra da Calculadora,
3 (CAS): Álgebra incluindo Resolver, Factor,
Expandir, Zeros, Resolução
numérica, Resolução de
sistema de equações,
Ferramentas de polinómios,
Ferramentas de fracções,
Converter expressões,
Trigonometria, Complexo e
Extrair.

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 401


Utilize as ferramentas do
menu Cálculo, incluindo
4 (CAS): Cálculo Derivada, Derivada num
ponto, Integral, Limite, Soma,
Produto, mínimo de uma
função, máximo de uma
função, Recta tangente, Recta
normal, Comprimento do
arco, Séries, Solucionador de
equações diferenciais,
Diferenciação implícita e
Cálculos numéricos
Utilize as ferramentas do
menu Probabilidade da
5: Probabilidade Calculadora, incluindo
Factorial, Permutações,
Combinações, Aleatório e
Distribuições.
Utilize as ferramentas do
menu Estatística da
6: Estatística
Calculadora, incluindo
Cálculos estatísticos,
Resultados estatísticos,
Matemática da lista,
Operações da lista e outras.
Utilize as ferramentas do
menu Matriz e Vector da
7: Matriz e Vector Calculadora, incluindo Criar,
Transpor, Determinante,
Forma de escalão de linha,
Forma de escalão de linha
reduzida, Simultâneo e
outros.
Utilize as ferramentas do
menu Finanças da
8: Finanças Calculadora, incluindo
Solucionador financeiro,
Funções TVM, Amortização,
Cash-flows, Conversões de
juros e Dias entre datas.

402 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


Nota: Para mais informações sobre a execução das funções da
Calculadora, consulte os tópicos na documentação da
Calculadora.

7: Sugestões
Mostra sugestões rápidas para
o ajudar a efectuar as tarefas.
1: Sugestões

Antes de começar
f Ligue o software da unidade portátil ou do computador e adicione
uma aplicação Notas a um documento.

Área de trabalho da aplicação Notes (Notas)


A área de trabalho da aplicação Notes (Notas) é onde introduz e formata
o texto.

Utilizar modelos da aplicação Notas


A aplicação Notes (Notas) fornece modelos para criar três tipos de notas:
• Q&A (P/R) para perguntas e respostas com a resposta apresentada ou
ocultada
• Proof (Prova) para uma estrutura geral com afirmações e motivos
• Default (Predefinição) para entrada de texto com formato aberto

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 403


Aplicar um modelo da aplicação Notas
f Seleccione o modelo a aplicar:
– No menu Modelos, seleccione o nome do modelo a aplicar.
– Unidade portátil: Enquanto estiver na área de trabalho da
aplicação Notas, prima b para ver o menu Notas e seleccione o
nome do modelo a aplicar.

Utilizar o modelo P/R


Utilize o modelo Q&A para criar perguntas e respostas. Tem a opção para
mostrar ou ocultar a resposta, por isso, pode criar perguntas para rever e
ocultar as respostas. Quando utilizar o documento como uma ajuda de
estudo, pode verificar que respostas estão correctas.

Prima e para mover o cursor de texto entre as áreas Pergunta e


Resposta do modelo.

Utilizar o modelo Prova


O modelo Proof (Prova) fornece uma estrutura geral para as afirmações e
os motivos correspondentes.

Prima e para mover o cursor de texto entre as áreas Afirmações e


Razões do modelo.

404 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


Inserir comentários
Pode inserir comentários de Professor ou Revisor numa aplicação Notes
(Notas). Os comentários são facilmente identificáveis e distinguem-se
facilmente do texto original.
1. Defina o tipo de comentários que está a inserir (Professor ou Revisor):
– No menu Inserir, seleccione Comentário e, em seguida, seleccione
Professor ou Revisor.
– Unidade portátil: Enquanto estiver na área de trabalho da
aplicação Notas, prima b para ver o menu Notas. Prima Inserir
> Comentário e Professor ou Revisor.
2. Introduza o texto.
O texto introduzido aparece em itálico.

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 405


Formatar texto da aplicação Notas
Utilize as ferramentas de formatação no menu Opções de texto para
especificar negrito, sublinhado, índice ou expoente.

seleccionar texto
f Seleccione o texto.
– Arraste do ponto inicial para o ponto final para seleccionar o
texto.

– Unidade portátil: Se utilizar o modelo P/R ou Prova, prima e


para colocar o cursor na área com o texto. Utilize o touchpad para
colocar o cursor no início ou no fim do texto a seleccionar Prima
sem soltar g e utilize o touchpad para seleccionar o texto.

Aplicar um formato de texto


f Para aplicar um formato de texto, seleccione o texto na área de
trabalho da aplicação Notas e, em seguida, efectue os seguintes
procedimentos:
– No menu Formatar, seleccione o nome do formato a aplicar.
– Unidade portátil: Prima b para ver o menu Notas. No menu
Formatar, seleccione o nome do formato a aplicar.

Nota: Pode restaurar o texto para normal através da reaplicação do


mesmo formato.

Inserir símbolos de formas geométricas


Pode utilizar símbolos de formas geométricas para indicar o texto
seleccionado como objectos geométricos, como um ângulo, uma
circunferência ou um segmento de linha.

406 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


f Para inserir um símbolo da forma, posicione o cursor onde quer o
símbolo e, em seguida, efectue os seguintes procedimentos:
– No menu Inserir, seleccione Formas e, em seguida, seleccione a
forma a aplicar.

– Unidade portátil: Prima b para ver o menu Notas. No menu


Inserir, seleccione Formas e, em seguida, seleccione a forma a
aplicar.

Introduzir expressões matemáticas


Pode incluir expressões matemáticas no texto da aplicação Notas com as
mesmas ferramentas das outras aplicações do TI-Nspire™.
As caixas de expressões matemáticas têm atributos que permitem
controlar a visualização da expressão.

Introduzir uma expressão


1. Na área de trabalho da aplicação Notas, coloque o cursor onde quer a
expressão. Efectue os seguintes procedimentos:
– Windows®: No menu Inserir, seleccione Caixa de expressões
matemáticas ou Ctrl + M.
– Macintosh®: Prima “ + M.

– Unidade portátil: Prima b para ver o menu Notas. No menu


Inserir, seleccione Caixa de expressões matemáticas.
2. Escreva a expressão. Pode utilizar o Catálogo, se for necessário, para
inserir uma função, um comando, um símbolo ou um modelo de
expressão.

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 407


Avaliar e aproximar expressões matemáticas
Pode avaliar ou aproximar uma ou mais expressões e ver os resultados.
Pode também converter o texto seleccionado e várias caixas de
expressões matemáticas numa caixa de expressões matemáticas. A
aplicação Notas actualiza automaticamente as expressões e quaisquer
variáveis utilizadas.

Avaliar ou aproximar uma expressão


f Para avaliar ou aproximar uma expressão, coloque o cursor em
qualquer parte da caixa de expressões matemáticas e, em seguida,
efectue os seguintes procedimentos:
– Windows®: No menu Acções, seleccione Avaliar ou Aproximar.
Pode também utilizar Enter para avaliar ou Ctrl + Enter para
aproximar.
– Macintosh®: Prima “ + Enter para aproximar.

– Unidade portátil: Prima b para ver o menu Notas. No menu


Acções, seleccione Avaliar.
O resultado substitui a expressão.

Avaliar parte de uma expressão


f Para avaliar parte de uma expressão, seleccione o texto ou parte da
expressão matemática. Efectue os seguintes procedimentos:
– No menu Acções, seleccione Avaliar e Substituir.
– Unidade portátil: Prima b para ver o menu Notas. No menu
Acções, seleccione Avaliar selecção.
O resultado só substitui a parte seleccionada.

Dividir cálculos longos


Alguns cálculos podem demorar muito tempo. A aplicação Notas indica
que a unidade portátil está a efectuar um cálculo longo através da
apresentação de um ícone de ocupado. Se um cálculo demorar mais
tempo que o pretendido, pode interromper o cálculo.
Para parar a função ou o programa em progresso, efectue o seguinte
procedimento:
– Windows®: Prima sem soltar F12 ou Pause/Break durante vários
segundos.
– Macintosh®: Prima sem soltar F5 durante vários segundos.

408 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


– Unidade portátil: Prima sem soltar a tecla d durante vários
segundos.

Mostrar avisos e erros


Se um cálculo na aplicação Notas resultar num aviso ou erro, pode ver o
aviso ou o erro novamente depois de rejeitar a caixa de diálogo.
Para ver um aviso ou um erro na aplicação Notas depois de rejeitar a
caixa de diálogo, efectue o seguinte procedimento:
– Windows®: Clique com o botão direito do rato e seleccione
Mostrar informações do aviso ou Mostrar erro.
– Macintosh®: Clique em “ + e seleccione Mostrar informações
do aviso ou Mostrar erro.
Nota: Pode alterar as definições para que os avisos não apareçam. A
apresentação dos indicadores de aviso é controlada pela caixa de diálogo
Atributos da caixa matemática. Consulte Alterar os atributos das caixas
de expressões matemáticas.

Converter itens seleccionados para caixas de expressões


matemáticas
f Para converter itens para caixas de expressões matemáticas,
seleccione o texto ou uma combinação de texto e da caixa de
expressões matemáticas existente para avaliar. Efectue os seguintes
procedimentos:
– No menu Acções, seleccione Converter para caixa de expressões
matemáticas. Ou clique com o botão direito do rato e seleccione
Converter para caixa de expressões matemáticas.

– Unidade portátil: Prima b para ver o menu Notas e, em


seguida, prima Acções > Converter para caixa de expressões
matemáticas.
O resultado só substitui a parte seleccionada.

Desactivar caixas de expressões matemáticas


Os cálculos estão activados por predefinição, o que significa que os
resultados são actualizados automaticamente quando avaliar ou
aproximar uma expressão. Se não quiser actualizar os resultados
automaticamente, pode desactivar uma caixa de expressões matemáticas,
um grupo de caixas ou uma aplicação inteira.

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 409


Desactivar uma caixa ou um grupo de caixas
Para desactivar uma caixa ou um grupo de caixas, efectue o seguinte
procedimento:
1. Seleccione a caixa ou as caixas que pretende desactivar.
2. Desactivar a caixa ou as caixas seleccionadas:
– Windows®: Seleccione Acções > Desactivar ou clique com o
botão direito do rato e seleccione Acções > Desactivar.
– Macintosh®: Seleccione Acções > Desactivar ou clique em
Control e seleccione Acções > Desactivar.
– Unidade portátil: Prima b para ver o menu Notas. No menu
Acções, seleccione Desactivar.
Nota: Pode actualizar manualmente uma caixa ou caixas
desactivadas, seleccionando a caixa ou as caixas e utilizando o
processo descrito em Avaliar e aproximar expressões matemáticas.

Desactivar todas as caixas da aplicação Notas


Para desactivar todas as caixas da aplicação Notas, efectue o seguinte
procedimento:
f Com um documento aberto, coloque o cursor na aplicação Notas que
pretende desactivar e seleccione Desactivar todos.
– Windows®: Seleccione Acções > Desactivar todos ou clique com
o botão direito do rato e seleccione Acções > Desactivar todos.
– Macintosh®: Seleccione Acções > Desactivar ou clique em
Control e seleccione Acções > Desactivar.

– Unidade portátil: Prima b para ver o menu Notas. No menu


Acções, seleccione Desactivar.
Nota: Quando utilizar esta opção nos modelos P/R e Prova, a opção
Desactivar todos só desactiva as caixas matemáticas na área de
trabalho actual.

Alterar os atributos das caixas de expressões


matemáticas
Pode alterar os atributos numa ou mais caixas de expressões matemáticas
em simultâneo. O controlo dos atributos nas caixas de expressões
matemáticas permite fazer o seguinte:
• Mostrar ou ocultar a entrada ou a saída, ou impedir o cálculo na
caixa.

