Você está na página 1de 6

JÉSSICA CRISTINA MENDES RA: 908109570

LAUDICEIA MARTINS DE SOUZA RIBEIRO RA: 908107843


LYDIA Mª GUERREIRO BARBOSA RA: 908114353
ROSILEIDE MARIA LIMA RA: 908109519
SAMARA INACHVILI DO NASCIMENTO RA: 908102344

GINÁSTICA ALTERNATIVA

Universidade Nove de Julho


São Paulo
2010
JÉSSICA CRISTINA MENDES RA: 908109570
LAUDICEIA MARTINS DE SOUZA RIBEIRO RA: 908107843
LYDIA Mª GUERREIRO BARBOSA RA: 908114353
ROSILEIDE MARIA LIMA RA: 908109519
SAMARA INACHVILI DO NASCIMENTO RA: 908102344

GINÁSTICA ALTERNATIVA

Trabalho apresentado à disciplina


de Prática de ensino VI como requisito obrigatório
da avaliação (A4) do 6° semestre de Educação Física.

Professor: Sergio Settani Giglio

Universidade Nove de Julho


São Paulo
Plano de aula

CICLO: 2º ano do Ensino Médio – 4º bimestre


FAIXA ETÁRIA: +- 16 anos
EIXO: Ginástica / TEMA: Ginástica Alternativa / SUB-TEMA: Yoga
INTER RELAÇÃO COM: Corpo, Saúde e Beleza
MATERIAIS: Tatame/cochonete/copinho de café/ cd de músicas de relaxamento/rádio portátil.

JUSTIFICATIVA:

Atualmente as pessoas buscam viver com mais qualidade, baseando-se em alguns pilares como a
prática de exercício físico, o aumento da consciência corporal, do equilíbrio emocional e da redução do stress.
As Ginásticas Alternativas são atividades adequadas ao atendimento dessas necessidades, porque não
visam rendimento, competição, ou apresentação em espetáculos e sim a busca por um bem-estar através do
conhecimento de si, percepção do movimento e do próprio corpo.
No âmbito escolar, encontramos algumas dificuldades: a ansiedade, o estresse, os horários extensos e
carregados de atividades, o ruído, o cansaço, o nervosismo antes dos exames, etc., que se vêm refletidos nos
adolescentes e nos professores.
O Yoga, com relação à Ginástica Alternativa, oportuniza o aumento da consciência corporal, do
equilíbrio emocional e da redução do stress. Ajuda a balancear as energias, focalizar a atenção, afrouxar as
tensões físicas e mentais, melhorar a auto-estima, minimizar a agressividade e excitação entre outros
benefícios.
De uma forma geral pode-se dizer que as Ginásticas Alternativas estão voltadas para o
desenvolvimento de alguns princípios como: suavidade, holismo e ludicidade. E que têm como objetivo o
desenvolvimento integral (corpo, mente e espírito) e não apenas o benefício físico. Cada uma, porém,
individualmente, tem suas características e princípios.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA AULA:

• Conhecer a origem do yoga.


• Vivenciar alguns movimentos do yoga (ásanas e pranayamas).
• Respeitar os colegas e a si mesmo no momento da prática do yoga.

DESENVOLVIMENTO

1- Todos sentados em roda(+-5 minutos): O professor deverá através de perguntas, fazer uma avaliação
diagnóstica sobre o conhecimento prévio que os alunos possuem a respeito do Yoga.
• Quem conhece, ou já ouviu falar? Alguém já praticou? Conhece alguém que pratica?
Após, deverá:
• Explicar o significado da palavra Yoga: União; Juntar ou Unir
• Informar o país de sua origem: Índia
• Informar o tempo, aproximadamente, que essa prática existe: +- 5 mil anos.
• Criador segundo mitologia Hindu: Deus Shiva através da observação direta da natureza.
• A prática foi mantida em segredo por muito tempo, transmitida apenas oralmente, de mestre para discípulo.
• Patanjali foi a primeira pessoa a apresentar a antiga tradição do Yoga de forma sistematizada (Ashtanga
Yoga – O Caminho de oito partes) incluindo: 3.ásanas (posturas) e 4.pranayamas (sistema de
respiração).

2- Respiração e Aquecimento (+- 5 minutos):

Respiração – Os alunos deverão deitar-se em decúbito dorsal (costas no chão), com um objeto pequeno sobre
a barriga. Fazer uma inspiração nasal (pelo nariz) bem forte contando até quatro, enchendo a barriga de ar.
Deixar o objeto sobre a barriga bem cheia, como se ela fosse uma montanha, por mais quatro tempos.
Depois expirar pelo nariz, esvaziando bem devagar a barriga e os pulmões novamente por quatro
tempos. Sentir-se CHEIO e depois VAZIO.
Explicação: Para viver respiramos o tempo todo. Mas nem sempre reparamos nisso. Inspiramos e Expiramos o
ar, que contém oxigênio e nutre todas as células. O oxigênio entra pelo nariz, passa pelos pulmões e viaja por
todo o nosso corpo. Quando expiramos, o gás carbônico vai saindo aos poucos. Quanto mais profundo
inspiramos, mais nutrimos nossas células. Se controlarmos direitinho a respiração, esse processo será ainda
melhor.

