P. 1
História do telefone

História do telefone

|Views: 2.917|Likes:
Publicado porambatista

More info:

Published by: ambatista on Dec 12, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/23/2014

pdf

text

original

História do telefone História do telefone

Paulo Vasco e Pedro Capitaz
Trabalho CLC 5 TI-267

História do Telefone e telemóvel.

Índice

Introdução ..................................................................................................................... 3 Funcionamento do telefone. ........................................................................................ 4 António Meucci e o invento. ........................................................................................ 5 Telefone digital………………………………………………………………... 8 O telefone em Portugal……………………………………………………….. 8 Os Telemóveis ............................................................................................................... 9 O Primeiro Telefone móvel…………………………………………………… 9 O Primeiro “Smarphone”…………………………………………………… 12 Vantagem do telemóvel .................................................................................... 16 Cronologia. ....................................................................................................... 17 Os Primeiros Dias……………………………………………………………. 17 A Era Celular Analógica……………………………………………………. 17 A Era Celular Digital………………………………………………………... 18 A Era da Alta Velocidade Celular……………………………………………18 Conclusão ......................................................................................................... 20 O telefone veículo de comunicação. ................................................................ 20 Webgrafia ......................................................................................................... 21

2

História do Telefone

Introdução
Este objecto chamado telefone que fascinou o mundo, nos finais do século XIX e que hoje é tão familiar, é o resultado de muitos estudos esforços e invenções para conseguir transmitir a voz humana através de longas distâncias. A Sua história teve início na oficina de “Charles Williams”, na cidade de Boston, e onde também trabalhava “Tomas Watson”, que sentia entusiasmo e simpatia por coisas novas, e dedicava-se, integralmente à invenção e ao aperfeiçoamento de aparelhos eléctricos. Nesta mesma oficina deu-se o encontro entre “Tomas Watson” e “Alexander Graham Bell”, que tinha estudado na Universidade de Boston, este era professor de fisiologia vocal, e especializado no ensino da palavra visível (sistema inventado pelo seu pai, com a finalidade de que uma pessoa surda pudesse aprender a falar). Bell tinha a intenção de aperfeiçoar seu “telégrafo harmónico”, aparelho com o qual pretendia transmitir em código Morse de seis a oito mensagens simultâneas. Foi assim que Bell chegou àquela oficina, procurando suporte tecnológico para a sua invenção, e começou a trabalhar com “Watson”. Mais adiante, Bell disse a Watson estas palavras: “Se eu pudesse fazer com que uma corrente eléctrica variasse de intensidade da mesma forma que o ar varia ao se emitir um som, eu poderia transmitir a palavra telegraficamente.” Esta foi a chave do invento que viria a chamar-se telefone. Só em 1876, e depois de muitas tentativas, o sonho de Bell pôde realizar-se. Através de um aparelho, entre uma divisão outra, Watson ouviu Bell dizer: “Sr. Watson, preciso do senhor, venha.”Assim, nasceu o telefone. A invenção foi apresentada numa Exposição em Filadélfia.1 A partir dai foram grandes os avanços do telefone até ao que hoje chamamos de telemóvel.

1 - Exposição comemorativa do centenário da independência dos EUA. 3

História do Telefone e telemóvel.

Funcionamento do telefone. O princípio de funcionamento do telefone é baseado no electromagnetismo, que no início ou quando foi inventado, era totalmente independente de qualquer fonte eléctrica externa aos aparelhos que se comunicavam. A ideia era fascinante, e não passava de dois electroímanes em cada aparelho: um gerador de impulsos magnéticos e outro o transdutor. Quando se falava, fazia vibrar uma fina mas potente haste magnética envolta por uma bobine de fio bem fino. Isso gerava uma corrente suficiente potente para chegar até ao outro aparelho, a quilómetros de distância, e fazer vibrar o tímpano do ouvido.