410 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


• Seleccionar um separador do símbolo com Inserir símbolo.
• Seleccionar o número de dígitos para ver na saída de uma
expressão matemática.
• Seleccionar as definições dos ângulos para que possa utilizar as
medidas do ângulo em radianos/graus e gradianos na mesma
aplicação Notas.
• Seleccionar para permitir o envolvimento das caixas matemáticas.
• Seleccionar se quer mostrar ou ocultar os indicadores de aviso.
Para alterar os atributos de uma ou mais caixas, efectue o seguinte
procedimento:
1. Seleccione a caixa ou as caixas que pretende alterar.
2. No menu Opções da caixa matemática, seleccione Atributos da
caixa matemática.
3. Utilize os menus pendentes ou as caixas de selecção para efectuar as
selecções.
4. Clique em OK para guardar ou Cancelar para abandonar a alteração.
Nota: As caixas de expressões matemáticas recalculam-se
automaticamente depois de alterar os atributos e guardar as alterações.

Anular as alterações das caixas de expressões matemáticas


f Para anular as alterações efectuadas numa caixa de expressões
matemáticas, clique em / Z.

Informações importantes
• A aplicação Notas não suporta programas de edição. Utilize o Editor
de programas.
• A aplicação Notas não suporta a execução dos comandos Bloquear ou
Desbloquear. Utilize a aplicação Calculadora.
• A aplicação Notas não mostra os resultados intermédios obtidos
através do comando "Disp". Utilize a aplicação Calculadora.
• A aplicação Notas não suporta as caixas de diálogo definidas pelo
utilizador obtidas através dos comandos "Request," "RequestStr" ou
"Text". Utilize a aplicação Calculadora.
• A aplicação Notas não suporta a execução de vários comandos
estatísticos que produzem variáveis stat. .

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 411


Explorar a aplicação Notas com exemplos
Esta secção mostra como a aplicação Notas trabalha com outras
aplicações para actualizar os resultados automaticamente.

Exemplo #1: Utilizar a aplicação Notas para explorar as


raízes de uma função quadrática
1. Abra um documento novo e inicie a aplicação Notas.
2. Defina uma função numa caixa matemática e oculte a saída com os
atributos da caixa matemática.

3. Escreva mais texto; por exemplo: “Raízes reais de f1(x) são:”


4. Numa caixa matemática nova, escreva: polyRoots(f1(x),x).

5. Prima · e oculte a entrada desta caixa matemática na caixa de


diálogo Atributos da caixa matemática.
6. Utilize o ícone da barra de ferramentas Esquema da página para
seleccionar o esquema dividido.

412 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


7. Adicione a aplicação Gráfico e represente graficamente f1(x).
Veja como as raízes de f1 mudam quando a função é modificada em
Gráfico.

Exemplo #2: Utilizar a aplicação Notas para explorar a


amostra de dados
Neste exemplo, criamos uma distribuição de amostras retiradas de uma
determinada população. Podemos ver a distribuição da amostra a ganhar
forma para um determinado tamanho de amostra e descrever as
características. Pode alterar a população e o tamanho da amostra.
1. Configure a população e o tamanho da amostra.
a) Escreva "Criar dados da amostra:"
b) Introduza uma caixa de expressões matemáticas e defina a
população. Por exemplo, escreva "população:=seq(n,n,1,50)".

c) Prima · e oculte a saída na caixa de diálogo Atributos da caixa


de expressões matemáticas.

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 413


d) Introduza uma caixa de expressões matemáticas e defina o
tamanho da amostra. Por exemplo, escreva "tamanho:=5".

e) Prima · e oculte a saída na caixa de diálogo Atributos da caixa


de expressões matemáticas.
2. Configure a inicialização.
a) Escreva "Iniciar recolha de amostras:"
b) Introduza uma caixa de expressões matemáticas e defina os
valores para o número de amostras (num) e a lista de médias das
amostras (sampmeans). Escreva:
"num:=0:sampmeans:={}"

c) Prima · e oculte a saída na caixa de diálogo Atributos da caixa


de expressões matemáticas.
d) Desactive a caixa de expressões matemáticas com Acções >
Desactivar. A desactivação impede a sobreposição do conteúdo
dessa caixa matemática quando os valores para num e sampmeans
mudarem. A caixa de expressões matemáticas desactivada aparece
com o fundo em cor clara.
3. Configure Dados e Estatística para a amostragem.
a) Altere o esquema da página e introduza Dados e Estatística.
b) Clique no eixo horizontal e adicione a lista sampmeans.
c) Alterar a definição da janela: XMins=1 e XMax = 50.
d) Pode também configurar o gráfico da média da amostra com
Analisar > Valor do gráfico.

414 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


4. Introduza as instruções para adicionar os dados.
a) Escreva "Criar amostras novas:"
b) Introduza uma expressão matemática para definir a amostra
(amostra) e actualize o número de amostras e a lista de médias das
amostras. Escreva:
"num:=num+1:sample:=randsamp(população,tamanho):
sampmeans:=augment(sampmeans,{média(amostra)})"

c) Prima ·, oculte a saída e desactive o envolvimento da


expressão na caixa de diálogo Atributos da caixa de expressões
matemáticas.
d) Desactive a caixa de expressões matemáticas com Acções >
Desactivar para impedir a sobreposição do conteúdo da caixa de
expressões matemáticas quando os valores num e sampmeans
forem reiniciados.
e) Crie as caixas de expressões matemáticas que apresentam o
número actual de experiências (num), amostra (amostra) e a lista
de médias das amostras (sampmeans).

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 415


5. Está pronto para explorar. Adicione mais amostras, premindo ·
quando estiver na caixa de expressões matemáticas na secção "Criar
amostras novas".
Nota: Pode também automatizar o processo de amostragem com um
ciclo For ... EndFor.

416 Utilizar a aplicação Notes (Notas)


Pode também alterar o tamanho da amostra e reiniciar a
amostragem.

Utilizar a aplicação Notes (Notas) 417


418 Utilizar a aplicação Notes (Notas)
Utilizar a aplicação Pergunta
O TI-Nspire™ permite abrir documentos com perguntas e responder a
estas perguntas. Pode utilizar qualquer atalho de teclas que possa utilizar
no TI-Nspire™.
Quando abrir este tipo de documento, verá a barra de ferramentas da
aplicação Pergunta.

Compreender a barra de ferramentas da aplicação


Pergunta
Quando abrir documentos com perguntas, a barra de ferramentas da
aplicação Pergunta aparece, com quatro ferramentas disponíveis:

Nome da ferramenta Função da ferramenta


Apagar respostas Permite apagar respostas na pergunta actual
ou no documento.

Corrigir resposta Se o documento estiver no modo Correcção


automática, clique aqui para ver a resposta
correcta. Não pode verificar as respostas às
perguntas de tipo Exame.
Inserir Permite inserir uma caixa de expressão na
resposta.

Formatar Clique nesta ferramenta para formatar o


texto seleccionado na resposta como índice
ou expoente.
Sugestões Mostra sugestões rápidas para o ajudar a
efectuar tarefas.

Navegar na aplicação Pergunta


• Utilize a tecla Tab para percorrer os campos.
• Utilize as teclas de seta para mover o cursor na área de texto de
resposta ou pergunta.

Utilizar a aplicação Pergunta 419


Responder a perguntas
• Nas perguntas de resposta aberta, utilize qualquer combinação de
texto e expressões matemáticas. Pode utilizar qualquer tecla ou
caracter.
• Nas perguntas de escolha múltipla, vá para a resposta pretendida e
clique em x ou na barra de espaço.

Responder a perguntas de resposta única


As perguntas com uma resposta correcta única utilizam os botões de
selecção. Se vir os botões de selecção (redondos), só pode seleccionar
uma resposta.
f Vá para a resposta correcta e seleccione-a. Para alterar a resposta,
basta ir para outra resposta e seleccioná-la. A primeira escolha é
anulada.

Responder a perguntas de escolha múltipla


Se vir caixas de verificação na área de resposta, pode seleccionar mais de
uma resposta. Se a pergunta pedir para "Seleccionar todas as respostas
aplicáveis", por exemplo, pode seleccionar mais do que uma resposta.

420 Utilizar a aplicação Pergunta


Clique na caixa de verificação junto a cada resposta correcta. Para anular
a selecção de um item, volte a essa resposta e utilize o mesmo processo
da selecção.

Utilizar a aplicação Pergunta 421


422 Utilizar a aplicação Pergunta
Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do
Professor
A aplicação Pergunta no software da Edição do Professor permite criar
respostas abertas e perguntas de escolha múltipla.
Apesar dos alunos não poderem criar perguntas, podem abrir
documentos com perguntas, responder a estas perguntas e, no modo
Correcção automática, corrigir o trabalho.
A aplicação Pergunta está, como outras aplicações, no menu Inserir.

Compreender a barra de ferramentas da aplicação


Pergunta
Quando adicionar uma pergunta, a aplicação Pergunta abre-se e a barra
de ferramentas da aplicação Pergunta aparece com cinco ferramentas
disponíveis.
Nota: O aluno vê apenas as primeiras quatro ferramentas. A lista de
ferramentas do professor não está disponível.

Nome da ferramenta Função da ferramenta


Apagar respostas Permite apagar respostas na pergunta
actual ou no documento.

Corrigir resposta Se seleccionar “Correcção automática”


como o tipo de documento na caixa de
diálogo Propriedades da pergunta, os
alunos podem corrigir as respostas às
perguntas.
Inserir Permite inserir uma caixa de expressão
na pergunta.

Formatar Permite formatar o texto seleccionado


como índice ou expoente.

Paleta de ferramentas Permite definir se são permitidas várias


do professor respostas numa pergunta de escolha
múltipla, para ocultar ou apresentar a
resposta correcta, e várias propriedades
da pergunta.

Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor 423


Nome da ferramenta Função da ferramenta
Sugestões Mostra sugestões rápidas para o ajudar a
efectuar tarefas.

Adicionar perguntas
Pode adicionar os seguintes tipos de perguntas:
• Resposta aberta
• Escolha múltipla (padrão)
• Escolha múltipla (personalizada)

Adicionar uma pergunta de resposta aberta


Uma pergunta de resposta aberta pede ao aluno para escrever uma
resposta sem qualquer resposta predefinida. O professor pode adicionar
uma resposta sugerida para ajudar no processo de classificação.
Para adicionar uma pergunta de resposta aberta:

1. Clique na opção do menu Inserir > pergunta ou >


Pergunta.
2. Seleccione Resposta aberta nas perguntas disponíveis.
O modelo de Resposta aberta abre-se com a barra de ferramentas da
aplicação Pergunta visível. O cursor está na área de texto de
Pergunta.

424 Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor


À

À Área de texto de Pergunta. Escreva a pergunta aqui.


Á Área de resposta do aluno. Deixe este campo em branco. A
resposta que o aluno deu a uma pergunta aparece aqui quando
recolher os dados posteriormente.
 Área de resposta sugerida. Escreva a resposta correcta aqui.
3. Escreva a pergunta.
• Pode escrever qualquer combinação de texto e expressões
matemáticas na área de Pergunta e na área de Resposta sugerida.
• Utilize a tecla Tab ou o ponteiro do rato para navegar entre os
campos.
4. Introduza uma resposta sugerida, se pretendido.
• No modo Exame, pode utilizar esta para classificação. O aluno não
vê a resposta sugerida.
• No modo Correcção automática, o aluno pode ver a resposta
sugerida.

