P. 1
SEQÜÊNCIA DIDÁTICA DE LÍNGUA PORTUGUESA

SEQÜÊNCIA DIDÁTICA DE LÍNGUA PORTUGUESA

|Views: 11.347|Likes:
Publicado portferreir

More info:

Published by: tferreir on Dec 11, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/06/2013

pdf

text

original

3

Introdução
O MEC, através dos PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS de Língua Portuguesa, sugere o uso dos mais variados textos, aí incluídos as HQs em sala de aula. Em sua página 61 diz: ³Na biblioteca escolar é necessário que sejam colocados à disposição dos alunos textos dos mais variados gêneros, respeitados os seus portadores: livros de contos, romances, poesia, enciclopédias, dicionários, jornais, revistas (infantis, em quadrinhos, de palavras cruzadas e outros jogos), livros de consulta das diversas áreas do conhecimento, almanaques, revistas de literatura de cordel, textos gravados em áudio e em vídeo, entre outros. ´ Encontramos também referência, na edição 208 de dezembro de 2007, da revista ³Nova Escola´, que publicou um pequeno projeto de nome ''Eu já sei ler gibi!'', onde incentiva a sua utilização em sala de aula. Nos diversos artigos encontrados vimos citações de nomes como Bakhtin (2003); Bortoni-Ricardo (2004); Bortoni-Ricardo e Dettoni (2001); Brasil (1988); Mendonça (2002); Marcuschi (2003); Orlandi (1986); Schneuwly (2004), todos favoráveis a utilização das HQ¶s na educação. Especialmente no artigo de Rosângela Nabão: Um olhar sobre o gênero textual histórias em quadrinhos, temos todos os nomes citados, além de citação das Diretrizes Curriculares,
³(...) o gênero, antes de constituir um conceito, é uma prática social e deve orientar a ação pedagógica com a língua, privilegiando o contato real do estudante com a multiplicidade de textos produzidos e que circulam socialmente. Esse contato com os gêneros, portanto, tem como ponto de partida a experiência e não o conceito ´ (2006, p.21).

Como se vê, trata-se de material de fácil acesso, utilizado como entretenimento por crianças e adultos de todas as classes sociais, sendo uma excelente ferramenta pedagógica que pode e deve ser usada como apoio didático . Material que permite abordar conteúdos e conceitos em qualquer área e nível de aprendizagem, e facilita a relação professor/aluno. Com base nessas indicações, construímos essa seqüência didát ica para o trabalho de leitura e escrita desenvolvido para o 4° ano do Ensino Fundamental.

a leitura e interpretação. além de dar uma opção de leitura de baixo custo. e análise e reflexão sobre a língua. com desenhos próprios ou colagens. Os alunos reúnem exemplares de gibis deles mesmos e disponibilizam para empréstimo entre todos da sala.4 Metodologia Roda de biblioteca. Cadernos pequenos para cada aluno ± diário. Cola de diversas cores. Caderno para anotação dos exemplares. aprendem a prática de leitura e de produção de texto. Tinta guache. Pincel para tinta guache. Interação e compartilhamento na escuta das histórias. construção de caderno diário . na observação . Recursos: y y y y y y y y y Revistas de gibis diversos. Conteúdos: y y y y y Leitura e manuseio de histórias em quadrinhos. transformando a leitura num hábito independente do comprometimento escolar. Lápis coloridos de diversas cores. balõezinhos apagados. A partir da leitura e compartilhamento. constroem novas histórias. Cartolina. Produção de caderno diário. Cada aluno leva a revista escolhida para casa e depois de ler. utilizando texto escrito e visual já conhecido que encanta a todos. Tesoura. compartilhamento de gibis . Produção de texto. contribuindo com a aprendizagem. conta e comenta com os colegas o que leu. Condições didáticas: Incentivar a interatividade. com a orientação do professor. Organização de biblioteca.