4

História do Telefone

Breve Histórico

António Meucci e o invento.
Muita controvérsia existe sobre a invenção do telefone, geralmente o invento tem sido atribuído a Alexander Graham Bell. Entretanto, o Congresso dos Estados Unidos através da resolução 269, de 15 de Junho de 2002 reconheceu que o aparelho foi inventado por volta de 1860 pelo italiano António Meucci, que lhe deu o nome “telettrofono”. A primeira demonstração pública desta invenção de Meucci deu-se em 1860, e foi publicada num jornal de língua italiana de Nova Iorque. Meucci criou o telefone pela necessidade de comunicar com a sua esposa, pois esta era doente e por isso ficava de cama no seu quarto no andar superior. O laboratório de Meucci ficava no piso térreo, assim Meucci não tinha condições para cuidar da esposa e trabalhar ao mesmo tempo, daí ter inventado o “telettrofono”, com a finalidade de que se sua esposa precisasse dele não tivesse que gritar ou sair da sua cama. Antonio Meucci levava a vida com várias funções, uma delas era a medicina. O italiano tratava os seus pacientes com um método baseado na aplicação de pequenos choques.2 Certa vez, este colocou um eléctrodo ligado a um fio de cobre na boca de um paciente, e ao ligar o aparelho na outra sala, escutou o gemido do mesmo e chegou à conclusão de que a voz poderia ser propagada por impulsos eléctricos. Para desenvolver a invenção, Meucci mudou-se para uma cidade próxima de Nova York, EUA, onde montou uma fábrica de velas, e com o dinheiro que ia ganhando, aperfeiçoou o invento. A novidade foi um sucesso na época, principalmente entre a comunidade italiana nos EUA . Apesar do relativo sucesso do invento, Meucci não obteve apoio de investigadores para apoiarem a sua ideia, porque muitos deles não viam utilidade no aparelho. Sofrendo de vários problemas, financeiros e de saúde, Meucci não conseguiu a quantia de U$250, necessária para patentear o seu invento. A patente foi então feita por Alexander Graham Bell. Meucci agiu diversas vezes contra Graham Bell através da justiça, porém quando estava prestes a vencer a disputa na Suprema Corte, morre. Assim, Graham Bell acabou por ficar com a fama.

2

Tratamento semelhante à Acumpuntura

5

História do Telefone e telemóvel.

Em 1876 Alexander Graham Bell, com o invento já patenteado, levou o telefone para a Exposição Internacional comemorativa do Centenário da Independência Americana, em Filadélfia, colocou-o sobre uma mesa à espera do interesse dos juízes, que não corresponderam às expectativas. Dois meses após, D. Pedro II, Imperador do Brasil, em visita a essa exposição saudou o jovem professor, Dom Pedro II abriu então caminho para a aceitação do invento. Os juízes começaram a interessar-se e acabaram por examina-lo. Numa demostração Graham Bell estendeu um fio de um canto a outro da sala, dirigiu-se ao transmissor e colocou D. Pedro na outra extremidade, o silêncio era total, D. Pedro tinha o receptor ao ouvido quando exclamou de repente: “Meu Deus, isto fala!”. Menos de um ano depois, surgiu em Boston, a primeira Empresa Telefónica do mundo, a “Bell Telephone Company” com 800 telefones. Por volta de 1870, nos Estados Unidos, os telégrafos já estavam incorporados na vida quotidiana. Entretanto, este veículo não era socialmente utilizado em larga escala. Num determinado momento, surge um novo artefacto técnico capaz de enviar mensagens múltiplas pelo mesmo fio telegráfico. Alexander Graham Bell e Elisha Gray3, de diferentes maneiras e separadamente, chegaram quase ao mesmo tempo à mesma conclusão: ambos
3

Elisha Gray, um dos fundadores da empresa de telégrafos rival de Grand bell Western Union.