Adicionar uma pergunta de escolha múltipla personalizada


A adição de uma pergunta de escolha múltipla permite especificar as
respostas que os alunos podem seleccionar. Pode seleccionar uma ou mais
respostas como correctas para o ajudar quando classificar ou para ajudar
o aluno a corrigir as perguntas que estão no modo Correcção automática.
Para adicionar uma pergunta de escolha múltipla personalizada:

Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor 425


1. Clique em Inserir > pergunta > Escolha personalizada.

 Á

Ã
À Área de texto de Pergunta. Escreva a pergunta aqui.
Á Área de resposta personalizada. Escreva as respostas que o
aluno pode escolher.
 Resposta correcta. Seleccione a resposta correcta.
à Área de resposta do aluno. Deixe este campo em branco. A
resposta que o aluno deu a uma pergunta aparece aqui quando
recolher os dados posteriormente.
O modelo de Escolha personalizada abre-se com o cursor na área de
texto de Pergunta.
• As duas opções de resposta existem no modelo por predefinição,
mas nenhuma opção de resposta contém qualquer resposta.
• Pode escrever qualquer combinação de texto e expressões
matemáticas na área de Pergunta e na área de Resposta sugerida.
2. Escreva a pergunta. Prima Enter para adicionar outra linha de
pergunta ou Tab para ir para a primeira marca de Correcção de
resposta correcta.
3. Escreva as opções de resposta.
4. Prima Enter para adicionar outras opções de resposta e adicione o
texto da resposta.
5. Clique na marca de verificação junto à opção de resposta correcta
para a definir como a resposta correcta.

426 Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor


Adicionar perguntas de escolha múltipla padrão
A Pergunta oferece vários formatos de escolha múltipla mais utilizados
para tornar mais fácil a adição de perguntas de escolha múltipla. Pode
utilizar estes formatos pré-determinados para adicionar perguntas de
escolha múltipla.
As escolhas padrão da aplicação Pergunta existem para lhe facilitar o
trabalho na definição de perguntas para a turma.
Os tipos de pergunta de escolha padrão fornecidos são:
• Verdadeiro - Falso
• Sim - Não
• Certo - Errado
• Concordo - Discordo
• Sempre - Às vezes - Nunca
• Concordo plenamente - Concordo em parte - Neutral - Discordo em
parte - Discordo fortemente
Personalizar opções de resposta de escolha múltipla
• Pode introduzir texto ou uma expressão matemática como uma
resposta correcta.
• Pode editar palavras em qualquer modelo de pergunta. Na pergunta
padrão “Verdadeiro - Falso”, por exemplo, pode alterar as palavras
“Verdadeiro” e “Falso” para qualquer outra que pretenda.
• Se necessitar de mais opções de resposta do que o número em
qualquer modelo, prima Enter para adicionar uma nova opção de
resposta. É útil para as perguntas padrão e de escolha personalizada.

Utilizar a lista de ferramentas do professor


A lista de ferramentas do professor permite alterar a forma de
comportamento de uma pergunta. Pode fazer o seguinte:
• Definir uma pergunta de escolha múltipla para a qual sejam
permitidas respostas individuais ou respostas múltiplas
• Mostrar ou ocultar a resposta correcta
• Editar as propriedades da pergunta

Permitirrespostas correctas, individuais ou múltiplas


Pode ter respostas correctas individuais ou múltiplas para uma pergunta.
Esta função alterna entre as duas escolhas. Para alterar a definição:

Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor 427


1. Clique no ícone Paleta de ferramentas do professor .
O menu pendente abre-se, mostrando neste exemplo que a definição
actual permite respostas individuais.

2. Clique em Permitir respostas múltiplas.


Nota: Pode ver se são permitidas respostas individuais ou múltiplas,
olhando para as opções de resposta actuais.
As caixas de verificação quadradas, apresentadas aqui, indicam que
respostas múltiplas são permitidas actualmente.

Os botões de selecção circulares, apresentados aqui, indicam que


apenas uma resposta individual é permitida.

428 Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor


Mostrar ou esconder respostas
Quando utilizar o modo Apresentação, pode querer impedir que os
alunos vejam as respostas. Para activar ou desactivar a visualização de
respostas:

1. Clique no ícone lista de ferramentas do professor .


O menu pendente abre-se. Neste exemplo, a definição actual é
permitir respostas individuais. A selecção desta opção permite ocultar
a área da resposta.

2. Clique em Ocultar área da resposta correcta para ocultar a área da


resposta.

Definir propriedades das perguntas


Pode editar qualquer uma das propriedades das perguntas na Paleta de
ferramentas do professor a partir da caixa Propriedades das perguntas.
Utilize esta opção para fazer o seguinte:
• Permitir respostas individuais ou múltiplas em perguntas de escolha
múltipla
• Mostrar ou ocultar respostas correctas
• Declare as informações de direitos de autor relevantes para a
pergunta actual, quer a pergunta actual seja do domínio público ou
esteja protegida por direitos de autor, o ano do copyright e o
proprietário do copyright.
• Defina se o tipo de documento é Exame ou Correcção automática.

Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor 429


Adicionar informações de direitos de autor
Utilize a caixa de diálogo Propriedades das perguntas para adicionar as
informações de direitos de autor da pergunta actual.
Nota importante: O TI-Nspire™ permite utilizar perguntas de mais de
um autor no mesmo documento. Por esta razão, as informações
introduzidas sobre o autor e os direitos de autor não são globais. Tem de
introduzir as informações relevantes para cada pergunta diferente.

1. Clique no ícone lista de ferramentas do professor >


Propriedades das perguntas.
A caixa de diálogo Propriedades das perguntas abre-se.
2. Escreva o nome do autor e vá para o campo Copyright.
3. Seleccione se a pergunta é do domínio público ou está protegida
pelos direitos de autor e vá para o campo Ano.
4. Escreva o ano em que a pergunta foi protegida pelos direitos de
autor e vá para o campo Proprietário. Se estiver a proteger uma nova
pergunta com os direitos de autor, escreva o ano actual (exemplo:
2010).
5. Escreva o nome da pessoa ou entidade que tem os direitos de autor.
6. Defina outras propriedades, se pretendidas, e clique em OK.
Tipos de documentos Exame ou Correcção automática
Pode utilizar a caixa de diálogo Propriedades das perguntas para definir
o tipo de documento como Exame ou Correcção automática.

430 Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor


Nota: Quando definir um documento como Correcção automática ou
Exame, todos os itens das perguntas desse documento serão Exame ou
Correcção automática.
• Quando definir o tipo de documento como Correcção automática, os
alunos podem ver a resposta e corrigir o trabalho.
• Os alunos não podem ver as respostas no modo Exame.

Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor 431


432 Utilizar a aplicação Pergunta na Edição do Professor
Bibliotecas

O que é uma biblioteca?


Uma biblioteca é um documento do TI-Nspire™ que contém uma
colecção de variáveis, funções e/ou programas que tenham sido definidos
como objectos da biblioteca.
Ao contrário dos programas, funções e variáveis comuns, que podem ser
utilizados apenas num problema (o problema em que são definidos),
os objectos da biblioteca são acessíveis a partir de qualquer documento.
Pode ainda criar objectos da biblioteca pública que aparecem no
Catálogo do TI-Nspire™.
Por exemplo, suponha que criou o documento da biblioteca matriz com
a função de biblioteca pública diagwithtrace() e a função de biblioteca
privada errmsg().
A função diagwithtrace() mostra a diagonal de uma matriz quadrada e
calcula o traço da matriz. Se a entrada não for uma matriz quadrada, a
função chama-se errmsg(), que deve devolver uma informação de erro
adequada.

Pode utilizar a seguinte sintaxe para ver a diagonal e calcular o traço da


matriz m definido no problema actual:
matriz\diagwithtrace(m)

Bibliotecas 433
Criar bibliotecas e objectos da biblioteca
Um documento é considerado como uma biblioteca quando é
guardado ou copiado para a pasta da biblioteca indicada.
A localização predefinida é:
• Windows®: Os meus documentos\TI-Nspire\MyLib.
• Macintosh®: Documents/TI-Nspire/MyLib.
• Unidade portátil: MyLib.
Se eliminar a pasta inadvertidamente, tem de a criar antes de utilizar as
bibliotecas.
Pode definir os objectos da biblioteca com o Editor de programas ou a
Calculatoraplicação Calculadora. Tem de definir os objectos da biblioteca
com um comando Define e tem de residir no primeiro problema de um
documento da biblioteca.
Nota: Se utilizar o Editor de programas para definir um programa ou
uma função da biblioteca, tem de armazenar o objecto e guardar
também o documento. O armazenamento do documento não
guarda automaticamente o objecto. Para mais informações, consulte a
secção “Programação” da documentação.
As restrições de nomes aplicam-se aos documentos da biblioteca e
objectos da biblioteca.
• O nome de um documento da biblioteca tem de ser um nome de
variável válido com 1 a 16 caracteres, e não deve conter um ponto ou
começar por um underscore.
• O nome de um objecto da biblioteca tem de ser um nome de variável
válido com 1 a 15 caracteres. Não deve conter um ponto nem começar
por underscore (_).

Objectos de bibliotecas privadas e públicas


Quando definir um objecto da biblioteca, designe-o como privado
(LibPriv) ou público (LibPub).
Define a=5
a não é um objecto da biblioteca.
Define LibPriv b={1,2,3}
b é um objecto da biblioteca privada.
Define LibPub func1(x)=x^2 - 1
func1 é um objecto da biblioteca pública.

434 Bibliotecas
Um objecto da biblioteca Privada não aparece no Catálogo, mas pode
aceder-lhe, escrevendo o nome. Os objectos privados servem como blocos
de construção que efectuam tarefas básicas de nível baixo. Geralmente,
os objectos da biblioteca privada são chamados pelos programas e
funções públicas.
Um objecto da biblioteca Pública aparece no separador da biblioteca do
Catálogo depois de actualizar as bibliotecas. Pode aceder a um objecto
da biblioteca pública através do Catálogo ou escrevendo o nome.
Macintosh®: Na versão 1.4 do software, o nome de um documento da
biblioteca não pode conter caracteres alargados, como, por exemplo, Ö,
á, ou ñ.
Nota: Nas funções e nos programas da biblioteca definidos como
públicos, uma linha de comentário (©) imediatamente a seguir à linha
Prgm ou Func aparece automticamente como ajuda no Catálogo. Por
exemplo, pode mostrar um lembrete de sintaxe.

Utilizar nomes curtos e longos


Sempre que estiver no mesmo problema em que um objecto é definido,
pode aceder-lhe, escrevendo o nome curto (o nome dado no comando
Define do objecto). Este é o caso para todos os objectos definidos,
incluindo os objectos privados, públicos e não biblioteca.
Pode aceder a um objecto da biblioteca a partir de qualquer documento,
escrevendo o nome longo do objecto. Um nome longo é composto pelo
nome do documento da biblioteca do objecto seguido por uma barra
invertida “\” seguida pelo nome do objecto. Por exemplo, o nome
longo do objecto definido como func1 no documento da biblioteca lib1
é lib1\func1. Para escrever o carácter “\” na unidade portátil, prima
g p.
Nota: Se não se conseguir lembrar do nome exacto ou da ordem dos
argumentos requerida para um objecto da biblioteca privada, pode
abrir o documento da biblioteca ou utilizar o Editor de programas para
ver o objecto. Pode também utilizar getVarInfo para ver uma lista de
objectos numa biblioteca.

Utilizar objectos da biblioteca


Antes de utilizar um programa, uma função ou uma variável da
bibloteca, certifique-se de que estes passos foram seguidos:
• O objecto foi definido com o comando Define e o comando especifica
o atributo LibPriv ou LibPub.

Bibliotecas 435
• O objecto reside no primeiro problema de um documento da
biblioteca. O documento deve estar na pasta da biblioteca indicada e
tem de cumprir os requisitos de nomeação.
• Se definiu o objecto com o Editor de programas, foi guardado com
Verificar sintaxe e Guardar a partir do menu Editor de programas.
• As bibliotecas foram actualizadas.

