P. 1
APOSTILA COM NOÇÕES DE INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

APOSTILA COM NOÇÕES DE INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

|Views: 5.773|Likes:
NOÇÕES DE INFORMÁTICA PARA CONCURSOS UTILIZADO COMO MATERIAL DE APOIO PARA O CONCURSO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO BASEADA NO CONTEÚDO PROGRAMÁTICA PARA O CARGO DE
AUXILIAR DE PERÍCIA MÉDICO LEGAL
NOÇÕES DE INFORMÁTICA PARA CONCURSOS UTILIZADO COMO MATERIAL DE APOIO PARA O CONCURSO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO BASEADA NO CONTEÚDO PROGRAMÁTICA PARA O CARGO DE
AUXILIAR DE PERÍCIA MÉDICO LEGAL

More info:

Published by: Cleziel Franzoni da Costa on Dec 11, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/21/2013

pdf

text

original

NOÇÕES DE INFORMÁTICA PARA CONCURSOS CONCURSO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

AUXILIAR DE PERÍCIA MÉDICO LEGAL
CLEZIEL FRANZONI DA COSTA

MUQUI 2010

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

Sumário
INTERNET ...................................................................................................................... 3 Para que serve: .......................................................................................................... 3 INTRANET ..................................................................................................................... 3 EXTRANET ..................................................................................................................... 4 PRINCIPAIS NAVEGADORES PARA INTERNET ................................................................. 4 Lista de Navegadores................................................................................................. 5 CORREIO ELETRÔNICO .................................................................................................. 6 Sistema de e-mail ...................................................................................................... 7 Características do e-Mail ........................................................................................... 7 Funcionalidades ........................................................................................................ 7 Problemas ................................................................................................................. 8 Procedimento para a realização de cópias de segurança (Backup) ................................ 9 Porque fazer e como mantê-lo atualizado? ............................................................... 9 Qual é a importância de fazer? .................................................................................. 9 Quais são as formas de realizar? ................................................................................ 9 Dicas e observações: ................................................................................................. 9 Fazendo cópias de backup manualmente .................................................................. 9 Usar o utilitário de Backup incorporado (Windows XP Professional) ........................ 10 Referências Bibliográficas ........................................................................................... 10

2

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

INTERNET
A internet que surgiu na guerra fria em 1960 a 1970. O governo norte-americano queria desenvolver um sistema para que seus computadores militares pudessem trocar informações entre si, de uma base militar para outra e que mesmo em caso de ataque nuclear os dados fossem preservados. Seria uma tecnologia de resistência. Foi assim que surgiu então a ARPANET, o antecessor da Internet. Após isto o projeto da internet era coligar universidades para que fosse possível uma transmissão de dados de forma mais eficaz, rápida e segura. No Brasil a internet iniciou em 1988 quando no Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), localizado no Rio de Janeiro, conseguiu acesso à Bitnet, através de uma conexão de 9 600 bits por segundo estabelecida com a Universidade de Maryland.

Definição de internet:
Um conglomerado de redes locais espalhadas pelo mundo, o que torna possível e interligação entre os computadores utilizando o protocolo de internet. A internet é uma das melhores formas de pesquisa hoje encontrada, de fácil acesso e capacidade de assimilação do que é buscado.

Para que serve:
A internet serve como um dos principais meios de comunicação inventados pelo homem. A capacidade de transmitir dados à longa distância faz com que a internet tenha milhões de adeptos diários. Com a internet se pode transmitir texto, fotos, vídeos, fazer ligações por voz ou vídeo com pessoas do outro lado do mundo instantaneamente.

INTRANET
A intranet possibilita tudo o que a própria internet dispõe. Porém a principal diferença entre ambas é que a intranet é restrita a um certo público. Há restrição de acesso, por exemplo, por uma empresa, ou seja, todos os colaboradores da empresa podem acessar a intranet com um nome de usuário e senha devidamente especificados pela coordenação da empresa. A intranet ainda possibilita você a utilizar mais protocolos de comunicação, não somente o HTTP usado pela internet. Geralmente o acesso a intranet é feito em um servidor local em uma rede local chamada de LAN sigla da língua inglesa que significa Local Area Network (rede de acesso local) instalada na própria empresa.