6

História do Telefone

descobriram que a enorme gama de tons sonoros poderiam ser transmitidos de uma só vez usando o fio telegráfico. Elisha Gray era um inventor consolidado e um experiente pesquisador de electricidade e viu o telefone como uma extensão do telégrafo. Além disso, considerava que o potencial do aparelho serviria para o aperfeiçoamento comercial e para a melhoria da produção industrial. Enquanto Bell, via o novo aparelho como uma extensão do homem. Bell registou a patente da invenção, provavelmente devido aos seus conhecimentos sobre a patologia da fala e de linguagem para surdos. Certa vez disse: “Se soubesse mais sobre electricidade, e menos sobre som, eu nunca teria inventado o telefone”.1874, Gray construiu um receptor de voz muito parecido com o usado hoje com altifalante, composto por um diafragma de aço colocado na frente de um íman.

Em 1875, Bell e seu assistente Thomas Watson, construíram um dispositivo parecido, com uma membrana vibratória e uma mola. A vantagem de Bell sobre Gray foi a velocidade no registo de patentes e, talvez, a diferença de pontos de vista sobre o futuro do novo artefacto técnico. Apoiado pelo sucesso do aparelho na Exposição Centenária de Filadélfia, Bell e Watson formaram a Associação Telefónica Bell. Entretanto a companhia de telégrafos Western Union aproveitou o momento e começou a fornecer aos seus clientes um sofisticado telégrafo com um dispositivo de envio automático que permitia transmitir até sessenta palavras por minuto. Ainda assim, os clientes preferiam o telefone de Bell. Depois disso, outros dispositivos vieram a aperfeiçoar tecnicamente o aparelho. Mas o facto mais importante na trajectória do telefone veio quando se deu início à padronização de equipamentos e práticas que serviram para a crescente expansão do sistema telefónico, mudando o destino da recente invenção de Bell, visto que o aparelho poderia também ser usado como uma ferramenta doméstica. Em 1878, entra em acção o primeiro telefone mecanizado através de um quadro de distribuição. Com este invento, o telefone poderia ser completamente explorado, visto que todos os aparelhos poderiam ser conectados a qualquer outro. Com o tempo, o sistema telefónico chegou à saturação. A ligação telefónica de longa distância era difícil de ser realizada e em alguns casos, impossível e o amontoado de fios e as interferências impossibilitavam a transmissão. A solução para o problema só veio em meados do século XX com a introdução da amplificação electrónica e o código de modulação pulse que com ele trouxe o código binário. Mais tarde, esta mesma linguagem binária de zeros e uns veio a ser usada nos computadores. Durante o período compreendido entre o seu invento e o ano de 1956 o telefone era completamente analógico.

7

História do Telefone e telemóvel.

Telefone digital Em 1956, nasceu o primeiro telefone digital. O novo sistema binário conseguia carregar vinte e quatro sinais de voz ou 1.5 megabits de informação num par de fios padrão. A comunicação por telégrafo e telefone, através do modo digital, pôde ser usada em larga escala. Este sistema veio colmatar as limitações do aparelho como o alcance e as interferências. surgiu primeiro protótipo de telefone sem fios, este pesavam de 3 a 10 quilos, este consumiam muita bateria e tinham baixa qualidade de voz e, além disso, o sinal era ainda analógico. O Aparelho Durante este período desenvolveu-se e começou a ser utilizado em larga escala de modo que em 1980, mais de metade das ligações na América do Norte foram realizadas electronicamente, surgiu em 1983 o primeiro telefone sem fios, que de 30 centímetros, pesava quase 1 quilo e custava cerca de 4 mil dólares, a bateria permitia uma hora de conversação não era bonito, mas permitia comunicação móvel. Em 1992, os aparelhos e as redes analógicas moveis começam a ser substituídos pelas redes digitais e em 1997, nasce a tecnologia móvel GSM (Global System for Móbile Communication). Mais tarde em 2001, na tecnologia móvel e no telefone fixo começa um processo de hibridação incorporando funções de mensagens de texto, envio e recepção de e-mails, nos telemóveis etc. Na actualidade o aparelho destaca-se por ser um terminal multimédia e pela sua maior velocidade de transmissão de dados. Tecnologicamente permite tirar fotografias transmitir imagens ao vivo, ouvir música, e ver TV no telemóvel, os écrans são maiores, trazem pequenas câmaras de vídeo embutidas, auriculares, saídas de áudio, têm navegadores com acesso à internet e correio electrónico. Há também uma proposta para uma mudança de nome. Ao invés de serem chamados de telefones móveis poderão ser tratados como “comunicadores móveis”.