Actualizar as bibliotecas
f Actualize as bibliotecas para disponibilizar os objectos da biblioteca
para os documentos.
– No menu Ferramentas, seleccione Actualizar bibliotecas.
Unidade portátil: Prima / b e seleccione Actualizar
bibliotecas.

Utilizar um objecto da biblioteca pública


1. Actualize as bibliotecas.
2. Abra a aplicação TI-Nspire™ em que pretende utilizar a variável, a
função ou o programa.
Nota: Todas as aplicações podem avaliar funções, mas apenas a
aplicação Calculadora pode executar programas.
3. Abra o Catálogo e utilize o separador da biblioteca para localizar e
inserir o objecto.
4. Se os argumentos forem necessários, escreva-os entre parêntesis.

Utilizar um objecto da biblioteca privada


1. Actualize as bibliotecas.
2. Abra a aplicação TI-Nspire™ em que pretende utilizar a variável, a
função ou o programa.
Nota: Todas as aplicações podem avaliar funções, mas apenas a
aplicação Calculadora pode executar programas.
3. Escreva o nome do objecto, como lib1\func1().
No caso de uma função ou de um programa, coloque sempre
parêntesis a seguir ao nome. Para escrever o carácter “\” na unidade
portátil, prima g p.
4. Se os argumentos forem necessários, escreva-os entre parêntesis.

436 Bibliotecas
Criar atalhos para os objectos da biblioteca
Pode tornar o acesso a objectos de uma biblioteca mais rápido, utilizando
libShortcut() para criar atalhos para os objectos. Este procedimento cria
um grupo de variáveis no problema actual que contém referências a
todos os objectos no documento da biblioteca especificado. Pode incluir
ou excluir os objectos da biblioteca privada.
Por exemplo, suponha que o documento da biblioteca linalg contém
funções chamadas clearmat, cofactor, gausstep, help, inversestep,
kernelbasis, rank e simultstep. A execução
libShortcut(“linalg”,“la”)criaria um grupo de variáveis com os seguintes
elementos:
la.clearmat
la.cofactor
la.gausstep
la.help
la.inversestep
la.kernelbasis
la.rank
la.simultstep
Pode fazer referência a esses objectos da biblioteca a partir do problema
actual, escrevendo os nomes das variáveis ou seleccionado-os do menu
Variáveis.
Para mais informações e um exemplo de utilização de libShortcut(),
consulte o Manual de Referência.

Bibliotecas incluídas
Para o ajudar a começar a trabalhar com, o TI-Nspire™ inclui um
documento da biblioteca com funções úteis de Álgebra Linear. A
biblioteca chama-se linalg ou linalgCAS e está instalada na pasta
indicada.
Nota: A actualização do sistema operativo da unidade portátil ou a
reinstalação do software do computador coloca todas as bibliotecas
incluídas na pasta predefinida. Se tiver editado um objecto numa
biblioteca incluída ou substituído uma biblioteca incluída pelo
documento com o mesmo nome, a actualização ou a reinstalação
substituirá as alterações. Isto também pode acontecer depois de
substituir as pilhas ou reiniciar o sistema da unidade portátil.

Bibliotecas 437
Restaurar uma biblioteca incluída
Se eliminar ou substituir uma biblioteca incluída inadvertidamente, pode
restaurá-la a partir do CD de instalação.
1. Abra o CD e vá para a pasta libs.
2. Identifique o ficheiro da biblioteca a restaurar, como, por exemplo,
linalg.tns ou linalgCAS.tns, para a biblioteca de álgebra linear.
3. Copie o ficheiro.
– Windows®: Copie o ficheiro para a pasta da biblioteca indicada.
A localização predefinida é My Documents\TI-Nspire\MyLib.
– Macintosh®: Copie o ficheiro para a pasta da biblioteca indicada.
A localização predefinida é Documents/TI-Nspire/MyLib.
– Unidade portátil: Ligue a unidade portátil ao computador, abra
o software TI-Nspire™ Computer Link e copie o ficheiro da
biblioteca para a pasta MyLib da unidade portátil.
4. Active os novos objectos da biblioteca.
– No menu Ferramentas do software TI-Nspire™, seleccione
Actualizar bibliotecas.

Unidade portátil: Prima / b e seleccione Actualizar


bibliotecas.

Mudar a localização da pasta da biblioteca


(apenas para o computador)
Pode alterar a localização da pasta da biblioteca indicada da pasta
predefinida MyLib para qualquer pasta da unidade local ou rede.
1. No menu Ficheiro, seleccione Definições > Opções do teclado.
(Para o software TI-Nspire™ - Teacher Edition, clique em Ficheiro >
Definições > SmartView Opções.)
2. Na caixa de diálogo Opções, clique em Procurar e vá para a pasta que
pretende designar.

438 Bibliotecas
3. Seleccione a pasta e clique em OK.
4. Na caixa de diálogo Opções, clique em OK para mudar para a pasta
seleccionada.
Notas:
• A mudança da pasta indicada não move automaticamente os
documentos da biblioteca para a pasta nova. Para tornar os objectos
dos documentos da biblioteca acessíveis, tem de mover os
documentos para a pasta nova e, em seguida, actualizar as
bibliotecas.
• A localização da pasta indicada é determinada durante a instalação
do software. Por predefinição, esta pasta é:
– Windows®: My Documents\TI-Nspire\MyLib.
– Macintosh®: Documents/TI-Nspire/MyLib.

Bibliotecas 439
440 Bibliotecas
Programação
Pode criar programas ou funções definidas pelo utilizador, escrevendo as
afirmações da definição na linha de entrada da Calculadora ou utilizando
o Editor de programas. O Editor de programas oferece algumas
vantagens, descritas nesta secção. Para mais informações sobre como
definir programas e funções na Calculadora, consulte o capítulo
“Calculadora”.

Apresentação do Editor de programas


O Editor de programas do TI-Nspire™ ajuda a definir, editar e gerir
programas e funções definidas pelos utilizador.
• O editor tem modelos de programação e caixas de diálogo para
ajudar a definir funções e programas com a sintaxe correcta.
• O editor permite introduzir instruções de programação em diferentes
linhas sem requerer uma sequência principal especial para adicionar
cada linha.
• Pode criar facilmente objectos da biblioteca pública e privada
(variáveis, funções e programas). Para mais informações, consulte o
capítulo “Bibliotecas”.
• Pode aceder ao editor através do menu principal Inserir ou do menu
Funções e Programas da Calculadora.

Programação 441
À

Á
À Menu Editor de programas – Este menu está disponível sempre que
estiver na área de trabalho do Editor de programas utilizando o
modo de vista Normal. Prima b para ver o menu na unidade
portátil.
Á Área de trabalho do Editor de programas
 A linha de estado mostra informações do número da linha e o nome
da função ou do programa a editar. Um asterisco (*) indica que está
“suja”, o que significa que foi alterada desde a última vez que a
sintaxe foi verificada e guardada.

Menu Editor de programas

Acções

Novo Apresenta uma caixa de diálogo para


definir um novo programa ou função.

442 Programação
Acções

Abrir Permite abrir um programa ou uma


função da biblioteca existente para
editar.
Importar Importa um programa ou uma função
de uma biblioteca.
Ver Permite ver (e opcionalmente, editar)
um programa ou uma função da
biblioteca existente.
Criar cópia Permite copiar o programa ou a função
actual.
Renomear Permite renomear o programa ou a
função actual.
Alterar acesso à Permite alterar o nível de acesso de um
biblioteca objecto da biblioteca para privado
(LibPriv), público (LibPub) ou nenhum.
Inserir comentário Insere um comentárrio (©) na posição
do cursor.
Localizar Apresenta uma caixa de diálogo para a
procura de texto.
Localizar e Substituir Permite localizar e, opcionalmente,
substituir ocorrências de texto
especificado.
Ir para linha Move o cursor para um número de linha
especificado.
Retroceder Permite sair do Editor de programas
para a aplicação Calculadora ou Notas
após a ocorrência de um erro de excesso
de tempo de execução.
Fechar Feche o programa ou a função actual.

Programação 443
Verificar sintaxe e
Guardar

Verificar sintaxe e Localiza erros de sintaxe e tenta colocar


Guardar o cursor junto ao primeiro erro. Se não
existir nenhum erro, guarda o programa
ou a função actual.
Verificar sintaxe Localiza erros de sintaxe e tenta colocar
o cursor junto ao primeiro erro.

Definir Variáveis

Local Insere Local.


Definir Insere Define.
Eliminar variável Insere DelVar.
Func...EndFunc Insere o modelo Func...EndFunc.
Prgm...EndPrgm Insere o modelo Prgm...EndPrgm.
Bloquear Insere Bloquear, Desbloquear ou
getLockInfo().

Controlo

If Insere a afirmação If.


If...Then...EndIf Insere o modelo If...Then...EndIf.
If...Then...Else...EndIf Insere o modelo If...Then...Else...EndIf.
ElseIf...Then Insere o modelo ElseIf...Then.
For...EndFor Insere o modelo For...EndFor.
While...EndWhile Insere o modelo While...EndWhile.
Loop...EndLoop Insere o modeloLoop...EndLoop.
Try...Else...EndTry Insere o modelo Try...Else...EndTry.
ClrErr Insere ClrErr.
PassErr Insere PassErr.

444 Programação
Transferências

Return Insere Return.


Cycle Insere Cycle.
Exit Insere Exit.
Lbl Insere Lbl (etiqueta).
GoTo Lbl Insere Goto.
Stop Insere Stop.

I/O

Disp Insere o comando Disp (visualizar).


Request Insere o comando Request.
RequestStr Insere o comando RequestStr.
Text Insere o comando Text.

Modo

Ver dígitos Permite seleccionar várias definições


Flutuantes e Fixas.
Ângulo Permite seleccionar Graus, Radianos ou
Gradianos.
Formato exponencial Permite seleccionar Normal, Científica
ou Engenharia.
Real ou Complexo Permite seleccionar Real, Rectangular
ou Polar.
Auto ou Aproximado Permite seleccionar resultados Auto ou
Aproximado.
CAS: Permite seleccionar resultados
Auto, Aproximado ou Exacto.
Formato vectorial Permite seleccionar Rectangular,
Cílindrico ou Esférico.

Programação 445
Modo

Base Permite seleccionar Decimal, Hex ou


Binário.
CAS: Sistema de Permite seleccionar SI ou Ing/EUA.
unidades
Obter modo Insere getMode().
Obter informações do Insere getLangInfo().
idioma

Sugestões Mostra informações para utilização do


Editor de programas.

Definir um programa ou uma função


Iniciar um novo Editor de programas
1. Para iniciar o editor a partir de uma página da Calculadora,
– No menu Inserir, seleccione Editor de programas e, em seguida,
Novo.
2. Para iniciar o editor quando não estiver numa página da Calculadora,
– No menu Inserir, seleccione Editor de programas e, em seguida,
Novo.

3. Escreva um nome para a função ou o programa que está a definir.


4. Seleccione o Tipo (Programa ou Função).
5. Defina o Acesso à biblioteca:
– Se quiser utilizar a função ou o programa apenas a partir do
documento e do problema actuais, seleccione Nenhum.

446 Programação
– Se quiser que a função ou o programa seja acessível a partir de
qualquer documento, mas não visível no Catálogo, seleccione
LibPriv.
– Se quiser que a função ou o programa seja acessível a partir de
qualquer documento e também visível no Catálogo, seleccione
LibPub (Mostrar no Catálogo). Para mais informações, consulte o
capítulo “Bibliotecas”.
6. Clique em OK.
Uma nova instância do Editor de programas abre-se com um modelo
correspondente às selecções efectuadas.