3

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

Definição de intranet:
A intranet é um espaço restrito a determinado público utilizado para compartilhamento de informações restritas. Geralmente utilizado em servidores locais instalados na empresa.

EXTRANET
A extranet seria uma extensão da intranet. Funciona igualmente como a intranet, porém sua principal característica é a possibilidade de acesso via internet, ou seja, de qualquer lugar do mundo você pode acessar os dados de sua empresa. A idéia de uma extranet é melhorar a comunicação entre os funcionários e parceiros além de acumular uma base de conhecimento que possa ajudar os funcionários a criar novas soluções.

PRINCIPAIS NAVEGADORES PARA INTERNET
Para navegar na internet você precisa de um navegador web, também conhecido como browser, que é um software específico para esse fim. Um dos mais conhecidos browsers é o Netscape que ainda está com muito fôlego com sua nova versão 9, e um visual muito agradável. O mais conhecido e utilizado browser é o IE Internet Explorer da MS que está na sua versão 8, com um design também renovado e bem diferente da versão anterior. O FireFox 3.6 da Mozilla, está crescendo bastante entre os internautas e tomando uma grande fatia do mercado, conferindo a este browser a segunda posição no número de usuários. Há outros navegadores menos conhecidos do grande público, mas também são bastante eficientes como é o caso do Opera 10.62 da Opera software e o Safari 5 da Apple que já possui a sua versão para Windows. O FireFox, o Opera e o Netscape, tem uma função muito útil que foi incorporado no IE Internet Explorer 7, que é a navegação em abas. Com esse recurso você pode com uma só janela aberta do browser, utilizar várias abas onde em cada uma delas você entrará em um site diferente.

4

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

Se você deseja um navegador que funcione também como um gerenciador de pastas de arquivos, experimente o Konqueror. A mais recente novidade em navegadores da internet é o Chrome da Google que promete agitar o mundo dos browser´s com recursos interessantes que merecem ser experimentados.

Lista de Navegadores
WorldWideWeb - por Tim Berners-Lee em 1990 para NeXTSTEP. Line-mode - por Nicola Pellow em 1991. Funcionava em modo texto e foi portado para uma série de plataformas, do Unix ao DOS. Erwise - por um grupo de estudantes da Universidade de Tecnologia de Helsinki em 1992. Viola - por Pei Wei, para Unix em 1992. Midas - por Tony Johnson em 1992 para Unix. Samba - por Robert Cailliau para Macintosh. Mosaic - por Marc Andreessen e Eric Bina em 1993 para Unix. Aleks Totic desenvolveu uma versão para Macintosh alguns meses depois. Arena - por Dave Raggett em 1993. Lynx - o Lynx sugiu na Universidade de Kansas como um navegador hypertexto independente da Web. O estudante Lou Montulli adicionou a o recurso de acesso via TCP-IP na versão 2.0 lançada em março de 1993. Cello - por Tom Bruce em 1993 para PC. Opera - por pesquisadores da empresa de telecomunicações norueguesa Telenor em 1994. No ano seguinte, dois pesquisadores, Jon Stephenson von Tetzchner e Geir Ivarsøy, deixaram a empresa e fundaram a Opera Software. Internet in a box - pela O'Reilly and Associates em Janeiro de 1994. Navipress - pela Navisoft em fevereiro 1994 para PC e Macintosh.

5

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

Netscape - pela Nestcape em outubro de 1994. Internet Explorer - pela Microsoft em 23 de agosto de 1995. Safari - pela Apple Inc. em 23 de Junho de 2003. Mozilla Firefox - pela Mozilla Foundation com ajuda de centenas de colaboradores em 9 de Novembro de 2004. SeaMonkey - pelo Mozilla Foundation - Baseado no Gecko (Mozilla) - Site: http://www.seamonkey-project.org/releases/seamonkey2.0.5/. Flock - pela Flock Inc. baseado no Firefox em 22 de Junho de 2006. Google Chrome - pela Google em Setembro de 2008. Konqueror - pelo Time de Desenvolvedores do KDE. Dooble - por ... - Um navegador Open Source para Linux/Unix, MAC OS e Windows Site: http://dooble.sourceforge.net/. Midori - por Christian Dywan - Um navegador leve baseado no WebKitGTK+ e o navegador official do XFCE - Site: http://www.twotoasts.de/. Arora - por ... - .Um navegador leve http://code.google.com/p/arora/ baseado no QTWebKit - Site:

Ephiphany - por 2002–2004 Marco Pesenti Gritti - Baseado no WebKit e o navegador official do Gnome - Site: http://projects.gnome.org/epiphany/ rekonq - por Domrachev Alexandr - Um navegador leve baseado no WebKit e feito para o KDE - Site: http://rekonq.sourceforge.net/.

CORREIO ELETRÔNICO
Um correio eletrônico ou e-mail (eletronic mail) é um método que permite compor, enviar e receber mensagens através de sistemas eletrônicos de comunicação. O termo e-mail é aplicado tanto aos sistemas que utilizam a Internet e são baseados no protocolo SMTP, como aqueles que utilizam intranets, que permitem a troca de mensagens dentro de uma empresa ou organização e são, normalmente, baseados em protocolos proprietários.

6

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

Sistema de e-mail
O envio e recebimento de uma mensagem de e-mail são realizados através de um sistema de correio eletrônico. Um sistema de correio eletrônico é composto de programas de computador que suportam a funcionalidade de cliente de e-mail e de um ou mais servidores de e-mail que, através de um endereço de correio eletrônico, conseguem transferir uma mensagem de um usuário para outro. Estes sistemas utilizam protocolos de Internet que permitem o tráfego de mensagens de um remetente para um ou mais destinatários que possuem computadores conectados à Internet.

Características do e-Mail
O formato na Internet para mensagens de e-mail é definido na RFC 2822 e uma série de outras RFCs (RFC 2045 até a RFC 2049) que são conhecidas como MIME. Mensagens de e-Mail consistem basicamente de duas seções principais: cabeçalho (header) — é estruturado em campos que contém o remetente, destinatário e outras informações sobre a mensagem. corpo (body) — contém o texto da mensagem. O corpo é separado do cabeçalho por uma linha em branco.

Funcionalidades
Hoje os grandes sítios da Internet criaram uma série de facilidades para o usuário. Note que essa variação é só uma facilidade e não um novo tipo de e-mail. Entre estas podemos citar: e-mail restrito: Alguns sítios restringem alguns tipos de e-mail. Esse tipo de restrição normalmente é usado a fim de evitar a atuação de um spammer ou divulgador não autorizado de mensagens em massa. Normalmente esse tipo de mensagem eletrônica é mais usado em empresas. E-mail com privacidade segura: Normalmente usado por autoridades e seu uso é controlado. Por medida de segurança alguns organismos e entidades internacionais ou mesmo ligados a Governos, categorizam o e-mail como: Privativo ou de uso exclusivo da autoridade: Esse e-mail, apesar de ter acesso a rede é tão restrito que a própria autoridade deve configurá-lo de quem recebe as mensagens; Semi-privativo: O mesmo que privativo, porém menos restrito.

7

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

Os norte-americanos chegam ao cúmulo de dar níveis e subníveis a esse tipo de mensagem; Entretanto, vêm crescendo o uso da criação de chaves criptográficas pessoais (facilidade provida por aplicativos especializados), assegurando a privacidade das informações "de qualquer importância" de cada indivíduo. Tais chaves possuem uma grande flexibilidade, escalabilidade e confiabilidade. Aqui vão algumas dicas de segurança: Nunca abrir ou responder e-mails desconhecidos; nunca abrir arquivos (ficheiros) de e-mails desconhecidos, pois podem conter vírus; e ter sempre um anti-spyware (contra os programas-espiões) e antivírus instalados no seu computador. E-mail categorizado ou especial: Especial ou categorizado em níveis, que são de uso exclusivo dos provedores de Internet. Servem para testes e verificar se funciona ou não o seu sistema anti-spam (contra as mensagens eletrônicas em massa). E-mails gratuitos e WebMail: Com a popularização da Internet através dos provedores gratuitos (cujos usuários ganhavam também uma caixa de correio eletrônico grátis), muitos sítios começaram a oferecer endereços de e-mail gratuitos desvinculados de qualquer outro serviço. Essas mensagens de e-mail podem ser lidas com o uso do próprio navegador, sem a necessidade de um programa específico, sendo por isso também chamados webmail.