O telefone em Portugal As primeiras experiências de telefone em Portugal iniciaram-se em 24 de Novembro de 1877, ligando Carcavelos à Central do Cabo em Lisboa. O surgimento da primeira rede pública deu-se em Lisboa a 26 de Abril de 1882 pela Empresa “Edison Gower Bell Telephone Company of Europe Ltd” que tinha já a sua concessão atribuída desde 13 de Janeiro de 1882. Essa concessão foi depois transferida para a empresa “The Anglo Portuguese Telephone Company” (APT) em 1887 que foi mantida até 1968. O serviço de telefone automático surgiu em Portugal em 1930 a 25 de Setembro de 1937 a (APT) inaugurou a primeira estação automática na Estrela em Lisboa. Nesse ano a rede da APT tinha 48 000 assinantes.
8

História do Telefone

Os Telemóveis
O Primeiro Telefone móvel

SRA / Ericsson MTA (Mobile Telephone System A) Ano: 1956

Este telefone, é típico em tamanho e peso dos primeiros sistemas de telefone móvel a partir da pré-época de circuitos integrados. A maioria era tão pesada que exigia a instalação permanente num carro ou noutro veículo.

Motorola DynaTAC 8000X Ano: 1983.

Embora a Motorola tenha anunciado o primeiro telefone móvel do Mundo – um protótipo do DynaTAC 8000X em 1973, levou dez anos para o DynaTAC chegar ao mercado. Nesses dez anos, os engenheiros colocaram mais capacidade em menos espaço, e a Motorola construiu as torres necessárias para o serviço de telefone móvel. O aparelho, que media mais de 30 centímetros, pesava quase 1 quilo e custava cerca de 4 mil dólares, começou a ser vendido a partir de 1983. A sua bateria permitia uma hora de conversação e a memória armazenava 30 números de telefones. Podia não ser exactamente bonito, mas já permitia comunicação móvel.

9

História do Telefone e telemóvel.

Após a sua comercialização, o DynaTAC 8000X tornou-se um símbolo de status para os ricos, o telefone que uma pessoa poderia usar em qualquer lugar. Com o DynaTAC, a revolução do telemóvel tinha finalmente começado.

Nokia Mobira Talkman Ano: 1984.

O “Talkman Mobira”, Muito grande mas. “Transportável” tinha baterias de grande capacidade que podiam fornecer muitas horas de funcionamento contínuo.

Motorola MicroTAC Ano: 1989.

O “MicroTAC” incluiu uma nova ideia: os engenheiros da Motorola colocaram parte do hardware do telemóvel numa secção articulada que poderia dobrar conforme o necessário, reduzindo assim o tamanho do telefone quando não estava em uso. Umas qualidades notáveis: foi o primeiro telefone de bolso, o menor e mais leve telemóvel no momento do seu lançamento.

10

História do Telefone

Motorola “Phone Bag” 2900 Ano: 1994.

O bag continha um comunicador e a bateria, e o utilizador operava um aparelho muito mais leve com fios. Os proprietários poderiam levar a bolsa no ombro, mas o volume geral do telefone limitava o seu uso aos carros. Apesar da disponibilidade de telefones menores no mercado, permaneceu popular até finais dos anos 1990, devido às suas longas horas de conversação. Podia dar-se ao luxo de transmitir um sinal de telemóveis com maior poder, permitindo que o telefone fosse utilizado mais longe de uma torre receptora.