Introduzir linhas numa função ou num programa


O Editor de programas não executa os comandos nem avalia as
expressões à medida que as introduz. São executadas apenas quando
avaliar a função ou executar o programa.
1. Se a função ou o programa requerer que o utilizador forneça
argumentos, escreva os nomes dos parâmetros nos parêntesis a seguir
ao nome. Separe os parâmetros com uma vírgula.

2. Entre as linhas Func e EndFunc (ou Prgm e EndPrgm), introduza as


linhas de instruções que compõem a função ou o programa.

Programação 447
– Pode escrever os nomes das funções e dos comandos ou inseri-los
a partir do Catálogo.
– Um linha pode ser mais longa do que a largura do ecrã; se tal
suceder, pode ter de deslocar o cursor para ver a instrução na
totalidade.

– Depois de escrever cada linha, prima ·. Este procedimento


insere uma nova linha em branco e permite continuar a escrever
noutra linha.

– Utilize as teclas de setas ¡, ¢, £ e ¤ para percorrer a função ou o


programa e introduzir ou editar comandos.

Inserir comentários
Um símbolo de comentário (©) permite introduzir uma observação.
Os comentários podem ser úteis para alguém que veja ou edite o
programa. Os comentários não aparecem durante a execução do
programa e não têm efeitos no fluxo do programa.

Define LibPub volcyl(ht,r) =


Prgm
©volcyl(ht,r) => volumedo cilindro À
Disp "Volume =", aprox(p ¦ r2 ¦ ht)
©Este é outro comentário.
EndPrgm

À Comentário que mostra a sintaxe necessária. Como este objecto da


biblioteca é público e este comentário é a primeira linha num bloco
Func ou Prgm, o comentário aparece no Catálogo como ajuda.
Para mais informações, consulte o capítulo “Bibliotecas”.
Para inserir um comentário:
1. Posicione o cursor no fim da linha em que pretende inserir um
comentário.
2. No menu Acções, seleccione Inserir comentário.
3. Escreva o texto do comentário após o símbolo ©.

Verificar sintaxe
O Editor de programas permite verificar a função ou o programa para a
sintaxe correcta.
f No menu Verificar sintaxe e Guardar, seleccione Verificar sintaxe.

448 Programação
Se o verificador de sintaxe encontrar algum erro de sintaxe, apresenta
uma mensagem de erro e tenta posicionar o cursor junto ao primeiro
erro para que o possa corrigir.

Guardar a função ou o programa


Tem de guardar a função ou o programa para o tornar acessível.
O Editor de programas verifica a sintaxe antes de guardar.
Um asterisco (*) aparece no canto superior esquerdo do Editor de
programas para indicar que a função ou o programa não foi guardado.
f No menu Verificar sintaxe e Guardar, seleccione
Verificar sintaxe e Guardar.
Se o verificador de sintaxe encontrar algum erro de sintaxe, apresenta
uma mensagem de erro e tenta posicionar o cursor junto ao primeiro
erro.
Se não for localizado nenhum erro de sintaxe, a mensagem
“Guardado com sucesso“ aparece na linha de estado no topo do
Editor de programas.
Nota: Se a função ou o programa for definido como um objecto da
biblioteca, tem também de guardar o documento na pasta da biblioteca
indicada e actualizar as bibliotecas para tornar o obejcto acessível a
outros documentos. Para mais informações, consulte o capítulo
“Bibliotecas”.

Programação 449
Ver um programa ou uma função
1. No menu Acções, seleccione Ver.

2. Se a função ou o programa for um objecto da biblioteca, seleccione a


biblioteca da lista Localização.
3. Seleccione o nome da função ou do programa da lista Nome.
A função ou o programa aparece num visualizador.

4. Utilize as teclas de setas para ver a função ou o programa.


5. Se quiser editar o programa, clique em Editar.
Nota: A selecção de Editar só está disponível para funções e
programas definidos no problema actual. Para editar um objecto da
biblioteca, tem de abrir primeiro o documento da biblioteca.

Abrir uma função ou um programa para edição


Só pode abrir uma função ou um programa a partir do problema actual.
Nota: Não pode modificar uma função ou um programa bloqueado. Para
desbloquear o objecto, vá para a página Calculadora e utilize o comando
Desbloquear (unLock).

450 Programação
1. Veja a lista de programas e funções disponíveis.
– No menu Acções, seleccione Abrir.

2. Seleccione o item para abrir.

Importar um programa de uma biblioteca


Pode importar uma função ou um programa definido como um objecto
da biblioteca para um Editor de programas no problema actual. A cópia
importada não está bloqueada, mesmo que o original esteja bloqueado.
1. No menu Acções, seleccione Importar.

2. Seleccione o Nome da biblioteca.


3. Seleccione o Nome do objecto.
4. Se quiser que o objecto importado tenha um nome diferente, escreva
o nome em Importar como.

Criar uma cópia de uma função ou de um


programa
Quando criar um novo programa ou função, pode ser mais fácil começar
com uma cópia do programa ou da função actual. A cópia criada não está
bloqueada, mesmo que o original esteja bloqueado.
1. No menu Acções, seleccione Criar cópia.
2. Escreva um novo nome ou clique em OK para aceitar o nome
proposto.

Programação 451
3. Se quiser alterar o nível de acesso, seleccione Acesso à biblioteca e
seleccione um nível novo.

Renomear um programa ou uma função


Pode renomear e alterar (opcionalmente) o nível de acesso do programa
ou da função actual.
1. No menu Acções, seleccione Renomear.

2. Escreva um novo nome ou clique em OK para aceitar o nome


proposto.
3. Se quiser alterar o nível de acesso, seleccione Acesso à biblioteca e
seleccione um nível novo.

Alterar o nível de acesso à biblioteca


1. No menu Acções, seleccione Alterar acesso à biblioteca.

2. Seleccione o Acesso à biblioteca:


– Se quiser utilizar apenas a função ou o programa do problema
actual da Calculadora, seleccione Nenhum.
– Se quiser que a função ou o programa seja acessível a partir de
qualquer documento, mas não visível no Catálogo, seleccione
LibPriv.
– Se quiser que a função ou o programa seja acessível a partir de
qualquer documento e também visível no Catálogo, seleccione
LibPub.

452 Programação
Localizar texto
1. No menu Acções, seleccione Localizar.

2. Escreva o texto que pretende localizar e clique em OK.


– Se o texto for localizado, é realçado no programa.
– Se o texto não for localizado, aparece uma mensagem de
notificação.

Localizar e substituir texto


1. No menu Acções, seleccione Localizar e Substituir.

2. Escreva o texto que pretende localizar.


3. Escreva o texto de substituição.
4. Clique em Substituir para substituir a primeira ocorrência após a
posição do cursor ou clique em Substituir tudo para substituir todas
as ocorrências.
Nota: Se o texto estiver num modelo matemático, uma mensagem
aparece para o avisar que o texto de substituição substituirá o modelo
completo—não apenas o texto encontrado.

Fechar o programa ou a função actual


f No menu Acções, seleccione Fechar.
Se a função ou o programa tiver alterações não guardadas, é-lhe
pedido para verificar a sintaxe e guardar antes de fechar.

Programação 453
Executar programas e avaliar funções
Depois de definir e guardar uma função ou um programa, pode utilizá-lo
a partir de uma aplicação. Todas as aplicações do TI-Nspire™ podem
avaliar funções, mas apenas a aplicação Calculadora pode executar
programas.
As instruções de programação são executadas por ordem sequencial
(embora alguns comandos possam alterar o fluxo do programa). A saída,
se existir, aparece na área de trabalho da aplicação.
• A execução do programa continua até atingir a última instrução do
programa ou um comando Stop.
• A execução do programa continua até atingir um comando Return.
• Para parar um programa ou uma função manualmente,
– Windows®: Prima sem soltar F12 ou Pause/Break durante vários
segundos.
– Macintosh®: Prima sem soltar F5 durante vários segundos.

– Unidade portátil: Prima sem soltar a tecla d ou c durante


vários segundos.

Utilizar nomes curtos e longos


Sempre que estiver no mesmo problema em que um objecto é definido,
pode aceder-lhe, escrevendo o nome curto (o nome dado no comando
Define do objecto). É o caso de todos os objectos definidos, incluindo
os objectos privados, públicos e que não estejam na biblioteca.
Pode aceder a um objecto da biblioteca a partir de qualquer documento,
escrevendo o nome longo do objecto. Um nome longo é composto pelo
nome do documento da biblioteca do objecto seguido por uma barra
invertida “\” seguida pelo nome do objecto. Por exemplo, o nome longo
do objecto definido como func1 no documento da biblioteca lib1 é
lib1\func1. Para escrever o carácter “\” na unidade portátil, prima
g p.
Nota: Se não se conseguir lembrar do nome exacto ou da ordem dos
argumentos requerida para um objecto da biblioteca privada, pode abrir
o documento da biblioteca ou utilizar o Editor de programas para ver o
objecto. Pode também utilizar getVarInfo para ver uma lista de objectos
numa biblioteca.

454 Programação
Utilizar um programa ou uma função da biblioteca pública
1. Certifique-se de que definiu o objecto no primeiro problema do
documento, guardou o objecto guardou o documento da biblioteca
na pasta MyLib e actualizou as bibliotecas.
2. Abra a aplicação TI-Nspire™ em que pretende utilizar a função ou o
programa.
Nota: Todas as aplicações do TI-Nspire™ podem avaliar funções,
mas apenas a aplicação Calculadora pode executar programas.
3. Abra o Catálogo e utilize o separador da biblioteca para localizar e
inserir o objecto.

- ou -

Escreva o nome do objecto. No caso de uma função ou de um


programa, coloque sempre parêntesis a seguir ao nome.
libs2\func1()

4. Se o programa requerer que o utilizador forneça um ou mais


argumentos, escreva os nomes dos valores ou das variáveis entre
parêntesis.
libs2\func1(34,potência)

5. Prima ·.

Utilizar um programa ou uma função da biblioteca privada


Para utilizar um objecto da biblioteca privada, tem de saber o nome
longo. Por exemplo, o nome longo do objecto definido como func1
no documento da biblioteca lib1 é lib1\func1.
Nota: Se não se conseguir lembrar do nome exacto ou da ordem dos
argumentos requerida para um objecto da biblioteca privada, pode abrir
o documento da biblioteca ou utilizar o Editor de programas para ver o
objecto.
1. Certifique-se de que definiu o objecto no primeiro problema
do documento, guardou o objecto guardou o documento da
biblioteca na pasta MyLib e actualizou as bibliotecas.
2. Abra a aplicação TI-Nspire™ em que pretende utilizar a função ou o
programa.
Nota: Todas as aplicações do TI-Nspire™ podem avaliar funções, mas
apenas a aplicação Calculadora pode executar programas.

Programação 455
3. Escreva o nome do objecto. No caso de uma função ou de um
programa, coloque sempre parêntesis a seguir ao nome.
libs2\func1()

4. Se o objecto requerer que o utilizador forneça um ou mais


argumentos, escreva os nomes dos valores ou das variáveis entre
parêntesis.
libs2\func1(34,potência)

5. Prima ·.

Executar um programa ou uma função não pertencentes à


biblioteca
1. Certifique-se de que está no mesmo problema em que a função ou o
programa está definido.
2. Escreva o nome da função ou do programa na linha de entrada ou
prima h para seleccionar o nome de uma lista.
Tem de incluir sempre um conjunto de parêntesis após o nome.
prog1()

Se a função ou o programa requerer que o utilizador forneça um ou


mais argumentos, escreva os nomes dos valores ou das variáveis entre
parêntesis.
prog1(34,potência)

3. Prima ·.

Interromper um programa em execução


Enquanto uma função ou um programa estiver em execução, aparece o
ponteiro de ocupado }.

f Para parar a função ou o programa,


– Windows®: Prima sem soltar F12 ou Pause/Break durante vários
segundos.
– Macintosh®: Prima sem soltar F5 durante vários segundos.