O uso do ³S´ e do ³Z´. Você gostaria de ler as histórias dos livros em revistas de HQ? 6. Quais as histórias em quadrinhos que você mais gosta? 4. Encontro Consonantal. Adjetivo. Você gostaria de produzir histórias em quadrinhos? Por quê? . Utilizar as diversas formas de pontuação. QUESTIONAMENTOS 1. O que mais lhe chama a atenção nas revistas em quadrinhos? 5. Utilizar letra maiúscula. Quais suas revistas preferidas? 3. dígrafos encontros consonantais . Habilidades y y y y Interpretar e produzir os diversos textos espontaneamente . y y y Desenvolvimento 1º Etapa: (diagnóstico) Primeira aula: O professor deve pesquisar os conhecimentos prévios através de questionário e sugestão de construção de biblioteca.5 de imagens. Quais os livros que você mais gosta de ler? 2. Dígrafo. Reconhecer as formas de escrita: encontros vocálicos. O uso das maiúsculas. Diferenciar o uso do ³S´ e do ³Z´. Pontuação.fonemas. y y y y y y y y y y Interpretação. Encontro Vocálico. Substantivo. Saber compartilhar e respeitar o outro. Valorização da leitura como fonte de prazer e cultura. Valorizar a leitura e os livros.

6 2º Etapa: (sistematização) Segunda aula: Ao receber as re vistas. Pedir que os alunos escolham entre as revistas coletadas uma de sua preferência e leve para ler em casa. Fazer lei tura de revista em quadrinhos em sala. baseado em tema escolhido . os cadernos diários e fazer cartazes com as produções do período: palavras substantivos e adjetivos. Pontuar corretamente os textos. Utilizar o S e o Z quando necessário. encontros vocálicos. Apresentar a produção em evento. afirmativa ou interrogativa. Construir suas histórias com seus próprios desenhos ou uso de colagens. Identificar e destacar as palavras com encontros vocálicos: ditongo. Identificar quando a frase tem conotação exclamativa. y y y y y y y y y . e comentar a história lida incentivando os alunos a descobrir em qual a mensagem que a história passa. Identificar e destacar as palavras com dígrafos e encontros consonantais. organizar o plano de aula com a seqüência: y y y Contar e comentar com os colegas o que leram. 3º Etapa: (evolução) A partir da terceira aula. Identificar e destacar os substantivos e adjetivos utilizados na revista escolhida. dígrafos. tritongo e hiato. símbolos ortográficos. Sugerir que cada aluno crie seu caderno d iário com anotação das impressões das leituras realizadas. Organizar os trabalhos. Utilizar a letra maiúscula no inicio de um texto ou quando necessário . utilizando votação ou sorteio. o professor deve listá-las em caderno ou fichas de forma a controlar a saída e retorno de todas para que os exemplares não se percam. ponto final e reticência . encontros consonantais. histórias e desenhos produzidos. Construir uma história a partir de tirinhas com box em branco. ensinando-os sobre a utilização correta de exclamação.

de forma continua e permanente. Avaliar também as anotações e organização em Caderno diário. com intervenções sempre que necessário. levando em consideração o interesse no desempenho do desenvolvimento de todas as atividades propostas. .7 4º Etapa (Avaliação) Realizar no decorrer do desenvolvimento do trabalho.

diaadiaeducacao. Disponível em: http://www. Acesso em 25/03/2010.com. 2.mec. Rosangela Martins Nabão. Um olhar sobre o gênero textual histórias em quadrinhos.br/portals/pde/arquivos/894 4.br/mec/index.8 Referências 1. Instituto Maurício de Sousa . Disponível em: http://portal. Disponível em: http://www. 3. BRASIL. Acesso em 25/03/2010.monica.pdf?PHPSESSID=2009051509110246.pr. Secretaria de Educação Fundamental.br/mauricio-site/ Acesso em: 30/04/10. Parâmetros Curriculares Nacionais : Língua Portuguesa. 1997.htm.gov. .gov. ± Brasília: MEC/SEF.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->