Motorola “StarTAC” Ano: 1996

Em 1996, a Motorola reduziu ainda mais sua linha de telemóveis de bolso, produzindo o “StarTAC” – que imediatamente foi muito popular e influente. O “StarTAC” permitia que os utilizadores dobrassem o telefone ao meio quando não estivessem em uso. A concepção geral do “StarTAC” foi amplamente imitada, e uma grande percentagem dos telemóveis ainda hoje usa.

11

História do Telefone e telemóvel.

O Primeiro “Smarphone”.
“Nokia

9000i Communicator” Ano: 1997

Embora o Nokia 9000i não tenha sido o primeiro “smartphone” (muitas pessoas dão essa honra a Simon IBM), marcou o verdadeiro início da era moderna. O 9000i era realmente um computador de bolso e um telemóvel num só, com um processador Intel 386 e 8MB de memória RAM. A configuração física do telefone era novidade na época: Os utilizadores podiam abrir o 9000i na horizontal para revelar um ecrã LCD e um teclado QWERTY completo. Quando dobrado, ele parecia um telemóvel comum. O 9000i podia enviar e receber fax, mensagens de texto e e-mail, e também tinha acesso (muito limitado) à Web através de 160 mensagens SMS.

Nokia 8810 Ano: 1998

Em anos anteriores, todos os telemóveis fornecidos com antenas externas eram esteticamente desagradáveis. Os engenheiros da Nokia encontraram uma forma de contornar esse problema através da concepção de uma placa como antena que poderia ser escondida dentro do corpo do telefone. O resultado foi o “Nokia 8810”, o verdadeiro “telefone” no sentido moderno. Este pequeno e compacto, logo se tornou o padrão para muitos telemóveis Nokia, que raramente se vê com antena externa nos dias de hoje.

12

História do Telefone

Nokia 7110 Ano: 1999

Não há muito tempo atrás, que o “WAP” (Wireless Application Protocolo) tornou-se um grande negócio. A Nokia foi a primeira empresa a trazer a navegação WAP para um telefone móvel com o 7110, lançado em 1999. Na actualidade a “smartphones” com “browsers full-featured,” tela grande, e CPUs potentes, o “WAP” rapidamente tornou-se uma relíquia do passado. Este telemóvel tinha uma cobertura de teclado deslizante.

RIM BlackBerry 5810 Ano: 2002

A marca “BlackBerry” começou em 1999 como um simples pager, mas transformouse numa linha de “full-fledged smartphones” em 2002, com o “BlackBerry” 5810, o primeiro da série a incluir suporte integrado com o telemóvel. Graças a “top-of-the-line”, email móvel e mensagens de texto e teclado “QWERTY” os telefones BlackBerry logo se tornaram ferramentas indispensáveis para empresários e outros profissionais.

13

História do Telefone e telemóvel.

Sanyo SCP-5300 Ano: 2002

O primeiro telefone móvel com uma câmara integrada e tela colorida. Quando a notícia de dispositivos de tal combinação corria ao longo do Japão no início da década, a ideia parecia tola e excessiva para algumas pessoas. Em 2002, a Sprint Sanyo lançou o primeiro telemóvel americano com uma câmara embutida, o SCP-5300 – o público ficou louco. Hoje, os telefones de câmara são muito comuns.

T-Mobile Sidekick / Danger Hiptop Ano: 2002

Este “smartphone” incorporando com design inovador e com uma tela LCD de grandes dimensões, quando girado, revela um teclado “QWERTY” generoso. Influenciou muitos similares desde o seu surgimento em 2002. Estes projectos inteligentes e atraentes ajudaram a popularidade das mensagens de texto, estendendo-a à juventude do mundo.

14

História do Telefone

Motorola Razr V3 Ano: 2004

Numa altura em que a maioria dos telemóveis começavam a ter a mesma aparência, a Motorola decidiu romper o “status” com o “Razr V3”, telefone com uma tela grande, um teclado elegante e plano, uma câmara embutida e capacidades multimédia. Impressionantes características técnicas na lateral, facto que contribuiu significativamente para a sua grande popularidade.