– Unidade portátil: Prima sem soltar a tecla d ou c durante


vários segundos.

456 Programação
Aparece uma mensagem. Para editar a função ou o programa no
Editor de programas, seleccione Ir para. O cursor aparece no
comando em que ocorreu a quebra.

Utilizar valores na execução de um programa


Pode seleccionar vários métodos para fornecer os valores que uma
função ou um programa utiliza nos cálculos.

Integrar os valores no programa ou na função


Este método é utilizado principalmente para os valores que têm de ser
iguais sempre que utilizar o programa ou a função.
1. Defina o programa.
Definir calculatearea()=
Prgm
w:=3
h:=23.64
área:=w*h
EndPrgm

2. Execute o programa.
calculatearea() :area 70.92

Deixar o utilizador atribuir os valores às variáveis


Um programa ou uma função pode fazer referência às variáveis criadas
anteriormente. Este método requer que os utilizadores não se esqueçam
dos nomes das variáveis e atribuam valores às variáveis antes de as
utilizar.
1. Defina o programa.
Definir calculatearea()=
Prgm
área:=w*h
EndPrgm

2. Forneça as variáveis e, em seguida, execute o programa.


w:=3 : h:=23.64
calculatearea() :area 70.92

Deixar o utilizador fornecer os valores como argumentos


Este método permite passar um ou mais valores como argumentos na
expressão que chama o programa ou a função.

Programação 457
O programa seguinte, volcyl, calcula o volume de um cilindro. Requer
que o utilizador forneça dois valores: altura e raio da base do cilindro.
1. Defina o programa volcyl.
Definir volcyl(altura,raio) =
Prgm
Disp “Volume =”, aprox(p ¦ raio2 ¦ altura)
EndPrgm

2. Execute o programa para ver o volume de um cilindro com uma altura


de 34 mm e um raio da base de 5 mm.
volcyl(34,5) Volume = 534.071

Nota: Não tem de utilizar os nomes dos parâmetros quando executar


o programa volcyl, mas tem de fornecer dois argumentos (como
valores, variáveis ou expressões). O primeiro tem de representar a
altura e o segundo tem de representar o raio da base.

Pedir os valores do utilizador (apenas para programas)


Pode utilizar os comandos Request e RequestStr num programa para
fazer uma pausa e ver uma caixa de diálogo a pedir informações ao
utilizador. Este método não requer os utilizadores se lembrem dos nomes
das variáveis ou da ordem em que são necessárias.
Não pode utilizar o comando Request ou RequestStr numa função.
1. Defina o programa.
Definir calculatearea()=
Prgm
Request “Largura: ”,w
Request “Altura: ”,h
área:=w*h
EndPrgm

2. Execute o programa e responda aos pedidos.


calculatearea() : área
Largura: 3 (3 introduzido como uma
resposta)
Altura: 23.64 (23.64 introduzido como uma
resposta)
70.92

458 Programação
Utilize RequestStr em vez de Request quando quiser que o programa
interprete a resposta do utilizador como uma cadeia de caracteres em
vez de uma expressão matemática. Este procedimento evita que o
utilizador tenha de colocar a resposta entre aspas (““).

Ver informações
Um programa ou uma função em execução não mostra os cálculos
intermédios excepto se incluir um comando para os ver. Esta é uma
diferença importante entre efectuar um cálculo na linha de entrada e
efectuá-lo numa função ou num programa.
Por exemplo, os cálculos seguintes não mostram um resultado numa
função ou num programa (apesar de serem da linha de entrada).

©
x:=12¦6
cos(p/4)&n
©

Ver informações no histórico


Pode utilizar o comando Disp num programa ou numa função para ver
informações, incluindo cálculos intermédios, no histórico.
©
Disp 12¦6
Disp “Resultado:”,cos(p/4)
©

Ver informações numa caixa de diálogo


Pode utilizar o comando Text para fazer uma pausa num programa em
execução e ver informações numa caixa de diálogo. O utilizador
selecciona OK para continuar ou selecciona Cancelar para parar o
programa.
Não pode utilizar o comando Text numa função.
©
Text “Área=” & área
©

Nota: A visualização de um resultado com Disp ou Text não guarda esse


resultado. Se quiser fizer referência posteriormente a um resultado,
guarde o resultado numa variável global.

Programação 459
©
cos(p/4)&máximo
Disp máximo
©

Utilizar variáveis locais


Uma variável local é uma variável temporária que existe apenas
enquanto uma função definida pelo utilizador está a ser avaliada ou um
programa definido pelo utilizador está a ser executado.

Exemplo de uma variável local


O segmento do programa seguinte apresenta um ciclo For...EndFor (que
és descrito posteriormente neste módulo). A variável i é o contador de
ciclos. Na maioria dos casos, a variável i só é utilizada enquanto o
programa está a ser executado.

Local i À
For i,0,5,1
Disp i
EndFor
Disp i

À Declara a variável i como local.


Nota: Quando possível, declare como local qualquer variável que seja
utilizada apenas no programa e não necessite de estar disponível após a
paragem do programa.

O que provoca uma mensagem de erro de variável


indefinida?
Uma mensagem de erro de variável Indefinida aparece quando for
verificada uma função definida pelo utilizador ou quando executar um
programa definido pelo utilizador que faça referência a uma variável
local que não esteja inicializada (atribuída a um valor).
Exemplo:

Define fact(n)=Func
Local m À
While n>1
n†m&m: n–1&n
EndWhile
Return m
EndFunc
À A variável local m não é atribuída a um valor inicial.

460 Programação
Iniciar as variáveis locais
Todas as variáveis locais têm de ser atribuídas a um valor inicial antes de
serem referenciadas.

Define fact(n)=Func
Local m: 1&m À
While n>1
n†m&m: n–1&n
EndWhile
Return m
EndFunc
À 1 é guardado como o valor inicial para m.
Nota (CAS): As funções e os programas não podem utilizar uma variável
local para efectuar cálculos simbólicos.

CAS: Efectuar cálculos simbólicos


Se quiser que uma função ou um programa efectue cálculos simbólicos,
tem de utilizar uma variável global em vez de uma local. No entanto, tem
de ter a certeza que a variável global já não existe fora do programa.
Os métodos seguintes podem ajudar.
• Faça referência a um nome da variável global, geralmente com dois
ou mais caracteres, que não existe provavelmente fora da função ou
do programa.
• Inclua DelVar num programa para eliminar a variável global, se
existir, antes de fazer referência a essa variável. (DelVar não
elimina as variáveis bloqueadas nem ligadas.)

Diferenças entre funções e programas


Uma função definida no Editor de programas é semelhante às funções
integradas no software TI-Nspire™.
• As funções têm de devolver um resultado, que pode ser representado
graficamente ou introduzido numa tabela. Os programas não.
• Pode utilizar uma função (mas não um programa) inserida numa
expressão. Por exemplo: 3 ¦ func1(3) é válido, mas não 3 ¦ prog1(3).
• Só pode executar programas a partir da Calculadora. No entanto,
pode avaliar funções nas aplicações Calculadora, Notas, Listas e
Folha de Cálculo, Gráficos e Geometria, Dados e Estatística.

Programação 461
• Uma função pode referir-se a qualquer variável; no entanto, só
pode guardar um valor numa variável local. Os programas podem
guardar variáveis locais e globais.
Nota: Os argumentos utilizados para passar valores para uma função
são tratados como variáveis locais automaticamente. Se quiser
guardar quaisquer outras variáveis, tem de as declarar como Local
dentro da função.
• Uma função não pode chamar um programa como uma subrotina,
mas pode chamar outra função definida pelo utilizador.
• Não pode definir um programa numa função.
• Uma função não pode definir uma função global, mas pode definir
uma função local.

Chamar um programa a partir de outro


Um programa pode chamar outro programa como uma subrotina. A
subrotina pode ser externa (um programa independente) ou interna
(incluída no programa principal). As subrotinas são úteis quando um
programa necessitar de repetir o mesmo grupo de comandos em vários
locais diferentes.

Chamar um programa independente


Para chamar um programa independente, utilize a mesma sintaxe que
utiliza para executar o programa a partir da linha de entrada.

Define subtest1()=
Prgm Define subtest2(x,y)=
For i,1,4,1 Prgm
subtest2(i,i¦1000) Disp x,y
EndFor EndPrgm
EndPrgm

Definir e chamar uma subrotina interna


Para definir uma subrotina interna, utilize o comando Define com
Prgm...EndPrgm. Como uma subrotina tem de ser definida antes de
poder ser chamada, é uma boa prática definir as subrotinas no início
do programa principal.
Uma subrotina interna é chamada e executada da mesma forma que um
programa independente.

462 Programação
Define subtest1()=
Prgm
local subtest2 À
Define subtest2(x,y)= Á
Prgm
Disp x,y
EndPrgm
©Início do programa principal
For i,1,4,1
subtest2(i,I*1000) Â
EndFor
EndPrgm

À Declara a subrotina como uma variável local.


Á Define a subrotina.
 Chama a subrotina.
Nota: Utilize o menu Var do Editor de programas para introduzir os
comandos Define e Prgm...EndPrgm.

Notas sobre a utilização das subrotinas


No fim de uma subrotina, a execução volta ao programa de chamada.
Para sair de uma subrotina a qualquer momento, utilize Return sem
argumento.
Uma subrotina não pode aceder às variáveis locais declaradas no
programa de chamada. Do mesmo modo, o programa de chamada não
pode aceder às variáveis locais declaradas numa subrotina.
Os comandos Lbl são locais nos programas em que estão localizados. Por
exemplo, um comando Goto no programa de chamada não pode
ramificar-se para uma etiqueta numa subrotina ou vice-versa.

Evitar erros de definições circulares


Quando avaliar uma função definida pelo utilizador ou executar um
programa, pode especificar um argumento que inclua a mesma variável
que utilizou para definir a função ou criar o programa. No entanto, para
evitar erros de definições circulares, tem de atribuir um valor às variáveis
utilizadas na avaliação da função ou na execução do programa.
Por exemplo:

x+1&x À
– —ou— –

Programação 463
For i,i,10,1
Disp i À
EndFor

À Resulta numa mensagem de erro de Definição circular se x ou i não


tiver um valor. O erro não ocorre se já tiver atribuído um valor a x ou
a i.

Controlar o fluxo de uma função ou de um


programa
Quando executar um programa ou avaliar uma função, as linhas do
programa são executadas por ordem sequencial. No entanto, alguns
comandos alteram o fluxo do programa. Por exemplo:
• As estruturas de controlo, como, por exemplo, os comandos If...EndIf,
utilizam um teste condicional para decidir que parte de um programa
deve ser executada.
• Os comandos circulares, como, por exemplo, For...EndFor repetem
um grupo de comandos.

Utilizar If, Lbl e Goto para controlar o fluxo do


programa
O comando If e várias estruturas If...EndIf permitem executar uma
instrução ou o um bloco de instruções condicionalmente, ou seja,
baseado no resultado de um teste (como, por exemplo, x>5). Os
comandos Lbl (etiqueta) e Goto permitem ramificar-se ou saltar de um
local para outro numa função ou num programa.
O comando If e as várias estruturas If...EndIf residem no menu Controlo
do Editor de programas.
Quando inserir uma estrutura, como, por exemplo, If...Then...EndIf, um
modelo é inserido no local do cursor. O cursor é posicionado de forma a
que possa introduzir um teste condicional.