Aquecimento – Os alunos deverão dar uma boa espreguiçada, despertando todo o corpo e em seguida sentar-
se. Massagear braços, pernas e pés, dar tapinhas nas solas dos pés, massagear coxas e virilhas, esfregar uma
mão na outra de forma vigorosa até sentir sensação de calor, rolar para trás e para frente feito bolinha.

Em dupla (com um amigo ou amiga) cada um encosta os pés nos do amigo, as pernas estendidas e afastadas.
Dar as mãos e puxar, um para frente o outro para trás (movimento de vai e vem da gangora).

Ainda em duplas, um de frente para o outro fazer caretas e imitar um leão feroz.

Explicação: Preparar o corpo para as posturas, liberar tensões.


3 – Posturas (+- 25 minutos)

Postura 1 - Árvore - VRIKSHASANA


Ficar de pé, pernas unidas e estendidas. As mãos unidas em forma de prece sobem acima da cabeça,
estendendo os braços. Lentamente, erguer a perna na altura do joelho, encostando o pé na lateral dele,
formando um quatro. Como se fosse um galho, brotando no meio do caule.

Individual Variação: Em dupla

Explicação: Essa é uma postura de Equilíbrio. Com apenas um dos pés no chão você deve sentir o quanto está
firme, preso ao solo, como uma árvore de raízes profundas. Se cair, saiba que ela pode voltar a se equilibrar
novamente. É como na vida, a gente alterna momentos de calma com os de sufoco. Tudo está em constante
movimento.

Postura 2 – Guerreiro – VIRABHADRASANA


De pé com as pernas afastadas, uma delas virada para fora de modo que o calcanhar do pé faça uma
linha reta com o arco do outro pé. Flexionar um dos joelhos, fazendo um ângulo de 90 º com a perna. Os braços
abertos e estendidos um para frente e o outro, para trás. Olhar para a mão que está a frente.

Explicação: Postura tanto de força física quanto de vontade, algo que todos devemos e precisamos ter.

Postura 3 – Cobra – BHUJANGASANA


Deitar em decúbito ventral (barriga para baixo), pernas estendidas, peito do pé encostado no chão,
mãos paralelas ao corpo e encostadas no chão. Inspirar e levantar lentamente o tronco do chão, estendendo os
braços.
Explicação: Essa postura melhora a flexibilidade da coluna vertebral.
Postura 4 – Criança – BALASANA
Sentar em posição fetal, encostar a testa no chão, alongando a cervical e os braços relaxados para trás
ao lado do corpo.

Explicação: Postura de fechamento, para relaxar.

4 – Relaxamento (parte final) (+- 4 minutos)

Deitar em decúbito dorsal (barriga para cima), braços estendidos ao longo do corpo, pernas ligeiramente
afastadas, pescoço relaxado, olhos fechados.

Imagine que lentamente, você está se tornando mais leve, e se transformando em uma nuvem branca.
Leve, leve, vai voando cada vez mais alto em direção ao céu.
Esta nuvem se deixa levar suavemente pelo vento, voando feliz por cima do mar cheio de barcos com
velas coloridas, sobre montanhas cobertas de neve e sobre campos verdes, cobertos de flores perfumadas.
Imagine como é sentir-se leve, livre e feliz. Observe alegremente o mundo lá do alto. Lentamente vá
retornando ao espaço, dando vitalidade ao corpo, movimentando dedos, mãos, pés e espreguice como se
estivesse acabando de acordar.

5- Avaliação (+- 4 minutos)


Problematizar algumas questões: quais as facilidades e dificuldades ao praticar as atividades; foi
possível perceber alguns princípios e benefícios da prática do yoga;

REFERÊNCIAS

1. SÃO PAULO, Caderno do aluno 2º ano do ensino médio Educação Física. São Paulo: Plural, 2010.
2. CANTON, K. YOGA PARA CRIANÇAS. São Paulo: Cosac Naify, 2007.
3. CHANCHANI, R.; CHANCHANI, S. IOGA PARA CRIANÇAS. São Paulo: Madras, 2006.
4. FURLAN, E. BRINCANDO COM O YOGA. São Paulo: Ground, 2008
5. Proposta Curricular do Estado de São Paulo: Educação Física/Coord. Maria Inês Fini. – São Paulo: SEE, 2008.