Problemas
A desvantagem está na falta de conhecimento da grande maioria dos internautas e, ainda, os spammers ou geradores de spam, grandes remetentes de vírus. Como podemos ver em seguida:

Spam - mensagens de e-mail não desejadas e enviadas em massa para múltiplas pessoas por um spammer, agente difundidor dessas mensagens, que normalmente possui propagandas indesejadas, códigos maliciosos e vírus diversos; Vírus - As mensagens de e-mail são um excelente veículo de propagação de vírus, sobretudo através dos ficheiros (arquivos) anexos. Por isso recomenda-se nunca baixar um ficheiro (arquivo) tipo .exe ( executáveis) ou outros suspeitos;

É aconselhável nunca abrir e-mail desconhecido, exceto se for de um site confiável, não sem antes observar os procedimentos de segurança.

8

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

Procedimento para a realização de cópias de segurança (Backup)
Porque fazer e como mantê-lo atualizado?
O Backup é a ferramenta de segurança mais importante de seu sistema. Sem o backup, dificilmente temos nosso trabalho recuperado por completo em caso de perda dos dados. Recomendamos que o backup seja realizado, pelo menos, uma vez por dia.

Qual é a importância de fazer?
Cópias de segurança dos dados armazenados em um computador são importantes, não só para se recuperar de eventuais falhas, mas também das conseqüências de uma possível infecção por vírus, execução de um procedimento desastroso, invasão, etc.

Quais são as formas de realizar?
Cópias de segurança podem ser simples como o armazenamento de arquivos em CDs ou DVDs, ou mais complexas como o espelhamento de um disco rígido inteiro. Também existem equipamentos e softwares mais sofisticados e específicos que automatizam todo o processo sem intervenção do usuário.

Dicas e observações:
Fazer o backup é apenas o primeiro passo. É preciso que os seus arquivos e informações pessoais importantes estejam disponíveis quando você precisar deles. Teste seus backups periodicamente para assegurar-se de que eles funcionam. Calor, umidade e campos eletromagnéticos podem fazer com que seus dados se deteriorem. O HD é um dos componentes mais sensíveis do computador, por isso, quando ocorrem quedas e/ou picos de energia elétrica ele pode ser danificado impedindo recuperação das informações. Mantenha seus backups em lugar seguro. É melhor manter backup importante fora do local do micro, pois se um vírus destruir o seu banco de dados, o backup provavelmente também será destruído.

Fazendo cópias de backup manualmente
Independentemente da versão do Windows usada, você pode fazer manualmente uma cópia de backup de qualquer arquivo ou pasta seguindo estas etapas: 1. Clique com o botão direito do mouse no arquivo ou pasta de que deseja fazer o backup e, em seguida, clique em Copiar no menu. 2. Agora, em Meu Computador, clique com o botão direito do mouse no disco ou disco rígido externo onde deseja armazenar a cópia de backup e, então, clique em Colar no menu.

9

Auxiliar De Perícia Médico Legal

clezielfranzoni@hotmail.com

Usar o utilitário de Backup incorporado (Windows XP Professional)
Se você usa o Windows XP Professional, pode usar o utilitário de Backup incorporado para copiar arquivos, configurações ou tudo o que estiver no seu computador. Também é possível programá-lo para fazer cópias de backup de determinados arquivos em um intervalo de tempo especificado por você. Veja aqui como começar a usar o utilitário de Backup: 1. Clique em Iniciar e aponte para Todos os Programas. 2. Aponte para Acessórios e, em seguida, para Ferramentas do Sistema. 3. Clique em Backup.

Referências Bibliográficas
Microsoft Development Network, MSDN. Guia do Hardware. Brasil. Wikipédia – A Enciclopédia Livre. Versão em Português e em Inglês.

10

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->