Comando If
Para executar um comando individual quando um teste condicional é
verdadeiro, utilize a forma geral:

If x>5
Disp "x é maior que 5" À
Disp x Á

À Executado apenas se x>5; caso contrário, ignorado.

464 Programação
Á Mostra sempre o valor de x.
Neste exemplo, tem de guardar um valor para x antes de executar o
comando If.

Estruturas If...Then...EndIf
Para executar um grupo de comandos se um teste condicional for
verdadeiro, utilize a estrutura:

If x>5 Then
Disp "x é maior que 5" À
2†x&x À
EndIf
Disp x Á

À Executado apenas se x>5.


Á Mostra o valor de:
2x se x>5
x se x{5
Nota: EndIf marca o fim do bloco Then que é executado se a condição
for verdadeira.

Estruturas If...Then...Else... EndIf


Para executar um grupo de comandos se um teste condicional for
verdadeiro e um grupo diferente se a condição for falsa, utilize esta
estrutura:

If x>5 Then
Disp "x é maior que 5" À
2†x&x À
Else
Disp "x é menor ou igual a 5" Á
5†x&x Á
EndIf
Disp x Â

À Executado apenas se x>5.


Á Executado apenas se x{5.
 Mostra o valor de:
2x se x>5
5x se x{5

Programação 465
Estruturas If...Then...ElseIf... EndIf
Uma forma mais complexa do comando If permite testar várias
condições. Suponha que quer um programa para testar um argumento
fornecido pelo utilizador que significa uma de quatro opções.
Para testar cada opção (If Escolha=1, If Escolha=2, etc), utilize a estrutura
If...Then...ElseIf...EndIf.

Comandos Lbl e Goto


Pode também controlar o fluxo com os comandos Lbl (etiqueta) e Goto.
Estes comandos residem no menu Transferências do Editor de
programas.
Utilize o comando Lbl para etiquetar (atribuir um nome a) um local
específico na função ou no programa.

Lbl NomeDaEtiqueta
nome a atribuir a esta localização
(utilize a mesma convenção de
renomeação como o nome de
uma variável)

Pode utilizar o comando Goto em qualquer ponto da função ou do


programa para se ramificar para o local que corresponde à etiqueta
especificada.

Goto NomeDaEtiqueta
especifica qual o comando Lbl a
ramificar

Como um comando Goto é incondicional (ramifica-se sempre para a


etiqueta especificada), é utilizado frequentemente com um comando If
para que possa especificar um teste condicional. Por exemplo:

If x>5
Goto GT5 À
Disp x
--------
-------- Á
Lbl GT5
Disp "O número era > 5"

À If x>5, ramifica-se directamente para a etiqueta GT5.


Á Para este exemplo, o programa tem de incluir comandos (como, por
exemplo, Stop) que impede a Lbl GT5 de ser executada se x{5.

466 Programação
Utilizar ciclos para repetir um grupo de comandos
Para repetir o mesmo grupo de comandos sucessivamente, utilize uma
das estruturas circulares. Estão disponíveis vários tipos de ciclos. Cada
tipo fornece uma forma diferebte para sair do ciclo, baseado num teste
condicional.
Os comandos do ciclo ou relacionados com ciclos residem nos menus
Controlo e Transferências do Editor de programas.

Quando inserir uma das estruturas circulares, o modelo é inserido no


local do cursor. Pode iniciar a introdução dos comandos que serão
executados no ciclo.

Ciclos For...EndFor
Um ciclo For...EndFor utiliza um contador para controlar o número de
vezes que o ciclo é repetido. A sintaxe do comando For é:
Nota: O valor final pode ser inferior ao valor inicial, desde que o
incremento seja negativo.
For variável, início, fim [, incremento]
À Á Â Ã
À Variável utilizada como um contador
Á Valor do contador utilizado pela primeira vez For é executado
 Sai do ciclo quando a variável excede este valor
à Adicionado ao contador nas vezes subsequentes For é executado (Se
este valor opcional for omitido, o incremento é de 1.)
Quando For for executado, o valor da variável é comparado ao valor final.
Se a variável não exceder end, o ciclo é executado; caso contrário, o
controlo salta para o comando seguinte EndFor.

For i,0,5,1
i{5
i>5
--------
--------
EndFor
--------

Nota: O comando For incrementa automaticamente a variável do


contador para que a função ou o programa possa sair do ciclo após um
determinado número de repetições.
No fim do ciclo (EndFor), o comando volta novamente ao comando For,
em que a variável é incrementada e comparada com end.

Programação 467
Por exemplo:

For i,0,5,1
Disp i À
EndFor
Disp i Á

À Mostra 0, 1, 2, 3, 4 e 5.
Á Mostra 6. Quando a variável incrementa para 6, o ciclo não é
executado.
Nota: Pode declarar a variável do contador como local se não necessitar
de ser guardada após a paragem do programa ou da função.

Ciclos While...EndWhile
Um ciclo While...EndWhile repete um bloco de comandos desde que uma
condição especificada seja verdadeira. A sintaxe do comando While é:
Condição While
Quando executar While, a condição é avaliada. Se a condição for
verdadeira, o ciclo é executado; caso contrário, o controlo salta para o
comando seguinte EndWhile.

While x<5
x<5 --------
x|5
--------
EndWhile
--------

Nota: O comando While não muda automaticamente a condição. Tem de


incluir comandos que permitam à função ou ao programa sair do ciclo.
No fim do ciclo (EndWhile), o controlo volta novamente para o comando
While, em que a condição é reavaliada.

Para executar o ciclo pela primeira vez, a condição tem de começar por
ser verdadeira.
• Quaisquer variáveis referenciadas na condição têm de ser definidas
antes do comando While. (Pode construir os valores para a função ou
o programa, ou pode pedir ao utilizador para introduzir os valores.)
• O ciclo tem de conter os comandos que alteram os valores na
condição, eventualmente fazendo com que seja falsa. Caso contrário,
a condição é sempre verdadeira e a função ou o programa não
podem sair do ciclo (chamado um ciclo infinito).
Por exemplo:

468 Programação
0&x À
While x<5
Disp x Á
x+1&x Â
EndWhile
Disp x Ã

À Define x inicialmente.
Á Mostra 0, 1, 2, 3 e 4.
 Incrementa x.
à Mostra 5. Quando x incrementa para 5, o ciclo não é executado.

Ciclos Loop...EndLoop
Um Loop...EndLoop cria um ciclo infinito, que é repetido
indefinidamente. O comando Loop não tem qualquer argumento.

Loop
--------
--------
EndLoop
--------

En geral, introduzem-se no ciclo comandos que lhe permitem sair do


ciclo. Os comandos mais utilizados são: If, Exit, Goto e Lbl (etiqueta). Por
exemplo:

0&x
Loop
Disp x
x+1&x
If x>5 À
Exit
EndLoop
Disp x Á

À Um comando If verifica a condição.


Á Sai do ciclo e salta para aqui quando x incrementa para 6.
Nota: O comando Exit sai do ciclo actual.

Programação 469
Neste exemplo, o comando If pode estar em qualquer parte do ciclo.

Quando o comando If está: O ciclo é:


No início do ciclo Executado apenas se a condição for
verdadeira.
No fim do ciclo Executado pelo menos uma vez e
repetido apenas se a condição for
verdadeira.

O comando If pode também utilizar um comando Goto para transferir o


controlo do programa para um comando Lbl (etiqueta) especificado.

Repetir um ciclo imediatamente


O comando Cycle transfere imediatamente o controlo do programa para
a iteração seguinte de um ciclo (antes de a iteração actual estar
completa). Este comando funciona com For...EndFor, While...EndWhile e
Loop...EndLoop.

Ciclos Lbl e Goto


Apesar dos comandos Lbl (etiqueta) e Goto não serem especificamente
comandos circulares, podem ser utilizados para criar um ciclo infinito. Por
exemplo:

Lbl INICIAR
--------
--------
Goto INICIAR
--------

Tal como Loop...EndLoop, o ciclo deve conter comandos que permitem à


função ou ao programa sair do ciclo.

Alterar as definições de modos


As funções e os programas podem utilizar a função setMode() para
definir temporariamente os modos de resultados ou de cálculo
específicos. O menu Mode do Editor de programas torna mais fácil
introduzir a sintaxe correcta sem necessitar que memorize códigos
numéricos.
Nota: As alterações de modo efectuadas na definição de uma função ou
de um programa não persistem fora da função ou do programa.

470 Programação
Definir um modo
1. Posicione o cursor onde pretende inserir a função setMode.
2. No menu Modo, seleccione o modo que pretende alterar e seleccione
a definição nova.
A sintaxe correcta é inserida na localização do cursor. Por exemplo:

Depurar programas e processar erros


Depois de escrever uma função ou um programa, pode utilizar várias
técnicas para localizar e corrigir os erros. Pode também construir um
comando de processamento de erros na função ou no programa.
Se a função ou o programa permitir seleccionar várias opções, certifique-
se de que executa e testa cada opção.

Técnicas de depuração
As mensagens relacionadas com erros de tempo de execução podem
localizar erros, mas não erros na lógica do programa. As técnicas
seguintes podem ser úteis.
• Introduza temporariamente os comandos Disp para ver os valores das
variáveis críticas.
• Para verificar se um ciclo é executado o número correcto de vezes,
utilize Disp para ver a variável do contador ou os valores no teste
condicional.
• Para verificar se uma subrotina é executada, utilize Disp para ver
mensagens, como, por exemplo, “Entrar na subrotina” e “Sair da
subrotina” no início e no fim da subrotina.
• Para parar um programa ou uma função manualmente,
– Windows®: Prima sem soltar F12 ou Pause/Break durante vários
segundos.
– Macintosh®: Prima sem soltar F5 durante vários segundos.

– Unidade portátil: Prima sem soltar a tecla d ou c durante


vários segundos.

Programação 471
Comandos de processamentos de erros

Comando Descrição
Try...EndTry Define um bloco que permite a uma função ou a um
programa executar um comando e, se for necessário,
recuperar de um erro gerado por esse comando.
ClrErr Apaga o estado do erro e define o número do erro na
variável do sistema Errornum para zero.
PassErr Passa um erro para o nível seguinte do bloco
Try...EndTry.

472 Programação
Recolha de dados
A Consola de Recolha de dados permite recolher dados das experiências
de um sensor e mostrá-los automaticamente numa lista ou num gráfico
para serem analisados. A Recolha de dados trabalha com as aplicações
Listas e Folha de Cálculo, Dados e Estatística, e Gráficos e Geometria.
Consulte os capítulos para estas aplicações para aprender a analisar os
dados recolhidos.