Apple iPhone Ano: 2007

A capacidade da Apple de através de “gadgets” não deve ser subestimada. Entre o Apple II, o Macintosh e do iPod, a Apple é responsável por maior tendência de definição de tecnologia de consumo do que a maioria das empresas. Na mesma linha, o iPhone vai muito além de ser apenas um telefone móvel: É um poderoso computador de bolso, uma máquina de jogo, e um dispositivo de reprodução multimédia. Melhor ainda, dá-lhe acesso instantâneo e de alta velocidade à web, e-mail, Facebook, Twitter e YouTube, onde o utilizador pode encontrar cobertura de telefone móvel. Em suma, é um dispositivo revolucionário, e outras empresas já estão a imitar.

15

História do Telefone e telemóvel.

Vantagem do telemóvel
O inventor do telemóvel, o americano Martin Cooper, afirmou que a maior contribuição dos aparelhos à humanidade acontecerá quando forem utilizados na área da saúde. Numa conferência na Universidade Menéndez Pelayo, no norte de Espanha, Cooper disse que um dia o telefone portátil será capaz de medir os batimentos cardíacos, a pressão arterial e o nível de açúcar no sangue do paciente, além de transmitir todos os dados em tempo real aos médicos. Segundo Cooper, num futuro próximo essa nova realidade vai ajudar a salvar vidas e poupar milhões de dólares a qualquer sistema de saúde.

16

História do Telefone

Cronologia.
Os Primeiros Dias 1849/1857 - António Meucci inventou o “telégrafo de som”, um dispositivo que permite transformar electricidade em som. 1876 - “Alexander Graham Bell “fez a primeira experiência bem sucedida com telefones. Registou a patente no dia 14 de Fevereiro de 1876” 1879 - “David E. “Hughes” descobriu as ondas rádio. Possivelmente fez a primeira chamada telefónica móvel. 1901 - Marconi fez a primeira comunicação sem fios através do Atlântico a uma distância de 3.500 quilómetros. 1946 - Primeiro serviço de telefone móvel surge em “St. Louis”, E.U.A., pela “AT&T.” 1950 - “Sture Lauhrén” faz a primeira chamada a partir de um telefone movel usando um protótipo desenvolvido pela Ericsson e a Telecom da Suecia. 1956 - A companhia sueca “PTT Televerket” põe em funcionamento o primeiro sistema completamente automático de telefone móvel. 1971 - A primeira rede pública de radio-telefone (sem comutação automática) entrou em funcionamento na Finlândia. 1973 - “Marty Cooper vice-presidente da Motorola e John Mitchell” fazem a primeira demonstração pública de um telefone de mão sem fios.

A Era Celular Analógica 1979 - A primeira rede comercial de telefones móveis entrou em funcionamento em Tóquio 1981 - Iniciou-se o funcionamento comercial do sistema de telecomunicações móvel NMT450 na Arábia Saudita, Suécia e Dinamarca. 1982 - Inicio do desenvolvimento do “GSM” pelo "Groupe Spécial Mobile" 1983 - A Motorola introduziu o “Motorola Dyna TAC 8000X “o primeiro telefone celular portátil, 1987 - Iniciados os projectos de investigação em” UMTS”. 1988 - Constituído o “ETSI”, organização europeia responsável pelas normas em telecomunicações
17

História do Telefone e telemóvel.

A Era Celular Digital 1991 - Em Julho a primeira rede “GSM”, foi oficialmente inaugurada na Filandia. Primeira chamada Europeia em “roaming” entre a Finlandesa PT e a Vodafone. 1992 - Todos os grandes operadores Europeus iniciaram a exploração comercial de redes “GSM”. 2000 - A Siemens faz a primeira chamada mundial “3G/UMTS”. A SK Telecom da Coreia lança a primeira rede comercial em “CDMA2000”. Em Portugal - atribuição de quatro licenças de nacionais à “Telecel”, “TMN”, “Oni Way” e “Optimus”.