Interfaces dos sensores compatíveis


A Consola de Recolha de dados interage com os seguintes interfaces dos
sensores USB do computador e da unidade portátil.
Nota: Os interfaces requerem um adaptador disponibilizado pela
Vernier: www.vernier.com.
Estes interfaces USB do computador requerem o adaptador mini USB-A
para USB-A, número de peça da Vernier MINI-USB:
• Sensor de temperatura Vernier EasyTemp® USB
• Detector de movimento Texas Instruments CBR2™
• Vernier EasyLink® (com sensores associados)
Estes interfaces USB da unidade portátil TI-Nspire™ requerem o
adaptador USB-A para mini USB-A, número de peça da Vernier USB-MINI:
• Detector de movimento Vernier Go!®Motion
• Sensor de temperatura Vernier Go!®Temp USB
• Vernier Go!®Link (com sensores associados)

Analisar dados das experiências


A Consola de Recolha de dados permite monitorizar e controlar a recolha
de dados durante a utilização de uma unidade portátil TI-Nspireé ou de
um computador que executa o software de computador TI-Nspireé .
As definições da configuração da recolha de dados, como, por exemplo,
o número de amostras, as unidades de medição e a taxa de amostragem
estão pré-configuradas com os sensores. Pode também modificar as
definições da recolha de dados a partir da Consola de Recolha de dados.
Abra a Consola de Recolha de dados para controlar a recolha de dados
durante as experiências que monitorizam distância, temperatura,
movimento, pressão ou outros tipos de dados suportados pelos interfaces
dos sensores compatíveis. À medida que recolhe dados das experiências,
pode navegar entre a consola e as aplicações Listas e Folha de Cálculo,

Recolha de dados 473


Dados e Estatística e Gráficos e Geometria. As aplicações que suportam a
utilização da Consola de Recolha de dados apresentam os dados
recolhidos em tempo real. Por exemplo, as temperaturas medidas
aparecem nas células associadas de Lista e Folha de Cálculo à medida que
o sensor de temperatura as mede.
Nota: A visualização em tempo real é suportada para taxas de
amostragem de 20 amostras por segundo ou menos. Para taxas de
amostragem superiores, os dados recolhidos aparecem no fim de cada
ensaio (depois de parar a recolha de dados). Por exemplo, quando um
sensor recolhe amostras a uma velocidade de 30 por segundo, um gráfico
de Gráficos e Geometria que reflecte as medições do sensor aparece após
o fim do ensaio (não durante a recolha dos dados).

Iniciar a Consola de Recolha de dados


A Consola de Recolha de dados inicia-se automaticamente quando ligar
um sensor, ou pode ser iniciada manualmente a partir do menu Inserir.
Nota: Se abrir um documento TI-Nspireé (ficheiro .tns) com as páginas
de recolha de dados criadas com um sistema operativo TI-Nspireé
anterior à versão 1.4, os dados são preservados, mas as definições
relacionadas com as experiências não são.

Utilizar o Início automático


O Início automático ocorre quando ligar um interface ou sensor USB
suportado a uma unidade portátil TI-Nspireé ou a um computador com o
software TI-Nspireé para matemática e ciências.
1. Ligue um interface ou sensor USB suportado a uma unidade portátil
TI-Nspireé ou a um computador com o software TI-Nspireé .
A caixa de diálogo Início automático aparece:

Se não estiver nenhum documento aberto, abre-se automaticamente


uma página de documento novo e aparece a caixa de diálogo Início
automático.
Se estiver aberto um documento, a página inicial vai para segundo
plano, o documento fica activo e aparece o Início automático.

474 Recolha de dados


Se existir mais de um documento aberto (num computador), é-lhe
pedido para seleccionar o documento a utilizar. O hardware de
recolha de dados só pode comunicar com uma aplicação de software
de cada vez.
Nota: Se tiver mais de uma aplicação aberta no computador que
reconheça os sensores da Vernier, deve fechar uma das aplicações
para evitar conflitos na recolha de dados.
2. Seleccione Dados e Estatística, Listas e Folha de Cálculo ou Gráficos e
Geometria como a aplicação a utilizar com a Consola de Recolha de
dados e clique em OK.
A consola de Recolha de dados aparece na parte inferior da aplicação
seleccionada na caixa de diálogo Início automático.
A Consola de Recolha de dados identifica o tipo de sensor ligado e
funciona de acordo com a configuração predefinida.

Iniciar manualmente a Consola de Recolha de dados


É necessário iniciar a Consola de Recolha de dados a partir do menu
Inserir quando a consola estiver fechada e existirem as seguintes
condições:
• Um sensor relacionado com uma experiência anterior ainda está
ligado e é necessário reiniciar a recolha de dados.
• Um novo problema requer a recolha de dados.
• Uma experiência requer alterações na recolha de dados em função do
sensor.
Para iniciar manualmente a recolha de dados:
1. Ligue um sensor USB compatível à unidade portátil TI-Nspireé ou ao
computador com o software TI-Nspireé para matemática e ciências.
2. Clique em Inserir > Recolha de dados.

– Unidade portátil: Prima / D.


A consola de Recolha de dados abre-se na parte inferior do ecrã da
aplicação. A consola mostra os valores medidos pelo sensor. As
aplicações reflectem os valores depois de definir o modo de operação
da recolha de dados e iniciar a recolha de dados.
3. Para permitir que as aplicações suportadas respondam ao sensor,
seleccione Ver dados em > App(s) na página actual no menu
Experiência . Esta opção permite que as aplicações suportadas
apresentem detalhes da recolha de dados (etiquetas dos nomes das
variáveis, valores numa folha de cálculo e pontos num gráfico):

Recolha de dados 475


• Uma aplicação gráfica (Gráficos e Geometria ou Dados e
Estatística) na página adiciona as variáveis de recolha de dados
como as etiquetas nos eixos adequados.
• A aplicação Listas e Folha de Cálculo adiciona os nomes das
variáveis para a recolha de dados aos cabeçalhos das colunas.
4. Seleccione Configurar recolha para definir um modo de operação
para utilizar com a recolha de dados:
– Seleccione Gráfico em função do tempo para utilizar a
operação controlada por tempo para um ensaio:
Quando seleccionar o modo Gráfico em função do tempo, escreva
o número de segundos a esperar entre amostras e o número de
segundos de duração da experiência na caixa de diálogo
Configurar recolha de dados em função do tempo.

A anterior caixa de diálogo Configurar recolha de dados em


função do tempo refere-se a um sensor de temperatura. Para
este exemplo, as predefinições recolhem uma medição a cada
segundo e continuam a recolher dados durante 180 segundos.
Pode modificar as predefinições para um sensor; as definições
disponíveis diferem com base no tipo de sensor.
– Seleccione Eventos com entrada para especificar amostras
manualmente para um conjunto de eventos definidos. Sempre
que premir Manter, a caixa de diálogo Eventos com entrada
aparece para que possa introduzir um valor para a variável
dependente. Por exemplo, para examinar a relação entre a
pressão e o volume, pode recolher amostras manualmente de uma
leitura de pressão num sensor de pressão. A leitura de pressão que
escreve em Introduzir valor é o valor correspondente para o
volume de um líquido num recipiente.

– Escolha Eventos seleccionados para recolher uma medição


apresentada e utilizar um número de evento sequencial atribuído
sempre que premir Manter durante a recolha de dados.

476 Recolha de dados


5. Prima na Consola de Recolha de dados para iniciar a recolha de
dados.
A Consola de Recolha de dados detecta as definições do sensor
especificadas nos passos 4 e 5.
Os exemplos seguintes ilustram como a Consola de Recolha de dados
e a aplicação Dados e Estatística aparecem quando a recolha de dados
está em progresso.

Nota: A Consola de Recolha de dados está activa para um problema


de cada vez. Se sair do problema enquanto a recolha de dados estiver
activa, a Consola de Recolha de dados apresenta uma caixa de
diálogo de confirmação e a recolha de dados termina.
6. Para um modo de recolha de dados baseados em eventos (Eventos

seleccionados ou Eventos com entrada), tem de premir Manter


para recolher e guardar os dados do sensor.

7. Prima para parar a recolha de dados a qualquer momento.


Com o modo de operação Gráfico em função do tempo, a recolha de
dados pára automaticamente depois de a duração especificada da
experiência ser atingida.

Como começar com a Consola de Recolha de dados


Depois de inserir uma consola de Recolha de dados, o medidor aparece
na área de trabalho. A consola de Recolha de dados aparece na parte
inferior do ecrã da aplicação. A barra de ferramentas da consola de
Recolha de dados aparece por cima da área de trabalho quando a
consola estiver activa:

Recolha de dados 477


ÀÁ

Â
À Barra de ferramentas da Recolha de dados
Á Variáveis da recolha de dados adicionadas aos cabeçalhos das colunas
numa aplicação Listas e Folha de Cálculo
 Consola de Recolha de dados com botões e visualização de medição
(medidor para o sensor de temperatura apresentado)

Utilizar a Consola de Recolha de dados


Pode navegar e utilizar os botões da Consola de Recolha de dados das
seguintes formas:
• Mova-se para a Consola de Recolha de dados para disponibilizar os
botões. Quando afastar o foco, a Consola de Recolha de dados
aparece esbatida (transparente). Ainda pode estar activa e a recolher
dados, mesmo que o foco esteja ou não nela.
– Unidade portátil: Os botões da Consola de Recolha de dados só
estão disponíveis quando um sensor estiver ligado.
– Unidade portátil: Navegue entre as aplicações TI-Nspireé e a
Consola de Recolha de dados, premindo / e. Quando a
Consola de Recolha de dados estiver activa, prima e para
percorrer os botões; clique com o TouchPad para utilizar os
botões.
• Clique e arraste a Consola de Recolha de dados para o local
pretendido na área de trabalho.

478 Recolha de dados


– Unidade portátil: Utilize a captura ou /+Clique para mover e
posicionar a Consola de Recolha de dados quando necessitar de
ver o espaço de trabalho de uma aplicação.

Aceder ao menu de contexto


As opções específicas do sensor no menu de contexto da Consola de
Recolha de dados estão disponíveis quando a consola estiver activa. No
exemplo seguinte, o menu de contexto para um sensor de temperatura
inclui as opções para definir o sensor para zero, reverter o coeficiente de
calibragem e alterar as unidades para Celsius, Fahrenheit ou Kelvin:

Botões da Consola de Recolha de dados


Quando a Consola de Recolha de dados estiver activa, pode clicar nos
seguintes botões da consola para alterar a operação:

Botão Acção Descrição


Iniciar Inicia a recolha de dados.
recolha

Parar Pára a recolha de dados. Aparece o gráfico


recolha dos pontos relativos aos dados existentes.
Para experiências de movimento, os dados de
velocidade e aceleração estão também
disponíveis.
Manter Apresenta a medição que está actualmente na
Consola de Recolha de dados nas aplicações
TI-Nspireésuportadas na página actual. Este
botão só aparece no medidor da Consola de
Recolha de dados quando Eventos com entrada
ou Eventos seleccionados for o modo de
operação.

Recolha de dados 479


Botão Acção Descrição
Fechar Fecha a Consola de Recolha de dados. Se premir
este botão durante a recolha de dados, termina a
recolha de dados. Se premir o botão durante a
recolha de dados, aparece uma caixa de diálogo
que permite parar a recolha de dados ou cancelar
o fecho. Se fechar a consola, os pontos ou os
valores dos dados recolhidos permanecem.
Nota: Durante as experiências de movimento, o
fecho da consola impede a Recolha de dados de
fornecer informação de velocidade e aceleração.

480 Recolha de dados


Menus da Consola de Recolha de dados
A tabela seguinte descreve as acções que pode efectuar a partir dos
menus da barra de ferramentas da Consola de Recolha de dados:

Ícone Menu Opção Descrição


1: 1: Iniciar Inicia a recolha de dados de um sensor
Experiên- recolha ligado.
cia
2: Man- Mantém os dados a serem medidos
actualmente. Esta opção está disponível
ter quando Eventos com entrada ou
Eventos seleccionados for especificado
para a opção Configurar recolha. Prima
Manter para indicar que pretende
capturar os dados apresentados na
consola. Para Eventos com entrada, tem
de atribuir o valor x correspondente à
variável dependente.
3: Config- Permite seleccionar uma recolha de dados:
urar • Gráfico em função do tempo:
recolha Capture dados em rfunção do tempo.
• Eventos com entrada: Capture dados
e forneça manualmente o valor x para
a variável dependente.
• Eventos seleccionados: Capture dados
com base no número de vezes que
Manter é premido, utilizando um valor
y sequencial atribuído
automaticamente para a variável
independente.
4: Nova Elimine todos os dados recolhidos
experiên- previamente das variáveis da recolha de
cia dados e utilize as predefinições de
configuração do sensor para iniciar uma
nova experiência.

Recolha de dados 481


Ícone Menu Opção Descrição
5: V