A Era da Alta Velocidade Celular 2001 - A Nortel Networks e Vodafone em Espanha completam a primeira chamada internacional ao vivo na norma “UMTS 3GPP” por “roaming” entre Madrid (rede Vodafone) e Tóquio. 2002 - A Nokia faz a primeira chamada “3G WCDMA “ cumprindo a normalização. Motorola lança o primeiro produto “GSM/GPRS e 3G/UMTS”, o telemovel “A820”. 2003 - Ericsson demonstra o funcionamento de rede “IPv6” por “3G UMTS/WCDMA”. A “LG” introduz o primeiro telefone de dupla-banda e duplo-modo, para ambas as tecnologias “CDMA e WCDMA”. Samsung Electronics lança o telefone móvel, “SCH-X820”, com função de televisão a cores

18

História do Telefone

Em Portugal. 1989 - Portugal Lançamento do Serviço Móvel Terrestre, analógica , pelo operador constituído pelos “CTT “e “TLP”, em consórcio, que daria posteriormente origem à “TMN”. 1990 - Portugal A 31 de Dezembro o serviço Móvel Terrestre atinge 6 500 assinantes. Portugal - segunda geração - “GSM” (faixa de 900 MHz). A surge a “Telecel” , o serviço Móvel Terrestre atinge 12 600 assinantes. 1992 - Em Portugal - início da actividade da “Telecel,”o Serviço Móvel Terrestre atinge 37 300 assinantes. 1993 - Em Portugal - concurso atribuição da licença de segunda geração á “Optimus”. o Serviço Móvel Terrestre atinge 1,5 milhões de assinantes. 1999 - Abandono pela “TMN” da tecnologia analógica. O serviço Móvel Terrestre em Portugal atinge 6,7 milhões de assinantes. 2001 - Em Portugal foram emitidas as licenças “UMTS” ,criação, da “ICP/ANACOM”,o Serviço Móvel Terrestre atinge 8 milhões de assinantes. 2003 - Em Portugal atribuição, de frequências adicionais para “UMTS” aos outros três operadores - “Optimus”, “TMN” e “Vodafone”. Revogação, por despacho do Ministro da Economia, da licença de “UMTS” da “OniWay”. O Serviço Móvel Terrestre atinge 9,34 milhões de assinantes. 2004 - Finalmente em Portugal,iniciada a oferta comercial do sistema “UMTS” pelo operador “TMN”.Depois “Vodafone” e “Optimus”.

19

História do Telefone e telemóvel.

Conclusão

O telefone veículo de comunicação.

No Inicio era algo impensável que tal invento como o telefone pudesse revolucionar o mundo das telecomunicações, e como e normal quando algo de novo aparece nunca é bem aceite, até que público, ao tomar contacto com um invento acaba por aceita-lo e ao longo do tempo ele vai fazendo parte do quotidiano se o mesmo for realmente útil é o caso do telefone e também do computador. Neste trabalho abordamos o telefone e o telemóvel no contexto histórico desde o seu invento até aos dias de hoje passando pelo seu funcionamento desenvolvimento e de como ele foi e é importante para a sociedade na evolução do mesma ou seja o seu contributo, ainda as controvérsias existentes em relação ao seu invento.

20

História do Telefone

Webgrafia
http://www.historiadetudo.com/telefone.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Telefone#Hist.C3.B3ria http://www.historiadetudo.com/telefone.html http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/historia-do-telefone/historia-do-telefone.php http://telefonefax.pbworks.com/HISTÓRIA+DO+TELEFONE+E+FAX http://www.razonypalabra.org.mx/anteriores/n41/gazevedo.html

Paulo Vasco e Pedro Capitaz. TI-267

21

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->